SlideShare uma empresa Scribd logo
CURIOSIDADES
A MTC na Fisiologia
As funções dos diversos sistemas corporais apresentam polaridades na essência
das suas atividades. Essas atividades são reguladas pelos Sistemas Nervoso
Autônomo (Simpático e Parassimpático) que atuam integradamente no sentido de
adaptar o organismo as suas necessidades. Exemplo:
A situação de medo ou alerta é capaz de deflagrar uma descarga que visa
preparar o paciente à reação de luta ou fuga, ativando o sistema circulatório, elevando
a pressão arterial, dilatando os brônquios, fazendo a redistribuição do sangue etc.
O Sistema Nervoso Autônomo (Simpático e Parassimpático) melhor do que
qualquer outro, pode ser visto dessa forma, já que funciona estritamente sob uma
relação de Oposição e Interdepência.
Identificamos as atividades regidas pelo simpático como de natureza YANG, e
aquelas produzidas pelo parassimpático como de natureza YIN. Assim teremos:
Simpático (YANG):
 Aumento do volume-minuto sistólico. Taquicardia. Aumento da contratibilidade e
excitabilidade cardíaca; aumento do volume respiratório. Dilatação brônquica;
aumento circulatório da musculatura. Diminuição circulatória dos órgãos
digestivos;
 Diminuição circulatória da pele e mucosas, aumentos nas artérias pulmonar e
coronárias; diminuição do tônus e inibição da peristalse gástrica. Fechamento do
piloro; diminuição da peristalse e do tônus nos intestinos Delgado e Grosso;
 Inibição do músculo Destrusor da Bexiga e excitação do Esfíncter.
Parassimpático (YIN):
 Diminuição do volume-minuto cardíaco. Bradicardia. Diminuição da
contratibilidade e excitabilidade do músculo cardíaco; diminuição do volume
respiratório. Contração brônquica; diminuição circulatória da musculatura.
Aumento nos órgãos digestivos, na pele e mucosas;
 Aumento nos tônus, excitação peristáltica e abertura do piloro. Aumento do tônus
e peristalse dos intestinos Delgado e Grosso.
 Excitação do músculo Destrusor da Bexiga e relaxamento do Esfíncter.
Como podemos ver também o organismo humano apresenta um verdadeiro equilíbrio
interno entre forças de características opostas. E estas forças articulam-se em função
das relações desenvolvidas pelo organismo como um todo e o meio em que ele vive.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Muscular
MuscularMuscular
Muscular
paramore146
 
Sistema endocrino
Sistema endocrinoSistema endocrino
Sistema endocrino
Estude Mais
 
Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco
Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco
Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco
Pedro Miguel
 
Sistema cardiovascular e linfático veterinária
Sistema cardiovascular e linfático veterináriaSistema cardiovascular e linfático veterinária
Sistema cardiovascular e linfático veterinária
Marília Gomes
 
Sistema cardiovascular bárbara de castro
Sistema cardiovascular   bárbara de castroSistema cardiovascular   bárbara de castro
Sistema cardiovascular bárbara de castro
BarbaraCastroLoureiro
 
Sistema circulatorio powerpoint
Sistema circulatorio powerpointSistema circulatorio powerpoint
Sistema circulatorio powerpoint
isabelalexandrapinto
 

Mais procurados (6)

Muscular
MuscularMuscular
Muscular
 
Sistema endocrino
Sistema endocrinoSistema endocrino
Sistema endocrino
 
Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco
Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco
Sistema Nervoso Periférico Motor e Potencial de Ação Cardiaco
 
Sistema cardiovascular e linfático veterinária
Sistema cardiovascular e linfático veterináriaSistema cardiovascular e linfático veterinária
Sistema cardiovascular e linfático veterinária
 
Sistema cardiovascular bárbara de castro
Sistema cardiovascular   bárbara de castroSistema cardiovascular   bárbara de castro
Sistema cardiovascular bárbara de castro
 
Sistema circulatorio powerpoint
Sistema circulatorio powerpointSistema circulatorio powerpoint
Sistema circulatorio powerpoint
 

Semelhante a Curiosidades mtc na fisiologia

Fisiologia
FisiologiaFisiologia
Aula+sinais+vitais carmen
Aula+sinais+vitais carmenAula+sinais+vitais carmen
Aula+sinais+vitais carmen
drilopez
 
Qigong Respiracao
Qigong RespiracaoQigong Respiracao
Qigong Respiracao
guest1cf1b0
 
Apostila de socorros
Apostila de socorrosApostila de socorros
Apostila de socorros
douglaskix
 
Anatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humanaAnatomia e fisiologia humana
Sistema hormonal
Sistema hormonalSistema hormonal
Sistema hormonal
Tânia Reis
 
Conceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTC
Conceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTCConceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTC
Conceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTC
comunidadedepraticas
 
Fisiologia pulmonar
Fisiologia pulmonarFisiologia pulmonar
02 26 sinais vitais - Marion
02 26 sinais vitais  - Marion02 26 sinais vitais  - Marion
02 26 sinais vitais - Marion
laiscarlini
 
IMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSO
IMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSOIMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSO
IMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSO
Janderson Physios
 
Coração (1)
Coração (1)Coração (1)
Coração (1)
Gabriel Santos
 
414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico
414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico
414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico
mirenefrana1
 
Anatomia fisiologia humana
Anatomia fisiologia humanaAnatomia fisiologia humana
Anatomia fisiologia humana
LACLASSE Med pedro juanCaballero
 
Meridianos3
Meridianos3Meridianos3
Meridianos3
Isabel Torres
 
Fisiologia do exercício e pressão arterial
Fisiologia do exercício e pressão arterialFisiologia do exercício e pressão arterial
Fisiologia do exercício e pressão arterial
Luana Santos
 
Acupuntura + fitoterapia(1)
Acupuntura + fitoterapia(1)Acupuntura + fitoterapia(1)
Acupuntura + fitoterapia(1)
Cleverson Acup
 
Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015
resenfe2013
 
Zang fu
Zang fuZang fu
Aula x mecânica respiratória
Aula x  mecânica respiratóriaAula x  mecânica respiratória
Aula x mecânica respiratória
fernando
 
Fisiologia professor
Fisiologia professorFisiologia professor
Fisiologia professor
rainerbh
 

Semelhante a Curiosidades mtc na fisiologia (20)

Fisiologia
FisiologiaFisiologia
Fisiologia
 
Aula+sinais+vitais carmen
Aula+sinais+vitais carmenAula+sinais+vitais carmen
Aula+sinais+vitais carmen
 
Qigong Respiracao
Qigong RespiracaoQigong Respiracao
Qigong Respiracao
 
Apostila de socorros
Apostila de socorrosApostila de socorros
Apostila de socorros
 
Anatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humanaAnatomia e fisiologia humana
Anatomia e fisiologia humana
 
Sistema hormonal
Sistema hormonalSistema hormonal
Sistema hormonal
 
Conceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTC
Conceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTCConceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTC
Conceitos Fundamentais e diagnóstico em Acupuntura/MTC
 
Fisiologia pulmonar
Fisiologia pulmonarFisiologia pulmonar
Fisiologia pulmonar
 
02 26 sinais vitais - Marion
02 26 sinais vitais  - Marion02 26 sinais vitais  - Marion
02 26 sinais vitais - Marion
 
IMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSO
IMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSOIMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSO
IMPORTANCIA CLÍNICA - SINAIS VITAIS IDOSO
 
Coração (1)
Coração (1)Coração (1)
Coração (1)
 
414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico
414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico
414747629 atendente-de-farmacia-drogaria-e-consultorio-medico
 
Anatomia fisiologia humana
Anatomia fisiologia humanaAnatomia fisiologia humana
Anatomia fisiologia humana
 
Meridianos3
Meridianos3Meridianos3
Meridianos3
 
Fisiologia do exercício e pressão arterial
Fisiologia do exercício e pressão arterialFisiologia do exercício e pressão arterial
Fisiologia do exercício e pressão arterial
 
Acupuntura + fitoterapia(1)
Acupuntura + fitoterapia(1)Acupuntura + fitoterapia(1)
Acupuntura + fitoterapia(1)
 
Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015Fisiologia cardiaca 2015
Fisiologia cardiaca 2015
 
Zang fu
Zang fuZang fu
Zang fu
 
Aula x mecânica respiratória
Aula x  mecânica respiratóriaAula x  mecânica respiratória
Aula x mecânica respiratória
 
Fisiologia professor
Fisiologia professorFisiologia professor
Fisiologia professor
 

Mais de Dra Daliana Silva

Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Dra Daliana Silva
 
Pop exames (1)
Pop exames (1)Pop exames (1)
Pop exames (1)
Dra Daliana Silva
 
Auriculo revisão substâncias
Auriculo revisão  substânciasAuriculo revisão  substâncias
Auriculo revisão substâncias
Dra Daliana Silva
 
Auriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auricularesAuriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auriculares
Dra Daliana Silva
 
Curiosidades mtc na fisiologia
Curiosidades mtc na fisiologiaCuriosidades mtc na fisiologia
Curiosidades mtc na fisiologia
Dra Daliana Silva
 
Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01
Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01
Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01
Dra Daliana Silva
 
Trab.acup.anamnese
Trab.acup.anamneseTrab.acup.anamnese
Trab.acup.anamnese
Dra Daliana Silva
 
Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02
Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02
Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02
Dra Daliana Silva
 
Orelha sem cor auriculo
Orelha sem cor auriculoOrelha sem cor auriculo
Orelha sem cor auriculo
Dra Daliana Silva
 
Mapa auric 2b 20150416 0001(0)
Mapa auric 2b 20150416 0001(0)Mapa auric 2b 20150416 0001(0)
Mapa auric 2b 20150416 0001(0)
Dra Daliana Silva
 
Mapa auric 2a 20150416 0001(0)
Mapa auric 2a 20150416 0001(0)Mapa auric 2a 20150416 0001(0)
Mapa auric 2a 20150416 0001(0)
Dra Daliana Silva
 
As regios china
As regios chinaAs regios china
As regios china
Dra Daliana Silva
 
Auriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auricularesAuriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auriculares
Dra Daliana Silva
 

Mais de Dra Daliana Silva (13)

Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
 
Pop exames (1)
Pop exames (1)Pop exames (1)
Pop exames (1)
 
Auriculo revisão substâncias
Auriculo revisão  substânciasAuriculo revisão  substâncias
Auriculo revisão substâncias
 
Auriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auricularesAuriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auriculares
 
Curiosidades mtc na fisiologia
Curiosidades mtc na fisiologiaCuriosidades mtc na fisiologia
Curiosidades mtc na fisiologia
 
Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01
Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01
Acupunturaestticamodulo4 140704072452-phpapp01
 
Trab.acup.anamnese
Trab.acup.anamneseTrab.acup.anamnese
Trab.acup.anamnese
 
Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02
Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02
Pontosdealarmevceshumo 150226185727-conversion-gate02
 
Orelha sem cor auriculo
Orelha sem cor auriculoOrelha sem cor auriculo
Orelha sem cor auriculo
 
Mapa auric 2b 20150416 0001(0)
Mapa auric 2b 20150416 0001(0)Mapa auric 2b 20150416 0001(0)
Mapa auric 2b 20150416 0001(0)
 
Mapa auric 2a 20150416 0001(0)
Mapa auric 2a 20150416 0001(0)Mapa auric 2a 20150416 0001(0)
Mapa auric 2a 20150416 0001(0)
 
As regios china
As regios chinaAs regios china
As regios china
 
Auriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auricularesAuriculo pontos auriculares
Auriculo pontos auriculares
 

Curiosidades mtc na fisiologia

  • 1. CURIOSIDADES A MTC na Fisiologia As funções dos diversos sistemas corporais apresentam polaridades na essência das suas atividades. Essas atividades são reguladas pelos Sistemas Nervoso Autônomo (Simpático e Parassimpático) que atuam integradamente no sentido de adaptar o organismo as suas necessidades. Exemplo: A situação de medo ou alerta é capaz de deflagrar uma descarga que visa preparar o paciente à reação de luta ou fuga, ativando o sistema circulatório, elevando a pressão arterial, dilatando os brônquios, fazendo a redistribuição do sangue etc. O Sistema Nervoso Autônomo (Simpático e Parassimpático) melhor do que qualquer outro, pode ser visto dessa forma, já que funciona estritamente sob uma relação de Oposição e Interdepência. Identificamos as atividades regidas pelo simpático como de natureza YANG, e aquelas produzidas pelo parassimpático como de natureza YIN. Assim teremos: Simpático (YANG):  Aumento do volume-minuto sistólico. Taquicardia. Aumento da contratibilidade e excitabilidade cardíaca; aumento do volume respiratório. Dilatação brônquica; aumento circulatório da musculatura. Diminuição circulatória dos órgãos digestivos;  Diminuição circulatória da pele e mucosas, aumentos nas artérias pulmonar e coronárias; diminuição do tônus e inibição da peristalse gástrica. Fechamento do piloro; diminuição da peristalse e do tônus nos intestinos Delgado e Grosso;  Inibição do músculo Destrusor da Bexiga e excitação do Esfíncter. Parassimpático (YIN):  Diminuição do volume-minuto cardíaco. Bradicardia. Diminuição da contratibilidade e excitabilidade do músculo cardíaco; diminuição do volume respiratório. Contração brônquica; diminuição circulatória da musculatura. Aumento nos órgãos digestivos, na pele e mucosas;  Aumento nos tônus, excitação peristáltica e abertura do piloro. Aumento do tônus e peristalse dos intestinos Delgado e Grosso.  Excitação do músculo Destrusor da Bexiga e relaxamento do Esfíncter. Como podemos ver também o organismo humano apresenta um verdadeiro equilíbrio interno entre forças de características opostas. E estas forças articulam-se em função das relações desenvolvidas pelo organismo como um todo e o meio em que ele vive.