SlideShare uma empresa Scribd logo
Colonização Inglesa
na América e
Independência dos
EUA
Prof. Rodrigo Campos
Fontes: Slide Share - Prof. Carlos Bidu
Youtube: Canais ProEnem - Enem 2021 e Débora Aladim
• Entre os motivos: Tardia centralização política;
Guerra dos Cem Anos; Guerra das Duas Rosas;
•A expansão marítima se inicia com a Rainha
Elizabeth I, que promoveu a burguesia, e venceu
a invencível Armada de Filipe II da Espanha,
abrindo perspectiva para a colonização de parte
da América;
•Em 1607 é fundada a primeira colônia, Virgínia,
em homenagem a Rainha Elizabeth I, pelo rei
James (Dinastia Stuart)
COLONIZAÇÃO TARDIA
• Em 1620 algumas famílias deixaram a
Inglaterra fugindo da perseguição político-
religiosa;
• Os pais peregrinos eram provenientes pequena
burguesia: artesãos, camponeses que seguiam
doutrinas de Calvino (eram os puritanos). Eram
contrários Anglicanismo, religião oficial.
•Em 1620 fundaram o núcleo de Plymouth (atual
estado de Massachusetts).
OS PAIS PEREGRINOS
Apesar de terem sido vitimas da intolerância religiosa,
os puritanos também foram extremamante
intolerantes com os não- puritanos na nova terra.
Colonização Inglesa
• Sul: Plantation (Algodão)
• Norte: Povoamento (Puritanos)
• Colônias de exploração: submetidas aos
interesses da metrópole (pacto colonial –
exclusivo metropolitano) – extração de
metais e pedras preciosas; agricultura
de gêneros tropicais em regime de
plantation (latifúndio monocultor e
escravista, com produção voltada para o
mercado externo).
• Colônias de povoamento:
autodesenvolvimento; mão de obra livre;
maior autonomia em relação à
metrópole; não produziam algo que
interessasse à metrópole.
Colonização e Independência dos EUA
• Atividade de Plantation: um
monocultura; escravidão; latifúndio.
• Objetivo: complementar a economia
inglesa.
Região Sul
NESSAS COLÔNIAS PRODUZIAM ALGODÃO ,
TABACO, E ARROZ, PLANTADOS EM GRANDE
PROPRIEDADES POR ESCRAVOS AFRICANOS
• Grande quantidade de imigrantes
ingleses, principalmente
puritanos.
• Pequenas propriedades; policultura,
Trabalho livre e assalariado.
• Intolerância religiosa, afirmação da
ética protestante para perseguições
religiosas, sociedade urbana.
Região Norte
Comércio Triangular
• As leis inglesas de navegação não
impediam o desenvolvimento da colônia
porque não eram aplicadas. Mas quando
o comércio colonial começou a concorrer
com o comércio metropolitano, surgiram
atritos que culminaram com a
emancipação das treze colônias.
A partir da segunda metade do século XVIII, o
governo inglês mudou sua política colonial,
passando a oprimir suas colônias;
Motivos:
• Concorrência que os produtos norte-americanos
faziam aos INGLESES no mercado externo;
• Abalos financeiros que a Inglaterra passava
depois da Guerra dos Sete Anos contra a França.
Mudança na política: os atos intoleráveis
Taxava o
açúcar que
entrava nos
Estados
Unidos da
América e
que não
fosse
comprado
das
Antilhas
inglesas.
Todos os
documento
s em
circulação
na colônia
americana
deveriam
receber
selos
provenient
es da
metrópole.
Monopólio
da venda
do chá foi
concedido
a
Companhi
a da
Índias
Orientais,
sediada
em
Londres.
Lei do Açúcar
(1764)
Lei do Selo
(1765)
Lei do Chá
(1773)
• Colonos invadiram 3 navios ingleses no porto de
Boston e atiraram o chá no mar.
Festa do Chá de Boston (Boston tea party)
LEIS INTOLERÁVEIS
• O porto de Boston passa a ser interditado até
que fosse pago o prejuízo causado pelo
derramamento do chá
• O Estado de Massachussets seria ocupado
pelo exército inglês
• Restrição do direito de reunião
• Todo ato de rebeldia contra a Inglaterra seria
julgado por tribunais ingleses
• Ideal não-separatista, solicitam ao rei e ao
Parlamento a revogação da legislação autoritária
como forma de concretizar a igualdade de direitos
dos colonos.
• Em resposta, Inglaterra destrói várias bases de
armas dos colonos
Primeiro Congresso Continental de
Filadélfia (1774)
Segundo Congresso de Filadélfia (1775)
• Consenso pela independência
• Foram formadas tropas para lutar pela independência
sob o comando do fazendeiro rico, George
Whashington.
• Foi construída uma comissão pra escrever a
declaração de independência, o principal redator era
Thomas Jefferson.
• "A Inglaterra é, apesar de tudo, a pátria-mãe,
dizem alguns. Sendo assim, mais vergonhosa
resulta sua conduta, porque nem sequer os
animais devoram suas crias, nem fazem os
selvagens guerra a suas famílias; de modo que
esse fato volta-se ainda mais para a condenação
da Inglaterra. [...]”
Thomas Paine
• AGuerra da Independência começa em março de
1775: osamericanos tomam Boston.
• Dascolônias do Sul,sóaVirgínia apoiou.
• Oscanadensespermaneceram fiéis àInglaterra.
• Aintervenção francesa foi decisiva.
• O queos motivou: ideais de liberdade do
movimento ILUMINISTA, propaganda feita por
Franklin e motivados pela intenção de golpear a
Inglaterra, que lhes havia imposto pesadasperdas
em 1763.
Ea luta começa...
•
“Estascolônias unidas são e de
direito têm de ser Estados livres e
Independentes. Toda a ligação
política entre elas e a Grã-
Bretanha já está, e deve estar,
totalmente dissolvida“
DeclaraçãodeIndependência.
•
Benjamin Franklin (de óculos), John
Adams e Jefferson (de pé), redigem o
documento.
República Federalista
A Constituição em vigor até hoje foi concluída em 1787
e declarou o país uma república presidencialista e
federalista.
• OTratado deParis,em1783, reconheceu a
independência dos EstadosUnidos daAmérica.
• O primeiro presidente Eleito (por unanimidade)
foi George Washington em 1788.
Consequências
• Abalou o prestígio da Inglaterra;
• Possibilidade de fazer valer a soberania popular contra
o absolutismo, influenciando outros movimentos;
• Contribuiu com a Revolução Francesa;
• Colocou a ideia de igualdade iluminista em prática;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
martinha10
 
O processo da independência
O processo da independênciaO processo da independência
O processo da independência
Eliphas Rodrigues
 
3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização 3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização
Daniel Alves Bronstrup
 
13 colônias inglesas
13 colônias inglesas13 colônias inglesas
13 colônias inglesas
harlissoncarvalho
 
2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América
Daniel Alves Bronstrup
 
Colonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesaColonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesa
Carlos Zaranza
 
Aula sobre a Colonização inglesa
Aula sobre a Colonização inglesaAula sobre a Colonização inglesa
Aula sobre a Colonização inglesa
'Barbara Wy'czenski
 
Revoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - InglaterraRevoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - Inglaterra
Daniel Alves Bronstrup
 
História dos Estados Unidos
História dos Estados UnidosHistória dos Estados Unidos
História dos Estados Unidos
Andreia Regina Moura Mendes
 
História dos E.U.A
História dos E.U.AHistória dos E.U.A
História dos E.U.A
Alex Ferreira dos Santos
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
dmflores21
 
Resumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesasResumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesas
Claudenilson da Silva
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
Os Estados Unidos No Seculo XIX
Os Estados Unidos No Seculo XIXOs Estados Unidos No Seculo XIX
Os Estados Unidos No Seculo XIX
Fabio Santos
 
Independência das colônias americanas
Independência das colônias americanasIndependência das colônias americanas
Independência das colônias americanas
Thiago Souza
 
Independência da américa portuguesa
Independência da américa portuguesaIndependência da américa portuguesa
Independência da américa portuguesa
Rodrigo Luiz
 
14. independência dos eua
14. independência dos eua14. independência dos eua
14. independência dos eua
José Augusto Fiorin
 
INDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUAINDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUA
Marcos Mororó
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
Slides de Tudo
 
O iluminismo chega à América
O iluminismo chega à AméricaO iluminismo chega à América
O iluminismo chega à América
Josi Zanette do Canto
 

Mais procurados (20)

Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
 
O processo da independência
O processo da independênciaO processo da independência
O processo da independência
 
3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização 3ão - Fim da Colonização
3ão - Fim da Colonização
 
13 colônias inglesas
13 colônias inglesas13 colônias inglesas
13 colônias inglesas
 
2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América2° ano - Processos de Independência na América
2° ano - Processos de Independência na América
 
Colonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesaColonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesa
 
Aula sobre a Colonização inglesa
Aula sobre a Colonização inglesaAula sobre a Colonização inglesa
Aula sobre a Colonização inglesa
 
Revoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - InglaterraRevoluções Burguesas - Inglaterra
Revoluções Burguesas - Inglaterra
 
História dos Estados Unidos
História dos Estados UnidosHistória dos Estados Unidos
História dos Estados Unidos
 
História dos E.U.A
História dos E.U.AHistória dos E.U.A
História dos E.U.A
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
Resumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesasResumo revoluoesinglesas
Resumo revoluoesinglesas
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
 
Os Estados Unidos No Seculo XIX
Os Estados Unidos No Seculo XIXOs Estados Unidos No Seculo XIX
Os Estados Unidos No Seculo XIX
 
Independência das colônias americanas
Independência das colônias americanasIndependência das colônias americanas
Independência das colônias americanas
 
Independência da américa portuguesa
Independência da américa portuguesaIndependência da américa portuguesa
Independência da américa portuguesa
 
14. independência dos eua
14. independência dos eua14. independência dos eua
14. independência dos eua
 
INDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUAINDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUA
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
 
O iluminismo chega à América
O iluminismo chega à AméricaO iluminismo chega à América
O iluminismo chega à América
 

Semelhante a Colonização e Independência dos EUA

2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx
2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx
2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx
RobsonCamposdeAbreu
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Elisângela Martins Rodrigues
 
Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911
fioravanti_silvia
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Ricardo Martins
 
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Neuda Larissa Dias Perdigao
 
11ºb história
11ºb história11ºb história
11ºb história
Ricardo Martins
 
Estados Unidos da América
Estados Unidos da AméricaEstados Unidos da América
Estados Unidos da América
bruno2m1
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
Isabel Aguiar
 
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
Mary Alvarenga
 
Esquema a independência das 13 colônias
Esquema   a independência das 13 colôniasEsquema   a independência das 13 colônias
Esquema a independência das 13 colônias
ProfessoresColeguium
 
Independências americanas
Independências americanasIndependências americanas
Independências americanas
Colégio Progresso Centro
 
Independência das treze colônias inglesas
Independência das treze colônias inglesasIndependência das treze colônias inglesas
Independência das treze colônias inglesas
Leonardo Caputo
 
Estados unidos
Estados unidosEstados unidos
Estados unidos
Dirair
 
Independência dos EUA.
Independência dos EUA.Independência dos EUA.
Independência dos EUA.
maadalk
 
Am pre col ing fra hol
Am pre col ing fra holAm pre col ing fra hol
Am pre col ing fra hol
Renato Coutinho
 
A INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptx
A INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptxA INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptx
A INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptx
AmricoMoraes2
 
23092016112747239.pdf
23092016112747239.pdf23092016112747239.pdf
23092016112747239.pdf
AquilaBarreiraAlves
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
Isabel Aguiar
 
A Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados UnidosA Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados Unidos
Ritsu Onodera
 
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xixAula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
Jonatas Carlos
 

Semelhante a Colonização e Independência dos EUA (20)

2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx
2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx
2ano-processosdeindependncianaamrica-120604203954-phpapp01.pptx
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
 
11ºb história
11ºb história11ºb história
11ºb história
 
Estados Unidos da América
Estados Unidos da AméricaEstados Unidos da América
Estados Unidos da América
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
 
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade Independência dos Estados Unidos  -  Texto e atividade
Independência dos Estados Unidos - Texto e atividade
 
Esquema a independência das 13 colônias
Esquema   a independência das 13 colôniasEsquema   a independência das 13 colônias
Esquema a independência das 13 colônias
 
Independências americanas
Independências americanasIndependências americanas
Independências americanas
 
Independência das treze colônias inglesas
Independência das treze colônias inglesasIndependência das treze colônias inglesas
Independência das treze colônias inglesas
 
Estados unidos
Estados unidosEstados unidos
Estados unidos
 
Independência dos EUA.
Independência dos EUA.Independência dos EUA.
Independência dos EUA.
 
Am pre col ing fra hol
Am pre col ing fra holAm pre col ing fra hol
Am pre col ing fra hol
 
A INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptx
A INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptxA INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptx
A INDEPENDÊNCIA DOS EUA.pptx
 
23092016112747239.pdf
23092016112747239.pdf23092016112747239.pdf
23092016112747239.pdf
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
 
A Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados UnidosA Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados Unidos
 
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xixAula 13   e.u.a. nos séculos xviii e xix
Aula 13 e.u.a. nos séculos xviii e xix
 

Último

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

Colonização e Independência dos EUA

  • 1. Colonização Inglesa na América e Independência dos EUA Prof. Rodrigo Campos Fontes: Slide Share - Prof. Carlos Bidu Youtube: Canais ProEnem - Enem 2021 e Débora Aladim
  • 2. • Entre os motivos: Tardia centralização política; Guerra dos Cem Anos; Guerra das Duas Rosas; •A expansão marítima se inicia com a Rainha Elizabeth I, que promoveu a burguesia, e venceu a invencível Armada de Filipe II da Espanha, abrindo perspectiva para a colonização de parte da América; •Em 1607 é fundada a primeira colônia, Virgínia, em homenagem a Rainha Elizabeth I, pelo rei James (Dinastia Stuart) COLONIZAÇÃO TARDIA
  • 3. • Em 1620 algumas famílias deixaram a Inglaterra fugindo da perseguição político- religiosa; • Os pais peregrinos eram provenientes pequena burguesia: artesãos, camponeses que seguiam doutrinas de Calvino (eram os puritanos). Eram contrários Anglicanismo, religião oficial. •Em 1620 fundaram o núcleo de Plymouth (atual estado de Massachusetts). OS PAIS PEREGRINOS
  • 4. Apesar de terem sido vitimas da intolerância religiosa, os puritanos também foram extremamante intolerantes com os não- puritanos na nova terra.
  • 5. Colonização Inglesa • Sul: Plantation (Algodão) • Norte: Povoamento (Puritanos)
  • 6. • Colônias de exploração: submetidas aos interesses da metrópole (pacto colonial – exclusivo metropolitano) – extração de metais e pedras preciosas; agricultura de gêneros tropicais em regime de plantation (latifúndio monocultor e escravista, com produção voltada para o mercado externo). • Colônias de povoamento: autodesenvolvimento; mão de obra livre; maior autonomia em relação à metrópole; não produziam algo que interessasse à metrópole.
  • 8. • Atividade de Plantation: um monocultura; escravidão; latifúndio. • Objetivo: complementar a economia inglesa. Região Sul
  • 9. NESSAS COLÔNIAS PRODUZIAM ALGODÃO , TABACO, E ARROZ, PLANTADOS EM GRANDE PROPRIEDADES POR ESCRAVOS AFRICANOS
  • 10. • Grande quantidade de imigrantes ingleses, principalmente puritanos. • Pequenas propriedades; policultura, Trabalho livre e assalariado. • Intolerância religiosa, afirmação da ética protestante para perseguições religiosas, sociedade urbana. Região Norte
  • 12. • As leis inglesas de navegação não impediam o desenvolvimento da colônia porque não eram aplicadas. Mas quando o comércio colonial começou a concorrer com o comércio metropolitano, surgiram atritos que culminaram com a emancipação das treze colônias.
  • 13. A partir da segunda metade do século XVIII, o governo inglês mudou sua política colonial, passando a oprimir suas colônias; Motivos: • Concorrência que os produtos norte-americanos faziam aos INGLESES no mercado externo; • Abalos financeiros que a Inglaterra passava depois da Guerra dos Sete Anos contra a França. Mudança na política: os atos intoleráveis
  • 14. Taxava o açúcar que entrava nos Estados Unidos da América e que não fosse comprado das Antilhas inglesas. Todos os documento s em circulação na colônia americana deveriam receber selos provenient es da metrópole. Monopólio da venda do chá foi concedido a Companhi a da Índias Orientais, sediada em Londres. Lei do Açúcar (1764) Lei do Selo (1765) Lei do Chá (1773)
  • 15. • Colonos invadiram 3 navios ingleses no porto de Boston e atiraram o chá no mar. Festa do Chá de Boston (Boston tea party) LEIS INTOLERÁVEIS • O porto de Boston passa a ser interditado até que fosse pago o prejuízo causado pelo derramamento do chá • O Estado de Massachussets seria ocupado pelo exército inglês • Restrição do direito de reunião • Todo ato de rebeldia contra a Inglaterra seria julgado por tribunais ingleses
  • 16. • Ideal não-separatista, solicitam ao rei e ao Parlamento a revogação da legislação autoritária como forma de concretizar a igualdade de direitos dos colonos. • Em resposta, Inglaterra destrói várias bases de armas dos colonos Primeiro Congresso Continental de Filadélfia (1774)
  • 17. Segundo Congresso de Filadélfia (1775) • Consenso pela independência • Foram formadas tropas para lutar pela independência sob o comando do fazendeiro rico, George Whashington. • Foi construída uma comissão pra escrever a declaração de independência, o principal redator era Thomas Jefferson.
  • 18. • "A Inglaterra é, apesar de tudo, a pátria-mãe, dizem alguns. Sendo assim, mais vergonhosa resulta sua conduta, porque nem sequer os animais devoram suas crias, nem fazem os selvagens guerra a suas famílias; de modo que esse fato volta-se ainda mais para a condenação da Inglaterra. [...]” Thomas Paine
  • 19. • AGuerra da Independência começa em março de 1775: osamericanos tomam Boston. • Dascolônias do Sul,sóaVirgínia apoiou. • Oscanadensespermaneceram fiéis àInglaterra. • Aintervenção francesa foi decisiva. • O queos motivou: ideais de liberdade do movimento ILUMINISTA, propaganda feita por Franklin e motivados pela intenção de golpear a Inglaterra, que lhes havia imposto pesadasperdas em 1763. Ea luta começa...
  • 20. • “Estascolônias unidas são e de direito têm de ser Estados livres e Independentes. Toda a ligação política entre elas e a Grã- Bretanha já está, e deve estar, totalmente dissolvida“ DeclaraçãodeIndependência. • Benjamin Franklin (de óculos), John Adams e Jefferson (de pé), redigem o documento. República Federalista A Constituição em vigor até hoje foi concluída em 1787 e declarou o país uma república presidencialista e federalista.
  • 21. • OTratado deParis,em1783, reconheceu a independência dos EstadosUnidos daAmérica. • O primeiro presidente Eleito (por unanimidade) foi George Washington em 1788.
  • 22. Consequências • Abalou o prestígio da Inglaterra; • Possibilidade de fazer valer a soberania popular contra o absolutismo, influenciando outros movimentos; • Contribuiu com a Revolução Francesa; • Colocou a ideia de igualdade iluminista em prática;