SlideShare uma empresa Scribd logo
Como fazer o lixo virar adubo



    Compostagem
     Doméstica
                              É fácil...
                Processo limpo e sem cheiro
                 Passo a passo da experiência de Edson Silva
Compostagem doméstica
Decomposição natural é...
um processo que ocorre naturalmente em locais onde há acúmulo de
matéria orgânica. Ocorre por ação de microrganismos e insetos em
condições naturais de umidade, aeração e temperatura.
O primeiro passo é calcular a quantidade de
    resíduos gerados nas atividades diárias



  As sobras da cozinha são chamadas de
  material verde e são ricas em nitrogênio


Quanto mais diversificadas, melhor será a
qualidade do composto em matéria de
nutrientes
Compostagem doméstica
folhas,
                         frutas,
                        cascas,
                      pó de café,
                    saches de chá,
                   cascas de ovos,
                          talos,
                       bagaços,
               guardanapos de papel e
As sobras...    outras sobras que não
                   contenham óleo
Para cada parte de material verde, use três
      partes de material seco, como:


    folhas de árvores das calçadas, gramas secas de
               jardins, palhas, serragem...



                        sua utilização faz
  ricas em                 com que o
  carbono              composto não gere
                        odor e nem atraia
                             insetos.
Compostagem doméstica
Meios para compostar


        Várias são as formas de preparação de
                       composto

A mais prática é através da composteira, que
 pode ser uma caixa, um balde ou um galão

     E de preferência perfurado no fundo para o
     escoamento de líquidos excessivos e
     aeração.
Compostagem doméstica
Local para a preparação


Preferência para locais de pouca incidência de raios
 solares, como na sombra de pequenas árvores ou
                arbustos do quintal



    Também pode ser disponibilizada uma área na
     sacada de apartamentos ou áreas de serviço
Compostagem doméstica
Montagem do composto

O processo se dá na formação de camadas
de resíduos (daí o nome de compostagem)


         Sabendo qual a quantidade de
         resíduos gerados, separa-se o
         proporcional de matéria seca.


 Para mais ou menos 1 litro de matéria
 verde, separar 3 litros de matéria seca
Compostagem doméstica
Início


No início do dia, forre a composteira com
 uma camada inicial de matéria seca

        Umedeça e deixe repousar e escoar
              excessos de água.
No final do dia, revolva a matéria seca
enquanto as sobras da cozinha já estão
               disponíveis
Compostagem doméstica
Continuando...


        Deposite os resíduos da cozinha
     (matéria verde) sobre a matéria seca
                             Pedaços menores,
                        menor tempo de decomposição


     Resíduos da cozinha geralmente são ricos em
líquidos, o que favorece o processo, não necessitando
                   acrescentar água

                    Se necessário, faça-o na cobertura seca
Compostagem doméstica
Cobertura e repouso...


   Adicionado a matéria verde e espalhada, cubra
     com três volumes de palha (matéria seca)

                  Um de material verde por três de seco sempre

 Se possível, adicione um pouco de esterco - gado
(200 ml), frango (100 ml)- ou terra de jardim. Cerca
            da metade da medida verde

             Esterco e terra contém microrganismos que aceleram
                               a decomposição.
Compostagem doméstica
Cobertura de tela



Para não atrair moscas e outros insetos indesejáveis, cubra a
composteira com uma proteção fina. Pode ser TNT, tecido fino
ou tela

     Ou saco de fios de nylon, como os usados para o transporte de batatas
Compostagem doméstica
Cobertura final


Sobre a tela, disponha de uma cobertura
impermeável, como exemplo: telhas.

Assim previne a entrada de água das chuvas e
grande incidência de sol no horário da manhã.

              As telhas proporcionam que exista
              aeração, mesmo quando cobertos
Compostagem doméstica
Revolvimento

   O revolvimento do material é feito para
           aeração do composto

No Início do processo, entre o 3º e 5º dia, há uma elevação
     da temperatura. Trata-se de uma reação natural

            que deve ser até bem elevada, entre 40 e 45 C
               dependendo do tamanho da composteira


       A temperatura abaixa conforme a disponibilidade
       de material verde diminui.
Compostagem doméstica
Atividade diária


 Conforme ocorre a decomposição, o volume da
   composteira tende a diminuir naturalmente


Num período de 25 dias em média, as
   sobras devem ser acrescidas
            diariamente

               Sempre seguindo a proporção 3x1, até
                       completar o volume.
Compostagem doméstica
A composteira que repousa...

            Em uma segunda                Para
       caixa, recomece o processo        somar
     idêntico ao da primeira fase e,



                                acrescente um punhado do
                                 composto já preparado.


Cubra com matéria seca. A composteira que repousa será apenas
    revirada a cada final de semana, controlando a umidade
Compostagem doméstica
Umidade e aeração

Na literatura encontramos índices
de umidade em torno de 40 a
50%. É vaga essa medida para
quem trabalha em residência.

Geralmente utilizo a visualização
da proporção de umidade da terra
dos jardins ou em praças

Na cobertura morta do solo, a
umidade da terra que está debaixo
da camada de folhas mais
grossas.

Na foto, é possível perceber a
umidade que mantenho
                         Edson Silva
O tempo e o adubo....

O composto estará pronto
em, aproximadamente 90
dias, podendo ser utilizado a
partir dos 60 dias.

Com auxilio de uma
peneira, retiro a parte mais
fina e utilize

A parte grosseira é
incorporada no processo que
esta sendo montado ou em
um minhocário
                      Edson Silva
Espaço e transformação

 Meus dois tambores
são suficientes para a
transformação do lixo
      em adubo.

     Sem sujeira
     Sem cheiro

Tenho um minhocário
que ajuda no processo
 (à esquerda) o qual
 fornece húmus, que
 também é utilizado
 como adubo natural
             Edson Silva
Minhocário

Pode ser feito em um
galão, perfurando o fundo para
escoamento de água.

Coloco uma camada de palha no
fundo (que serve de filtro), uma
camada de 10 cm de terra e uma
camada de composto grosseiro.

Adiciono água para umedecer a
terra, 60 minhocas do tipo
Califórnia e cubro com palha
seca.
                       Edson Silva
Húmus

‘O húmus é a matéria que sobra da
digestão da matéria orgânica por insetos e
bactérias do solo.

É comum atrair pequenas
aranhas, tatuzinhos, tesourinhas, baratinhas
da terra e outros pequenos insetos.

Ótimo estabilizador de solos quando
adicionado em vasos.

Pode receber resíduos da cozinha como
alimento, porém, há risco de gerar odores.

Folhas verdes e pequenas porções de
papeis são mais indicados como alimento’
                                  Edson Silva
Lixo que não é lixo

Nosso lixo é rico em matéria
orgânica.

 As sobras da preparação
dos alimentos,como
folhas, frutas, cascas, pó de
café, saches de chá, cascas
de
ovos, talos, bagaços, guard
anapos de papel e outras
sobras que não contenham
óleo, sal ou sobras de
carnes e peixe, podem ser
compostados
                   Edson Silva
Compostagem doméstica
Compostagem doméstica
Créditos das fotos e texto passo a passo para
                compostagem
    Blog Transformar a Terra
     www.transformaraterra.blogspot.com


Adaptação de texto e formatação/layout de slide
           Blog Fura-bolha
         www.furabolha.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Compostagem Doméstica - Por Júnior Leal
Compostagem Doméstica - Por Júnior LealCompostagem Doméstica - Por Júnior Leal
Compostagem Doméstica - Por Júnior Leal
Júnior Leal
 
O tripé da compostagem
O tripé da compostagemO tripé da compostagem
O tripé da compostagem
Mariana Vinagre Pereira
 
Lixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem soluçãoLixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem solução
katemayre
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
Ana Helena
 
Compostagem G.VINICIUS
Compostagem G.VINICIUSCompostagem G.VINICIUS
Compostagem G.VINICIUS
GVinicius Silva
 
Aula 6 compostagem
Aula 6 compostagemAula 6 compostagem
Aula 6 compostagem
Giovanna Ortiz
 
Folder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Folder de compostagem e vermicompostagem domésticaFolder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Folder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Andre Santachiara Fossaluza
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
Angela Nakazawa
 
G6 reciclagem
G6   reciclagemG6   reciclagem
G6 reciclagem
cristbarb
 
A compostagem
A compostagemA compostagem
A compostagem
pief2
 
Aula 1 introdução ao curso
Aula 1   introdução ao cursoAula 1   introdução ao curso
Aula 1 introdução ao curso
Renata E Rilner
 
Oficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaOficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem doméstica
Alexandre Panerai
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
iagross
 
Projeto de compostagem santa rita (grupo turma 2013.2)
Projeto de compostagem   santa rita (grupo turma 2013.2)Projeto de compostagem   santa rita (grupo turma 2013.2)
Projeto de compostagem santa rita (grupo turma 2013.2)
Camila Tavora
 
RECICLAGEM
RECICLAGEMRECICLAGEM
RECICLAGEM
Suelly De Sousa
 
Lixo
LixoLixo
Manual morada da_floresta_(2014) compostagem doméstica
Manual morada da_floresta_(2014) compostagem domésticaManual morada da_floresta_(2014) compostagem doméstica
Manual morada da_floresta_(2014) compostagem doméstica
Alexandre Panerai
 
Lixo, Problemas e Soluções
Lixo, Problemas e SoluçõesLixo, Problemas e Soluções
Lixo, Problemas e Soluções
antonioqwert
 
Compostagem areia
Compostagem   areiaCompostagem   areia
Compostagem areia
Ecoetrix Parquescola
 
Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...
Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...
Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...
TvSaj
 

Mais procurados (20)

Compostagem Doméstica - Por Júnior Leal
Compostagem Doméstica - Por Júnior LealCompostagem Doméstica - Por Júnior Leal
Compostagem Doméstica - Por Júnior Leal
 
O tripé da compostagem
O tripé da compostagemO tripé da compostagem
O tripé da compostagem
 
Lixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem soluçãoLixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem solução
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
 
Compostagem G.VINICIUS
Compostagem G.VINICIUSCompostagem G.VINICIUS
Compostagem G.VINICIUS
 
Aula 6 compostagem
Aula 6 compostagemAula 6 compostagem
Aula 6 compostagem
 
Folder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Folder de compostagem e vermicompostagem domésticaFolder de compostagem e vermicompostagem doméstica
Folder de compostagem e vermicompostagem doméstica
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
G6 reciclagem
G6   reciclagemG6   reciclagem
G6 reciclagem
 
A compostagem
A compostagemA compostagem
A compostagem
 
Aula 1 introdução ao curso
Aula 1   introdução ao cursoAula 1   introdução ao curso
Aula 1 introdução ao curso
 
Oficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaOficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem doméstica
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
 
Projeto de compostagem santa rita (grupo turma 2013.2)
Projeto de compostagem   santa rita (grupo turma 2013.2)Projeto de compostagem   santa rita (grupo turma 2013.2)
Projeto de compostagem santa rita (grupo turma 2013.2)
 
RECICLAGEM
RECICLAGEMRECICLAGEM
RECICLAGEM
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
 
Manual morada da_floresta_(2014) compostagem doméstica
Manual morada da_floresta_(2014) compostagem domésticaManual morada da_floresta_(2014) compostagem doméstica
Manual morada da_floresta_(2014) compostagem doméstica
 
Lixo, Problemas e Soluções
Lixo, Problemas e SoluçõesLixo, Problemas e Soluções
Lixo, Problemas e Soluções
 
Compostagem areia
Compostagem   areiaCompostagem   areia
Compostagem areia
 
Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...
Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...
Slides palestra sobre Tratamento de Dejetos Sanitários, Eneida Borborema, EMB...
 

Semelhante a Compostagem doméstica

Compostagem Domestica
Compostagem DomesticaCompostagem Domestica
Compostagem Domestica
Rota Orgânica
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
Lud Milla Lud Milla
 
Bx casa saudavel
Bx casa saudavelBx casa saudavel
Bx casa saudavel
Alexandre Panerai
 
Passo a passo de como montar uma composteira!
Passo a passo de como montar uma composteira!Passo a passo de como montar uma composteira!
Passo a passo de como montar uma composteira!
Paula Bonazzi
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
João Siqueira da Mata
 
Compostagem doméstica do lixo
Compostagem doméstica do lixoCompostagem doméstica do lixo
Compostagem doméstica do lixo
Magno José Silva
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
miriammorata
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
Alexandre Panerai
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
boaera
 
Pocesso compostagem caseiro.pdf
Pocesso compostagem caseiro.pdfPocesso compostagem caseiro.pdf
Pocesso compostagem caseiro.pdf
NelsonFernandes140519
 
Compostagem
Compostagem   Compostagem
Compostagem
malex86
 
Compostagem
Compostagem   Compostagem
Compostagem
malex86
 
Cartilha completa corrigida
Cartilha completa corrigidaCartilha completa corrigida
Cartilha completa corrigida
LeandroSantos137405
 
Guia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem CaseiraGuia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem Caseira
Míriam Morata Novaes
 
Compostagem composto orgânico
Compostagem composto orgânicoCompostagem composto orgânico
Compostagem composto orgânico
Kelly Cristina Moreira Rocha
 
Brenda e samyra compostagem 4ºb
Brenda e samyra compostagem 4ºbBrenda e samyra compostagem 4ºb
Brenda e samyra compostagem 4ºb
4banisioprofessoraamelia
 
tec 4
tec 4tec 4
tec 4
Eduardo1
 
Técnicas de Compostagem.pptx
Técnicas de Compostagem.pptxTécnicas de Compostagem.pptx
Técnicas de Compostagem.pptx
André Moreira
 
guia_compostagem_2011_web.pdf
guia_compostagem_2011_web.pdfguia_compostagem_2011_web.pdf
guia_compostagem_2011_web.pdf
IPA
 
82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa
Patty Melo
 

Semelhante a Compostagem doméstica (20)

Compostagem Domestica
Compostagem DomesticaCompostagem Domestica
Compostagem Domestica
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
Bx casa saudavel
Bx casa saudavelBx casa saudavel
Bx casa saudavel
 
Passo a passo de como montar uma composteira!
Passo a passo de como montar uma composteira!Passo a passo de como montar uma composteira!
Passo a passo de como montar uma composteira!
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
 
Compostagem doméstica do lixo
Compostagem doméstica do lixoCompostagem doméstica do lixo
Compostagem doméstica do lixo
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
Pocesso compostagem caseiro.pdf
Pocesso compostagem caseiro.pdfPocesso compostagem caseiro.pdf
Pocesso compostagem caseiro.pdf
 
Compostagem
Compostagem   Compostagem
Compostagem
 
Compostagem
Compostagem   Compostagem
Compostagem
 
Cartilha completa corrigida
Cartilha completa corrigidaCartilha completa corrigida
Cartilha completa corrigida
 
Guia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem CaseiraGuia de Compostagem Caseira
Guia de Compostagem Caseira
 
Compostagem composto orgânico
Compostagem composto orgânicoCompostagem composto orgânico
Compostagem composto orgânico
 
Brenda e samyra compostagem 4ºb
Brenda e samyra compostagem 4ºbBrenda e samyra compostagem 4ºb
Brenda e samyra compostagem 4ºb
 
tec 4
tec 4tec 4
tec 4
 
Técnicas de Compostagem.pptx
Técnicas de Compostagem.pptxTécnicas de Compostagem.pptx
Técnicas de Compostagem.pptx
 
guia_compostagem_2011_web.pdf
guia_compostagem_2011_web.pdfguia_compostagem_2011_web.pdf
guia_compostagem_2011_web.pdf
 
82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa
 

Mais de Fura Bolha

Horta com garrafas PET
Horta com garrafas PETHorta com garrafas PET
Horta com garrafas PET
Fura Bolha
 
Calçada & Cidadania
Calçada & CidadaniaCalçada & Cidadania
Calçada & Cidadania
Fura Bolha
 
Lista Mimirabolantes
Lista MimirabolantesLista Mimirabolantes
Lista Mimirabolantes
Fura Bolha
 
Vida Amorosa - Ecologia
Vida Amorosa - EcologiaVida Amorosa - Ecologia
Vida Amorosa - Ecologia
Fura Bolha
 
Telhado Verde
Telhado VerdeTelhado Verde
Telhado Verde
Fura Bolha
 
Vida sustentável
Vida sustentávelVida sustentável
Vida sustentável
Fura Bolha
 
Gaia Terranova Soluções inspiradas na vida
Gaia Terranova Soluções inspiradas na vidaGaia Terranova Soluções inspiradas na vida
Gaia Terranova Soluções inspiradas na vida
Fura Bolha
 
Gaia Terranova - Empreendimentos Sustentáveis
Gaia Terranova - Empreendimentos SustentáveisGaia Terranova - Empreendimentos Sustentáveis
Gaia Terranova - Empreendimentos Sustentáveis
Fura Bolha
 

Mais de Fura Bolha (8)

Horta com garrafas PET
Horta com garrafas PETHorta com garrafas PET
Horta com garrafas PET
 
Calçada & Cidadania
Calçada & CidadaniaCalçada & Cidadania
Calçada & Cidadania
 
Lista Mimirabolantes
Lista MimirabolantesLista Mimirabolantes
Lista Mimirabolantes
 
Vida Amorosa - Ecologia
Vida Amorosa - EcologiaVida Amorosa - Ecologia
Vida Amorosa - Ecologia
 
Telhado Verde
Telhado VerdeTelhado Verde
Telhado Verde
 
Vida sustentável
Vida sustentávelVida sustentável
Vida sustentável
 
Gaia Terranova Soluções inspiradas na vida
Gaia Terranova Soluções inspiradas na vidaGaia Terranova Soluções inspiradas na vida
Gaia Terranova Soluções inspiradas na vida
 
Gaia Terranova - Empreendimentos Sustentáveis
Gaia Terranova - Empreendimentos SustentáveisGaia Terranova - Empreendimentos Sustentáveis
Gaia Terranova - Empreendimentos Sustentáveis
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 

Compostagem doméstica

  • 1. Como fazer o lixo virar adubo Compostagem Doméstica É fácil... Processo limpo e sem cheiro Passo a passo da experiência de Edson Silva
  • 3. Decomposição natural é... um processo que ocorre naturalmente em locais onde há acúmulo de matéria orgânica. Ocorre por ação de microrganismos e insetos em condições naturais de umidade, aeração e temperatura.
  • 4. O primeiro passo é calcular a quantidade de resíduos gerados nas atividades diárias As sobras da cozinha são chamadas de material verde e são ricas em nitrogênio Quanto mais diversificadas, melhor será a qualidade do composto em matéria de nutrientes
  • 6. folhas, frutas, cascas, pó de café, saches de chá, cascas de ovos, talos, bagaços, guardanapos de papel e As sobras... outras sobras que não contenham óleo
  • 7. Para cada parte de material verde, use três partes de material seco, como: folhas de árvores das calçadas, gramas secas de jardins, palhas, serragem... sua utilização faz ricas em com que o carbono composto não gere odor e nem atraia insetos.
  • 9. Meios para compostar Várias são as formas de preparação de composto A mais prática é através da composteira, que pode ser uma caixa, um balde ou um galão E de preferência perfurado no fundo para o escoamento de líquidos excessivos e aeração.
  • 11. Local para a preparação Preferência para locais de pouca incidência de raios solares, como na sombra de pequenas árvores ou arbustos do quintal Também pode ser disponibilizada uma área na sacada de apartamentos ou áreas de serviço
  • 13. Montagem do composto O processo se dá na formação de camadas de resíduos (daí o nome de compostagem) Sabendo qual a quantidade de resíduos gerados, separa-se o proporcional de matéria seca. Para mais ou menos 1 litro de matéria verde, separar 3 litros de matéria seca
  • 15. Início No início do dia, forre a composteira com uma camada inicial de matéria seca Umedeça e deixe repousar e escoar excessos de água. No final do dia, revolva a matéria seca enquanto as sobras da cozinha já estão disponíveis
  • 17. Continuando... Deposite os resíduos da cozinha (matéria verde) sobre a matéria seca Pedaços menores, menor tempo de decomposição Resíduos da cozinha geralmente são ricos em líquidos, o que favorece o processo, não necessitando acrescentar água Se necessário, faça-o na cobertura seca
  • 19. Cobertura e repouso... Adicionado a matéria verde e espalhada, cubra com três volumes de palha (matéria seca) Um de material verde por três de seco sempre Se possível, adicione um pouco de esterco - gado (200 ml), frango (100 ml)- ou terra de jardim. Cerca da metade da medida verde Esterco e terra contém microrganismos que aceleram a decomposição.
  • 21. Cobertura de tela Para não atrair moscas e outros insetos indesejáveis, cubra a composteira com uma proteção fina. Pode ser TNT, tecido fino ou tela Ou saco de fios de nylon, como os usados para o transporte de batatas
  • 23. Cobertura final Sobre a tela, disponha de uma cobertura impermeável, como exemplo: telhas. Assim previne a entrada de água das chuvas e grande incidência de sol no horário da manhã. As telhas proporcionam que exista aeração, mesmo quando cobertos
  • 25. Revolvimento O revolvimento do material é feito para aeração do composto No Início do processo, entre o 3º e 5º dia, há uma elevação da temperatura. Trata-se de uma reação natural que deve ser até bem elevada, entre 40 e 45 C dependendo do tamanho da composteira A temperatura abaixa conforme a disponibilidade de material verde diminui.
  • 27. Atividade diária Conforme ocorre a decomposição, o volume da composteira tende a diminuir naturalmente Num período de 25 dias em média, as sobras devem ser acrescidas diariamente Sempre seguindo a proporção 3x1, até completar o volume.
  • 29. A composteira que repousa... Em uma segunda Para caixa, recomece o processo somar idêntico ao da primeira fase e, acrescente um punhado do composto já preparado. Cubra com matéria seca. A composteira que repousa será apenas revirada a cada final de semana, controlando a umidade
  • 31. Umidade e aeração Na literatura encontramos índices de umidade em torno de 40 a 50%. É vaga essa medida para quem trabalha em residência. Geralmente utilizo a visualização da proporção de umidade da terra dos jardins ou em praças Na cobertura morta do solo, a umidade da terra que está debaixo da camada de folhas mais grossas. Na foto, é possível perceber a umidade que mantenho Edson Silva
  • 32. O tempo e o adubo.... O composto estará pronto em, aproximadamente 90 dias, podendo ser utilizado a partir dos 60 dias. Com auxilio de uma peneira, retiro a parte mais fina e utilize A parte grosseira é incorporada no processo que esta sendo montado ou em um minhocário Edson Silva
  • 33. Espaço e transformação Meus dois tambores são suficientes para a transformação do lixo em adubo. Sem sujeira Sem cheiro Tenho um minhocário que ajuda no processo (à esquerda) o qual fornece húmus, que também é utilizado como adubo natural Edson Silva
  • 34. Minhocário Pode ser feito em um galão, perfurando o fundo para escoamento de água. Coloco uma camada de palha no fundo (que serve de filtro), uma camada de 10 cm de terra e uma camada de composto grosseiro. Adiciono água para umedecer a terra, 60 minhocas do tipo Califórnia e cubro com palha seca. Edson Silva
  • 35. Húmus ‘O húmus é a matéria que sobra da digestão da matéria orgânica por insetos e bactérias do solo. É comum atrair pequenas aranhas, tatuzinhos, tesourinhas, baratinhas da terra e outros pequenos insetos. Ótimo estabilizador de solos quando adicionado em vasos. Pode receber resíduos da cozinha como alimento, porém, há risco de gerar odores. Folhas verdes e pequenas porções de papeis são mais indicados como alimento’ Edson Silva
  • 36. Lixo que não é lixo Nosso lixo é rico em matéria orgânica. As sobras da preparação dos alimentos,como folhas, frutas, cascas, pó de café, saches de chá, cascas de ovos, talos, bagaços, guard anapos de papel e outras sobras que não contenham óleo, sal ou sobras de carnes e peixe, podem ser compostados Edson Silva
  • 39. Créditos das fotos e texto passo a passo para compostagem Blog Transformar a Terra www.transformaraterra.blogspot.com Adaptação de texto e formatação/layout de slide Blog Fura-bolha www.furabolha.blogspot.com