SlideShare uma empresa Scribd logo
Comportamento
organizacional: Motivação,
Liderança, Gerenciamento de
Conflitos.
HANTER DUARTE – LUCIANO NASCIMENTO
BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO FATEC-PE
DISCIPLINA: ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL E EMPREENDEDORISMO
4º PERÍODO – PROF: HUGO ALBUQUERQUE
Comportamento organizacional:
 O que é ?
 De acordo com Robbins é um campo de estudo que investiga o impacto que
indivíduos, grupos e a estrutura têm sobre o comportamento dentro das
organizações com o propósito de aplicar este conhecimento em prol do
aprimoramento da eficácia de uma organização.
 Inclui motivação, liderança, poder, comunicação interpessoal, estrutura e processos
de grupo, aprendizagem, desenvolvimento e percepção de atitude, processo de
mudanças, gerenciamento de conflitos.
Motivação no ambiente organizacional
 Motivação é um dos principais fatores que contribuem para o alcance de grandes
resultados. É fato que profissionais motivados se dedicam mais, se empenham
mais, doam o seu melhor e, por isso, conseguem produzir mais e melhor, afinal é
melhor trabalhar em um ambiente que gostamos.
Processo Motivacional
 De acordo com Chiavenato (2005), a motivação esta atrelada com o
comportamento humano, quando este pretende alcançar algum objetivo, existe
uma variedade de fatores que poderão influenciar a motivação do indivíduo,
quando o mesmo tem uma determinada necessidade, imediatamente busca
mecanismos que faz com que a satisfação seja suprida de forma a lhe garantir um
conforto e realização.
 O processo motivacional pode ser explicado da seguinte forma: as necessidades e
carências provocam tensão e desconforto na pessoa e desencadeiam um processo
que busca reduzir ou eliminar a tensão. A pessoa escolhe um curso de ação para
satisfazer determinada necessidade ou carência. Se a pessoa consegue satisfazer a
necessidade, o processo motivacional é bem-sucedido.
Liderança no ambiente organizacional
 A liderança é um dos principais comportamentos almejados e valorizados pelas
organizações. A capacidade de gerir e conduzir pessoas rumo a grandes resultados
é uma tarefa que exige uma habilidade de liderança bem desenvolvida.
 É fundamental que toda empresa possua um líder de excelência, um bom líder
consegue administrar sua equipe de forma efetiva, delegar tarefas, estipular prazos
e inspirar profissionais a darem o seu melhor em qualquer atividade. Existem três
estilos básicos de liderança, a liderança autocrática, a liderança liberal, e a liderança
democrática, na prática o líder utiliza os três estilos de acordo com a situação, com
as pessoas e com a tarefa a ser executada.
 Estilo de liderança autocrática
O líder fixa as diretrizes, sem qualquer participação do grupo, determina as técnicas para
execução das tarefas, na medida que se tornam necessárias e de modo imprevisível para o
É dominador e é pessoal nos elogios e nas críticas ao trabalho de cada membro da equipe.
 Estilo de liderança liberal
Há liberdade para as decisões grupais ou individuais, com participação mínima do líder. A
divisão das tarefas e a escolha dos companheiros fica totalmente a cargo do grupo, o líder não
faz nenhuma tentativa de avaliar ou de regular o curso dos acontecimentos, só faz
sobre as atividades dos membros do grupo quando perguntado.
 Estilo de liderança democrática
As diretrizes são debatidas e decididas pelo grupo que estabelece as providências e as
técnicas para atingir o alvo, solicitando aconselhamento técnico ao líder quando necessário. A
divisão das tarefas fica a critério do grupo e cada membro tem liberdade de escolher os seus
companheiros de trabalho, o líder procura ser um membro normal do grupo.
Gerenciamento de Conflitos
 As organizações procuram maximizar seus lucros encontrando soluções inovadoras
que possam ajudar-lhes a se adaptar ao ambiente externo de uma forma rápida,
econômica e o mais eficiente possível, evitando com isso perda de tempo, dinheiro
e de mercado.
 A junção de pessoas com personalidades, preferências, interesses, valores, estilos,
etnias e idade divergentes podem gerar os chamados conflitos interpessoais que
são também identificados por serem conflitos disfuncionais que acarretam
hostilidade entre os envolvidos, muitas vezes aflorando no ambiente
organizacional, gerando atitudes negativas que são acompanhadas de raiva e ódio.
Tipos de Conflitos (Conflito Funcional e Conflito
Disfuncional)
 Conflito Funcional: está relacionado a tarefa e ao processo e o disfuncional ao
relacionamento. Segundo Robbins (2004), nem todos os conflitos geram bons
resultados, alguns conflitos geram melhorias e outros atrapalham o desempenho,
estes podem ser divididos em funcionais que estão quase sempre relacionados
com os conflitos de tarefa e processo.
 Conflito Disfuncional: quase sempre estão relacionados com os conflitos que
envolvem o relacionamento entre pessoas e grupos.
 Os conflitos funcionais são bons e apoiam os objetivos do grupo, melhorando seu
desempenho de uma forma construtiva para a organização
Resolução de Conflitos
 Criar uma atmosfera afetiva;
 Esclarecer as percepções;
 Focalizar em necessidades individuais e compartilhadas;
 Construir um poder positivo e compartilhado;
 Olhar para o futuro e, em seguida, aprender com o passado;
 Gerar opções de ganhos mútuos;
 Desenvolver passos para a ação a ser efetivada;
 Estabelecer acordos de benefícios mútuos.
Ambiente Organizacional
(Clima e Cultura)
Ambiente Organizacional
 É composto por um conjunto de fatores tanto internos
quanto externos que estão ligados direta ou indiretamente a
uma organização e que tem poder para influenciar o
desempenho da mesma.
Clima
 O Clima Organizacional constitui o meio Interno de uma
Organização. É o ambiente humano dentro do quais as
pessoas de uma organização executam seu trabalho,
especificamente aos aspectos que levam à provocação de
diferentes espécies de motivação nos seus participantes.
Cultura
 É formada por seus valores éticos e morais, princípios,
crenças, políticas internas e externas, sistemas, e clima
organizacional. São “regras” que todos os membros dessa
organização seguem e adotam como diretrizes e premissas
para orientar o trabalho e comportamento.
Competência
 A palavra competência possui diversas definições
dependendo da cultura, dos valores, da visão e das
experiências de cada um, entretanto, se compararmos os
diversos sentidos da competência e estudarmos a fundo o seu
significado, poderemos observar que, apesar das diferentes
definições, o sentido da palavra é único.
Definições de Competência
● Parry (1996), define competência como um agrupamento de conhecimentos,
habilidades e atitudes correlacionados, que afeta parte considerável da atividade
de alguém e que pode ser medido contra padrões preestabelecidos, podendo ser
melhorado por meio de treinamento e desenvolvimento.
● Resende (2000), define competência é a transformação de conhecimentos,
aptidões, habilidades, interesse e vontade, em resultados reais, práticos, pois
quando um indivíduo tem conhecimento e experiência e não sabe aplicá- los em
favor de um objetivo, de uma necessidade ou de um compromisso, significa que
este indivíduo não é realmente competente
● Para Rabaglio (2001), competência é um conjunto de conhecimentos, habilidades,
atitudes e comportamentos que permitem ao indivíduo desempenhar com eficácia
determinadas tarefas. Para ela, ser competente e ter competência são coisas
diferentes.
Gestão por Competência
C.H.A.V.E
Vantagens da Gestão por Competências
 Dentre as diversas vantagens da gestão por competência, Gramigna (2002)
cita algumas:
 - A possibilidade de se definir perfis profissionais que favorecerão a
produtividade;
 - O desenvolvimento das equipes orientado pelas competências
necessárias aos diversos postos de trabalho;
 - A identificação dos pontos de insuficiência, permitindo intervenções de
retorno garantido para a organização;
 - O gerenciamento do desempenho com base em critérios mensuráveis e
passíveis de observação direta;
 - O aumento da produtividade e a maximização de resultados;
 - A conscientização das equipes para assumirem a corresponsabilidade
pelo seu autodesenvolvimento, tornando o processo ganha-ganha. Tanto
a organização quanto os colaboradores têm suas expectativas atendidas;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cultura e clima organizacionais 4
Cultura e clima organizacionais 4Cultura e clima organizacionais 4
Cultura e clima organizacionais 4
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
Divino Fredson
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
Larissa Estevão
 
Organogramas
OrganogramasOrganogramas
Organogramas
cattonia
 
Gestão do tempo
Gestão do tempoGestão do tempo
Gestão do tempo
Laysa Cunha
 
Ética e Responsabilidade Social
Ética e Responsabilidade SocialÉtica e Responsabilidade Social
Ética e Responsabilidade Social
Silvia Helena Carvalho Ramos Valladao de CAMARGO
 
Liderança e Comunicação - Maurício Andrade
Liderança e Comunicação - Maurício AndradeLiderança e Comunicação - Maurício Andrade
Liderança e Comunicação - Maurício Andrade
Maurício Andrade
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
Letícia Vilela de Aquino
 
Desenvolvimento pessoal e profissional
Desenvolvimento pessoal e profissionalDesenvolvimento pessoal e profissional
Desenvolvimento pessoal e profissional
Cleiton Rodrigo da Silva Ribeiro
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Ludmila Moura
 
Produtividade e Qualidade
Produtividade e QualidadeProdutividade e Qualidade
Produtividade e Qualidade
Fernanda Paola Butarelli
 
Recrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoasRecrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoas
Érica Rangel
 
Introdução Geral a Administração
Introdução Geral a AdministraçãoIntrodução Geral a Administração
Introdução Geral a Administração
Jeane Santos
 
Palestra Motivacional
Palestra Motivacional Palestra Motivacional
Palestra Motivacional
Lucas Fonseca
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Pricila Yessayan
 
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Wandick Rocha de Aquino
 
Aula 1 - Marketing pessoal
Aula 1 - Marketing pessoalAula 1 - Marketing pessoal
Aula 1 - Marketing pessoal
Professor Cristiano Barreto
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
Rui Loureiro
 
Liderança
LiderançaLiderança
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
Alex Eduardo Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Cultura e clima organizacionais 4
Cultura e clima organizacionais 4Cultura e clima organizacionais 4
Cultura e clima organizacionais 4
 
Funções da Administração
Funções da AdministraçãoFunções da Administração
Funções da Administração
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 
Organogramas
OrganogramasOrganogramas
Organogramas
 
Gestão do tempo
Gestão do tempoGestão do tempo
Gestão do tempo
 
Ética e Responsabilidade Social
Ética e Responsabilidade SocialÉtica e Responsabilidade Social
Ética e Responsabilidade Social
 
Liderança e Comunicação - Maurício Andrade
Liderança e Comunicação - Maurício AndradeLiderança e Comunicação - Maurício Andrade
Liderança e Comunicação - Maurício Andrade
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
 
Desenvolvimento pessoal e profissional
Desenvolvimento pessoal e profissionalDesenvolvimento pessoal e profissional
Desenvolvimento pessoal e profissional
 
Gestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de LiderançaGestão de equipes e sistema de Liderança
Gestão de equipes e sistema de Liderança
 
Produtividade e Qualidade
Produtividade e QualidadeProdutividade e Qualidade
Produtividade e Qualidade
 
Recrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoasRecrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoas
 
Introdução Geral a Administração
Introdução Geral a AdministraçãoIntrodução Geral a Administração
Introdução Geral a Administração
 
Palestra Motivacional
Palestra Motivacional Palestra Motivacional
Palestra Motivacional
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
Práticas de Recursos Humanos - Aula 1 a 10
 
Aula 1 - Marketing pessoal
Aula 1 - Marketing pessoalAula 1 - Marketing pessoal
Aula 1 - Marketing pessoal
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
 

Semelhante a Comportamento organizacional

Nova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptxNova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptx
denildobarros1
 
Aula 2 adminis
Aula 2 adminisAula 2 adminis
Aula 2 adminis
Marluce Filipe
 
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
Valentina Silva
 
Liderença
LiderençaLiderença
Liderença
Glebson Rodrigues
 
5 culturaorganizacional-100204173944-phpapp01
5 culturaorganizacional-100204173944-phpapp015 culturaorganizacional-100204173944-phpapp01
5 culturaorganizacional-100204173944-phpapp01
Karla Isa
 
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a práticaLiderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
Gustavo D'Avila
 
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Airam Lyra Raposo
 
Apostilacompleta.doc
Apostilacompleta.docApostilacompleta.doc
Apostilacompleta.doc
Keke Gomes
 
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdfECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
ProfWellingtonAleixo
 
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectivaCoaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Andrea Oliveira
 
2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance
2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance
2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance
Eduardo Rocha
 
Comportamento organizacional
Comportamento organizacionalComportamento organizacional
Comportamento organizacional
Coach Prof. Cesar Rufino
 
Gestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoGestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desporto
CatarinaNeivas
 
Pratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizaçõesPratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizações
artelajeans
 
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativoContributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Biblioteca Avelar Brotero
 
Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)
Vanessa Rodrigues
 
Silid modelo de liderança
Silid modelo de liderançaSilid modelo de liderança
Silid modelo de liderança
profmariaduarte
 
LIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdfLIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdf
MarianaTakitane1
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
Helio Oliveira Oliveira
 
Recursos humanos villa
Recursos humanos villaRecursos humanos villa
Recursos humanos villa
Saulo Souza
 

Semelhante a Comportamento organizacional (20)

Nova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptxNova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptx
 
Aula 2 adminis
Aula 2 adminisAula 2 adminis
Aula 2 adminis
 
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
 
Liderença
LiderençaLiderença
Liderença
 
5 culturaorganizacional-100204173944-phpapp01
5 culturaorganizacional-100204173944-phpapp015 culturaorganizacional-100204173944-phpapp01
5 culturaorganizacional-100204173944-phpapp01
 
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a práticaLiderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
 
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
Curso Introdutório de RH (ALR_Consultoria)
 
Apostilacompleta.doc
Apostilacompleta.docApostilacompleta.doc
Apostilacompleta.doc
 
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdfECO - COMPORTAMENTO  ORGANIZACIONAL.pdf
ECO - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL.pdf
 
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectivaCoaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectiva
 
2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance
2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance
2. liderança transformacional e o desenvolvimento de equipes de alta performance
 
Comportamento organizacional
Comportamento organizacionalComportamento organizacional
Comportamento organizacional
 
Gestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoGestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desporto
 
Pratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizaçõesPratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizações
 
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativoContributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
 
Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)
 
Silid modelo de liderança
Silid modelo de liderançaSilid modelo de liderança
Silid modelo de liderança
 
LIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdfLIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdf
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
Recursos humanos villa
Recursos humanos villaRecursos humanos villa
Recursos humanos villa
 

Comportamento organizacional

  • 1. Comportamento organizacional: Motivação, Liderança, Gerenciamento de Conflitos. HANTER DUARTE – LUCIANO NASCIMENTO BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO FATEC-PE DISCIPLINA: ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL E EMPREENDEDORISMO 4º PERÍODO – PROF: HUGO ALBUQUERQUE
  • 2. Comportamento organizacional:  O que é ?  De acordo com Robbins é um campo de estudo que investiga o impacto que indivíduos, grupos e a estrutura têm sobre o comportamento dentro das organizações com o propósito de aplicar este conhecimento em prol do aprimoramento da eficácia de uma organização.  Inclui motivação, liderança, poder, comunicação interpessoal, estrutura e processos de grupo, aprendizagem, desenvolvimento e percepção de atitude, processo de mudanças, gerenciamento de conflitos.
  • 3. Motivação no ambiente organizacional  Motivação é um dos principais fatores que contribuem para o alcance de grandes resultados. É fato que profissionais motivados se dedicam mais, se empenham mais, doam o seu melhor e, por isso, conseguem produzir mais e melhor, afinal é melhor trabalhar em um ambiente que gostamos.
  • 4. Processo Motivacional  De acordo com Chiavenato (2005), a motivação esta atrelada com o comportamento humano, quando este pretende alcançar algum objetivo, existe uma variedade de fatores que poderão influenciar a motivação do indivíduo, quando o mesmo tem uma determinada necessidade, imediatamente busca mecanismos que faz com que a satisfação seja suprida de forma a lhe garantir um conforto e realização.  O processo motivacional pode ser explicado da seguinte forma: as necessidades e carências provocam tensão e desconforto na pessoa e desencadeiam um processo que busca reduzir ou eliminar a tensão. A pessoa escolhe um curso de ação para satisfazer determinada necessidade ou carência. Se a pessoa consegue satisfazer a necessidade, o processo motivacional é bem-sucedido.
  • 5. Liderança no ambiente organizacional  A liderança é um dos principais comportamentos almejados e valorizados pelas organizações. A capacidade de gerir e conduzir pessoas rumo a grandes resultados é uma tarefa que exige uma habilidade de liderança bem desenvolvida.  É fundamental que toda empresa possua um líder de excelência, um bom líder consegue administrar sua equipe de forma efetiva, delegar tarefas, estipular prazos e inspirar profissionais a darem o seu melhor em qualquer atividade. Existem três estilos básicos de liderança, a liderança autocrática, a liderança liberal, e a liderança democrática, na prática o líder utiliza os três estilos de acordo com a situação, com as pessoas e com a tarefa a ser executada.
  • 6.  Estilo de liderança autocrática O líder fixa as diretrizes, sem qualquer participação do grupo, determina as técnicas para execução das tarefas, na medida que se tornam necessárias e de modo imprevisível para o É dominador e é pessoal nos elogios e nas críticas ao trabalho de cada membro da equipe.  Estilo de liderança liberal Há liberdade para as decisões grupais ou individuais, com participação mínima do líder. A divisão das tarefas e a escolha dos companheiros fica totalmente a cargo do grupo, o líder não faz nenhuma tentativa de avaliar ou de regular o curso dos acontecimentos, só faz sobre as atividades dos membros do grupo quando perguntado.  Estilo de liderança democrática As diretrizes são debatidas e decididas pelo grupo que estabelece as providências e as técnicas para atingir o alvo, solicitando aconselhamento técnico ao líder quando necessário. A divisão das tarefas fica a critério do grupo e cada membro tem liberdade de escolher os seus companheiros de trabalho, o líder procura ser um membro normal do grupo.
  • 7. Gerenciamento de Conflitos  As organizações procuram maximizar seus lucros encontrando soluções inovadoras que possam ajudar-lhes a se adaptar ao ambiente externo de uma forma rápida, econômica e o mais eficiente possível, evitando com isso perda de tempo, dinheiro e de mercado.  A junção de pessoas com personalidades, preferências, interesses, valores, estilos, etnias e idade divergentes podem gerar os chamados conflitos interpessoais que são também identificados por serem conflitos disfuncionais que acarretam hostilidade entre os envolvidos, muitas vezes aflorando no ambiente organizacional, gerando atitudes negativas que são acompanhadas de raiva e ódio.
  • 8. Tipos de Conflitos (Conflito Funcional e Conflito Disfuncional)  Conflito Funcional: está relacionado a tarefa e ao processo e o disfuncional ao relacionamento. Segundo Robbins (2004), nem todos os conflitos geram bons resultados, alguns conflitos geram melhorias e outros atrapalham o desempenho, estes podem ser divididos em funcionais que estão quase sempre relacionados com os conflitos de tarefa e processo.  Conflito Disfuncional: quase sempre estão relacionados com os conflitos que envolvem o relacionamento entre pessoas e grupos.  Os conflitos funcionais são bons e apoiam os objetivos do grupo, melhorando seu desempenho de uma forma construtiva para a organização
  • 9. Resolução de Conflitos  Criar uma atmosfera afetiva;  Esclarecer as percepções;  Focalizar em necessidades individuais e compartilhadas;  Construir um poder positivo e compartilhado;  Olhar para o futuro e, em seguida, aprender com o passado;  Gerar opções de ganhos mútuos;  Desenvolver passos para a ação a ser efetivada;  Estabelecer acordos de benefícios mútuos.
  • 11. Ambiente Organizacional  É composto por um conjunto de fatores tanto internos quanto externos que estão ligados direta ou indiretamente a uma organização e que tem poder para influenciar o desempenho da mesma.
  • 12. Clima  O Clima Organizacional constitui o meio Interno de uma Organização. É o ambiente humano dentro do quais as pessoas de uma organização executam seu trabalho, especificamente aos aspectos que levam à provocação de diferentes espécies de motivação nos seus participantes.
  • 13. Cultura  É formada por seus valores éticos e morais, princípios, crenças, políticas internas e externas, sistemas, e clima organizacional. São “regras” que todos os membros dessa organização seguem e adotam como diretrizes e premissas para orientar o trabalho e comportamento.
  • 14. Competência  A palavra competência possui diversas definições dependendo da cultura, dos valores, da visão e das experiências de cada um, entretanto, se compararmos os diversos sentidos da competência e estudarmos a fundo o seu significado, poderemos observar que, apesar das diferentes definições, o sentido da palavra é único.
  • 15. Definições de Competência ● Parry (1996), define competência como um agrupamento de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionados, que afeta parte considerável da atividade de alguém e que pode ser medido contra padrões preestabelecidos, podendo ser melhorado por meio de treinamento e desenvolvimento. ● Resende (2000), define competência é a transformação de conhecimentos, aptidões, habilidades, interesse e vontade, em resultados reais, práticos, pois quando um indivíduo tem conhecimento e experiência e não sabe aplicá- los em favor de um objetivo, de uma necessidade ou de um compromisso, significa que este indivíduo não é realmente competente ● Para Rabaglio (2001), competência é um conjunto de conhecimentos, habilidades, atitudes e comportamentos que permitem ao indivíduo desempenhar com eficácia determinadas tarefas. Para ela, ser competente e ter competência são coisas diferentes.
  • 17. Vantagens da Gestão por Competências  Dentre as diversas vantagens da gestão por competência, Gramigna (2002) cita algumas:  - A possibilidade de se definir perfis profissionais que favorecerão a produtividade;  - O desenvolvimento das equipes orientado pelas competências necessárias aos diversos postos de trabalho;  - A identificação dos pontos de insuficiência, permitindo intervenções de retorno garantido para a organização;  - O gerenciamento do desempenho com base em critérios mensuráveis e passíveis de observação direta;  - O aumento da produtividade e a maximização de resultados;  - A conscientização das equipes para assumirem a corresponsabilidade pelo seu autodesenvolvimento, tornando o processo ganha-ganha. Tanto a organização quanto os colaboradores têm suas expectativas atendidas;