SlideShare uma empresa Scribd logo
Portanto, deixemos os ensinos elementares a
respeito de Cristo e avancemos para a
maturidade, sem lançar novamente o
fundamento do arrependimento de atos que
conduzem à morte, da fé em Deus,
Elementar
simples, primário, rudimentar, básico.
Efeito ou circunstância da pessoa que
se encontra numa fase adulta.
Capacidade do indivíduo se submeter à vontade
soberana de Deus, Capacidade do indivíduo
entender o projeto de Deus para sua vida.
Maturidade espiritual
Vou começar dizendo que não é errado para um novo crente ser
imaturo, assim como não é errado para uma criança ser infantil.
Infantilidade só é irritante em um adulto. Quando uma criança de
quatro anos veste uma capa, uma cueca por sobre a calça,
alegando ter visão raio-x, isso é fofo. Quando seu pai faz isso, é
preocupante (ou insanidade).
Quando você é um crente por muitos anos, porém, a falta de
alguns desses indicadores deve ser preocupante.
Cinco sinais de maturidade espiritual
1. Um desejo por alimento sólido
É bom aproveitar o leite do evangelho em todas as refeições. Mas alguns cristãos
orgulham-se de si mesmos por focar apenas no evangelho, desejando a oferta de
doutrinas mais profundas. O amor pela doutrina pode ser adquirido com o passar do
tempo, mas ele sempre estará lá em um crente maduro.
O autor aos Hebreus repreende seus leitores por causa da relutância em mastigar.
Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes
para ouvir.
Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar
quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que
necessitais de leite, e não de sólido mantimento.
Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça,
porque é menino.
Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os
sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.
Hebreus 5:11-14
Hebreus 5:11-14
Quanto a isso, temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram
lentos para aprender.
De fato, embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes
ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite, e
não de alimento sólido!
Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça.
Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se
aptos para discernir tanto o bem quanto o mal.
A refeição de uma criança precisa ir ao liquidificador durante os primeiros
meses dela (ou dele). Quando uma pessoa normal de 21 anos pede para a
mamãe alimentá-lo com batata amassada, de colher, isso é assustador e
disfuncional.
2. Uma impermeabilidade a ofensas pessoais
É raro um crente maduro se sentir ofendido. A ofensa é
apropriada ao crente em qualquer ataque à glória de Deus,
como quando o zelo pela casa de Deus consumiu Jesus quando
expulsou todos do templo por causa dos pombos que estavam
sendo comercializado dentro do templo.
Mateus 21:12,13
Jesus entrou no templo e expulsou todos os que ali estavam comprando e
vendendo. Derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que
vendiam pombas,
e lhes disse: "Está escrito: ‘A minha casa será chamada casa de oração’;
mas vocês estão fazendo dela um ‘covil de ladrões’".
Mas um crente maduro não fica pessoalmente
ofendido de maneira tão fácil. Ele entende que quando
alguém peca contra ele, há coisas maiores em jogo do
que seus próprios direitos pessoais como, por
exemplo, a glória de Deus, o relacionamento do outro
com Deus, etc.
Veja Paulo. Quando ele já não podia atrair uma multidão
(estando preso por causa do evangelho e tal…), pregadores
rivais estavam “jogando sal” em suas algemas ao pregar o
evangelho em competição com Paulo. Ele não se tornou
insolente. Muito pelo contrário, ele parecia animado com a
notícia de que o evangelho estava sendo pregado. Isso é
maturidade!
Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas
outros de boa vontade;
Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente,
julgando acrescentar aflição às minhas prisões.
Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho.
Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira,
ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei
ainda.
Filipenses 1:15-18
3. Uma consciência informada pelas Escrituras, não por opiniões
Quando você é um novo convertido, é natural ter um pêndulo oscilando
em aversão a qualquer coisa associada com o seu antigo estilo de vida.
Isso pode ser saudável. Mas, à medida que vai se tornando mais maduro,
você vai criando uma visão mais balanceada sobre liberdade. Se Jesus diz
que algo está “ok”, então você não vai ficar chateado quando alguns
cristãos aproveitam essa liberdade.
Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas
sobre dúvidas.
Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come
legumes.
O que come não despreze o que não come; e o que não come, não
julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu.
Romanos 14:1-3
Eu amo vegetarianos – sobra mais carne pra mim. Porém,
quando um crente se abstém da liberdade legal pensando que
isso torna-o mais aceitável para Deus, isso é um sinal de
imaturidade. Quanto mais você cresce no seu entendimento
sobre graça, menos você se incomoda quando as pessoas
ignoram normas religiosas feitas por homens. Você pode
continuar escolhendo se abster, mas sua consciência não é
atormentada pelo conhecimento de que outros cristãos
participam do que você evita.
4. Uma sensação de humilde surpresa quando usado por
Deus no ministério.
Um crente maduro sempre vai sentir-se humilde por sua
eficácia no ministério de Deus. Frequentemente, no entanto, o
mesmo privilégio vai inflar o ego de um crente imaturo.
Não neófito, (Pessoa que está aprendendo alguma coisa; que é novo em algo;
principiante ou novato.)
para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo.
1 Timóteo 3:6
O pressuposto de Paulo é que um novo convertido – que é mais provável de ser imaturo
– quando usado no ministério de Deus, não vai possuir a sensação de surpresa e
humildade que são sinais de maturidade.
Compare isso com a própria atitude de Paulo, de que ele é o principal dos
pecadores, usado apenas como meio para mostrar a extensão da misericórdia
de Deus.
(1 Tm 1.15).
Ele considerava a si mesmo como improvável e inadequado vaso que foi
abençoado por abrigar temporariamente o tesouro inestimável dos dons
de Deus
(2 Co 4.7).
15 Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao
mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.
7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência
do poder seja de Deus, e não de nós.
5. Tendência de dar crédito a Deus pelo crescimento
espiritual, não a homens
Quer seja um pedestal para o seu pastor, ou uma desordenada reverência
por João Calvino, ou qualquer outro sintoma, a imaturidade falha em não
dar a credibilidade devida ao poder de Deus em Seu trabalho.
Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo;
porventura não sois carnais?
Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos
quais crestes, e conforme o que o Senhor deu a cada um?
Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.
Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas
Deus, que dá o crescimento.
1 Coríntios 3:4-7
Experientes donos de cavalos de corrida têm respeito por bons jóqueis,
treinadores, e veterinários, mas todos entendem que o fator principal para
uma vitória é o cavalo.
Respeitamos bons pregadores, escritores, comentaristas, e mentores
espirituais, mas, esperançosamente, nós reconhecemos que o real músculo
por trás de qualquer vitória no ministério deles é o Senhor Jesus Cristo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
Respirando Deus
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
Dagmar Wendt
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Éder Tomé
 
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deusCurso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Presbítero Neves Leal
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
RODRIGO FERREIRA
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Éder Tomé
 
Maturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaMaturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZeca
DM Zeca
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
Wander Sousa
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
Márcio Martins
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Erberson Pinheiro
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
Respirando Deus
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
Márcio Martins
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoLição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Éder Tomé
 
A Epistola aos Romanos
A Epistola aos RomanosA Epistola aos Romanos
A Epistola aos Romanos
Márcio Martins
 
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a SalvaçãoLição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Éder Tomé
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
Rodrigo Bomfim
 

Mais procurados (20)

Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
 
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deusCurso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deus
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
Maturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaMaturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZeca
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito SantoLição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
Lição 1 - A Pessoa do Espírito Santo
 
A Epistola aos Romanos
A Epistola aos RomanosA Epistola aos Romanos
A Epistola aos Romanos
 
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a SalvaçãoLição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 

Semelhante a Maturidade Espiritual

PESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantil
PESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantilPESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantil
PESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantil
celinaffs22
 
Crescendo na vida
Crescendo na vidaCrescendo na vida
Crescendo na vida
cibelefernoli
 
Romanos 12
Romanos   12Romanos   12
Romanos 12
Joel Silva
 
Amadurecimento cristão
Amadurecimento cristãoAmadurecimento cristão
Amadurecimento cristão
Instituto Teológico Gamaliel
 
12 mentiras
12 mentiras12 mentiras
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Pastor Natalino Das Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Natalino das Neves Neves
 
Fé e obras
Fé e obrasFé e obras
Fé e obras
iasdvilaveronica
 
Aula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptx
Aula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptxAula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptx
Aula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptx
JosMauroPiresCoutinh
 
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
Formação 1  - A Fé como Dom de DeusFormação 1  - A Fé como Dom de Deus
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
JMVSobreiro
 
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
Formação 1 - A Fé como Dom de DeusFormação 1 - A Fé como Dom de Deus
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
JMVSobreiro
 
Maturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritualMaturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritual
mgno42
 
Tirando dúvidas a respeito de missões
Tirando dúvidas a respeito de missõesTirando dúvidas a respeito de missões
Tirando dúvidas a respeito de missões
Alberto Simonton
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Pastor Natalino Das Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Natalino das Neves Neves
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
Silvio Dutra
 
Soe o alarme
Soe o alarmeSoe o alarme
Soe o alarme
Silvio Dutra
 
eu_barnabe _Abe Huber.pdf
eu_barnabe _Abe Huber.pdfeu_barnabe _Abe Huber.pdf
eu_barnabe _Abe Huber.pdf
KellyPerim2
 
Apostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehemApostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehem
Paulo De Tarso Fernandes
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
Silvio Dutra
 

Semelhante a Maturidade Espiritual (20)

PESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantil
PESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantilPESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantil
PESCADORES_DE_CRIANCAS.pdf como trabalhar com crianças no ministerio infantil
 
Crescendo na vida
Crescendo na vidaCrescendo na vida
Crescendo na vida
 
Romanos 12
Romanos   12Romanos   12
Romanos 12
 
Amadurecimento cristão
Amadurecimento cristãoAmadurecimento cristão
Amadurecimento cristão
 
12 mentiras
12 mentiras12 mentiras
12 mentiras
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
Fé e obras
Fé e obrasFé e obras
Fé e obras
 
Aula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptx
Aula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptxAula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptx
Aula 5- O homem aprovado pela fé – Rev. Lucas Andrade.pptx
 
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
Formação 1  - A Fé como Dom de DeusFormação 1  - A Fé como Dom de Deus
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
 
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
Formação 1 - A Fé como Dom de DeusFormação 1 - A Fé como Dom de Deus
Formação 1 - A Fé como Dom de Deus
 
Maturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritualMaturidade e crescimento espiritual
Maturidade e crescimento espiritual
 
Tirando dúvidas a respeito de missões
Tirando dúvidas a respeito de missõesTirando dúvidas a respeito de missões
Tirando dúvidas a respeito de missões
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
 
Soe o alarme
Soe o alarmeSoe o alarme
Soe o alarme
 
eu_barnabe _Abe Huber.pdf
eu_barnabe _Abe Huber.pdfeu_barnabe _Abe Huber.pdf
eu_barnabe _Abe Huber.pdf
 
Apostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehemApostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehem
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
 

Último

SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
Nilson Almeida
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
André Luiz Marques
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
A Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdf
A Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdfA Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdf
A Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
JaquelineSantosBasto
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 

Último (14)

SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
A Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdf
A Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdfA Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdf
A Verdade Sôbre As Profecias Do Apocalipse.pdf
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
 
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 

Maturidade Espiritual

  • 1.
  • 2. Portanto, deixemos os ensinos elementares a respeito de Cristo e avancemos para a maturidade, sem lançar novamente o fundamento do arrependimento de atos que conduzem à morte, da fé em Deus, Elementar simples, primário, rudimentar, básico.
  • 3. Efeito ou circunstância da pessoa que se encontra numa fase adulta. Capacidade do indivíduo se submeter à vontade soberana de Deus, Capacidade do indivíduo entender o projeto de Deus para sua vida.
  • 4. Maturidade espiritual Vou começar dizendo que não é errado para um novo crente ser imaturo, assim como não é errado para uma criança ser infantil. Infantilidade só é irritante em um adulto. Quando uma criança de quatro anos veste uma capa, uma cueca por sobre a calça, alegando ter visão raio-x, isso é fofo. Quando seu pai faz isso, é preocupante (ou insanidade). Quando você é um crente por muitos anos, porém, a falta de alguns desses indicadores deve ser preocupante.
  • 5. Cinco sinais de maturidade espiritual 1. Um desejo por alimento sólido É bom aproveitar o leite do evangelho em todas as refeições. Mas alguns cristãos orgulham-se de si mesmos por focar apenas no evangelho, desejando a oferta de doutrinas mais profundas. O amor pela doutrina pode ser adquirido com o passar do tempo, mas ele sempre estará lá em um crente maduro. O autor aos Hebreus repreende seus leitores por causa da relutância em mastigar. Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir. Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5:11-14
  • 6. Hebreus 5:11-14 Quanto a isso, temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram lentos para aprender. De fato, embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite, e não de alimento sólido! Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal. A refeição de uma criança precisa ir ao liquidificador durante os primeiros meses dela (ou dele). Quando uma pessoa normal de 21 anos pede para a mamãe alimentá-lo com batata amassada, de colher, isso é assustador e disfuncional.
  • 7. 2. Uma impermeabilidade a ofensas pessoais É raro um crente maduro se sentir ofendido. A ofensa é apropriada ao crente em qualquer ataque à glória de Deus, como quando o zelo pela casa de Deus consumiu Jesus quando expulsou todos do templo por causa dos pombos que estavam sendo comercializado dentro do templo. Mateus 21:12,13 Jesus entrou no templo e expulsou todos os que ali estavam comprando e vendendo. Derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas, e lhes disse: "Está escrito: ‘A minha casa será chamada casa de oração’; mas vocês estão fazendo dela um ‘covil de ladrões’".
  • 8. Mas um crente maduro não fica pessoalmente ofendido de maneira tão fácil. Ele entende que quando alguém peca contra ele, há coisas maiores em jogo do que seus próprios direitos pessoais como, por exemplo, a glória de Deus, o relacionamento do outro com Deus, etc. Veja Paulo. Quando ele já não podia atrair uma multidão (estando preso por causa do evangelho e tal…), pregadores rivais estavam “jogando sal” em suas algemas ao pregar o evangelho em competição com Paulo. Ele não se tornou insolente. Muito pelo contrário, ele parecia animado com a notícia de que o evangelho estava sendo pregado. Isso é maturidade!
  • 9. Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade; Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões. Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda. Filipenses 1:15-18
  • 10. 3. Uma consciência informada pelas Escrituras, não por opiniões Quando você é um novo convertido, é natural ter um pêndulo oscilando em aversão a qualquer coisa associada com o seu antigo estilo de vida. Isso pode ser saudável. Mas, à medida que vai se tornando mais maduro, você vai criando uma visão mais balanceada sobre liberdade. Se Jesus diz que algo está “ok”, então você não vai ficar chateado quando alguns cristãos aproveitam essa liberdade. Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas. Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu. Romanos 14:1-3
  • 11. Eu amo vegetarianos – sobra mais carne pra mim. Porém, quando um crente se abstém da liberdade legal pensando que isso torna-o mais aceitável para Deus, isso é um sinal de imaturidade. Quanto mais você cresce no seu entendimento sobre graça, menos você se incomoda quando as pessoas ignoram normas religiosas feitas por homens. Você pode continuar escolhendo se abster, mas sua consciência não é atormentada pelo conhecimento de que outros cristãos participam do que você evita.
  • 12. 4. Uma sensação de humilde surpresa quando usado por Deus no ministério. Um crente maduro sempre vai sentir-se humilde por sua eficácia no ministério de Deus. Frequentemente, no entanto, o mesmo privilégio vai inflar o ego de um crente imaturo. Não neófito, (Pessoa que está aprendendo alguma coisa; que é novo em algo; principiante ou novato.) para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo. 1 Timóteo 3:6 O pressuposto de Paulo é que um novo convertido – que é mais provável de ser imaturo – quando usado no ministério de Deus, não vai possuir a sensação de surpresa e humildade que são sinais de maturidade.
  • 13. Compare isso com a própria atitude de Paulo, de que ele é o principal dos pecadores, usado apenas como meio para mostrar a extensão da misericórdia de Deus. (1 Tm 1.15). Ele considerava a si mesmo como improvável e inadequado vaso que foi abençoado por abrigar temporariamente o tesouro inestimável dos dons de Deus (2 Co 4.7). 15 Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. 7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.
  • 14. 5. Tendência de dar crédito a Deus pelo crescimento espiritual, não a homens Quer seja um pedestal para o seu pastor, ou uma desordenada reverência por João Calvino, ou qualquer outro sintoma, a imaturidade falha em não dar a credibilidade devida ao poder de Deus em Seu trabalho. Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais? Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o Senhor deu a cada um? Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. 1 Coríntios 3:4-7
  • 15. Experientes donos de cavalos de corrida têm respeito por bons jóqueis, treinadores, e veterinários, mas todos entendem que o fator principal para uma vitória é o cavalo. Respeitamos bons pregadores, escritores, comentaristas, e mentores espirituais, mas, esperançosamente, nós reconhecemos que o real músculo por trás de qualquer vitória no ministério deles é o Senhor Jesus Cristo.