SlideShare uma empresa Scribd logo
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA
ADMISSÃO E SELEÇÃO
EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008
CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS
PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR
DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO
MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA
2008
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA
DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA
ADMISSÃO E SELEÇÃO
EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008
CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS
PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR
DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO
MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA
2008
CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS
DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO
DA AERONÁUTICA
SUMÁRIO
1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS .............................................................................................1
2 DIVULGAÇÃO ......................................................................................................................1
3 RESPONSABILIDADE.........................................................................................................2
4 PÚBLICO ALVO ...................................................................................................................2
5 REGIME DE TRABALHO E REMUNERAÇÃO..............................................................2
6 VAGAS ....................................................................................................................................2
7 INSCRIÇÃO ...........................................................................................................................3
7.1 CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO .........................................................................................3
7.2 ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO ....................................................................................3
7.3 RESULTADO DA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO............................................................4
8 LOCALIDADES PARA REALIZAÇÃO DOS EVENTOS ...............................................4
9 PROCESSO SELETIVO.......................................................................................................5
9.1 ETAPAS...................................................................................................................................5
10 PROVA ESCRITA .................................................................................................................5
10.3 MATERIAL PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS..............................................................5
10.4 PROCEDIMENTOS DURANTE A PROVA ..........................................................................6
10.5 ATRIBUIÇÃO DE GRAUS.....................................................................................................6
11 PROVA DIDÁTICA...............................................................................................................6
12 PROVA DE TÍTULOS...........................................................................................................7
13 DIVULGAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DOS RESULTADOS...........................................10
14 CLASSIFICAÇÃO.................................................................................................................10
15 RECURSOS ............................................................................................................................11
15.1 INTERPOSIÇÃO .....................................................................................................................11
15.2 RECURSOS PARA PROVA ESCRITA..................................................................................11
15.3 RECURSO PARA PROVA DE TÍTULOS..............................................................................12
15.4 RECURSO PARA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO INDEFERIDA...................................13
16 HABILITAÇÃO PARA NOMEAÇÃO E POSSE...............................................................13
17 DISPOSIÇÕES GERAIS.......................................................................................................15
17.1 COMPARECIMENTO AOS EVENTOS PROGRAMADOS.................................................15
17.2 EXCLUSÃO DO CONCURSO PÚBLICO .............................................................................15
17.3 VALIDADE DO CONCURSO ................................................................................................16
18 DISPOSIÇÕES FINAIS.........................................................................................................16
ANEXOS
Anexo I – Calendário de Eventos
Anexo II – Programa das Disciplinas
Anexo III – Ficha Informativa sobre Formulação de Questão
Anexo IV – Solicitação para Prova de Títulos em Grau de Recurso
Anexo V – Requerimento para Inscrição em Grau de Recurso
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA
DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA
EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008
CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS
DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO
DA AERONÁUTICA
O Exmo Sr Diretor-Geral do Departamento de Ensino da Aeronáutica torna
pública a realização de Concurso Público de Provas e Títulos, destinado ao provimento de
Cargos de Professor da Carreira de Magistério Superior do Magistério da Aeronáutica, com
lotação na Academia da Força Aérea/AFA, em Pirassununga-SP e no Centro de Instrução e
Adaptação da Aeronáutica/CIAAR, em Belo Horizonte-MG, nos termos da Lei nº 8.112, de 11
de dezembro de 1990, da Portaria nº 824/GM1, de 22 de novembro de 1988, e de acordo com o
previsto na Portaria nº 136, de 4 de junho de 2008, do Ministério de Planejamento, Orçamento e
Gestão, publicada no D.O.U. nº 106, de 5 de junho de 2008, e segundo as condições
estabelecidas no presente Edital.
1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS
1.1 Caberá ao Comandante da Academia da Força Aérea (AFA) instituir a Comissão
do Concurso Público, designando o seu Presidente.
2 DIVULGAÇÃO
2.1 O ato de aprovação do presente Edital encontra-se publicado no Diário Oficial da
União (DOU) e no Boletim do Comando da Aeronáutica (BCA).
2.2 Para conhecimento dos interessados, este Edital está disponível na Internet, na
página oficial do Comando da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e na página da Academia da
Força Aérea (http://www.afa.aer.mil.br), durante toda a validade do concurso público.
2.3 Os endereços da Internet, acima citados, poderão ser utilizados para obtenção do
que se segue:
a) Edital do concurso;
b) Formulário para solicitação de inscrição (somente na Internet);
c) Resultado da solicitação de inscrição; e
d) Informações e resultados referentes aos diversos eventos seletivos e
classificatórios do concurso público.
2.4 Os interessados também poderão obter informações sobre o Concurso Público
junto à Academia da Força Aérea (AFA) e ao Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica
(CIAAR), por intermédio dos seguintes telefones:
AFA.....................(19) 3565-7259; 3565-7308 e FAX: (19) 3565-7100
CIAAR.................(31) 4009-5066; 4009-5098; 4009-5068 e FAX: (31) 3491-2264
Edital de Concurso nº 23/2008
2
3 RESPONSABILIDADE
3.1 Este Concurso Público será regido por este Edital e sua execução será de
responsabilidade da Academia da Força Aérea (AFA).
3.2 Constitui-se responsabilidade do interessado em participar do Concurso Público
de Provas e Títulos para provimento de cargos de Professor da Carreira de Magistério Superior
do Magistério da Aeronáutica a leitura integral e o conhecimento pleno deste Edital.
3.3 O concurso será organizado pela Comissão do Concurso Público da Academia da
Força Aérea.
3.4 O Comandante da AFA instituirá tantas Bancas Examinadoras quantas forem
necessárias, as quais serão compostas por Oficiais e/ou Professores da AFA, podendo, quando
necessário, ser convidados participantes de outras organizações, ainda que estranhas ao Comando
da Aeronáutica.
3.5 As provas serão elaboradas, aplicadas, avaliadas e julgadas por Bancas
Examinadoras compostas de, pelo menos, 03 membros designados pelo Comandante da
Academia da Força Aérea.
3.6 O Comandante do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica designará a
Comissão Fiscalizadora de Provas para acompanhar os eventos do concurso que se realizarão
naquele Centro.
4 PÚBLICO ALVO
4.1 O presente Concurso Público destina-se a selecionar cidadãos brasileiros, de
ambos os sexos, que atendam às condições e às normas estabelecidas neste Edital, para compor o
cargo de Professor da Carreira de Magistério Superior do Magistério da Aeronáutica, de acordo
com as necessidades do COMAER.
5 REGIME DE TRABALHO E REMUNERAÇÃO
5.1 O candidato aproveitado assumirá o cargo sob o Regime Jurídico instituído pela
Lei Nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, para exercer atividades docentes na Academia da
Força Aérea/AFA, Campo Fontenelle, Pirassununga, SP, ou no Centro de Instrução e Adaptação
da Aeronáutica/CIAAR, Belo Horizonte, Minas Gerais, conforme disponibilidade de vaga e
escolha no ato da inscrição, em regime de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais, submetendo-
se às normas instituídas pelo Comando da Aeronáutica e legislação complementar.
5.2 A remuneração mensal será de acordo com a tabela de remuneração aplicável ao
ensino superior, relativa ao Plano Único de Classificação e Retribuição de Cargos e Empregos, de
que trata a Lei nº 7.596, de 10 de abril de 1987 e a Lei nº 11.784, de 22 de setembro de 2008.
6 VAGAS
6.1 As vagas são destinadas aos candidatos aprovados neste Concurso Público de Provas e
Títulos, classificados dentro do número de vagas e que forem habilitados à assunção do cargo.
6.2 As vagas encontram-se fixadas por disciplina e localidade, sendo que o candidato
somente poderá concorrer às vagas de uma única disciplina e de uma única localidade.
6.3 O candidato fará a escolha da disciplina e da localidade a cujas vagas pretende
concorrer, no momento da inscrição.
6.4 Além de concorrer às vagas fixadas neste Edital, distribuídas conforme o quadro a
seguir apresentado, o candidato também concorrerá àquelas, de acordo com a disciplina e
Edital de Concurso nº 23/2008
3
localidade escolhidas, que porventura vierem a surgir, durante o prazo de validade do presente
Concurso Público, caso seja identificada a sua necessidade e mediante autorização dos órgãos
competentes da Administração.
6.5 Os cargos a serem preenchidos totalizam 15 (quinze) vagas, assim distribuídas:
DISCIPLINAS CLASSE VAGAS LOCALIDADE
Economia Assistente 02 AFA
Gestão da Produção e Administração Geral Assistente 01 AFA
Gestão de Materiais e Patrimônio e Administração
Geral
Assistente 01 AFA
Eletrônica Auxiliar 01 AFA
Física Auxiliar 01 AFA
Matemática Auxiliar 02 AFA
Química Auxiliar 01 AFA
Direito Auxiliar 01 AFA
Língua Inglesa Auxiliar 02 AFA
Língua Espanhola Auxiliar 01 AFA
Língua Inglesa Auxiliar 01 CIAAR
Língua Portuguesa Auxiliar 01 CIAAR
7 INSCRIÇÃO
7.1 CONDIÇÕES PARA A INSCRIÇÃO
7.1.1 São condições para a inscrição e para a realização do concurso público:
a) possuir nacionalidade brasileira;
b) não possuir menos de 18 anos na data da assunção do cargo;
c) pagar a taxa de inscrição e comprovar seu pagamento; e
d) inscrever-se por meio do Formulário de Solicitação de Inscrição (FSI).
7.1.2 O atendimento às condições para a inscrição no Concurso Público deverá ser
comprovado pelo candidato, no momento da posse do cargo.
7.1.3 A inscrição, bem como todos os atos dela decorrentes, tornar-se-ão sem efeito se,
a qualquer instante, for comprovado que o candidato, durante o Concurso Público, deixou de
atender às condições mencionadas no item 7.1.1 (Condições para Inscrição).
7.2 ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO
7.2.1 Para inscrever-se no Concurso Público, inicialmente, o interessado deverá
preencher o Formulário de Solicitação de Inscrição (FSI), obtido por meio do sistema de
inscrição na Internet.
7.2.2 O sistema de inscrição estará disponível na página oficial do Comando da
Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e na página da AFA (http://www.afa.aer.mil.br), na Internet,
e poderá ser utilizado pelos candidatos somente durante o período de inscrição.
7.2.3 O programa conduzirá o candidato ao preenchimento interativo do FSI, com a
inserção de seus dados cadastrais, de sua opção de disciplina, e de sua opção de localidade para
lecionar, ao final do qual será solicitada a impressão do formulário e do respectivo boleto
bancário.
7.2.4 O FSI gerado a partir da Internet produzirá o boleto de pagamento bancário que
identificará a inscrição e o candidato.
7.2.5 O valor da taxa de inscrição é de R$65,00 (sessenta e cinco reais), para a classe
Assistente; e de R$50,00 (cinqüenta reais), para a classe Auxiliar.
Edital de Concurso nº 23/2008
4
7.2.6 As instruções para o pagamento da taxa de inscrição encontram-se no próprio boleto.
7.2.7 O comprovante original de pagamento bancário deverá permanecer sob a posse do
candidato, para futura comprovação, caso necessária.
7.2.8 Não serão aceitos para comprovação do pagamento da taxa de inscrição os
comprovantes de agendamento de pagamento, depósito em cheque, entrega de envelope para
depósito em terminais de auto-atendimento ou transferência entre contas.
7.2.9 O valor pago referente à taxa de inscrição não será restituído, independentemente
do motivo.
7.2.10 O candidato poderá solicitar, via requerimento, a isenção da taxa de inscrição
conforme Decreto nº 6.593, de 02 de outubro de 2008.
7.2.11 O candidato, ao preencher o FSI, deverá optar por uma única disciplina.
7.2.12 No preenchimento do FSI, o candidato deverá indicar a localidade para onde
concorrerá às vagas, sendo o local indicado o mesmo onde realizará a Prova Escrita.
7.2.13 Se portador de necessidades especiais, preencher os campos correspondentes a
essa condição.
7.2.14 A Administração da Aeronáutica não se responsabiliza pela possibilidade de o
preenchimento interativo do FSI não ser completado por motivo de ordem técnica dos
computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como
de outros fatores técnicos que impossibilitem o processamento de dados.
7.3 RESULTADO DA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO
7.3.1 O candidato terá sua solicitação de inscrição indeferida nas situações abaixo
especificadas.
a) deixar de efetuar o pagamento da taxa de inscrição ou pagá-la após o término
do período de inscrição; ou
b) deixar de atender a qualquer uma das condições para inscrição.
8 LOCALIDADES PARA REALIZAÇÃO DOS EVENTOS
8.1 As Provas Escrita e Didática, bem como o sorteio de assunto da Prova Didática e a
entrega de títulos para a Prova de Títulos serão realizados nos seguintes endereços:
8.1.1 Para os candidatos às vagas da Academia da Força Aérea/AFA:
Academia da Força Aérea (AFA)
Divisão de Ensino
Estrada de Aguaí, S/N
Pirassununga – SP
8.1.2 Para os candidatos às vagas do Centro de Instrução e Adaptação da
Aeronáutica/CIAAR:
Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica
Pavilhão de Ensino
Av. Santa Rosa, nº 10
Aeroporto-Pampulha
Belo Horizonte - MG
8.2 Será de responsabilidade do candidato apresentar-se nos dias, horários e locais
determinados para a realização das fases do Concurso Público.
Edital de Concurso nº 23/2008
5
9 PROCESSO SELETIVO
9.1 ETAPAS
9.1.1 O Concurso Público será constituído das seguintes etapas:
a) Prova Escrita;
b) Prova Didática; e
c) Prova de Títulos.
9.2 Todas as etapas, à exceção da Prova de Títulos, terão caráter eliminatório, sendo
que a Prova Escrita terá, também, caráter classificatório.
9.3 A Prova de Títulos terá caráter apenas classificatório.
9.4 As etapas supracitadas serão realizadas de acordo com a necessidade da
Administração, não cabendo solicitação para adiamento, por parte do candidato,
independentemente do motivo.
9.5 O candidato deverá comparecer aos locais indicados para as provas, com a
antecedência necessária, de modo que possa cumprir rigorosamente com os horários previstos no
Calendário de Eventos e com aqueles informados pelas Bancas Examinadoras e Comissões
designadas para a realização do certame.
9.6 O candidato deverá, em todos os eventos e etapas do concurso, portar o seu
comprovante de inscrição e o seu Documento de Identidade original, não sendo aceitas cópias,
ainda que autenticadas.
9.7 Os portões de acesso aos locais de realização da prova escrita serão fechados nos
horários constantes do Calendário de Eventos, não sendo permitido o ingresso de candidatos, em
hipótese alguma, no local do evento, após esse horário.
9.8 Não haverá segunda chamada para a realização de qualquer etapa supracitada. O
não comparecimento pessoal ou atraso a qualquer uma delas implicará a imediata exclusão do
candidato do Concurso Público.
10 PROVA ESCRITA
10.1 O programa de cada disciplina, contido no Anexo II deste Edital, estará disponível
nas páginas do Comando da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e da AFA
(http://www.afa.aer.mil.br).
10.2 A Prova Escrita, de caráter eliminatório e classificatório, constará de 30 (trinta)
questões de múltipla escolha, de igual valor, com quatro alternativas e uma única alternativa
correta, sem correção para palpite, versando sobre os assuntos do programa previsto para a
disciplina, com duração máxima de 3 (três) horas.
10.3 MATERIAL PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS
10.3.1 Para realizar a prova escrita, o candidato somente poderá utilizar o seguinte
material: lápis (apenas para resolução, no próprio caderno de questões); borracha; régua; caneta
esferográfica com tinta preta ou azul. O material não poderá conter qualquer tipo de equipamento
eletrônico ou inscrição, exceto as de caracterização (marca, fabricante, modelo) e as de
graduações (régua).
10.3.2 Não será permitido ao candidato realizar a prova portando óculos escuros, telefone
celular, relógio de qualquer tipo, armas, gorros, chapéus, bonés ou similares, bolsas, mochilas,
Edital de Concurso nº 23/2008
6
pochetes, livros, impressos, cadernos, folhas avulsas de qualquer tipo e/ou anotações, bem como
aparelhos eletro-eletrônicos, tais como: máquina calculadora, agenda eletrônica, "walkman",
"pager", “palm top”, receptor, gravador ou qualquer outro equipamento eletrônico que receba,
transmita ou armazene informações.
10.3.3 Os membros da Comissão Fiscalizadora não se responsabilizarão pela guarda de
material do candidato.
10.4 PROCEDIMENTOS DURANTE A PROVA
10.4.1 A prova escrita terá duração de 3 horas. O tempo restante até o término da prova
será informado pela Comissão Fiscalizadora a cada hora cheia e nos últimos 30 minutos, 15
minutos e 5 minutos.
10.4.2 Tendo em vista razões de sigilo que envolvem o certame, uma vez iniciada a
prova escrita, o candidato:
a) não poderá deixar o seu lugar para retirar-se definitivamente do recinto onde
realizará a prova escrita, senão após transcorrida metade do tempo total
destinado à sua realização. Caso venha a ter problemas de ordem fisiológica
durante a prova, o mesmo deverá solicitar a presença de um fiscal da Comissão
Fiscalizadora para acompanhá-lo durante o tempo em que estiver ausente;
b) somente poderá levar consigo o Caderno de Questões se permanecer no recinto
até o término do tempo total previsto para a realização da prova. O candidato
que optar por se retirar, definitivamente, antes de transcorrido o tempo total
previsto para a realização da prova terá, obrigatoriamente, que devolver o
Caderno de Questões à Comissão Fiscalizadora; e
c) não poderá, sob nenhum pretexto, fazer anotações sobre as questões da prova
em local que não seja o próprio Caderno de Questões.
10.5 ATRIBUIÇÃO DE GRAUS
10.5.1 A cada questão da Prova Escrita será atribuído um valor específico e o resultado
será igual à soma dos valores das questões assinaladas corretamente.
10.5.2 Os graus atribuídos à Prova Escrita estarão contidos na escala de 0 (zero) a
100,0000 (cem), considerando-se até a casa décimo-milesimal.
10.5.3 O grau mínimo que determinará o aproveitamento do candidato na Prova Escrita
será 50,000 (cinqüenta).
10.5.4 Os candidatos com aproveitamento na Prova Escrita serão relacionados, por
disciplina a que concorrem, por meio da ordenação decrescente de seus graus, o que estabelecerá
a classificação parcial do Concurso Público.
10.5.5 A classificação parcial será considerada apenas para a convocação de candidatos
para a Prova Didática e a Prova de Títulos, desde que cumpridas as exigências previstas neste
Edital.
11 PROVA DIDÁTICA
11.1 A Prova Didática será aplicada unicamente aos candidatos aprovados na prova
escrita e em número que não ultrapasse a 10 (dez) candidatos por vaga existente, obedecida a
ordem classificatória da prova escrita.
Edital de Concurso nº 23/2008
7
11.2 A Prova Didática, de caráter eliminatório, será realizada sob a responsabilidade da
Academia da Força Aérea (AFA), cujo Comandante designará uma Banca Examinadora para os
candidatos que concorrem às vagas estabelecidas para a AFA e outra para aqueles que concorrem
às vagas para o CIAAR e segundo os procedimentos e parâmetros fixados neste Edital.
11.3 A Prova Didática tem a finalidade de avaliar a habilidade e o desempenho do
candidato.
11.4 A Prova Didática para as vagas da AFA e do CIAAR constará de aula expositiva,
com duração de 50 (cinqüenta) minutos, sobre assunto sorteado pelo candidato, com 24 (vinte e
quatro) horas de antecedência, observado o programa do Concurso, sendo vedada a assistência da
aula pelos demais candidatos. Caberá ao candidato providenciar todo o material de apoio de que
necessitar.
11.5 Na avaliação da Prova Didática, serão considerados: CONHECIMENTO DO
ASSUNTO, CAPACIDADE DE SÍNTESE, CLAREZA, ORDEM NA EXPOSIÇÃO,
LINGUAGEM, PLANEJAMENTO e UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DIDÁTICOS.
11.6 O grau atribuído à Prova Didática, estará contido na escala de 0 (zero) a 100,0000
(cem), proporcional ao resultado da respectiva prova, considerando-se até a casa décimo-
milesimal.
11.7 O grau mínimo que determinará o aproveitamento do candidato na Prova Didática
será 50,0000 (cinqüenta).
11.8 O somatório dos pontos obtidos na Prova de Didática será acrescentado àqueles
obtidos nas Provas Escrita e de Títulos.
12 PROVA DE TÍTULOS
12.1 A Prova de Títulos possui caráter apenas classificatório.
12.2 O candidato classificado na Prova Escrita deverá apresentar, no ato do sorteio do
ponto para a Prova Didática, o seu Curriculum Vitae, em 03 (três) vias, devendo uma delas estar
acompanhada dos documentos comprobatórios originais (seus títulos) e de cópias autenticadas
em cartório.
12.2.1 Os documentos originais deverão permanecer com o candidato e as cópias
autenticadas em cartório deverão, juntamente com as vias do Curriculum Vitae, ser entregues ao
representante da Academia da Força Aérea presente no CIAAR – para candidatos que
concorrerão às vagas daquele Centro - ou a membro da Comissão do Concurso, na AFA – para
os candidatos que concorrerão às vagas daquela Academia.
12.3 Os títulos apresentados pelos candidatos serão analisados por Banca Examinadora
designada pelo Comandante da AFA.
12.4 Somente serão submetidos à análise e receberão a pontuação correspondente os
títulos expedidos até a data de entrega estabelecida no Calendário de Eventos e que atendam as
exigências a seguir:
a) Formação Acadêmica - até 70 (setenta) pontos, divididos da seguinte forma:
1) Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” - 10 pontos
Diploma ou Certificado, de conclusão de curso de pós-graduação "lato
sensu", em nível de especialização, com carga mínima de 360 horas,
realizado por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação e de
acordo com as normas daquele Ministério.
2) Mestrado - 25 pontos
Edital de Concurso nº 23/2008
8
Diploma, devidamente registrado, de conclusão de pós-graduação "strictu
sensu", em nível de mestrado, expedido por instituição de Ensino integrante
do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC e registrada na
CAPES, ou Certificado de conclusão de mestrado, expedido por instituição
de Ensino integrante do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC
e registrada na CAPES, acompanhado do histórico escolar do candidato, no
qual conste o número de créditos obtidos, as disciplinas em que foi
aprovado e as respectivas menções, os resultados dos exames e do
julgamento da dissertação ou tese.
3) Doutorado - 35 pontos
Diploma, devidamente registrado, de conclusão de pós-graduação "strictu
sensu", em nível de doutorado, expedido por instituição de Ensino integrante
do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC e registrada na
CAPES, ou Certificado de conclusão de doutorado, expedido por instituição
de Ensino integrante do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC
e registrada na CAPES, acompanhado do histórico escolar do candidato, no
qual conste o número de créditos obtidos, as disciplinas em que foi
aprovado e as respectivas menções, os resultados dos exames e do
julgamento da dissertação ou tese.
b) Experiência em docência: até 20 (vinte) pontos.
1) Ensino Superior: 02 pontos para cada ano comprovado.
2) Ensino Médio: 01 ponto para cada ano comprovado.
c) Produção Intelectual - até 10 (dez) pontos.
1) Livros - 01 ponto por livro.
2) Publicação em revista especializada - 01 ponto por publicação.
3) Apresentação de trabalhos em congressos - 01 ponto por apresentação.
12.5 Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação “lato sensu”,
em nível de especialização, deverão atender aos seguintes aspectos:
a) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu,
em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº
1, de 3 de abril de 2001, emitida pela Câmara de Educação Superior do
Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, publicada no
Diário Oficial da União de 9 de abril de 2001, Seção I, p. 12 deverão conter -
ou ser acompanhados de histórico escolar, do qual devem constar,
obrigatoriamente, a relação das disciplinas, carga horária, nota ou conceito
obtido pelo aluno em cada uma das disciplinas e o nome e qualificação dos
professores responsáveis por elas; período e local em que o curso foi realizado
e a sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico; título da
monografia ou do trabalho final do curso e nota ou conceito obtido; declaração
da instituição de que o curso cumpriu todas as disposições estabelecidas na
Resolução CNE/CES nº 1/01 e indicação do ato legal de credenciamento da
instituição, no caso de Cursos ministrados à distância. Esta exigência está
amparada pelo art. 12 da Resolução CNE/CES nº 1/01;
b) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu,
em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº
Edital de Concurso nº 23/2008
9
3, de 5 de outubro de 1999, emitida pela Câmara de Educação Superior do
Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, publicada no
Diário Oficial da União de 7 de outubro de 1999, Seção I, p. 52 deverão
mencionar a área específica do conhecimento a que corresponde, e conter,
obrigatoriamente, a relação das disciplinas, sua carga horária, a nota ou
conceito obtido pelo aluno; o nome e a titulação do professor por elas
responsável; o período em que o curso foi realizado e a declaração de que o
curso cumpriu todas as disposições da dita Resolução. Esta exigência está
amparada pelo art. 5º da Resolução CNE/CES nº 3/99;
c) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu,
em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº
2, de 20 de setembro de 1996, emitida pela Câmara de Educação Superior do
Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, publicada no
Diário Oficial da União de 17 de outubro de 1996, Seção I, p. 21183, deverão
conter, obrigatoriamente, a relação das disciplinas, carga horária, nota ou
conceito obtido pelo aluno em cada uma das disciplinas e o nome e
qualificação dos professores responsáveis por elas; o critério adotado para
avalização do aproveitamento; período e local em que o curso foi realizado e a
sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico e declaração da
instituição de que o curso cumpriu todas as disposições estabelecidas na
Resolução CNE/CES nº 2/96. Esta exigência está amparada pelo art. 11 da
Resolução CNE/CES nº 2/96; e
d) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu,
em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº
12, de 6 de outubro de 1983, emitida pelo Conselho Federal de Educação do
Ministério da Educação, publicada no Diário Oficial da União de 27 de outubro
de 1983, Seção I, p. 18.233 deverão conter - ou ser acompanhado de – histórico
escolar, do qual devem constar, obrigatoriamente, cada uma das disciplinas e o
nome e qualificação dos professores responsáveis por elas; o critério adotado
para avaliação do aproveitamento; período e local em que o curso foi realizado
e a sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico e declaração da
instituição de que o curso cumpriu todas as disposições estabelecidas na
Resolução CNE/CES nº 12/83. Esta exigência está amparada pelo parágrafo
único do art. 5 da Resolução nº 12/83.
12.6 Os certificados de conclusão de cursos de aperfeiçoamento ou de especialização
que venham a ser apresentados pelos candidatos somente serão considerados para fins de
pontuação na prova de títulos se atenderem ao previsto na legislação específica sobre
especialização baixada pelo Ministério da Educação.
12.7 Referente aos itens anteriores, somente serão aceitos os documentos expedidos
por instituição reconhecida pelo MEC.
12.8 Outros comprovantes de conclusão de curso ou disciplina – tais como declarações,
certidões, comprovantes de pagamento de taxa para obtenção de documentação, cópias de
requerimentos e etc – que não sejam aqueles mencionados no item anterior, ou documentos que
não estejam em consonância com as Resoluções citadas não serão considerados para efeito de
pontuação.
Edital de Concurso nº 23/2008
10
12.9 Para cada título o candidato deverá apresentar o documento original e uma cópia
autenticada em cartório, devendo ser recolhida esta última para avaliação. Para fins de
pontuação, serão desconsideradas as cópias não autenticadas em cartório.
12.10 As cópias dos títulos declarados não serão devolvidas em hipótese alguma.
12.11 O candidato poderá apresentar tantos títulos quanto desejar. No entanto, será
atribuída a pontuação correspondente apenas a um título de cada categoria (ex: dois títulos de
doutorado, apenas um será pontuado) e que tenha correlação direta com a disciplina para cuja
vaga o candidato concorre. A contagem de pontos será feita de forma cumulativa, caso o
candidato apresente título em mais de uma categoria.
12.12 Para cursos de pós-graduação concluídos no exterior, serão aceitos apenas os
diplomas correspondentes, desde que revalidados por instituição de ensino superior reconhecida
no Brasil.
12.13 Os documentos referentes a títulos que estiverem redigidos em Língua Estrangeira
deverão estar traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado.
12.14 Receberá pontuação zero o candidato que não entregar os títulos na forma, no
prazo e no local estipulados neste Edital.
12.15 No ato de entrega dos títulos, o candidato deverá preencher e assinar o formulário a
ser fornecido, no qual indicará a quantidade de títulos apresentados e a discriminação de cada um.
12.16 A pontuação máxima que um candidato poderá obter pelos títulos apresentados
totalizará 100 (cem) pontos. O somatório dos pontos obtidos na Prova de Títulos será
acrescentado àqueles obtidos nas Provas Escrita e Didática.
13 DIVULGAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DOS RESULTADOS
13.1 Os resultados parciais e finais serão divulgados pela Comissão do Concurso, por
meio de editais, em local próprio da Divisão de Ensino da AFA e nas páginas do Comando da
Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e da AFA (http://www.afa.aer.mil.br).
13.2 O resultado final do concurso (classificação dos candidatos) será homologado pelo
Departamento de Ensino da Aeronáutica/DEPENS, cujo ato será publicado no Diário Oficial da
União.
14 CLASSIFICAÇÃO
14.1 Os candidatos habilitados serão classificados segundo a ordem decrescente das notas
finais (totalização dos pontos das três provas) obtidas no Concurso Público de Provas e Títulos.
Ocorrendo empate entre candidatos, serão observados, sucessivamente, os seguintes critérios:
- maior pontuação na Prova Escrita;
- maior pontuação na Prova Didática;
- maior pontuação na Prova de Títulos;
- maior tempo de atividades de Magistério;
- maior tempo de serviço público federal; e
- maior idade.
14.2 O aproveitamento dos candidatos será feito rigorosamente na ordem de
classificação. Em caso de desistência, de não assunção do cargo no prazo regulamentar, ou,
Edital de Concurso nº 23/2008
11
ainda, de não serem satisfeitas as condições de ingresso, será aproveitado o candidato que se
seguir na ordem de classificação.
15 RECURSOS
15.1 INTERPOSIÇÃO
15.1.1 Será permitido ao candidato interpor recurso somente quanto ao que se segue:
a) formulação de questões da Provas Escrita e aos seus respectivos gabaritos
provisórios;
b) resultado obtido na Prova de Títulos; e
c) indeferimento da solicitação de inscrição.
15.1.2 Não haverá recurso para a Prova Didática.
15.1.3 Os prazos e as datas para as interposições de recurso encontram-se estabelecidos
no Calendário de Eventos e devem ser rigorosamente observados e cumpridos.
151.4 Será de inteira responsabilidade do candidato a remessa ou entrega dos
documentos exigidos nos locais previstos e o cumprimento dos prazos para as interposições de
recurso.
15.1.5 Será indeferido previamente qualquer pedido de recurso apresentado fora do prazo
ou, quando for o caso, desacompanhado dos devidos documentos, conforme o estipulado neste
Edital.
15.2 RECURSOS PARA PROVA ESCRITA
15.2.1 Os recursos da Prova Escrita deverão ser referentes às questões que o candidato
entenda terem sido formuladas de maneira imprópria ou conterem incorreções em seus
respectivos gabaritos.
15.2.2 Os recursos citados no item anterior serão analisados por Bancas Examinadoras
instituídas pelo Comandante da AFA.
15.2.3 Não poderá ser interposto recurso quanto aos procedimentos de avaliação
referentes à Prova Escrita, os quais estão previamente normatizados no presente Edital.
15.2.4 Os recursos deverão ser encaminhados eletronicamente pelo candidato por meio
do preenchimento da Ficha Informativa sobre Formulação de Questão (FIFQ), disponível na
página da AFA na Internet, dentro do período estabelecido no Calendário de Eventos.
15.2.5 O candidato deverá utilizar uma Ficha Informativa sobre Formulação de Questão
para cada questão em pauta ou gabarito.
15.2.6 Será divulgada via Internet, pela Banca Examinadora, a existência ou não de
recursos submetidos à sua apreciação. Concomitantemente, caso haja recursos, a Banca
Examinadora, depois de julgá-los, divulgará a decisão exarada, de forma definitiva, bem como o
gabarito oficial.
15.2.7 Após esses atos, não mais caberá apelação, relacionada aos resultados das provas
escritas, por parte dos candidatos.
15.2.8 A decisão exarada pela Banca Examinadora conterá os esclarecimentos sobre o
enunciado da questão em pauta e a justificativa fundamentada para cada alternativa que a
compõe e sobre a avaliação a respeito do que foi contestado pelo candidato.
15.2.9 Os recursos serão julgados no prazo estabelecido no Calendário de Eventos.
Edital de Concurso nº 23/2008
12
15.2.10 Quando for constatado que o enunciado de uma questão foi formulado de forma
imprópria ou que a mesma contém mais de uma, ou nenhuma resposta correta, a questão será
anulada e os pontos que lhe são pertinentes serão atribuídos a todos os candidatos.
15.2.11 Quando for verificado que a resposta correta de uma questão difere da constante
do gabarito divulgado provisoriamente, este sofrerá alterações visando às correções necessárias.
15.2.12 Quando for constatado que a divulgação de um gabarito oficial foi apresentada
com incorreções, a divulgação será tornada sem efeito e o gabarito anulado, sendo publicado um
novo gabarito oficial corrigindo o anterior.
15.2.13 A anulação de um gabarito oficial implicará a anulação de todos os atos dele
decorrentes, não cabendo ao candidato qualquer direito ou pedido de reconsideração referente
aos atos anulados.
15.2.14 Quando for constatado que a divulgação da relação nominal dos candidatos com
seus resultados e respectivos graus e classificações foi apresentada com incorreção, a divulgação
será tornada sem efeito e os resultados e respectivas médias e classificações serão anulados,
sendo publicada nova relação corrigindo a anterior.
15.2.15 A anulação dos resultados obtidos pelos candidatos e das respectivas
classificações implicará a anulação de todos os atos dela decorrentes, não cabendo ao candidato
qualquer direito ou pedido de reconsideração referente aos atos anulados.
15.3 RECURSO PARA PROVA DE TÍTULOS
15.3.1 O recurso deverá ser apresentado por meio de formulário constante do Anexo IV
deste Edital, e entregue no setor de protocolo da Subdivisão de Exames de Admissão da AFA ou
no setor de protocolo da Divisão de Concursos do CIAAR ou remetido à AFA ou ao CIAAR, no
respectivo endereço, conforme a seguir apresentado, via ECT, (a opção fica a critério do
candidato), dentro do prazo estabelecido no Calendário de Eventos. A Comissão do Concurso
receberá a documentação para os procedimentos necessários, sendo que a decisão sobre o recurso
será homologado pelo Comandante da AFA.
15.3.1.1 Endereço da AFA:
ACADEMIA DA FORÇA AÉREA - AFA
SUBDIVISÃO DE EXAMES DE ADMISSÃO – SDEA
CAIXA POSTAL 1071
ESTRADA DE AGUAÍ, S/Nº
CEP: 13643-970 – PIRASSUNUNGA – SP
15.3.1.2 Endereço do CIAAR:
CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DA AERONÁUTICA - CIAAR
DIVISÃO DE CONCURSOS
AV. SANTA ROSA, 10 – PAMPULHA
CEP: 31270-750 – BELO HORIZONTE – MG
15.3.2 O recurso será indeferido se não for fundamentado, nem indicar, com precisão, os
pontos a serem revistos.
15.3.3 Caso o candidato anexe ao formulário algum documento com o fim de
comprovação de títulos, só será considerado na análise do recurso aquele documento que
Edital de Concurso nº 23/2008
13
justifique informação já inserida ou ausência de algum dado, em título apresentado quando da
realização da Prova de Títulos.
15.3.4 As alterações de graus que vierem a ocorrer após avaliação dos recursos referentes
à Prova de Títulos serão divulgadas pela AFA, via Internet, na data estabelecida no Calendário de
Eventos do Concurso.
15.3.5 O parecer exarado pela Banca Examinadora quanto ao recurso relativo ao
resultado da Prova de Títulos tem caráter irrecorrível.
15.3.6 Os recursos serão julgados no prazo estabelecido no Calendário de Eventos.
15.4 RECURSO PARA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO INDEFERIDA
15.4.1 Poderá requerer inscrição em grau de recurso o candidato cuja solicitação de
inscrição tenha sido indeferida, em razão do não pagamento da taxa de inscrição, desde que a
referida taxa tenha sido paga dentro do prazo estabelecido e que tal pagamento possa ser
comprovado.
15.4.2 O procedimento para solicitar inscrição em grau de recurso será por meio de
requerimento próprio, constante do Anexo V, dirigido ao Comandante da AFA.
15.4.3 O requerimento para inscrição em grau de recurso deverá ser remetido à AFA, via
ECT, no endereço citado no item 15.3.1.1, dentro do prazo estabelecido no Calendário de
Eventos. O candidato deverá anexar a esse requerimento o comprovante original do pagamento
da taxa de inscrição.
15.4.4 A solicitação de inscrição do candidato será indeferida definitivamente,
impossibilitando sua participação no processo seletivo, nos casos em que não comprovar o
pagamento da taxa de inscrição ou enviar o requerimento para inscrição em grau de recurso fora
do prazo previsto.
15.4.5 A divulgação sobre o deferimento ou indeferimento definitivo da solicitação de
inscrição será feita pela AFA, por meio de remessa ao candidato do Cartão de Inscrição ou do
Aviso de Indeferimento de Inscrição e por meio da Internet.
15.4.6 O candidato que não receber o Cartão de Inscrição ou o Aviso de Indeferimento de
Inscrição até cinco dias antes da data prevista para a Prova Escrita poderá consultar sua situação
(deferimento ou indeferimento), bem como imprimir o Cartão de Inscrição ou o Aviso de
Indeferimento de Inscrição, por intermédio da Internet.
15.4.6.1 No entanto, se por qualquer razão o candidato não portar seu Cartão de Inscrição,
será permitido seu ingresso no local designado para a Concentração Inicial, desde que sua
solicitação de inscrição tenha sido deferida e que o mesmo possa identificar-se através do seu
documento de identidade original, válido e dentro do prazo de validade.
16 HABILITAÇÃO PARA NOMEAÇÃO E POSSE
16.1 Estará habilitado (a) assunção do cargo o (a) candidato (a) que atender a todas as
condições a seguir:
a) ter sido aprovado(a) no Concurso Público e selecionado dentro do número de
vagas para habilitar-se à assunção do cargo;
b) não estar respondendo a qualquer processo criminal;
c) não possuir registros criminais referentes a decisões judiciais condenatórias
transitadas em julgado;
Edital de Concurso nº 23/2008
14
d) não estar cumprindo pena por crime comum;
e) não ter sido, anteriormente, excluído(a) do serviço ativo por motivo disciplinar,
por falta de conceito moral ou por incompatibilidade com a carreira militar;
f) estar em dia com suas obrigações eleitorais, conforme prevê o inciso I, do § 1º
do art. 7º da Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965, que institui o Código
Eleitoral;
g) não ser detentor de Certificado de Isenção do Serviço Militar motivado por
incapacidade mental ou moral;
h) se do sexo masculino, estar em dia com o Serviço Militar;
i) ser aprovado em exame de aptidão física e mental, em Junta de Saúde indicada
pela Academia da Força Aérea; e
j) ter concluído, com aproveitamento, curso superior do Sistema Nacional de
Ensino e, de acordo com o cargo a que concorre, curso de pós-graduação, com
as especificações a seguir:
Disciplina: Língua Portuguesa
Classe Auxiliar: Graduação em Letras.
Disciplina: Língua Inglesa
Classe Auxiliar: Graduação em Letras com habilitação em Língua Inglesa.
Disciplina: Língua Espanhola
Classe Auxiliar: Graduação em Letras com habilitação em Língua
Espanhola.
Disciplina: Física.
Classe Auxiliar: Graduação em Física ou Engenharia Aeronáutica.
Disciplina: Eletrônica.
Classe Auxiliar: Graduação em Física ou Engenharia Aeronáutica ou
Engenharia Elétrica/Eletrônica.
Disciplina: Química
Classe Auxiliar: Graduação em Química ou Engenharia Química.
Disciplina: Matemática
Classe Auxiliar: Graduação em Matemática.
Disciplina: Economia
Classe Assistente: Graduação em Economia e Mestrado em Economia ou
em áreas afins.
Disciplina: Gestão da Produção e Administração Geral
Classe Assistente: Graduação em Administração ou Engenharia e
Mestrado em Administração ou Engenharia.
Disciplina: Gestão de Materiais e Patrimônio e Administração Geral
Classe Assistente: Graduação em Administração ou Engenharia e
Mestrado em Administração ou Engenharia.
Disciplina: Direito
Edital de Concurso nº 23/2008
15
Classe Auxiliar: Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais ou Bacharel em
Direito.
17 DISPOSIÇÕES GERAIS
17.1 COMPARECIMENTO AOS EVENTOS PROGRAMADOS
17.1.1 As despesas relativas a transporte, estada e alimentação para a realização do
Concurso Público correrão por conta do candidato, inclusive quando, por motivo de força maior,
um ou mais eventos programados desses exames tiverem que ser repetidos.
17.1.2 O candidato deverá portar o seu documento de identidade original, devidamente
válido e dentro do prazo de validade, em todos os eventos do Concurso Público.
17.1.3 São considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos
Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Polícias Militares e pelos Corpos de
Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional
(Ordens, Conselhos, etc.); passaporte, certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministério
Público, carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como
identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação com fotografia.
17.1.4 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento,
títulos eleitorais; carteiras de estudante; carteiras funcionais, sem valor de identidade; Certificado
de Alistamento Militar (CAM); Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI); documentos
ilegíveis, não-identificáveis ou danificados; cópias de documentos, mesmo que autenticadas, nem
protocolo de documento.
17.1.5 O não comparecimento pessoal do candidato nos locais dos eventos dentro dos
prazos estabelecidos no Calendário de Eventos e pelas Bancas Examinadoras e Comissões
designadas para o Concurso implicará falta e, em conseqüência, a sua exclusão do certame.
17.2 EXCLUSÃO DO CONCURSO PÚBLICO
17.2.1 Será excluído do respectivo Concurso Público o candidato que se enquadrar em
qualquer uma das situações abaixo:
a) não obtiver aproveitamento na Prova Escrita;
b) não obtiver aproveitamento na Prova Didática;
c) não atingir os resultados previstos neste Edital, após a solução dos recursos
apresentados; ou
d) deixar de cumprir qualquer item estabelecido neste Edital.
17.2.2 Será excluído do respectivo Concurso Público, por ato do Comandante do AFA,
ou, nos casos concretos que exijam intervenção imediata, por ato da Comissão de Concurso,
Banca Examinadora ou Comissão Fiscalizadora de Prova, com registro em ata e posterior
homologação do Comandante da AFA, sem prejuízo das sanções previstas em lei, o candidato
que proceder de acordo com qualquer uma das alíneas que se seguem:
a) burlar ou tentar burlar qualquer uma das normas para a realização das provas;
b) portar, no local de prova, óculos escuros, telefone celular, relógio, arma,
máquina calculadora, agenda eletrônica, "walkman", "pager", “palm top”,
receptor, gravador ou qualquer outro equipamento eletrônico que receba,
transmita ou armazene informações;
Edital de Concurso nº 23/2008
16
c) utilizar-se ou tentar utilizar-se de meios fraudulentos ou ilegais, bem como
praticar ou tentar praticar ato de indisciplina durante a realização de qualquer
atividade referente aos exames;
d) fizer, durante as provas, anotação de informações relativas às suas respostas em
local que não seja o próprio Caderno de Questões;
e) fizer uso, durante as provas, de livros, códigos, manuais ou quaisquer
anotações;
f) recusar-se a entregar o Caderno de Questões, caso decida ausentar-se do local
da prova antes do término do tempo oficial do evento;
g) continuar ou tentar continuar respondendo questão de prova após o
encerramento do tempo oficial previsto para a realização da prova;
h) der ou receber auxílio para a realização das provas;
i) fizer uso de tratamento incorreto ou descortês a qualquer um dos membros da
Comissão Fiscalizadora ou a candidatos;
j) deixar de comparecer pessoalmente ou chegar atrasado aos locais designados
nos dias e horários determinados para a realização dos eventos estabelecidos
neste Edital;
k) não apresentar o documento de identidade original, devidamente válido e
dentro do prazo de validade;
l) deixar de apresentar qualquer um dos documentos exigidos para inscrição ou
assunção do cargo, ou apresentá-los contendo discrepâncias que não venham a
ser sanadas nos prazos previstos;
m) deixar de cumprir qualquer uma das exigências previstas nas condições para a
inscrição ou assunção do cargo;
n) tiver praticado falsidade ideológica constatada em qualquer momento do
Concurso Público; e
o) deixar de assinar o Cartão de Respostas das provas escritas no local para isso
reservado.
17.3 VALIDADE DO CONCURSO
17.3.1 O prazo de validade do Concurso Público expirar-se-á 01 (um) ano, a contar da
data da publicação do resultado final no Diário Oficial da União, sendo prorrogável por mais 01
(um) ano, a critério do Departamento de Ensino da Aeronáutica.
18 DISPOSIÇÕES FINAIS
18.1 O resultado final do concurso (classificação dos candidatos) será homologado pelo
DEPENS, cujo ato será publicado no Diário Oficial da União.
18.2 A inscrição neste Concurso Público implicará a aceitação irrestrita, pelo
candidato, das condições estabelecidas no presente Edital, não cabendo ao mesmo o direito de
recurso para obter qualquer compensação pela sua exclusão do Concurso Público ou pelo seu não
aproveitamento por falta de vagas.
18.3 No caso de haver candidatos portadores de deficiência selecionados, a Junta de
Saúde indicada pela Academia da Força Aérea terá decisão normativa sobre a qualificação ou
Edital de Concurso nº 23/2008
17
não do candidato com deficiência e sobre o grau de dificuldade para o exercício do cargo
considerado.
18.4 A classificação no Concurso não assegura ao candidato o direito de nomeação
para o cargo de professor da carreira do Magistério da Aeronáutica, mas apenas a expectativa de
ser admitido, segundo a ordem classificatória, ficando esse ato condicionado à observância das
disposições legais pertinentes e ao interesse da Administração.
18.5 Os casos não previstos neste Edital serão resolvidos pelo Diretor-Geral do
Departamento de Ensino da Aeronáutica.
Brasília, 1º de dezembro de 2008.
Ten Brig Ar ANTONIO PINTO MACÊDO
Diretor-Geral do DEPENS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015
Falcão Brasil
 
Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...
Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...
Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...
Falcão Brasil
 
Aviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militar
Aviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militarAviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militar
Aviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militar
svmil4rm
 
Edital SEFAZ-MS 2013
Edital SEFAZ-MS 2013Edital SEFAZ-MS 2013
Edital SEFAZ-MS 2013
Concurso Virtual
 
Edital concurso Petrobras Distribuidora - BR
Edital concurso Petrobras Distribuidora - BREdital concurso Petrobras Distribuidora - BR
Edital concurso Petrobras Distribuidora - BR
Concurso Virtual
 
Edital Professor UFRPE
Edital Professor UFRPEEdital Professor UFRPE
Edital Professor UFRPE
Luciano Miranda
 
Marinha
MarinhaMarinha
Ed 1 2009_anac_abt_final
Ed 1 2009_anac_abt_finalEd 1 2009_anac_abt_final
Ed 1 2009_anac_abt_final
Diogo Edler Menezes
 
Edital cp-t
Edital   cp-tEdital   cp-t
Edital cp-t
Lucas Vitorino
 
Edital cp-qc-im
Edital   cp-qc-imEdital   cp-qc-im
Edital cp-qc-im
Lucas Vitorino
 
Edital Concurso Liquigas 2014
Edital Concurso Liquigas 2014Edital Concurso Liquigas 2014
Edital Concurso Liquigas 2014
Estratégia Concursos
 
Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013
Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013
Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013
Concurso Virtual
 
EDITAL SESAU/RO
EDITAL SESAU/ROEDITAL SESAU/RO
DER/ RO EDITAL
DER/ RO EDITALDER/ RO EDITAL
Chesf nivel medio
Chesf nivel medioChesf nivel medio
Chesf nivel medio
Andrei Sansil
 
Edital nº 01 2016
Edital nº 01 2016Edital nº 01 2016
Edital nº 01 2016
eriky2020
 
PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...
PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...
PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...
Falcão Brasil
 
4653 edital--de-abertura
4653 edital--de-abertura4653 edital--de-abertura
4653 edital--de-abertura
revistaamazonia
 

Mais procurados (18)

Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2015
 
Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...
Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...
Curso de Adaptação para Aquaviários - Módulo Específico para Marítimos - Seçã...
 
Aviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militar
Aviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militarAviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militar
Aviso convocação de cabos especialistas temporários da 4ª região militar
 
Edital SEFAZ-MS 2013
Edital SEFAZ-MS 2013Edital SEFAZ-MS 2013
Edital SEFAZ-MS 2013
 
Edital concurso Petrobras Distribuidora - BR
Edital concurso Petrobras Distribuidora - BREdital concurso Petrobras Distribuidora - BR
Edital concurso Petrobras Distribuidora - BR
 
Edital Professor UFRPE
Edital Professor UFRPEEdital Professor UFRPE
Edital Professor UFRPE
 
Marinha
MarinhaMarinha
Marinha
 
Ed 1 2009_anac_abt_final
Ed 1 2009_anac_abt_finalEd 1 2009_anac_abt_final
Ed 1 2009_anac_abt_final
 
Edital cp-t
Edital   cp-tEdital   cp-t
Edital cp-t
 
Edital cp-qc-im
Edital   cp-qc-imEdital   cp-qc-im
Edital cp-qc-im
 
Edital Concurso Liquigas 2014
Edital Concurso Liquigas 2014Edital Concurso Liquigas 2014
Edital Concurso Liquigas 2014
 
Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013
Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013
Edital concurso Banco do Brasil cargo escriturário 2013
 
EDITAL SESAU/RO
EDITAL SESAU/ROEDITAL SESAU/RO
EDITAL SESAU/RO
 
DER/ RO EDITAL
DER/ RO EDITALDER/ RO EDITAL
DER/ RO EDITAL
 
Chesf nivel medio
Chesf nivel medioChesf nivel medio
Chesf nivel medio
 
Edital nº 01 2016
Edital nº 01 2016Edital nº 01 2016
Edital nº 01 2016
 
PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...
PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...
PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS PARA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AV...
 
4653 edital--de-abertura
4653 edital--de-abertura4653 edital--de-abertura
4653 edital--de-abertura
 

Destaque

Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015
Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015
Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015
Falcão Brasil
 
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...
Falcão Brasil
 
Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )
Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )
Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )
Falcão Brasil
 
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014
Falcão Brasil
 
CONCURSO PÚBLICO EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010
CONCURSO PÚBLICO  EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010CONCURSO PÚBLICO  EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010
CONCURSO PÚBLICO EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010
Falcão Brasil
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1
Falcão Brasil
 
Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405
Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405
Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405
Falcão Brasil
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1
Falcão Brasil
 
Regulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME II
Regulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME IIRegulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME II
Regulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME II
Falcão Brasil
 
NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...
NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...
NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...
Falcão Brasil
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1
Falcão Brasil
 
Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402
Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402
Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402
Falcão Brasil
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...
CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...
CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...
Falcão Brasil
 
RUE - Capítulo I - Das Disposições Gerais
RUE - Capítulo I - Das Disposições GeraisRUE - Capítulo I - Das Disposições Gerais
RUE - Capítulo I - Das Disposições Gerais
Falcão Brasil
 
Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...
Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...
Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...
Falcão Brasil
 
RUE - Introdução Índice
RUE - Introdução ÍndiceRUE - Introdução Índice
RUE - Introdução Índice
Falcão Brasil
 
Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014
Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014
Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014
Falcão Brasil
 
PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1
PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1
PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1
Falcão Brasil
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1
Falcão Brasil
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1
Falcão Brasil
 

Destaque (20)

Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015
Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015
Reajuste dos Soldos dos Militares das Forças Armadas 2013 a 2015
 
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2014 AMAZÔNIA AZUL TECNOLOGIAS DE DEFESA DE 26 ...
 
Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )
Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )
Cursos de Especialização da Academia Nacional de Polícia ( Polícia Federal )
 
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014
Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários PREPOM - 2014
 
CONCURSO PÚBLICO EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010
CONCURSO PÚBLICO  EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010CONCURSO PÚBLICO  EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010
CONCURSO PÚBLICO EDITAL DCIP DE 24 DE JUNHO DE 2010
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO ESCOLA DE FOGO DE INSTRUÇÃO DO MÍSSIL IGLA 9K38 CI 44-62/1
 
Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405
Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405
Manual Técnico Salto Livre EB60-MT-34.405
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO AÇÃO CÍVICO-SOCIAL CI 45-1
 
Regulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME II
Regulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME IIRegulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME II
Regulamento de Uniformes da Marinha do Brasil RUMB VOLUME II
 
NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...
NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...
NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O USO DE UNIFORMES DA MARINHA MERCANTE NAC...
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1
CADERNO DE INSTRUÇÃO TRANSPORTE DE VIATURAS BLINDADAS CI 55-1
 
Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402
Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402
Manual Técnico do Mestre de Salto Paraquedista EB60-MT-34.402
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...
CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...
CADERNO DE INSTRUÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL EM APOIO ÀS OPERAÇÕES MILITARES CI ...
 
RUE - Capítulo I - Das Disposições Gerais
RUE - Capítulo I - Das Disposições GeraisRUE - Capítulo I - Das Disposições Gerais
RUE - Capítulo I - Das Disposições Gerais
 
Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...
Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...
Caderno de instrução de treinamento e técnica básica do paraquedista militar ...
 
RUE - Introdução Índice
RUE - Introdução ÍndiceRUE - Introdução Índice
RUE - Introdução Índice
 
Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014
Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014
Visita de Comitiva Americana no dia 25 a 27 março de 2014
 
PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1
PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1
PLANEJAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DA INSTRUÇÃO MILITAR SIMEB PPB/1
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO PELOTÃO DE EXPLORADORES CI 17-1/1
 
CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1
CADERNO DE INSTRUÇÃO MEDIDAS DE PROTEÇÃO ELETRÔNICA (MPE) CI 34-1/1
 

Semelhante a CONCURSO PÚBLICO EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008 CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA

52 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-1557151397
52 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-155715139752 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-1557151397
52 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-1557151397
blogdoelvis
 
01 ie ea_cpcar_2014
01 ie ea_cpcar_201401 ie ea_cpcar_2014
01 ie ea_cpcar_2014
Marcio Vieira
 
Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015
Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015
Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015
Fernando Alves Firmino
 
fbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdf
fbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdffbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdf
fbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdf
ViniciusLima944891
 
Edital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-pe
Edital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-peEdital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-pe
Edital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-pe
blogdoelvis
 
01 2014-edital-petrobras-selecao
01 2014-edital-petrobras-selecao01 2014-edital-petrobras-selecao
01 2014-edital-petrobras-selecao
rossinigomes
 
Plano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército Brasileiro
Plano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército BrasileiroPlano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército Brasileiro
Plano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército Brasileiro
Ricardo Montedo
 
Nac petrobras ed_1777
Nac petrobras ed_1777Nac petrobras ed_1777
Nac petrobras ed_1777
Eduardo Celso
 
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009 CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009
Falcão Brasil
 
concurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpo
concurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpoconcurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpo
concurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpo
InfoMidi
 
Edital professor
Edital professorEdital professor
Edital professor
Luciano Miranda
 
Edital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdf
Edital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdfEdital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdf
Edital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdf
TiagoFontenele7
 
Edital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhadaEdital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhada
Érky Lima
 
Edital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhadaEdital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhada
Maciel Rodrigues
 
116 20151106 1446835208 normas
116 20151106 1446835208 normas116 20151106 1446835208 normas
116 20151106 1446835208 normas
Fabricio Schlag
 
Regulamento rampa da penha
Regulamento rampa da penhaRegulamento rampa da penha
Regulamento rampa da penha
James Jesus
 
Rampa da penha
Rampa da penhaRampa da penha
Rampa da penha
James Jesus
 
Edital concurso-fapemig-mg-2013
Edital concurso-fapemig-mg-2013Edital concurso-fapemig-mg-2013
Edital concurso-fapemig-mg-2013
ConcursosPrevistos
 
Marinha do brasil
Marinha do brasilMarinha do brasil
Marinha do brasil
Jornal do Commercio
 
Edital2 Marinha
Edital2 MarinhaEdital2 Marinha
Edital2 Marinha
Fernando Palma
 

Semelhante a CONCURSO PÚBLICO EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008 CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA (20)

52 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-1557151397
52 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-155715139752 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-1557151397
52 edital do concurso (retificado em 06 05-2019)-1557151397
 
01 ie ea_cpcar_2014
01 ie ea_cpcar_201401 ie ea_cpcar_2014
01 ie ea_cpcar_2014
 
Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015
Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015
Edital banpara concurso_pubico_tb_e_superior_2015-vers_o_dirad_28082015
 
fbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdf
fbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdffbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdf
fbf157475f309a4c08c995091da9d4eb (2).pdf
 
Edital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-pe
Edital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-peEdital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-pe
Edital concurso-da-prefeitura-de-triunfo-pe
 
01 2014-edital-petrobras-selecao
01 2014-edital-petrobras-selecao01 2014-edital-petrobras-selecao
01 2014-edital-petrobras-selecao
 
Plano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército Brasileiro
Plano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército BrasileiroPlano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército Brasileiro
Plano de carreira de graduados e oficiais QAO do Exército Brasileiro
 
Nac petrobras ed_1777
Nac petrobras ed_1777Nac petrobras ed_1777
Nac petrobras ed_1777
 
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009 CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009
CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 1 – ANAC, DE 22 DE MAIO DE 2009
 
concurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpo
concurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpoconcurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpo
concurso público de admissão ao curso de formação para ingresso no corpo
 
Edital professor
Edital professorEdital professor
Edital professor
 
Edital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdf
Edital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdfEdital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdf
Edital 2023.04.CP.TAE 01.03.2023 Revisado assinado.pdf
 
Edital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhadaEdital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhada
 
Edital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhadaEdital prefeitura serra-talhada
Edital prefeitura serra-talhada
 
116 20151106 1446835208 normas
116 20151106 1446835208 normas116 20151106 1446835208 normas
116 20151106 1446835208 normas
 
Regulamento rampa da penha
Regulamento rampa da penhaRegulamento rampa da penha
Regulamento rampa da penha
 
Rampa da penha
Rampa da penhaRampa da penha
Rampa da penha
 
Edital concurso-fapemig-mg-2013
Edital concurso-fapemig-mg-2013Edital concurso-fapemig-mg-2013
Edital concurso-fapemig-mg-2013
 
Marinha do brasil
Marinha do brasilMarinha do brasil
Marinha do brasil
 
Edital2 Marinha
Edital2 MarinhaEdital2 Marinha
Edital2 Marinha
 

Mais de Falcão Brasil

Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...
Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...
Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...
Falcão Brasil
 
Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)
Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)
Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)
Falcão Brasil
 
Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)
Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)
Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)
Falcão Brasil
 
Cursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANP
Cursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANPCursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANP
Cursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANP
Falcão Brasil
 
Revista A Defesa 2021
Revista A Defesa 2021Revista A Defesa 2021
Revista A Defesa 2021
Falcão Brasil
 
Revista A Defesa 2022
Revista A Defesa 2022Revista A Defesa 2022
Revista A Defesa 2022
Falcão Brasil
 
Revista A Defesa 2023
Revista A Defesa 2023Revista A Defesa 2023
Revista A Defesa 2023
Falcão Brasil
 
Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)
Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)
Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)
Falcão Brasil
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83
Falcão Brasil
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82
Falcão Brasil
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81
Falcão Brasil
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80
Falcão Brasil
 
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAM
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAMCentro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAM
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF
Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRFNúcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF
Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF
Falcão Brasil
 
Manual de Mergulho Autonômo
Manual de Mergulho AutonômoManual de Mergulho Autonômo
Manual de Mergulho Autonômo
Falcão Brasil
 
Atividades de Mergulho de Resgate
Atividades de Mergulho de ResgateAtividades de Mergulho de Resgate
Atividades de Mergulho de Resgate
Falcão Brasil
 
Protocolo de Operações com Cilindro de Ar Comprimido
Protocolo de Operações com Cilindro de Ar ComprimidoProtocolo de Operações com Cilindro de Ar Comprimido
Protocolo de Operações com Cilindro de Ar Comprimido
Falcão Brasil
 
Protocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGO
Protocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGOProtocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGO
Protocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGO
Falcão Brasil
 
Manual de Preenchimento de Relatório de Ocorrência
Manual de Preenchimento de Relatório de OcorrênciaManual de Preenchimento de Relatório de Ocorrência
Manual de Preenchimento de Relatório de Ocorrência
Falcão Brasil
 
Manual para Campanha de Arrecadação de Donativos
Manual para Campanha de Arrecadação de DonativosManual para Campanha de Arrecadação de Donativos
Manual para Campanha de Arrecadação de Donativos
Falcão Brasil
 

Mais de Falcão Brasil (20)

Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...
Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...
Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval José Maria do Amaral Oliveira (C...
 
Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)
Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)
Guia do Aluno do Curso Expedito Enfermagem Operativa (C-Exp-EnfOp)
 
Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)
Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)
Orientação aos Candidatos do Curso de Busca e Salvamento (S.A.R.)
 
Cursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANP
Cursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANPCursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANP
Cursos dos Policias Federais na Academia Nacional de Polícia - ANP
 
Revista A Defesa 2021
Revista A Defesa 2021Revista A Defesa 2021
Revista A Defesa 2021
 
Revista A Defesa 2022
Revista A Defesa 2022Revista A Defesa 2022
Revista A Defesa 2022
 
Revista A Defesa 2023
Revista A Defesa 2023Revista A Defesa 2023
Revista A Defesa 2023
 
Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)
Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)
Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE)
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Julho 2023 Vol83
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Fevereiro 2023 Vol82
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Novembro 2021 Vol81
 
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80
Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais Janeiro 2020 Vol80
 
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAM
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAMCentro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAM
Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - CENSIPAM
 
Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF
Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRFNúcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF
Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF
 
Manual de Mergulho Autonômo
Manual de Mergulho AutonômoManual de Mergulho Autonômo
Manual de Mergulho Autonômo
 
Atividades de Mergulho de Resgate
Atividades de Mergulho de ResgateAtividades de Mergulho de Resgate
Atividades de Mergulho de Resgate
 
Protocolo de Operações com Cilindro de Ar Comprimido
Protocolo de Operações com Cilindro de Ar ComprimidoProtocolo de Operações com Cilindro de Ar Comprimido
Protocolo de Operações com Cilindro de Ar Comprimido
 
Protocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGO
Protocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGOProtocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGO
Protocolo para o Suporte Básico de Vida do CBMGO
 
Manual de Preenchimento de Relatório de Ocorrência
Manual de Preenchimento de Relatório de OcorrênciaManual de Preenchimento de Relatório de Ocorrência
Manual de Preenchimento de Relatório de Ocorrência
 
Manual para Campanha de Arrecadação de Donativos
Manual para Campanha de Arrecadação de DonativosManual para Campanha de Arrecadação de Donativos
Manual para Campanha de Arrecadação de Donativos
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008 CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA

  • 1. MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA ADMISSÃO E SELEÇÃO EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA 2008
  • 2. MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA ADMISSÃO E SELEÇÃO EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA 2008
  • 3. CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA SUMÁRIO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS .............................................................................................1 2 DIVULGAÇÃO ......................................................................................................................1 3 RESPONSABILIDADE.........................................................................................................2 4 PÚBLICO ALVO ...................................................................................................................2 5 REGIME DE TRABALHO E REMUNERAÇÃO..............................................................2 6 VAGAS ....................................................................................................................................2 7 INSCRIÇÃO ...........................................................................................................................3 7.1 CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO .........................................................................................3 7.2 ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO ....................................................................................3 7.3 RESULTADO DA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO............................................................4 8 LOCALIDADES PARA REALIZAÇÃO DOS EVENTOS ...............................................4 9 PROCESSO SELETIVO.......................................................................................................5 9.1 ETAPAS...................................................................................................................................5 10 PROVA ESCRITA .................................................................................................................5 10.3 MATERIAL PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS..............................................................5 10.4 PROCEDIMENTOS DURANTE A PROVA ..........................................................................6 10.5 ATRIBUIÇÃO DE GRAUS.....................................................................................................6 11 PROVA DIDÁTICA...............................................................................................................6 12 PROVA DE TÍTULOS...........................................................................................................7 13 DIVULGAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DOS RESULTADOS...........................................10 14 CLASSIFICAÇÃO.................................................................................................................10 15 RECURSOS ............................................................................................................................11 15.1 INTERPOSIÇÃO .....................................................................................................................11 15.2 RECURSOS PARA PROVA ESCRITA..................................................................................11 15.3 RECURSO PARA PROVA DE TÍTULOS..............................................................................12 15.4 RECURSO PARA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO INDEFERIDA...................................13 16 HABILITAÇÃO PARA NOMEAÇÃO E POSSE...............................................................13
  • 4. 17 DISPOSIÇÕES GERAIS.......................................................................................................15 17.1 COMPARECIMENTO AOS EVENTOS PROGRAMADOS.................................................15 17.2 EXCLUSÃO DO CONCURSO PÚBLICO .............................................................................15 17.3 VALIDADE DO CONCURSO ................................................................................................16 18 DISPOSIÇÕES FINAIS.........................................................................................................16 ANEXOS Anexo I – Calendário de Eventos Anexo II – Programa das Disciplinas Anexo III – Ficha Informativa sobre Formulação de Questão Anexo IV – Solicitação para Prova de Títulos em Grau de Recurso Anexo V – Requerimento para Inscrição em Grau de Recurso
  • 5. MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA EDITAL DE CONCURSO Nº 23/2008 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR DO MAGISTÉRIO DA AERONÁUTICA O Exmo Sr Diretor-Geral do Departamento de Ensino da Aeronáutica torna pública a realização de Concurso Público de Provas e Títulos, destinado ao provimento de Cargos de Professor da Carreira de Magistério Superior do Magistério da Aeronáutica, com lotação na Academia da Força Aérea/AFA, em Pirassununga-SP e no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica/CIAAR, em Belo Horizonte-MG, nos termos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, da Portaria nº 824/GM1, de 22 de novembro de 1988, e de acordo com o previsto na Portaria nº 136, de 4 de junho de 2008, do Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão, publicada no D.O.U. nº 106, de 5 de junho de 2008, e segundo as condições estabelecidas no presente Edital. 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1 Caberá ao Comandante da Academia da Força Aérea (AFA) instituir a Comissão do Concurso Público, designando o seu Presidente. 2 DIVULGAÇÃO 2.1 O ato de aprovação do presente Edital encontra-se publicado no Diário Oficial da União (DOU) e no Boletim do Comando da Aeronáutica (BCA). 2.2 Para conhecimento dos interessados, este Edital está disponível na Internet, na página oficial do Comando da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e na página da Academia da Força Aérea (http://www.afa.aer.mil.br), durante toda a validade do concurso público. 2.3 Os endereços da Internet, acima citados, poderão ser utilizados para obtenção do que se segue: a) Edital do concurso; b) Formulário para solicitação de inscrição (somente na Internet); c) Resultado da solicitação de inscrição; e d) Informações e resultados referentes aos diversos eventos seletivos e classificatórios do concurso público. 2.4 Os interessados também poderão obter informações sobre o Concurso Público junto à Academia da Força Aérea (AFA) e ao Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), por intermédio dos seguintes telefones: AFA.....................(19) 3565-7259; 3565-7308 e FAX: (19) 3565-7100 CIAAR.................(31) 4009-5066; 4009-5098; 4009-5068 e FAX: (31) 3491-2264
  • 6. Edital de Concurso nº 23/2008 2 3 RESPONSABILIDADE 3.1 Este Concurso Público será regido por este Edital e sua execução será de responsabilidade da Academia da Força Aérea (AFA). 3.2 Constitui-se responsabilidade do interessado em participar do Concurso Público de Provas e Títulos para provimento de cargos de Professor da Carreira de Magistério Superior do Magistério da Aeronáutica a leitura integral e o conhecimento pleno deste Edital. 3.3 O concurso será organizado pela Comissão do Concurso Público da Academia da Força Aérea. 3.4 O Comandante da AFA instituirá tantas Bancas Examinadoras quantas forem necessárias, as quais serão compostas por Oficiais e/ou Professores da AFA, podendo, quando necessário, ser convidados participantes de outras organizações, ainda que estranhas ao Comando da Aeronáutica. 3.5 As provas serão elaboradas, aplicadas, avaliadas e julgadas por Bancas Examinadoras compostas de, pelo menos, 03 membros designados pelo Comandante da Academia da Força Aérea. 3.6 O Comandante do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica designará a Comissão Fiscalizadora de Provas para acompanhar os eventos do concurso que se realizarão naquele Centro. 4 PÚBLICO ALVO 4.1 O presente Concurso Público destina-se a selecionar cidadãos brasileiros, de ambos os sexos, que atendam às condições e às normas estabelecidas neste Edital, para compor o cargo de Professor da Carreira de Magistério Superior do Magistério da Aeronáutica, de acordo com as necessidades do COMAER. 5 REGIME DE TRABALHO E REMUNERAÇÃO 5.1 O candidato aproveitado assumirá o cargo sob o Regime Jurídico instituído pela Lei Nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, para exercer atividades docentes na Academia da Força Aérea/AFA, Campo Fontenelle, Pirassununga, SP, ou no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica/CIAAR, Belo Horizonte, Minas Gerais, conforme disponibilidade de vaga e escolha no ato da inscrição, em regime de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais, submetendo- se às normas instituídas pelo Comando da Aeronáutica e legislação complementar. 5.2 A remuneração mensal será de acordo com a tabela de remuneração aplicável ao ensino superior, relativa ao Plano Único de Classificação e Retribuição de Cargos e Empregos, de que trata a Lei nº 7.596, de 10 de abril de 1987 e a Lei nº 11.784, de 22 de setembro de 2008. 6 VAGAS 6.1 As vagas são destinadas aos candidatos aprovados neste Concurso Público de Provas e Títulos, classificados dentro do número de vagas e que forem habilitados à assunção do cargo. 6.2 As vagas encontram-se fixadas por disciplina e localidade, sendo que o candidato somente poderá concorrer às vagas de uma única disciplina e de uma única localidade. 6.3 O candidato fará a escolha da disciplina e da localidade a cujas vagas pretende concorrer, no momento da inscrição. 6.4 Além de concorrer às vagas fixadas neste Edital, distribuídas conforme o quadro a seguir apresentado, o candidato também concorrerá àquelas, de acordo com a disciplina e
  • 7. Edital de Concurso nº 23/2008 3 localidade escolhidas, que porventura vierem a surgir, durante o prazo de validade do presente Concurso Público, caso seja identificada a sua necessidade e mediante autorização dos órgãos competentes da Administração. 6.5 Os cargos a serem preenchidos totalizam 15 (quinze) vagas, assim distribuídas: DISCIPLINAS CLASSE VAGAS LOCALIDADE Economia Assistente 02 AFA Gestão da Produção e Administração Geral Assistente 01 AFA Gestão de Materiais e Patrimônio e Administração Geral Assistente 01 AFA Eletrônica Auxiliar 01 AFA Física Auxiliar 01 AFA Matemática Auxiliar 02 AFA Química Auxiliar 01 AFA Direito Auxiliar 01 AFA Língua Inglesa Auxiliar 02 AFA Língua Espanhola Auxiliar 01 AFA Língua Inglesa Auxiliar 01 CIAAR Língua Portuguesa Auxiliar 01 CIAAR 7 INSCRIÇÃO 7.1 CONDIÇÕES PARA A INSCRIÇÃO 7.1.1 São condições para a inscrição e para a realização do concurso público: a) possuir nacionalidade brasileira; b) não possuir menos de 18 anos na data da assunção do cargo; c) pagar a taxa de inscrição e comprovar seu pagamento; e d) inscrever-se por meio do Formulário de Solicitação de Inscrição (FSI). 7.1.2 O atendimento às condições para a inscrição no Concurso Público deverá ser comprovado pelo candidato, no momento da posse do cargo. 7.1.3 A inscrição, bem como todos os atos dela decorrentes, tornar-se-ão sem efeito se, a qualquer instante, for comprovado que o candidato, durante o Concurso Público, deixou de atender às condições mencionadas no item 7.1.1 (Condições para Inscrição). 7.2 ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO 7.2.1 Para inscrever-se no Concurso Público, inicialmente, o interessado deverá preencher o Formulário de Solicitação de Inscrição (FSI), obtido por meio do sistema de inscrição na Internet. 7.2.2 O sistema de inscrição estará disponível na página oficial do Comando da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e na página da AFA (http://www.afa.aer.mil.br), na Internet, e poderá ser utilizado pelos candidatos somente durante o período de inscrição. 7.2.3 O programa conduzirá o candidato ao preenchimento interativo do FSI, com a inserção de seus dados cadastrais, de sua opção de disciplina, e de sua opção de localidade para lecionar, ao final do qual será solicitada a impressão do formulário e do respectivo boleto bancário. 7.2.4 O FSI gerado a partir da Internet produzirá o boleto de pagamento bancário que identificará a inscrição e o candidato. 7.2.5 O valor da taxa de inscrição é de R$65,00 (sessenta e cinco reais), para a classe Assistente; e de R$50,00 (cinqüenta reais), para a classe Auxiliar.
  • 8. Edital de Concurso nº 23/2008 4 7.2.6 As instruções para o pagamento da taxa de inscrição encontram-se no próprio boleto. 7.2.7 O comprovante original de pagamento bancário deverá permanecer sob a posse do candidato, para futura comprovação, caso necessária. 7.2.8 Não serão aceitos para comprovação do pagamento da taxa de inscrição os comprovantes de agendamento de pagamento, depósito em cheque, entrega de envelope para depósito em terminais de auto-atendimento ou transferência entre contas. 7.2.9 O valor pago referente à taxa de inscrição não será restituído, independentemente do motivo. 7.2.10 O candidato poderá solicitar, via requerimento, a isenção da taxa de inscrição conforme Decreto nº 6.593, de 02 de outubro de 2008. 7.2.11 O candidato, ao preencher o FSI, deverá optar por uma única disciplina. 7.2.12 No preenchimento do FSI, o candidato deverá indicar a localidade para onde concorrerá às vagas, sendo o local indicado o mesmo onde realizará a Prova Escrita. 7.2.13 Se portador de necessidades especiais, preencher os campos correspondentes a essa condição. 7.2.14 A Administração da Aeronáutica não se responsabiliza pela possibilidade de o preenchimento interativo do FSI não ser completado por motivo de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como de outros fatores técnicos que impossibilitem o processamento de dados. 7.3 RESULTADO DA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO 7.3.1 O candidato terá sua solicitação de inscrição indeferida nas situações abaixo especificadas. a) deixar de efetuar o pagamento da taxa de inscrição ou pagá-la após o término do período de inscrição; ou b) deixar de atender a qualquer uma das condições para inscrição. 8 LOCALIDADES PARA REALIZAÇÃO DOS EVENTOS 8.1 As Provas Escrita e Didática, bem como o sorteio de assunto da Prova Didática e a entrega de títulos para a Prova de Títulos serão realizados nos seguintes endereços: 8.1.1 Para os candidatos às vagas da Academia da Força Aérea/AFA: Academia da Força Aérea (AFA) Divisão de Ensino Estrada de Aguaí, S/N Pirassununga – SP 8.1.2 Para os candidatos às vagas do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica/CIAAR: Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica Pavilhão de Ensino Av. Santa Rosa, nº 10 Aeroporto-Pampulha Belo Horizonte - MG 8.2 Será de responsabilidade do candidato apresentar-se nos dias, horários e locais determinados para a realização das fases do Concurso Público.
  • 9. Edital de Concurso nº 23/2008 5 9 PROCESSO SELETIVO 9.1 ETAPAS 9.1.1 O Concurso Público será constituído das seguintes etapas: a) Prova Escrita; b) Prova Didática; e c) Prova de Títulos. 9.2 Todas as etapas, à exceção da Prova de Títulos, terão caráter eliminatório, sendo que a Prova Escrita terá, também, caráter classificatório. 9.3 A Prova de Títulos terá caráter apenas classificatório. 9.4 As etapas supracitadas serão realizadas de acordo com a necessidade da Administração, não cabendo solicitação para adiamento, por parte do candidato, independentemente do motivo. 9.5 O candidato deverá comparecer aos locais indicados para as provas, com a antecedência necessária, de modo que possa cumprir rigorosamente com os horários previstos no Calendário de Eventos e com aqueles informados pelas Bancas Examinadoras e Comissões designadas para a realização do certame. 9.6 O candidato deverá, em todos os eventos e etapas do concurso, portar o seu comprovante de inscrição e o seu Documento de Identidade original, não sendo aceitas cópias, ainda que autenticadas. 9.7 Os portões de acesso aos locais de realização da prova escrita serão fechados nos horários constantes do Calendário de Eventos, não sendo permitido o ingresso de candidatos, em hipótese alguma, no local do evento, após esse horário. 9.8 Não haverá segunda chamada para a realização de qualquer etapa supracitada. O não comparecimento pessoal ou atraso a qualquer uma delas implicará a imediata exclusão do candidato do Concurso Público. 10 PROVA ESCRITA 10.1 O programa de cada disciplina, contido no Anexo II deste Edital, estará disponível nas páginas do Comando da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e da AFA (http://www.afa.aer.mil.br). 10.2 A Prova Escrita, de caráter eliminatório e classificatório, constará de 30 (trinta) questões de múltipla escolha, de igual valor, com quatro alternativas e uma única alternativa correta, sem correção para palpite, versando sobre os assuntos do programa previsto para a disciplina, com duração máxima de 3 (três) horas. 10.3 MATERIAL PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS 10.3.1 Para realizar a prova escrita, o candidato somente poderá utilizar o seguinte material: lápis (apenas para resolução, no próprio caderno de questões); borracha; régua; caneta esferográfica com tinta preta ou azul. O material não poderá conter qualquer tipo de equipamento eletrônico ou inscrição, exceto as de caracterização (marca, fabricante, modelo) e as de graduações (régua). 10.3.2 Não será permitido ao candidato realizar a prova portando óculos escuros, telefone celular, relógio de qualquer tipo, armas, gorros, chapéus, bonés ou similares, bolsas, mochilas,
  • 10. Edital de Concurso nº 23/2008 6 pochetes, livros, impressos, cadernos, folhas avulsas de qualquer tipo e/ou anotações, bem como aparelhos eletro-eletrônicos, tais como: máquina calculadora, agenda eletrônica, "walkman", "pager", “palm top”, receptor, gravador ou qualquer outro equipamento eletrônico que receba, transmita ou armazene informações. 10.3.3 Os membros da Comissão Fiscalizadora não se responsabilizarão pela guarda de material do candidato. 10.4 PROCEDIMENTOS DURANTE A PROVA 10.4.1 A prova escrita terá duração de 3 horas. O tempo restante até o término da prova será informado pela Comissão Fiscalizadora a cada hora cheia e nos últimos 30 minutos, 15 minutos e 5 minutos. 10.4.2 Tendo em vista razões de sigilo que envolvem o certame, uma vez iniciada a prova escrita, o candidato: a) não poderá deixar o seu lugar para retirar-se definitivamente do recinto onde realizará a prova escrita, senão após transcorrida metade do tempo total destinado à sua realização. Caso venha a ter problemas de ordem fisiológica durante a prova, o mesmo deverá solicitar a presença de um fiscal da Comissão Fiscalizadora para acompanhá-lo durante o tempo em que estiver ausente; b) somente poderá levar consigo o Caderno de Questões se permanecer no recinto até o término do tempo total previsto para a realização da prova. O candidato que optar por se retirar, definitivamente, antes de transcorrido o tempo total previsto para a realização da prova terá, obrigatoriamente, que devolver o Caderno de Questões à Comissão Fiscalizadora; e c) não poderá, sob nenhum pretexto, fazer anotações sobre as questões da prova em local que não seja o próprio Caderno de Questões. 10.5 ATRIBUIÇÃO DE GRAUS 10.5.1 A cada questão da Prova Escrita será atribuído um valor específico e o resultado será igual à soma dos valores das questões assinaladas corretamente. 10.5.2 Os graus atribuídos à Prova Escrita estarão contidos na escala de 0 (zero) a 100,0000 (cem), considerando-se até a casa décimo-milesimal. 10.5.3 O grau mínimo que determinará o aproveitamento do candidato na Prova Escrita será 50,000 (cinqüenta). 10.5.4 Os candidatos com aproveitamento na Prova Escrita serão relacionados, por disciplina a que concorrem, por meio da ordenação decrescente de seus graus, o que estabelecerá a classificação parcial do Concurso Público. 10.5.5 A classificação parcial será considerada apenas para a convocação de candidatos para a Prova Didática e a Prova de Títulos, desde que cumpridas as exigências previstas neste Edital. 11 PROVA DIDÁTICA 11.1 A Prova Didática será aplicada unicamente aos candidatos aprovados na prova escrita e em número que não ultrapasse a 10 (dez) candidatos por vaga existente, obedecida a ordem classificatória da prova escrita.
  • 11. Edital de Concurso nº 23/2008 7 11.2 A Prova Didática, de caráter eliminatório, será realizada sob a responsabilidade da Academia da Força Aérea (AFA), cujo Comandante designará uma Banca Examinadora para os candidatos que concorrem às vagas estabelecidas para a AFA e outra para aqueles que concorrem às vagas para o CIAAR e segundo os procedimentos e parâmetros fixados neste Edital. 11.3 A Prova Didática tem a finalidade de avaliar a habilidade e o desempenho do candidato. 11.4 A Prova Didática para as vagas da AFA e do CIAAR constará de aula expositiva, com duração de 50 (cinqüenta) minutos, sobre assunto sorteado pelo candidato, com 24 (vinte e quatro) horas de antecedência, observado o programa do Concurso, sendo vedada a assistência da aula pelos demais candidatos. Caberá ao candidato providenciar todo o material de apoio de que necessitar. 11.5 Na avaliação da Prova Didática, serão considerados: CONHECIMENTO DO ASSUNTO, CAPACIDADE DE SÍNTESE, CLAREZA, ORDEM NA EXPOSIÇÃO, LINGUAGEM, PLANEJAMENTO e UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DIDÁTICOS. 11.6 O grau atribuído à Prova Didática, estará contido na escala de 0 (zero) a 100,0000 (cem), proporcional ao resultado da respectiva prova, considerando-se até a casa décimo- milesimal. 11.7 O grau mínimo que determinará o aproveitamento do candidato na Prova Didática será 50,0000 (cinqüenta). 11.8 O somatório dos pontos obtidos na Prova de Didática será acrescentado àqueles obtidos nas Provas Escrita e de Títulos. 12 PROVA DE TÍTULOS 12.1 A Prova de Títulos possui caráter apenas classificatório. 12.2 O candidato classificado na Prova Escrita deverá apresentar, no ato do sorteio do ponto para a Prova Didática, o seu Curriculum Vitae, em 03 (três) vias, devendo uma delas estar acompanhada dos documentos comprobatórios originais (seus títulos) e de cópias autenticadas em cartório. 12.2.1 Os documentos originais deverão permanecer com o candidato e as cópias autenticadas em cartório deverão, juntamente com as vias do Curriculum Vitae, ser entregues ao representante da Academia da Força Aérea presente no CIAAR – para candidatos que concorrerão às vagas daquele Centro - ou a membro da Comissão do Concurso, na AFA – para os candidatos que concorrerão às vagas daquela Academia. 12.3 Os títulos apresentados pelos candidatos serão analisados por Banca Examinadora designada pelo Comandante da AFA. 12.4 Somente serão submetidos à análise e receberão a pontuação correspondente os títulos expedidos até a data de entrega estabelecida no Calendário de Eventos e que atendam as exigências a seguir: a) Formação Acadêmica - até 70 (setenta) pontos, divididos da seguinte forma: 1) Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” - 10 pontos Diploma ou Certificado, de conclusão de curso de pós-graduação "lato sensu", em nível de especialização, com carga mínima de 360 horas, realizado por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação e de acordo com as normas daquele Ministério. 2) Mestrado - 25 pontos
  • 12. Edital de Concurso nº 23/2008 8 Diploma, devidamente registrado, de conclusão de pós-graduação "strictu sensu", em nível de mestrado, expedido por instituição de Ensino integrante do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC e registrada na CAPES, ou Certificado de conclusão de mestrado, expedido por instituição de Ensino integrante do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC e registrada na CAPES, acompanhado do histórico escolar do candidato, no qual conste o número de créditos obtidos, as disciplinas em que foi aprovado e as respectivas menções, os resultados dos exames e do julgamento da dissertação ou tese. 3) Doutorado - 35 pontos Diploma, devidamente registrado, de conclusão de pós-graduação "strictu sensu", em nível de doutorado, expedido por instituição de Ensino integrante do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC e registrada na CAPES, ou Certificado de conclusão de doutorado, expedido por instituição de Ensino integrante do Sistema Nacional de Ensino reconhecida pelo MEC e registrada na CAPES, acompanhado do histórico escolar do candidato, no qual conste o número de créditos obtidos, as disciplinas em que foi aprovado e as respectivas menções, os resultados dos exames e do julgamento da dissertação ou tese. b) Experiência em docência: até 20 (vinte) pontos. 1) Ensino Superior: 02 pontos para cada ano comprovado. 2) Ensino Médio: 01 ponto para cada ano comprovado. c) Produção Intelectual - até 10 (dez) pontos. 1) Livros - 01 ponto por livro. 2) Publicação em revista especializada - 01 ponto por publicação. 3) Apresentação de trabalhos em congressos - 01 ponto por apresentação. 12.5 Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação “lato sensu”, em nível de especialização, deverão atender aos seguintes aspectos: a) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001, emitida pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, publicada no Diário Oficial da União de 9 de abril de 2001, Seção I, p. 12 deverão conter - ou ser acompanhados de histórico escolar, do qual devem constar, obrigatoriamente, a relação das disciplinas, carga horária, nota ou conceito obtido pelo aluno em cada uma das disciplinas e o nome e qualificação dos professores responsáveis por elas; período e local em que o curso foi realizado e a sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico; título da monografia ou do trabalho final do curso e nota ou conceito obtido; declaração da instituição de que o curso cumpriu todas as disposições estabelecidas na Resolução CNE/CES nº 1/01 e indicação do ato legal de credenciamento da instituição, no caso de Cursos ministrados à distância. Esta exigência está amparada pelo art. 12 da Resolução CNE/CES nº 1/01; b) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº
  • 13. Edital de Concurso nº 23/2008 9 3, de 5 de outubro de 1999, emitida pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, publicada no Diário Oficial da União de 7 de outubro de 1999, Seção I, p. 52 deverão mencionar a área específica do conhecimento a que corresponde, e conter, obrigatoriamente, a relação das disciplinas, sua carga horária, a nota ou conceito obtido pelo aluno; o nome e a titulação do professor por elas responsável; o período em que o curso foi realizado e a declaração de que o curso cumpriu todas as disposições da dita Resolução. Esta exigência está amparada pelo art. 5º da Resolução CNE/CES nº 3/99; c) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº 2, de 20 de setembro de 1996, emitida pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação, publicada no Diário Oficial da União de 17 de outubro de 1996, Seção I, p. 21183, deverão conter, obrigatoriamente, a relação das disciplinas, carga horária, nota ou conceito obtido pelo aluno em cada uma das disciplinas e o nome e qualificação dos professores responsáveis por elas; o critério adotado para avalização do aproveitamento; período e local em que o curso foi realizado e a sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico e declaração da instituição de que o curso cumpriu todas as disposições estabelecidas na Resolução CNE/CES nº 2/96. Esta exigência está amparada pelo art. 11 da Resolução CNE/CES nº 2/96; e d) Os diplomas ou certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização, realizados sob a égide da Resolução CNE/CES nº 12, de 6 de outubro de 1983, emitida pelo Conselho Federal de Educação do Ministério da Educação, publicada no Diário Oficial da União de 27 de outubro de 1983, Seção I, p. 18.233 deverão conter - ou ser acompanhado de – histórico escolar, do qual devem constar, obrigatoriamente, cada uma das disciplinas e o nome e qualificação dos professores responsáveis por elas; o critério adotado para avaliação do aproveitamento; período e local em que o curso foi realizado e a sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico e declaração da instituição de que o curso cumpriu todas as disposições estabelecidas na Resolução CNE/CES nº 12/83. Esta exigência está amparada pelo parágrafo único do art. 5 da Resolução nº 12/83. 12.6 Os certificados de conclusão de cursos de aperfeiçoamento ou de especialização que venham a ser apresentados pelos candidatos somente serão considerados para fins de pontuação na prova de títulos se atenderem ao previsto na legislação específica sobre especialização baixada pelo Ministério da Educação. 12.7 Referente aos itens anteriores, somente serão aceitos os documentos expedidos por instituição reconhecida pelo MEC. 12.8 Outros comprovantes de conclusão de curso ou disciplina – tais como declarações, certidões, comprovantes de pagamento de taxa para obtenção de documentação, cópias de requerimentos e etc – que não sejam aqueles mencionados no item anterior, ou documentos que não estejam em consonância com as Resoluções citadas não serão considerados para efeito de pontuação.
  • 14. Edital de Concurso nº 23/2008 10 12.9 Para cada título o candidato deverá apresentar o documento original e uma cópia autenticada em cartório, devendo ser recolhida esta última para avaliação. Para fins de pontuação, serão desconsideradas as cópias não autenticadas em cartório. 12.10 As cópias dos títulos declarados não serão devolvidas em hipótese alguma. 12.11 O candidato poderá apresentar tantos títulos quanto desejar. No entanto, será atribuída a pontuação correspondente apenas a um título de cada categoria (ex: dois títulos de doutorado, apenas um será pontuado) e que tenha correlação direta com a disciplina para cuja vaga o candidato concorre. A contagem de pontos será feita de forma cumulativa, caso o candidato apresente título em mais de uma categoria. 12.12 Para cursos de pós-graduação concluídos no exterior, serão aceitos apenas os diplomas correspondentes, desde que revalidados por instituição de ensino superior reconhecida no Brasil. 12.13 Os documentos referentes a títulos que estiverem redigidos em Língua Estrangeira deverão estar traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado. 12.14 Receberá pontuação zero o candidato que não entregar os títulos na forma, no prazo e no local estipulados neste Edital. 12.15 No ato de entrega dos títulos, o candidato deverá preencher e assinar o formulário a ser fornecido, no qual indicará a quantidade de títulos apresentados e a discriminação de cada um. 12.16 A pontuação máxima que um candidato poderá obter pelos títulos apresentados totalizará 100 (cem) pontos. O somatório dos pontos obtidos na Prova de Títulos será acrescentado àqueles obtidos nas Provas Escrita e Didática. 13 DIVULGAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DOS RESULTADOS 13.1 Os resultados parciais e finais serão divulgados pela Comissão do Concurso, por meio de editais, em local próprio da Divisão de Ensino da AFA e nas páginas do Comando da Aeronáutica (http://www.fab.mil.br) e da AFA (http://www.afa.aer.mil.br). 13.2 O resultado final do concurso (classificação dos candidatos) será homologado pelo Departamento de Ensino da Aeronáutica/DEPENS, cujo ato será publicado no Diário Oficial da União. 14 CLASSIFICAÇÃO 14.1 Os candidatos habilitados serão classificados segundo a ordem decrescente das notas finais (totalização dos pontos das três provas) obtidas no Concurso Público de Provas e Títulos. Ocorrendo empate entre candidatos, serão observados, sucessivamente, os seguintes critérios: - maior pontuação na Prova Escrita; - maior pontuação na Prova Didática; - maior pontuação na Prova de Títulos; - maior tempo de atividades de Magistério; - maior tempo de serviço público federal; e - maior idade. 14.2 O aproveitamento dos candidatos será feito rigorosamente na ordem de classificação. Em caso de desistência, de não assunção do cargo no prazo regulamentar, ou,
  • 15. Edital de Concurso nº 23/2008 11 ainda, de não serem satisfeitas as condições de ingresso, será aproveitado o candidato que se seguir na ordem de classificação. 15 RECURSOS 15.1 INTERPOSIÇÃO 15.1.1 Será permitido ao candidato interpor recurso somente quanto ao que se segue: a) formulação de questões da Provas Escrita e aos seus respectivos gabaritos provisórios; b) resultado obtido na Prova de Títulos; e c) indeferimento da solicitação de inscrição. 15.1.2 Não haverá recurso para a Prova Didática. 15.1.3 Os prazos e as datas para as interposições de recurso encontram-se estabelecidos no Calendário de Eventos e devem ser rigorosamente observados e cumpridos. 151.4 Será de inteira responsabilidade do candidato a remessa ou entrega dos documentos exigidos nos locais previstos e o cumprimento dos prazos para as interposições de recurso. 15.1.5 Será indeferido previamente qualquer pedido de recurso apresentado fora do prazo ou, quando for o caso, desacompanhado dos devidos documentos, conforme o estipulado neste Edital. 15.2 RECURSOS PARA PROVA ESCRITA 15.2.1 Os recursos da Prova Escrita deverão ser referentes às questões que o candidato entenda terem sido formuladas de maneira imprópria ou conterem incorreções em seus respectivos gabaritos. 15.2.2 Os recursos citados no item anterior serão analisados por Bancas Examinadoras instituídas pelo Comandante da AFA. 15.2.3 Não poderá ser interposto recurso quanto aos procedimentos de avaliação referentes à Prova Escrita, os quais estão previamente normatizados no presente Edital. 15.2.4 Os recursos deverão ser encaminhados eletronicamente pelo candidato por meio do preenchimento da Ficha Informativa sobre Formulação de Questão (FIFQ), disponível na página da AFA na Internet, dentro do período estabelecido no Calendário de Eventos. 15.2.5 O candidato deverá utilizar uma Ficha Informativa sobre Formulação de Questão para cada questão em pauta ou gabarito. 15.2.6 Será divulgada via Internet, pela Banca Examinadora, a existência ou não de recursos submetidos à sua apreciação. Concomitantemente, caso haja recursos, a Banca Examinadora, depois de julgá-los, divulgará a decisão exarada, de forma definitiva, bem como o gabarito oficial. 15.2.7 Após esses atos, não mais caberá apelação, relacionada aos resultados das provas escritas, por parte dos candidatos. 15.2.8 A decisão exarada pela Banca Examinadora conterá os esclarecimentos sobre o enunciado da questão em pauta e a justificativa fundamentada para cada alternativa que a compõe e sobre a avaliação a respeito do que foi contestado pelo candidato. 15.2.9 Os recursos serão julgados no prazo estabelecido no Calendário de Eventos.
  • 16. Edital de Concurso nº 23/2008 12 15.2.10 Quando for constatado que o enunciado de uma questão foi formulado de forma imprópria ou que a mesma contém mais de uma, ou nenhuma resposta correta, a questão será anulada e os pontos que lhe são pertinentes serão atribuídos a todos os candidatos. 15.2.11 Quando for verificado que a resposta correta de uma questão difere da constante do gabarito divulgado provisoriamente, este sofrerá alterações visando às correções necessárias. 15.2.12 Quando for constatado que a divulgação de um gabarito oficial foi apresentada com incorreções, a divulgação será tornada sem efeito e o gabarito anulado, sendo publicado um novo gabarito oficial corrigindo o anterior. 15.2.13 A anulação de um gabarito oficial implicará a anulação de todos os atos dele decorrentes, não cabendo ao candidato qualquer direito ou pedido de reconsideração referente aos atos anulados. 15.2.14 Quando for constatado que a divulgação da relação nominal dos candidatos com seus resultados e respectivos graus e classificações foi apresentada com incorreção, a divulgação será tornada sem efeito e os resultados e respectivas médias e classificações serão anulados, sendo publicada nova relação corrigindo a anterior. 15.2.15 A anulação dos resultados obtidos pelos candidatos e das respectivas classificações implicará a anulação de todos os atos dela decorrentes, não cabendo ao candidato qualquer direito ou pedido de reconsideração referente aos atos anulados. 15.3 RECURSO PARA PROVA DE TÍTULOS 15.3.1 O recurso deverá ser apresentado por meio de formulário constante do Anexo IV deste Edital, e entregue no setor de protocolo da Subdivisão de Exames de Admissão da AFA ou no setor de protocolo da Divisão de Concursos do CIAAR ou remetido à AFA ou ao CIAAR, no respectivo endereço, conforme a seguir apresentado, via ECT, (a opção fica a critério do candidato), dentro do prazo estabelecido no Calendário de Eventos. A Comissão do Concurso receberá a documentação para os procedimentos necessários, sendo que a decisão sobre o recurso será homologado pelo Comandante da AFA. 15.3.1.1 Endereço da AFA: ACADEMIA DA FORÇA AÉREA - AFA SUBDIVISÃO DE EXAMES DE ADMISSÃO – SDEA CAIXA POSTAL 1071 ESTRADA DE AGUAÍ, S/Nº CEP: 13643-970 – PIRASSUNUNGA – SP 15.3.1.2 Endereço do CIAAR: CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DA AERONÁUTICA - CIAAR DIVISÃO DE CONCURSOS AV. SANTA ROSA, 10 – PAMPULHA CEP: 31270-750 – BELO HORIZONTE – MG 15.3.2 O recurso será indeferido se não for fundamentado, nem indicar, com precisão, os pontos a serem revistos. 15.3.3 Caso o candidato anexe ao formulário algum documento com o fim de comprovação de títulos, só será considerado na análise do recurso aquele documento que
  • 17. Edital de Concurso nº 23/2008 13 justifique informação já inserida ou ausência de algum dado, em título apresentado quando da realização da Prova de Títulos. 15.3.4 As alterações de graus que vierem a ocorrer após avaliação dos recursos referentes à Prova de Títulos serão divulgadas pela AFA, via Internet, na data estabelecida no Calendário de Eventos do Concurso. 15.3.5 O parecer exarado pela Banca Examinadora quanto ao recurso relativo ao resultado da Prova de Títulos tem caráter irrecorrível. 15.3.6 Os recursos serão julgados no prazo estabelecido no Calendário de Eventos. 15.4 RECURSO PARA SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO INDEFERIDA 15.4.1 Poderá requerer inscrição em grau de recurso o candidato cuja solicitação de inscrição tenha sido indeferida, em razão do não pagamento da taxa de inscrição, desde que a referida taxa tenha sido paga dentro do prazo estabelecido e que tal pagamento possa ser comprovado. 15.4.2 O procedimento para solicitar inscrição em grau de recurso será por meio de requerimento próprio, constante do Anexo V, dirigido ao Comandante da AFA. 15.4.3 O requerimento para inscrição em grau de recurso deverá ser remetido à AFA, via ECT, no endereço citado no item 15.3.1.1, dentro do prazo estabelecido no Calendário de Eventos. O candidato deverá anexar a esse requerimento o comprovante original do pagamento da taxa de inscrição. 15.4.4 A solicitação de inscrição do candidato será indeferida definitivamente, impossibilitando sua participação no processo seletivo, nos casos em que não comprovar o pagamento da taxa de inscrição ou enviar o requerimento para inscrição em grau de recurso fora do prazo previsto. 15.4.5 A divulgação sobre o deferimento ou indeferimento definitivo da solicitação de inscrição será feita pela AFA, por meio de remessa ao candidato do Cartão de Inscrição ou do Aviso de Indeferimento de Inscrição e por meio da Internet. 15.4.6 O candidato que não receber o Cartão de Inscrição ou o Aviso de Indeferimento de Inscrição até cinco dias antes da data prevista para a Prova Escrita poderá consultar sua situação (deferimento ou indeferimento), bem como imprimir o Cartão de Inscrição ou o Aviso de Indeferimento de Inscrição, por intermédio da Internet. 15.4.6.1 No entanto, se por qualquer razão o candidato não portar seu Cartão de Inscrição, será permitido seu ingresso no local designado para a Concentração Inicial, desde que sua solicitação de inscrição tenha sido deferida e que o mesmo possa identificar-se através do seu documento de identidade original, válido e dentro do prazo de validade. 16 HABILITAÇÃO PARA NOMEAÇÃO E POSSE 16.1 Estará habilitado (a) assunção do cargo o (a) candidato (a) que atender a todas as condições a seguir: a) ter sido aprovado(a) no Concurso Público e selecionado dentro do número de vagas para habilitar-se à assunção do cargo; b) não estar respondendo a qualquer processo criminal; c) não possuir registros criminais referentes a decisões judiciais condenatórias transitadas em julgado;
  • 18. Edital de Concurso nº 23/2008 14 d) não estar cumprindo pena por crime comum; e) não ter sido, anteriormente, excluído(a) do serviço ativo por motivo disciplinar, por falta de conceito moral ou por incompatibilidade com a carreira militar; f) estar em dia com suas obrigações eleitorais, conforme prevê o inciso I, do § 1º do art. 7º da Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965, que institui o Código Eleitoral; g) não ser detentor de Certificado de Isenção do Serviço Militar motivado por incapacidade mental ou moral; h) se do sexo masculino, estar em dia com o Serviço Militar; i) ser aprovado em exame de aptidão física e mental, em Junta de Saúde indicada pela Academia da Força Aérea; e j) ter concluído, com aproveitamento, curso superior do Sistema Nacional de Ensino e, de acordo com o cargo a que concorre, curso de pós-graduação, com as especificações a seguir: Disciplina: Língua Portuguesa Classe Auxiliar: Graduação em Letras. Disciplina: Língua Inglesa Classe Auxiliar: Graduação em Letras com habilitação em Língua Inglesa. Disciplina: Língua Espanhola Classe Auxiliar: Graduação em Letras com habilitação em Língua Espanhola. Disciplina: Física. Classe Auxiliar: Graduação em Física ou Engenharia Aeronáutica. Disciplina: Eletrônica. Classe Auxiliar: Graduação em Física ou Engenharia Aeronáutica ou Engenharia Elétrica/Eletrônica. Disciplina: Química Classe Auxiliar: Graduação em Química ou Engenharia Química. Disciplina: Matemática Classe Auxiliar: Graduação em Matemática. Disciplina: Economia Classe Assistente: Graduação em Economia e Mestrado em Economia ou em áreas afins. Disciplina: Gestão da Produção e Administração Geral Classe Assistente: Graduação em Administração ou Engenharia e Mestrado em Administração ou Engenharia. Disciplina: Gestão de Materiais e Patrimônio e Administração Geral Classe Assistente: Graduação em Administração ou Engenharia e Mestrado em Administração ou Engenharia. Disciplina: Direito
  • 19. Edital de Concurso nº 23/2008 15 Classe Auxiliar: Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais ou Bacharel em Direito. 17 DISPOSIÇÕES GERAIS 17.1 COMPARECIMENTO AOS EVENTOS PROGRAMADOS 17.1.1 As despesas relativas a transporte, estada e alimentação para a realização do Concurso Público correrão por conta do candidato, inclusive quando, por motivo de força maior, um ou mais eventos programados desses exames tiverem que ser repetidos. 17.1.2 O candidato deverá portar o seu documento de identidade original, devidamente válido e dentro do prazo de validade, em todos os eventos do Concurso Público. 17.1.3 São considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Polícias Militares e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos, etc.); passaporte, certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministério Público, carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação com fotografia. 17.1.4 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, títulos eleitorais; carteiras de estudante; carteiras funcionais, sem valor de identidade; Certificado de Alistamento Militar (CAM); Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI); documentos ilegíveis, não-identificáveis ou danificados; cópias de documentos, mesmo que autenticadas, nem protocolo de documento. 17.1.5 O não comparecimento pessoal do candidato nos locais dos eventos dentro dos prazos estabelecidos no Calendário de Eventos e pelas Bancas Examinadoras e Comissões designadas para o Concurso implicará falta e, em conseqüência, a sua exclusão do certame. 17.2 EXCLUSÃO DO CONCURSO PÚBLICO 17.2.1 Será excluído do respectivo Concurso Público o candidato que se enquadrar em qualquer uma das situações abaixo: a) não obtiver aproveitamento na Prova Escrita; b) não obtiver aproveitamento na Prova Didática; c) não atingir os resultados previstos neste Edital, após a solução dos recursos apresentados; ou d) deixar de cumprir qualquer item estabelecido neste Edital. 17.2.2 Será excluído do respectivo Concurso Público, por ato do Comandante do AFA, ou, nos casos concretos que exijam intervenção imediata, por ato da Comissão de Concurso, Banca Examinadora ou Comissão Fiscalizadora de Prova, com registro em ata e posterior homologação do Comandante da AFA, sem prejuízo das sanções previstas em lei, o candidato que proceder de acordo com qualquer uma das alíneas que se seguem: a) burlar ou tentar burlar qualquer uma das normas para a realização das provas; b) portar, no local de prova, óculos escuros, telefone celular, relógio, arma, máquina calculadora, agenda eletrônica, "walkman", "pager", “palm top”, receptor, gravador ou qualquer outro equipamento eletrônico que receba, transmita ou armazene informações;
  • 20. Edital de Concurso nº 23/2008 16 c) utilizar-se ou tentar utilizar-se de meios fraudulentos ou ilegais, bem como praticar ou tentar praticar ato de indisciplina durante a realização de qualquer atividade referente aos exames; d) fizer, durante as provas, anotação de informações relativas às suas respostas em local que não seja o próprio Caderno de Questões; e) fizer uso, durante as provas, de livros, códigos, manuais ou quaisquer anotações; f) recusar-se a entregar o Caderno de Questões, caso decida ausentar-se do local da prova antes do término do tempo oficial do evento; g) continuar ou tentar continuar respondendo questão de prova após o encerramento do tempo oficial previsto para a realização da prova; h) der ou receber auxílio para a realização das provas; i) fizer uso de tratamento incorreto ou descortês a qualquer um dos membros da Comissão Fiscalizadora ou a candidatos; j) deixar de comparecer pessoalmente ou chegar atrasado aos locais designados nos dias e horários determinados para a realização dos eventos estabelecidos neste Edital; k) não apresentar o documento de identidade original, devidamente válido e dentro do prazo de validade; l) deixar de apresentar qualquer um dos documentos exigidos para inscrição ou assunção do cargo, ou apresentá-los contendo discrepâncias que não venham a ser sanadas nos prazos previstos; m) deixar de cumprir qualquer uma das exigências previstas nas condições para a inscrição ou assunção do cargo; n) tiver praticado falsidade ideológica constatada em qualquer momento do Concurso Público; e o) deixar de assinar o Cartão de Respostas das provas escritas no local para isso reservado. 17.3 VALIDADE DO CONCURSO 17.3.1 O prazo de validade do Concurso Público expirar-se-á 01 (um) ano, a contar da data da publicação do resultado final no Diário Oficial da União, sendo prorrogável por mais 01 (um) ano, a critério do Departamento de Ensino da Aeronáutica. 18 DISPOSIÇÕES FINAIS 18.1 O resultado final do concurso (classificação dos candidatos) será homologado pelo DEPENS, cujo ato será publicado no Diário Oficial da União. 18.2 A inscrição neste Concurso Público implicará a aceitação irrestrita, pelo candidato, das condições estabelecidas no presente Edital, não cabendo ao mesmo o direito de recurso para obter qualquer compensação pela sua exclusão do Concurso Público ou pelo seu não aproveitamento por falta de vagas. 18.3 No caso de haver candidatos portadores de deficiência selecionados, a Junta de Saúde indicada pela Academia da Força Aérea terá decisão normativa sobre a qualificação ou
  • 21. Edital de Concurso nº 23/2008 17 não do candidato com deficiência e sobre o grau de dificuldade para o exercício do cargo considerado. 18.4 A classificação no Concurso não assegura ao candidato o direito de nomeação para o cargo de professor da carreira do Magistério da Aeronáutica, mas apenas a expectativa de ser admitido, segundo a ordem classificatória, ficando esse ato condicionado à observância das disposições legais pertinentes e ao interesse da Administração. 18.5 Os casos não previstos neste Edital serão resolvidos pelo Diretor-Geral do Departamento de Ensino da Aeronáutica. Brasília, 1º de dezembro de 2008. Ten Brig Ar ANTONIO PINTO MACÊDO Diretor-Geral do DEPENS