SlideShare uma empresa Scribd logo
Problemas modernos, soluções 
antigas: como lidar com 
problemas advindos da internet, 
jogo, sedentarismo, alimentação, 
TDAH e problemas em casa, só 
dando limites? 
Marcelo da Rocha Carvalho 
CONCRIAD - NOVEMBRO - 2014
Marcelo da Rocha Carvalho 
Psicoterapeuta Comportamental e Cognitivo, 
Especialista pela USP, Professor Convidado da Pós- 
Graduação em Terapia Comportamental e 
Cognitiva pela FMUSP/AMBAN/HC. Especialista em 
Terapia Racional Emotiva Comportamental pelo 
Albert Ellis Institute. 
marcelodarocha@globo.com
Meu muito obrigado a Renato 
Caminha, Marina Caminha, Adriana 
Zanonato, Luiz Carlos Prado, Ricardo 
Gusmão, Lu Gusmão, o InTCC e a 
Editora Sinopsys!
Falando em internet… 
• Este slide estará integralmente no site 
www.slideshare.net para o download. 
• Vamos conversar e não se preocupem em 
anotar!!!
• O mundo virtual vai, progressivamente, confundindo os 
seus limites com o mundo real no cotidiano de crianças e 
adolescentes. A internet, o telefone celular e muitos novos 
equipamentos de tecnologia da informação vão 
transformando os comportamentos e as formas de se 
relacionar com a família, com os amigos e com as novas 
possibilidades de viajar pelo mundo sem sair de casa. 
• Mas, também, surgem novos riscos à saúde para a 
geração da era digital, devido ao excesso de horas no 
uso do computador, deficiência de sono e hábitos 
sedentários, queda do rendimento escolar, pornografia e 
pedofilia on-line.
Dados EUA
Psicopatologia
Importância do ambiente: os 
pais e modelos disponíveis
Esses jovens cresceram num universo 
paralelo ao dos pais e de muitos de seus 
professores. 
• Se pudéssemos definir qual a geração digital, provavelmente, 
teríamos que considerar os adultos jovens que hoje têm 25 anos, quase 
a idade da internet. Muitos jogos de videogames que faziam sucesso, 
naquela época, como o Super Mario Bros produzido pela Nintendo são 
ainda hoje a porta de entrada para as crianças na longa teia da rede 
mundial de computadores. 
• A primeira mensagem SMS foi enviada em 1992, os sites começaram 
a surgir em 1995 e o programa de correio eletrônico Hotmail apareceu 
em 1998, quando estas crianças ainda estavam no ensino médio. 
• Em poucos anos, uma revolução, nem tão silenciosa, foi invadindo 
todas as casas e universidades e muitas escolas, inclusive públicas. 
• Os primeiros sistemas de redes sociais, como o Orkut, apareceram 
em 2002 e o Skype, sistema de comunicação é de 2003. 
• O Youtube, que exibe filmes e vídeos, surgiu em 2005 e marcou o 
momento em que aqueles jovens estavam entrando para a 
universidade.
Quanto ao corpo, os riscos à saúde 
produzidos por horas e horas diante do 
computador não são poucos 
1. Fadiga ocular e o ressecamento da conjuntiva ou o SOS, síndrome 
do olho seco, com as manifestações dos olhos vermelhos, sensação 
do corpo estranho ou areia, conjuntivites e as infecções de córnea, 
ou ceratites, pois as crianças e adolescentes nem conseguem 
piscar o olho quando entretidos na tela do computador, inclusive 
causando a cefaleia de origem visual; 
2. Síndrome do túnel do carpo e a LER, lesões do esforço repetitivo, 
com dores musculares nas articulações do punho produzidas pela 
má posição das mãos e a falta do apoio correto sobre o teclado; 
3. Transtornos do sono com alterações significativas do humor. A má 
qualidade do descanso provoca irritabilidade, redução da 
capacidade intelectual e produtiva, dificuldade de atenção, 
concentração ou o déficit de atenção induzido por multitarefas 
tecnológicas;
Quanto ao corpo, os riscos à saúde 
produzidos por horas e horas diante do 
computador não são poucos 
4. Riscos auditivos por exposição aguda ou trauma acústico e 
também pela exposição crônica ou PAIR, perda auditiva induzida 
pelo ruído, quando a ação da energia sonora com intensidade 
superior a 85dB é aplicada de forma repetitiva e durante longo 
período de tempo. O uso contínuo de iPods de alta potência, com 
exposição duradoura à música alta ou rock pesado, pode 
acarretar perda auditiva induzida por ruído e pode ser irreversível; 
5. Transtornos do sedentarismo como a obesidade abdominal devido 
aos longos períodos sentados na escola ou em casa em frente à 
televisão ou ao computador com diminuição do gasto calórico 
diário; 
6. O peso do desleixo postural levando a transtornos posturais como a 
hipercifose, a cérvico-braquialgia causando dores e a sensação de 
dormência no pescoço, braço e mão e as tenossinovites, com 
dores nas articulações das mãos, punhos e cotovelos;
Quanto ao corpo, os riscos à saúde 
produzidos por horas e horas diante do 
computador não são poucos 
7. uso de drogas e medicamentos oferecidos através de 
compras realizadas pelo computador e que podem 
variar desde substâncias psicoativas a esteroides 
anabolizantes em adolescentes do sexo masculino 
interessados no ganho de massa muscular. Produtos 
para emagrecer, dietas e chás medicinais, assim como 
produtos de beleza sem controle de qualidade ou de 
formulação; 
8. O uso de drogas digitais e músicas e sons capazes de 
provocar sensações sensoriais ou efeitos mentais 
psicodélicos, inclusive crises convulsivas por estímulo 
luminoso do monitor ou epilepsia fotossensível, 
produzidos por ruídos e imagens estranhas em 
programas selecionados.
Falta de prevenção
O que você sabe que seu 
filho usa na Internet?
O que é isso?
Esqueça a paquera de 
antigamente...
O que é isso?
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Internet e mundo digital 
hoje 
VANTAGENS do uso moderado 
• Maior facilidade de aprendizado, 
• Desenvolvimento de habilidades cognitivas e motoras 
• Melhora na capacidade de orientação espacial 
• Pode facilitar a socialização 
• Favorece a comunicação e a busca de informações, 
• Uso de chats (comunicadores instantâneos) beneficia indivíduos mais 
tímidos e introvertidos 
DESVANTAGENS do uso excessivo 
• Dependência do jogo ou rede social, com dificuldade para interromper 
o uso. 
• Aumento do isolamento social 
• Piora nos rendimentos escolares e acadêmicos. 
• Prejuízo na rotina. 
• Baixa autoestima e menor satisfação com a vida diária. 
• Prejuízos físicos do usuário problemático, como secura do olho, insônia e 
desconforto musculoesquelético.
Invasão de privacidade 
moderna…
Modelos impróprios nos 
Transtornos Alimentares 
• Orkut: falecido. 
• Facebook. 
• Instagram. 
• Blogs. 
• Sites: Pró-Ana e Pró-Mia. 
• Etc.
20 mandamentos para anas e mias, 
extraído do falecido Orkut 
1. Olhe no espelho e diga a você mesmo que está 
gorda. 
2. Não acredite no que os outros andam dizendo a seu 
respeito. Você nunca estará magra o suficiente. 
3. Olhe imagens de mulheres belas e magras 
diariamente, e torne-se uma delas. 
4. Não pense ou coma comida. Comida lhe faz 
engordar, QUALQUER comida lhe faz engordar. 
5. Beba o máximo de água que puder. Se sentir que vai 
explodir, beba um pouco mais.
20 mandamentos para anas e mias, 
extraído do Orkut 
6. Não chore, chorando você faz drama e demonstra 
que não tem controle e é fraca. 
7. Não conte a nenhum amigo que você e MIA... ou 
ANNA... eles querem acabar com elas. 
8. Faça diariamente exercícios físicos, 
exageradamente e nunca ache que está demais. 
9. Fique sempre de olho nas calorias... Se puder não 
coma, só quando estiver fraca d+ a ponto de 
perder os sentidos. 
10.LEMBRE-SE: COMER É PARA OS FRACOS!!!
20 mandamentos para anas e mias, 
extraído do Orkut 
11. Nunca rejeitar um bom copo de água gelada. 
12.Guardar pelo menos 5 reais da mesada para os 
laxantes. 
13. Cuidar da aparência. 
14.Nunca mais gastar seu dinheiro com comida. 
15.Sempre ter fotos de thinspirations com você. 
16.Rejeitar o máximo de refeições. 
17. Nunca abrir mão de sua amiga bulimia e de esportes. 
18.Vencer os desafios que vierem pela frente. 
19.Mentir quando necessário. 
20.Mesmo depois de ter uma grande compulsão não 
desista.
O que é isso?
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Pinterest
Tumblr.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Pais e suas pequenas 
dúvidas… 
• Quando dar um celular ao seu filho? 
• Quantas horas ele deve ficar na internet? 
• Como falar sobre pornografia, pedofilia e outros perigos 
sexuais da internet? 
• Devo monitorar o meu filho? 
• Como explicar sobre predadores virtuais? 
• Quando há o amadurecimento sexual para conversar 
sobre o que a internet pode proporcionar? 
• Estarei incentivando o que a internet tem para oferecer 
conversando com ele? 
• Qual a idade certa para cada um destes momentos?
Durante 2013, o percentual de usuários 
de redes sociais que passaram a acessá-las 
através de dispositivos móveis 
aumentou de 30% para 40%. 
E o acesso através de smartphones 
continua impulsionando esse 
crescimento.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
O Mundo na mão. 
• Os smartphones começam a despontar também 
como importante plataforma para consumo de 
vídeo. 
• Mais de um terço (36%) dos usuários de internet 
ouvidos pela GlobalWebIndex já estão visitando o 
YouTube através de seus smartphones. 
http://www.conceberdigital.com.br/v2/uso-diario-de-internet-movel-entre-os-mais-jovens-ja-supera-2- 
horas.html
Você sabe o que seu filho 
mais usa na internet? 
• Todos os aplicativos sociais monitorados pela 
GlobalWebIndex registraram aumento de uso nos 
últimos seis meses, mesmo os mais maduros como o 
Twitter (+ 14%), o Facebook (+ 9%) e o Google+ (+ 
14%). As taxas de crescimento foram particularmente 
fortes no Vine (+ 27%) e no Instagram (+ 25%). Mas 
quem mais cresceu foi o Snapchat – impressionantes 
67%.
O que é isso?
Mais uma forma de encontros, dos 
adolescentes principalmente.
O que é isso?
Olha o problema!
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Veja São Paulo, maio de 
2014.
Psicoterapia Focalizada na Criança 
em seu Inter-relacionamento com o 
Meio. 
• Informações sobre psicologia experimental e 
comportamentalismo. 
• Controle ambiental. 
• Medir o estágios de mudança dos pais – não perder o 
foco, que estes são agentes essenciais. 
• Treino de assertividade para os pais. 
• Mudança cognitiva dos pais e estimulo a criança para 
forma mais adequadas de perceber o mundo: capacitá-la de 
estratégias para o enfrentamento. 
• Avaliar o stress infantil. 
• Estimular o comportamento verbal e emocional da 
criança. 
• Passo inicial para o enfoques em TCC mais modernos, 
sedimentando ganhos comportamentais e cognitivos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Crescimento e Juventude
Crescimento e Juventude
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Problemas Atuais 
• Aumento dos Transtornos Psicológicos? 
• Sedentarismo 
• Obesidade 
• Isolamento social 
• Violência: doméstica, bullying, cyber-bullying, etc. 
• Uso da internet 
• Alguém lembra mais algum? Faltou algum?
Ser um bom pai 
• Uma exigência atual. 
• É possível nos dias de hoje atender essa demanda? 
• Ser um bom pais é dar tudo que a criança quer e 
precisa? 
• Baixa tolerância a frustração: a era dos mimados e 
dos ressentidos. 
• Quem são os mimados? 
• Quem são os ressentidos?
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Propaganda 
• Criando consumidores. 
• Aumento e estímulo ao DESEJO.
Educação 
• Moralidade. 
• Criamos seres humanos: Valores.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
DSM V e CID 10/11 
• Aumentaram os transtornos mentais? 
• Do que falamos então? 
• Politica da impotência social e dos pais: ninguém 
pode fazer nada.
É possível educar sem 
frustar? 
• Freud e a ferida narcísica da existência. 
• O que há de prático para fazer? 
• Por que rejeitamos as ideias ou princípios 
comportamentais? 
• Terapia cognitiva.
Liberdade e indisciplina 
• A escola e seus limites atuais. 
• A ausência dos espaços públicos 
• ECA: avanço ou “engessamento”?
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Pay attention!!! Danger!!!
Qualidade de Vida e 
Eduação: LIMITES.
04 Pilares do Controle do Stress 
Atividade 
Física 
Alimentação 
Equilibrada 
Relaxamento Modificação 
dos Pensamentos
Bibliografia antiga... 
• Bandura, Albert – Modificação do Comportamento. 
Interamericana, Rio de Janeiro, 1979. 
• Krumboltz, J. e Krumboltz, H. – Modificação do 
Comportamento Infantil. EPU, São Paulo, 1977.
TCC infantil é 
terapia indireta 
dos pais? 
• Desenvolvimento e a maior 
característica humana: 
dependência. 
• “Parenting”: um momento 
delicado para sermos pais e 
filhos. 
• Modernidade e expulsão do 
tempo de ser criança. 
• Stress infantil só 
aumentando.
Adaptação 
• Para Radall (1981) saúde mental e doença 
mental são termos descritivos da 
adaptação positiva e negativa a vida. 
• Conflitos e ansiedade dependem de 
estratégias de enfrentamento, cuja escolha 
leva ou não, ao desenvolvimento dos 
transtornos psiquiátricos. 
• Tratar inicialmente é capacitar o indivíduo 
com estratégias funcionais. Para os pais, 
significa se envolver, cada vez mais, por 
mais difícil que seja.
Aprendendo a reforçar 
• Explicações sobre os princípios da aprendizagem sobre 
o reforço. 
• Comportamento inadequado é reforçado. 
• Punição pura e simplesmente: o atestado de 
incompetência! 
• Punição e a lei do mais forte: como será o futuro da 
relação? 
• Esquemas de reforçamento.
Como modificar um comportamento? 
• Críticas ou argumentações vazias. 
• Os pais: reféns dos outros. 
• Competição em inadequações: pais versus filhos, 
pais entre pais.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Livros, indicações para 
leitura.
Livros, indicações para 
leitura.
Lembrando os princípios 
básicos 
• Não reforçar o inadequado. 
• Procurar comportamentos adequados para serem 
reforçados: competição de estruturas de 
comportamentos, a mudança de paradigma. 
• A criança como a responsável por sua punição. 
• Criar o encadeamento das respostas.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Quanto antes melhor! 
• É cedo que se torce o pepino! 
• Processo de extinção e suas especificidades.(gráfico 
explicativo) 
• Programação ambiental. ROTINA!!! 
• Reforço aos pais: o mesmo se aplica do terapeuta para 
os pais.
CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.
Treino da assertividade 
• Dizer não sem culpa. 
• Apoio incondicional aos direitos pessoais. 
• Assertividade: falar de forma apropriada a resolver um 
problema ou impasse, respeitando a si e ao outro, sem 
se comportar de forma passiva, nem tão pouco 
agressiva.
Treino de Habilidades Sociais 
1. Fazer elogios. 
2. Aceitar elogios. 
3. Fazer pedidos. 
4. Expressar amor, agrado 
e afeto. 
5. Iniciar e manter 
conversações. 
6. Defender os próprios 
direitos. 
7. Recusar pedidos. 
8. Expressar opiniões 
pessoais, inclusive 
desacordo. 
9. Expressar incômodo, 
desagrado ou enfado 
justificados. 
10. Pedir mudança de 
conduta do outro. 
11. Desculpar-se ou admitir 
ignorância. 
12. Enfrentar críticas.
Os pais enquanto cientistas do 
comportamento 
• Não há resposta imediata para tudo. 
• Não sabendo o que fazer apenas não reforce. 
• Observar é tudo! 
• “As palavras são de prata e o silêncio é de ouro.” 
• Seu objetivo é melhorar seu filho e as trocas com o 
ambiente. E não fazê-lo perfeito ou legal para os 
outros.
Regras gerais para Internet 
1. Sempre conversar sobre os sites mais apropriados de acordo com o 
desenvolvimento e a maturidade de cada um. Aproveitar 
oportunidades de palestras em escolas ou conversas com amigos 
sobre a importância da supervisão constante e a proteção sobre os 
perigos da rede; 
2. Estabelecer regras e limites bem claros para a entrada e 
permanência em salas de bate-papo e serviços de mensagens 
eletrônicas. Cuidado com envio de fotos e informações particulares 
para pessoas desconhecidas; 
3. Denunciar qualquer mensagem esquisita, amedrontadora, obscena, 
humilhante, inapropriada ou que contenha imagens ou conteúdo 
pornográfico, no disque 100 ou www.denuncia.org.br; 
4. Nunca fornecer sua senha virtual a quem quer que seja, nem aceitar 
brindes ou prêmios ou convites oferecidos para viagem ou estadas 
em cidades turísticas ou em qualquer lugar;
Regras gerais para Internet 
5. Limitar o tempo de uso do computador para prestigiar a 
convivência familiar entre todos, especialmente, manter os 
hábitos e as horas de sono para descanso cerebral e 
corporal; 
6. Usar filtros de segurança e sistema de segurança on-line 
atualizado, com bloqueadores de mensagens proibidas ou 
inseguras para crianças e adolescentes; 
7. Ficar atento aos sinais de riscos e características do uso 
impróprio, exagerado ou doentio do computador e de 
outras tecnologias, especialmente aos problemas de abuso, 
pornografia, pedofilia ou exploração comercial sexual de 
crianças e adolescentes; 
8. Participar das redes de proteção social para crianças e 
adolescentes nas escolas ou comunidades, estimulando a 
prática de mensagens saudáveis e boicotando e 
denunciando sites ou empresas que não são considerados 
"amigos" de crianças e adolescentes.
Internet e o Bullying 
Veja.com.br
Mais dúvidas… 
• Você já jogou com o seu filho? 
• Você já pesquisou com o seu filho na internet? 
• Eu conto para ele que estou monitorando a 
internet? 
• Se eu vi fotos de pornografia, eu falo com ele? 
• Eu devo travar o conteúdo ou deixá-lo livre até 
ocorrer o problema?
Livros, indicações para 
leitura.
Quem quer comprar essa 
briga? 
DICAS PARA BRINCAR COM SEGURANÇA 
• Evitar jogar logo antes de dormir; 
• Evitar jogos não adequados à faixa etária (os jogos trazem 
a classificação em seus respectivos invólucros) 
• Pais devem procurar saber de quais jogos seus filhos 
gostam, para saber a quais conteúdos eles podem estar 
expostos 
• Evitar jogar mais de 50 minutos seguidos sem fazer uma 
pausa para alongamento de pelo menos 10 minutos. 
• Alongamentos ajudam a prevenir lesões 
musculoesqueléticas 
• Evitar o uso de headphone ao jogar, ou deixar o som 
baixo, pois a audição pode ser prejudicada caso o som 
esteja alto. 
• O ideal é que a altura permita que se escute quem está 
ao lado
Quem quer comprar essa 
briga? 
• Procurar manter uma distância mínima de 60cm da tela 
do computador, para evitar problemas de visão. 
• Variar as categorias de jogos, testando os diferentes, 
pode levar o jogador a descobrir um mundo novo e 
assim desenvolver tipos variados de habilidades. 
• Como alguns jogos demandam tempo superior ao 
recomendado (entre uma e duas horas diárias), é 
importante ter alguma flexibilidade quanto ao horário. 
Jogos que demandam mais tempo devem ser 
praticados nos fins de semana ou nos feriados. 
• Os filtros protetores de tela auxiliam muito, contribuindo 
para a diminuição dos espaços luminosos e 
aumentando o contraste entre as imagens. 
• Pessoas com histórico de epilepsia devem evitar jogar.
Bandura finalmente! 
• Aprendizagem social. 
• Treino do controle social. 
• A atenção: a chave do controle. 
• Treinando para que o ambiente não se torne 
coercitivo: direitos iguais. 
• Acima de tudo: aprenda a amar!
Livros, indicações para 
leitura.
Convite
Dropbox: material do 
Curso, download 
também!!! 
https://www.dropbox.com/sh/54yw2sqjnnksrq 
b/AACpL-E7TSiE1YnFpAfw3Ib8a?dl=0

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

6º ano
6º ano6º ano
6º ano
Fabio Cruz
 
Os perigos da rede
Os perigos da redeOs perigos da rede
Os perigos da rede
BECRE Alverca4
 
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
Universidade Estadual do Ceará
 
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea
Os adolescentes e a tecnologia contemporâneaOs adolescentes e a tecnologia contemporânea
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea
Arielly Souza
 
Trabalho 3o periodo
Trabalho 3o periodoTrabalho 3o periodo
Trabalho 3o periodo
mw2Pro
 
Adolescentes dependentes de Internet
Adolescentes dependentes de Internet Adolescentes dependentes de Internet
Adolescentes dependentes de Internet
Cínthia Demaria
 
Vícios e dependência
Vícios e dependênciaVícios e dependência
Vícios e dependência
CarlosAugustosj91
 
Tecnologia e juventude
Tecnologia e juventudeTecnologia e juventude
Tecnologia e juventude
Victoria karolyne
 
Como proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociais
Como proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociaisComo proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociais
Como proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociais
Jorge Quintao
 
A tecnologia , Os Vícios do dia-dia
A tecnologia , Os Vícios do dia-dia A tecnologia , Os Vícios do dia-dia
A tecnologia , Os Vícios do dia-dia
Victoria karolyne
 
Influência das tecnologias da informação e comunicação 12
Influência das tecnologias da informação e comunicação  12Influência das tecnologias da informação e comunicação  12
Influência das tecnologias da informação e comunicação 12
Sônia Marques
 
Internet na vida das pessoas
Internet  na vida das pessoasInternet  na vida das pessoas
Internet na vida das pessoas
Stephane
 
Apresentação tcc jornada
Apresentação tcc jornadaApresentação tcc jornada
Apresentação tcc jornada
Loyane Fernandes
 
Identidade Digital
Identidade DigitalIdentidade Digital
Identidade Digital
Paula Peres
 
A influência dos media na vida dos jovens - entrevista
A influência dos media na vida dos jovens - entrevistaA influência dos media na vida dos jovens - entrevista
A influência dos media na vida dos jovens - entrevista
Escola Superior de Media Artes e Design / Politécnico do Porto
 
Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2
Lamira Biologa
 
Influência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovensInfluência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovens
ariirodriguees
 
Redes Sociais - Sua escola 24 horas na web
Redes Sociais - Sua escola 24 horas na webRedes Sociais - Sua escola 24 horas na web
Redes Sociais - Sua escola 24 horas na web
Juliana Miranda
 
Educação, tecnologia e Infância
Educação, tecnologia e InfânciaEducação, tecnologia e Infância
Educação, tecnologia e Infância
cacildasr
 
Criancas e jovens na internet
Criancas e jovens na internetCriancas e jovens na internet
Criancas e jovens na internet
Benedilosn
 

Mais procurados (20)

6º ano
6º ano6º ano
6º ano
 
Os perigos da rede
Os perigos da redeOs perigos da rede
Os perigos da rede
 
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias Vícios Digitais: o papel da escola  frente ao uso consciente das  tecnologias
Vícios Digitais: o papel da escola frente ao uso consciente das tecnologias
 
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea
Os adolescentes e a tecnologia contemporâneaOs adolescentes e a tecnologia contemporânea
Os adolescentes e a tecnologia contemporânea
 
Trabalho 3o periodo
Trabalho 3o periodoTrabalho 3o periodo
Trabalho 3o periodo
 
Adolescentes dependentes de Internet
Adolescentes dependentes de Internet Adolescentes dependentes de Internet
Adolescentes dependentes de Internet
 
Vícios e dependência
Vícios e dependênciaVícios e dependência
Vícios e dependência
 
Tecnologia e juventude
Tecnologia e juventudeTecnologia e juventude
Tecnologia e juventude
 
Como proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociais
Como proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociaisComo proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociais
Como proteger sua família dos perigos da internet e das redes sociais
 
A tecnologia , Os Vícios do dia-dia
A tecnologia , Os Vícios do dia-dia A tecnologia , Os Vícios do dia-dia
A tecnologia , Os Vícios do dia-dia
 
Influência das tecnologias da informação e comunicação 12
Influência das tecnologias da informação e comunicação  12Influência das tecnologias da informação e comunicação  12
Influência das tecnologias da informação e comunicação 12
 
Internet na vida das pessoas
Internet  na vida das pessoasInternet  na vida das pessoas
Internet na vida das pessoas
 
Apresentação tcc jornada
Apresentação tcc jornadaApresentação tcc jornada
Apresentação tcc jornada
 
Identidade Digital
Identidade DigitalIdentidade Digital
Identidade Digital
 
A influência dos media na vida dos jovens - entrevista
A influência dos media na vida dos jovens - entrevistaA influência dos media na vida dos jovens - entrevista
A influência dos media na vida dos jovens - entrevista
 
Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2Vícios em tecnologia 2
Vícios em tecnologia 2
 
Influência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovensInfluência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovens
 
Redes Sociais - Sua escola 24 horas na web
Redes Sociais - Sua escola 24 horas na webRedes Sociais - Sua escola 24 horas na web
Redes Sociais - Sua escola 24 horas na web
 
Educação, tecnologia e Infância
Educação, tecnologia e InfânciaEducação, tecnologia e Infância
Educação, tecnologia e Infância
 
Criancas e jovens na internet
Criancas e jovens na internetCriancas e jovens na internet
Criancas e jovens na internet
 

Destaque

MBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESP
MBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESPMBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESP
MBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESP
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Terapia casal e TREC
Terapia casal e TRECTerapia casal e TREC
Terapia casal e TREC
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...
Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...
Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Psicoterapia para funcionários a pedido da empresa
Psicoterapia para funcionários a pedido da empresaPsicoterapia para funcionários a pedido da empresa
Psicoterapia para funcionários a pedido da empresa
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Karen horney e o pré-cognitivismo clínico
Karen horney e o pré-cognitivismo clínicoKaren horney e o pré-cognitivismo clínico
Karen horney e o pré-cognitivismo clínico
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)
Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)
Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.
Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.
Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Terapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e Arteterapia
Terapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e ArteterapiaTerapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e Arteterapia
Terapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e Arteterapia
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Terapia Comportamental e Cognitiva
Terapia Comportamental e CognitivaTerapia Comportamental e Cognitiva
Terapia Comportamental e Cognitiva
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.
Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.
Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Transtornos alimentares 2014
Transtornos alimentares 2014Transtornos alimentares 2014
Transtornos alimentares 2014
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva InfantilTerapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Ansiedade estratégias de tratamento em TCC
Ansiedade estratégias de tratamento em TCCAnsiedade estratégias de tratamento em TCC
Ansiedade estratégias de tratamento em TCC
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCCIdentificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Sarah Karenina
 
Exercícios de Crenças
Exercícios de CrençasExercícios de Crenças
Exercícios de Crenças
psimais
 
A terapia cognitivo comportamental
A terapia cognitivo comportamentalA terapia cognitivo comportamental
A terapia cognitivo comportamental
Ana Larissa Perissini
 
Método Socrático em Terapia Cognitiva-Comportamental
Método Socrático em Terapia Cognitiva-ComportamentalMétodo Socrático em Terapia Cognitiva-Comportamental
Método Socrático em Terapia Cognitiva-Comportamental
Marcelo da Rocha Carvalho
 
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva ComportamentalTCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
Glaucia Lima de Magalhaes
 
Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016
Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016
Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016
Marcelo da Rocha Carvalho
 

Destaque (20)

MBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESP
MBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESPMBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESP
MBA - Saúde do Trabalhador, UNIFESP
 
Terapia casal e TREC
Terapia casal e TRECTerapia casal e TREC
Terapia casal e TREC
 
Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...
Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...
Como conquistar sua própria felicidade, Terapia Racional Emotiva Comportament...
 
Psicoterapia para funcionários a pedido da empresa
Psicoterapia para funcionários a pedido da empresaPsicoterapia para funcionários a pedido da empresa
Psicoterapia para funcionários a pedido da empresa
 
Karen horney e o pré-cognitivismo clínico
Karen horney e o pré-cognitivismo clínicoKaren horney e o pré-cognitivismo clínico
Karen horney e o pré-cognitivismo clínico
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
 
Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)
Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)
Como as pessoas mudam? Modelo transteórico(Prochaska e Di Clemente)
 
Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.
Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.
Terapia Racional Emotiva Comportamental: visão geral.
 
Terapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e Arteterapia
Terapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e ArteterapiaTerapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e Arteterapia
Terapia Comportamental-Cognitiva(TCC) e Arteterapia
 
Terapia Comportamental e Cognitiva
Terapia Comportamental e CognitivaTerapia Comportamental e Cognitiva
Terapia Comportamental e Cognitiva
 
Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.
Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.
Terapia Comportamental e Cognitiva, uma introdução.
 
Transtornos alimentares 2014
Transtornos alimentares 2014Transtornos alimentares 2014
Transtornos alimentares 2014
 
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva InfantilTerapia Comportamental e Cognitiva Infantil
Terapia Comportamental e Cognitiva Infantil
 
Ansiedade estratégias de tratamento em TCC
Ansiedade estratégias de tratamento em TCCAnsiedade estratégias de tratamento em TCC
Ansiedade estratégias de tratamento em TCC
 
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCCIdentificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
 
Exercícios de Crenças
Exercícios de CrençasExercícios de Crenças
Exercícios de Crenças
 
A terapia cognitivo comportamental
A terapia cognitivo comportamentalA terapia cognitivo comportamental
A terapia cognitivo comportamental
 
Método Socrático em Terapia Cognitiva-Comportamental
Método Socrático em Terapia Cognitiva-ComportamentalMétodo Socrático em Terapia Cognitiva-Comportamental
Método Socrático em Terapia Cognitiva-Comportamental
 
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva ComportamentalTCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
 
Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016
Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016
Palestra na Residência em Psicologia UNIFESP 2016
 

Semelhante a CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.

A criança atual frente as telinhas resumo
A criança atual frente as telinhas resumoA criança atual frente as telinhas resumo
A criança atual frente as telinhas resumo
Sussu Ca
 
CRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBP
CRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBPCRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBP
CRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Era DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBP
Era DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBPEra DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBP
Era DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
19166d m orient-saude-crian-e-adolesc
19166d m orient-saude-crian-e-adolesc19166d m orient-saude-crian-e-adolesc
19166d m orient-saude-crian-e-adolesc
Mentes Em Rede
 
7 inimigos da familia, influencias externas
7   inimigos da familia, influencias externas7   inimigos da familia, influencias externas
7 inimigos da familia, influencias externas
PIB Penha
 
o poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristão poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristã
henrique dressler
 
A internet na educação de crianças e adolescentes: Como navegar na rede com ...
A internet na educação de crianças e adolescentes:  Como navegar na rede com ...A internet na educação de crianças e adolescentes:  Como navegar na rede com ...
A internet na educação de crianças e adolescentes: Como navegar na rede com ...
Grasiela Dourado
 
Hiperconectados espm
Hiperconectados   espmHiperconectados   espm
Hiperconectados espm
Reinaldo Cirilo
 
Bem ou mal - a familia no conflito.pptx
Bem ou mal - a familia no conflito.pptxBem ou mal - a familia no conflito.pptx
Bem ou mal - a familia no conflito.pptx
Oscar Ramada Eng
 
Escolas Interativas e Famílias Participativas
Escolas Interativas e Famílias ParticipativasEscolas Interativas e Famílias Participativas
Escolas Interativas e Famílias Participativas
Debora Sebriam
 
Md terezinha jesus_bauer_uber
Md terezinha jesus_bauer_uberMd terezinha jesus_bauer_uber
Md terezinha jesus_bauer_uber
Dior FG
 
Ser criança na atualidade
Ser criança na atualidadeSer criança na atualidade
Ser criança na atualidade
Terapia Clínica SP
 
Texto informativos.
Texto informativos.Texto informativos.
Texto informativos.
adrianna41
 
Era Digital e Família - As mudanças nova era
Era Digital e Família - As mudanças nova eraEra Digital e Família - As mudanças nova era
Era Digital e Família - As mudanças nova era
Elisangela Alves
 
Segurança na internet
Segurança na internetSegurança na internet
Segurança na internet
Ilda Bicacro
 
Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"
Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"
Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"
Silvio Alex Pinto Bernardo
 
Atelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os Jovens
Atelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os JovensAtelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os Jovens
Atelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os Jovens
Pedro Caramez
 
3º trimestre 2015 Adolescentes Lição 07
3º trimestre 2015 Adolescentes Lição 073º trimestre 2015 Adolescentes Lição 07
3º trimestre 2015 Adolescentes Lição 07
Joel de Oliveira
 
3º trimestre 2015 adolescentes lição 07
3º trimestre 2015 adolescentes lição 073º trimestre 2015 adolescentes lição 07
3º trimestre 2015 adolescentes lição 07
Joel Silva
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
JILAN C. GERAL
 

Semelhante a CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos. (20)

A criança atual frente as telinhas resumo
A criança atual frente as telinhas resumoA criança atual frente as telinhas resumo
A criança atual frente as telinhas resumo
 
CRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBP
CRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBPCRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBP
CRIANÇAS e ADOLESCENTES na Era DIGITAL: Manual de Orientação da SBP
 
Era DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBP
Era DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBPEra DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBP
Era DIGITAL & a Saúde de Crianças e Adolescentes: SBP
 
19166d m orient-saude-crian-e-adolesc
19166d m orient-saude-crian-e-adolesc19166d m orient-saude-crian-e-adolesc
19166d m orient-saude-crian-e-adolesc
 
7 inimigos da familia, influencias externas
7   inimigos da familia, influencias externas7   inimigos da familia, influencias externas
7 inimigos da familia, influencias externas
 
o poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristão poder destrutivo das midias na familia cristã
o poder destrutivo das midias na familia cristã
 
A internet na educação de crianças e adolescentes: Como navegar na rede com ...
A internet na educação de crianças e adolescentes:  Como navegar na rede com ...A internet na educação de crianças e adolescentes:  Como navegar na rede com ...
A internet na educação de crianças e adolescentes: Como navegar na rede com ...
 
Hiperconectados espm
Hiperconectados   espmHiperconectados   espm
Hiperconectados espm
 
Bem ou mal - a familia no conflito.pptx
Bem ou mal - a familia no conflito.pptxBem ou mal - a familia no conflito.pptx
Bem ou mal - a familia no conflito.pptx
 
Escolas Interativas e Famílias Participativas
Escolas Interativas e Famílias ParticipativasEscolas Interativas e Famílias Participativas
Escolas Interativas e Famílias Participativas
 
Md terezinha jesus_bauer_uber
Md terezinha jesus_bauer_uberMd terezinha jesus_bauer_uber
Md terezinha jesus_bauer_uber
 
Ser criança na atualidade
Ser criança na atualidadeSer criança na atualidade
Ser criança na atualidade
 
Texto informativos.
Texto informativos.Texto informativos.
Texto informativos.
 
Era Digital e Família - As mudanças nova era
Era Digital e Família - As mudanças nova eraEra Digital e Família - As mudanças nova era
Era Digital e Família - As mudanças nova era
 
Segurança na internet
Segurança na internetSegurança na internet
Segurança na internet
 
Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"
Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"
Semana da Internet Segura "Uso excessivo e qualidade de vida"
 
Atelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os Jovens
Atelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os JovensAtelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os Jovens
Atelier Pais 2.0 - Redes Sociais e os Jovens
 
3º trimestre 2015 Adolescentes Lição 07
3º trimestre 2015 Adolescentes Lição 073º trimestre 2015 Adolescentes Lição 07
3º trimestre 2015 Adolescentes Lição 07
 
3º trimestre 2015 adolescentes lição 07
3º trimestre 2015 adolescentes lição 073º trimestre 2015 adolescentes lição 07
3º trimestre 2015 adolescentes lição 07
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
 

Mais de Marcelo da Rocha Carvalho

Psicoterapia orientações aos psicoterapeutas
Psicoterapia orientações aos psicoterapeutasPsicoterapia orientações aos psicoterapeutas
Psicoterapia orientações aos psicoterapeutas
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Transtornos Alimentares e Psicoterapia
Transtornos Alimentares e PsicoterapiaTranstornos Alimentares e Psicoterapia
Transtornos Alimentares e Psicoterapia
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Treino de habilidades sociais e terapia de casais
Treino de habilidades sociais e terapia de casaisTreino de habilidades sociais e terapia de casais
Treino de habilidades sociais e terapia de casais
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Suicídio: aspectos preventivos e TCC
Suicídio: aspectos preventivos e TCCSuicídio: aspectos preventivos e TCC
Suicídio: aspectos preventivos e TCC
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia CognitivaAcompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Marcelo da Rocha Carvalho
 
É possível reduzir o impacto das adversidades na infância?
É possível reduzir o impacto das adversidades na infância? É possível reduzir o impacto das adversidades na infância?
É possível reduzir o impacto das adversidades na infância?
Marcelo da Rocha Carvalho
 
COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...
COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...
COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Conceitualização em Terapia Cognitiva
Conceitualização em Terapia CognitivaConceitualização em Terapia Cognitiva
Conceitualização em Terapia Cognitiva
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Acompanhamento Terapêutico
Acompanhamento TerapêuticoAcompanhamento Terapêutico
Acompanhamento Terapêutico
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Depressão Infância e Adolescência
Depressão Infância e AdolescênciaDepressão Infância e Adolescência
Depressão Infância e Adolescência
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Ensinando terapia comportamental ao pais
Ensinando terapia comportamental ao paisEnsinando terapia comportamental ao pais
Ensinando terapia comportamental ao pais
Marcelo da Rocha Carvalho
 
Crenças irracionais e sua contestação
Crenças irracionais e sua contestaçãoCrenças irracionais e sua contestação
Crenças irracionais e sua contestação
Marcelo da Rocha Carvalho
 

Mais de Marcelo da Rocha Carvalho (13)

Psicoterapia orientações aos psicoterapeutas
Psicoterapia orientações aos psicoterapeutasPsicoterapia orientações aos psicoterapeutas
Psicoterapia orientações aos psicoterapeutas
 
Transtornos Alimentares e Psicoterapia
Transtornos Alimentares e PsicoterapiaTranstornos Alimentares e Psicoterapia
Transtornos Alimentares e Psicoterapia
 
Treino de habilidades sociais e terapia de casais
Treino de habilidades sociais e terapia de casaisTreino de habilidades sociais e terapia de casais
Treino de habilidades sociais e terapia de casais
 
Suicídio: aspectos preventivos e TCC
Suicídio: aspectos preventivos e TCCSuicídio: aspectos preventivos e TCC
Suicídio: aspectos preventivos e TCC
 
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia CognitivaAcompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
Acompanhamento Terapêutico, Transtornos Alimentares e Terapia Cognitiva
 
É possível reduzir o impacto das adversidades na infância?
É possível reduzir o impacto das adversidades na infância? É possível reduzir o impacto das adversidades na infância?
É possível reduzir o impacto das adversidades na infância?
 
COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...
COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...
COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PAIS PARA TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENT...
 
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
 
Conceitualização em Terapia Cognitiva
Conceitualização em Terapia CognitivaConceitualização em Terapia Cognitiva
Conceitualização em Terapia Cognitiva
 
Acompanhamento Terapêutico
Acompanhamento TerapêuticoAcompanhamento Terapêutico
Acompanhamento Terapêutico
 
Depressão Infância e Adolescência
Depressão Infância e AdolescênciaDepressão Infância e Adolescência
Depressão Infância e Adolescência
 
Ensinando terapia comportamental ao pais
Ensinando terapia comportamental ao paisEnsinando terapia comportamental ao pais
Ensinando terapia comportamental ao pais
 
Crenças irracionais e sua contestação
Crenças irracionais e sua contestaçãoCrenças irracionais e sua contestação
Crenças irracionais e sua contestação
 

CONCRIAD 2004, Limites nos tempos modernos.

  • 1. Problemas modernos, soluções antigas: como lidar com problemas advindos da internet, jogo, sedentarismo, alimentação, TDAH e problemas em casa, só dando limites? Marcelo da Rocha Carvalho CONCRIAD - NOVEMBRO - 2014
  • 2. Marcelo da Rocha Carvalho Psicoterapeuta Comportamental e Cognitivo, Especialista pela USP, Professor Convidado da Pós- Graduação em Terapia Comportamental e Cognitiva pela FMUSP/AMBAN/HC. Especialista em Terapia Racional Emotiva Comportamental pelo Albert Ellis Institute. marcelodarocha@globo.com
  • 3. Meu muito obrigado a Renato Caminha, Marina Caminha, Adriana Zanonato, Luiz Carlos Prado, Ricardo Gusmão, Lu Gusmão, o InTCC e a Editora Sinopsys!
  • 4. Falando em internet… • Este slide estará integralmente no site www.slideshare.net para o download. • Vamos conversar e não se preocupem em anotar!!!
  • 5. • O mundo virtual vai, progressivamente, confundindo os seus limites com o mundo real no cotidiano de crianças e adolescentes. A internet, o telefone celular e muitos novos equipamentos de tecnologia da informação vão transformando os comportamentos e as formas de se relacionar com a família, com os amigos e com as novas possibilidades de viajar pelo mundo sem sair de casa. • Mas, também, surgem novos riscos à saúde para a geração da era digital, devido ao excesso de horas no uso do computador, deficiência de sono e hábitos sedentários, queda do rendimento escolar, pornografia e pedofilia on-line.
  • 8. Importância do ambiente: os pais e modelos disponíveis
  • 9. Esses jovens cresceram num universo paralelo ao dos pais e de muitos de seus professores. • Se pudéssemos definir qual a geração digital, provavelmente, teríamos que considerar os adultos jovens que hoje têm 25 anos, quase a idade da internet. Muitos jogos de videogames que faziam sucesso, naquela época, como o Super Mario Bros produzido pela Nintendo são ainda hoje a porta de entrada para as crianças na longa teia da rede mundial de computadores. • A primeira mensagem SMS foi enviada em 1992, os sites começaram a surgir em 1995 e o programa de correio eletrônico Hotmail apareceu em 1998, quando estas crianças ainda estavam no ensino médio. • Em poucos anos, uma revolução, nem tão silenciosa, foi invadindo todas as casas e universidades e muitas escolas, inclusive públicas. • Os primeiros sistemas de redes sociais, como o Orkut, apareceram em 2002 e o Skype, sistema de comunicação é de 2003. • O Youtube, que exibe filmes e vídeos, surgiu em 2005 e marcou o momento em que aqueles jovens estavam entrando para a universidade.
  • 10. Quanto ao corpo, os riscos à saúde produzidos por horas e horas diante do computador não são poucos 1. Fadiga ocular e o ressecamento da conjuntiva ou o SOS, síndrome do olho seco, com as manifestações dos olhos vermelhos, sensação do corpo estranho ou areia, conjuntivites e as infecções de córnea, ou ceratites, pois as crianças e adolescentes nem conseguem piscar o olho quando entretidos na tela do computador, inclusive causando a cefaleia de origem visual; 2. Síndrome do túnel do carpo e a LER, lesões do esforço repetitivo, com dores musculares nas articulações do punho produzidas pela má posição das mãos e a falta do apoio correto sobre o teclado; 3. Transtornos do sono com alterações significativas do humor. A má qualidade do descanso provoca irritabilidade, redução da capacidade intelectual e produtiva, dificuldade de atenção, concentração ou o déficit de atenção induzido por multitarefas tecnológicas;
  • 11. Quanto ao corpo, os riscos à saúde produzidos por horas e horas diante do computador não são poucos 4. Riscos auditivos por exposição aguda ou trauma acústico e também pela exposição crônica ou PAIR, perda auditiva induzida pelo ruído, quando a ação da energia sonora com intensidade superior a 85dB é aplicada de forma repetitiva e durante longo período de tempo. O uso contínuo de iPods de alta potência, com exposição duradoura à música alta ou rock pesado, pode acarretar perda auditiva induzida por ruído e pode ser irreversível; 5. Transtornos do sedentarismo como a obesidade abdominal devido aos longos períodos sentados na escola ou em casa em frente à televisão ou ao computador com diminuição do gasto calórico diário; 6. O peso do desleixo postural levando a transtornos posturais como a hipercifose, a cérvico-braquialgia causando dores e a sensação de dormência no pescoço, braço e mão e as tenossinovites, com dores nas articulações das mãos, punhos e cotovelos;
  • 12. Quanto ao corpo, os riscos à saúde produzidos por horas e horas diante do computador não são poucos 7. uso de drogas e medicamentos oferecidos através de compras realizadas pelo computador e que podem variar desde substâncias psicoativas a esteroides anabolizantes em adolescentes do sexo masculino interessados no ganho de massa muscular. Produtos para emagrecer, dietas e chás medicinais, assim como produtos de beleza sem controle de qualidade ou de formulação; 8. O uso de drogas digitais e músicas e sons capazes de provocar sensações sensoriais ou efeitos mentais psicodélicos, inclusive crises convulsivas por estímulo luminoso do monitor ou epilepsia fotossensível, produzidos por ruídos e imagens estranhas em programas selecionados.
  • 14. O que você sabe que seu filho usa na Internet?
  • 15. O que é isso?
  • 16. Esqueça a paquera de antigamente...
  • 17. O que é isso?
  • 22. Internet e mundo digital hoje VANTAGENS do uso moderado • Maior facilidade de aprendizado, • Desenvolvimento de habilidades cognitivas e motoras • Melhora na capacidade de orientação espacial • Pode facilitar a socialização • Favorece a comunicação e a busca de informações, • Uso de chats (comunicadores instantâneos) beneficia indivíduos mais tímidos e introvertidos DESVANTAGENS do uso excessivo • Dependência do jogo ou rede social, com dificuldade para interromper o uso. • Aumento do isolamento social • Piora nos rendimentos escolares e acadêmicos. • Prejuízo na rotina. • Baixa autoestima e menor satisfação com a vida diária. • Prejuízos físicos do usuário problemático, como secura do olho, insônia e desconforto musculoesquelético.
  • 24. Modelos impróprios nos Transtornos Alimentares • Orkut: falecido. • Facebook. • Instagram. • Blogs. • Sites: Pró-Ana e Pró-Mia. • Etc.
  • 25. 20 mandamentos para anas e mias, extraído do falecido Orkut 1. Olhe no espelho e diga a você mesmo que está gorda. 2. Não acredite no que os outros andam dizendo a seu respeito. Você nunca estará magra o suficiente. 3. Olhe imagens de mulheres belas e magras diariamente, e torne-se uma delas. 4. Não pense ou coma comida. Comida lhe faz engordar, QUALQUER comida lhe faz engordar. 5. Beba o máximo de água que puder. Se sentir que vai explodir, beba um pouco mais.
  • 26. 20 mandamentos para anas e mias, extraído do Orkut 6. Não chore, chorando você faz drama e demonstra que não tem controle e é fraca. 7. Não conte a nenhum amigo que você e MIA... ou ANNA... eles querem acabar com elas. 8. Faça diariamente exercícios físicos, exageradamente e nunca ache que está demais. 9. Fique sempre de olho nas calorias... Se puder não coma, só quando estiver fraca d+ a ponto de perder os sentidos. 10.LEMBRE-SE: COMER É PARA OS FRACOS!!!
  • 27. 20 mandamentos para anas e mias, extraído do Orkut 11. Nunca rejeitar um bom copo de água gelada. 12.Guardar pelo menos 5 reais da mesada para os laxantes. 13. Cuidar da aparência. 14.Nunca mais gastar seu dinheiro com comida. 15.Sempre ter fotos de thinspirations com você. 16.Rejeitar o máximo de refeições. 17. Nunca abrir mão de sua amiga bulimia e de esportes. 18.Vencer os desafios que vierem pela frente. 19.Mentir quando necessário. 20.Mesmo depois de ter uma grande compulsão não desista.
  • 28. O que é isso?
  • 35. Pais e suas pequenas dúvidas… • Quando dar um celular ao seu filho? • Quantas horas ele deve ficar na internet? • Como falar sobre pornografia, pedofilia e outros perigos sexuais da internet? • Devo monitorar o meu filho? • Como explicar sobre predadores virtuais? • Quando há o amadurecimento sexual para conversar sobre o que a internet pode proporcionar? • Estarei incentivando o que a internet tem para oferecer conversando com ele? • Qual a idade certa para cada um destes momentos?
  • 36. Durante 2013, o percentual de usuários de redes sociais que passaram a acessá-las através de dispositivos móveis aumentou de 30% para 40%. E o acesso através de smartphones continua impulsionando esse crescimento.
  • 38. O Mundo na mão. • Os smartphones começam a despontar também como importante plataforma para consumo de vídeo. • Mais de um terço (36%) dos usuários de internet ouvidos pela GlobalWebIndex já estão visitando o YouTube através de seus smartphones. http://www.conceberdigital.com.br/v2/uso-diario-de-internet-movel-entre-os-mais-jovens-ja-supera-2- horas.html
  • 39. Você sabe o que seu filho mais usa na internet? • Todos os aplicativos sociais monitorados pela GlobalWebIndex registraram aumento de uso nos últimos seis meses, mesmo os mais maduros como o Twitter (+ 14%), o Facebook (+ 9%) e o Google+ (+ 14%). As taxas de crescimento foram particularmente fortes no Vine (+ 27%) e no Instagram (+ 25%). Mas quem mais cresceu foi o Snapchat – impressionantes 67%.
  • 40. O que é isso?
  • 41. Mais uma forma de encontros, dos adolescentes principalmente.
  • 42. O que é isso?
  • 45. Veja São Paulo, maio de 2014.
  • 46. Psicoterapia Focalizada na Criança em seu Inter-relacionamento com o Meio. • Informações sobre psicologia experimental e comportamentalismo. • Controle ambiental. • Medir o estágios de mudança dos pais – não perder o foco, que estes são agentes essenciais. • Treino de assertividade para os pais. • Mudança cognitiva dos pais e estimulo a criança para forma mais adequadas de perceber o mundo: capacitá-la de estratégias para o enfrentamento. • Avaliar o stress infantil. • Estimular o comportamento verbal e emocional da criança. • Passo inicial para o enfoques em TCC mais modernos, sedimentando ganhos comportamentais e cognitivos.
  • 53. Problemas Atuais • Aumento dos Transtornos Psicológicos? • Sedentarismo • Obesidade • Isolamento social • Violência: doméstica, bullying, cyber-bullying, etc. • Uso da internet • Alguém lembra mais algum? Faltou algum?
  • 54. Ser um bom pai • Uma exigência atual. • É possível nos dias de hoje atender essa demanda? • Ser um bom pais é dar tudo que a criança quer e precisa? • Baixa tolerância a frustração: a era dos mimados e dos ressentidos. • Quem são os mimados? • Quem são os ressentidos?
  • 57. Propaganda • Criando consumidores. • Aumento e estímulo ao DESEJO.
  • 58. Educação • Moralidade. • Criamos seres humanos: Valores.
  • 60. DSM V e CID 10/11 • Aumentaram os transtornos mentais? • Do que falamos então? • Politica da impotência social e dos pais: ninguém pode fazer nada.
  • 61. É possível educar sem frustar? • Freud e a ferida narcísica da existência. • O que há de prático para fazer? • Por que rejeitamos as ideias ou princípios comportamentais? • Terapia cognitiva.
  • 62. Liberdade e indisciplina • A escola e seus limites atuais. • A ausência dos espaços públicos • ECA: avanço ou “engessamento”?
  • 65. Qualidade de Vida e Eduação: LIMITES.
  • 66. 04 Pilares do Controle do Stress Atividade Física Alimentação Equilibrada Relaxamento Modificação dos Pensamentos
  • 67. Bibliografia antiga... • Bandura, Albert – Modificação do Comportamento. Interamericana, Rio de Janeiro, 1979. • Krumboltz, J. e Krumboltz, H. – Modificação do Comportamento Infantil. EPU, São Paulo, 1977.
  • 68. TCC infantil é terapia indireta dos pais? • Desenvolvimento e a maior característica humana: dependência. • “Parenting”: um momento delicado para sermos pais e filhos. • Modernidade e expulsão do tempo de ser criança. • Stress infantil só aumentando.
  • 69. Adaptação • Para Radall (1981) saúde mental e doença mental são termos descritivos da adaptação positiva e negativa a vida. • Conflitos e ansiedade dependem de estratégias de enfrentamento, cuja escolha leva ou não, ao desenvolvimento dos transtornos psiquiátricos. • Tratar inicialmente é capacitar o indivíduo com estratégias funcionais. Para os pais, significa se envolver, cada vez mais, por mais difícil que seja.
  • 70. Aprendendo a reforçar • Explicações sobre os princípios da aprendizagem sobre o reforço. • Comportamento inadequado é reforçado. • Punição pura e simplesmente: o atestado de incompetência! • Punição e a lei do mais forte: como será o futuro da relação? • Esquemas de reforçamento.
  • 71. Como modificar um comportamento? • Críticas ou argumentações vazias. • Os pais: reféns dos outros. • Competição em inadequações: pais versus filhos, pais entre pais.
  • 75. Lembrando os princípios básicos • Não reforçar o inadequado. • Procurar comportamentos adequados para serem reforçados: competição de estruturas de comportamentos, a mudança de paradigma. • A criança como a responsável por sua punição. • Criar o encadeamento das respostas.
  • 77. Quanto antes melhor! • É cedo que se torce o pepino! • Processo de extinção e suas especificidades.(gráfico explicativo) • Programação ambiental. ROTINA!!! • Reforço aos pais: o mesmo se aplica do terapeuta para os pais.
  • 79. Treino da assertividade • Dizer não sem culpa. • Apoio incondicional aos direitos pessoais. • Assertividade: falar de forma apropriada a resolver um problema ou impasse, respeitando a si e ao outro, sem se comportar de forma passiva, nem tão pouco agressiva.
  • 80. Treino de Habilidades Sociais 1. Fazer elogios. 2. Aceitar elogios. 3. Fazer pedidos. 4. Expressar amor, agrado e afeto. 5. Iniciar e manter conversações. 6. Defender os próprios direitos. 7. Recusar pedidos. 8. Expressar opiniões pessoais, inclusive desacordo. 9. Expressar incômodo, desagrado ou enfado justificados. 10. Pedir mudança de conduta do outro. 11. Desculpar-se ou admitir ignorância. 12. Enfrentar críticas.
  • 81. Os pais enquanto cientistas do comportamento • Não há resposta imediata para tudo. • Não sabendo o que fazer apenas não reforce. • Observar é tudo! • “As palavras são de prata e o silêncio é de ouro.” • Seu objetivo é melhorar seu filho e as trocas com o ambiente. E não fazê-lo perfeito ou legal para os outros.
  • 82. Regras gerais para Internet 1. Sempre conversar sobre os sites mais apropriados de acordo com o desenvolvimento e a maturidade de cada um. Aproveitar oportunidades de palestras em escolas ou conversas com amigos sobre a importância da supervisão constante e a proteção sobre os perigos da rede; 2. Estabelecer regras e limites bem claros para a entrada e permanência em salas de bate-papo e serviços de mensagens eletrônicas. Cuidado com envio de fotos e informações particulares para pessoas desconhecidas; 3. Denunciar qualquer mensagem esquisita, amedrontadora, obscena, humilhante, inapropriada ou que contenha imagens ou conteúdo pornográfico, no disque 100 ou www.denuncia.org.br; 4. Nunca fornecer sua senha virtual a quem quer que seja, nem aceitar brindes ou prêmios ou convites oferecidos para viagem ou estadas em cidades turísticas ou em qualquer lugar;
  • 83. Regras gerais para Internet 5. Limitar o tempo de uso do computador para prestigiar a convivência familiar entre todos, especialmente, manter os hábitos e as horas de sono para descanso cerebral e corporal; 6. Usar filtros de segurança e sistema de segurança on-line atualizado, com bloqueadores de mensagens proibidas ou inseguras para crianças e adolescentes; 7. Ficar atento aos sinais de riscos e características do uso impróprio, exagerado ou doentio do computador e de outras tecnologias, especialmente aos problemas de abuso, pornografia, pedofilia ou exploração comercial sexual de crianças e adolescentes; 8. Participar das redes de proteção social para crianças e adolescentes nas escolas ou comunidades, estimulando a prática de mensagens saudáveis e boicotando e denunciando sites ou empresas que não são considerados "amigos" de crianças e adolescentes.
  • 84. Internet e o Bullying Veja.com.br
  • 85. Mais dúvidas… • Você já jogou com o seu filho? • Você já pesquisou com o seu filho na internet? • Eu conto para ele que estou monitorando a internet? • Se eu vi fotos de pornografia, eu falo com ele? • Eu devo travar o conteúdo ou deixá-lo livre até ocorrer o problema?
  • 87. Quem quer comprar essa briga? DICAS PARA BRINCAR COM SEGURANÇA • Evitar jogar logo antes de dormir; • Evitar jogos não adequados à faixa etária (os jogos trazem a classificação em seus respectivos invólucros) • Pais devem procurar saber de quais jogos seus filhos gostam, para saber a quais conteúdos eles podem estar expostos • Evitar jogar mais de 50 minutos seguidos sem fazer uma pausa para alongamento de pelo menos 10 minutos. • Alongamentos ajudam a prevenir lesões musculoesqueléticas • Evitar o uso de headphone ao jogar, ou deixar o som baixo, pois a audição pode ser prejudicada caso o som esteja alto. • O ideal é que a altura permita que se escute quem está ao lado
  • 88. Quem quer comprar essa briga? • Procurar manter uma distância mínima de 60cm da tela do computador, para evitar problemas de visão. • Variar as categorias de jogos, testando os diferentes, pode levar o jogador a descobrir um mundo novo e assim desenvolver tipos variados de habilidades. • Como alguns jogos demandam tempo superior ao recomendado (entre uma e duas horas diárias), é importante ter alguma flexibilidade quanto ao horário. Jogos que demandam mais tempo devem ser praticados nos fins de semana ou nos feriados. • Os filtros protetores de tela auxiliam muito, contribuindo para a diminuição dos espaços luminosos e aumentando o contraste entre as imagens. • Pessoas com histórico de epilepsia devem evitar jogar.
  • 89. Bandura finalmente! • Aprendizagem social. • Treino do controle social. • A atenção: a chave do controle. • Treinando para que o ambiente não se torne coercitivo: direitos iguais. • Acima de tudo: aprenda a amar!
  • 92. Dropbox: material do Curso, download também!!! https://www.dropbox.com/sh/54yw2sqjnnksrq b/AACpL-E7TSiE1YnFpAfw3Ib8a?dl=0