SlideShare uma empresa Scribd logo
Conceitos de Gênero, Sexo e Sexualidade.
Gênero e sexo são a mesma coisa?
Gênero
É o conjunto de características sociais, culturais, políticas, psicológicas, jurídicas e econômicas
atribuídas às pessoas de forma diferenciada de acordo com o sexo.
As características de gênero são construções socioculturais que variam através da história e se
referem aos papéis psicológicos e culturais que a sociedade atribui a cada um do que considera “masculino”
ou “feminino”.
Sexo
São características físicas, biológicas, anatômicas e fisiológicas dos seres humanos que os definem
como macho ou fêmea. Reconhece-se a partir de dados corporais, genitais, sendo o sexo uma construção
natural, com a qual se nasce.
A diferença de sexo torna homens e mulheres desiguais?
Qual a importância da sexualidade e da orientação sexual para as políticas públicas?
Sexualidade
É o termo abstrato utilizado para se referir às capacidades associadas ao sexo, enquanto sexo tem
vários significados.
“Em linhas gerais, assumindo gênero como uma construção sociológica, político-cultural do termo sexo,
chama-se atenção para que: sexo não é uma variável demográfica, biológica ou natural, mas traz toda uma
carga cultural e ideológica”.
Como declara Beauvoir, ‘ninguém nasce mulher, torna-se mulher’. Nesta acepção está a indicação
implícita para a necessidade de referências concretas sobre a identidade masculina e feminina;
Não se pode compreender o específico da identidade feminina, sua posição na sociedade, a
valorização ou desvalorização de seu trabalho, as divisões sexuais de trabalho/poder/exercício do erótico se
não se compreende o específico da identidade masculina e o comum ao humano, já que homem e mulher
são construções de gênero no humano – daí, insistimos, a necessidade de análises comparativas e
relacionais;
Gênero se realiza culturalmente, por ideologias que tomam formas específicas em cada momento
histórico e tais formas estão associadas a apropriações político-econômicas do cultural, que se dão como
totalidades em lugares e períodos determinados. Este último enfoque é uma contribuição de autores
marxistas no sentido de tirar o feminismo do plano idealista, negando-se que as discriminações se
reproduzem pela perversidade natural dos homens, e chamando a atenção para um sistema de relações que
se perpetua porque serve a interesses, ainda que não tenham sido diretamente engendrados para tal fim.
“Como gênero é relacional, quer enquanto categoria analítica, quer enquanto processo social o
conceito deve ser capaz de captar a trama das relações sociais, bem como as transformações historicamente
por elas sofridas através dos mais distintos processos sociais, trama essa na qual as relações de gênero têm
lugar. (Saffioti, 1992)
“Gênero deve ser visto como elemento constitutivo das relações sociais, baseadas em diferenças
percebidas entre os sexos, e como sendo um modo básico de significar relações de poder” (Scott, 1990).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
Marcela Marangon Ribeiro
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
Jhonatan Max
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
Paula Raphaela
 
Aula 1 O trabalho informal no Brasil - 2º Sociologia
Aula 1   O trabalho informal no Brasil - 2º SociologiaAula 1   O trabalho informal no Brasil - 2º Sociologia
Aula 1 O trabalho informal no Brasil - 2º Sociologia
Prof. Noe Assunção
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
Paulo Alexandre
 
Sociologia Urbana e a vida nas grandes cidades
Sociologia Urbana e a vida nas grandes cidadesSociologia Urbana e a vida nas grandes cidades
Sociologia Urbana e a vida nas grandes cidades
Paula Meyer Piagentini
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Psicologia_2015
 
Aula 1: Pós Médio- Um mundo de possibilidades
Aula 1: Pós Médio-  Um mundo de possibilidadesAula 1: Pós Médio-  Um mundo de possibilidades
Aula 1: Pós Médio- Um mundo de possibilidades
SmioVeiga
 
Diversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismoDiversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismo
Edenilson Morais
 
O conceito de gênero e as relações de gêneros
O conceito de gênero e as relações de gênerosO conceito de gênero e as relações de gêneros
O conceito de gênero e as relações de gêneros
YanMBM
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre ViolênciaSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Turma Olímpica
 
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaSociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Carson Souza
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Fatima Freitas
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
Marcos Alencar
 
Sexualidade e Gênero
Sexualidade e GêneroSexualidade e Gênero
Sexualidade e Gênero
Marina Godoy
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
João Marcelo
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
Ariella Araujo
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
Paula Meyer Piagentini
 

Mais procurados (20)

Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
 
Aula 1 O trabalho informal no Brasil - 2º Sociologia
Aula 1   O trabalho informal no Brasil - 2º SociologiaAula 1   O trabalho informal no Brasil - 2º Sociologia
Aula 1 O trabalho informal no Brasil - 2º Sociologia
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Sociologia Urbana e a vida nas grandes cidades
Sociologia Urbana e a vida nas grandes cidadesSociologia Urbana e a vida nas grandes cidades
Sociologia Urbana e a vida nas grandes cidades
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
 
Aula 1: Pós Médio- Um mundo de possibilidades
Aula 1: Pós Médio-  Um mundo de possibilidadesAula 1: Pós Médio-  Um mundo de possibilidades
Aula 1: Pós Médio- Um mundo de possibilidades
 
Diversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismoDiversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismo
 
O conceito de gênero e as relações de gêneros
O conceito de gênero e as relações de gênerosO conceito de gênero e as relações de gêneros
O conceito de gênero e as relações de gêneros
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre ViolênciaSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
 
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaSociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Sexualidade e Gênero
Sexualidade e GêneroSexualidade e Gênero
Sexualidade e Gênero
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 

Destaque

Avaliação de geografia 2ª série
Avaliação de geografia 2ª série Avaliação de geografia 2ª série
Avaliação de geografia 2ª série
Frederico Marques Sodré
 
Sociologia Trabalho
Sociologia TrabalhoSociologia Trabalho
Sociologia Trabalho
Frederico Marques Sodré
 
Avaliação de história 1ª série a
Avaliação de história 1ª série aAvaliação de história 1ª série a
Avaliação de história 1ª série a
Frederico Marques Sodré
 
Avaliação de Geografia - Cartografia
Avaliação de Geografia - CartografiaAvaliação de Geografia - Cartografia
Avaliação de Geografia - Cartografia
Frederico Marques Sodré
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Avaliação de Geografia - Geografia de Goiás
Avaliação de Geografia - Geografia de GoiásAvaliação de Geografia - Geografia de Goiás
Avaliação de Geografia - Geografia de Goiás
Frederico Marques Sodré
 
Revolução russa 9 ano
Revolução russa 9 anoRevolução russa 9 ano
Revolução russa 9 ano
Frederico Marques Sodré
 
O trabalho na construção da dignidade humana
O trabalho na construção da dignidade humanaO trabalho na construção da dignidade humana
O trabalho na construção da dignidade humana
Frederico Marques Sodré
 
Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013
Frederico Marques Sodré
 
Islamismo 1 ano
Islamismo 1 anoIslamismo 1 ano
Islamismo 1 ano
Frederico Marques Sodré
 
Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo
Frederico Marques Sodré
 

Destaque (11)

Avaliação de geografia 2ª série
Avaliação de geografia 2ª série Avaliação de geografia 2ª série
Avaliação de geografia 2ª série
 
Sociologia Trabalho
Sociologia TrabalhoSociologia Trabalho
Sociologia Trabalho
 
Avaliação de história 1ª série a
Avaliação de história 1ª série aAvaliação de história 1ª série a
Avaliação de história 1ª série a
 
Avaliação de Geografia - Cartografia
Avaliação de Geografia - CartografiaAvaliação de Geografia - Cartografia
Avaliação de Geografia - Cartografia
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
Avaliação de Geografia - Geografia de Goiás
Avaliação de Geografia - Geografia de GoiásAvaliação de Geografia - Geografia de Goiás
Avaliação de Geografia - Geografia de Goiás
 
Revolução russa 9 ano
Revolução russa 9 anoRevolução russa 9 ano
Revolução russa 9 ano
 
O trabalho na construção da dignidade humana
O trabalho na construção da dignidade humanaO trabalho na construção da dignidade humana
O trabalho na construção da dignidade humana
 
Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013
 
Islamismo 1 ano
Islamismo 1 anoIslamismo 1 ano
Islamismo 1 ano
 
Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo
 

Semelhante a Conceitos de gênero, sexo e sexualidade sociologia

Genero
GeneroGenero
Genero
Joe Álefe
 
Genero
GeneroGenero
Genero
GeneroGenero
Genero
Milbrasil
 
Conceito de gênero.
Conceito de gênero.Conceito de gênero.
Conceito de gênero.
Fábio Fernandes
 
O que é sexo
O que é sexoO que é sexo
O que é sexo
Carmem Rocha
 
Aula 6 adolescência e relações de gênero
Aula 6   adolescência e relações de gêneroAula 6   adolescência e relações de gênero
Aula 6 adolescência e relações de gênero
ariadnemonitoria
 
Gênero
GêneroGênero
Conceito de gênero.
Conceito de gênero.Conceito de gênero.
Conceito de gênero.
Fábio Fernandes
 
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNEROCIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
Prof. Noe Assunção
 
Questões de Gênero.pdf
Questões de Gênero.pdfQuestões de Gênero.pdf
Questões de Gênero.pdf
MillaGoncalves1
 
Relações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexualRelações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexual
Flávia Cunha Lima
 
Gênero e outras formas de classificação social.
Gênero e outras formas de classificação social.Gênero e outras formas de classificação social.
Gênero e outras formas de classificação social.
Fábio Fernandes
 
ANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdf
ANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdfANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdf
ANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdf
IvaMinLee
 
Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.
Fábio Fernandes
 
Plano de Ação - NADGS
Plano de Ação - NADGSPlano de Ação - NADGS
Plano de Ação - NADGS
coordenacaodiversidade
 
RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...
RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...
RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...
Fábio Fernandes
 
Cultura e sexualidade resumo
Cultura e sexualidade resumoCultura e sexualidade resumo
Cultura e sexualidade resumo
Tradicao Viva
 
Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...
Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...
Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...
Rafael Krambeck
 
Gênero inicialppt
Gênero   inicialpptGênero   inicialppt
Gênero inicialppt
temastransversais
 
Gênero inicialppt
Gênero   inicialpptGênero   inicialppt
Gênero inicialppt
temastransversais
 

Semelhante a Conceitos de gênero, sexo e sexualidade sociologia (20)

Genero
GeneroGenero
Genero
 
Genero
GeneroGenero
Genero
 
Genero
GeneroGenero
Genero
 
Conceito de gênero.
Conceito de gênero.Conceito de gênero.
Conceito de gênero.
 
O que é sexo
O que é sexoO que é sexo
O que é sexo
 
Aula 6 adolescência e relações de gênero
Aula 6   adolescência e relações de gêneroAula 6   adolescência e relações de gênero
Aula 6 adolescência e relações de gênero
 
Gênero
GêneroGênero
Gênero
 
Conceito de gênero.
Conceito de gênero.Conceito de gênero.
Conceito de gênero.
 
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNEROCIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
CIDADANIA E DESIGUALDADE DE GÊNERO
 
Questões de Gênero.pdf
Questões de Gênero.pdfQuestões de Gênero.pdf
Questões de Gênero.pdf
 
Relações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexualRelações de genero e divers sexual
Relações de genero e divers sexual
 
Gênero e outras formas de classificação social.
Gênero e outras formas de classificação social.Gênero e outras formas de classificação social.
Gênero e outras formas de classificação social.
 
ANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdf
ANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdfANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdf
ANDREOLLI - Danca genero e sexualidade.pdf
 
Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.Identidade de gênero e orientação sexual.
Identidade de gênero e orientação sexual.
 
Plano de Ação - NADGS
Plano de Ação - NADGSPlano de Ação - NADGS
Plano de Ação - NADGS
 
RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...
RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...
RELAÇÕES DE GÊNERO: FONTES, METODOLOGIAS E POTENCIALIDADES DE PESQUISA EM HIS...
 
Cultura e sexualidade resumo
Cultura e sexualidade resumoCultura e sexualidade resumo
Cultura e sexualidade resumo
 
Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...
Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...
Santas, Sexys e Fatais: Um Mapeamento das Construções de Sentido sobre as Mul...
 
Gênero inicialppt
Gênero   inicialpptGênero   inicialppt
Gênero inicialppt
 
Gênero inicialppt
Gênero   inicialpptGênero   inicialppt
Gênero inicialppt
 

Mais de Frederico Marques Sodré

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptxINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
Frederico Marques Sodré
 
BIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptx
BIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptxBIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptx
BIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptx
Frederico Marques Sodré
 
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptxESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
Frederico Marques Sodré
 
Slide Santa Rita do Novo Destino
Slide Santa Rita do Novo DestinoSlide Santa Rita do Novo Destino
Slide Santa Rita do Novo Destino
Frederico Marques Sodré
 
O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Frederico Marques Sodré
 
O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Frederico Marques Sodré
 
Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Frederico Marques Sodré
 
A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Frederico Marques Sodré
 
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 7º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 7º AnoCaderno do Futuro Língua Portuguesa 7º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 7º Ano
Frederico Marques Sodré
 
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 6º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 6º AnoCaderno do Futuro Língua Portuguesa 6º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 6º Ano
Frederico Marques Sodré
 
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais  Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Frederico Marques Sodré
 
Mapa Conceitual República Velha
Mapa Conceitual República VelhaMapa Conceitual República Velha
Mapa Conceitual República Velha
Frederico Marques Sodré
 
Mapa Conceitual Sociedade Francesa XVIII
Mapa Conceitual Sociedade Francesa XVIIIMapa Conceitual Sociedade Francesa XVIII
Mapa Conceitual Sociedade Francesa XVIII
Frederico Marques Sodré
 
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e MercantilismoMapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Frederico Marques Sodré
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Absolutismo e mercantilismo
Absolutismo e mercantilismoAbsolutismo e mercantilismo
Absolutismo e mercantilismo
Frederico Marques Sodré
 
A origem da filosofia
A origem da filosofiaA origem da filosofia
A origem da filosofia
Frederico Marques Sodré
 
Reforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e ContrarreformaReforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e Contrarreforma
Frederico Marques Sodré
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Populismo no Brasil
O Populismo no BrasilO Populismo no Brasil
O Populismo no Brasil
Frederico Marques Sodré
 

Mais de Frederico Marques Sodré (20)

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptxINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
 
BIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptx
BIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptxBIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptx
BIODIVERSIDADE - 2ª SÉRIE - BIOLOGIA.pptx
 
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptxESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
ESTADO, NAÇÃO, TERRITÓRIO - 2ª SÉRIE.pptx
 
Slide Santa Rita do Novo Destino
Slide Santa Rita do Novo DestinoSlide Santa Rita do Novo Destino
Slide Santa Rita do Novo Destino
 
O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O menino e o foguete - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
 
O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
O cabelo da menina - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
 
Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
Azizi, o menino viajante - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
 
A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
A menina das estrelas - Coleção Leia para Uma Criança - Itaú
 
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 7º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 7º AnoCaderno do Futuro Língua Portuguesa 7º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 7º Ano
 
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 6º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 6º AnoCaderno do Futuro Língua Portuguesa 6º Ano
Caderno do Futuro Língua Portuguesa 6º Ano
 
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais  Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
 
Mapa Conceitual República Velha
Mapa Conceitual República VelhaMapa Conceitual República Velha
Mapa Conceitual República Velha
 
Mapa Conceitual Sociedade Francesa XVIII
Mapa Conceitual Sociedade Francesa XVIIIMapa Conceitual Sociedade Francesa XVIII
Mapa Conceitual Sociedade Francesa XVIII
 
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e MercantilismoMapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
Absolutismo e mercantilismo
Absolutismo e mercantilismoAbsolutismo e mercantilismo
Absolutismo e mercantilismo
 
A origem da filosofia
A origem da filosofiaA origem da filosofia
A origem da filosofia
 
Reforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e ContrarreformaReforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e Contrarreforma
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
O Populismo no Brasil
O Populismo no BrasilO Populismo no Brasil
O Populismo no Brasil
 

Último

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 

Último (20)

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 

Conceitos de gênero, sexo e sexualidade sociologia

  • 1. Conceitos de Gênero, Sexo e Sexualidade. Gênero e sexo são a mesma coisa? Gênero É o conjunto de características sociais, culturais, políticas, psicológicas, jurídicas e econômicas atribuídas às pessoas de forma diferenciada de acordo com o sexo. As características de gênero são construções socioculturais que variam através da história e se referem aos papéis psicológicos e culturais que a sociedade atribui a cada um do que considera “masculino” ou “feminino”. Sexo São características físicas, biológicas, anatômicas e fisiológicas dos seres humanos que os definem como macho ou fêmea. Reconhece-se a partir de dados corporais, genitais, sendo o sexo uma construção natural, com a qual se nasce. A diferença de sexo torna homens e mulheres desiguais? Qual a importância da sexualidade e da orientação sexual para as políticas públicas? Sexualidade É o termo abstrato utilizado para se referir às capacidades associadas ao sexo, enquanto sexo tem vários significados. “Em linhas gerais, assumindo gênero como uma construção sociológica, político-cultural do termo sexo, chama-se atenção para que: sexo não é uma variável demográfica, biológica ou natural, mas traz toda uma carga cultural e ideológica”. Como declara Beauvoir, ‘ninguém nasce mulher, torna-se mulher’. Nesta acepção está a indicação implícita para a necessidade de referências concretas sobre a identidade masculina e feminina; Não se pode compreender o específico da identidade feminina, sua posição na sociedade, a valorização ou desvalorização de seu trabalho, as divisões sexuais de trabalho/poder/exercício do erótico se não se compreende o específico da identidade masculina e o comum ao humano, já que homem e mulher são construções de gênero no humano – daí, insistimos, a necessidade de análises comparativas e relacionais; Gênero se realiza culturalmente, por ideologias que tomam formas específicas em cada momento histórico e tais formas estão associadas a apropriações político-econômicas do cultural, que se dão como totalidades em lugares e períodos determinados. Este último enfoque é uma contribuição de autores marxistas no sentido de tirar o feminismo do plano idealista, negando-se que as discriminações se reproduzem pela perversidade natural dos homens, e chamando a atenção para um sistema de relações que se perpetua porque serve a interesses, ainda que não tenham sido diretamente engendrados para tal fim. “Como gênero é relacional, quer enquanto categoria analítica, quer enquanto processo social o conceito deve ser capaz de captar a trama das relações sociais, bem como as transformações historicamente por elas sofridas através dos mais distintos processos sociais, trama essa na qual as relações de gênero têm lugar. (Saffioti, 1992) “Gênero deve ser visto como elemento constitutivo das relações sociais, baseadas em diferenças percebidas entre os sexos, e como sendo um modo básico de significar relações de poder” (Scott, 1990).