SlideShare uma empresa Scribd logo
COMPOSIC¸ ˜AO DE FUNC¸ ˜OES
Prof. Dr. Carlos A. P. Campani
DEFINIC¸ ˜AO
Dadas duas fun¸c˜oes f : A → B e g : B → C, a fun¸c˜ao composta de g com
f, denotada por g ◦ f, ´e definida como:
(g ◦ f)(x) = g(f(x))
DOM´INIO
O dom´ınio de g ◦ f ´e o conjunto de todos os pontos de x no dom´ınio de f
tal que f(x) est´a no dom´ınio de g.
dom(g ◦ f) = {x ∈ dom(f)|f(x) ∈ dom(g)}
Uma compara¸c˜ao metaf´orica pode ser feita com um sistema de pontes e
ilhas. Na met´afora, um conjunto de pontes conecta um conjunto de ilhas. As
ilhas s˜ao os elementos nos trˆes conjuntos A, B e C, que seriam arquip´elagos, e
as pontes s˜ao as setas conectando os valores. Se uma primeira seta, partindo
de um ponto de A, digamos a, chega em um valor de B, o qual n˜ao est´a
1
conectado com nenhum valor de C (n˜ao partem setas de B para nenhum
valor de C), ent˜ao o ponto a do dom´ınio de f, no conjunto A, deve ser
retirado do dom´ınio de g ◦ f, pois n˜ao h´a um caminho conectando o ponto
a com qualquer elemento de C (ou n˜ao h´a pontes a serem atravessadas para
l´a chegar).
EXEMPLOS
A) Sejam
f(x) =
√
x f : [0, +∞) → [0, +∞)
e
g(x) = 2x − 3 g : R → R
Encontre g ◦ f, f ◦ g e dom´ınios.
1. g ◦ f
(g ◦ f)(x) = g(f(x)) = g(
√
x) = 2
√
x − 3
Determinando dom´ınios e imagens para verificar o dom´ınio de g ◦ f:
• dom(f) = [0, +∞)
• img(f) = [0, +∞)
• dom(g) = R
Como
img(f) ⊆ dom(g)
ent˜ao,
dom(g ◦ f) = dom(f) = [0 + ∞)
Neste caso, img(f) ⊆ dom(g) significa que todo f(x) na imagem de
f est´a no dom(g), ent˜ao todos os x em dom(f) est˜ao no dom(g ◦ f),
n˜ao havendo nada a descontar. Na met´afora das pontes ´e como se toda
ponte que leva de A at´e B, encontra-se em B uma ponte para levar at´e
C.
2
2. f ◦ g
(f ◦ g)(x) = f(g(x)) = f(2x − 3) =
√
2x − 3
Determinando dom´ınios e imagens para verificar o dom´ınio de f ◦ g:
• dom(g) = R
• img(g) = R
• dom(f) = [0, +∞)
Como
img(g) ⊆ dom(f)
teremos de descontar do dominio da g os valores que n˜ao satisfazem
essa rela¸c˜ao. Estes valores s˜ao os valores em que 2x − 3 < 0. Logo,
os valores do dom´ınio de g que satisfazem a rela¸c˜ao s˜ao os valores da
solu¸c˜ao de 2x − 3 ≥ 0, ou seja, x ≥ 3/2.
Concluimos que dom(f ◦ g) = [3/2, +∞).
B) Sejam f(x) = 1
x
e g(x) = 1
x−1
. Determinar f ◦ g e seu dom´ınio.
(f ◦ g)(x) = f(g(x)) = f
1
x − 1
=
1
1
x−1
= x − 1
F´acil verificar que dom(f) = R − {0} e que dom(g) = R − {1}.
Al´em disto, observe que a fun¸c˜ao g possui uma ass´ıntota horizontal em
y = 0, j´a que a fun¸c˜ao n˜ao assume o valor zero (basta ver que o numerador
´e a constante 1). Logo, img(g) = R − {0}.
Determinando o dom´ınio de f ◦ g:
• dom(g) = R − {1}
• img(g) = R − {0}
• dom(f) = R − {0}
Como
img(g) ⊆ dom(f)
ent˜ao,
dom(f ◦ g) = dom(g) = R − {1}
3
C) Sejam f(x) = 1√
x
e g(x) = 1 − x2
. Determine f ◦ g e seu dom´ınio.
(f ◦ g)(x) = f(g(x)) = f(1 − x2
) =
1
√
1 − x2
Sabemos que dom(f) = (0, +∞) e que dom(g) = R.
A determina¸c˜ao de img(g) n˜ao ´e t˜ao direta. Podemos usar o fato de
g(x) = 1 − x2
ser uma fun¸c˜ao par, portanto com simetria em rela¸c˜ao ao eixo
y. Sabemos que se o coeficiente principal da par´abola ´e negativo, o v´ertice ´e
o maior valor do dom´ınio. Como a fun¸c˜ao apresenta simetria em rela¸c˜ao ao
eixo y, o ponto em que a curva da fun¸c˜ao intercepta o eixo y ´e o v´ertice:
g(0) = 1 − 02
= 1
Assim, o v´ertice est´a em (0, 1) e img(g) = (−∞, 1].
Outra possibilidade para determinar a imagem de g ´e esbo¸car o gr´afico
da fun¸c˜ao por transforma¸c˜ao de fun¸c˜oes e verificar as proje¸c˜oes da curva no
eixo y. Basta perceber que a fun¸c˜ao ´e uma par´abola com a concavidade para
baixo (−x2
), com uma transla¸c˜ao no eixo y para cima (+1):
Ent˜ao:
• dom(g) = R
• img(g) = (−∞, 1]
• dom(f) = (0, +∞) ou R+
4
Assim, img(g) ⊆ dom(f). Os valores do conjunto img(g) que n˜ao est˜ao no
conjunto dom(f) s˜ao aqueles determinados por 1 − x2
≤ 0. Logo, 1 − x2
> 0
´e a solu¸c˜ao para o dom´ınio da composta, ou seja, dom(f ◦ g) = (−1, 1)
Interessante ver o gr´afico da fun¸c˜ao f ◦ g para comprovar o dom´ınio cal-
culado.
5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Differentiation using First Principle - By Mohd Noor Abdul Hamid
Differentiation using First Principle  - By Mohd Noor Abdul HamidDifferentiation using First Principle  - By Mohd Noor Abdul Hamid
Differentiation using First Principle - By Mohd Noor Abdul Hamid
Mohd. Noor Abdul Hamid
 
Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...
Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...
Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...
MarcelloSantosChaves
 
1.1 review on algebra 1
1.1 review on algebra 11.1 review on algebra 1
1.1 review on algebra 1
math265
 
2.4 defintion of derivative
2.4 defintion of derivative2.4 defintion of derivative
2.4 defintion of derivative
math265
 
3.2 implicit equations and implicit differentiation
3.2 implicit equations and implicit differentiation3.2 implicit equations and implicit differentiation
3.2 implicit equations and implicit differentiation
math265
 
3 algebraic expressions y
3 algebraic expressions y3 algebraic expressions y
3 algebraic expressions y
math266
 
328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf
328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf
328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf
ANGELDAVIDSOTOOSORNI
 
LIMIT.ppt
LIMIT.pptLIMIT.ppt
LIMIT.ppt
Rosdiana799240
 
Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3
Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3
Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3
Ron Eick
 
100derivadasresueltasyosoytuprofe
100derivadasresueltasyosoytuprofe100derivadasresueltasyosoytuprofe
100derivadasresueltasyosoytuprofe
Javier Rangel
 
2.2 limits ii
2.2 limits ii2.2 limits ii
2.2 limits ii
math265
 
25 surface area
25 surface area25 surface area
25 surface area
math267
 
Limits AND Continuity
Limits AND ContinuityLimits AND Continuity
Limits AND Continuity
Uzair Ahmad
 
Bba i-bm-u-3.1-limit
Bba i-bm-u-3.1-limit Bba i-bm-u-3.1-limit
Bba i-bm-u-3.1-limit
Rai University
 
Newton
NewtonNewton
LÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITO
LÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITOLÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITO
LÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITO
jesusalarcon29
 
Método de Davidon-Fletcher-Powell
Método de Davidon-Fletcher-PowellMétodo de Davidon-Fletcher-Powell
Método de Davidon-Fletcher-Powell
David Macias Ferrer
 
Derivoinnin harjoittelua
Derivoinnin harjoitteluaDerivoinnin harjoittelua
Derivoinnin harjoitteluateemunmatikka
 
Limits and its theorem In Calculus
Limits and its theorem  In CalculusLimits and its theorem  In Calculus
Limits and its theorem In Calculus
Uzair Ahmad
 
CHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTION
CHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTIONCHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTION
CHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTION
Nikhil Pandit
 

Mais procurados (20)

Differentiation using First Principle - By Mohd Noor Abdul Hamid
Differentiation using First Principle  - By Mohd Noor Abdul HamidDifferentiation using First Principle  - By Mohd Noor Abdul Hamid
Differentiation using First Principle - By Mohd Noor Abdul Hamid
 
Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...
Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...
Profº. Marcelo Santos Chaves - Cálculo I (Limites e Continuidades) - Exercíci...
 
1.1 review on algebra 1
1.1 review on algebra 11.1 review on algebra 1
1.1 review on algebra 1
 
2.4 defintion of derivative
2.4 defintion of derivative2.4 defintion of derivative
2.4 defintion of derivative
 
3.2 implicit equations and implicit differentiation
3.2 implicit equations and implicit differentiation3.2 implicit equations and implicit differentiation
3.2 implicit equations and implicit differentiation
 
3 algebraic expressions y
3 algebraic expressions y3 algebraic expressions y
3 algebraic expressions y
 
328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf
328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf
328912819-Cap-10-Secc-10-3-Ec-Parametricas-y-Calculo.pdf
 
LIMIT.ppt
LIMIT.pptLIMIT.ppt
LIMIT.ppt
 
Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3
Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3
Increasing and decreasing functions ap calc sec 3.3
 
100derivadasresueltasyosoytuprofe
100derivadasresueltasyosoytuprofe100derivadasresueltasyosoytuprofe
100derivadasresueltasyosoytuprofe
 
2.2 limits ii
2.2 limits ii2.2 limits ii
2.2 limits ii
 
25 surface area
25 surface area25 surface area
25 surface area
 
Limits AND Continuity
Limits AND ContinuityLimits AND Continuity
Limits AND Continuity
 
Bba i-bm-u-3.1-limit
Bba i-bm-u-3.1-limit Bba i-bm-u-3.1-limit
Bba i-bm-u-3.1-limit
 
Newton
NewtonNewton
Newton
 
LÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITO
LÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITOLÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITO
LÍMITES LATERALES, INFINITOS Y AL INFINITO
 
Método de Davidon-Fletcher-Powell
Método de Davidon-Fletcher-PowellMétodo de Davidon-Fletcher-Powell
Método de Davidon-Fletcher-Powell
 
Derivoinnin harjoittelua
Derivoinnin harjoitteluaDerivoinnin harjoittelua
Derivoinnin harjoittelua
 
Limits and its theorem In Calculus
Limits and its theorem  In CalculusLimits and its theorem  In Calculus
Limits and its theorem In Calculus
 
CHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTION
CHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTIONCHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTION
CHAIN RULE AND IMPLICIT FUNCTION
 

Semelhante a Composição de Funções

Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007
Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007
Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007
Demetrio Ccesa Rayme
 
Lista de exercícios 13
Lista de exercícios 13Lista de exercícios 13
Lista de exercícios 13
Carlos Campani
 
4908712 matematica-modulo-02-funcoes
4908712 matematica-modulo-02-funcoes4908712 matematica-modulo-02-funcoes
4908712 matematica-modulo-02-funcoes
Anderson Luiz
 
Matemática – função inversa e composta 01 – 2014
Matemática – função inversa e composta 01 – 2014Matemática – função inversa e composta 01 – 2014
Matemática – função inversa e composta 01 – 2014
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Funcoes
FuncoesFuncoes
Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...
Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...
Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...
Bowman Guimaraes
 
Funções parte i
Funções parte iFunções parte i
Funções parte i
slidericardinho
 
Funções Elementares
Funções ElementaresFunções Elementares
Funções Elementares
Carlos Campani
 
Funções - Aula (3).pdf
Funções - Aula  (3).pdfFunções - Aula  (3).pdf
Funções - Aula (3).pdf
Marcelo Martelli Rossilho
 
Função Inversa
Função InversaFunção Inversa
Função Inversa
Carlos Campani
 
Matemática Discreta - Parte VI funções
Matemática Discreta - Parte VI funçõesMatemática Discreta - Parte VI funções
Matemática Discreta - Parte VI funções
Ulrich Schiel
 
Introd Funcao 3
Introd Funcao 3Introd Funcao 3
Introd Funcao 3
tioheraclito
 
Função composta
Função compostaFunção composta
Função composta
CAEC Unesp - Guaratinguetá
 
Integração cálculo 4
Integração cálculo 4Integração cálculo 4
Integração cálculo 4
Alexandre Neris
 
96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade
96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade
96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade
José Aldanilo Paraiba
 
Função composta
Função compostaFunção composta
Função composta
luizleira
 
Função composta
Função compostaFunção composta
Função composta
luizleira
 
Funcoes gaia
Funcoes gaiaFuncoes gaia
Funcoes gaia
slidericardinho
 
Relatorio integrais rev
Relatorio integrais  revRelatorio integrais  rev
Relatorio integrais rev
Estela Lasmar
 
Funcoes parte1
Funcoes parte1Funcoes parte1
Funcoes parte1
slidericardinho
 

Semelhante a Composição de Funções (20)

Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007
Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007
Teoría y Problemas de Calculo Integral souza-ccesa007
 
Lista de exercícios 13
Lista de exercícios 13Lista de exercícios 13
Lista de exercícios 13
 
4908712 matematica-modulo-02-funcoes
4908712 matematica-modulo-02-funcoes4908712 matematica-modulo-02-funcoes
4908712 matematica-modulo-02-funcoes
 
Matemática – função inversa e composta 01 – 2014
Matemática – função inversa e composta 01 – 2014Matemática – função inversa e composta 01 – 2014
Matemática – função inversa e composta 01 – 2014
 
Funcoes
FuncoesFuncoes
Funcoes
 
Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...
Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...
Www.math.ist.utl.pt ~jmourao cii_exercicios_aula12. integ. de linha de um cam...
 
Funções parte i
Funções parte iFunções parte i
Funções parte i
 
Funções Elementares
Funções ElementaresFunções Elementares
Funções Elementares
 
Funções - Aula (3).pdf
Funções - Aula  (3).pdfFunções - Aula  (3).pdf
Funções - Aula (3).pdf
 
Função Inversa
Função InversaFunção Inversa
Função Inversa
 
Matemática Discreta - Parte VI funções
Matemática Discreta - Parte VI funçõesMatemática Discreta - Parte VI funções
Matemática Discreta - Parte VI funções
 
Introd Funcao 3
Introd Funcao 3Introd Funcao 3
Introd Funcao 3
 
Função composta
Função compostaFunção composta
Função composta
 
Integração cálculo 4
Integração cálculo 4Integração cálculo 4
Integração cálculo 4
 
96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade
96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade
96166676 introd-algebra-exercicios-resolvidos-3-lenimar-n-andrade
 
Função composta
Função compostaFunção composta
Função composta
 
Função composta
Função compostaFunção composta
Função composta
 
Funcoes gaia
Funcoes gaiaFuncoes gaia
Funcoes gaia
 
Relatorio integrais rev
Relatorio integrais  revRelatorio integrais  rev
Relatorio integrais rev
 
Funcoes parte1
Funcoes parte1Funcoes parte1
Funcoes parte1
 

Mais de Carlos Campani

Técnicas de integração
Técnicas de integraçãoTécnicas de integração
Técnicas de integração
Carlos Campani
 
Lista de exercícios 3
Lista de exercícios 3Lista de exercícios 3
Lista de exercícios 3
Carlos Campani
 
Lista de exercícios 2
Lista de exercícios 2Lista de exercícios 2
Lista de exercícios 2
Carlos Campani
 
Aplicações da integração
Aplicações da integraçãoAplicações da integração
Aplicações da integração
Carlos Campani
 
Lista de exercícios 1
Lista de exercícios 1Lista de exercícios 1
Lista de exercícios 1
Carlos Campani
 
Integral
IntegralIntegral
Integral
Carlos Campani
 
Semana 14
Semana 14 Semana 14
Semana 14
Carlos Campani
 
Semana 13
Semana 13 Semana 13
Semana 13
Carlos Campani
 
Semana 12
Semana 12Semana 12
Semana 12
Carlos Campani
 
Semana 11
Semana 11Semana 11
Semana 11
Carlos Campani
 
Semana 10
Semana 10 Semana 10
Semana 10
Carlos Campani
 
Semana 9
Semana 9 Semana 9
Semana 9
Carlos Campani
 
ANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃO
ANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃOANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃO
ANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃO
Carlos Campani
 
PROPRIEDADES DAS FUNÇÕES
PROPRIEDADES DAS FUNÇÕESPROPRIEDADES DAS FUNÇÕES
PROPRIEDADES DAS FUNÇÕES
Carlos Campani
 
Funções, suas propriedades e gráfico
Funções, suas propriedades e gráficoFunções, suas propriedades e gráfico
Funções, suas propriedades e gráfico
Carlos Campani
 
Solução de equações modulares
Solução de equações modularesSolução de equações modulares
Solução de equações modulares
Carlos Campani
 
Equações polinomiais
Equações polinomiaisEquações polinomiais
Equações polinomiais
Carlos Campani
 
PROVAS DE TEOREMAS
PROVAS DE TEOREMASPROVAS DE TEOREMAS
PROVAS DE TEOREMAS
Carlos Campani
 
Instruções de Aprendiz
Instruções de AprendizInstruções de Aprendiz
Instruções de Aprendiz
Carlos Campani
 
Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...
Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...
Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...
Carlos Campani
 

Mais de Carlos Campani (20)

Técnicas de integração
Técnicas de integraçãoTécnicas de integração
Técnicas de integração
 
Lista de exercícios 3
Lista de exercícios 3Lista de exercícios 3
Lista de exercícios 3
 
Lista de exercícios 2
Lista de exercícios 2Lista de exercícios 2
Lista de exercícios 2
 
Aplicações da integração
Aplicações da integraçãoAplicações da integração
Aplicações da integração
 
Lista de exercícios 1
Lista de exercícios 1Lista de exercícios 1
Lista de exercícios 1
 
Integral
IntegralIntegral
Integral
 
Semana 14
Semana 14 Semana 14
Semana 14
 
Semana 13
Semana 13 Semana 13
Semana 13
 
Semana 12
Semana 12Semana 12
Semana 12
 
Semana 11
Semana 11Semana 11
Semana 11
 
Semana 10
Semana 10 Semana 10
Semana 10
 
Semana 9
Semana 9 Semana 9
Semana 9
 
ANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃO
ANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃOANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃO
ANÁLISE COMPLETA DE UMA FUNÇÃO
 
PROPRIEDADES DAS FUNÇÕES
PROPRIEDADES DAS FUNÇÕESPROPRIEDADES DAS FUNÇÕES
PROPRIEDADES DAS FUNÇÕES
 
Funções, suas propriedades e gráfico
Funções, suas propriedades e gráficoFunções, suas propriedades e gráfico
Funções, suas propriedades e gráfico
 
Solução de equações modulares
Solução de equações modularesSolução de equações modulares
Solução de equações modulares
 
Equações polinomiais
Equações polinomiaisEquações polinomiais
Equações polinomiais
 
PROVAS DE TEOREMAS
PROVAS DE TEOREMASPROVAS DE TEOREMAS
PROVAS DE TEOREMAS
 
Instruções de Aprendiz
Instruções de AprendizInstruções de Aprendiz
Instruções de Aprendiz
 
Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...
Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...
Álgebra básica, potenciação, notação científica, radiciação, polinômios, fato...
 

Composição de Funções

  • 1. COMPOSIC¸ ˜AO DE FUNC¸ ˜OES Prof. Dr. Carlos A. P. Campani DEFINIC¸ ˜AO Dadas duas fun¸c˜oes f : A → B e g : B → C, a fun¸c˜ao composta de g com f, denotada por g ◦ f, ´e definida como: (g ◦ f)(x) = g(f(x)) DOM´INIO O dom´ınio de g ◦ f ´e o conjunto de todos os pontos de x no dom´ınio de f tal que f(x) est´a no dom´ınio de g. dom(g ◦ f) = {x ∈ dom(f)|f(x) ∈ dom(g)} Uma compara¸c˜ao metaf´orica pode ser feita com um sistema de pontes e ilhas. Na met´afora, um conjunto de pontes conecta um conjunto de ilhas. As ilhas s˜ao os elementos nos trˆes conjuntos A, B e C, que seriam arquip´elagos, e as pontes s˜ao as setas conectando os valores. Se uma primeira seta, partindo de um ponto de A, digamos a, chega em um valor de B, o qual n˜ao est´a 1
  • 2. conectado com nenhum valor de C (n˜ao partem setas de B para nenhum valor de C), ent˜ao o ponto a do dom´ınio de f, no conjunto A, deve ser retirado do dom´ınio de g ◦ f, pois n˜ao h´a um caminho conectando o ponto a com qualquer elemento de C (ou n˜ao h´a pontes a serem atravessadas para l´a chegar). EXEMPLOS A) Sejam f(x) = √ x f : [0, +∞) → [0, +∞) e g(x) = 2x − 3 g : R → R Encontre g ◦ f, f ◦ g e dom´ınios. 1. g ◦ f (g ◦ f)(x) = g(f(x)) = g( √ x) = 2 √ x − 3 Determinando dom´ınios e imagens para verificar o dom´ınio de g ◦ f: • dom(f) = [0, +∞) • img(f) = [0, +∞) • dom(g) = R Como img(f) ⊆ dom(g) ent˜ao, dom(g ◦ f) = dom(f) = [0 + ∞) Neste caso, img(f) ⊆ dom(g) significa que todo f(x) na imagem de f est´a no dom(g), ent˜ao todos os x em dom(f) est˜ao no dom(g ◦ f), n˜ao havendo nada a descontar. Na met´afora das pontes ´e como se toda ponte que leva de A at´e B, encontra-se em B uma ponte para levar at´e C. 2
  • 3. 2. f ◦ g (f ◦ g)(x) = f(g(x)) = f(2x − 3) = √ 2x − 3 Determinando dom´ınios e imagens para verificar o dom´ınio de f ◦ g: • dom(g) = R • img(g) = R • dom(f) = [0, +∞) Como img(g) ⊆ dom(f) teremos de descontar do dominio da g os valores que n˜ao satisfazem essa rela¸c˜ao. Estes valores s˜ao os valores em que 2x − 3 < 0. Logo, os valores do dom´ınio de g que satisfazem a rela¸c˜ao s˜ao os valores da solu¸c˜ao de 2x − 3 ≥ 0, ou seja, x ≥ 3/2. Concluimos que dom(f ◦ g) = [3/2, +∞). B) Sejam f(x) = 1 x e g(x) = 1 x−1 . Determinar f ◦ g e seu dom´ınio. (f ◦ g)(x) = f(g(x)) = f 1 x − 1 = 1 1 x−1 = x − 1 F´acil verificar que dom(f) = R − {0} e que dom(g) = R − {1}. Al´em disto, observe que a fun¸c˜ao g possui uma ass´ıntota horizontal em y = 0, j´a que a fun¸c˜ao n˜ao assume o valor zero (basta ver que o numerador ´e a constante 1). Logo, img(g) = R − {0}. Determinando o dom´ınio de f ◦ g: • dom(g) = R − {1} • img(g) = R − {0} • dom(f) = R − {0} Como img(g) ⊆ dom(f) ent˜ao, dom(f ◦ g) = dom(g) = R − {1} 3
  • 4. C) Sejam f(x) = 1√ x e g(x) = 1 − x2 . Determine f ◦ g e seu dom´ınio. (f ◦ g)(x) = f(g(x)) = f(1 − x2 ) = 1 √ 1 − x2 Sabemos que dom(f) = (0, +∞) e que dom(g) = R. A determina¸c˜ao de img(g) n˜ao ´e t˜ao direta. Podemos usar o fato de g(x) = 1 − x2 ser uma fun¸c˜ao par, portanto com simetria em rela¸c˜ao ao eixo y. Sabemos que se o coeficiente principal da par´abola ´e negativo, o v´ertice ´e o maior valor do dom´ınio. Como a fun¸c˜ao apresenta simetria em rela¸c˜ao ao eixo y, o ponto em que a curva da fun¸c˜ao intercepta o eixo y ´e o v´ertice: g(0) = 1 − 02 = 1 Assim, o v´ertice est´a em (0, 1) e img(g) = (−∞, 1]. Outra possibilidade para determinar a imagem de g ´e esbo¸car o gr´afico da fun¸c˜ao por transforma¸c˜ao de fun¸c˜oes e verificar as proje¸c˜oes da curva no eixo y. Basta perceber que a fun¸c˜ao ´e uma par´abola com a concavidade para baixo (−x2 ), com uma transla¸c˜ao no eixo y para cima (+1): Ent˜ao: • dom(g) = R • img(g) = (−∞, 1] • dom(f) = (0, +∞) ou R+ 4
  • 5. Assim, img(g) ⊆ dom(f). Os valores do conjunto img(g) que n˜ao est˜ao no conjunto dom(f) s˜ao aqueles determinados por 1 − x2 ≤ 0. Logo, 1 − x2 > 0 ´e a solu¸c˜ao para o dom´ınio da composta, ou seja, dom(f ◦ g) = (−1, 1) Interessante ver o gr´afico da fun¸c˜ao f ◦ g para comprovar o dom´ınio cal- culado. 5