SlideShare uma empresa Scribd logo
NOTÍCIAS DO PMI E IPMA




    Competências em estão
    de projetos, programas e portfólio.
    A IPMA e seu modelo de gestão por competências.
    HANS KNOEPFEL, D.SC.
    RAPHAEL ALBERGARIAS, PH.D*
    LUIZ ROCHA, M.SC


    INTRODUÇÃO                                              servindo ao propósito de desenvolver a dis-      ras; gerenciamento de bônus e incentivos; e
                                                            ciplina de gestão de projetos dentro do país.    avaliação de performance.
         A International Project Management Asso-                O objetivo deste artigo é apresentar a           O IPMA Competence Baseline (ICB) é
    ciation (IPMA®) é uma organização sem fins              abordagem IPMA estruturada com base              o referencial de competências em gestão de
    lucrativos reconhecida pelo seu trabalho em             na gestão por competências e as certifi-         projetos utilizado por todas as organizações-
    desenvolver internacionalmente a gestão por             cações oferecidas para profissionais, con-       -membro. O olho de competências, confor-
    projetos, programas e portfólios, e em disse-           sultores e organizações.                         me Figura 2, representa visão e clareza na
    minar melhores práticas aplicadas em orga-                                                               integração dos três domínios de competên-
    nizações públicas e privadas.                           A gestão por competências                        cia vistos pelos olhos dos gerentes de proje-
         A IPMA foi criada em 1965 com o                                                                     tos: 20 elementos de competências técnicas
    nome de INTERnational Network – INTER-                       Cada vez mais os profissionais são de-      e relacionadas com as técnicas utilizadas
    NET, a partir de um grupo de gestores de                mandados a criarem valor através da gestão       pelos profissionais de projetos; 15 elemen-
    projetos que possuíam como objetivo, nos                de seus projetos, programas e portfólios.
    primórdios da gestão de projetos, discutir              Um dos fatores básicos para que os desafios
    os benefícios do Método do Caminho Crí-                 sejam superados são as competências de
    tico na gestão de projetos internacionais,              seus gestores e profissionais. Mais e mais
    com influências e dependências complexas                as competências de uma organização cons-
    de diferentes disciplinas técnicas.                     tituem o diferencial das próprias organiza-
         A associação cresceu e desenvolveu-se              ções, de seus líderes e de suas equipes.
    como um fórum internacional de troca de                      A palavra competência tem sua origem
    experiências entre gestores de projetos. O              latina em “competentia”, que significa estar
    primeiro congresso mundial foi realizado em             autorizado a julgar ou ter o direito de falar.
    Viena, Áustria, em 1967. O 26º Congresso                A competência inclui o conhecimento, os
    Mundial será realizado em outubro na Grécia             comportamentos, habilidades e experiên-
    e, em 2014, será realizado o 28º, no Brasil.            cias pessoais necessárias para ter sucesso
                                                            em determinado papel , conforme ilustra
                                                                                     




         A IPMA é formada por associações na-
    cionais de gestão de projetos, congregando              a Figura. 1.
    mais de 200 mil associados. São 55 associa-                  Desta forma, a competência deve re-             Figura 1. A composição da competência.
    ções-membro com o propósito específico de               fletir o conhecer, o ser e o fazer. Sua estru-
    desenvolver a gestão de projetos respeitan-             turação permite estabelecer o elo entre a
    do a cultura e as características de cada país,         performance individual e os resultados de-
    mas unidas através de uma rede que estabe-              sejados para uma organização, envolvendo
    lece as diretrizes de gestão e técnicas para            as cinco funções básicas da gestão de pes-
    seu desenvolvimento e aperfeiçoamento. A                soas: seleção e recrutamento; treinamento
    IPMABR é a associação membro do Brasil                  e desenvolvimento; planejamento de carrei-

                                                                                                                      Figura 2. Olho da competência.


1   Mundo Project Management   Fevereiro/Março 2012   mundopm.com.br
NOTÍCIAS DO PMI E IPMA




tos de competências comportamentais refe-            gerencia pessoas de várias organizações           Workshop (opcional) quando os can-
rentes aos relacionamentos entre indivídu-           atuando em um projeto ou subprojeto,              didatos são observados por vários as-
os e grupos atuando na gestão de projetos,           incluindo clientes e contratados.                 sessores durante a simulação de um
programas e portfólios; e 11 elementos de            Gerente de projetos sênior (IPMA Level            projeto proposto;
competências contextuais relacionados com            B®) – gerencia pessoas de várias organiza-        Entrevista com assessores onde são es-
a interação do projeto com o contexto da             ções, unidades de negócio ou disciplinas          clarecidas dúvidas sobre a documenta-
organização permanente e do ambiente em              trabalhando em um projeto complexo.               ção e o relatório apresentados.
que está inserido.
                                                     Diretor de projetos (IPMA Level A®) –             Dentre os benefícios da certificação
    As diferenças de cada país são considera-        gerencia um portfólio ou programa com-         IPMA, podemos citar:
das no National Competence Baseline (NCB) ,
                                            ¡




                                                     plexo, dirigindo gerentes de projetos que         Para os profissionais de gestão de pro-
o referencial estabelecido por cada organiza-        possuem profissionais de gerenciamen-             jetos, a demonstração para o mercado
ção membro a partir do ICB e validado pela           to de projetos em suas equipes.                   de sua competência na gestão de pro-
IPMA conforme condições pré-estabelecidas.
                                                     O sistema de certificação oferece aos             jetos, além de uma certificação com
                                                 candidatos a oportunidade de desenvolvi-              validade internacional;
Demonstrando competências                        mento e de reflexão de suas competências
individuais, em equipes                                                                                Para os prestadores de serviços, uma
                                                 com relação a seus papéis e responsabi-               demonstração da competência de seus
e organizacionais na gestão                      lidades. Como os níveis de competência                profissionais, além da garantia, para os
por projetos                                     variam ao longo do tempo, a certificação              clientes, de serviços profissionais em
                                                 tem uma validade de cinco anos. Na re-                conformidade com o estado da arte na
     O ICB é a base para o sistema de cer-
                                                 novação, o candidato pode manter o seu                gestão de projetos;
tificações IPMA que abrange profissionais,
                                                 nível, subir ou descer, de acordo com a
consultores e organizações. A certificação                                                             Para as organizações, uma fácil inclu-
                                                 experiência nos anos anteriores.
de indivíduos segue o padrão ISO/IEC                                                                   são da abordagem nos programas cor-
17024 , com relação a conformidade da ava-
      ¢




                                                     O processo de avaliação é planejado e             porativos de gestão por competências,
liação – que são requisitos gerais para orga-    estruturado de forma a garantir uma abor-             além da possibilidade de estruturar a
nismos que realizam certificação de pessoas      dagem objetiva, sistemática e verificável,            carreira de gestão de projetos com base
e que detalham os requisitos para este orga-     com evidências documentais capazes de                 nos quatro níveis.
nismo de acordo com requisitos específicos,      confirmar as competências dos candidatos.
incluindo o desenvolvimento e manutenção         Os componentes da avaliação, conduzida             A certificação de dois níveis para
de um esquema de certificação.                   por assessores independentes e com experi-         consultores
                                                 ência das práticas de gestão de projetos, são:
A certificação de quatro níveis                      Requisitos de entrada, com base em um              A IPMA possui também uma extensão
para profissionais                                   certo número de anos de experiência;           do sistema de quatro níveis para avaliar as
                                                                                                    competências requeridas de consultores em
                                                     Exame escrito para os candidatos dos
     A certificação IPMA em quatro níveis                                                           gestão de projetos, como forma de contri-
                                                     dois níveis mais baixos;
foi estabelecida em 1998, com o objetivo de                                                         buir para posicionar, desenvolver e fortale-
avaliar o conhecimento, comportamento, ha-           Relatório cobrindo as principais questões      cer o potencial das organizações em iniciar,
bilidade e experiência profissional na gestão        de um projeto, programa ou portfólio que       planejar, executar e avaliar projetos, progra-
de projetos, programas e portfólios pelos res-       o candidato tenha gerido ou participado;       mas e portfólios.
pectivos órgãos de certificação de cada asso-
ciação-membro, e de acordo com os elemen-
tos de competência do ICB e de seus NCBs.
     Os quatro níveis considerados, confor-
me Figura 3, refletem o desenvolvimento de
uma carreira em gestão de projetos:
     Associado em gerenciamento de proje-
     tos (IPMA Level D®) – um associado re-
     aliza tarefas e atividades em uma equipe.
     Gerente de projetos (IPMA Level C®) –
     gerencia uma ou mais funções em um
     projeto com complexidade limitada, ou
                                                                           Figura 3: A certificação IPMA em quatro níveis.


                                                                                        Mundo Project Management Fevereiro/Março 2012   mundopm.com.br   2
NOTÍCIAS DO PMI E IPMA




        Desta forma, o sistema de certificação para consultores provê os se-          Demonstração internacional, por parte dos finalistas e vencedo-
    guintes benefícios:                                                               res, bem como de suas organizações, da capacitação nas práti-
        Permite às organizações desenvolverem consultores em gestão                   cas de gestão de projetos;
        de projetos;                                                                  Compartilhar experiências com as outras equipes participan-
        Demonstra compromisso com a excelência em consultoria na ges-                 tes, bem como no Congresso Mundial da IPMA, contribuindo,
        tão de projetos;                                                              desta forma, para o desenvolvimento da disciplina de gestão
                                                                                      por projetos.
        Demonstra para clientes das organizações prestadoras de servi-
        ços que seus profissionais podem lidar com questões de gestão                 Projetos de diferentes indústrias e níveis de recursos podem se
        de projetos de forma eficaz;                                             candidatar em três categorias: projetos de médio porte, projetos de
                                                                                 grande porte e mega-projetos. O modelo de avaliação envolve nove
        Os dois níveis de certificação do consultor em gestão de projetos (Fi-
                                                                                 critérios com pesos determinados, conforme apresentado na Figura
    gura 4) refletem as responsabilidades em projetos, programas e portfólio:
                                                                                 5, de forma a satisfazer o atendimento dos objetivos do projeto com
        Consultor Certificado em Gestão de Projetos (IPMA® PMC) – é              inovação e aprendizado através da liderança e trabalho em equipe.
        capaz de assessorar nos aspectos técnicos, comportamentais e
        contextuais do gerenciamento de um projeto;                              A certificação Delta® para organizações
        Consultor Certificado em Gestão de Programa e Portfólio
        (IPMA® PPMC) – é capaz de assessorar no nível estratégico,                   Com o objetivo de atender às necessidades das organizações em
        atuando em portfólio e programas.                                        avaliar suas competências para gerir projetos, programas e portfólios,
                                                                                 a IPMA desenvolveu a IPMA Delta®.
        Para a certificação de consultor, às competências do ICB foram
    acrescentadas seis competências técnicas, quatro comportamentais                 Os benefícios de curto prazo incluem:
    e quatro contextuais.                                                            Conhecimento das forças e fraquezas organizacionais no de-
                                                                                     senvolvimento de projetos, programas e portfólios;
        A certificação de consultores IPMA é baseada na apresentação,
    por parte do candidato, de um projeto, programa ou portfólio que                 Identificação dos direcionadores e ações para melhoria da ges-
    tenha assessorado na prática. Esta certificação pode ser incluída no             tão de projetos, programas e portfólios;
    desenvolvimento de carreiras em empresas prestadoras de serviços                 Desenvolvimento de um processo de melhoria contínua
    ou em organizações nas quais o cargo de consultor seja uma alter-                com objetivos mensuráveis;
    nativa à carreira gerencial.                                                     Comparação da organização com outras de seu porte (bench-
                                                                                     marking).
    A premiação para equipes de projetos                                             No longo prazo, os seguintes benefícios são esperados:
        Desde 2002, a IPMA reconhece, anualmente, times que prova-                   Facilitar a adaptação às mudanças no contexto de projetos e es-
    ram seu sucesso em projetos com excelência e inovação. O Project                 timular a inovação no desenvolvimento de projetos, programas
    Excellence Awards IPMA apresenta os seguintes benefícios:                        e portfólios;
        Os candidatos são informados sobre possíveis melhorias em                    Melhoria nos resultados por meio do aprimoramento da gover-
        seus projetos;                                                               nança e do modo de operação com relação a projetos, progra-
                                                                                     mas e portfólios;
        Uma forma de realizar benchmarking do projeto, tanto da pers-
                                                                                     Estimular, de forma coerente e consistente o desenvolvimento in-
        pectiva do trabalho em equipe, como do projeto por meio do
                                                                                     dividual, de times e da aprendizagem organizacional;
        relatório emitido pela equipe internacional de avaliação;




           Figura 4. Áreas de atuação do consultor em gestão de projetos.             Figura 5. Modelo de avaliação da IPMA Project Excellence Awards.


3   Mundo Project Management   Fevereiro/Março 2012   mundopm.com.br
NOTÍCIAS DO PMI E IPMA




    Melhoria da posição competitiva da organização.                         O que a IPMABR traz para a gestão
    A avaliação combina os resultados alcançados por projetos com           de projetos no Brasil
a competência organizacional e de indivíduos, conforme mostra
a Figura 6 e de acordo com os elementos de avaliação da Figura                  O Brasil se encontra em um grande momento se comparado
7, organizados em quatro áreas: governança, processos, pessoas e            a outros países no cenário internacional. São grandes investi-
contexto.                                                                   mentos que exigem mão de obra qualificada, além de métodos,
    Ao final da avaliação, a organização recebe uma certificação            ferramentas e processos que aumentem as chances de sucesso
com validade de três anos e um relatório que permite a estruturação         dos resultados esperados.
de um plano de ação para colocá-la em um patamar mais alto de                  Por outro lado, a escassez de mão de obra e a necessidade de
competência organizacional em gestão por projetos.
                                                                            uma maior qualificação trazem um grande desafio. A IPMABR está
                                                                            convicta de que irá contribuir na implementação bem-sucedida dos
                                                                            empreendimentos apoiando, fomentando e disseminando a abor-
                                                                            dagem de gestão por competências em projetos.
                                                                                 Empresas internacionais, como a Shell e a Siemens, vêm utili-
                                                                            zando a abordagem IPMA com sucesso. No Brasil, a Petrobras já a
                                                                            utiliza no projeto da Refinaria do Nordeste, vencedor do Projeto do
                                                                            Ano 2011 da revista Mundo PM.
                                                                                Entre uma visão e seu desdobramento em projetos e progra-
                                                                            mas, geridos através de um portfólio, deve haver o desenvolvimento
                                                                            de um caminho sustentável para que as empresas e organizações
                 Figura 6. Módulos da avaliação Delta.
                                                                            alcancem os resultados e benefícios esperados. A IPMABR também
                                                                            oferece uma estrutura consistente e comprovada para que as lide-
                                                                            ranças e os times de projetos possam evoluir através de processos,
                                                                            técnicas e procedimentos, mas, sobretudo, considera que o prin-
                                                                            cipal direcionador de sucesso são as pessoas, através das quais os
                                                                            resultados são entregues.



                                                                            REFERÊNCIAS
                                                                            (1) IPMA, IPMA Competence Baseline version 3.0, June 2006, Van Ha-
                                                                            ren Publishing, Zaltbommel, NL;
                                                                            (2) IPMABR, NCB - Referencial Brasileiro de Competências versão 2.0,
                                                                            Janeiro 2012, www.ipmabrasil.org;
                                                                            (3) ABNT, NBR ISO/IEC 17024, Avaliação de conformidade - Requisitos
                    Figura 7. Elementos de avaliação.                       gerais para organismos que realizam certificação de pessoas, 2004, ABNT.



                    Hans Knoepfel, D.Sc, Con-                          Raphael Albergarias, Ph.D,                       Luiz Rocha, M.Sc, É atual-
                    sultor Sênior com amplo                            É atualmente presidente da                       mente vice-presidente da
                    conhecimento da gestão                             IPMA Brasil e assessor de                        IPMA Brasil e assessor de
                    de projetos, programas e                           seu comitê de certificação.                      seu comitê de certificação.
                    portfólios. Hans foi o pre-                        Raphael é professor de cur-                      Possui mais de 35 anos de
                    sidente do comitê mundial                          sos de pós-graduação na                          experiência atuando em
                    de certificação IPMA entre                         FGV, UFRJ, IBMEC, e UVA.                         indústrias e consultorias
                    2009 e 2010 e é atualmen-                          Faz parte do comitê edito-                       como Delloitte e Arthur
                    te o diretor de garantia de                        rial da Revista Mundo PM.                        Andersen consulting. Atual-
  qualidade do comitê. Foi presidente da Asso-      Com mais de 9 anos de atuação em consultoria     mente é Diretor de Projetos da Dinsmore As-
  ciação Suíça de Gestão de Projetos entre 2001     em mega-projetos, é doutorando da Université     sociates. Autor de livros de gestão empresarial
  e 2009. Hans foi um dos mentores do ICB e         François Rabelais de Tours, França. M.Sc. em     e transformação pessoal, é coautor do livro En-
  tem atuado como gerente de projetos de infra-     administração de negócios pela FGV, MBA em       terprise Project Governance a ser publicado em
  -estrutura complexos.                             gestão de projetos pela UFRJ.                    março de 2012 pela AMACOM, USA.



                                                                                          Mundo Project Management Fevereiro/Março 2012   mundopm.com.br   4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DistribuiçõEs Linux
DistribuiçõEs LinuxDistribuiçõEs Linux
DistribuiçõEs Linux
pjdias
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemploPlano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Rudileine Fonseca
 
Gestão de Projetos segundo a IPMA
Gestão de Projetos segundo a IPMAGestão de Projetos segundo a IPMA
Gestão de Projetos segundo a IPMA
Daniela Gomes dos Santos
 
Analise de Requisitos Software
Analise de Requisitos SoftwareAnalise de Requisitos Software
Analise de Requisitos Software
Rildo (@rildosan) Santos
 
Balanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de Sucesso
Balanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de SucessoBalanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de Sucesso
Balanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de Sucesso
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Planejamento de Testes
Planejamento de TestesPlanejamento de Testes
Planejamento de Testes
elliando dias
 
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De ProjetoExemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
lhencar
 
Apresentação sobre ipv6
Apresentação sobre ipv6Apresentação sobre ipv6
Apresentação sobre ipv6
Leandro Rodrigues
 
Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)
Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)
Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)
Leinylson Fontinele
 
Introdução a testes unitários com jUnit
Introdução a testes unitários com jUnitIntrodução a testes unitários com jUnit
Introdução a testes unitários com jUnit
Leonardo Soares
 
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdfMineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Cloves da Rocha
 
Aula 3: Introdução a sistema de arquivos
Aula 3: Introdução a sistema de arquivosAula 3: Introdução a sistema de arquivos
Aula 3: Introdução a sistema de arquivos
camila_seixas
 
Firewall
FirewallFirewall
Gestão de Mudanças - ITIL
Gestão de Mudanças - ITILGestão de Mudanças - ITIL
Gestão de Mudanças - ITIL
Jean Israel B. Feijó
 
Modelo V - Desenvolvimento de Software
Modelo V - Desenvolvimento de SoftwareModelo V - Desenvolvimento de Software
Modelo V - Desenvolvimento de Software
Bruno Bitencourt Luiz
 
Apresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de Cockburn
Apresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de CockburnApresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de Cockburn
Apresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de Cockburn
Vanessa Finoto
 
Computação em nuvem
Computação em nuvemComputação em nuvem
Computação em nuvem
Ricardo Martins ☁
 
Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...
Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...
Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...
Marcos Alves Vieira
 
02 introdução ao open gl
02 introdução ao open gl02 introdução ao open gl
02 introdução ao open gl
Auberto Macie
 
Arquitetura de computadores Módulo 4
Arquitetura de computadores Módulo 4Arquitetura de computadores Módulo 4
Arquitetura de computadores Módulo 4
Luis Ferreira
 

Mais procurados (20)

DistribuiçõEs Linux
DistribuiçõEs LinuxDistribuiçõEs Linux
DistribuiçõEs Linux
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemploPlano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
 
Gestão de Projetos segundo a IPMA
Gestão de Projetos segundo a IPMAGestão de Projetos segundo a IPMA
Gestão de Projetos segundo a IPMA
 
Analise de Requisitos Software
Analise de Requisitos SoftwareAnalise de Requisitos Software
Analise de Requisitos Software
 
Balanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de Sucesso
Balanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de SucessoBalanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de Sucesso
Balanced ScoreCard - Os desafios da Implantação e Fatores Críticos de Sucesso
 
Planejamento de Testes
Planejamento de TestesPlanejamento de Testes
Planejamento de Testes
 
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De ProjetoExemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
 
Apresentação sobre ipv6
Apresentação sobre ipv6Apresentação sobre ipv6
Apresentação sobre ipv6
 
Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)
Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)
Sistemas Operacionais - Aula 07 (Thread e Processos)
 
Introdução a testes unitários com jUnit
Introdução a testes unitários com jUnitIntrodução a testes unitários com jUnit
Introdução a testes unitários com jUnit
 
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdfMineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
 
Aula 3: Introdução a sistema de arquivos
Aula 3: Introdução a sistema de arquivosAula 3: Introdução a sistema de arquivos
Aula 3: Introdução a sistema de arquivos
 
Firewall
FirewallFirewall
Firewall
 
Gestão de Mudanças - ITIL
Gestão de Mudanças - ITILGestão de Mudanças - ITIL
Gestão de Mudanças - ITIL
 
Modelo V - Desenvolvimento de Software
Modelo V - Desenvolvimento de SoftwareModelo V - Desenvolvimento de Software
Modelo V - Desenvolvimento de Software
 
Apresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de Cockburn
Apresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de CockburnApresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de Cockburn
Apresentação Metodologia Ágil: Família Crystal de Cockburn
 
Computação em nuvem
Computação em nuvemComputação em nuvem
Computação em nuvem
 
Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...
Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...
Engenharia Dirigida por Modelos no Desenvolvimento de Aplicações Ubíquas: Tec...
 
02 introdução ao open gl
02 introdução ao open gl02 introdução ao open gl
02 introdução ao open gl
 
Arquitetura de computadores Módulo 4
Arquitetura de computadores Módulo 4Arquitetura de computadores Módulo 4
Arquitetura de computadores Módulo 4
 

Semelhante a Competências IPMA em Gestão de Projetos

IPMA BRASIL Institucional 2019
IPMA BRASIL Institucional 2019IPMA BRASIL Institucional 2019
IPMA BRASIL Institucional 2019
IPMA BRASIL
 
CAPM - A Certificação para membros de equipes de Projetos
CAPM - A Certificação para membros de equipes de ProjetosCAPM - A Certificação para membros de equipes de Projetos
CAPM - A Certificação para membros de equipes de Projetos
Mundo PM
 
CERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS
CERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOSCERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS
CERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS
Gabriel Teixeira
 
MIDI - Educação Executiva - 2011
MIDI - Educação Executiva - 2011MIDI - Educação Executiva - 2011
MIDI - Educação Executiva - 2011
Gerson Luis Costa, PMP
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Portfólio
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de PortfólioMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Portfólio
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Portfólio
Macrosolutions SA
 
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TIGuia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Marcelo Fabiano N. de Oliveira
 
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TIGuia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Marcelo Fabiano N. de Oliveira
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em ProjetosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em Projetos
Macrosolutions SA
 
J2DA Consulting
J2DA ConsultingJ2DA Consulting
J2DA Consulting
J2DA Consuting
 
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Vitor Vargas
 
Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)
Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)
Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)
Macrosolutions SA
 
Macrosolutions Treinamento: PMO – Project Management Office
Macrosolutions Treinamento: PMO – Project Management OfficeMacrosolutions Treinamento: PMO – Project Management Office
Macrosolutions Treinamento: PMO – Project Management Office
Macrosolutions SA
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetos
Macrosolutions SA
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...
Macrosolutions SA
 
Modulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Modulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de ProjetosModulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Modulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Instituto de Capacitação Business School Brasil - BSB
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para Executivos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para ExecutivosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para Executivos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para Executivos
Macrosolutions SA
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...
Macrosolutions SA
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Programas
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de ProgramasMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Programas
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Programas
Macrosolutions SA
 
O que é e como obter a certificação PMI-ACP
O que é e como obter a certificação PMI-ACPO que é e como obter a certificação PMI-ACP
O que é e como obter a certificação PMI-ACP
Leandro Faria
 
Oficina gestao para_sustentabilidade
Oficina gestao para_sustentabilidadeOficina gestao para_sustentabilidade
Oficina gestao para_sustentabilidade
IPA
 

Semelhante a Competências IPMA em Gestão de Projetos (20)

IPMA BRASIL Institucional 2019
IPMA BRASIL Institucional 2019IPMA BRASIL Institucional 2019
IPMA BRASIL Institucional 2019
 
CAPM - A Certificação para membros de equipes de Projetos
CAPM - A Certificação para membros de equipes de ProjetosCAPM - A Certificação para membros de equipes de Projetos
CAPM - A Certificação para membros de equipes de Projetos
 
CERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS
CERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOSCERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS
CERTIFICAÇÕES EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS
 
MIDI - Educação Executiva - 2011
MIDI - Educação Executiva - 2011MIDI - Educação Executiva - 2011
MIDI - Educação Executiva - 2011
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Portfólio
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de PortfólioMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Portfólio
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Portfólio
 
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TIGuia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
 
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TIGuia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
Guia de Gerenciamento de Projetos para profissionais de TI
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em ProjetosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento da Qualidade em Projetos
 
J2DA Consulting
J2DA ConsultingJ2DA Consulting
J2DA Consulting
 
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
 
Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)
Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)
Macrosolutions Treinamento: Análise de Valor Agregado em projetos (Earned Value)
 
Macrosolutions Treinamento: PMO – Project Management Office
Macrosolutions Treinamento: PMO – Project Management OfficeMacrosolutions Treinamento: PMO – Project Management Office
Macrosolutions Treinamento: PMO – Project Management Office
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento e Controle de Mudanças em projetos
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Custos e Gestão Financeira em pr...
 
Modulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Modulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de ProjetosModulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
Modulo 002- Fundamentos do Gerenciamento de Projetos
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para Executivos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para ExecutivosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para Executivos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos para Executivos
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo Diferenc...
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Programas
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de ProgramasMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Programas
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Programas
 
O que é e como obter a certificação PMI-ACP
O que é e como obter a certificação PMI-ACPO que é e como obter a certificação PMI-ACP
O que é e como obter a certificação PMI-ACP
 
Oficina gestao para_sustentabilidade
Oficina gestao para_sustentabilidadeOficina gestao para_sustentabilidade
Oficina gestao para_sustentabilidade
 

Competências IPMA em Gestão de Projetos

  • 1. NOTÍCIAS DO PMI E IPMA Competências em estão de projetos, programas e portfólio. A IPMA e seu modelo de gestão por competências. HANS KNOEPFEL, D.SC. RAPHAEL ALBERGARIAS, PH.D* LUIZ ROCHA, M.SC INTRODUÇÃO servindo ao propósito de desenvolver a dis- ras; gerenciamento de bônus e incentivos; e ciplina de gestão de projetos dentro do país. avaliação de performance. A International Project Management Asso- O objetivo deste artigo é apresentar a O IPMA Competence Baseline (ICB) é ciation (IPMA®) é uma organização sem fins abordagem IPMA estruturada com base o referencial de competências em gestão de lucrativos reconhecida pelo seu trabalho em na gestão por competências e as certifi- projetos utilizado por todas as organizações- desenvolver internacionalmente a gestão por cações oferecidas para profissionais, con- -membro. O olho de competências, confor- projetos, programas e portfólios, e em disse- sultores e organizações. me Figura 2, representa visão e clareza na minar melhores práticas aplicadas em orga- integração dos três domínios de competên- nizações públicas e privadas. A gestão por competências cia vistos pelos olhos dos gerentes de proje- A IPMA foi criada em 1965 com o tos: 20 elementos de competências técnicas nome de INTERnational Network – INTER- Cada vez mais os profissionais são de- e relacionadas com as técnicas utilizadas NET, a partir de um grupo de gestores de mandados a criarem valor através da gestão pelos profissionais de projetos; 15 elemen- projetos que possuíam como objetivo, nos de seus projetos, programas e portfólios. primórdios da gestão de projetos, discutir Um dos fatores básicos para que os desafios os benefícios do Método do Caminho Crí- sejam superados são as competências de tico na gestão de projetos internacionais, seus gestores e profissionais. Mais e mais com influências e dependências complexas as competências de uma organização cons- de diferentes disciplinas técnicas. tituem o diferencial das próprias organiza- A associação cresceu e desenvolveu-se ções, de seus líderes e de suas equipes. como um fórum internacional de troca de A palavra competência tem sua origem experiências entre gestores de projetos. O latina em “competentia”, que significa estar primeiro congresso mundial foi realizado em autorizado a julgar ou ter o direito de falar. Viena, Áustria, em 1967. O 26º Congresso A competência inclui o conhecimento, os Mundial será realizado em outubro na Grécia comportamentos, habilidades e experiên- e, em 2014, será realizado o 28º, no Brasil. cias pessoais necessárias para ter sucesso em determinado papel , conforme ilustra   A IPMA é formada por associações na- cionais de gestão de projetos, congregando a Figura. 1. mais de 200 mil associados. São 55 associa- Desta forma, a competência deve re- Figura 1. A composição da competência. ções-membro com o propósito específico de fletir o conhecer, o ser e o fazer. Sua estru- desenvolver a gestão de projetos respeitan- turação permite estabelecer o elo entre a do a cultura e as características de cada país, performance individual e os resultados de- mas unidas através de uma rede que estabe- sejados para uma organização, envolvendo lece as diretrizes de gestão e técnicas para as cinco funções básicas da gestão de pes- seu desenvolvimento e aperfeiçoamento. A soas: seleção e recrutamento; treinamento IPMABR é a associação membro do Brasil e desenvolvimento; planejamento de carrei- Figura 2. Olho da competência. 1 Mundo Project Management Fevereiro/Março 2012 mundopm.com.br
  • 2. NOTÍCIAS DO PMI E IPMA tos de competências comportamentais refe- gerencia pessoas de várias organizações Workshop (opcional) quando os can- rentes aos relacionamentos entre indivídu- atuando em um projeto ou subprojeto, didatos são observados por vários as- os e grupos atuando na gestão de projetos, incluindo clientes e contratados. sessores durante a simulação de um programas e portfólios; e 11 elementos de Gerente de projetos sênior (IPMA Level projeto proposto; competências contextuais relacionados com B®) – gerencia pessoas de várias organiza- Entrevista com assessores onde são es- a interação do projeto com o contexto da ções, unidades de negócio ou disciplinas clarecidas dúvidas sobre a documenta- organização permanente e do ambiente em trabalhando em um projeto complexo. ção e o relatório apresentados. que está inserido. Diretor de projetos (IPMA Level A®) – Dentre os benefícios da certificação As diferenças de cada país são considera- gerencia um portfólio ou programa com- IPMA, podemos citar: das no National Competence Baseline (NCB) , ¡ plexo, dirigindo gerentes de projetos que Para os profissionais de gestão de pro- o referencial estabelecido por cada organiza- possuem profissionais de gerenciamen- jetos, a demonstração para o mercado ção membro a partir do ICB e validado pela to de projetos em suas equipes. de sua competência na gestão de pro- IPMA conforme condições pré-estabelecidas. O sistema de certificação oferece aos jetos, além de uma certificação com candidatos a oportunidade de desenvolvi- validade internacional; Demonstrando competências mento e de reflexão de suas competências individuais, em equipes Para os prestadores de serviços, uma com relação a seus papéis e responsabi- demonstração da competência de seus e organizacionais na gestão lidades. Como os níveis de competência profissionais, além da garantia, para os por projetos variam ao longo do tempo, a certificação clientes, de serviços profissionais em tem uma validade de cinco anos. Na re- conformidade com o estado da arte na O ICB é a base para o sistema de cer- novação, o candidato pode manter o seu gestão de projetos; tificações IPMA que abrange profissionais, nível, subir ou descer, de acordo com a consultores e organizações. A certificação Para as organizações, uma fácil inclu- experiência nos anos anteriores. de indivíduos segue o padrão ISO/IEC são da abordagem nos programas cor- 17024 , com relação a conformidade da ava- ¢ O processo de avaliação é planejado e porativos de gestão por competências, liação – que são requisitos gerais para orga- estruturado de forma a garantir uma abor- além da possibilidade de estruturar a nismos que realizam certificação de pessoas dagem objetiva, sistemática e verificável, carreira de gestão de projetos com base e que detalham os requisitos para este orga- com evidências documentais capazes de nos quatro níveis. nismo de acordo com requisitos específicos, confirmar as competências dos candidatos. incluindo o desenvolvimento e manutenção Os componentes da avaliação, conduzida A certificação de dois níveis para de um esquema de certificação. por assessores independentes e com experi- consultores ência das práticas de gestão de projetos, são: A certificação de quatro níveis Requisitos de entrada, com base em um A IPMA possui também uma extensão para profissionais certo número de anos de experiência; do sistema de quatro níveis para avaliar as competências requeridas de consultores em Exame escrito para os candidatos dos A certificação IPMA em quatro níveis gestão de projetos, como forma de contri- dois níveis mais baixos; foi estabelecida em 1998, com o objetivo de buir para posicionar, desenvolver e fortale- avaliar o conhecimento, comportamento, ha- Relatório cobrindo as principais questões cer o potencial das organizações em iniciar, bilidade e experiência profissional na gestão de um projeto, programa ou portfólio que planejar, executar e avaliar projetos, progra- de projetos, programas e portfólios pelos res- o candidato tenha gerido ou participado; mas e portfólios. pectivos órgãos de certificação de cada asso- ciação-membro, e de acordo com os elemen- tos de competência do ICB e de seus NCBs. Os quatro níveis considerados, confor- me Figura 3, refletem o desenvolvimento de uma carreira em gestão de projetos: Associado em gerenciamento de proje- tos (IPMA Level D®) – um associado re- aliza tarefas e atividades em uma equipe. Gerente de projetos (IPMA Level C®) – gerencia uma ou mais funções em um projeto com complexidade limitada, ou Figura 3: A certificação IPMA em quatro níveis. Mundo Project Management Fevereiro/Março 2012 mundopm.com.br 2
  • 3. NOTÍCIAS DO PMI E IPMA Desta forma, o sistema de certificação para consultores provê os se- Demonstração internacional, por parte dos finalistas e vencedo- guintes benefícios: res, bem como de suas organizações, da capacitação nas práti- Permite às organizações desenvolverem consultores em gestão cas de gestão de projetos; de projetos; Compartilhar experiências com as outras equipes participan- Demonstra compromisso com a excelência em consultoria na ges- tes, bem como no Congresso Mundial da IPMA, contribuindo, tão de projetos; desta forma, para o desenvolvimento da disciplina de gestão por projetos. Demonstra para clientes das organizações prestadoras de servi- ços que seus profissionais podem lidar com questões de gestão Projetos de diferentes indústrias e níveis de recursos podem se de projetos de forma eficaz; candidatar em três categorias: projetos de médio porte, projetos de grande porte e mega-projetos. O modelo de avaliação envolve nove Os dois níveis de certificação do consultor em gestão de projetos (Fi- critérios com pesos determinados, conforme apresentado na Figura gura 4) refletem as responsabilidades em projetos, programas e portfólio: 5, de forma a satisfazer o atendimento dos objetivos do projeto com Consultor Certificado em Gestão de Projetos (IPMA® PMC) – é inovação e aprendizado através da liderança e trabalho em equipe. capaz de assessorar nos aspectos técnicos, comportamentais e contextuais do gerenciamento de um projeto; A certificação Delta® para organizações Consultor Certificado em Gestão de Programa e Portfólio (IPMA® PPMC) – é capaz de assessorar no nível estratégico, Com o objetivo de atender às necessidades das organizações em atuando em portfólio e programas. avaliar suas competências para gerir projetos, programas e portfólios, a IPMA desenvolveu a IPMA Delta®. Para a certificação de consultor, às competências do ICB foram acrescentadas seis competências técnicas, quatro comportamentais Os benefícios de curto prazo incluem: e quatro contextuais. Conhecimento das forças e fraquezas organizacionais no de- senvolvimento de projetos, programas e portfólios; A certificação de consultores IPMA é baseada na apresentação, por parte do candidato, de um projeto, programa ou portfólio que Identificação dos direcionadores e ações para melhoria da ges- tenha assessorado na prática. Esta certificação pode ser incluída no tão de projetos, programas e portfólios; desenvolvimento de carreiras em empresas prestadoras de serviços Desenvolvimento de um processo de melhoria contínua ou em organizações nas quais o cargo de consultor seja uma alter- com objetivos mensuráveis; nativa à carreira gerencial. Comparação da organização com outras de seu porte (bench- marking). A premiação para equipes de projetos No longo prazo, os seguintes benefícios são esperados: Desde 2002, a IPMA reconhece, anualmente, times que prova- Facilitar a adaptação às mudanças no contexto de projetos e es- ram seu sucesso em projetos com excelência e inovação. O Project timular a inovação no desenvolvimento de projetos, programas Excellence Awards IPMA apresenta os seguintes benefícios: e portfólios; Os candidatos são informados sobre possíveis melhorias em Melhoria nos resultados por meio do aprimoramento da gover- seus projetos; nança e do modo de operação com relação a projetos, progra- mas e portfólios; Uma forma de realizar benchmarking do projeto, tanto da pers- Estimular, de forma coerente e consistente o desenvolvimento in- pectiva do trabalho em equipe, como do projeto por meio do dividual, de times e da aprendizagem organizacional; relatório emitido pela equipe internacional de avaliação; Figura 4. Áreas de atuação do consultor em gestão de projetos. Figura 5. Modelo de avaliação da IPMA Project Excellence Awards. 3 Mundo Project Management Fevereiro/Março 2012 mundopm.com.br
  • 4. NOTÍCIAS DO PMI E IPMA Melhoria da posição competitiva da organização. O que a IPMABR traz para a gestão A avaliação combina os resultados alcançados por projetos com de projetos no Brasil a competência organizacional e de indivíduos, conforme mostra a Figura 6 e de acordo com os elementos de avaliação da Figura O Brasil se encontra em um grande momento se comparado 7, organizados em quatro áreas: governança, processos, pessoas e a outros países no cenário internacional. São grandes investi- contexto. mentos que exigem mão de obra qualificada, além de métodos, Ao final da avaliação, a organização recebe uma certificação ferramentas e processos que aumentem as chances de sucesso com validade de três anos e um relatório que permite a estruturação dos resultados esperados. de um plano de ação para colocá-la em um patamar mais alto de Por outro lado, a escassez de mão de obra e a necessidade de competência organizacional em gestão por projetos. uma maior qualificação trazem um grande desafio. A IPMABR está convicta de que irá contribuir na implementação bem-sucedida dos empreendimentos apoiando, fomentando e disseminando a abor- dagem de gestão por competências em projetos. Empresas internacionais, como a Shell e a Siemens, vêm utili- zando a abordagem IPMA com sucesso. No Brasil, a Petrobras já a utiliza no projeto da Refinaria do Nordeste, vencedor do Projeto do Ano 2011 da revista Mundo PM. Entre uma visão e seu desdobramento em projetos e progra- mas, geridos através de um portfólio, deve haver o desenvolvimento de um caminho sustentável para que as empresas e organizações Figura 6. Módulos da avaliação Delta. alcancem os resultados e benefícios esperados. A IPMABR também oferece uma estrutura consistente e comprovada para que as lide- ranças e os times de projetos possam evoluir através de processos, técnicas e procedimentos, mas, sobretudo, considera que o prin- cipal direcionador de sucesso são as pessoas, através das quais os resultados são entregues. REFERÊNCIAS (1) IPMA, IPMA Competence Baseline version 3.0, June 2006, Van Ha- ren Publishing, Zaltbommel, NL; (2) IPMABR, NCB - Referencial Brasileiro de Competências versão 2.0, Janeiro 2012, www.ipmabrasil.org; (3) ABNT, NBR ISO/IEC 17024, Avaliação de conformidade - Requisitos Figura 7. Elementos de avaliação. gerais para organismos que realizam certificação de pessoas, 2004, ABNT. Hans Knoepfel, D.Sc, Con- Raphael Albergarias, Ph.D, Luiz Rocha, M.Sc, É atual- sultor Sênior com amplo É atualmente presidente da mente vice-presidente da conhecimento da gestão IPMA Brasil e assessor de IPMA Brasil e assessor de de projetos, programas e seu comitê de certificação. seu comitê de certificação. portfólios. Hans foi o pre- Raphael é professor de cur- Possui mais de 35 anos de sidente do comitê mundial sos de pós-graduação na experiência atuando em de certificação IPMA entre FGV, UFRJ, IBMEC, e UVA. indústrias e consultorias 2009 e 2010 e é atualmen- Faz parte do comitê edito- como Delloitte e Arthur te o diretor de garantia de rial da Revista Mundo PM. Andersen consulting. Atual- qualidade do comitê. Foi presidente da Asso- Com mais de 9 anos de atuação em consultoria mente é Diretor de Projetos da Dinsmore As- ciação Suíça de Gestão de Projetos entre 2001 em mega-projetos, é doutorando da Université sociates. Autor de livros de gestão empresarial e 2009. Hans foi um dos mentores do ICB e François Rabelais de Tours, França. M.Sc. em e transformação pessoal, é coautor do livro En- tem atuado como gerente de projetos de infra- administração de negócios pela FGV, MBA em terprise Project Governance a ser publicado em -estrutura complexos. gestão de projetos pela UFRJ. março de 2012 pela AMACOM, USA. Mundo Project Management Fevereiro/Março 2012 mundopm.com.br 4