SlideShare uma empresa Scribd logo
TRILOGIA NEGRA
•Fomes;
•Guerras;
•Epidemias (Peste Negra).
Enterro de vítimas da
Peste Negra
O PROBLEMA DA SUCESSÃO
• D. Fernando morre em Outubro de 1383;
• D. Beatriz, sua única filha e herdeira do trono, era
casada com o rei de Castela, D. João I - para
salvaguardar a independência de Portugal, tinha sido
assinado o Tratado de Salvaterra de Magos (Portugal
seria governado por D. Leonor de Teles, até que um
filho de D. Beatriz tivesse catorze anos e assumisse o
trono);
• D. Leonor de Teles, influenciada pelo seu
conselheiro, o conde Andeiro, aclama a filha rainha
de Portugal, o que implicava a perda de
independência de Portugal.
D. Fernando, nono rei de
Portugal
A REVOLTA POPULAR
• O povo e a burguesia revoltam-se
contra a aclamação de D. Beatriz e
organizam uma conspiração para
matar o conde Andeiro, chefiada
por Álvaro Pais;
• D. João, mestre da Ordem Militar de
Avis e meio irmão de D. Fernando,
entra no paço real e mata o
conselheiro da rainha, sendo
aclamado pelo povo de Lisboa
Regedor e Defensor do Reino. Morte do conde Andeiro
A DIVISÃO DO REINO
• Formação de dois grupos em
confronto:
1) Apoiantes de D. Beatriz
(principais elementos da
nobreza e membros do clero);
2) Apoiantes do Mestre de Avis
(povo, burguesia e alguns
elementos da nobreza e do
baixo clero).
Partidários de D. Beatriz (*)
e do Mestre de Avis (*)
A INVASÃO CASTELHANA
• A pedido da rainha D. Leonor Teles,
tropas castelhanas invadem Portugal e
D. João I de Castela cerca a cidade de
Lisboa;
• Tropas portuguesas, comandadas por
D. Nuno Álvares Pereira, vencem um
exército castelhano na batalha de
Atoleiros;
• O aparecimento da peste obriga o rei
de Castela a retirar o cerco à capital.Mapa das invasões
castelhanas
A ELEIÇÃO DO MESTRE DE AVIS
• Nas cortes de Coimbra, a 6 de
Abril de 1385, os representantes
da burguesia, chefiados pelo
doutor João das Regras,
conseguem fazer aclamar D. João,
Mestre de Avis, como rei de
Portugal;
Discurso do doutor João das
Regras nas cortes de Coimbra
 D. João I, rei de Castela, invade novamente Portugal, sendo, porém,
derrotado na batalha de Aljubarrota, perto de Leiria, a 14 de
Agosto de 1385.
A CONSOLIDAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA
• Medidas de D. João, Mestre de Avis, ao
subir ao trono:
- retirou privilégios aos nobres e clérigos
partidários de D. Beatriz;
- recompensou os burgueses com títulos de
nobreza e terras;
- realizou, em 1386, uma aliança com a
Inglaterra, selada com o seu casamento
com D. Filipa de Lencastre, dama inglesa;
- assinou, em 30 de Outubro de 1411, o
tratado de paz com Castela.
Bandeira de D. João I
(Primeiro rei da segunda
dinastia: dinastia de Avis)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)
mari_punk
 
Crise sec. xiv
Crise sec. xivCrise sec. xiv
Crise sec. xiv
cattonia
 
O espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do territórioO espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do território
Susana Simões
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
cattonia
 
Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-
Ana Pereira
 
A Crise do Séc. XIV
A Crise do Séc. XIVA Crise do Séc. XIV
A Crise do Séc. XIV
Carlos Vieira
 
Formacao de portugal
Formacao de portugalFormacao de portugal
Formacao de portugal
cattonia
 
Da união ibérica à restauração da independência
Da união ibérica à restauração da independênciaDa união ibérica à restauração da independência
Da união ibérica à restauração da independência
xicao97
 
Uniao iberica
Uniao ibericaUniao iberica
Uniao iberica
cattonia
 
D3 crises e revoluções no século xiv
D3 crises e revoluções no século xivD3 crises e revoluções no século xiv
D3 crises e revoluções no século xiv
Vítor Santos
 
História de portugal
História de portugalHistória de portugal
História de portugal
ana2643232
 
O reinado de D.João V
O reinado de D.João VO reinado de D.João V
O reinado de D.João V
anabelasilvasobral
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xiv
borgia
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
Vítor Santos
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
Vítor Santos
 
O espaço português 1
O espaço português 1O espaço português 1
O espaço português 1
Vítor Santos
 
Condado portucalense
Condado portucalenseCondado portucalense
Condado portucalense
Luisa Jesus
 
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Cátia Botelho
 
D. joao i História
D. joao i HistóriaD. joao i História
D. joao i História
Carla Augusto
 
A expansao Portuguesa
A expansao PortuguesaA expansao Portuguesa
A expansao Portuguesa
sandrabranco
 

Mais procurados (20)

Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)
 
Crise sec. xiv
Crise sec. xivCrise sec. xiv
Crise sec. xiv
 
O espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do territórioO espaço português: da formação à fixação do território
O espaço português: da formação à fixação do território
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
 
Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-Crise 1383 1385-
Crise 1383 1385-
 
A Crise do Séc. XIV
A Crise do Séc. XIVA Crise do Séc. XIV
A Crise do Séc. XIV
 
Formacao de portugal
Formacao de portugalFormacao de portugal
Formacao de portugal
 
Da união ibérica à restauração da independência
Da união ibérica à restauração da independênciaDa união ibérica à restauração da independência
Da união ibérica à restauração da independência
 
Uniao iberica
Uniao ibericaUniao iberica
Uniao iberica
 
D3 crises e revoluções no século xiv
D3 crises e revoluções no século xivD3 crises e revoluções no século xiv
D3 crises e revoluções no século xiv
 
História de portugal
História de portugalHistória de portugal
História de portugal
 
O reinado de D.João V
O reinado de D.João VO reinado de D.João V
O reinado de D.João V
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xiv
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
 
O espaço português 1
O espaço português 1O espaço português 1
O espaço português 1
 
Condado portucalense
Condado portucalenseCondado portucalense
Condado portucalense
 
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
 
D. joao i História
D. joao i HistóriaD. joao i História
D. joao i História
 
A expansao Portuguesa
A expansao PortuguesaA expansao Portuguesa
A expansao Portuguesa
 

Destaque

Crise de 1383 1385
Crise de 1383 1385Crise de 1383 1385
Crise de 1383 1385
Patricia Portugal
 
A crise de 1383 a a 1385
A crise de 1383 a a 1385A crise de 1383 a a 1385
A crise de 1383 a a 1385
lauracruz20
 
Crises e rev_xiv
Crises e rev_xivCrises e rev_xiv
Crises e rev_xiv
Teresa Maia
 
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares PereiraTaticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
blog-eic
 
D leonor de teles
D leonor de telesD leonor de teles
D leonor de teles
Sofia Yuna
 
4ª dinastia
4ª dinastia4ª dinastia
4ª dinastia
blog-eic
 
Romanos
Romanos Romanos
Romanos
armindabeatriz
 
Ppt aula de história final
Ppt   aula de história finalPpt   aula de história final
Ppt aula de história final
turma5C
 
22 - A crise do século XIV
22 - A crise do século XIV22 - A crise do século XIV
22 - A crise do século XIV
Carla Freitas
 
Amores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. InêsAmores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. Inês
cruchinho
 
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba DãoPAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
cruchinho
 
Crianças sem família
Crianças sem famíliaCrianças sem família
Crianças sem família
cruchinho
 
Como construir um Terrário
Como construir um TerrárioComo construir um Terrário
Como construir um Terrário
cruchinho
 
Como construir um Terrário
Como construir um TerrárioComo construir um Terrário
Como construir um Terrário
cruchinho
 
O Lago dos Cisnes de Lisbeth Zwergwer
O Lago dos Cisnes de Lisbeth ZwergwerO Lago dos Cisnes de Lisbeth Zwergwer
O Lago dos Cisnes de Lisbeth Zwergwer
cruchinho
 
Pelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... trapsPelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... traps
cruchinho
 
As primeiras eleições livres.
As primeiras eleições livres.As primeiras eleições livres.
As primeiras eleições livres.
cruchinho
 
Bilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namoradosBilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namorados
cruchinho
 
João Manuel Ribeiro
João Manuel RibeiroJoão Manuel Ribeiro
João Manuel Ribeiro
cruchinho
 
Galileu Galilei - Paula Cardoso de Almeida
Galileu Galilei - Paula Cardoso de AlmeidaGalileu Galilei - Paula Cardoso de Almeida
Galileu Galilei - Paula Cardoso de Almeida
cruchinho
 

Destaque (20)

Crise de 1383 1385
Crise de 1383 1385Crise de 1383 1385
Crise de 1383 1385
 
A crise de 1383 a a 1385
A crise de 1383 a a 1385A crise de 1383 a a 1385
A crise de 1383 a a 1385
 
Crises e rev_xiv
Crises e rev_xivCrises e rev_xiv
Crises e rev_xiv
 
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares PereiraTaticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
 
D leonor de teles
D leonor de telesD leonor de teles
D leonor de teles
 
4ª dinastia
4ª dinastia4ª dinastia
4ª dinastia
 
Romanos
Romanos Romanos
Romanos
 
Ppt aula de história final
Ppt   aula de história finalPpt   aula de história final
Ppt aula de história final
 
22 - A crise do século XIV
22 - A crise do século XIV22 - A crise do século XIV
22 - A crise do século XIV
 
Amores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. InêsAmores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. Inês
 
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba DãoPAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
 
Crianças sem família
Crianças sem famíliaCrianças sem família
Crianças sem família
 
Como construir um Terrário
Como construir um TerrárioComo construir um Terrário
Como construir um Terrário
 
Como construir um Terrário
Como construir um TerrárioComo construir um Terrário
Como construir um Terrário
 
O Lago dos Cisnes de Lisbeth Zwergwer
O Lago dos Cisnes de Lisbeth ZwergwerO Lago dos Cisnes de Lisbeth Zwergwer
O Lago dos Cisnes de Lisbeth Zwergwer
 
Pelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... trapsPelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... traps
 
As primeiras eleições livres.
As primeiras eleições livres.As primeiras eleições livres.
As primeiras eleições livres.
 
Bilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namoradosBilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namorados
 
João Manuel Ribeiro
João Manuel RibeiroJoão Manuel Ribeiro
João Manuel Ribeiro
 
Galileu Galilei - Paula Cardoso de Almeida
Galileu Galilei - Paula Cardoso de AlmeidaGalileu Galilei - Paula Cardoso de Almeida
Galileu Galilei - Paula Cardoso de Almeida
 

Semelhante a Crise 1383 1385

Contextualização batalha de aljubarrota
Contextualização batalha de aljubarrotaContextualização batalha de aljubarrota
Contextualização batalha de aljubarrota
Antónia Mancha
 
Dinis courela 5.º a
Dinis courela   5.º aDinis courela   5.º a
Dinis courela 5.º a
vanessasequeira
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xiv
Cátia Botelho
 
resumo de história 5º ano
resumo de história 5º anoresumo de história 5º ano
resumo de história 5º ano
Sara Ferreira
 
Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02
Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02
Historia de Portugal
Historia de PortugalHistoria de Portugal
Historia de Portugal
profigor
 
Ate a segunda dinastia
Ate a segunda dinastiaAte a segunda dinastia
Ate a segunda dinastia
Froncky
 
Até a segunda dinastia
Até a segunda dinastiaAté a segunda dinastia
Até a segunda dinastia
Froncky
 
Gabriela paixão 5.º f
Gabriela paixão   5.º fGabriela paixão   5.º f
Gabriela paixão 5.º f
vanessasequeira
 
Crises e revoluções no século 14a
Crises e revoluções no século 14aCrises e revoluções no século 14a
Crises e revoluções no século 14a
Albino217
 
Teste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumos
Teste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumosTeste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumos
Teste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumos
Acima da Média
 
a Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrotaa Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrota
Milena Costa
 
D. Beatriz e a Crise de 1383-85
D. Beatriz e a Crise de 1383-85D. Beatriz e a Crise de 1383-85
D. Beatriz e a Crise de 1383-85
Carol Guedes
 
A Revolução de 1383 / 85
A Revolução de 1383 / 85A Revolução de 1383 / 85
A Revolução de 1383 / 85
guesta5baa8
 
Cronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugalCronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugal
josepinho
 
Crise
CriseCrise
Crise
RutePinho
 
3º Portugal a Defesa da Independência
3º Portugal a Defesa da Independência3º Portugal a Defesa da Independência
3º Portugal a Defesa da Independência
Básicas ou Secundárias
 
História de portugal1
História de portugal1História de portugal1
História de portugal1
EB Foros de Amora
 
A historia de portugal
A historia de portugalA historia de portugal
A historia de portugal
gracindacasais
 
Histria de-portugal-1222350041054449-9
Histria de-portugal-1222350041054449-9Histria de-portugal-1222350041054449-9
Histria de-portugal-1222350041054449-9
Sandra Madeira
 

Semelhante a Crise 1383 1385 (20)

Contextualização batalha de aljubarrota
Contextualização batalha de aljubarrotaContextualização batalha de aljubarrota
Contextualização batalha de aljubarrota
 
Dinis courela 5.º a
Dinis courela   5.º aDinis courela   5.º a
Dinis courela 5.º a
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xiv
 
resumo de história 5º ano
resumo de história 5º anoresumo de história 5º ano
resumo de história 5º ano
 
Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02
Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02
Acrisede1383 13851-090625104725-phpapp02
 
Historia de Portugal
Historia de PortugalHistoria de Portugal
Historia de Portugal
 
Ate a segunda dinastia
Ate a segunda dinastiaAte a segunda dinastia
Ate a segunda dinastia
 
Até a segunda dinastia
Até a segunda dinastiaAté a segunda dinastia
Até a segunda dinastia
 
Gabriela paixão 5.º f
Gabriela paixão   5.º fGabriela paixão   5.º f
Gabriela paixão 5.º f
 
Crises e revoluções no século 14a
Crises e revoluções no século 14aCrises e revoluções no século 14a
Crises e revoluções no século 14a
 
Teste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumos
Teste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumosTeste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumos
Teste de história 5. crise em portugal no seculo xiv resumos
 
a Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrotaa Batalha de Aljubarrota
a Batalha de Aljubarrota
 
D. Beatriz e a Crise de 1383-85
D. Beatriz e a Crise de 1383-85D. Beatriz e a Crise de 1383-85
D. Beatriz e a Crise de 1383-85
 
A Revolução de 1383 / 85
A Revolução de 1383 / 85A Revolução de 1383 / 85
A Revolução de 1383 / 85
 
Cronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugalCronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugal
 
Crise
CriseCrise
Crise
 
3º Portugal a Defesa da Independência
3º Portugal a Defesa da Independência3º Portugal a Defesa da Independência
3º Portugal a Defesa da Independência
 
História de portugal1
História de portugal1História de portugal1
História de portugal1
 
A historia de portugal
A historia de portugalA historia de portugal
A historia de portugal
 
Histria de-portugal-1222350041054449-9
Histria de-portugal-1222350041054449-9Histria de-portugal-1222350041054449-9
Histria de-portugal-1222350041054449-9
 

Mais de Pedro Souto

Avaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docx
Avaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docxAvaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docx
Avaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docx
Pedro Souto
 
Passeport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdf
Passeport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdfPasseport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdf
Passeport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdf
Pedro Souto
 
LC-4.pdf
LC-4.pdfLC-4.pdf
LC-4.pdf
Pedro Souto
 
Planificacao clc5 pedro souto
Planificacao clc5 pedro soutoPlanificacao clc5 pedro souto
Planificacao clc5 pedro souto
Pedro Souto
 
A civilização egípcia apontamentos
A civilização egípcia   apontamentosA civilização egípcia   apontamentos
A civilização egípcia apontamentos
Pedro Souto
 
Ficha 6º 20 (1)
Ficha 6º 20 (1)Ficha 6º 20 (1)
Ficha 6º 20 (1)
Pedro Souto
 
Ficha a viúva e o papagaio 2
Ficha a viúva e o papagaio   2Ficha a viúva e o papagaio   2
Ficha a viúva e o papagaio 2
Pedro Souto
 
Ficha 6º 20
Ficha 6º 20Ficha 6º 20
Ficha 6º 20
Pedro Souto
 
Precario
PrecarioPrecario
Precario
Pedro Souto
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
Pedro Souto
 
Onu
OnuOnu
400 história (1)
400   história (1)400   história (1)
400 história (1)
Pedro Souto
 
Aprendizagem desporto
Aprendizagem desportoAprendizagem desporto
Aprendizagem desporto
Pedro Souto
 

Mais de Pedro Souto (13)

Avaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docx
Avaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docxAvaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docx
Avaliação trimestral de Matemática - 1.º Período - Nível 2.docx
 
Passeport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdf
Passeport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdfPasseport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdf
Passeport-Tour-du-Monde-Version-2-cyuwud.pdf
 
LC-4.pdf
LC-4.pdfLC-4.pdf
LC-4.pdf
 
Planificacao clc5 pedro souto
Planificacao clc5 pedro soutoPlanificacao clc5 pedro souto
Planificacao clc5 pedro souto
 
A civilização egípcia apontamentos
A civilização egípcia   apontamentosA civilização egípcia   apontamentos
A civilização egípcia apontamentos
 
Ficha 6º 20 (1)
Ficha 6º 20 (1)Ficha 6º 20 (1)
Ficha 6º 20 (1)
 
Ficha a viúva e o papagaio 2
Ficha a viúva e o papagaio   2Ficha a viúva e o papagaio   2
Ficha a viúva e o papagaio 2
 
Ficha 6º 20
Ficha 6º 20Ficha 6º 20
Ficha 6º 20
 
Precario
PrecarioPrecario
Precario
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
400 história (1)
400   história (1)400   história (1)
400 história (1)
 
Aprendizagem desporto
Aprendizagem desportoAprendizagem desporto
Aprendizagem desporto
 

Último

Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 

Último (20)

Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 

Crise 1383 1385

  • 1.
  • 2. TRILOGIA NEGRA •Fomes; •Guerras; •Epidemias (Peste Negra). Enterro de vítimas da Peste Negra
  • 3. O PROBLEMA DA SUCESSÃO • D. Fernando morre em Outubro de 1383; • D. Beatriz, sua única filha e herdeira do trono, era casada com o rei de Castela, D. João I - para salvaguardar a independência de Portugal, tinha sido assinado o Tratado de Salvaterra de Magos (Portugal seria governado por D. Leonor de Teles, até que um filho de D. Beatriz tivesse catorze anos e assumisse o trono); • D. Leonor de Teles, influenciada pelo seu conselheiro, o conde Andeiro, aclama a filha rainha de Portugal, o que implicava a perda de independência de Portugal. D. Fernando, nono rei de Portugal
  • 4. A REVOLTA POPULAR • O povo e a burguesia revoltam-se contra a aclamação de D. Beatriz e organizam uma conspiração para matar o conde Andeiro, chefiada por Álvaro Pais; • D. João, mestre da Ordem Militar de Avis e meio irmão de D. Fernando, entra no paço real e mata o conselheiro da rainha, sendo aclamado pelo povo de Lisboa Regedor e Defensor do Reino. Morte do conde Andeiro
  • 5. A DIVISÃO DO REINO • Formação de dois grupos em confronto: 1) Apoiantes de D. Beatriz (principais elementos da nobreza e membros do clero); 2) Apoiantes do Mestre de Avis (povo, burguesia e alguns elementos da nobreza e do baixo clero). Partidários de D. Beatriz (*) e do Mestre de Avis (*)
  • 6. A INVASÃO CASTELHANA • A pedido da rainha D. Leonor Teles, tropas castelhanas invadem Portugal e D. João I de Castela cerca a cidade de Lisboa; • Tropas portuguesas, comandadas por D. Nuno Álvares Pereira, vencem um exército castelhano na batalha de Atoleiros; • O aparecimento da peste obriga o rei de Castela a retirar o cerco à capital.Mapa das invasões castelhanas
  • 7. A ELEIÇÃO DO MESTRE DE AVIS • Nas cortes de Coimbra, a 6 de Abril de 1385, os representantes da burguesia, chefiados pelo doutor João das Regras, conseguem fazer aclamar D. João, Mestre de Avis, como rei de Portugal; Discurso do doutor João das Regras nas cortes de Coimbra  D. João I, rei de Castela, invade novamente Portugal, sendo, porém, derrotado na batalha de Aljubarrota, perto de Leiria, a 14 de Agosto de 1385.
  • 8. A CONSOLIDAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA • Medidas de D. João, Mestre de Avis, ao subir ao trono: - retirou privilégios aos nobres e clérigos partidários de D. Beatriz; - recompensou os burgueses com títulos de nobreza e terras; - realizou, em 1386, uma aliança com a Inglaterra, selada com o seu casamento com D. Filipa de Lencastre, dama inglesa; - assinou, em 30 de Outubro de 1411, o tratado de paz com Castela. Bandeira de D. João I (Primeiro rei da segunda dinastia: dinastia de Avis)