SlideShare uma empresa Scribd logo
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
                     São José - SC


                                        EBD
                                         Lição 4
                                        23/10/2011




            Prof. Sérgio Lenz
    Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110
      E-mail: ebd@adsaojose.com.br
       MSN: sergiolenz@hotmail.com
Lição 4
      23 de Outubro de 2011




               Texto Áureo
  “Porém nós oramos ao nosso Deus e
pusemos uma guarda contra eles, de dia e
    de noite, por causa deles.” (Ne 4:9)




              VERDADE PRÁTICA

Não devemos nos amedontrar com os que se
 opõem à obra de Deus, porque o SENHOR
      está conosco e por nós batalha.
Esboço da Lição:
   1–
OPOSIÇÃO
FERRENHA



              2–A
           CRÍTICA DOS
           ADVERSÁRIOS

                               3–A
                          GUERRA CONTRA
                         OS EDIFICADORES
Ao fazer a obra de Deus, sempre
    enfrentaremos oposição.




         Lembre-se porém:
          Quem se levanta
          contra a obra, se
              levanta
              contra
               Deus!
1.1 – A ira dos adversários:
      I Sm 10:27 “...Porém ele se fez como surdo.”
  Homens que:
• Não cooperam.
• Criticam tudo.
• Acusam todos.
• Só polemizam.
• Fazem pouco caso.
• Derribam.
• Por fim, matam…
 O melhor meio de vencer a oposição é não polemizar,
                     mas realizar!
1.2 – A falsa acusação:

Perceba que: Sambalate, Tobias e Gesen não eram fãs do
       governo Persa, porém, permitir que os judeus
  voltassem a ser o império dos dias de Davi estava além
   de suas perspectivas de futuro, pois, sabiam eles que
    teriam que submeter-se novamente aos “donos da
                           área”.
                        Foi por isso que falsamente
                      colocaram-se “a disposição” do Rei
                         Persia para difamar Neemias.

                     Não espere nada diferente em
                     seu caminho. Mudam os atores,
                       mantém-se os acusadores!
1.3 – A resposta à insinuação:


A resposta de Neemias
foi certeira e eficiente:

•Planejamento
•Organização
•Liderança
•Controle
•Animação Espiritual
1 – Quem era o cabeça da oposição a
            Neemias?

 2 – Qual foi a resposta de Neemias à
insinuação caluniosa dos adversários?
2.1 – O conteúdo das críticas (Ne 4:1-3):


Que fazem esses fracos judeus?
                          O importante é saber
                            em Quem estamos
                               confiados...
                             Neemias não se
                            deixou abater, mas
                            buscou no SENHOR
                              a fonte de sua
                            força… e venceu!!!
2.2 – Oposição ao culto a Deus:

Destruir o verdadeiro culto a Deus sempre foi a tática
  diabólica, pois sem adoração prescrita pela Palavra,
todo o resto é tentativa frustrada de chegar-se a Deus.
                   Velhas táticas:
               • Torcer a Palavra.
               • Desmentir a Deus.
               • Ritualizar o culto.
               • Excluir o significado
                 da adoração.
               • Desprezar o sagrado.
               • Modernizar o
                 imutável.
2.3 – Crítica à união:



               Quando nos sentimos
              parte do que fazemos,
            nos comprometemos com
             os resultados. Deixamos
             de falar “a obra em que
             trabalho” e passamos a
               falar “a obra que faço
                para Deus”. Essa é a
            sinergia necessária para o
               crescimento e para o
                      sucesso.
2.3 – Crítica à união:



    A união é indispensável
                                 O líder cristão
        para o sucesso de        não é homem-
       qualquer ministério.           banda

    Sem união, o povo de
            Deus:
•   perde as forças
•   distancia-se de Deus
•    deixa-se derrotar pelo
    inimigo.
3 – De acordo com a lição, o que é
indispensável para o sucesso de qualquer
               ministério?

4 – Qual foi a atitude de Neemias diante da
      ação insistente dos inimigos?
3.1 – Os inimigos se uniram (Ne 4:7,8):


Sempre será igual – os inimigos começam sutilmente e
   vão aumentando o poder de fogo contra a obra de
                          Deus.
 Em nossos dias poucos estão percebendo os fatos a
     nossa volta. Leis, filmes, novelas, reportagens,
 passeatas, produtos de consumo e tantas outras áreas
 que vão sendo adaptadas a realidade do novo homem
 – livre – espiritualista – egocêntrico – liberal … e sem
                           Deus!
3.2 – Oração e vigilância:


     Neemias estabeleceu seu
        alvo e concluiu o seu
               projeto.
    Os projetos de Deus para a
       sua vida precisam ser
             concluídos.
        Não seja uma pessoa
         procrastinadora, nem
            indisciplinada.
5 – Segundo a Palavra de Deus, contra
        quem é a nossa luta?
A semelhança de
     Neemias, todos
enfrentamos algum tipo
      de oposição. O
    importante é não
 desanimar, mas seguir
 firme, sabendo que no
SENHOR nosso trabalho
    terá recompensa.
   Deus o abençoe!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

FéFé
ADPC109
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus
Moisés Sampaio
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio
Lucas Soares
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
Aula 3 e 4 samuel
Aula 3 e 4 samuelAula 3 e 4 samuel
Aula 3 e 4 samuel
Edilson Januario de Sousa
 
Livro de Neemias cap. 1 a 13
Livro de Neemias cap. 1 a 13Livro de Neemias cap. 1 a 13
Livro de Neemias cap. 1 a 13
Pr. Eli Rocha Silva
 
Usos e costumes à luz da Bíblia
Usos e costumes à luz da BíbliaUsos e costumes à luz da Bíblia
Usos e costumes à luz da Bíblia
Daladier Lima
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
Antonio Filho
 
Lição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de Deus
Lição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de DeusLição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de Deus
Lição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de Deus
Marina de Morais
 
Família edificada sobre Cristo
Família edificada sobre CristoFamília edificada sobre Cristo
Família edificada sobre Cristo
Rogério Nunes
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULASCAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
Idpb São Jose I
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
Felicio Araujo
 
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionaisVencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Michel Plattiny
 
LIÇÃO 06 A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
LIÇÃO 06  A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃOLIÇÃO 06  A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
LIÇÃO 06 A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiaisOs três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Éder Tomé
 
O Livro de Números
O Livro de NúmerosO Livro de Números
O Livro de Números
Élida Rolim
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 

Mais procurados (20)

FéFé
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
Aula 3 e 4 samuel
Aula 3 e 4 samuelAula 3 e 4 samuel
Aula 3 e 4 samuel
 
Livro de Neemias cap. 1 a 13
Livro de Neemias cap. 1 a 13Livro de Neemias cap. 1 a 13
Livro de Neemias cap. 1 a 13
 
Usos e costumes à luz da Bíblia
Usos e costumes à luz da BíbliaUsos e costumes à luz da Bíblia
Usos e costumes à luz da Bíblia
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
 
Lição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de Deus
Lição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de DeusLição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de Deus
Lição 6: A Rebeldia de Saul e a Rejeição de Deus
 
Família edificada sobre Cristo
Família edificada sobre CristoFamília edificada sobre Cristo
Família edificada sobre Cristo
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULASCAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionaisVencendo as obras da carne - Pecados emocionais
Vencendo as obras da carne - Pecados emocionais
 
LIÇÃO 06 A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
LIÇÃO 06  A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃOLIÇÃO 06  A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
LIÇÃO 06 A EFICÁCIA DO TESTEMUNHO CRISTÃO
 
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiaisOs três campos de batalha   parte 3 - nas regiões celestiais
Os três campos de batalha parte 3 - nas regiões celestiais
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
 
O Livro de Números
O Livro de NúmerosO Livro de Números
O Livro de Números
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 

Semelhante a COMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUS

Neemias como lidar com a oposição
Neemias como lidar com a oposiçãoNeemias como lidar com a oposição
Neemias como lidar com a oposição
Rogerio Zafalão
 
Lição 3 - A Importância da Perseverança
Lição 3 - A Importância da PerseverançaLição 3 - A Importância da Perseverança
Lição 3 - A Importância da Perseverança
Éder Tomé
 
Lição 4 como enfrentar a oposição à obra de deus
Lição 4   como enfrentar a oposição à obra de deusLição 4   como enfrentar a oposição à obra de deus
Lição 4 como enfrentar a oposição à obra de deus
Sergio Silva
 
Lição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da Obra
Lição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da ObraLição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da Obra
Lição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da Obra
Éder Tomé
 
Lição 7 - A Importância da Continuidade do Trabalho
Lição 7 - A Importância da Continuidade do TrabalhoLição 7 - A Importância da Continuidade do Trabalho
Lição 7 - A Importância da Continuidade do Trabalho
Éder Tomé
 
Lição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de Deus
Lição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de DeusLição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de Deus
Lição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de Deus
Éder Tomé
 
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdfslidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
Tiago Silva
 
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptxdokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
JoaoBaptista37
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
Estudos biblico 1a edição
Estudos biblico 1a ediçãoEstudos biblico 1a edição
Estudos biblico 1a edição
Suelen Marcelino
 
Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02
Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02
Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02
Candice Gunther
 
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISEINTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
Sandra Dias
 
PRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADEPRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADE
Idpb São Jose I
 
Lição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais
Lição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e SociaisLição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais
Lição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais
Éder Tomé
 
O Poder Da OraçãO Msg 2
O Poder Da OraçãO   Msg 2O Poder Da OraçãO   Msg 2
O Poder Da OraçãO Msg 2
prweber
 
Um inimigo precisa ser resistido
Um inimigo precisa ser resistidoUm inimigo precisa ser resistido
Jovens25 lição07
Jovens25   lição07Jovens25   lição07
Jovens25 lição07
ipbjn
 
Lição 7 - Confiança em Tempo de Aflição
Lição 7 - Confiança em Tempo de AfliçãoLição 7 - Confiança em Tempo de Aflição
Lição 7 - Confiança em Tempo de Aflição
Éder Tomé
 
Príncipios de liderança rev01
Príncipios de liderança rev01Príncipios de liderança rev01
Príncipios de liderança rev01
CfapAL
 
Estudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetos
Estudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetosEstudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetos
Estudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetos
Unção Do Crescimento
 

Semelhante a COMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUS (20)

Neemias como lidar com a oposição
Neemias como lidar com a oposiçãoNeemias como lidar com a oposição
Neemias como lidar com a oposição
 
Lição 3 - A Importância da Perseverança
Lição 3 - A Importância da PerseverançaLição 3 - A Importância da Perseverança
Lição 3 - A Importância da Perseverança
 
Lição 4 como enfrentar a oposição à obra de deus
Lição 4   como enfrentar a oposição à obra de deusLição 4   como enfrentar a oposição à obra de deus
Lição 4 como enfrentar a oposição à obra de deus
 
Lição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da Obra
Lição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da ObraLição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da Obra
Lição 4 - As Oposições não podem Impedir o Progresso da Obra
 
Lição 7 - A Importância da Continuidade do Trabalho
Lição 7 - A Importância da Continuidade do TrabalhoLição 7 - A Importância da Continuidade do Trabalho
Lição 7 - A Importância da Continuidade do Trabalho
 
Lição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de Deus
Lição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de DeusLição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de Deus
Lição 9 - Como Vencer as Oposições à obra de Deus
 
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdfslidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
slidestreinamentoobreiroseauxiliares-161226223939 (1).pdf
 
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptxdokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
dokumen.tips_treinamento-obreiros-e-auxiliares.pptx
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Estudos biblico 1a edição
Estudos biblico 1a ediçãoEstudos biblico 1a edição
Estudos biblico 1a edição
 
Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02
Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02
Aprender com perguntas - Paulo e Estevão 02
 
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISEINTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
INTEGRIDADE E CORAGEM EM TEMPOS DE CRISE
 
PRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADEPRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADE
 
Lição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais
Lição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e SociaisLição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais
Lição 5 - Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais
 
O Poder Da OraçãO Msg 2
O Poder Da OraçãO   Msg 2O Poder Da OraçãO   Msg 2
O Poder Da OraçãO Msg 2
 
Um inimigo precisa ser resistido
Um inimigo precisa ser resistidoUm inimigo precisa ser resistido
Um inimigo precisa ser resistido
 
Jovens25 lição07
Jovens25   lição07Jovens25   lição07
Jovens25 lição07
 
Lição 7 - Confiança em Tempo de Aflição
Lição 7 - Confiança em Tempo de AfliçãoLição 7 - Confiança em Tempo de Aflição
Lição 7 - Confiança em Tempo de Aflição
 
Príncipios de liderança rev01
Príncipios de liderança rev01Príncipios de liderança rev01
Príncipios de liderança rev01
 
Estudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetos
Estudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetosEstudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetos
Estudo GCD - O que fazer para conquistarmos os nossos projetos
 

Mais de Igreja Evangélica Assembleia de Deus

LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSOLIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO
LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTOLIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO
LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUSEBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃLIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Apresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebdApresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebd
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Dia Nacional da Escola Dominical
Dia Nacional da Escola DominicalDia Nacional da Escola Dominical
Dia Nacional da Escola Dominical
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJAEBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
EBD - LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD - LIÇÃO 11  A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJAEBD - LIÇÃO 11  A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD - LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJALIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃOLIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
O Reino de Deus Através da Igreja
O Reino de Deus Através da IgrejaO Reino de Deus Através da Igreja
O Reino de Deus Através da Igreja
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Comissão cultural e a grande comissão pdf
Comissão cultural e a grande comissão pdfComissão cultural e a grande comissão pdf
Comissão cultural e a grande comissão pdf
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
A vida do novo convertido
A vida do novo convertidoA vida do novo convertido
A vida do novo convertido
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTALLIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Centenário das Assembléias de Deus no Brasil
Centenário das Assembléias de Deus no BrasilCentenário das Assembléias de Deus no Brasil
Centenário das Assembléias de Deus no Brasil
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
EBD - LIÇÃO - 9 A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
EBD - LIÇÃO - 9  A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTALEBD - LIÇÃO - 9  A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
EBD - LIÇÃO - 9 A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAISA IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 

Mais de Igreja Evangélica Assembleia de Deus (20)

LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSOLIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
LIÇÃO 09 - ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO RELIGIOSO
 
LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO
LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTOLIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO
LIÇÃO - 06 NEEMIAS LIDERA UM GENUÍNO AVIVAMENTO
 
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUSEBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
EBD LIÇÃO 13 - A PLENITUDE DO REINO DE DEUS
 
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃLIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
LIÇÃO - 12 A INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ
 
Apresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebdApresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebd
 
Dia Nacional da Escola Dominical
Dia Nacional da Escola DominicalDia Nacional da Escola Dominical
Dia Nacional da Escola Dominical
 
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJAEBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
 
EBD - LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD - LIÇÃO 11  A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJAEBD - LIÇÃO 11  A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
EBD - LIÇÃO 11 A INFLUENCIA CULTURAL DA IGREJA
 
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJALIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
 
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
LIÇÃO 08 - IGREJA - AGENTE TRANSFORMADOR DA SOCIEDADE1)
 
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃOLIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
 
O Reino de Deus Através da Igreja
O Reino de Deus Através da IgrejaO Reino de Deus Através da Igreja
O Reino de Deus Através da Igreja
 
Comissão cultural e a grande comissão pdf
Comissão cultural e a grande comissão pdfComissão cultural e a grande comissão pdf
Comissão cultural e a grande comissão pdf
 
A vida do novo convertido
A vida do novo convertidoA vida do novo convertido
A vida do novo convertido
 
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
O PROJETO ORIGINAL DO REINO DE DEUS
 
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTALLIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
LIÇÃO 11 - UMA IGREJA AUTENTICAMENTE PENTECOSTAL
 
Centenário das Assembléias de Deus no Brasil
Centenário das Assembléias de Deus no BrasilCentenário das Assembléias de Deus no Brasil
Centenário das Assembléias de Deus no Brasil
 
EBD - LIÇÃO - 9 A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
EBD - LIÇÃO - 9  A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTALEBD - LIÇÃO - 9  A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
EBD - LIÇÃO - 9 A PUREZA DO MOVIMENTO PENTECOSTAL
 
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 6 - DONS QUE MANIFESTAM A SABEDORIA DE DEUS
 
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAISA IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS
 

Último

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 

Último (15)

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

COMO ENFRENTAR A OPOSIÇÃO À OBRA DE DEUS

  • 1. Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC EBD Lição 4 23/10/2011 Prof. Sérgio Lenz Fones (48) 8856-0625 ou 8855-0110 E-mail: ebd@adsaojose.com.br MSN: sergiolenz@hotmail.com
  • 2. Lição 4 23 de Outubro de 2011 Texto Áureo “Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles.” (Ne 4:9) VERDADE PRÁTICA Não devemos nos amedontrar com os que se opõem à obra de Deus, porque o SENHOR está conosco e por nós batalha.
  • 3. Esboço da Lição: 1– OPOSIÇÃO FERRENHA 2–A CRÍTICA DOS ADVERSÁRIOS 3–A GUERRA CONTRA OS EDIFICADORES
  • 4. Ao fazer a obra de Deus, sempre enfrentaremos oposição. Lembre-se porém: Quem se levanta contra a obra, se levanta contra Deus!
  • 5. 1.1 – A ira dos adversários: I Sm 10:27 “...Porém ele se fez como surdo.” Homens que: • Não cooperam. • Criticam tudo. • Acusam todos. • Só polemizam. • Fazem pouco caso. • Derribam. • Por fim, matam… O melhor meio de vencer a oposição é não polemizar, mas realizar!
  • 6. 1.2 – A falsa acusação: Perceba que: Sambalate, Tobias e Gesen não eram fãs do governo Persa, porém, permitir que os judeus voltassem a ser o império dos dias de Davi estava além de suas perspectivas de futuro, pois, sabiam eles que teriam que submeter-se novamente aos “donos da área”. Foi por isso que falsamente colocaram-se “a disposição” do Rei Persia para difamar Neemias. Não espere nada diferente em seu caminho. Mudam os atores, mantém-se os acusadores!
  • 7. 1.3 – A resposta à insinuação: A resposta de Neemias foi certeira e eficiente: •Planejamento •Organização •Liderança •Controle •Animação Espiritual
  • 8. 1 – Quem era o cabeça da oposição a Neemias? 2 – Qual foi a resposta de Neemias à insinuação caluniosa dos adversários?
  • 9. 2.1 – O conteúdo das críticas (Ne 4:1-3): Que fazem esses fracos judeus? O importante é saber em Quem estamos confiados... Neemias não se deixou abater, mas buscou no SENHOR a fonte de sua força… e venceu!!!
  • 10. 2.2 – Oposição ao culto a Deus: Destruir o verdadeiro culto a Deus sempre foi a tática diabólica, pois sem adoração prescrita pela Palavra, todo o resto é tentativa frustrada de chegar-se a Deus. Velhas táticas: • Torcer a Palavra. • Desmentir a Deus. • Ritualizar o culto. • Excluir o significado da adoração. • Desprezar o sagrado. • Modernizar o imutável.
  • 11. 2.3 – Crítica à união: Quando nos sentimos parte do que fazemos, nos comprometemos com os resultados. Deixamos de falar “a obra em que trabalho” e passamos a falar “a obra que faço para Deus”. Essa é a sinergia necessária para o crescimento e para o sucesso.
  • 12. 2.3 – Crítica à união: A união é indispensável O líder cristão para o sucesso de não é homem- qualquer ministério. banda Sem união, o povo de Deus: • perde as forças • distancia-se de Deus • deixa-se derrotar pelo inimigo.
  • 13. 3 – De acordo com a lição, o que é indispensável para o sucesso de qualquer ministério? 4 – Qual foi a atitude de Neemias diante da ação insistente dos inimigos?
  • 14. 3.1 – Os inimigos se uniram (Ne 4:7,8): Sempre será igual – os inimigos começam sutilmente e vão aumentando o poder de fogo contra a obra de Deus. Em nossos dias poucos estão percebendo os fatos a nossa volta. Leis, filmes, novelas, reportagens, passeatas, produtos de consumo e tantas outras áreas que vão sendo adaptadas a realidade do novo homem – livre – espiritualista – egocêntrico – liberal … e sem Deus!
  • 15. 3.2 – Oração e vigilância:  Neemias estabeleceu seu alvo e concluiu o seu projeto.  Os projetos de Deus para a sua vida precisam ser concluídos.  Não seja uma pessoa procrastinadora, nem indisciplinada.
  • 16. 5 – Segundo a Palavra de Deus, contra quem é a nossa luta?
  • 17. A semelhança de Neemias, todos enfrentamos algum tipo de oposição. O importante é não desanimar, mas seguir firme, sabendo que no SENHOR nosso trabalho terá recompensa. Deus o abençoe!