SlideShare uma empresa Scribd logo
Mirela Rosa | Orientador: Prof. Dr. Gustavo S. Borba | Banca de Defesa | PPG
Unisinos
Contribuiç ões da integraç ão do Design
baseado em Evidências e Experiências
para um Projeto em Design de Serviç os
aplicado no contexto hospitalar
Contexto do trabalho
MORITZ (2005)
VAN DIJK,
RAIJMAKERS e KELLY
(2010)
FREIRE e SANGIORGI
(2010)
VIANNA et al (2012)
Bate e Robert (2007)
Carr et. Al (2011)
OVRETVEIT, BATE,
CLEARY et al (2002)
Bate et Robert (2007)
Carr et. Al (2011)
BRANDT, CHONG et
MARTIN (2010)
Ohno (1997)
Shingo (1996)
Antunes et al (2008)
Contexto do trabalho
Pesquisa de termos na base de dados EBSCO (2012)
Carr, et al. (2011) realizaram um projeto em um hospital da Inglaterra para examinar o
potencial de integraç ão de abordagens do “design baseado em
evidências (EBD)” e “design baseado na experiência (ExBD)” no
desenvolvimento de soluç ões criativas nestes serviç os.
Inovaç ão,
Design de Serviç os
Hospital
(abstract)
3 artigos
Inovaç ão,
Design de Serviç os
Saúde
(abstract)
8 artigos 83 artigos
Design de Serviç os
Saúde, Engenharia
de Produç ão
(abstract)
Como desenvolver uma abordagem integrada para Design de
Serviços aplicado ao setor hospitalar, considerando ferramentas
MFP e Perdas para embasar a lógica das evidências?
Desenvolver uma abordagem integrada, orientada pelo Design,
para a inserção de uma perspectiva baseada em evidências no
processo de projeto de Serviços orientados pelo usuário
no setor hospitalar.
Problema de pesquisa
Contexto do trabalho
Objetivo geral
BRANDT, CHONG et MARTIN, 2010
CARR et al, 2011
BATE et ROBERT, 2007
Fundamentaç ão Teó rica
Análise do MFP para ser utilizado como Evidências no projeto
O objetivo principal da “fábrica-hospital” é entregar uma melhor
eficiência de cuidado ao paciente.
Do ponto de vista do Design, o objetivo principal da “experiência-
hospital” é melhorar a percepção do paciente sobre o seu
cuidado.
Fundamentaç ão Teó rica
O Caso (mé todo, pesquisadores, dinâmicas)
O Caso (mé todo, pesquisadores, dinâmicas)
O Caso (mé todo, pesquisadores, dinâmicas)
Primeiros 6 meses (Imersão, CEP, CTI)
Os meses de diagnó stico (escolhas,
gestão)
Os meses de diagnó stico (escolhas,
gestão)
Os meses de diagnó stico (escolhas,
gestão)
Mapa da Jornada
Os meses de diagnó stico (escolhas,
gestão)
Mecanismo da Funç ão Produç ão e Perdas
Os meses de diagnó stico (escolhas,
gestão)
Mecanismo da Funç ão Produç ão e Perdas
Os meses de diagnó stico (escolhas,
gestão)
Os meses de criaç ão (envolvimento,
especialidades)
Os meses de criaç ão (envolvimento,
especialidades)
Os meses de criaç ão (envolvimento,
especialidades)
Os meses de implementaç ão
Os meses de implementaç ão
Os meses de implementaç ão
Piloto 1 Piloto 2
Análise do Caso
Principais resultados:
(ii) O percentual de trocas de plantão realizadas da forma correta: o técnico que
cuida do paciente neste turno passa o plantão para o técnico que cuidará no
turno seguinte.
-Piloto 1, 25% das trocas preenchidas não foram realizadas pela pessoa que cuidou
realmente do paciente no turno anterior.
-Piloto 2, 19,6% das trocas preenchidas não foram realizadas pela pessoa que
cuidou realmente do paciente no turno anterior.
Análise do Caso
Os ganhos principais da ferramenta foram:
(i) Ter um processo formal, uniforme e padronizado são ganhos de melhoria.
(ii) A eliminação de potenciais erros de informação.
(iii) Garantir que o técnico de enfermagem que vai receber o seu posto de trabalho,
além desta parte informacional, com condições mínimas e checadas para ele dê
continuidade ao processo de cuidado ao paciente.
(iv) Aumentar a agregação de valor do técnico em relação ao cuidado do paciente.
Análise do Caso
Sugere-se a criação de um método de gestão para
melhoria contínua dentro do ciclo PDCA (FALCONI,
2009)
(P) PLANEJAMENTO: 1- Qual o objetivo de uma boa passagem de
plantão? 2- Qual a ferramenta capaz de apoiar na passagem de
plantão?
(D) EXECUÇÃO: 1- Workshop de sensibilização da equipe sobre a
conscientização do todo (vídeo sobre o papel do técnico e da
equipe)
(C) CONTROLE: 1- Coleta diária, pelos enfermeiros ou pela equipe
de enfermagem, da ferramenta preenchida
(A) AÇÃO CORRETIVA: 1- Apresentar os resultados dos
indicadores da passagem de plantão para toda a equipe do CTI.
Dentro de cada uma destas etapas poderiam ser utilizadas
ferramentas do Design de Serviços para a conscientização dos
funcionários e a visão global do serviço.
Análise do Caso
Análise do processo
de integraç ão das abordagens
1) Olhar das evidências: preocupação em replicar em casos futuros.
Análise do processo
de integraç ão das abordagens
2) Foco de diagnóstico preciso: melhoria em processos.
Análise do processo
de integraç ão das abordagens
3) O MFP como um argumento que justifica a realização de um projeto
em Design.
A proposição para a realização de um projeto em Design envolve a
pergunta “o que fazer?”
Muitas vezes, o que pode carecer de respostas sob o ponto de vista do
cliente ou do gestor, é a questão do “por quê fazer”.
Como o Mecanismo da Função Produção trabalha com números
quantificáveis, ele se torna um argumento mais robusto para justificar e
definir como foco uma área ou um processo por parte do Design de
Serviços.
Análise do processo
de integraç ão das abordagens
4) A fase de implementação é tão importante quanto a de diagnóstico.
Análise do processo
de integraç ão das abordagens
Caminhos futuros
- O ambiente definido para a realização do projeto limitou a
aplicação de um caso orientado efetivamente pelo paciente
(usuário) porque no caso do CTI a maioria dos pacientes
estavam inconscientes e/ou entubados;
- Cabe ressaltar ainda que se o paciente estivesse acordado
talvez fosse essencial o trabalho junto à Psicologia no
hospital, pois desta forma seria possível gerar argumentos
relativos à percepção do paciente que fossem baseados em
evidências.
- A partir dos achados deste trabalho, recomenda-se a
investigação de um caso aplicado de análise com a Psicologia
hospitalar para embasar a questão da percepção para uma
mudança neste ambiente
Caminhos futuros
Obrigada!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Contribuições da integração do Design baseado em Evidências e Experiências para um Projeto em Design de Serviços aplicado no contexto hospitalar

Aplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCAAplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCA
vieiramauricio
 
Avalia tis
Avalia tis Avalia tis
Transpor a evidência em cuidados mais seguros
Transpor a evidência em cuidados mais segurosTranspor a evidência em cuidados mais seguros
Transpor a evidência em cuidados mais seguros
Proqualis
 
Curso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise EstatisticaCurso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise Estatistica
Grupo Treinar
 
MAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACS
MAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACSMAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACS
MAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACS
ricardogomesti
 
MBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessos
MBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessosMBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessos
MBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessos
Marco Viveiros
 
Revista Pega Plantão - COPA 2017
Revista Pega Plantão - COPA 2017Revista Pega Plantão - COPA 2017
Revista Pega Plantão - COPA 2017
Pega Plantão
 
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em ProjetosMesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Rafael Ramos
 
Comparação entre aplicações de lean office
Comparação entre aplicações de lean officeComparação entre aplicações de lean office
Comparação entre aplicações de lean office
Claiton Hildebrando
 
Artefato petic do gt1 2014 2016 - versão final
Artefato petic do gt1 2014 2016 - versão finalArtefato petic do gt1 2014 2016 - versão final
Artefato petic do gt1 2014 2016 - versão final
Edton Lemos
 
Gestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdfGestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdf
antoniomatica
 
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdfCaderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
lyteltonfelix2
 
Mtc exemplar 2009
Mtc   exemplar 2009Mtc   exemplar 2009
Mtc exemplar 2009
admrodrigolopes
 
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Bayardo Morales
 
Redesenho trab lab clin
Redesenho trab lab clinRedesenho trab lab clin
Redesenho trab lab clin
Aldy Paula
 
SISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA
SISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIASISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA
SISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA
Diego Felipe Maia
 
The implementation of statistical process control in the food industry
The implementation of statistical process control in the food industryThe implementation of statistical process control in the food industry
The implementation of statistical process control in the food industry
Junior Sudbrack
 
Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...
Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...
Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...
Letícia Rodrigues
 
Produção e logística
Produção e logísticaProdução e logística
Produção e logística
IFGe
 
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdfModelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 

Semelhante a Contribuições da integração do Design baseado em Evidências e Experiências para um Projeto em Design de Serviços aplicado no contexto hospitalar (20)

Aplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCAAplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCA
 
Avalia tis
Avalia tis Avalia tis
Avalia tis
 
Transpor a evidência em cuidados mais seguros
Transpor a evidência em cuidados mais segurosTranspor a evidência em cuidados mais seguros
Transpor a evidência em cuidados mais seguros
 
Curso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise EstatisticaCurso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise Estatistica
 
MAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACS
MAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACSMAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACS
MAXIMIZANDO A PRODUTIVIDADE COM A UTILIZAÇÃO DE PACS
 
MBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessos
MBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessosMBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessos
MBA SGI UNISANTA - Disciplina: Modelagem e Gestão por ProcessosProcessos
 
Revista Pega Plantão - COPA 2017
Revista Pega Plantão - COPA 2017Revista Pega Plantão - COPA 2017
Revista Pega Plantão - COPA 2017
 
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em ProjetosMesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
 
Comparação entre aplicações de lean office
Comparação entre aplicações de lean officeComparação entre aplicações de lean office
Comparação entre aplicações de lean office
 
Artefato petic do gt1 2014 2016 - versão final
Artefato petic do gt1 2014 2016 - versão finalArtefato petic do gt1 2014 2016 - versão final
Artefato petic do gt1 2014 2016 - versão final
 
Gestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdfGestao Organizacional Marta.pdf
Gestao Organizacional Marta.pdf
 
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdfCaderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
Caderno Ebserh - Manutenção Predial V5.pdf
 
Mtc exemplar 2009
Mtc   exemplar 2009Mtc   exemplar 2009
Mtc exemplar 2009
 
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
Implementação pratica e ágil da gestao do conhecimento 27 de setembro (3)
 
Redesenho trab lab clin
Redesenho trab lab clinRedesenho trab lab clin
Redesenho trab lab clin
 
SISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA
SISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIASISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA
SISTEMA INFORMATIZADO PARA OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS EM CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA
 
The implementation of statistical process control in the food industry
The implementation of statistical process control in the food industryThe implementation of statistical process control in the food industry
The implementation of statistical process control in the food industry
 
Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...
Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...
Aplicação de conceitos básicos de planejamento e controle da produção para me...
 
Produção e logística
Produção e logísticaProdução e logística
Produção e logística
 
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdfModelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
 

Contribuições da integração do Design baseado em Evidências e Experiências para um Projeto em Design de Serviços aplicado no contexto hospitalar

  • 1. Mirela Rosa | Orientador: Prof. Dr. Gustavo S. Borba | Banca de Defesa | PPG Unisinos Contribuiç ões da integraç ão do Design baseado em Evidências e Experiências para um Projeto em Design de Serviç os aplicado no contexto hospitalar
  • 2. Contexto do trabalho MORITZ (2005) VAN DIJK, RAIJMAKERS e KELLY (2010) FREIRE e SANGIORGI (2010) VIANNA et al (2012) Bate e Robert (2007) Carr et. Al (2011) OVRETVEIT, BATE, CLEARY et al (2002) Bate et Robert (2007) Carr et. Al (2011) BRANDT, CHONG et MARTIN (2010) Ohno (1997) Shingo (1996) Antunes et al (2008)
  • 3. Contexto do trabalho Pesquisa de termos na base de dados EBSCO (2012) Carr, et al. (2011) realizaram um projeto em um hospital da Inglaterra para examinar o potencial de integraç ão de abordagens do “design baseado em evidências (EBD)” e “design baseado na experiência (ExBD)” no desenvolvimento de soluç ões criativas nestes serviç os. Inovaç ão, Design de Serviç os Hospital (abstract) 3 artigos Inovaç ão, Design de Serviç os Saúde (abstract) 8 artigos 83 artigos Design de Serviç os Saúde, Engenharia de Produç ão (abstract)
  • 4. Como desenvolver uma abordagem integrada para Design de Serviços aplicado ao setor hospitalar, considerando ferramentas MFP e Perdas para embasar a lógica das evidências? Desenvolver uma abordagem integrada, orientada pelo Design, para a inserção de uma perspectiva baseada em evidências no processo de projeto de Serviços orientados pelo usuário no setor hospitalar. Problema de pesquisa Contexto do trabalho Objetivo geral
  • 5. BRANDT, CHONG et MARTIN, 2010 CARR et al, 2011 BATE et ROBERT, 2007 Fundamentaç ão Teó rica
  • 6. Análise do MFP para ser utilizado como Evidências no projeto O objetivo principal da “fábrica-hospital” é entregar uma melhor eficiência de cuidado ao paciente. Do ponto de vista do Design, o objetivo principal da “experiência- hospital” é melhorar a percepção do paciente sobre o seu cuidado. Fundamentaç ão Teó rica
  • 7. O Caso (mé todo, pesquisadores, dinâmicas)
  • 8. O Caso (mé todo, pesquisadores, dinâmicas)
  • 9. O Caso (mé todo, pesquisadores, dinâmicas)
  • 10. Primeiros 6 meses (Imersão, CEP, CTI)
  • 11. Os meses de diagnó stico (escolhas, gestão)
  • 12. Os meses de diagnó stico (escolhas, gestão)
  • 13. Os meses de diagnó stico (escolhas, gestão) Mapa da Jornada
  • 14. Os meses de diagnó stico (escolhas, gestão) Mecanismo da Funç ão Produç ão e Perdas
  • 15. Os meses de diagnó stico (escolhas, gestão) Mecanismo da Funç ão Produç ão e Perdas
  • 16. Os meses de diagnó stico (escolhas, gestão)
  • 17. Os meses de criaç ão (envolvimento, especialidades)
  • 18. Os meses de criaç ão (envolvimento, especialidades)
  • 19. Os meses de criaç ão (envolvimento, especialidades)
  • 20. Os meses de implementaç ão
  • 21. Os meses de implementaç ão
  • 22. Os meses de implementaç ão Piloto 1 Piloto 2
  • 24. Principais resultados: (ii) O percentual de trocas de plantão realizadas da forma correta: o técnico que cuida do paciente neste turno passa o plantão para o técnico que cuidará no turno seguinte. -Piloto 1, 25% das trocas preenchidas não foram realizadas pela pessoa que cuidou realmente do paciente no turno anterior. -Piloto 2, 19,6% das trocas preenchidas não foram realizadas pela pessoa que cuidou realmente do paciente no turno anterior. Análise do Caso
  • 25. Os ganhos principais da ferramenta foram: (i) Ter um processo formal, uniforme e padronizado são ganhos de melhoria. (ii) A eliminação de potenciais erros de informação. (iii) Garantir que o técnico de enfermagem que vai receber o seu posto de trabalho, além desta parte informacional, com condições mínimas e checadas para ele dê continuidade ao processo de cuidado ao paciente. (iv) Aumentar a agregação de valor do técnico em relação ao cuidado do paciente. Análise do Caso
  • 26. Sugere-se a criação de um método de gestão para melhoria contínua dentro do ciclo PDCA (FALCONI, 2009) (P) PLANEJAMENTO: 1- Qual o objetivo de uma boa passagem de plantão? 2- Qual a ferramenta capaz de apoiar na passagem de plantão? (D) EXECUÇÃO: 1- Workshop de sensibilização da equipe sobre a conscientização do todo (vídeo sobre o papel do técnico e da equipe) (C) CONTROLE: 1- Coleta diária, pelos enfermeiros ou pela equipe de enfermagem, da ferramenta preenchida (A) AÇÃO CORRETIVA: 1- Apresentar os resultados dos indicadores da passagem de plantão para toda a equipe do CTI. Dentro de cada uma destas etapas poderiam ser utilizadas ferramentas do Design de Serviços para a conscientização dos funcionários e a visão global do serviço. Análise do Caso
  • 27. Análise do processo de integraç ão das abordagens
  • 28. 1) Olhar das evidências: preocupação em replicar em casos futuros. Análise do processo de integraç ão das abordagens
  • 29. 2) Foco de diagnóstico preciso: melhoria em processos. Análise do processo de integraç ão das abordagens
  • 30. 3) O MFP como um argumento que justifica a realização de um projeto em Design. A proposição para a realização de um projeto em Design envolve a pergunta “o que fazer?” Muitas vezes, o que pode carecer de respostas sob o ponto de vista do cliente ou do gestor, é a questão do “por quê fazer”. Como o Mecanismo da Função Produção trabalha com números quantificáveis, ele se torna um argumento mais robusto para justificar e definir como foco uma área ou um processo por parte do Design de Serviços. Análise do processo de integraç ão das abordagens
  • 31. 4) A fase de implementação é tão importante quanto a de diagnóstico. Análise do processo de integraç ão das abordagens
  • 33. - O ambiente definido para a realização do projeto limitou a aplicação de um caso orientado efetivamente pelo paciente (usuário) porque no caso do CTI a maioria dos pacientes estavam inconscientes e/ou entubados; - Cabe ressaltar ainda que se o paciente estivesse acordado talvez fosse essencial o trabalho junto à Psicologia no hospital, pois desta forma seria possível gerar argumentos relativos à percepção do paciente que fossem baseados em evidências. - A partir dos achados deste trabalho, recomenda-se a investigação de um caso aplicado de análise com a Psicologia hospitalar para embasar a questão da percepção para uma mudança neste ambiente Caminhos futuros