SlideShare uma empresa Scribd logo
BAIXA ESTATURA: ENDOCRINOLOGIA E
NEUROENDOCRINOLOGIA É UM RAMO DA BIOLOGIA E DA
MEDICINA QUE TRATA DO SISTEMA ENDÓCRINO, DAS SUAS
DOENÇAS, SUAS SECREÇÕES ESPECÍFICAS CHAMADAS
HORMÔNIOS, DA INTEGRAÇÃO, DA PROLIFERAÇÃO, DO
DESENVOLVIMENTO, DE EVENTOS COMO O CRESCIMENTO, A
DIFERENCIAÇÃO (INCLUINDO HISTOGÊNESE E
ORGANOGÊNESE), A COORDENAÇÃO DO METABOLISMO,
RESPIRAÇÃO, EXCREÇÃO, MOVIMENTO, REPRODUÇÃO E
PERCEPÇÃO SENSORIAL DEPENDENDO DE SINAIS QUÍMICOS,
SUBSTÂNCIAS SINTETIZADAS E SECRETADAS POR CÉLULAS
ESPECIALIZADAS).
 Seu filho tem baixa estatura, se ele ou ela está abaixo do percentil
5 na tabela de crescimento. Isso significa que:
 Seu filho é significativamente menor do que as crianças que são da
mesma idade e sexo.
 Em uma turma de 20 crianças, 19 das crianças serão mais altas do
que o seu filho que apresenta baixa estatura.
 Grave a altura e peso do seu filho em um gráfico de crescimento.
 Monitore a taxa de crescimento do seu filho ao longo do
tempo. Pergunte ao seu endocrinologista ou neuroendocrinologista que
percentil seu filho apresenta em altura e em peso.
 Compare a altura e o peso do seu filho com o das outras
crianças da mesma idade e sexo.
 Se o seu filho tem baixa estatura, isso não significa
necessariamente que haja algo de errado.
Há muitas razões para que o seu filho tenha baixa estatura.
 Seu filho pode ser pequeno para a sua idade, mas ele pode
estar crescendo bem. Ele provavelmente vai começar a puberdade mais
tarde do que os seus amigos, entretanto, somente a percepção acurada
pode dizer mediante avaliações clínicas, laboratoriais e instrumentais,
poderá ajudar na prospecção de um possível estirão ou pulso adequado,
embora não saibamos o valor em crescimento que seu filho ou filha
poderá apresentar. Seu filho provavelmente vai continuar a crescer
depois que a maioria de seus pares pararem de crescer. Seu filho
provavelmente será tão alto quanto os pais. Os profissionais de saúde
chamam isso de Atraso Constitucional do Crescimento.
 Se um ou ambos os pais são baixos o filho muito provavelmente
também será de baixa estatura (baixo). Esperar que o seu filho seja tão
alto quanto um dos pais é uma possibilidade, entretanto, você precisa
ter certeza de que esta possibilidade seja viável, peça a opinião de
profissionais especializados.
 Às vezes, a baixa estatura pode ser um sintoma de uma condição
médica, tais como:
 Doenças ósseas ou esqueléticas, tais como raquitismo ou
acondroplasia,
 Doenças crônicas, tais como doença cardíaca congênita,
doença renal crônica, asma, anemia falciforme, talassemia, artrite
reumatóide juvenil, doença inflamatória do intestino, doença celíaca,
doença de Cushing, hipotireoidismo e diabetes mellitus.
 Condições genéticas, como a síndrome de Down, síndrome de
Turner, síndrome de Williams, síndrome de Russell-Silver e síndrome de
Noonan.
 Deficiência de hormônio de crescimento,
 Infecções do desenvolvimento do bebê antes do nascimento,
 Subnutrição,
 O fraco crescimento de um bebê ainda no útero (restrição de
crescimento intrauterino-RCIU) ou pequeno para a idade gestacional -
PIG.
Esta lista não inclui todas as causas possíveis de baixa estatura.
Se o seu filho parece ser muito menor do que a maioria das crianças da
sua idade e sexo ou se ele parece ter parado de crescer, procure seu
endocrinologista ou neuroendocrinologista.
O que esperar ao visitar o Seu Médico Endocrinologista:
O médico endocrinologista irá realizar um exame físico. Ele vai medir a
estatura do seu filho, o peso, o comprimento dos braços e das pernas
para verificar seu comprimento, pois algumas doenças ou síndromes
deixam esses segmentos desproporcionais. Para descobrir as possíveis
causas para a baixa estatura do seu filho, o médico endocrinologista irá
perguntar sobre a história de seu filho.
Ele vai querer saber:
 Sobre a sua história familiar,
 Qual a estatura dos pais e avós?
 Qual a estatura dos irmãos ou irmãs?
 Existem outros parentes abaixo da média da estatura?
 Algum membro da família foi diagnosticado com uma doença que
pode causar baixa estatura?
 Com que idade os pais começaram a puberdade?
 Com quantos cm a criança nasceu?
 Com quantos Kg a criança nasceu?
 Como foi a dieta da criança desde o início?
 A criança começou a mostrar sinais de puberdade com quantos
anos?
 A criança chegou a ficar na curva média dos gráficos de
crescimento?
 Posteriormente a taxa de crescimento começou a diminuir?
 Que outros sintomas estão presentes?
 A baixa estatura da criança afetou sua autoestima ou causou
quaisquer problemas na escola ou com os amigos?
Se a baixa estatura de seu filho parece estar relacionada a uma condição
médica, o seu filho vai precisar de alguns testes de laboratório e raios-x.
Raios-X de idade óssea: Os raios X de idade óssea geralmente são
obtidos do pulso e da mão esquerda, mas pode haver necessidade de
averiguação dos ossos longos do corpo.
O médico olha para os raios X para ver se o tamanho e a forma dos
ossos do seu filho têm crescido normalmente.
Se os ossos não têm crescido como o esperado para a idade do seu filho,
o seu prestador de cuidados de saúde irá falar mais sobre por que seu
filho pode não estar crescendo normalmente ou qual o estadiamento
dele.
As meninas com baixa estatura podem ter que efetuar um teste genético
feito para verificar a existência de certas doenças, como a síndrome de
Turner.
Seu filho pode ter outros testes também para serem efetuados.
Alguns destes testes podem ser:
 Hemograma completo,
 Estimulação do hormônio de crescimento,
 Níveis de (IGF-1),
 Os testes de sangue para verificar funções do fígado, dos rins, da
tireóide e outros problemas médicos.
Seu médico endocrinologista ou neuroendocrinologista mantém
registros da estatura e do peso do seu filho a cada consulta. Mantenha
seus próprios registros também. Trazer esses registros para a atenção do
profissional, se o crescimento parecer lento ou o seu filho parecer
pequeno.
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611
Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930
Como saber mais:
1. As diretrizes atuais afirmam que, no contexto clínico apropriado, o
diagnóstico de DGH adulto deve ser feito bioquimicamente usando
testes provocativos...
http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com.
2. Medição do fator de crescimento semelhante à insulina-1 (IGF-1) e
proteína de ligação de três níveis IGFBP-3 nem sempre podem distinguir
entre indivíduos normais e deficientes em GH...
http://longevidadefutura.blogspot.com
3. Em particular, a IGFBP-3 como um marcador do estado de GH é
claramente menos sensível do que o IGF-1 e existe um consenso geral de
que a sua medição não fornece informações de diagnósticos úteis...
http://imcobesidade.blogspot.com
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS
AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
Referências Bibliográficas:
Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina
Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Kilbride H, Castor C, Hoffman E, Fuger KL; Castor; Hoffman;
Fuger (2000). "Thirty-six-month outcome of prenatal cocaine exposure for term or near-term infants: Impact of
early case management". Journal of developmental and behavioral pediatrics : JDBP 21(1): 19–26.
doi:10.1097/00004703-200002000-00004. PMID 10706345; Singer LT, Yamashita TS, Hawkins S, Cairns D, Baley J,
Kliegman R; Yamashita; Hawkins; Cairns; Baley; Kliegman (1994). "Increased incidence of intraventricular
hemorrhage and developmental delay in cocaine-exposed, very low birth weight infants".The Journal of
pediatrics 124 (5 Pt 1): 765–771. doi:10.1016/S0022-3476(05)81372-1.PMC 4181569. PMID 7513757; Chasnoff IJ,
Griffith DR, Freier C, Murray J; Griffith; Freier; Murray (1992). "Cocaine/polydrug use in pregnancy: Two-year
follow-up". Pediatrics 89 (2): 284–289.PMID 1370867; Coles CD, Bard KA, Platzman KA, Lynch ME; Bard; Platzman;
Lynch (1999). "Attentional response at eight weeks in prenatally drug-exposed and preterm infants".
Neurotoxicology and teratology 21 (5): 527–537. doi:10.1016/S0892-0362(99)00023-9.PMID 10492387; Graham K,
Feigenbaum A, Pastuszak A, Nulman I, Weksberg R, Einarson T, Goldberg S, Ashby S, Koren G; Feigenbaum;
Pastuszak; Nulman; Weksberg; Einarson; Goldberg; Ashby; Koren (1992). "Pregnancy outcome and infant
development following gestational cocaine use by social cocaine users in Toronto, Canada". Clinical and
investigative medicine. Medecine clinique et experimentale 15 (4): 384–394. PMID 1516296; Fetters L, Tronick EZ;
Tronick (1996). "Neuromotor development of cocaine-exposed and control infants from birth through 15 months:
Poor and poorer performance". Pediatrics 98(5): 938–943. PMID 8909489; Swanson MW, Streissguth AP,
Sampson PD, Olson HC; Streissguth; Sampson; Olson (1999). "Prenatal cocaine and neuromotor outcome at four
months: Effect of duration of exposure". Journal of developmental and behavioral pediatrics : JDBP 20 (5): 325–
334.doi:10.1097/00004703-199910000-00007 PMID 10533991; Ivanovic DM, Leiva BP, Pérez HT, Olivares MG,
Díaz NS, Urrutia MS, Almagià AF, Toro TD, Miller PT, Bosch EO, Larraín CG; Leiva; Pérez; Olivares; Díaz; Urrutia;
Almagià; Toro; Miller; Bosch; Larraín (2004). "Head size and intelligence, learning, nutritional status and brain
development: Head, IQ, learning, nutrition and brain". Neuropsychologia 42 (8): 1118–1131. doi:10.1016/
j.neuropsychologia. 2003.11.022. PMID 15093150; Liu J, Raine A, Venables PH, Dalais C, Mednick SA; Raine;
Venables; Dalais; Mednick (2003). "Malnutrition at age 3 years and lower cognitive ability at age 11 years:
independence from psychosocial adversity". Arch Pediatr Adolesc Med 157 (6): 593–600.doi:10.1001/
archpedi.157.6.593. PMC 3975917. PMID 12796242; Webb KE, Horton NJ, Katz DL; Horton; Katz (2005). "Parental
IQ and cognitive development of malnourished Indonesian children". European Journal of Clinical Nutrition 59
(4): 618–620. doi:10.1038/ sj.ejcn. 1602103. PMID 15688080; Grantham-McGregor S, Ani C; Ani (2001). "A review
of studies on the effect of iron deficiency on cognitive development in children". The Journal of nutrition 131 (2S–
2): 649S–666S; discussion 666S–668S. PMID 11160596; Arija V, Esparó G, Fernández-Ballart J, Murphy MM,
Biarnés E, Canals J; Esparó; Fernández-Ballart; Murphy; Biarnés; Canals (2006). "Nutritional status and
performance in test of verbal and non-verbal intelligence in 6 year old children". Intelligence 34 (2): 141–
149.doi:10.1016/j.intell. 2005.09.001; Halterman JS, Kaczorowski JM, Aligne CA, Auinger P, Szilagyi PG;
Kaczorowski; Aligne; Auinger; Szilagyi (2001). "Iron deficiency and cognitive achievement among school-aged
children and adolescents in the United States". Pediatrics 107 (6): 1381–1386.doi:10.1542/peds.107.6. 1381.
PMID 11389261; Bryan J, Osendarp S, Hughes D, Calvaresi E, Baghurst K, van Klinken JW; Osendarp; Hughes;
Calvaresi; Baghurst; Van Klinken (2004). "Nutrients for Cognitive Development in School‐aged Children".
Nutrition Reviews 62 (8): 295–306. doi:10.1111/j.1753-4887.2004.tb00055.x. PMID 15478684.
Contato: Fones: 55 11 5087-4404
Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj. 121/122
Paraíso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagenbrasil@gmail.com
Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br
www.crescimentoinfoco.com
www.obesidadeinfoco.com.br
http://drcaiojr.site.med.br
http://dracaio.site.med.br
Joao Santos Caio Jr
http://google.com/+JoaoSantosCaioJr
google.com/+JoãoSantosCaioJrvdh
google.com/+VANDERHAAGENBRAZILvdh
Video
http://youtu.be/woonaiFJQwY
VAN DER HAAGEN BRAZI
Instagram
https://instagram.com/clinicascaio/
Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-
23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Terapia de reposição hormonal
Terapia de reposição hormonalTerapia de reposição hormonal
Terapia de reposição hormonal
Alfredo Filho
 
MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...
MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...
MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...
Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...
Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade interações com dieta e hormônios reguladores do apetite
Obesidade  interações com dieta e hormônios reguladores do apetiteObesidade  interações com dieta e hormônios reguladores do apetite
Obesidade interações com dieta e hormônios reguladores do apetite
Van Der Häägen Brazil
 
Menopausa Chirlei
Menopausa ChirleiMenopausa Chirlei
Menopausa Chirlei
chirlei ferreira
 
Menopausa
Menopausa Menopausa
Menopausa
Joannedream
 
Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...
Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...
Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...
Van Der Häägen Brazil
 
Climaterio
Climaterio Climaterio
OS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDO
OS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDOOS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDO
OS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDO
Van Der Häägen Brazil
 
(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz
(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz
(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz
fe53
 
TH climaterio
TH climaterioTH climaterio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRioDiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
chirlei ferreira
 
Artigo 1
Artigo 1Artigo 1
Artigo 1
Lorena Marçal
 
Agressão da Obesidade em Nosso Corpo
Agressão da Obesidade em Nosso CorpoAgressão da Obesidade em Nosso Corpo
Agressão da Obesidade em Nosso Corpo
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...
Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...
Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...
Van Der Häägen Brazil
 
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Ricardo Lucena
 
Síndrome dos Ovários Policísticos
Síndrome dos Ovários PolicísticosSíndrome dos Ovários Policísticos
Síndrome dos Ovários Policísticos
Welisson Porto
 
Obesidade e Atividade Física
Obesidade e Atividade FísicaObesidade e Atividade Física
Obesidade e Atividade Física
Bruna Alencar
 
Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...
Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...
Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...
Van Der Häägen Brazil
 

Mais procurados (20)

Terapia de reposição hormonal
Terapia de reposição hormonalTerapia de reposição hormonal
Terapia de reposição hormonal
 
MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...
MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...
MAIS EVIDÊNCIA PARA UM PAPEL NEUROPROTETOR DO ESTROGÊNIO SOBRE O CÉREBRO DAS ...
 
Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...
Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...
Obesidade abdominal comprometida por estresse obesidade periférica pode evolu...
 
Obesidade interações com dieta e hormônios reguladores do apetite
Obesidade  interações com dieta e hormônios reguladores do apetiteObesidade  interações com dieta e hormônios reguladores do apetite
Obesidade interações com dieta e hormônios reguladores do apetite
 
Menopausa Chirlei
Menopausa ChirleiMenopausa Chirlei
Menopausa Chirlei
 
Menopausa
Menopausa Menopausa
Menopausa
 
Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...
Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...
Obesas na menopausa mix de sintomas desagradáveis, associação com sm e aument...
 
Climaterio
Climaterio Climaterio
Climaterio
 
OS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDO
OS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDOOS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDO
OS RECEPTORES FAZEM O PAPEL IMPORTANTE DE RECEBER A ORDEM ENVIADA PELO COMANDO
 
(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz
(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz
(2) aula ginecologia 2010 prof. almir urbanetz
 
TH climaterio
TH climaterioTH climaterio
TH climaterio
 
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRioDiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
DiagnóStico E Tratamento Do ClimatéRio
 
Artigo 1
Artigo 1Artigo 1
Artigo 1
 
Agressão da Obesidade em Nosso Corpo
Agressão da Obesidade em Nosso CorpoAgressão da Obesidade em Nosso Corpo
Agressão da Obesidade em Nosso Corpo
 
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
 
Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...
Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...
Obesidade abdominal é considerada um órgão facilitador de doenças graves e de...
 
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
 
Síndrome dos Ovários Policísticos
Síndrome dos Ovários PolicísticosSíndrome dos Ovários Policísticos
Síndrome dos Ovários Policísticos
 
Obesidade e Atividade Física
Obesidade e Atividade FísicaObesidade e Atividade Física
Obesidade e Atividade Física
 
Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...
Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...
Perturbações do sono e risco de obesidade quanto mais comprometido o sono mai...
 

Destaque

Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...
Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...
Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante hormônio ...
Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante   hormônio ...Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante   hormônio ...
Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante hormônio ...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...
Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...
Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...
Van Der Häägen Brazil
 
Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...
Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...
Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Van Der Häägen Brazil
 
Diabetes Melitus Tipo II
Diabetes  Melitus Tipo IIDiabetes  Melitus Tipo II
Diabetes Melitus Tipo II
Van Der Häägen Brazil
 
Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...
Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...
Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...
Van Der Häägen Brazil
 
A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...
A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...
A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...
Van Der Häägen Brazil
 
Os ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridão
Os ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridãoOs ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridão
Os ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridão
Van Der Häägen Brazil
 
A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...
A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...
A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...
Van Der Häägen Brazil
 

Destaque (10)

Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...
Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...
Paradoxo doenças relacionadas com tireóide,deficiência do crescer estatural e...
 
Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante hormônio ...
Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante   hormônio ...Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante   hormônio ...
Obesidade uma situação complexa, novidade extremamente importante hormônio ...
 
Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...
Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...
Obesidade principalmente abdominal visceral sem controle e implicações com di...
 
Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...
Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...
Estatura abaixo alvo genético diagnóstico clínico laboratorial instrumental e...
 
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
 
Diabetes Melitus Tipo II
Diabetes  Melitus Tipo IIDiabetes  Melitus Tipo II
Diabetes Melitus Tipo II
 
Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...
Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...
Restrição de crescimento intrauterino (rciu) refere se a problemas de crescim...
 
A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...
A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...
A INFLUÊNCIA DA ASMA NO CRESCIMENTO DA ALTURA LINEAR E LONGITUDINAL DE CRIANÇ...
 
Os ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridão
Os ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridãoOs ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridão
Os ritmos circadianos e a melatonina uma luz na escuridão
 
A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...
A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...
A somatotropina (hormônio do crescimento, o gh) por r dna tem proporcionado s...
 

Semelhante a Conversando com o especialista endocrinologista e neuroendocrinologista

Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...
Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...
Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...
Van Der Häägen Brazil
 
Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...
Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...
Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...
Van Der Häägen Brazil
 
Baixa altura avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...
Baixa altura  avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...Baixa altura  avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...
Baixa altura avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...
Van Der Häägen Brazil
 
Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...
Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...
Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...
Van Der Häägen Brazil
 
Prevenção da Baixa Estatura
Prevenção da Baixa EstaturaPrevenção da Baixa Estatura
Prevenção da Baixa Estatura
Van Der Häägen Brazil
 
CRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇAS
CRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇASCRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇAS
CRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇAS
Van Der Häägen Brazil
 
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Van Der Häägen Brazil
 
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Van Der Häägen Brazil
 
Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...
Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...
Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...
Van Der Häägen Brazil
 
DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...
DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...
DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...
Van Der Häägen Brazil
 
EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...
EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...
EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...
Van Der Häägen Brazil
 
O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...
O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...
O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...
Van Der Häägen Brazil
 
BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...
BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...
BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...
Van Der Häägen Brazil
 
Análise Crítica do Consenso de Baixa Estatura Idiopática
Análise Crítica do Consenso de Baixa Estatura IdiopáticaAnálise Crítica do Consenso de Baixa Estatura Idiopática
Análise Crítica do Consenso de Baixa Estatura Idiopática
Van Der Häägen Brazil
 
Estatura Crescimento
Estatura CrescimentoEstatura Crescimento
Estatura Crescimento
Van Der Häägen Brazil
 
Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...
Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...
Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...
Van Der Häägen Brazil
 
Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...
Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...
Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...
Van Der Häägen Brazil
 
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Van Der Häägen Brazil
 
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Van Der Häägen Brazil
 
Baixa estatura (altura) por dgh deficit de gh
Baixa estatura (altura) por dgh deficit de ghBaixa estatura (altura) por dgh deficit de gh
Baixa estatura (altura) por dgh deficit de gh
Van Der Häägen Brazil
 

Semelhante a Conversando com o especialista endocrinologista e neuroendocrinologista (20)

Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...
Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...
Crescimento deficiência de hormônio de crescimento com início na infância (gh...
 
Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...
Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...
Baixa altura em criança infantil juvenil diferença entre a baixa estatura e c...
 
Baixa altura avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...
Baixa altura  avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...Baixa altura  avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...
Baixa altura avaliação crescimento longitudinal é essencial no cuidado da cr...
 
Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...
Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...
Crescimento insuficiente avaliação do estado psicossocial entre crianças infa...
 
Prevenção da Baixa Estatura
Prevenção da Baixa EstaturaPrevenção da Baixa Estatura
Prevenção da Baixa Estatura
 
CRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇAS
CRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇASCRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇAS
CRESCIMENTO E ATUALIZAÇÕES PARA BAIXA ESTATURA EM CRIANÇAS
 
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
 
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...Crescimento baixa estatura  avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
Crescimento baixa estatura avaliação gestão de uma criança juvenil adolescen...
 
Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...
Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...
Porque eu devo me preocupar com a baixa estatura dos meus filhos se eles terã...
 
DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...
DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...
DIAGNÓSTICO DE BAIXA ESTATURA (ALTURA); DESDE O DESENCADEAMENTO NA FASE CRIAN...
 
EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...
EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...
EFEITO TERAPIA GH EM ALTURA EM CRIANÇA/INFANTIL COM BAIXA ESTATURA IDIOPÁTICA...
 
O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...
O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...
O HIPOTIREOIDISMO ADQUIRIDO EM CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL MAIS VELHAS LEVA A...
 
BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...
BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...
BAIXA ESTATURA E CRESCER INFANTIL E JUVENIL; ANORMALIDADES CROMOSSÔMICAS E SÍ...
 
Análise Crítica do Consenso de Baixa Estatura Idiopática
Análise Crítica do Consenso de Baixa Estatura IdiopáticaAnálise Crítica do Consenso de Baixa Estatura Idiopática
Análise Crítica do Consenso de Baixa Estatura Idiopática
 
Estatura Crescimento
Estatura CrescimentoEstatura Crescimento
Estatura Crescimento
 
Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...
Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...
Crescimento baixa altura criança infantil juvenil situação que pode estar agr...
 
Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...
Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...
Sobrepeso, Obesidade, Estilo de Vida e Função Sexual estão Intimamente Relaci...
 
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
 
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
Crianças baixas com crescimento deficiente podem ser normais. dr caio et dra....
 
Baixa estatura (altura) por dgh deficit de gh
Baixa estatura (altura) por dgh deficit de ghBaixa estatura (altura) por dgh deficit de gh
Baixa estatura (altura) por dgh deficit de gh
 

Mais de Van Der Häägen Brazil

OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
Van Der Häägen Brazil
 
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
Van Der Häägen Brazil
 
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
Van Der Häägen Brazil
 
GORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERALGORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERAL
Van Der Häägen Brazil
 
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
Van Der Häägen Brazil
 
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOPODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
Van Der Häägen Brazil
 
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESONOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTILOBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSASOBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
Van Der Häägen Brazil
 
OBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICSOBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICS
Van Der Häägen Brazil
 
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAINTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
Van Der Häägen Brazil
 
GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)
Van Der Häägen Brazil
 
GENEALOGIA
GENEALOGIAGENEALOGIA
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
Van Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL
Van Der Häägen Brazil
 
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
Van Der Häägen Brazil
 
GORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSOGORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSO
Van Der Häägen Brazil
 
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
Van Der Häägen Brazil
 

Mais de Van Der Häägen Brazil (20)

OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
 
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
 
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
 
GORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERALGORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERAL
 
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
 
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOPODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
 
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESONOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
 
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTILOBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
 
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSASOBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
 
OBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICSOBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICS
 
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAINTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
 
GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)
 
GENEALOGIA
GENEALOGIAGENEALOGIA
GENEALOGIA
 
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
 
OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL
 
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
 
GORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSOGORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSO
 
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
 

Conversando com o especialista endocrinologista e neuroendocrinologista

  • 1. BAIXA ESTATURA: ENDOCRINOLOGIA E NEUROENDOCRINOLOGIA É UM RAMO DA BIOLOGIA E DA MEDICINA QUE TRATA DO SISTEMA ENDÓCRINO, DAS SUAS DOENÇAS, SUAS SECREÇÕES ESPECÍFICAS CHAMADAS HORMÔNIOS, DA INTEGRAÇÃO, DA PROLIFERAÇÃO, DO DESENVOLVIMENTO, DE EVENTOS COMO O CRESCIMENTO, A DIFERENCIAÇÃO (INCLUINDO HISTOGÊNESE E ORGANOGÊNESE), A COORDENAÇÃO DO METABOLISMO, RESPIRAÇÃO, EXCREÇÃO, MOVIMENTO, REPRODUÇÃO E PERCEPÇÃO SENSORIAL DEPENDENDO DE SINAIS QUÍMICOS, SUBSTÂNCIAS SINTETIZADAS E SECRETADAS POR CÉLULAS ESPECIALIZADAS).  Seu filho tem baixa estatura, se ele ou ela está abaixo do percentil 5 na tabela de crescimento. Isso significa que:  Seu filho é significativamente menor do que as crianças que são da mesma idade e sexo.  Em uma turma de 20 crianças, 19 das crianças serão mais altas do que o seu filho que apresenta baixa estatura.  Grave a altura e peso do seu filho em um gráfico de crescimento.  Monitore a taxa de crescimento do seu filho ao longo do tempo. Pergunte ao seu endocrinologista ou neuroendocrinologista que percentil seu filho apresenta em altura e em peso.
  • 2.  Compare a altura e o peso do seu filho com o das outras crianças da mesma idade e sexo.  Se o seu filho tem baixa estatura, isso não significa necessariamente que haja algo de errado. Há muitas razões para que o seu filho tenha baixa estatura.  Seu filho pode ser pequeno para a sua idade, mas ele pode estar crescendo bem. Ele provavelmente vai começar a puberdade mais tarde do que os seus amigos, entretanto, somente a percepção acurada pode dizer mediante avaliações clínicas, laboratoriais e instrumentais, poderá ajudar na prospecção de um possível estirão ou pulso adequado, embora não saibamos o valor em crescimento que seu filho ou filha poderá apresentar. Seu filho provavelmente vai continuar a crescer depois que a maioria de seus pares pararem de crescer. Seu filho provavelmente será tão alto quanto os pais. Os profissionais de saúde chamam isso de Atraso Constitucional do Crescimento.
  • 3.  Se um ou ambos os pais são baixos o filho muito provavelmente também será de baixa estatura (baixo). Esperar que o seu filho seja tão alto quanto um dos pais é uma possibilidade, entretanto, você precisa ter certeza de que esta possibilidade seja viável, peça a opinião de profissionais especializados.  Às vezes, a baixa estatura pode ser um sintoma de uma condição médica, tais como:  Doenças ósseas ou esqueléticas, tais como raquitismo ou acondroplasia,  Doenças crônicas, tais como doença cardíaca congênita, doença renal crônica, asma, anemia falciforme, talassemia, artrite reumatóide juvenil, doença inflamatória do intestino, doença celíaca, doença de Cushing, hipotireoidismo e diabetes mellitus.  Condições genéticas, como a síndrome de Down, síndrome de Turner, síndrome de Williams, síndrome de Russell-Silver e síndrome de Noonan.  Deficiência de hormônio de crescimento,  Infecções do desenvolvimento do bebê antes do nascimento,  Subnutrição,  O fraco crescimento de um bebê ainda no útero (restrição de crescimento intrauterino-RCIU) ou pequeno para a idade gestacional - PIG. Esta lista não inclui todas as causas possíveis de baixa estatura. Se o seu filho parece ser muito menor do que a maioria das crianças da sua idade e sexo ou se ele parece ter parado de crescer, procure seu endocrinologista ou neuroendocrinologista. O que esperar ao visitar o Seu Médico Endocrinologista: O médico endocrinologista irá realizar um exame físico. Ele vai medir a estatura do seu filho, o peso, o comprimento dos braços e das pernas para verificar seu comprimento, pois algumas doenças ou síndromes deixam esses segmentos desproporcionais. Para descobrir as possíveis
  • 4. causas para a baixa estatura do seu filho, o médico endocrinologista irá perguntar sobre a história de seu filho. Ele vai querer saber:  Sobre a sua história familiar,  Qual a estatura dos pais e avós?  Qual a estatura dos irmãos ou irmãs?  Existem outros parentes abaixo da média da estatura?  Algum membro da família foi diagnosticado com uma doença que pode causar baixa estatura?  Com que idade os pais começaram a puberdade?  Com quantos cm a criança nasceu?  Com quantos Kg a criança nasceu?  Como foi a dieta da criança desde o início?  A criança começou a mostrar sinais de puberdade com quantos anos?  A criança chegou a ficar na curva média dos gráficos de crescimento?  Posteriormente a taxa de crescimento começou a diminuir?  Que outros sintomas estão presentes?  A baixa estatura da criança afetou sua autoestima ou causou quaisquer problemas na escola ou com os amigos?
  • 5. Se a baixa estatura de seu filho parece estar relacionada a uma condição médica, o seu filho vai precisar de alguns testes de laboratório e raios-x. Raios-X de idade óssea: Os raios X de idade óssea geralmente são obtidos do pulso e da mão esquerda, mas pode haver necessidade de averiguação dos ossos longos do corpo. O médico olha para os raios X para ver se o tamanho e a forma dos ossos do seu filho têm crescido normalmente. Se os ossos não têm crescido como o esperado para a idade do seu filho, o seu prestador de cuidados de saúde irá falar mais sobre por que seu filho pode não estar crescendo normalmente ou qual o estadiamento dele. As meninas com baixa estatura podem ter que efetuar um teste genético feito para verificar a existência de certas doenças, como a síndrome de Turner. Seu filho pode ter outros testes também para serem efetuados. Alguns destes testes podem ser:  Hemograma completo,  Estimulação do hormônio de crescimento,
  • 6.  Níveis de (IGF-1),  Os testes de sangue para verificar funções do fígado, dos rins, da tireóide e outros problemas médicos. Seu médico endocrinologista ou neuroendocrinologista mantém registros da estatura e do peso do seu filho a cada consulta. Mantenha seus próprios registros também. Trazer esses registros para a atenção do profissional, se o crescimento parecer lento ou o seu filho parecer pequeno. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como saber mais: 1. As diretrizes atuais afirmam que, no contexto clínico apropriado, o diagnóstico de DGH adulto deve ser feito bioquimicamente usando testes provocativos... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com. 2. Medição do fator de crescimento semelhante à insulina-1 (IGF-1) e proteína de ligação de três níveis IGFBP-3 nem sempre podem distinguir entre indivíduos normais e deficientes em GH... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Em particular, a IGFBP-3 como um marcador do estado de GH é claramente menos sensível do que o IGF-1 e existe um consenso geral de
  • 7. que a sua medição não fornece informações de diagnósticos úteis... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Kilbride H, Castor C, Hoffman E, Fuger KL; Castor; Hoffman; Fuger (2000). "Thirty-six-month outcome of prenatal cocaine exposure for term or near-term infants: Impact of early case management". Journal of developmental and behavioral pediatrics : JDBP 21(1): 19–26. doi:10.1097/00004703-200002000-00004. PMID 10706345; Singer LT, Yamashita TS, Hawkins S, Cairns D, Baley J, Kliegman R; Yamashita; Hawkins; Cairns; Baley; Kliegman (1994). "Increased incidence of intraventricular hemorrhage and developmental delay in cocaine-exposed, very low birth weight infants".The Journal of pediatrics 124 (5 Pt 1): 765–771. doi:10.1016/S0022-3476(05)81372-1.PMC 4181569. PMID 7513757; Chasnoff IJ, Griffith DR, Freier C, Murray J; Griffith; Freier; Murray (1992). "Cocaine/polydrug use in pregnancy: Two-year follow-up". Pediatrics 89 (2): 284–289.PMID 1370867; Coles CD, Bard KA, Platzman KA, Lynch ME; Bard; Platzman; Lynch (1999). "Attentional response at eight weeks in prenatally drug-exposed and preterm infants". Neurotoxicology and teratology 21 (5): 527–537. doi:10.1016/S0892-0362(99)00023-9.PMID 10492387; Graham K, Feigenbaum A, Pastuszak A, Nulman I, Weksberg R, Einarson T, Goldberg S, Ashby S, Koren G; Feigenbaum; Pastuszak; Nulman; Weksberg; Einarson; Goldberg; Ashby; Koren (1992). "Pregnancy outcome and infant development following gestational cocaine use by social cocaine users in Toronto, Canada". Clinical and investigative medicine. Medecine clinique et experimentale 15 (4): 384–394. PMID 1516296; Fetters L, Tronick EZ; Tronick (1996). "Neuromotor development of cocaine-exposed and control infants from birth through 15 months: Poor and poorer performance". Pediatrics 98(5): 938–943. PMID 8909489; Swanson MW, Streissguth AP, Sampson PD, Olson HC; Streissguth; Sampson; Olson (1999). "Prenatal cocaine and neuromotor outcome at four months: Effect of duration of exposure". Journal of developmental and behavioral pediatrics : JDBP 20 (5): 325– 334.doi:10.1097/00004703-199910000-00007 PMID 10533991; Ivanovic DM, Leiva BP, Pérez HT, Olivares MG, Díaz NS, Urrutia MS, Almagià AF, Toro TD, Miller PT, Bosch EO, Larraín CG; Leiva; Pérez; Olivares; Díaz; Urrutia; Almagià; Toro; Miller; Bosch; Larraín (2004). "Head size and intelligence, learning, nutritional status and brain development: Head, IQ, learning, nutrition and brain". Neuropsychologia 42 (8): 1118–1131. doi:10.1016/ j.neuropsychologia. 2003.11.022. PMID 15093150; Liu J, Raine A, Venables PH, Dalais C, Mednick SA; Raine; Venables; Dalais; Mednick (2003). "Malnutrition at age 3 years and lower cognitive ability at age 11 years: independence from psychosocial adversity". Arch Pediatr Adolesc Med 157 (6): 593–600.doi:10.1001/ archpedi.157.6.593. PMC 3975917. PMID 12796242; Webb KE, Horton NJ, Katz DL; Horton; Katz (2005). "Parental IQ and cognitive development of malnourished Indonesian children". European Journal of Clinical Nutrition 59 (4): 618–620. doi:10.1038/ sj.ejcn. 1602103. PMID 15688080; Grantham-McGregor S, Ani C; Ani (2001). "A review of studies on the effect of iron deficiency on cognitive development in children". The Journal of nutrition 131 (2S– 2): 649S–666S; discussion 666S–668S. PMID 11160596; Arija V, Esparó G, Fernández-Ballart J, Murphy MM, Biarnés E, Canals J; Esparó; Fernández-Ballart; Murphy; Biarnés; Canals (2006). "Nutritional status and performance in test of verbal and non-verbal intelligence in 6 year old children". Intelligence 34 (2): 141– 149.doi:10.1016/j.intell. 2005.09.001; Halterman JS, Kaczorowski JM, Aligne CA, Auinger P, Szilagyi PG; Kaczorowski; Aligne; Auinger; Szilagyi (2001). "Iron deficiency and cognitive achievement among school-aged children and adolescents in the United States". Pediatrics 107 (6): 1381–1386.doi:10.1542/peds.107.6. 1381. PMID 11389261; Bryan J, Osendarp S, Hughes D, Calvaresi E, Baghurst K, van Klinken JW; Osendarp; Hughes; Calvaresi; Baghurst; Van Klinken (2004). "Nutrients for Cognitive Development in School‐aged Children". Nutrition Reviews 62 (8): 295–306. doi:10.1111/j.1753-4887.2004.tb00055.x. PMID 15478684.
  • 8. Contato: Fones: 55 11 5087-4404 Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj. 121/122 Paraíso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails: vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagenbrasil@gmail.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr google.com/+JoãoSantosCaioJrvdh google.com/+VANDERHAAGENBRAZILvdh Video http://youtu.be/woonaiFJQwY VAN DER HAAGEN BRAZI Instagram https://instagram.com/clinicascaio/ Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=- 23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17