SlideShare uma empresa Scribd logo
CLP- EXERCICIO
1)
Dada a lógica de comando digital abaixo, escreva um programa equivalente para CLP em
linguagem Ladder. (Questão do Exame Nacional de Cursos 1998)
2) Desenvolver um projeto de controle para a seguinte instalação ( na linguagem LADDER
):
Através do programa o utilizador deve ser capaz de selecionar o modo se funcionamento :
Automático ou Manual . Em MANUAL , a Bomba poderá ser ligada pressionando-se o botão
LIGA e desliga pressionandose o botão desliga . Neste modo , as bóias de Nível não tem
nenhuma ação .Em AUTOMÁTICO, a bomba será ligada 10 Seg. após a deteção de NÍVEL
BAIXO e desligada 10 Seg. após a deteção de NÍVEL ALTO .
ENTRADAS: I0.0 = 1 se NÍVEL < NÍVEL BAIXO - I0.0 = 0 se NÍVEL > NÍVEL BAIXO.
I0.1 = 1 se NÍVEL > NÍVEL ALTO - I0.1 = 0 se NÍVEL < NÍVEL ALTO.
I0.2 = 1 se AUTOMÁTICO - I0.2 = 0 se MANUAL .
I0.3 = 1 se BOTÃO LIGA pressionado .
I0.4 = 0 se BOTÃO DESLIGA pressionado .
SAÍDA: Q0.1 = 1 então BOMBA LIGADA .
3) Projete um controle capaz de inverter o sentido de rotação de um motor trifásico.
OBS: Para mudarmos o sentido de rotação de um motor trifásico é necessário que mudemos duas
das três fases , isto é , que a fase A se torne B e que a fase B se torne A .
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
PS. Fazer : I0.0 = Botão para ligar
I0.1 = Botão de emergência
I0.2 = Acionamento frente
I0.3 = Acionamento ré
Q0.0 = Chave KM2
Q0.1 = Chave KM1
4) A figura abaixo mostra um misturador usado para fazer cores personalizadas de tinta.
Possuem dois encanamentos entrando no topo do tanque , fornecendo dois ingredientes diferentes , e um único encanamento no
fundo do tanque para transportar a tinta misturada finalizada. Nessa aplicação você vai controlar a operação de preenchimento ,
monitorar o nível do tanque , e controlar o misturador e o período de aquecimento . Seguir os passos 1 até o 8 listados abaixo .
1o passo – Encha o tanque com o ingrediente 1.
2o passo – Encha o tanque com o ingrediente 2.
(a utilização do 1o ou do 2o ingrediente são independentes)
3o passo – Monitore o nível do tanque para o acionamento da chave “High-Level”, utilizando um sensor de nível .
4o passo – Manter o status da bomba se a chave “Start” está aberta , isto é , a chave "start'' deve ser independente ( também
perceba que o contato a ser utilizado deve ser normal fechado ) .
5o passo – Comece a misturar os ingredientes e o período de aquecimento ( 10 Seg. por exemplo ).
6o passo – Ligue o motor do misturador e a válvula de vapor ( através destes haverá a mistura e aquecimento , respectivamente )
.
7o passo – Drene o tanque da mistura através da válvula "Drain Valve"( válvula de drenagem ) e do motor "Drain Pump"( bomba
de drenagem ).
8o passo – Crie um modo de contar quantas vezes este processo ( descrito do 1o ao 7o passo ) é realizado por completo .
Acionamento de 4 motoresEXERCÍCIO
5)- Elaborar um programa, que comanda o acionamento de 4 motores responsáveis pelo transporte de esteiras. A
sequência de partida destes motores é a seguinte:
 Ao acionar o botão de partida, o motor M1 será ligado instantaneamente.You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
 Após 5 segundos, o motor M2 será ligado e o motor M1 continuará ligado.
 Após mais 5 segundos, o motor M3 e M4 serão ligados, mantendo M1 ligado e desligando M2.
 Após mais 5 segundos, M1 desliga, mantendo M3 e M4 ligados.
 Caso a botoeira de parada seja acionada, desligar todos os motores e posicionar o sistema para uma nova
partida da sequência descrita anteriormente.
 O sistema deverá possuir uma lâmpada sinalizadora, que indicará quando o sistema estiver em funcionamento
e uma outra lâmpada para sinalizar quando o sistema estiver desativado.
Convenção:
 Botão de Parada: Push-Button (NF)
 Lâmpadas Sinalizadoras: Acionadas com nível 1
 Motor: Acionada em nível 1
 Botão de Partida: Push-Button (NA)
 Sensor de peças: Aciona (sente peça) com nível 0
 FLUXOGRAMA DE SOLUÇÃO DO EXERCÍCIO PROPOSTO
Acionamento de um motor Trifásico
EXERCÍCIO
6- Elaborar um programa, para acionamento de um motor trifásico, comandado por botões
Liga/Desliga e proteção por relé térmico.
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
Processo
1. Ao pressionar o botão Liga B1 (Push-botton NA), o motor deverá ser energizado e a
lâmpada H1, deverá acender.
2- Ao pressionar o botão Desliga B0 (Push-bottonNF), o motor deverá ser desenergizado e a
lâmpada H1 apagada.
3. Caso o relé térmico e1 seja acionado, o motor deverá ser desenergizado, a lâmpada H1
apagada e a lâmpada H2 acenderá.
Procedimento
Identificar todos os dispositivos de campo necessário para o desenvolvimento deste programa,
preenchendo a tabela abaixo incluindo o tag dos dispositivos de acordo com o CLP usado.
DISPOSITIVO DE CAMPO TAG CARACTERÍSTICA
1. Botão Liga B1 Ativo em “1” (NA)
2.
3.
4.
5.
6.
Elaborar um programa que resolva o problema proposto, utilizando a linguagem ladder. Este
programa deverá ser desenvolvido dentro da pasta de “Main Tasks”.
Acionamento de válvula
CPU
I
ANAG
O
SLOT1
I
DIGIT
I
SLOT2
O
DIGIT
O
SLOT3
B1
B0
e1
I
H1 H2 C1
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
EXERCÍCIO
7)- Elaborar um programa, que comanda o acionamento de uma válvula instalada na entrada
de um tanque, com o objetivo de manter a quantidade de produto dentro do tanque entre 05 e
15 litros.
Convenção
 Botão de Reset: Push-botton NA
 Válvula Solenóide V1: Normal Fechada (Abre com nível 1)
 Transmissores de vazão FT1 e FT2: 1 pulso / litro
 Lâmpada sinalizadora de válvula aberta: Acesa com nível 1
Processo
O sistema deve operar automaticamente, de tal forma, que quando o volume do tanque atingir
5 litros, a válvula de entrada abra, até que o volume atinja 15 litros fechando-se neste momento
e abrindo novamente quando voltar a atingir 5 litros.
Sempre que o tanque parar de operar, por exemplo, para efetuar-se a limpeza do mesmo
(esvaziando-o totalmente), o botão de reset deverá ser pressionado, para inicializar o processo.
Procedimento
Identificar todos os dispositivos de campo necessário para o desenvolvimento deste programa,
preenchendo a tabela abaixo e endereçando-os de acordo com o CLP usado.
PRODUTO
FT-2
FT-1
FV1
CPU I/O
CLP
15 LITROS
5 LITROS
VÁLVULA
ABERTA
BOTÃO
RESTART
DESCARGA "A"
LIMPEZA
BOTÃO
LIMPEZA
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
DISPOSITIVO DE
CAMPO
TAG CARACTERÍSTICA
1. Botão Reset Ativo em “1” (NA)
2.
3.
4.
5.
6.
Acionamento do motor de uma esteira
EXERCÍCIO
8)- Elaborar um programa, que comanda o acionamento do motor de uma esteira, responsável pelo transporte de
peças para um reservatório. O motor da esteira, deverá ser interrompido, por 15 segundos, após o reservatório,
receber o número de peças definidas pelo operador através de um conjunto com 2 chaves Thumbwhell. O sistema
deverá possuir uma lâmpada sinalizadora, que indicará quando o motor estiver em funcionamento, uma outra
lâmpada sinalizadora, que indicará quando o motor estiver no momento de espera (15 segundos) para
reinicialização e uma outra lâmpada para sinalizar quando o sistema estiver desativado. Deverá ser previsto, um
botão para partida do sistema e outro para parada. O sensor LS-1( do tipo infravermelho), será o responsável por
monitorar o número de peças que são enviadas ao reservatório.
Convenção
 Botão de Partida: Push- Button (NA)
 Botão de Parada: Push-Button (NF)
 Lâmpadas Sinalizadoras: Acionadas com nível 1
 Motor: Acionada em nível 1
 Sensor de peças: Aciona (sente peça) com nível 0
 Conjunto de chaves thumbwhell: 2 chaves que geram código BCD
LS-1
ESTEIRA
RESERVATÓRIO
DE
PEÇAS
M
THUMBWHELLTHUMBWHELL
CPU I/O
CLP
SISTEMA
DESLIG.
MOTOR
ESPERA
MOTOR
LIGADO
BOTÃO
PARADA
BOTÃO
PARTIDA
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
Procedimento
 Identificar todos os dispositivos de campo necessário para o desenvolvimento deste
programa, preenchendo a tabela abaixo e endereçando-os de acordo com o CLP usado.
DISPOSITIVO DE
CAMPO
TAG CARACTERÍSTICA
1. Botão Partida B1 Ativo em “1” (NA)
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
9)-Exemplo de Controle de Mistura.
Mapa das entradas / saídas :
Entradas :
Botoeira Liga X _ _
Botoeira Desliga X _ _
V1 - Válvula de Entrada de Leite; X _ _
V2 - Válvula de Entrada de Glucose; X _ _
V3 - Válvula de Entrada de Essência; X _ _
V4 - Válvula de Entrada de Gordura; X _ _
Saídas:
Válvula de Entrada do Tanque; Y _ _
Válvula de Saída do Tanque; Y _ _
Motor do Agitador; Y _ _
Funcionamento :
1- A Botoeira liga inicia o processo e a Desliga encerra;
2 - A Válvula de Entrada do Tanque é acionada;
3 - A Válvula do Tanque de Leite é acionada por 10 segundos, fechando - se em seguida;
4 - A Válvula do Tanque de Glucose é acionada por 15 segundos, fechando - se em seguida;
5 - O Motor do Agitador é ligado;
6 - A Válvula do Tanque de Essência é acionada por 5 segundos, fechando - se em seguida;
7 - A Válvula do Tanque de Gordura é acionada por 10 segundos, fechando - se em seguida;
8 - O Motor do Agitador é desligado depois de 15 segundos da entrada de todos os ingredientes.
9 - Após o Motor do Agitador ser desligado, a Válvula de Saída do Tanque de Mistura é acionada.
10 - O ciclo termina.
LEITE GLUCOSE ESSÊNCIA GORDURA
V 1 V 2 V 3 V 4
VÁLVULA DE MOTOR DO
VÁLVULA
LIGA
DESL.
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
EXERCÍCIOS DE CLP
10) - Implemente e teste um sistema para ligar e desligar um motor a partir de duas botoeiras.
A botoeira liga é NA e a desliga é NF.
11)- Elabore e teste um programa LADDER para intertravar dois motores impedindo que sejam energizados
simultaneamente. Cada motor deve ser ligado e desligado por duas botoeira cada uma NA e outra NF.
12)- Elabore e teste um programa LADDER para abrir a válvula V1, após 10 segundos a válvula V2 deve ser aberta
caso o nível do tanque não seja baixo (LSL - NA).
13)- Implemente e teste um programa LADDER para ligar/desligar um motor a partir de uma chave com retenção
mecânica. Enquanto ligado, uma lâmpada deve ficar piscando com intervalo de um segundo.
14)- Implemente e teste um programa LADDER para permitir apenas três tentativas de acionamento de uma
turbina. Após a terceira tentativa o circuito deve intertravar impedindo novos acionamentos e sinalizar com uma
lâmpada piscando dois segundos apagada e um acesa. A partida e parada devem ser realizadas por duas botoeiras
uma Na e outra NF. A parada da turbina devida à falha na partida deve ser feita por uma terceira chave. Um quarto
botão (NA) deve rearmar o sistema e permitir novas tentativas de partida.
15)- Elabore e teste um sistema de alarmes com cinco entradas (botoeira de reconhecimento, PSH, LSL, TSLL, FSH)
e cinco saídas (PAH, LAL, TALL, FAH, alarme sonoro). O sistema deverá funcionar da seguinte forma:
A- Quando uma chave for ativada (são NF) a saída correspondente deve piscar e o sonoro atuar continuamente;
B - O botão de reconhecimento deve "calar" o alarme sonoro e a saída correspondente ao alarme atuado deve ficar
continuamente acesa até que a variável normalize seu estado;
c _ Caso outro alarme ocorra o funcionamento deve seguir o mesmo descrito no item "A".
16)-Implemente e teste um programa LADDER para ligar/desligar uma válvula solenóide nas seguintes
circunstâncias:
a) Um sensor de presença deve acionar a válvula por cinco segundos começando ao detectar que seu
campo de ação foi esvaziado.
b) A presença de algo no campo de ação do sensor só deve ser contabilizada pelo mesmo se perdurar
por pelo menos cinco segundos.
(Ou seja: se algo entrar no campo de ação do sensor e nele permanecer por mais de cinco segundos, fará com que a
válvula seja ligada por cinco segundos tão logo deixe tal campo.)
17)- Implemente e teste um programa LADDER para:
a) ligar uma saída tão logo seja acionada uma entrada correspondente. Tal carga deve continuar ligada
quando a entrada que provocou sua ligação retornar à condição de repouso.
b) uma nova ligação da citada entrada não provocará nenhum efeito, mas um novo desligamento fará
com que a citada saída retorne ao estado de repouso.
Nota: tal funcionamento deve ser conseguido sem uso de bloco contador.
18)- Implemente e teste um programa LADDER para conseguir o mesmo efeito da questão anterior, agora usando o
bloco contador.
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Instrumentação Industrial Básica
Instrumentação Industrial BásicaInstrumentação Industrial Básica
Instrumentação Industrial Básica
Johnata França Reis
 
Sdac
SdacSdac
Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...
Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...
Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...
Marcus Brito
 
Erros e controle de malhas
Erros e controle de malhasErros e controle de malhas
Erros e controle de malhas
jomartg
 
Automação industrial - aula 1.pptx
Automação industrial - aula 1.pptxAutomação industrial - aula 1.pptx
Automação industrial - aula 1.pptx
DanielFabricioBruns1
 
Simbologia para instrumentação
Simbologia para instrumentaçãoSimbologia para instrumentação
Simbologia para instrumentação
phasetronik
 
Apostila de CLP / PLC
Apostila de CLP / PLCApostila de CLP / PLC
Apostila de CLP / PLC
Ricardo Akerman
 
Automatos programaveis
Automatos programaveisAutomatos programaveis
Automatos programaveis
Francisco Manuel Oliveira Fernandes
 
03 linguagem ladder instrucoes de bit
03 linguagem ladder instrucoes de bit03 linguagem ladder instrucoes de bit
03 linguagem ladder instrucoes de bit
José Mauricio Santos Werneck
 
Teorema da superposição
Teorema da superposiçãoTeorema da superposição
Teorema da superposição
Adilson Nakamura
 
Eletrônica digital aula 01
Eletrônica digital   aula 01Eletrônica digital   aula 01
Eletrônica digital aula 01
Elídio A. Ferreira
 
Webinar: Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open Source
Webinar:  Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open SourceWebinar:  Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open Source
Webinar: Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open Source
Embarcados
 
Apostila fluid sim pneumática 2011
Apostila fluid sim pneumática 2011Apostila fluid sim pneumática 2011
Apostila fluid sim pneumática 2011
Diego Silva
 
Amplificadores operacionais
Amplificadores operacionaisAmplificadores operacionais
Amplificadores operacionais
GIGLLIARA SEGANTINI DE MENEZES
 
Apesentação controlador pid- Controle de processos
Apesentação controlador pid- Controle de processos Apesentação controlador pid- Controle de processos
Apesentação controlador pid- Controle de processos
Isa Bacelar
 
U3 exercicios resolvidos
U3 exercicios resolvidosU3 exercicios resolvidos
U3 exercicios resolvidos
Rick Jones Martins Ferreira
 
válvulas de instrumentação
válvulas de instrumentaçãoválvulas de instrumentação
válvulas de instrumentação
Rafael Bruno
 
Eletropneumática e eletro hidráulica i
Eletropneumática e eletro hidráulica iEletropneumática e eletro hidráulica i
Eletropneumática e eletro hidráulica i
Cesar Loureiro
 
Aula 02 controle malha aberta e fechada
Aula 02   controle malha aberta e fechadaAula 02   controle malha aberta e fechada
Aula 02 controle malha aberta e fechada
Gabriel Romão Zan Taquetti
 
Automação industrial prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...
Automação industrial   prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...Automação industrial   prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...
Automação industrial prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...
Everton_michel
 

Mais procurados (20)

Instrumentação Industrial Básica
Instrumentação Industrial BásicaInstrumentação Industrial Básica
Instrumentação Industrial Básica
 
Sdac
SdacSdac
Sdac
 
Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...
Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...
Exercício de controle e automação de processos industriais professor marcos f...
 
Erros e controle de malhas
Erros e controle de malhasErros e controle de malhas
Erros e controle de malhas
 
Automação industrial - aula 1.pptx
Automação industrial - aula 1.pptxAutomação industrial - aula 1.pptx
Automação industrial - aula 1.pptx
 
Simbologia para instrumentação
Simbologia para instrumentaçãoSimbologia para instrumentação
Simbologia para instrumentação
 
Apostila de CLP / PLC
Apostila de CLP / PLCApostila de CLP / PLC
Apostila de CLP / PLC
 
Automatos programaveis
Automatos programaveisAutomatos programaveis
Automatos programaveis
 
03 linguagem ladder instrucoes de bit
03 linguagem ladder instrucoes de bit03 linguagem ladder instrucoes de bit
03 linguagem ladder instrucoes de bit
 
Teorema da superposição
Teorema da superposiçãoTeorema da superposição
Teorema da superposição
 
Eletrônica digital aula 01
Eletrônica digital   aula 01Eletrônica digital   aula 01
Eletrônica digital aula 01
 
Webinar: Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open Source
Webinar:  Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open SourceWebinar:  Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open Source
Webinar: Explorando o SimulIDE - Simulador de Circuitos Eletrônicos Open Source
 
Apostila fluid sim pneumática 2011
Apostila fluid sim pneumática 2011Apostila fluid sim pneumática 2011
Apostila fluid sim pneumática 2011
 
Amplificadores operacionais
Amplificadores operacionaisAmplificadores operacionais
Amplificadores operacionais
 
Apesentação controlador pid- Controle de processos
Apesentação controlador pid- Controle de processos Apesentação controlador pid- Controle de processos
Apesentação controlador pid- Controle de processos
 
U3 exercicios resolvidos
U3 exercicios resolvidosU3 exercicios resolvidos
U3 exercicios resolvidos
 
válvulas de instrumentação
válvulas de instrumentaçãoválvulas de instrumentação
válvulas de instrumentação
 
Eletropneumática e eletro hidráulica i
Eletropneumática e eletro hidráulica iEletropneumática e eletro hidráulica i
Eletropneumática e eletro hidráulica i
 
Aula 02 controle malha aberta e fechada
Aula 02   controle malha aberta e fechadaAula 02   controle malha aberta e fechada
Aula 02 controle malha aberta e fechada
 
Automação industrial prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...
Automação industrial   prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...Automação industrial   prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...
Automação industrial prof. msc. marcelo eurípedes da silva, eep – escola de...
 

Semelhante a Clp exercicio

Manual de programação introdutória
Manual de programação introdutóriaManual de programação introdutória
Manual de programação introdutória
Célio Sousa
 
Treinamento robolab intermediario 20100316
Treinamento robolab intermediario   20100316Treinamento robolab intermediario   20100316
Treinamento robolab intermediario 20100316
clubhousejdconceicao
 
Treinamento robolab intermediario 20100316
Treinamento robolab intermediario   20100316Treinamento robolab intermediario   20100316
Treinamento robolab intermediario 20100316
clubhousejdconceicao
 
Exercicios de plc ou clp , aula de clp ou plc
Exercicios  de plc ou clp , aula de clp ou plcExercicios  de plc ou clp , aula de clp ou plc
Exercicios de plc ou clp , aula de clp ou plc
amaral5552018
 
Docslide.com.br curso clp-exercicios-propostos
Docslide.com.br curso clp-exercicios-propostosDocslide.com.br curso clp-exercicios-propostos
Docslide.com.br curso clp-exercicios-propostos
Ivanir Silva
 
Manual fic eec iv cfi-monoponto
Manual fic eec iv cfi-monopontoManual fic eec iv cfi-monoponto
Manual fic eec iv cfi-monoponto
Alcindo Moreira
 
Apostila introdução de injeção eletrônica
Apostila introdução de injeção eletrônicaApostila introdução de injeção eletrônica
Apostila introdução de injeção eletrônica
Kasalcaruaru Elaele
 
Fiat code
Fiat    codeFiat    code
Fiat code
ALJ JAPPE
 
Manual de manutenção de caminhões eletrônicos
Manual de manutenção de caminhões eletrônicosManual de manutenção de caminhões eletrônicos
Manual de manutenção de caminhões eletrônicos
Marcelo Auler
 
Sitema de inyeccion magneti marelli
Sitema de inyeccion magneti marelliSitema de inyeccion magneti marelli
Sitema de inyeccion magneti marelli
gujasa
 
Manual Placa Proteco Q60S - Tronicline Automatismos
Manual Placa Proteco Q60S - Tronicline AutomatismosManual Placa Proteco Q60S - Tronicline Automatismos
Manual Placa Proteco Q60S - Tronicline Automatismos
Tronicline Automatismos
 
Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem
Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem
Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem
Luiz Avelar
 
Codificação do alarme ford
Codificação do alarme fordCodificação do alarme ford
Codificação do alarme ford
Sergio Favaro
 
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
Consultoria Acadêmica
 
Alguns toks abb bmw
Alguns toks abb bmwAlguns toks abb bmw
Alguns toks abb bmw
tiago sacramento santos
 

Semelhante a Clp exercicio (15)

Manual de programação introdutória
Manual de programação introdutóriaManual de programação introdutória
Manual de programação introdutória
 
Treinamento robolab intermediario 20100316
Treinamento robolab intermediario   20100316Treinamento robolab intermediario   20100316
Treinamento robolab intermediario 20100316
 
Treinamento robolab intermediario 20100316
Treinamento robolab intermediario   20100316Treinamento robolab intermediario   20100316
Treinamento robolab intermediario 20100316
 
Exercicios de plc ou clp , aula de clp ou plc
Exercicios  de plc ou clp , aula de clp ou plcExercicios  de plc ou clp , aula de clp ou plc
Exercicios de plc ou clp , aula de clp ou plc
 
Docslide.com.br curso clp-exercicios-propostos
Docslide.com.br curso clp-exercicios-propostosDocslide.com.br curso clp-exercicios-propostos
Docslide.com.br curso clp-exercicios-propostos
 
Manual fic eec iv cfi-monoponto
Manual fic eec iv cfi-monopontoManual fic eec iv cfi-monoponto
Manual fic eec iv cfi-monoponto
 
Apostila introdução de injeção eletrônica
Apostila introdução de injeção eletrônicaApostila introdução de injeção eletrônica
Apostila introdução de injeção eletrônica
 
Fiat code
Fiat    codeFiat    code
Fiat code
 
Manual de manutenção de caminhões eletrônicos
Manual de manutenção de caminhões eletrônicosManual de manutenção de caminhões eletrônicos
Manual de manutenção de caminhões eletrônicos
 
Sitema de inyeccion magneti marelli
Sitema de inyeccion magneti marelliSitema de inyeccion magneti marelli
Sitema de inyeccion magneti marelli
 
Manual Placa Proteco Q60S - Tronicline Automatismos
Manual Placa Proteco Q60S - Tronicline AutomatismosManual Placa Proteco Q60S - Tronicline Automatismos
Manual Placa Proteco Q60S - Tronicline Automatismos
 
Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem
Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem
Tudo sobre placa de portão Garen G1 ou Unisystem
 
Codificação do alarme ford
Codificação do alarme fordCodificação do alarme ford
Codificação do alarme ford
 
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
AE03 - INFORMATICA INDUSTRIAL UNICESUMAR 51/2024
 
Alguns toks abb bmw
Alguns toks abb bmwAlguns toks abb bmw
Alguns toks abb bmw
 

Último

Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123
GabrielGarcia356832
 
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdfÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
RoemirPeres
 
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SSTSegurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
ClaudioArez
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
Consultoria Acadêmica
 
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdfAULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
MaxwellBentodeOlivei1
 
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docxSFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
bentosst
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
Consultoria Acadêmica
 
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdfDimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
RodrigoQuintilianode1
 
Incêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptxIncêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptx
RafaelDantas32562
 
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
pereiramarcossantos0
 
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitosApostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
Sandro Marques Solidario
 

Último (11)

Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123
 
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdfÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
ÁREAS DE ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO CIVIL.pdf
 
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SSTSegurança nos trabalhos em altura, normas SST
Segurança nos trabalhos em altura, normas SST
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdfAULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
 
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docxSFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
SFE SSO PROC 03 Bloqueio e sinalização de energias perigosas 1(Comentado).docx
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
 
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdfDimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
 
Incêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptxIncêndios em correia transportadora.pptx
Incêndios em correia transportadora.pptx
 
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
 
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitosApostila SAP.PM para PCM, para indústria e  depósitos
Apostila SAP.PM para PCM, para indústria e depósitos
 

Clp exercicio

  • 1. CLP- EXERCICIO 1) Dada a lógica de comando digital abaixo, escreva um programa equivalente para CLP em linguagem Ladder. (Questão do Exame Nacional de Cursos 1998) 2) Desenvolver um projeto de controle para a seguinte instalação ( na linguagem LADDER ): Através do programa o utilizador deve ser capaz de selecionar o modo se funcionamento : Automático ou Manual . Em MANUAL , a Bomba poderá ser ligada pressionando-se o botão LIGA e desliga pressionandose o botão desliga . Neste modo , as bóias de Nível não tem nenhuma ação .Em AUTOMÁTICO, a bomba será ligada 10 Seg. após a deteção de NÍVEL BAIXO e desligada 10 Seg. após a deteção de NÍVEL ALTO . ENTRADAS: I0.0 = 1 se NÍVEL < NÍVEL BAIXO - I0.0 = 0 se NÍVEL > NÍVEL BAIXO. I0.1 = 1 se NÍVEL > NÍVEL ALTO - I0.1 = 0 se NÍVEL < NÍVEL ALTO. I0.2 = 1 se AUTOMÁTICO - I0.2 = 0 se MANUAL . I0.3 = 1 se BOTÃO LIGA pressionado . I0.4 = 0 se BOTÃO DESLIGA pressionado . SAÍDA: Q0.1 = 1 então BOMBA LIGADA . 3) Projete um controle capaz de inverter o sentido de rotação de um motor trifásico. OBS: Para mudarmos o sentido de rotação de um motor trifásico é necessário que mudemos duas das três fases , isto é , que a fase A se torne B e que a fase B se torne A . You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 2. PS. Fazer : I0.0 = Botão para ligar I0.1 = Botão de emergência I0.2 = Acionamento frente I0.3 = Acionamento ré Q0.0 = Chave KM2 Q0.1 = Chave KM1 4) A figura abaixo mostra um misturador usado para fazer cores personalizadas de tinta. Possuem dois encanamentos entrando no topo do tanque , fornecendo dois ingredientes diferentes , e um único encanamento no fundo do tanque para transportar a tinta misturada finalizada. Nessa aplicação você vai controlar a operação de preenchimento , monitorar o nível do tanque , e controlar o misturador e o período de aquecimento . Seguir os passos 1 até o 8 listados abaixo . 1o passo – Encha o tanque com o ingrediente 1. 2o passo – Encha o tanque com o ingrediente 2. (a utilização do 1o ou do 2o ingrediente são independentes) 3o passo – Monitore o nível do tanque para o acionamento da chave “High-Level”, utilizando um sensor de nível . 4o passo – Manter o status da bomba se a chave “Start” está aberta , isto é , a chave "start'' deve ser independente ( também perceba que o contato a ser utilizado deve ser normal fechado ) . 5o passo – Comece a misturar os ingredientes e o período de aquecimento ( 10 Seg. por exemplo ). 6o passo – Ligue o motor do misturador e a válvula de vapor ( através destes haverá a mistura e aquecimento , respectivamente ) . 7o passo – Drene o tanque da mistura através da válvula "Drain Valve"( válvula de drenagem ) e do motor "Drain Pump"( bomba de drenagem ). 8o passo – Crie um modo de contar quantas vezes este processo ( descrito do 1o ao 7o passo ) é realizado por completo . Acionamento de 4 motoresEXERCÍCIO 5)- Elaborar um programa, que comanda o acionamento de 4 motores responsáveis pelo transporte de esteiras. A sequência de partida destes motores é a seguinte:  Ao acionar o botão de partida, o motor M1 será ligado instantaneamente.You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 3.  Após 5 segundos, o motor M2 será ligado e o motor M1 continuará ligado.  Após mais 5 segundos, o motor M3 e M4 serão ligados, mantendo M1 ligado e desligando M2.  Após mais 5 segundos, M1 desliga, mantendo M3 e M4 ligados.  Caso a botoeira de parada seja acionada, desligar todos os motores e posicionar o sistema para uma nova partida da sequência descrita anteriormente.  O sistema deverá possuir uma lâmpada sinalizadora, que indicará quando o sistema estiver em funcionamento e uma outra lâmpada para sinalizar quando o sistema estiver desativado. Convenção:  Botão de Parada: Push-Button (NF)  Lâmpadas Sinalizadoras: Acionadas com nível 1  Motor: Acionada em nível 1  Botão de Partida: Push-Button (NA)  Sensor de peças: Aciona (sente peça) com nível 0  FLUXOGRAMA DE SOLUÇÃO DO EXERCÍCIO PROPOSTO Acionamento de um motor Trifásico EXERCÍCIO 6- Elaborar um programa, para acionamento de um motor trifásico, comandado por botões Liga/Desliga e proteção por relé térmico. You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 4. Processo 1. Ao pressionar o botão Liga B1 (Push-botton NA), o motor deverá ser energizado e a lâmpada H1, deverá acender. 2- Ao pressionar o botão Desliga B0 (Push-bottonNF), o motor deverá ser desenergizado e a lâmpada H1 apagada. 3. Caso o relé térmico e1 seja acionado, o motor deverá ser desenergizado, a lâmpada H1 apagada e a lâmpada H2 acenderá. Procedimento Identificar todos os dispositivos de campo necessário para o desenvolvimento deste programa, preenchendo a tabela abaixo incluindo o tag dos dispositivos de acordo com o CLP usado. DISPOSITIVO DE CAMPO TAG CARACTERÍSTICA 1. Botão Liga B1 Ativo em “1” (NA) 2. 3. 4. 5. 6. Elaborar um programa que resolva o problema proposto, utilizando a linguagem ladder. Este programa deverá ser desenvolvido dentro da pasta de “Main Tasks”. Acionamento de válvula CPU I ANAG O SLOT1 I DIGIT I SLOT2 O DIGIT O SLOT3 B1 B0 e1 I H1 H2 C1 You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 5. EXERCÍCIO 7)- Elaborar um programa, que comanda o acionamento de uma válvula instalada na entrada de um tanque, com o objetivo de manter a quantidade de produto dentro do tanque entre 05 e 15 litros. Convenção  Botão de Reset: Push-botton NA  Válvula Solenóide V1: Normal Fechada (Abre com nível 1)  Transmissores de vazão FT1 e FT2: 1 pulso / litro  Lâmpada sinalizadora de válvula aberta: Acesa com nível 1 Processo O sistema deve operar automaticamente, de tal forma, que quando o volume do tanque atingir 5 litros, a válvula de entrada abra, até que o volume atinja 15 litros fechando-se neste momento e abrindo novamente quando voltar a atingir 5 litros. Sempre que o tanque parar de operar, por exemplo, para efetuar-se a limpeza do mesmo (esvaziando-o totalmente), o botão de reset deverá ser pressionado, para inicializar o processo. Procedimento Identificar todos os dispositivos de campo necessário para o desenvolvimento deste programa, preenchendo a tabela abaixo e endereçando-os de acordo com o CLP usado. PRODUTO FT-2 FT-1 FV1 CPU I/O CLP 15 LITROS 5 LITROS VÁLVULA ABERTA BOTÃO RESTART DESCARGA "A" LIMPEZA BOTÃO LIMPEZA You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 6. DISPOSITIVO DE CAMPO TAG CARACTERÍSTICA 1. Botão Reset Ativo em “1” (NA) 2. 3. 4. 5. 6. Acionamento do motor de uma esteira EXERCÍCIO 8)- Elaborar um programa, que comanda o acionamento do motor de uma esteira, responsável pelo transporte de peças para um reservatório. O motor da esteira, deverá ser interrompido, por 15 segundos, após o reservatório, receber o número de peças definidas pelo operador através de um conjunto com 2 chaves Thumbwhell. O sistema deverá possuir uma lâmpada sinalizadora, que indicará quando o motor estiver em funcionamento, uma outra lâmpada sinalizadora, que indicará quando o motor estiver no momento de espera (15 segundos) para reinicialização e uma outra lâmpada para sinalizar quando o sistema estiver desativado. Deverá ser previsto, um botão para partida do sistema e outro para parada. O sensor LS-1( do tipo infravermelho), será o responsável por monitorar o número de peças que são enviadas ao reservatório. Convenção  Botão de Partida: Push- Button (NA)  Botão de Parada: Push-Button (NF)  Lâmpadas Sinalizadoras: Acionadas com nível 1  Motor: Acionada em nível 1  Sensor de peças: Aciona (sente peça) com nível 0  Conjunto de chaves thumbwhell: 2 chaves que geram código BCD LS-1 ESTEIRA RESERVATÓRIO DE PEÇAS M THUMBWHELLTHUMBWHELL CPU I/O CLP SISTEMA DESLIG. MOTOR ESPERA MOTOR LIGADO BOTÃO PARADA BOTÃO PARTIDA You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 7. Procedimento  Identificar todos os dispositivos de campo necessário para o desenvolvimento deste programa, preenchendo a tabela abaixo e endereçando-os de acordo com o CLP usado. DISPOSITIVO DE CAMPO TAG CARACTERÍSTICA 1. Botão Partida B1 Ativo em “1” (NA) 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 8. 9)-Exemplo de Controle de Mistura. Mapa das entradas / saídas : Entradas : Botoeira Liga X _ _ Botoeira Desliga X _ _ V1 - Válvula de Entrada de Leite; X _ _ V2 - Válvula de Entrada de Glucose; X _ _ V3 - Válvula de Entrada de Essência; X _ _ V4 - Válvula de Entrada de Gordura; X _ _ Saídas: Válvula de Entrada do Tanque; Y _ _ Válvula de Saída do Tanque; Y _ _ Motor do Agitador; Y _ _ Funcionamento : 1- A Botoeira liga inicia o processo e a Desliga encerra; 2 - A Válvula de Entrada do Tanque é acionada; 3 - A Válvula do Tanque de Leite é acionada por 10 segundos, fechando - se em seguida; 4 - A Válvula do Tanque de Glucose é acionada por 15 segundos, fechando - se em seguida; 5 - O Motor do Agitador é ligado; 6 - A Válvula do Tanque de Essência é acionada por 5 segundos, fechando - se em seguida; 7 - A Válvula do Tanque de Gordura é acionada por 10 segundos, fechando - se em seguida; 8 - O Motor do Agitador é desligado depois de 15 segundos da entrada de todos os ingredientes. 9 - Após o Motor do Agitador ser desligado, a Válvula de Saída do Tanque de Mistura é acionada. 10 - O ciclo termina. LEITE GLUCOSE ESSÊNCIA GORDURA V 1 V 2 V 3 V 4 VÁLVULA DE MOTOR DO VÁLVULA LIGA DESL. You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
  • 9. EXERCÍCIOS DE CLP 10) - Implemente e teste um sistema para ligar e desligar um motor a partir de duas botoeiras. A botoeira liga é NA e a desliga é NF. 11)- Elabore e teste um programa LADDER para intertravar dois motores impedindo que sejam energizados simultaneamente. Cada motor deve ser ligado e desligado por duas botoeira cada uma NA e outra NF. 12)- Elabore e teste um programa LADDER para abrir a válvula V1, após 10 segundos a válvula V2 deve ser aberta caso o nível do tanque não seja baixo (LSL - NA). 13)- Implemente e teste um programa LADDER para ligar/desligar um motor a partir de uma chave com retenção mecânica. Enquanto ligado, uma lâmpada deve ficar piscando com intervalo de um segundo. 14)- Implemente e teste um programa LADDER para permitir apenas três tentativas de acionamento de uma turbina. Após a terceira tentativa o circuito deve intertravar impedindo novos acionamentos e sinalizar com uma lâmpada piscando dois segundos apagada e um acesa. A partida e parada devem ser realizadas por duas botoeiras uma Na e outra NF. A parada da turbina devida à falha na partida deve ser feita por uma terceira chave. Um quarto botão (NA) deve rearmar o sistema e permitir novas tentativas de partida. 15)- Elabore e teste um sistema de alarmes com cinco entradas (botoeira de reconhecimento, PSH, LSL, TSLL, FSH) e cinco saídas (PAH, LAL, TALL, FAH, alarme sonoro). O sistema deverá funcionar da seguinte forma: A- Quando uma chave for ativada (são NF) a saída correspondente deve piscar e o sonoro atuar continuamente; B - O botão de reconhecimento deve "calar" o alarme sonoro e a saída correspondente ao alarme atuado deve ficar continuamente acesa até que a variável normalize seu estado; c _ Caso outro alarme ocorra o funcionamento deve seguir o mesmo descrito no item "A". 16)-Implemente e teste um programa LADDER para ligar/desligar uma válvula solenóide nas seguintes circunstâncias: a) Um sensor de presença deve acionar a válvula por cinco segundos começando ao detectar que seu campo de ação foi esvaziado. b) A presença de algo no campo de ação do sensor só deve ser contabilizada pelo mesmo se perdurar por pelo menos cinco segundos. (Ou seja: se algo entrar no campo de ação do sensor e nele permanecer por mais de cinco segundos, fará com que a válvula seja ligada por cinco segundos tão logo deixe tal campo.) 17)- Implemente e teste um programa LADDER para: a) ligar uma saída tão logo seja acionada uma entrada correspondente. Tal carga deve continuar ligada quando a entrada que provocou sua ligação retornar à condição de repouso. b) uma nova ligação da citada entrada não provocará nenhum efeito, mas um novo desligamento fará com que a citada saída retorne ao estado de repouso. Nota: tal funcionamento deve ser conseguido sem uso de bloco contador. 18)- Implemente e teste um programa LADDER para conseguir o mesmo efeito da questão anterior, agora usando o bloco contador. You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)