SlideShare uma empresa Scribd logo
REDAÇÃO: ENEM
curso de
CONTEÚDO DO CURSO
AULA 1 Apresentação do curso e os critérios do Enem
AULA 2 O que é uma dissertação-argumentativa?
AULA 3 Apresentando sua tese: introdução
AULA 4 Desenvolvimento do texto
AULA 5 Desenvolvimento do texto
AULA 6 Proposta de intervenção e conclusão
AULA 7 Produção textual
AULA 8 Comentários sobre as produções e revisão dos pontos mais importantes do curso
AULA 9 Dicas para realização da prova
Horário das aulas: sexta-feira, 12h30 – 13h15
Período do curso: 21 de agosto até 23 de outubro de 2015
Professoras: Aline Gomes e Natália Moraes
ENEM: E DAÍ?
ingresso ao
ENSINO SUPERIORUniversidades públicas pelo SISU, Universidades privadas
com bolsa pelo PROUNI, financiamento estudantil pelo
FIES, parte da nota de processos seletivos de
Universidades públicas e Ciências sem Fronteiras.
CONTEÚDO DAS PROVAS
Linguagens,
códigos e suas tecnologias
REDAÇÃO Matemática
e suas tecnologias
Ciências da Natureza
e suas tecnologias e suas tecnologias
Ciências Humanas
Quais as razões para se atribuir nota ZERO a uma redação?
 Fuga total ao tema
 Não obediência a estrutura dissertativo-argumentativa
 Texto com até sete linhas
 Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto
deliberadamente desconectada do tema proposto
 Desrespeito aos direitos humanos
Para efeito de avaliação e de contagem do mínimo de
linhas, a cópia parcial dos textos motivadores ou de
questões objetivas do caderno de prova acarretará a
desconsideração do número de linhas copiadas, valendo
somente as que foram produzidas pelo autor do texto.
IMPORTANTE
Procure escrever sua redação com letra legível, para
evitar dúvidas no momento da avaliação. Redação
com letra ilegível não poderá ser avaliada.
IMPORTANTE
O que é um texto dissertativo-argumentativo?
O texto dissertativo-argumentativo é organizado na defesa de um ponto de
vista sobre determinado assunto. É fundamentado com argumentos, para
influenciar a opinião do leitor ou ouvinte, tentando convencê-lo de que a
ideia defendida está correta. É preciso, portanto, expor e explicar ideias.
Daí a sua dupla natureza: é argumentativo porque defende uma tese, uma
opinião, e é dissertativo porque se utiliza de explicações para justificá-la.
VAMOS RETOMAR ESSE PONTO NA AULA 2 USANDO
ALGUNS EXEMPLOS DE TEXTOS COM NOTA MÁXIMA.
Como a redação será avaliada?
Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de
conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-
argumentativo em prosa.
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e
argumentos em defesa de um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a
construção da argumentação.
Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os
direitos humanos.
COMPETÊNCIA 1
Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
Na redação do seu texto, você deve procurar ser claro, objetivo e direto, empregar um vocabulário mais variado
e preciso, diferente do que utiliza quando fala, e seguir as regras estabelecidas pela modalidade escrita formal
da Língua Portuguesa.
É importante que seu texto apresente:
 ausência de marcas de oralidade e de registro informal;
 precisão vocabular; e
 obediência às regras de:
• concordância nominal e verbal;
• regência nominal e verbal;
• pontuação;
• flexão de nomes e verbos;
• colocação de pronomes oblíquos (átonos e tônicos);
• grafia das palavras (inclusive acentuação gráfica e emprego de letras maiúsculas e minúsculas); e
• divisão silábica na mudança de linha (translineação).
COMPETÊNCIA 1
200
160
120
80
40
0
Demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro. Desvios
gramaticais ou de convenções da escrita serão aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizem
reincidência.
Demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com
poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita.
Demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com alguns
desvios gramaticais e de convenções da escrita.
Demonstra domínio insuficiente da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, com muitos desvios gramaticais, de
escolha de registro e de convenções da escrita.
Demonstra domínio precário da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, de forma sistemática, com
diversificados e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita
Demonstra desconhecimento da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
COMPETÊNCIA 1
COMPETÊNCIA 2
Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para
desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
Algumas dicas:
Leia com atenção a proposta da redação e os textos motivadores.
Não copie trechos dos textos motivadores. Lembre-se de que eles foram apresentados apenas para
despertar seus conhecimentos sobre o tema.
Utilize informações de várias áreas do conhecimento, demonstrando que você está atualizado em relação ao
que acontece no mundo.
Evite recorrer a reflexões previsíveis, que demonstram pouca originalidade no desenvolvimento do tema
proposto.
Examine, com atenção, a introdução e a conclusão para ver se há coerência entre o início e o fim.
CUIDADO: Considera-se tangenciamento ao tema a abordagem parcial, realizada somente nos limites
do assunto mais amplo a que o tema está vinculado, deixando em segundo plano a discussão em torno
do eixo temático objetivamente proposto.
EXEMPLO: No Enem 2012, por exemplo, algumas redações se restringiram a discutir apenas a questão dos
movimentos migratórios de um modo geral, sem associação ao fenômeno da imigração para o Brasil no século
XXI. As possibilidades que levaram o texto a ser avaliado como tangenciamento ao tema foram as seguintes:
Possibilidade I: redação completamente estruturada no debate sobre imigração para o Brasil em geral (mas não
no século XXI).
Possibilidade II: redação completamente estruturada no debate sobre a situação e a presença do estrangeiro,
sem associação ao processo de sua vinda para o Brasil, ou seja, sobre questões genéricas do estrangeiro sem
vinculação com o fenômeno imigratório para o Brasil.
COMPETÊNCIA 2
200
160
120
80
40
0
Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo, e
apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo.
Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-
argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão.
Desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-
argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão.
Desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta domínio insuficiente do
texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição, argumentação e conclusão.
Apresenta o assunto, tangenciando o tema, ou demonstra domínio precário do texto dissertativo-argumentativo,
com traços constantes de outros tipos textuais.
Fuga ao tema/não atendimento à estrutura dissertativo-argumentativa.
COMPETÊNCIA 2
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em
defesa de um ponto de vista.
Na organização do texto dissertativo-argumentativo, você deve procurar atender às seguintes exigências:
• apresentação clara da tese e seleção dos argumentos que a sustentam;
• encadeamento das ideias, de modo que cada parágrafo apresente informações novas, coerentes com o
que foi apresentado anteriormente, sem repetições ou saltos temáticos;
• congruência entre as informações do texto e a realidade; e
• precisão vocabular.
COMPETÊNCIA 3
200
160
120
80
40
0
Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada,
configurando autoria, em defesa de um ponto de vista.
Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, em
defesa de um ponto de vista.
Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, limitados aos argumentos dos textos motivadores
e pouco organizados, em defesa de um ponto de vista.
Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados
aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista.
Apresenta informações, fatos e opiniões pouco relacionados ao tema ou incoerentes e sem defesa de um ponto
de vista.
Apresenta informações, fatos e opiniões não relacionados ao tema e sem defesa de um ponto de vista.
COMPETÊNCIA 3
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da
argumentação.
CALMA, VAMOS ESTUDAR ESSA COMPETÊNCIA NA AULA 2!
COMPETÊNCIA 4
COMPETÊNCIA 4
200
160
120
80
40
0
Articula bem as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.
Articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.
Articula as partes do texto, de forma mediana, com inadequações e apresenta repertório pouco diversificado de
recursos coesivos.
Articula as partes do texto, de forma insuficiente, com muitas inadequações e apresenta repertório limitado de
recursos coesivos.
Articula as partes do texto de forma precária.
Ausência de marcas de articulação, resultando em fragmentação das ideias.
Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
CALMA, VAMOS ESTUDAR ESSA COMPETÊNCIA NA AULA 6!
COMPETÊNCIA 5
COMPETÊNCIA 5
200
160
120
80
40
0
Elabora muito bem proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão
desenvolvida no texto.
Elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.
Elabora, de forma mediana, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida
no texto.
Elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema ou não articulada com a discussão
desenvolvida no texto.
Apresenta proposta de intervenção vaga, precária ou relacionada apenas ao assunto.
Não apresenta proposta de intervenção ou apresenta proposta não relacionada ao tema ou ao assunto.
EXEMPLO
Apresentação do tema e discussão de um problema
Desde sua invenção, a bebida alcoólica faz parte da cultura de diversas civilizações. Porém,
com o surgimento do automóvel, essa e aquela não podem ser variáveis de uma mesma
equação. Nesse aspecto, a Lei Seca implantada no Brasil reduziu consideravelmente o
número de mortes por acidentes de trânsito. Entretanto, o individualismo da sociedade e o
sistema de transporte dificultam um efeito definitivo.
Apresentação de causas e de consequências
A aplicação do código de trânsito encontra seu maior desafio no alto índice de
transgressão. Isso ocorre devido à mentalidade individualista da maioria das pessoas, já
citada pelo filósofo John Locke, que acredita que as leis servem para os outros mas não
para si. Além disso, a má qualidade educacional, principalmente do ensino público, reduz o
conhecimento acerca de cidadania e dos direitos necessários para sua execução. Dessa
forma a quantidade de acidentes nas cidades e estradas ainda é grande, assim como o
número de mortes.
EXEMPLO
Apresentação de causas e de consequências
Ademais, o sistema de transporte no Brasil também dificulta a execução da Lei Seca. Isso é
consequência da baixa disponibilidade de ônibus, trêns e metrôs durante a noite e a
madrugada, horário em que há maior consumo de bebidas alcoólicas. Essa falta ocorre,
principalmente, em bairros periféricos, cidades pequenas e médias. Além disso, a escassez
de segurança desincentiva o uso desses. Assim, muitas pessoas optam por dirigir,
colocando em risco a vida delas e de outros.
EXEMPLO
Apresentação de uma proposta de intervenção e fechamento da discussão
Portanto, a Lei Seca é importante para a redução do número de acidentes de trânsito.
Porém, sua efetividade completa só ocorrerá com a mobilização da sociedade. Sendo
assim, é preciso que o governo acrescente ao currículo escolar disciplinas como cidadania
e segurança no tráfego, além de tornar mais rígidas as punições pelas transgressões e
aumentar o número de postos de fiscalização. Ademais, deve-se fazer uma reforma no
sistema de transportes públicos, aumentando o número desses nos horários noturnos e
nas cidades periféricas. Dessa forma, será possível reduzir o número de mortes no
trânsito e chegar a uma sociedade menos individualista.
EXEMPLO
REDAÇÃO: ENEM
curso de
www.cursoderedacaoenem2015.jimdo.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
O índio na literatura brasileira
O índio na literatura brasileiraO índio na literatura brasileira
O índio na literatura brasileira
ma.no.el.ne.ves
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
CrisBiagio
 
Competências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEMCompetências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEM
ma.no.el.ne.ves
 
O que é o texto dissertativo
O que é o texto dissertativoO que é o texto dissertativo
O que é o texto dissertativo
Bernadete Carrijo Oliveira
 
Aulas gêneros e tipos textuais
Aulas   gêneros e tipos textuaisAulas   gêneros e tipos textuais
Aulas gêneros e tipos textuais
Mairus Prete
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Ricardo Leandro Flores Ricalde
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
Ramilson Saldanha
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
bubble13
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
Cláudia Heloísa
 
As vanguardas-europeias
As vanguardas-europeiasAs vanguardas-europeias
As vanguardas-europeias
Andre Lucas
 
Redacao enem
Redacao enemRedacao enem
Redacao enem
Jerry Adriano
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
Ademir Teixeira de Freitas
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
Zenia Ferreira
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
Francis Paula
 

Mais procurados (20)

Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
O índio na literatura brasileira
O índio na literatura brasileiraO índio na literatura brasileira
O índio na literatura brasileira
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
A redação aula 1
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Competências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEMCompetências avaliadas na redação do ENEM
Competências avaliadas na redação do ENEM
 
O que é o texto dissertativo
O que é o texto dissertativoO que é o texto dissertativo
O que é o texto dissertativo
 
Aulas gêneros e tipos textuais
Aulas   gêneros e tipos textuaisAulas   gêneros e tipos textuais
Aulas gêneros e tipos textuais
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
As vanguardas-europeias
As vanguardas-europeiasAs vanguardas-europeias
As vanguardas-europeias
 
Redacao enem
Redacao enemRedacao enem
Redacao enem
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 

Destaque

Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficosExercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
ma.no.el.ne.ves
 
Reconto da história
Reconto da históriaReconto da história
Reconto da história
Teresa França
 
Resumo, Síntese vs Reconto
Resumo, Síntese vs RecontoResumo, Síntese vs Reconto
Resumo, Síntese vs Reconto
Lurdes Augusto
 
História em quadrinho
História em quadrinhoHistória em quadrinho
História em quadrinho
Cristiane Trindade
 
Linguagem formal e informal maria
Linguagem formal e informal  mariaLinguagem formal e informal  maria
Linguagem formal e informal maria
Cristiane Trindade
 
Linguagem, língua e variabilidade versão resumida
Linguagem, língua e variabilidade versão resumidaLinguagem, língua e variabilidade versão resumida
Linguagem, língua e variabilidade versão resumida
Raquel Souza
 
IPT - Unidades II e IV
IPT - Unidades II e IVIPT - Unidades II e IV
IPT - Unidades II e IV
admunip2013
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
Professor Rômulo Viana
 
Projeto linguage formal e informal
Projeto linguage formal e informalProjeto linguage formal e informal
Projeto linguage formal e informal
grupo03eproinfo
 
Aula3 linguagem formal e informal prof andre luiz
Aula3  linguagem formal e informal  prof andre luizAula3  linguagem formal e informal  prof andre luiz
Aula3 linguagem formal e informal prof andre luiz
André Figundio
 
Fundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesaFundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesa
Glacemi Loch
 
Trabalho power point síntese
Trabalho power point   sínteseTrabalho power point   síntese
Trabalho power point síntese
natialvesm
 
Teoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamental
Teoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamentalTeoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamental
Teoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamental
Fatinha Bretas
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
Kelvin Illitch Santos
 
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoLinguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Flavia Barretto Corrêa Catita
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
welton santos
 
Aula de português
Aula de portuguêsAula de português
Aula de português
Jefferson Sales
 
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALCOMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
nehemiasj
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
blogdoalunocefa
 
Interpretação De Texto
Interpretação De TextoInterpretação De Texto
Interpretação De Texto
clemildapetrolina
 

Destaque (20)

Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficosExercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
 
Reconto da história
Reconto da históriaReconto da história
Reconto da história
 
Resumo, Síntese vs Reconto
Resumo, Síntese vs RecontoResumo, Síntese vs Reconto
Resumo, Síntese vs Reconto
 
História em quadrinho
História em quadrinhoHistória em quadrinho
História em quadrinho
 
Linguagem formal e informal maria
Linguagem formal e informal  mariaLinguagem formal e informal  maria
Linguagem formal e informal maria
 
Linguagem, língua e variabilidade versão resumida
Linguagem, língua e variabilidade versão resumidaLinguagem, língua e variabilidade versão resumida
Linguagem, língua e variabilidade versão resumida
 
IPT - Unidades II e IV
IPT - Unidades II e IVIPT - Unidades II e IV
IPT - Unidades II e IV
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
 
Projeto linguage formal e informal
Projeto linguage formal e informalProjeto linguage formal e informal
Projeto linguage formal e informal
 
Aula3 linguagem formal e informal prof andre luiz
Aula3  linguagem formal e informal  prof andre luizAula3  linguagem formal e informal  prof andre luiz
Aula3 linguagem formal e informal prof andre luiz
 
Fundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesaFundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesa
 
Trabalho power point síntese
Trabalho power point   sínteseTrabalho power point   síntese
Trabalho power point síntese
 
Teoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamental
Teoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamentalTeoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamental
Teoria e prática da Língua Portuguesa – Ensino fundamental
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
 
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoLinguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
 
Aula de português
Aula de portuguêsAula de português
Aula de português
 
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALCOMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
 
Interpretação De Texto
Interpretação De TextoInterpretação De Texto
Interpretação De Texto
 

Semelhante a Curso de Redação para o Enem: Aula 1

Critério de avaliação redação enem
Critério de avaliação redação enemCritério de avaliação redação enem
Critério de avaliação redação enem
Seduc/AM
 
Redacao enem - 3 anos 2013
Redacao   enem - 3 anos 2013Redacao   enem - 3 anos 2013
Redacao enem - 3 anos 2013
Matheus Milani
 
apostila-redacao-enem.pdf
apostila-redacao-enem.pdfapostila-redacao-enem.pdf
apostila-redacao-enem.pdf
Kele Santos
 
Critérios de correção redação vestibulares
Critérios de correção redação vestibularesCritérios de correção redação vestibulares
Critérios de correção redação vestibulares
Bianca Cerveira
 
Guia de redação do enem
Guia de redação do enemGuia de redação do enem
Guia de redação do enem
Thaiza Oliveira
 
A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.
A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.
A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.
RobertaCamposdeCarva
 
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
Manual do aluno de produção textual   em-admin-thinkManual do aluno de produção textual   em-admin-think
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
MatheusMesquitaMelo
 
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
Manual do aluno de produção textual   em-admin-thinkManual do aluno de produção textual   em-admin-think
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
MatheusMesquitaMelo
 
Critérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEMCritérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEM
Francisco Muniz
 
Critérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEMCritérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEM
Francisco Muniz
 
Dissertação competências
Dissertação competênciasDissertação competências
Dissertação competências
ssuserf6174e
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
Cynthia Funchal
 
Matriz Redacao Enem
Matriz Redacao EnemMatriz Redacao Enem
Matriz Redacao Enem
Ronildo Pinheiro
 
Redação - Temas e Propostas - 3 ano.pdf
Redação - Temas e Propostas - 3 ano.pdfRedação - Temas e Propostas - 3 ano.pdf
Redação - Temas e Propostas - 3 ano.pdf
EditoraEnovus2
 
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETOAULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
Antônio Fernandes
 
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEMCOMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
Cynthia Funchal
 
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Harley Cunha
 
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Emerson Assis
 
Redação - Enem.pptx
Redação - Enem.pptxRedação - Enem.pptx
Redação - Enem.pptx
CAMILACRISTINASILVAB
 
RedaçãO Enem
RedaçãO EnemRedaçãO Enem
RedaçãO Enem
Walace Cestari
 

Semelhante a Curso de Redação para o Enem: Aula 1 (20)

Critério de avaliação redação enem
Critério de avaliação redação enemCritério de avaliação redação enem
Critério de avaliação redação enem
 
Redacao enem - 3 anos 2013
Redacao   enem - 3 anos 2013Redacao   enem - 3 anos 2013
Redacao enem - 3 anos 2013
 
apostila-redacao-enem.pdf
apostila-redacao-enem.pdfapostila-redacao-enem.pdf
apostila-redacao-enem.pdf
 
Critérios de correção redação vestibulares
Critérios de correção redação vestibularesCritérios de correção redação vestibulares
Critérios de correção redação vestibulares
 
Guia de redação do enem
Guia de redação do enemGuia de redação do enem
Guia de redação do enem
 
A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.
A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.
A REDAÇÃO DO ENEM - HISTÓRICO, COMPETÊNCIAS E EXPLICAÇÕES GERAIS.
 
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
Manual do aluno de produção textual   em-admin-thinkManual do aluno de produção textual   em-admin-think
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
 
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
Manual do aluno de produção textual   em-admin-thinkManual do aluno de produção textual   em-admin-think
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
 
Critérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEMCritérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEM
 
Critérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEMCritérios para correção de redações - ENEM
Critérios para correção de redações - ENEM
 
Dissertação competências
Dissertação competênciasDissertação competências
Dissertação competências
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
 
Matriz Redacao Enem
Matriz Redacao EnemMatriz Redacao Enem
Matriz Redacao Enem
 
Redação - Temas e Propostas - 3 ano.pdf
Redação - Temas e Propostas - 3 ano.pdfRedação - Temas e Propostas - 3 ano.pdf
Redação - Temas e Propostas - 3 ano.pdf
 
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETOAULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
AULÃO DE REDAÇÃO PREPARATÓRIO PARA ENEM 2017. PROFESSOR: ANTÔNIO FERNANDES NETO
 
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEMCOMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
 
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
 
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
 
Redação - Enem.pptx
Redação - Enem.pptxRedação - Enem.pptx
Redação - Enem.pptx
 
RedaçãO Enem
RedaçãO EnemRedaçãO Enem
RedaçãO Enem
 

Mais de Aline Gomes

Aulão do ENEM Vitoriano: Ciências Humas
Aulão do ENEM Vitoriano: Ciências HumasAulão do ENEM Vitoriano: Ciências Humas
Aulão do ENEM Vitoriano: Ciências Humas
Aline Gomes
 
[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA
[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA
[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA
Aline Gomes
 
[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO
[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO
[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO
Aline Gomes
 
Revisão 2
Revisão 2Revisão 2
Revisão 2
Aline Gomes
 
Revisão 2
Revisão 2Revisão 2
Revisão 2
Aline Gomes
 
Comécio mundial e blocos econômicos
Comécio mundial e blocos econômicosComécio mundial e blocos econômicos
Comécio mundial e blocos econômicos
Aline Gomes
 
5 Matemática e suas tecnologias
5 Matemática e suas tecnologias5 Matemática e suas tecnologias
5 Matemática e suas tecnologias
Aline Gomes
 
6 Redação no ENEM
6 Redação no ENEM6 Redação no ENEM
6 Redação no ENEM
Aline Gomes
 
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Aline Gomes
 
3 Ciências Humanas
3 Ciências Humanas3 Ciências Humanas
3 Ciências Humanas
Aline Gomes
 
2 Ciências da Natureza e suas tecnologias
2 Ciências da Natureza e suas tecnologias2 Ciências da Natureza e suas tecnologias
2 Ciências da Natureza e suas tecnologias
Aline Gomes
 
1 Estrutura do Enem
1 Estrutura do Enem1 Estrutura do Enem
1 Estrutura do Enem
Aline Gomes
 
1 - Estrutura do ENEM
1 - Estrutura do ENEM1 - Estrutura do ENEM
1 - Estrutura do ENEM
Aline Gomes
 
Curso de Redação para o ENEM: Aula 8
Curso de Redação para o ENEM: Aula 8 Curso de Redação para o ENEM: Aula 8
Curso de Redação para o ENEM: Aula 8
Aline Gomes
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 6
Curso de Redação para o Enem: Aula 6Curso de Redação para o Enem: Aula 6
Curso de Redação para o Enem: Aula 6
Aline Gomes
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 5
Curso de Redação para o Enem: Aula 5Curso de Redação para o Enem: Aula 5
Curso de Redação para o Enem: Aula 5
Aline Gomes
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 4
Curso de Redação para o Enem: Aula 4Curso de Redação para o Enem: Aula 4
Curso de Redação para o Enem: Aula 4
Aline Gomes
 
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Aline Gomes
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 3
Curso de Redação para o Enem: Aula 3Curso de Redação para o Enem: Aula 3
Curso de Redação para o Enem: Aula 3
Aline Gomes
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 2
Curso de Redação para o Enem: Aula 2Curso de Redação para o Enem: Aula 2
Curso de Redação para o Enem: Aula 2
Aline Gomes
 

Mais de Aline Gomes (20)

Aulão do ENEM Vitoriano: Ciências Humas
Aulão do ENEM Vitoriano: Ciências HumasAulão do ENEM Vitoriano: Ciências Humas
Aulão do ENEM Vitoriano: Ciências Humas
 
[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA
[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA
[ AULA 01 ] CARTOGRAFIA
 
[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO
[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO
[ AULA 1 LV ] O CORTIÇO, ALUÍSIO AZEVEDO
 
Revisão 2
Revisão 2Revisão 2
Revisão 2
 
Revisão 2
Revisão 2Revisão 2
Revisão 2
 
Comécio mundial e blocos econômicos
Comécio mundial e blocos econômicosComécio mundial e blocos econômicos
Comécio mundial e blocos econômicos
 
5 Matemática e suas tecnologias
5 Matemática e suas tecnologias5 Matemática e suas tecnologias
5 Matemática e suas tecnologias
 
6 Redação no ENEM
6 Redação no ENEM6 Redação no ENEM
6 Redação no ENEM
 
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
 
3 Ciências Humanas
3 Ciências Humanas3 Ciências Humanas
3 Ciências Humanas
 
2 Ciências da Natureza e suas tecnologias
2 Ciências da Natureza e suas tecnologias2 Ciências da Natureza e suas tecnologias
2 Ciências da Natureza e suas tecnologias
 
1 Estrutura do Enem
1 Estrutura do Enem1 Estrutura do Enem
1 Estrutura do Enem
 
1 - Estrutura do ENEM
1 - Estrutura do ENEM1 - Estrutura do ENEM
1 - Estrutura do ENEM
 
Curso de Redação para o ENEM: Aula 8
Curso de Redação para o ENEM: Aula 8 Curso de Redação para o ENEM: Aula 8
Curso de Redação para o ENEM: Aula 8
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 6
Curso de Redação para o Enem: Aula 6Curso de Redação para o Enem: Aula 6
Curso de Redação para o Enem: Aula 6
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 5
Curso de Redação para o Enem: Aula 5Curso de Redação para o Enem: Aula 5
Curso de Redação para o Enem: Aula 5
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 4
Curso de Redação para o Enem: Aula 4Curso de Redação para o Enem: Aula 4
Curso de Redação para o Enem: Aula 4
 
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
Resolução Geografia Simulado Unicamp/Fuvest 08/09
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 3
Curso de Redação para o Enem: Aula 3Curso de Redação para o Enem: Aula 3
Curso de Redação para o Enem: Aula 3
 
Curso de Redação para o Enem: Aula 2
Curso de Redação para o Enem: Aula 2Curso de Redação para o Enem: Aula 2
Curso de Redação para o Enem: Aula 2
 

Último

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 

Curso de Redação para o Enem: Aula 1

  • 2. CONTEÚDO DO CURSO AULA 1 Apresentação do curso e os critérios do Enem AULA 2 O que é uma dissertação-argumentativa? AULA 3 Apresentando sua tese: introdução AULA 4 Desenvolvimento do texto AULA 5 Desenvolvimento do texto AULA 6 Proposta de intervenção e conclusão AULA 7 Produção textual AULA 8 Comentários sobre as produções e revisão dos pontos mais importantes do curso AULA 9 Dicas para realização da prova Horário das aulas: sexta-feira, 12h30 – 13h15 Período do curso: 21 de agosto até 23 de outubro de 2015 Professoras: Aline Gomes e Natália Moraes
  • 3. ENEM: E DAÍ? ingresso ao ENSINO SUPERIORUniversidades públicas pelo SISU, Universidades privadas com bolsa pelo PROUNI, financiamento estudantil pelo FIES, parte da nota de processos seletivos de Universidades públicas e Ciências sem Fronteiras.
  • 4. CONTEÚDO DAS PROVAS Linguagens, códigos e suas tecnologias REDAÇÃO Matemática e suas tecnologias Ciências da Natureza e suas tecnologias e suas tecnologias Ciências Humanas
  • 5. Quais as razões para se atribuir nota ZERO a uma redação?  Fuga total ao tema  Não obediência a estrutura dissertativo-argumentativa  Texto com até sete linhas  Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto  Desrespeito aos direitos humanos Para efeito de avaliação e de contagem do mínimo de linhas, a cópia parcial dos textos motivadores ou de questões objetivas do caderno de prova acarretará a desconsideração do número de linhas copiadas, valendo somente as que foram produzidas pelo autor do texto. IMPORTANTE Procure escrever sua redação com letra legível, para evitar dúvidas no momento da avaliação. Redação com letra ilegível não poderá ser avaliada. IMPORTANTE
  • 6. O que é um texto dissertativo-argumentativo? O texto dissertativo-argumentativo é organizado na defesa de um ponto de vista sobre determinado assunto. É fundamentado com argumentos, para influenciar a opinião do leitor ou ouvinte, tentando convencê-lo de que a ideia defendida está correta. É preciso, portanto, expor e explicar ideias. Daí a sua dupla natureza: é argumentativo porque defende uma tese, uma opinião, e é dissertativo porque se utiliza de explicações para justificá-la. VAMOS RETOMAR ESSE PONTO NA AULA 2 USANDO ALGUNS EXEMPLOS DE TEXTOS COM NOTA MÁXIMA.
  • 7. Como a redação será avaliada? Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo- argumentativo em prosa. Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
  • 8. COMPETÊNCIA 1 Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. Na redação do seu texto, você deve procurar ser claro, objetivo e direto, empregar um vocabulário mais variado e preciso, diferente do que utiliza quando fala, e seguir as regras estabelecidas pela modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. É importante que seu texto apresente:  ausência de marcas de oralidade e de registro informal;  precisão vocabular; e  obediência às regras de: • concordância nominal e verbal; • regência nominal e verbal; • pontuação; • flexão de nomes e verbos; • colocação de pronomes oblíquos (átonos e tônicos); • grafia das palavras (inclusive acentuação gráfica e emprego de letras maiúsculas e minúsculas); e • divisão silábica na mudança de linha (translineação).
  • 10. 200 160 120 80 40 0 Demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita serão aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizem reincidência. Demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita. Demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita. Demonstra domínio insuficiente da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, com muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita. Demonstra domínio precário da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, de forma sistemática, com diversificados e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita Demonstra desconhecimento da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. COMPETÊNCIA 1
  • 11. COMPETÊNCIA 2 Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa. Algumas dicas: Leia com atenção a proposta da redação e os textos motivadores. Não copie trechos dos textos motivadores. Lembre-se de que eles foram apresentados apenas para despertar seus conhecimentos sobre o tema. Utilize informações de várias áreas do conhecimento, demonstrando que você está atualizado em relação ao que acontece no mundo. Evite recorrer a reflexões previsíveis, que demonstram pouca originalidade no desenvolvimento do tema proposto. Examine, com atenção, a introdução e a conclusão para ver se há coerência entre o início e o fim.
  • 12. CUIDADO: Considera-se tangenciamento ao tema a abordagem parcial, realizada somente nos limites do assunto mais amplo a que o tema está vinculado, deixando em segundo plano a discussão em torno do eixo temático objetivamente proposto. EXEMPLO: No Enem 2012, por exemplo, algumas redações se restringiram a discutir apenas a questão dos movimentos migratórios de um modo geral, sem associação ao fenômeno da imigração para o Brasil no século XXI. As possibilidades que levaram o texto a ser avaliado como tangenciamento ao tema foram as seguintes: Possibilidade I: redação completamente estruturada no debate sobre imigração para o Brasil em geral (mas não no século XXI). Possibilidade II: redação completamente estruturada no debate sobre a situação e a presença do estrangeiro, sem associação ao processo de sua vinda para o Brasil, ou seja, sobre questões genéricas do estrangeiro sem vinculação com o fenômeno imigratório para o Brasil. COMPETÊNCIA 2
  • 13. 200 160 120 80 40 0 Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo, e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo. Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo- argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo- argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta domínio insuficiente do texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição, argumentação e conclusão. Apresenta o assunto, tangenciando o tema, ou demonstra domínio precário do texto dissertativo-argumentativo, com traços constantes de outros tipos textuais. Fuga ao tema/não atendimento à estrutura dissertativo-argumentativa. COMPETÊNCIA 2
  • 14. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. Na organização do texto dissertativo-argumentativo, você deve procurar atender às seguintes exigências: • apresentação clara da tese e seleção dos argumentos que a sustentam; • encadeamento das ideias, de modo que cada parágrafo apresente informações novas, coerentes com o que foi apresentado anteriormente, sem repetições ou saltos temáticos; • congruência entre as informações do texto e a realidade; e • precisão vocabular. COMPETÊNCIA 3
  • 15. 200 160 120 80 40 0 Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, em defesa de um ponto de vista. Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, em defesa de um ponto de vista. Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, em defesa de um ponto de vista. Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista. Apresenta informações, fatos e opiniões pouco relacionados ao tema ou incoerentes e sem defesa de um ponto de vista. Apresenta informações, fatos e opiniões não relacionados ao tema e sem defesa de um ponto de vista. COMPETÊNCIA 3
  • 16. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. CALMA, VAMOS ESTUDAR ESSA COMPETÊNCIA NA AULA 2! COMPETÊNCIA 4
  • 17. COMPETÊNCIA 4 200 160 120 80 40 0 Articula bem as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos. Articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos. Articula as partes do texto, de forma mediana, com inadequações e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos. Articula as partes do texto, de forma insuficiente, com muitas inadequações e apresenta repertório limitado de recursos coesivos. Articula as partes do texto de forma precária. Ausência de marcas de articulação, resultando em fragmentação das ideias.
  • 18. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. CALMA, VAMOS ESTUDAR ESSA COMPETÊNCIA NA AULA 6! COMPETÊNCIA 5
  • 19. COMPETÊNCIA 5 200 160 120 80 40 0 Elabora muito bem proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Elabora, de forma mediana, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema ou não articulada com a discussão desenvolvida no texto. Apresenta proposta de intervenção vaga, precária ou relacionada apenas ao assunto. Não apresenta proposta de intervenção ou apresenta proposta não relacionada ao tema ou ao assunto.
  • 20. EXEMPLO Apresentação do tema e discussão de um problema Desde sua invenção, a bebida alcoólica faz parte da cultura de diversas civilizações. Porém, com o surgimento do automóvel, essa e aquela não podem ser variáveis de uma mesma equação. Nesse aspecto, a Lei Seca implantada no Brasil reduziu consideravelmente o número de mortes por acidentes de trânsito. Entretanto, o individualismo da sociedade e o sistema de transporte dificultam um efeito definitivo.
  • 21. Apresentação de causas e de consequências A aplicação do código de trânsito encontra seu maior desafio no alto índice de transgressão. Isso ocorre devido à mentalidade individualista da maioria das pessoas, já citada pelo filósofo John Locke, que acredita que as leis servem para os outros mas não para si. Além disso, a má qualidade educacional, principalmente do ensino público, reduz o conhecimento acerca de cidadania e dos direitos necessários para sua execução. Dessa forma a quantidade de acidentes nas cidades e estradas ainda é grande, assim como o número de mortes. EXEMPLO
  • 22. Apresentação de causas e de consequências Ademais, o sistema de transporte no Brasil também dificulta a execução da Lei Seca. Isso é consequência da baixa disponibilidade de ônibus, trêns e metrôs durante a noite e a madrugada, horário em que há maior consumo de bebidas alcoólicas. Essa falta ocorre, principalmente, em bairros periféricos, cidades pequenas e médias. Além disso, a escassez de segurança desincentiva o uso desses. Assim, muitas pessoas optam por dirigir, colocando em risco a vida delas e de outros. EXEMPLO
  • 23. Apresentação de uma proposta de intervenção e fechamento da discussão Portanto, a Lei Seca é importante para a redução do número de acidentes de trânsito. Porém, sua efetividade completa só ocorrerá com a mobilização da sociedade. Sendo assim, é preciso que o governo acrescente ao currículo escolar disciplinas como cidadania e segurança no tráfego, além de tornar mais rígidas as punições pelas transgressões e aumentar o número de postos de fiscalização. Ademais, deve-se fazer uma reforma no sistema de transportes públicos, aumentando o número desses nos horários noturnos e nas cidades periféricas. Dessa forma, será possível reduzir o número de mortes no trânsito e chegar a uma sociedade menos individualista. EXEMPLO