SlideShare uma empresa Scribd logo
GH – HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E IGF-1 FATOR DE CRESCIMENTO
SIMILE A INSULINA ESTIMULA O CRESCIMENTO LINEAR DE CRIANÇAS,
ATUANDO SOBRE A PLACA DE CRESCIMENTO, MAS COM NOVAS
PESQUISAS QUE DÃO UM CONHECIMENTO MAIS SIGNIFICATIVO.
FISIOLOGIA–ENDOCRINOLOGIA–NEUROCIÊNCIA-ENDOCRINA
(NEUROENDOCRINOLOGIA)–GENÉTICA–ENDÓCRINO-PEDIATRIA
(SUBDIVISÃO DA ENDOCRINOLOGIA): DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET
DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO.
A placa de crescimento é uma fina camada de cartilagem que é
encontrado na maioria dos ossos (exceto no crânio e ossos faciais),
incluindo os ossos longos e vértebras. Na placa de crescimento, os
condrócitos proliferam, sofrem hipertrofia e secretam cartilagens
componentes da matriz extracelular.
TUDO EM EQUILÍBRIO
Estes processos geram novos tecidos cartilaginosos, que
subsequentemente, remodelam o tecido ósseo. O resultado líquido é
que o osso novo é progressivamente criado na placa de crescimento, o
que faz com que os ossos cresçam mais em criança, infantil, juvenil e
adolescente e desenvolvam uma estatura mais alta.
O GH - hormônio de crescimento que atua sobre a placa de crescimento
para estimular a formação de osso novo, tanto através da regulação dos
níveis circulantes do IGF-1 fator de crescimento símile à insulina e
também localmente, em parte, através de locais de produção de IGF-1
fator de crescimento símile à insulina. No entanto, resultados de estudos
básicos e clínicos revelaram que o eixo GH-IGF-1 é apenas um dos muitos
sistemas de regulação que controlam a condrogenesis na placa de
crescimento e, portanto, regula o crescimento linear em crianças.
Consequentemente, o crescimento normal em crianças requer não
apenas as concentrações de GH e IGF-1 dentro da escala normal, mas
também a produção e ação de vários outros hormônios, fatores
parácrinos e moléculas da matriz extracelular normal.
O crescimento normal também exige que os vários processos
intracelulares necessários para condrócitos, uma vez que os condrócitos
são as únicas células localizadas na cartilagem, que produzem e mantêm
a matriz da cartilagem, proliferação, hipertrofia e produção de matriz
extracelular para funcionar como de costume. Muitos novos genes
foram identificados que, quando mutado, resultam em estatura baixa ou
estatura alta, a maioria dos quais não participam no sistema GH-IGF-1.O
crescimento linear (isto é, o ganho de altura) é determinado pela taxa de
crescimento das placas envolvidas com condrogenesis.
FATORES IMPORTANTES COM RELAÇÃO À BAIXA ESTATURA E A
ESTATURA NORMAL.
■■
A baixa estatura é causada pela diminuição da condrogenesis,
Considerando estatura alta é o resultado do aumento da condrogenesis.
■■
A taxa de placa de crescimento condrogênica é regulada por vários
sistemas, incluindo aqueles relacionados à intracelular, parácrino e
fatores de matriz extracelular, bem como mecanismos endócrinos.
■■
Durante a última década identificaram muitos novos defeitos genéticos
responsáveis pela estatura baixa e alta que ocorrem entre os sistemas
que regulam a atividade da placa de crescimento.
■■
Do mesmo modo, os estudos de associação em todo o genoma têm
revelado que a variação normal na altura parece ser devido a muitos
genes que afetam o crescimento da placa através de uma variedade de
mecanismos.
■■
Estas novas descobertas sugerem um quadro conceptual para a
compreensão do que ocorre com a estatura baixa e alta, que é centrada
na placa do crescimento que atua na estrutura responsável pela altura e
ganhos de proliferação.
MECANISMOS FÍSICOS:
Função de placa de crescimento também pode ser afetada por
mecanismos físicos.
Mesmo relativamente baixas doses de radiação ionizante, tal como uma
dose única de 10 Gy, pode prejudicar o crescimento estatural
longitudinal, assim como a compressão mecânica entre a placa de
crescimento também prejudica o alongamento de ossos, que é em parte
devida à diminuição de alargamento hipertrófica O condrócitos. Efeitos
inibidores de compressão na placa de crescimento podem contribuir
para a progressão de escoliose e geno Varo tíbia (também denominada
doença de Blount), da mesma forma, a compactação física é utilizada na
prática clínica para corrigir as desigualdades no comprimento do
membro e deformidades angulares, no entanto, em crianças, os efeitos
da variação da carga dinâmica devida ao exercício não tenham sido bem
estabelecidas. Portanto, os esportes de contato, exercícios que
apresentem situações de impacto, assim como exercícios exagerados,
lamentavelmente não ajudarão no desenvolvimento da estatura
longitudinal.
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neurocientista-Endócrino
CRM 20611
Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930
COMO SABER MAIS:
1 o efeito do exercício físico sistemático e orientado sobre as variáveis
metabólicas associadas com obesidade na infância....
http://tireoidecontrolada.blogspot.com
2. A evidência associa a prática de exercícios para a melhoria da
composição corporal, promovendo potenciais fisiológicos que envolvem
mudanças positivas em relação à promoção da saúde e de aptidão
física...
http://hipotireoidismosubclinico2.blogspot.com
3. Os principais efeitos fisiológicos e metabólicos resultantes de tanto
exercício agudo e crônico, em geral, são: aumento da massa muscular
esquelética, força e propriocepção ganho, diminuição de reservas de
gordura, aumento no gasto calórico, o aumento da taxa metabólica em
repouso, aumento da tolerância à glicose usada como substrato
energético, melhora da sensibilidade à insulina, diminuição do estado
inflamatório, entre outros...
http://hipotireoidismosubclinico2.blogspot.com
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
Referências Bibliográficas:
Caio Jr., Dr. João Santos. Endocrinologista – Neuroendocrinologista e Dra. Caio, Henriqueta V. Endocrinologista – Medicina
Interna, Van Der Häägen Brasil – São Paulo – Brasil; Andreason NJC, Powers PS. Creativity and psychosis: An examination of
conceptual style. Archives of General Psychiatry. 1975;32:70–73. Aron A, Norman CC, Aron EN, McKenna C, Heyman RE.
Couple’s shared participation in novel and arousing activities and experienced relationship quality. Journal of Personality and
Social Psychology. 2000;78:273–284. Ashby FG, Isen AM, Turken AU. A neuropsychological theory of positive affect and its
influence on cognition. Psychological Review. 1999;106:529–550.Aspinwall LG. Rethinking the role of positive affect in self-
regulation. Motivation and Emotion. 1998; 22:1–32.Basso MR, Schefft BK, Ris MD, Dember WN. Mood and global-local visual
processing. Journal of the International Neuropsychological Society. 1996;2:249–255. Bolte A, Goschke T, Kuhl J. Emotion and
intuition: Effects of positive and negative mood on implicit judgments of semantic coherence. Psychological Science.
2003;14:416–421. Bonanno GA, Keltner D. Facial expressions of emotion and the course of conjugal bereavement.Journal of
Abnormal Psychology. 1997;106:126–137. Boulton MJ, Smith PK. The social nature of play fighting and play chasing:
Mechanisms and strategies underlying cooperation and compromise. In: Barkow JH, Cosmides L, Tooby J, editors. The adapted
mind: Evolutionary psychology and the generation of culture. New York: Oxford University Press; 1992. pp. 429–
444.Csikszentmihalyi M, Rathunde K. The development of the person: An experiential perspective on the ontogenesis of
psychological complexity. In: Damon W, Lerner RM, editors. Handbook of child psychology: Vol. 1. Theoretical models of human
development. 5. New York: Wiley; 1998. pp. 635–684.Cunningham MR. What do you do when you’re happy or blue? Mood,
expectancies, and behavioral interest. Motivation and Emotion. 1988;12:309–331.Danner DD, Snowdon DA, Friesen WV.
Positive emotions in early life and longevity: Findings from the nun study. Journal of Personality and Social Psychology.
2001;80:804–813. Derryberry D, Reed MA. Anxiety and attentional focusing: Trait, state, and hemispheric influences.Personality
and Individual Differences. 1998;25:745–761.Derryberry D, Tucker DM. Motivating the focus of attention. In: Neidenthal PM,
Kitayama S, editors.The heart’s eye: Emotional influences in perception and attention. San Diego, CA: Academic Press; 1994. pp.
167–196.
Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br
www.crescimentoinfoco.com
www.obesidadeinfoco.com.br
http://drcaiojr.site.med.br
http://dracaio.site.med.br
Joao Santos Caio Jr
http://google.com/+JoaoSantosCaioJr
google.com/+JoãoSantosCaioJrvdh
google.com/+VANDERHAAGENBRAZILvdh
Video
http://youtu.be/woonaiFJQwY
VAN DER HAAGEN BRAZI
Instagram
https://instagram.com/clinicascaio/
Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-
23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUE
INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUEINFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUE
INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUE
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer em estatura altura baixa altura
Crescer em estatura altura baixa alturaCrescer em estatura altura baixa altura
Crescer em estatura altura baixa altura
Van Der Häägen Brazil
 
CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...
CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...
CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...
Van Der Häägen Brazil
 
CRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSH
CRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSHCRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSH
CRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSH
Van Der Häägen Brazil
 
ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.
ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.
ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.
Van Der Häägen Brazil
 
Obesos Intra Abdominal
Obesos Intra AbdominalObesos Intra Abdominal
Obesos Intra Abdominal
Van Der Häägen Brazil
 
CRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESS
CRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESSCRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESS
CRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESS
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...
Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...
Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...
Van Der Häägen Brazil
 
Estatura baixa curta e alta surge um novo paradigma
Estatura baixa curta e alta surge um novo paradigmaEstatura baixa curta e alta surge um novo paradigma
Estatura baixa curta e alta surge um novo paradigma
Van Der Häägen Brazil
 
Estudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-i
Estudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-iEstudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-i
Estudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-i
Van Der Häägen Brazil
 
Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...
Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...
Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...
Van Der Häägen Brazil
 
DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...
DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...
DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...
Van Der Häägen Brazil
 
RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...
RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...
RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...
Van Der Häägen Brazil
 
PAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADE
PAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADEPAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADE
PAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADE
Van Der Häägen Brazil
 
Hipopituitarismo
HipopituitarismoHipopituitarismo
Hipopituitarismo
Mário Soares
 
Deficit de Crescimento
Deficit de CrescimentoDeficit de Crescimento
Deficit de Crescimento
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.
Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.
Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.
Van Der Häägen Brazil
 
Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...
Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...
Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...
Van Der Häägen Brazil
 
Baixa estatura e alta estatura um novo paradigma emerge para crianças infan...
Baixa estatura e alta estatura  um novo paradigma emerge  para crianças infan...Baixa estatura e alta estatura  um novo paradigma emerge  para crianças infan...
Baixa estatura e alta estatura um novo paradigma emerge para crianças infan...
Van Der Häägen Brazil
 
Importância do Crescer Estatural
Importância do Crescer EstaturalImportância do Crescer Estatural
Importância do Crescer Estatural
Van Der Häägen Brazil
 

Mais procurados (20)

INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUE
INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUEINFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUE
INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO NO CRESCER ESTATURAL/ALTURA,SAIBA PORQUE
 
Crescer em estatura altura baixa altura
Crescer em estatura altura baixa alturaCrescer em estatura altura baixa altura
Crescer em estatura altura baixa altura
 
CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...
CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...
CRESCER:JUVENIL/ADOLESCENTE:EFEITOS DO ÁLCOOL SOBRE PROCESSOS FISIOLÓGICOS E ...
 
CRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSH
CRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSHCRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSH
CRESCER CRIANÇA/INFANTIL/JUVENIL:INTERFERÊNCIA DO GH E DO TSH
 
ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.
ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.
ESTROGÊNIO AUMENTA A SECREÇÃO DE GH EM RESPOSTA À ESTIMULAÇÃO.
 
Obesos Intra Abdominal
Obesos Intra AbdominalObesos Intra Abdominal
Obesos Intra Abdominal
 
CRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESS
CRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESSCRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESS
CRESCER COM COMPOSIÇÃO CORPORAL, EXERCÍCIOS, FITNESS
 
Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...
Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...
Crescer Infantil,juvenil;os que praticam balé a pouca energia determina todos...
 
Estatura baixa curta e alta surge um novo paradigma
Estatura baixa curta e alta surge um novo paradigmaEstatura baixa curta e alta surge um novo paradigma
Estatura baixa curta e alta surge um novo paradigma
 
Estudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-i
Estudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-iEstudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-i
Estudos clínicos, revelaram que o eixo gh igf-i
 
Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...
Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...
Relevância hormônios específicos no crescer feto criança juvenil adolescente ...
 
DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...
DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...
DETERMINANTES DO HORMÔNIO DE CRESCIMENTO-GH NA FISIOLOGIA DA TESTOSTERONA NA ...
 
RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...
RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...
RELEVÂNCIA DO GH-HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E COGNIÇÃO EM CRIANÇA, INFANTIL, JUV...
 
PAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADE
PAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADEPAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADE
PAPEL DO GH NA FISIOLOGIA DO OVÁRIO E INÍCIO DA PUBERDADE
 
Hipopituitarismo
HipopituitarismoHipopituitarismo
Hipopituitarismo
 
Deficit de Crescimento
Deficit de CrescimentoDeficit de Crescimento
Deficit de Crescimento
 
Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.
Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.
Crescer criança juvenil pubere gh, estrógenos, androgênios e cisto de ovário.
 
Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...
Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...
Impacto de treinamento físico intenso e o crescimento somático em atletas inf...
 
Baixa estatura e alta estatura um novo paradigma emerge para crianças infan...
Baixa estatura e alta estatura  um novo paradigma emerge  para crianças infan...Baixa estatura e alta estatura  um novo paradigma emerge  para crianças infan...
Baixa estatura e alta estatura um novo paradigma emerge para crianças infan...
 
Importância do Crescer Estatural
Importância do Crescer EstaturalImportância do Crescer Estatural
Importância do Crescer Estatural
 

Destaque

Free ebook-career-success-without-a-real-job
Free ebook-career-success-without-a-real-jobFree ebook-career-success-without-a-real-job
Bail coxyde hagues-octobre_2011
Bail coxyde  hagues-octobre_2011Bail coxyde  hagues-octobre_2011
Bail coxyde hagues-octobre_2011
Belinda Hagues
 
CV05102016
CV05102016CV05102016
CV05102016
ailsa powrie
 
Business application services 08062015
Business application services 08062015Business application services 08062015
Business application services 08062015
Sensiple Inc.,
 
Bible Study Methods Part One
Bible Study Methods Part OneBible Study Methods Part One
Bible Study Methods Part One
David Witthoff
 
Beef Rolls
Beef RollsBeef Rolls
Beef Rolls
philip1242
 
VGC. July 2016
VGC. July 2016VGC. July 2016
VGC. July 2016
Víctor Gamero Cabo
 
K. SURESH
K. SURESHK. SURESH
K. SURESH
K. Suresh naidu
 
KS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-Countries
KS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-CountriesKS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-Countries
KS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-Countries
Nicholas Howarth
 
Communication plan
Communication planCommunication plan
Communication plan
Adrienne31
 
Linkedin, formation Recherche emploi et Carriere
Linkedin, formation Recherche emploi et CarriereLinkedin, formation Recherche emploi et Carriere
Linkedin, formation Recherche emploi et Carriere
Marie-Marthe Joly
 
Leadership plan
Leadership planLeadership plan
Leadership plan
Itsbacon
 
Accrediting Digital Education: Lessons from the Maltese Experience
Accrediting Digital Education: Lessons from the Maltese ExperienceAccrediting Digital Education: Lessons from the Maltese Experience
Accrediting Digital Education: Lessons from the Maltese Experience
Anthony Fisher Camilleri
 

Destaque (13)

Free ebook-career-success-without-a-real-job
Free ebook-career-success-without-a-real-jobFree ebook-career-success-without-a-real-job
Free ebook-career-success-without-a-real-job
 
Bail coxyde hagues-octobre_2011
Bail coxyde  hagues-octobre_2011Bail coxyde  hagues-octobre_2011
Bail coxyde hagues-octobre_2011
 
CV05102016
CV05102016CV05102016
CV05102016
 
Business application services 08062015
Business application services 08062015Business application services 08062015
Business application services 08062015
 
Bible Study Methods Part One
Bible Study Methods Part OneBible Study Methods Part One
Bible Study Methods Part One
 
Beef Rolls
Beef RollsBeef Rolls
Beef Rolls
 
VGC. July 2016
VGC. July 2016VGC. July 2016
VGC. July 2016
 
K. SURESH
K. SURESHK. SURESH
K. SURESH
 
KS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-Countries
KS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-CountriesKS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-Countries
KS-1646-DP041A-Energy-Productivity-as-a-New-Growth-Model-for-GCC-Countries
 
Communication plan
Communication planCommunication plan
Communication plan
 
Linkedin, formation Recherche emploi et Carriere
Linkedin, formation Recherche emploi et CarriereLinkedin, formation Recherche emploi et Carriere
Linkedin, formation Recherche emploi et Carriere
 
Leadership plan
Leadership planLeadership plan
Leadership plan
 
Accrediting Digital Education: Lessons from the Maltese Experience
Accrediting Digital Education: Lessons from the Maltese ExperienceAccrediting Digital Education: Lessons from the Maltese Experience
Accrediting Digital Education: Lessons from the Maltese Experience
 

Semelhante a Crescer criança infantil juveniil adolescente avanços científicos promovem resiliência fisiológica

Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Van Der Häägen Brazil
 
Matriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criança
Matriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criançaMatriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criança
Matriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criança
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer juvenil, adolescente, pré pubere até o crescimento do esqueleto atin...
Crescer juvenil, adolescente, pré pubere  até o crescimento do esqueleto atin...Crescer juvenil, adolescente, pré pubere  até o crescimento do esqueleto atin...
Crescer juvenil, adolescente, pré pubere até o crescimento do esqueleto atin...
Van Der Häägen Brazil
 
O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...
O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...
O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...
Van Der Häägen Brazil
 
Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...
Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...
Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...
Van Der Häägen Brazil
 
Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...
Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...
Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...
Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...
Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...
Van Der Häägen Brazil
 
CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...
CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...
CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...
Van Der Häägen Brazil
 
Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...
Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...
Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...
Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...
Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...
Van Der Häägen Brazil
 
Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...
Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...
Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...
Van Der Häägen Brazil
 
Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...
Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...
Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...
Van Der Häägen Brazil
 
Crescer Linear
Crescer LinearCrescer Linear
Crescer Linear
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.
Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.
Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.
Van Der Häägen Brazil
 
Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...
Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...
Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...
Van Der Häägen Brazil
 
Manejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitos
Manejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitosManejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitos
Manejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitos
Van Der Häägen Brazil
 
Baixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticos
Baixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticosBaixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticos
Baixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticos
Van Der Häägen Brazil
 
Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...
Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...
Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...
Van Der Häägen Brazil
 
ENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTO
ENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTOENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTO
ENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTO
Van Der Häägen Brazil
 
Crescimento com Vantagens
Crescimento com VantagensCrescimento com Vantagens
Crescimento com Vantagens
Van Der Häägen Brazil
 

Semelhante a Crescer criança infantil juveniil adolescente avanços científicos promovem resiliência fisiológica (20)

Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
Relevância do crescimento estatural criança infantil juvenil adolescente,sinô...
 
Matriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criança
Matriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criançaMatriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criança
Matriz de crescimento estatural extracelular da cartilagem em criança
 
Crescer juvenil, adolescente, pré pubere até o crescimento do esqueleto atin...
Crescer juvenil, adolescente, pré pubere  até o crescimento do esqueleto atin...Crescer juvenil, adolescente, pré pubere  até o crescimento do esqueleto atin...
Crescer juvenil, adolescente, pré pubere até o crescimento do esqueleto atin...
 
O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...
O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...
O gh transita pelo corpo todo é responsável pelo crescer maturação desenvolvi...
 
Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...
Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...
Pesquisas recentes em placa crescimento mpacto citocinas inflamatórias no cre...
 
Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...
Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...
Gh o Hormônio de Crescimento age Diretamente sobre a Divisão e Multiplicação ...
 
Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...
Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...
Crescer infantil juvenil adolescente o efeito dos fármacos inibidores da arom...
 
CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...
CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...
CRESCIMENTO INFANTIL, JUVENIL E ADOLESCENTE; ESTOU PREOCUPADO POR TER BAIXA E...
 
Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...
Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...
Estatura baixa em criança infantil juvenil adolescente importância cartilagem...
 
Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...
Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...
Crescer ósseo longitudinal também é regulado pela ingestão nutricional mediad...
 
Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...
Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...
Criança, infantil, juvenil e o desenvolvimento linear da massa óssea para cre...
 
Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...
Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...
Prever o Crescimento Estatural Facilita e Direciona a Tomada de Decisões Tera...
 
Crescer Linear
Crescer LinearCrescer Linear
Crescer Linear
 
Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.
Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.
Obesidade infantil efeitos metabólicos do exercício físico uma visão atual.
 
Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...
Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...
Estatura crescimento infantil juvenil adolescente não depende apenas gh igf-1...
 
Manejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitos
Manejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitosManejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitos
Manejo em criança, infantil e juvenil gh e igf 1 nos condrócitos
 
Baixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticos
Baixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticosBaixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticos
Baixo crescimento infanto juvenil não significa só problemas genéticos
 
Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...
Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...
Baixa estatura infelicidade na infância juventude adolescência em caso défici...
 
ENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTO
ENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTOENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTO
ENTENDA CORRETAMENTE A SIGNIFICATIVA DIFERENÇA ENTRE IGF-1/IGF-2 NO CRESCIMENTO
 
Crescimento com Vantagens
Crescimento com VantagensCrescimento com Vantagens
Crescimento com Vantagens
 

Mais de Van Der Häägen Brazil

OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
Van Der Häägen Brazil
 
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
Van Der Häägen Brazil
 
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
Van Der Häägen Brazil
 
GORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERALGORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERAL
Van Der Häägen Brazil
 
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
Van Der Häägen Brazil
 
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOPODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
Van Der Häägen Brazil
 
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESONOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTILOBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSASOBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
Van Der Häägen Brazil
 
OBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICSOBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICS
Van Der Häägen Brazil
 
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAINTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
Van Der Häägen Brazil
 
GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)
Van Der Häägen Brazil
 
GENEALOGIA
GENEALOGIAGENEALOGIA
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL
Van Der Häägen Brazil
 
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
Van Der Häägen Brazil
 
GORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSOGORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSO
Van Der Häägen Brazil
 
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
Van Der Häägen Brazil
 

Mais de Van Der Häägen Brazil (20)

OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
 
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
 
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
 
GORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERALGORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERAL
 
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
 
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOPODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
 
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESONOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
 
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTILOBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
 
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSASOBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
 
OBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICSOBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICS
 
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAINTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
 
GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)
 
GENEALOGIA
GENEALOGIAGENEALOGIA
GENEALOGIA
 
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
 
OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL
 
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
 
GORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSOGORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSO
 
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
 

Último

Mini curso Análise de LCR Liquorologia.pptx
Mini curso Análise de LCR Liquorologia.pptxMini curso Análise de LCR Liquorologia.pptx
Mini curso Análise de LCR Liquorologia.pptx
GleenseCartonilho
 
Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...
Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...
Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
KauFelipo
 
Electrocardiografia - Manual AMIR - ENARM
Electrocardiografia - Manual AMIR - ENARMElectrocardiografia - Manual AMIR - ENARM
Electrocardiografia - Manual AMIR - ENARM
dantemalca
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
paathizinhya
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
OttomGonalvesDaSilva
 
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
maripinkmarianne
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
BrunaNeves80
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
guilhermefontenele8
 

Último (9)

Mini curso Análise de LCR Liquorologia.pptx
Mini curso Análise de LCR Liquorologia.pptxMini curso Análise de LCR Liquorologia.pptx
Mini curso Análise de LCR Liquorologia.pptx
 
Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...
Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...
Procedimento Operacional Padrão Para Recebimento e Atendimento de Pacientes P...
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
 
Electrocardiografia - Manual AMIR - ENARM
Electrocardiografia - Manual AMIR - ENARMElectrocardiografia - Manual AMIR - ENARM
Electrocardiografia - Manual AMIR - ENARM
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
 
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
 

Crescer criança infantil juveniil adolescente avanços científicos promovem resiliência fisiológica

  • 1. GH – HORMÔNIO DE CRESCIMENTO E IGF-1 FATOR DE CRESCIMENTO SIMILE A INSULINA ESTIMULA O CRESCIMENTO LINEAR DE CRIANÇAS, ATUANDO SOBRE A PLACA DE CRESCIMENTO, MAS COM NOVAS PESQUISAS QUE DÃO UM CONHECIMENTO MAIS SIGNIFICATIVO. FISIOLOGIA–ENDOCRINOLOGIA–NEUROCIÊNCIA-ENDOCRINA (NEUROENDOCRINOLOGIA)–GENÉTICA–ENDÓCRINO-PEDIATRIA (SUBDIVISÃO DA ENDOCRINOLOGIA): DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. A placa de crescimento é uma fina camada de cartilagem que é encontrado na maioria dos ossos (exceto no crânio e ossos faciais), incluindo os ossos longos e vértebras. Na placa de crescimento, os condrócitos proliferam, sofrem hipertrofia e secretam cartilagens componentes da matriz extracelular. TUDO EM EQUILÍBRIO Estes processos geram novos tecidos cartilaginosos, que subsequentemente, remodelam o tecido ósseo. O resultado líquido é que o osso novo é progressivamente criado na placa de crescimento, o que faz com que os ossos cresçam mais em criança, infantil, juvenil e adolescente e desenvolvam uma estatura mais alta.
  • 2. O GH - hormônio de crescimento que atua sobre a placa de crescimento para estimular a formação de osso novo, tanto através da regulação dos níveis circulantes do IGF-1 fator de crescimento símile à insulina e também localmente, em parte, através de locais de produção de IGF-1 fator de crescimento símile à insulina. No entanto, resultados de estudos básicos e clínicos revelaram que o eixo GH-IGF-1 é apenas um dos muitos sistemas de regulação que controlam a condrogenesis na placa de crescimento e, portanto, regula o crescimento linear em crianças. Consequentemente, o crescimento normal em crianças requer não apenas as concentrações de GH e IGF-1 dentro da escala normal, mas também a produção e ação de vários outros hormônios, fatores parácrinos e moléculas da matriz extracelular normal.
  • 3. O crescimento normal também exige que os vários processos intracelulares necessários para condrócitos, uma vez que os condrócitos são as únicas células localizadas na cartilagem, que produzem e mantêm a matriz da cartilagem, proliferação, hipertrofia e produção de matriz extracelular para funcionar como de costume. Muitos novos genes foram identificados que, quando mutado, resultam em estatura baixa ou estatura alta, a maioria dos quais não participam no sistema GH-IGF-1.O crescimento linear (isto é, o ganho de altura) é determinado pela taxa de crescimento das placas envolvidas com condrogenesis. FATORES IMPORTANTES COM RELAÇÃO À BAIXA ESTATURA E A ESTATURA NORMAL. ■■ A baixa estatura é causada pela diminuição da condrogenesis, Considerando estatura alta é o resultado do aumento da condrogenesis. ■■ A taxa de placa de crescimento condrogênica é regulada por vários sistemas, incluindo aqueles relacionados à intracelular, parácrino e fatores de matriz extracelular, bem como mecanismos endócrinos.
  • 4. ■■ Durante a última década identificaram muitos novos defeitos genéticos responsáveis pela estatura baixa e alta que ocorrem entre os sistemas que regulam a atividade da placa de crescimento. ■■ Do mesmo modo, os estudos de associação em todo o genoma têm revelado que a variação normal na altura parece ser devido a muitos genes que afetam o crescimento da placa através de uma variedade de mecanismos. ■■ Estas novas descobertas sugerem um quadro conceptual para a compreensão do que ocorre com a estatura baixa e alta, que é centrada na placa do crescimento que atua na estrutura responsável pela altura e ganhos de proliferação. MECANISMOS FÍSICOS: Função de placa de crescimento também pode ser afetada por mecanismos físicos.
  • 5. Mesmo relativamente baixas doses de radiação ionizante, tal como uma dose única de 10 Gy, pode prejudicar o crescimento estatural longitudinal, assim como a compressão mecânica entre a placa de crescimento também prejudica o alongamento de ossos, que é em parte devida à diminuição de alargamento hipertrófica O condrócitos. Efeitos inibidores de compressão na placa de crescimento podem contribuir para a progressão de escoliose e geno Varo tíbia (também denominada doença de Blount), da mesma forma, a compactação física é utilizada na prática clínica para corrigir as desigualdades no comprimento do membro e deformidades angulares, no entanto, em crianças, os efeitos da variação da carga dinâmica devida ao exercício não tenham sido bem estabelecidas. Portanto, os esportes de contato, exercícios que apresentem situações de impacto, assim como exercícios exagerados, lamentavelmente não ajudarão no desenvolvimento da estatura longitudinal. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neurocientista-Endócrino CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930
  • 6. COMO SABER MAIS: 1 o efeito do exercício físico sistemático e orientado sobre as variáveis metabólicas associadas com obesidade na infância.... http://tireoidecontrolada.blogspot.com 2. A evidência associa a prática de exercícios para a melhoria da composição corporal, promovendo potenciais fisiológicos que envolvem mudanças positivas em relação à promoção da saúde e de aptidão física... http://hipotireoidismosubclinico2.blogspot.com 3. Os principais efeitos fisiológicos e metabólicos resultantes de tanto exercício agudo e crônico, em geral, são: aumento da massa muscular esquelética, força e propriocepção ganho, diminuição de reservas de gordura, aumento no gasto calórico, o aumento da taxa metabólica em repouso, aumento da tolerância à glicose usada como substrato energético, melhora da sensibilidade à insulina, diminuição do estado inflamatório, entre outros... http://hipotireoidismosubclinico2.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr., Dr. João Santos. Endocrinologista – Neuroendocrinologista e Dra. Caio, Henriqueta V. Endocrinologista – Medicina Interna, Van Der Häägen Brasil – São Paulo – Brasil; Andreason NJC, Powers PS. Creativity and psychosis: An examination of conceptual style. Archives of General Psychiatry. 1975;32:70–73. Aron A, Norman CC, Aron EN, McKenna C, Heyman RE. Couple’s shared participation in novel and arousing activities and experienced relationship quality. Journal of Personality and Social Psychology. 2000;78:273–284. Ashby FG, Isen AM, Turken AU. A neuropsychological theory of positive affect and its influence on cognition. Psychological Review. 1999;106:529–550.Aspinwall LG. Rethinking the role of positive affect in self- regulation. Motivation and Emotion. 1998; 22:1–32.Basso MR, Schefft BK, Ris MD, Dember WN. Mood and global-local visual processing. Journal of the International Neuropsychological Society. 1996;2:249–255. Bolte A, Goschke T, Kuhl J. Emotion and intuition: Effects of positive and negative mood on implicit judgments of semantic coherence. Psychological Science. 2003;14:416–421. Bonanno GA, Keltner D. Facial expressions of emotion and the course of conjugal bereavement.Journal of Abnormal Psychology. 1997;106:126–137. Boulton MJ, Smith PK. The social nature of play fighting and play chasing: Mechanisms and strategies underlying cooperation and compromise. In: Barkow JH, Cosmides L, Tooby J, editors. The adapted mind: Evolutionary psychology and the generation of culture. New York: Oxford University Press; 1992. pp. 429– 444.Csikszentmihalyi M, Rathunde K. The development of the person: An experiential perspective on the ontogenesis of psychological complexity. In: Damon W, Lerner RM, editors. Handbook of child psychology: Vol. 1. Theoretical models of human development. 5. New York: Wiley; 1998. pp. 635–684.Cunningham MR. What do you do when you’re happy or blue? Mood, expectancies, and behavioral interest. Motivation and Emotion. 1988;12:309–331.Danner DD, Snowdon DA, Friesen WV. Positive emotions in early life and longevity: Findings from the nun study. Journal of Personality and Social Psychology. 2001;80:804–813. Derryberry D, Reed MA. Anxiety and attentional focusing: Trait, state, and hemispheric influences.Personality and Individual Differences. 1998;25:745–761.Derryberry D, Tucker DM. Motivating the focus of attention. In: Neidenthal PM, Kitayama S, editors.The heart’s eye: Emotional influences in perception and attention. San Diego, CA: Academic Press; 1994. pp. 167–196.
  • 7. Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr google.com/+JoãoSantosCaioJrvdh google.com/+VANDERHAAGENBRAZILvdh Video http://youtu.be/woonaiFJQwY VAN DER HAAGEN BRAZI Instagram https://instagram.com/clinicascaio/ Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=- 23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17