SlideShare uma empresa Scribd logo
CITOPLASMA E
ORGANELAS
CITOPLASMÁTICAS
PROF. BENIGNO VELOSO (TIO FOFO)
Algumas considerações
importantes:
 Apesar da diversidade, algumas células
compartilham ao menos três
características:
• São dotadas de membrana plasmática;
• Contêm citoplasma (grego kytos, célula e
plasma, líquido), com citosol, organelas e
substâncias essenciais à vida;
• Possuem material genético (DNA).
1. O CITOPLASMA DAS
CÉLULAS PROCARIÓTICAS
 Células procarióticas: não possuem
material genético envolvido pela carioteca
(não possuem um núcleo organizado). Ex.:
bactérias e cianobactérias (Reino Monera);
 O citoplasma das células procarióticas é
formado por citosol (líquido viscoso,
composto por 80% de água e substâncias),
moléculas de DNA (nucleóide) e milhares
de ribossomos (síntese de proteínas).
CITOPLASMA- Célula Bacteriana
(procarionte)
2. O CITOPLASMA DAS CÉLULAS
EUCARIÓTICAS
 Células eucarióticas: possuem material
genético envolvido pela carioteca
(possuem um núcleo organizado). Ex.:
protozoários (Reino Protista), fungos
(Reino Fungi), vegetais (Reino Vegetal) e
animais (Reino Animal).
 O citoplasma das células eucarióticas é
formado por citosol, organelas
citoplasmáticas e citoesqueleto.
CITOPLASMA- Célula Animal
(eucarionte)
CITOPLASMA- CélulaVegetal
(eucarionte)
3. Os componentes do
citoplasma (células eucarióticas)
 Citosol (hialoplasma): material gelatinoso
(fluído: sol/ viscoso: gel) rico em água e
substâncias que contém as organelas
celulares e o citoesqueleto. É no citosol que
ocorre a maioria das reações metabólicas da
célula;
 Citoesqueleto (presente somente em
células eucarióticas)
 Organelas celulares (presente somente em
células eucarióticas, com exceção dos
ribossomos);
4. CITOESQUELETO
 Funções:
a) Define a forma e
organiza a estrutura
interna da célula;
b) Possibilita o
deslocamento de
materiais no interior
da célula
(movimentos
celulares: ciclose e
movimento
amebóide).
4. CITOESQUELETO
 Componentes:
a) Microfilamentos de actina (formados pela
proteína denominada actina, relacionados ao
movimento celular);
b) Microtúbulos (formados pela proteína
denominada tubulina, relacionados ao
movimento e manutenção da forma celular);
c) Filamentos intermediários (constituídos pela
proteína queratina, relacionados à manutenção
da forma da célula).
4. CITOESQUELETO
4. CITOESQUELETO e
movimento celular
 Ciclose: denominação do contínuo
movimento de organelas citoplasmáticas e
substâncias do citosol (importante para a
distribuição intracelular de substâncias);
 Movimento amebóide: formação de
pseudópodes (“falsos pés”).
5. ORGANELAS CELULARES
 As diversas estruturas presentes no
citoplasma das células eucarióticas
desempenham funções específicas, essenciais
à vida da célula. Por serem comparáveis aos
órgãos de um organismo, elas são
denominadas orgânulos ou organelas
celulares/citoplasmáticas.
a) Retículo endoplasmático
(R.E.): tubos e bolsas membranosas
 Retículo endoplasmático RUGOSO
(R.E.R.): apresentam ribossomos
aderidos às bolsas membranosas;
Funções:
a) Produção de proteínas para exportação
(que serão eliminadas para atuar fora da
célula);
b) Produção de enzimas lisossômicas (que
fazem a digestão intracelular).
a) Retículo endoplasmático
(R.E.): tubos e bolsas membranosas
 Retículo endoplasmático LISO (R.E.L.):
não apresentam ribossomos.
Funções:
a) Síntese (produção) de ácidos graxos,
fosfolipídios e de esteróides (lipídios em
geral).
OBS.: em células do fígado e em células das
gônadas sexuais, encontramos grande
quantidade de R.E.L.
a) Retículo endoplasmático
(R.E.): tubos e bolsas membranosas
 Funções que são comuns ao R.E.R. e R.E.L.:
Transporte de substâncias;
Armazenamento de substâncias.
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
b) Ribossomos
 Constituição:
duas
subunidades de
tamanhos
diferentes,
formados por
RNA
ribossômico e
proteínas.
 Função: síntese
(produção) de
proteínas.
c) Complexo Golgiense ou
complexo de Golgi
 Constituição: 6 a 20
membranas bolsas
(cisternas)
achatadas/empilhadas.
 Funções:
a) Síntese de carboidratos;
b) Secreção e
armazenamento celular;
c) Formação do
acrossomo dos
espermatozóides.
d) Formação dos
lisossomos.
c) Complexo Golgiense- SECREÇÃO CELULAR
c) Complexo Golgiense-
SECREÇÃO CELULAR
 Mecanismo:
1. R.E.R.: síntese de proteínas; formam-se
vesículas e ocorre o transporte dessas
vesículas para o complexo golgiense;
2. Complexo Golgiense: concentração e
enpacotamento das proteínas;
3. Vesículas de secreção: grão de
zimogênio;
4. Eliminação da secreção.
c) Complexo Golgiense- FORMAÇÃO DO
ACROSSOMO DOS ESPERMATOZÓIDES
 Acrossomo: vesícula presente na cabeça
do espermatozóide, que possui enzimas
que degradam o envoltório celular do
óvulo, possibilitando o processo de
fecundação.
d) Lisossomos (lise, quebra)
 Constituição:
bolsas membranosas
que contêm dezenas
de tipos de enzimas
digestivas (ex.:
nucleases, proteases,
etc.);
 Função:
a) Digestão intracelular
(heterofagia e
autofagia).
d) Lisossomos
*Obs.: Os lisossomos recém produzidos
pelo complexo golgiense vagam pelo
citoplasma até se fundir a bolsas
membranosas contendo materiais a
serem digeridos. Enquanto essa fusão não
ocorre, eles são denominados lisossomos
primários, pois ainda não iniciaram sua
atividade de digestão. Quando se fundem
a bolsas membranosas com os materiais
que serão digeridos e suas enzimas
entram em ação, eles passam a ser
chamados lisossomos secundários.
d) Lisossomos- tipos de digestão
1. Heterofagia: material a ser digerido
pelos lisossomos é proveniente do meio
externo, por fagocitose e/ou pinocitose;
2. Autofagia: material a ser digerido
provém do meio celular, podendo até
ser algumas organelas celulares velhas (a
digestão dessas organelas produz
nutrientes para o citoplasma).
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
d) Lisossomos
1. Heterofagia
1) Fagocitose (englobamento de partículas
sólidas);
2) Formação do fagossomo (bolsas
membranosas);
3) Formação do vacúolo digestivo
(fagossomo + lisossomos primários);
4) Formação do vacúolo residual (restos do
processo digestivo);
5) Clasmocitose: eliminação do conteúdo
para o meio extracelular.
d) Lisossomos
1.Autofagia
1) Lisossomo primário engloba o orgânulo
(que é proveniente da própria célula),
formando o vacúolo autofágico;
2) Formação do vacúolo residual (restos do
processo digestivo);
3) Clasmocitose: eliminação do conteúdo
para o meio extracelular
d) Lisossomos
Obs.: AUTÓLISE
 O processo denominado autólise se dá
quando os lisossomos rompem-se e
liberam suas enzimas digestivas, digerindo
assim a célula inteira (apoptose: morte
celular programada).
 Ex.: regressão da cauda do girino, durante
a metamorfose em sapos.
e) Peroxissomos
 Constituição: organelas membranosas que
contém a enzima catalase.
 Função: degradação da água oxigenada
(subproduto das reações de degradação de
ácidos graxos e a.a.; é tóxica para a célula)
H2O2  2H2O + O2
 Observação: essas organelas são abundantes
nas células do fígado e dos rins, pois oxidam
(destroem) diversas substâncias tóxicas
(como o álcool).
e) Peroxissomos
f) Mitocôndrias
 Estrutura:
f) Mitocôndrias
 Estrutura:
f) Mitocôndrias
 Função: nas mitocôndrias, ocorre a
respiração celular aeróbia.
C6H12O6 + 6O2  6CO2 + 6H20 + 30ATP
30 ATP = ENERGIA
Obs.: a respiração celular é divida em
3 fases: glicólise, ciclo de Krebs e
cadeia respiratória.
f) Mitocôndrias
 Algumas observações importantes:
• As mitocôndrias possuem DNA próprio,
ou seja, elas são originadas de
mitocôndrias pré-existentes;
• As mitocôndrias são de origem materna;
• Surgimento das mitocôndrias é explicada
pela Hipótese Endossimbiótica (as
mitocôndrias são descendentes dos
antigos seres procarióticos que um dia, se
instalaram no citoplasma de células
eucarióticas primitivas).
g) Plastos
 Exclusivos de células de plantas e
algas (organismos que realizam
fotossíntese);
 Divididos em:
• Cromoplastos (plastos com pigmentos
vermelhos/amarelos): responsáveis pelas
cores de certas flores, frutos e raízes.
• Leucoplastos (plastos incolores):
armazenam amido em raízes e caules.
• CLOROPLASTOS
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
g) Plastos
CLOROPLASTOS
 Estrutura:
g) Plastos
CLOROPLASTOS
 Plastos que apresentam a cor verde, por
apresentar o pigmento clorofila;
 Função: nos plastos, ocorre o processo
de fotossíntese (a clorofila capta a luz
solar com máxima eficiência).
Gás Carbônico + Água  Glicose + Oxigênio
*Tilacóides: fase do claro.
*Estroma (com ribossomos, DNA e RNA):
fase do escuro;
h)Vacúolos da célula vegetal
 Função: armazenamento de substâncias
úteis ao vegetal (a.a.; açúcares, proteínas,
etc.).
 Chega a ocupar
até 80% do
volume celular.
i) Centríolos
 Estrutura: formados por 9 trincas de
tubulina (proteína), sempre aos pares,
próximo ao núcleo.
i) Centríolos
 Funções:
• Organelas que estão relacionadas à
orientação da divisão celular;
• São responsáveis pela formação dos
cílios e flagelos, estruturas que
possibilitam a locomoção celular.
Obs.: os procariontes, fungos e plantas que
possuem frutos não possuem centríolos.
Centríolos e divisão celular
Centríolos
Fibras do
áster
Fibras do fuso
i) Centríolos
*Cílios
 Cílios são estruturas de locomoção
numerosas e curtas.
-Onde são encontrados?
*Tecido epitelial do trato digestório;
*Tubas uterinas.;
*Protozoários
ciliados:
i) Centríolos
*Flagelos
 Flagelos são estruturas de locomoção
pouco numerosas (às vezes únicas) e
longas.
-Onde são encontrados?
*Espermatozóides;
*Protozoários
flagelados:
i) Centríolos
Estrutura geral de cílios e flagelos:
Estrutura interna de cílios e flagelos: par central de tubulina +
9 duplas de tubulina ao redor (“9 + 2”).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Microbiologia aplicada aula03 microrganismos
Microbiologia aplicada aula03 microrganismosMicrobiologia aplicada aula03 microrganismos
Microbiologia aplicada aula03 microrganismos
Amanda Fraga
 
Aula Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidade
Aula  Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidadeAula  Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidade
Aula Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidade
Hamilton Nobrega
 
Fungos
FungosFungos
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
Roberto Bagatini
 
Protozoários e protozooses
Protozoários e protozoosesProtozoários e protozooses
Protozoários e protozooses
Guilherme Orlandi Goulart
 
Fungos e doenças relacionadas
Fungos e doenças relacionadas Fungos e doenças relacionadas
Fungos e doenças relacionadas
robson lucas pontes
 
Protozooses
Protozooses Protozooses
Protozooses
CristinaBrandao
 
Algas aula
Algas aulaAlgas aula
Algas aula
Marcos Santos
 
Reino protoctista
Reino protoctistaReino protoctista
Reino protoctista
Marcia Bantim
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Poríferos - Power Point
Poríferos - Power PointPoríferos - Power Point
Poríferos - Power Point
Bio
 
Aula completa reino protista
Aula completa reino protistaAula completa reino protista
Aula completa reino protista
Nelson Costa
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
Erik Macedo
 
Morfologia bacteriana
Morfologia bacterianaMorfologia bacteriana
Morfologia bacteriana
Barbara Oliveira
 
Aula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino FungiAula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino Fungi
Leonardo Kaplan
 
Reino Fungi
Reino FungiReino Fungi
Reino Fungi
guestaef3f66
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
profatatiana
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
FungosFungos
Fungos
profatatiana
 
Estrutura celular
Estrutura celularEstrutura celular
Estrutura celular
Colégio Nahim Ahmad
 

Mais procurados (20)

Microbiologia aplicada aula03 microrganismos
Microbiologia aplicada aula03 microrganismosMicrobiologia aplicada aula03 microrganismos
Microbiologia aplicada aula03 microrganismos
 
Aula Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidade
Aula  Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidadeAula  Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidade
Aula Bactérias - estrutura - morfologia e patogenicidade
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Protozoários e protozooses
Protozoários e protozoosesProtozoários e protozooses
Protozoários e protozooses
 
Fungos e doenças relacionadas
Fungos e doenças relacionadas Fungos e doenças relacionadas
Fungos e doenças relacionadas
 
Protozooses
Protozooses Protozooses
Protozooses
 
Algas aula
Algas aulaAlgas aula
Algas aula
 
Reino protoctista
Reino protoctistaReino protoctista
Reino protoctista
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Poríferos - Power Point
Poríferos - Power PointPoríferos - Power Point
Poríferos - Power Point
 
Aula completa reino protista
Aula completa reino protistaAula completa reino protista
Aula completa reino protista
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
 
Morfologia bacteriana
Morfologia bacterianaMorfologia bacteriana
Morfologia bacteriana
 
Aula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino FungiAula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino Fungi
 
Reino Fungi
Reino FungiReino Fungi
Reino Fungi
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Estrutura celular
Estrutura celularEstrutura celular
Estrutura celular
 

Destaque

Organelas CITOPLASMATICAS
Organelas CITOPLASMATICASOrganelas CITOPLASMATICAS
Organelas CITOPLASMATICAS
Adriano Antonholi
 
Citoplasma e organelas citoplasmaticas
Citoplasma e organelas citoplasmaticasCitoplasma e organelas citoplasmaticas
Citoplasma e organelas citoplasmaticas
Guilhardo Martins
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
giovannimusetti
 
Organelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticasOrganelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticas
letyap
 
Relacoes ecológicas
Relacoes ecológicasRelacoes ecológicas
Relacoes ecológicas
Estude Mais
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
Estude Mais
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
Estude Mais
 
Sistemas ecol
Sistemas ecolSistemas ecol
Sistemas ecol
Rigo Rodrigues
 
Exercicio de Óxidos
Exercicio de ÓxidosExercicio de Óxidos
Exercicio de Óxidos
Estude Mais
 
Tecido Epitelial
Tecido EpitelialTecido Epitelial
Tecido Epitelial
Estude Mais
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
Estude Mais
 
Rene descartes
Rene descartesRene descartes
Rene descartes
Estude Mais
 
Quimica propriedades periodicas
Quimica propriedades periodicasQuimica propriedades periodicas
Quimica propriedades periodicas
Estude Mais
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
Estude Mais
 
Bacia do Parnaíba
Bacia do ParnaíbaBacia do Parnaíba
Bacia do Parnaíba
Naira Delazari
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
Adrianne Mendonça
 
Tecido glandular
Tecido glandularTecido glandular
Tecido glandular
Estude Mais
 
Os Movimentos Sociais no Brasil
Os Movimentos Sociais no BrasilOs Movimentos Sociais no Brasil
Os Movimentos Sociais no Brasil
Estude Mais
 
Quimica - tabela periodica dos elementos
Quimica -  tabela periodica dos elementosQuimica -  tabela periodica dos elementos
Quimica - tabela periodica dos elementos
Estude Mais
 
Citologia parte III
Citologia parte IIICitologia parte III
Citologia parte III
Elisa Dos Santos Cardoso
 

Destaque (20)

Organelas CITOPLASMATICAS
Organelas CITOPLASMATICASOrganelas CITOPLASMATICAS
Organelas CITOPLASMATICAS
 
Citoplasma e organelas citoplasmaticas
Citoplasma e organelas citoplasmaticasCitoplasma e organelas citoplasmaticas
Citoplasma e organelas citoplasmaticas
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Organelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticasOrganelas citoplasmaticas
Organelas citoplasmaticas
 
Relacoes ecológicas
Relacoes ecológicasRelacoes ecológicas
Relacoes ecológicas
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
Sistemas ecol
Sistemas ecolSistemas ecol
Sistemas ecol
 
Exercicio de Óxidos
Exercicio de ÓxidosExercicio de Óxidos
Exercicio de Óxidos
 
Tecido Epitelial
Tecido EpitelialTecido Epitelial
Tecido Epitelial
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Rene descartes
Rene descartesRene descartes
Rene descartes
 
Quimica propriedades periodicas
Quimica propriedades periodicasQuimica propriedades periodicas
Quimica propriedades periodicas
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
 
Bacia do Parnaíba
Bacia do ParnaíbaBacia do Parnaíba
Bacia do Parnaíba
 
Organelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticasOrganelas citoplasmáticas
Organelas citoplasmáticas
 
Tecido glandular
Tecido glandularTecido glandular
Tecido glandular
 
Os Movimentos Sociais no Brasil
Os Movimentos Sociais no BrasilOs Movimentos Sociais no Brasil
Os Movimentos Sociais no Brasil
 
Quimica - tabela periodica dos elementos
Quimica -  tabela periodica dos elementosQuimica -  tabela periodica dos elementos
Quimica - tabela periodica dos elementos
 
Citologia parte III
Citologia parte IIICitologia parte III
Citologia parte III
 

Semelhante a Citoplasma e organelas citoplasmáticas

Aula células 1
Aula células 1Aula células 1
Aula células 1
paladinjuliana
 
CITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptx
CITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptxCITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptx
CITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptx
LindalvaAlves2
 
Citoplasma e organelas citoplasmáticas 29-09 (1) [salvo automaticamente]
Citoplasma e organelas citoplasmáticas  29-09 (1) [salvo automaticamente]Citoplasma e organelas citoplasmáticas  29-09 (1) [salvo automaticamente]
Citoplasma e organelas citoplasmáticas 29-09 (1) [salvo automaticamente]
Ney Brito
 
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticasCitoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
aferna
 
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticasCitoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
Avelar Ernesto
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptxAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
JonathasAureliano1
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdfAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
BrunnoIncio1
 
Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
 Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
JevanildoPaulinoAgui
 
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasmaOrgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Organelas Celulares I
Organelas Celulares IOrganelas Celulares I
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Jéssica Said
 
Citoplasma
Citoplasma Citoplasma
Citoplasma
Chelzinho
 
Citoplasma.pdf
Citoplasma.pdfCitoplasma.pdf
Citoplasma.pdf
AnadeivaPortela
 
Citoplasma celular
Citoplasma celularCitoplasma celular
Citoplasma celular
anadeiva
 
Aula Sobre Citologia
Aula Sobre CitologiaAula Sobre Citologia
Aula Sobre Citologia
Alzeir Virlene
 
Aula 06 citoplasma
Aula 06   citoplasmaAula 06   citoplasma
Aula 06 citoplasma
Hamilton Nobrega
 
Aula 5 secreção e digestão celular
Aula 5   secreção e digestão celularAula 5   secreção e digestão celular
Aula 5 secreção e digestão celular
MARCIAMP
 
5 - biologia celular
5 - biologia celular5 - biologia celular
5 - biologia celular
Marcus Magarinho
 
Citoplasma
CitoplasmaCitoplasma
6 citoplasma e organelas
6 citoplasma e organelas6 citoplasma e organelas
6 citoplasma e organelas
shandamarques
 

Semelhante a Citoplasma e organelas citoplasmáticas (20)

Aula células 1
Aula células 1Aula células 1
Aula células 1
 
CITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptx
CITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptxCITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptx
CITOPLASMA E ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS.pptx
 
Citoplasma e organelas citoplasmáticas 29-09 (1) [salvo automaticamente]
Citoplasma e organelas citoplasmáticas  29-09 (1) [salvo automaticamente]Citoplasma e organelas citoplasmáticas  29-09 (1) [salvo automaticamente]
Citoplasma e organelas citoplasmáticas 29-09 (1) [salvo automaticamente]
 
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticasCitoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
 
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticasCitoplasma e organelas citoplasmáticas
Citoplasma e organelas citoplasmáticas
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptxAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pptx
 
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdfAula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
Aula 1.1 - Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas.pdf
 
Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
 Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
Citoplasma e Organelas Citoplasmáticas (1).pdf
 
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasmaOrgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
 
Organelas Celulares I
Organelas Celulares IOrganelas Celulares I
Organelas Celulares I
 
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.Aula 3 citoplasma e organelas cito.
Aula 3 citoplasma e organelas cito.
 
Citoplasma
Citoplasma Citoplasma
Citoplasma
 
Citoplasma.pdf
Citoplasma.pdfCitoplasma.pdf
Citoplasma.pdf
 
Citoplasma celular
Citoplasma celularCitoplasma celular
Citoplasma celular
 
Aula Sobre Citologia
Aula Sobre CitologiaAula Sobre Citologia
Aula Sobre Citologia
 
Aula 06 citoplasma
Aula 06   citoplasmaAula 06   citoplasma
Aula 06 citoplasma
 
Aula 5 secreção e digestão celular
Aula 5   secreção e digestão celularAula 5   secreção e digestão celular
Aula 5 secreção e digestão celular
 
5 - biologia celular
5 - biologia celular5 - biologia celular
5 - biologia celular
 
Citoplasma
CitoplasmaCitoplasma
Citoplasma
 
6 citoplasma e organelas
6 citoplasma e organelas6 citoplasma e organelas
6 citoplasma e organelas
 

Mais de Estude Mais

Teoria da Evolução
Teoria da EvoluçãoTeoria da Evolução
Teoria da Evolução
Estude Mais
 
Exercício sobre Evolução
Exercício sobre EvoluçãoExercício sobre Evolução
Exercício sobre Evolução
Estude Mais
 
Exercicios de estatistica
Exercicios de estatisticaExercicios de estatistica
Exercicios de estatistica
Estude Mais
 
O que é um seminario
O que é um seminarioO que é um seminario
O que é um seminario
Estude Mais
 
Guia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de semináriosGuia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de seminários
Estude Mais
 
Revisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enemRevisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enem
Estude Mais
 
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enemCilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
Estude Mais
 
Exercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enemExercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enem
Estude Mais
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
Estude Mais
 
Ecologia comunidades
Ecologia comunidadesEcologia comunidades
Ecologia comunidades
Estude Mais
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
Estude Mais
 
Melhoramento genetico
Melhoramento geneticoMelhoramento genetico
Melhoramento genetico
Estude Mais
 
Questoes do enem de portugues
Questoes do enem de portuguesQuestoes do enem de portugues
Questoes do enem de portugues
Estude Mais
 
Populacoes Biologicas
Populacoes BiologicasPopulacoes Biologicas
Populacoes Biologicas
Estude Mais
 
Exercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaExercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimica
Estude Mais
 
Regime liberal populista
Regime liberal populistaRegime liberal populista
Regime liberal populista
Estude Mais
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
Estude Mais
 
Exercicios de Matematica
Exercicios de MatematicaExercicios de Matematica
Exercicios de Matematica
Estude Mais
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Estude Mais
 
Energia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemasEnergia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemas
Estude Mais
 

Mais de Estude Mais (20)

Teoria da Evolução
Teoria da EvoluçãoTeoria da Evolução
Teoria da Evolução
 
Exercício sobre Evolução
Exercício sobre EvoluçãoExercício sobre Evolução
Exercício sobre Evolução
 
Exercicios de estatistica
Exercicios de estatisticaExercicios de estatistica
Exercicios de estatistica
 
O que é um seminario
O que é um seminarioO que é um seminario
O que é um seminario
 
Guia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de semináriosGuia de apresentação de seminários
Guia de apresentação de seminários
 
Revisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enemRevisao de ecologia para o enem
Revisao de ecologia para o enem
 
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enemCilindros e prisma e geometria plana no enem
Cilindros e prisma e geometria plana no enem
 
Exercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enemExercicios de estatistica no enem
Exercicios de estatistica no enem
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
 
Ecologia comunidades
Ecologia comunidadesEcologia comunidades
Ecologia comunidades
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
 
Melhoramento genetico
Melhoramento geneticoMelhoramento genetico
Melhoramento genetico
 
Questoes do enem de portugues
Questoes do enem de portuguesQuestoes do enem de portugues
Questoes do enem de portugues
 
Populacoes Biologicas
Populacoes BiologicasPopulacoes Biologicas
Populacoes Biologicas
 
Exercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaExercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimica
 
Regime liberal populista
Regime liberal populistaRegime liberal populista
Regime liberal populista
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Exercicios de Matematica
Exercicios de MatematicaExercicios de Matematica
Exercicios de Matematica
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
 
Energia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemasEnergia e materia nos ecossistemas
Energia e materia nos ecossistemas
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Renato Henriques
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 

Citoplasma e organelas citoplasmáticas

  • 2. Algumas considerações importantes:  Apesar da diversidade, algumas células compartilham ao menos três características: • São dotadas de membrana plasmática; • Contêm citoplasma (grego kytos, célula e plasma, líquido), com citosol, organelas e substâncias essenciais à vida; • Possuem material genético (DNA).
  • 3. 1. O CITOPLASMA DAS CÉLULAS PROCARIÓTICAS  Células procarióticas: não possuem material genético envolvido pela carioteca (não possuem um núcleo organizado). Ex.: bactérias e cianobactérias (Reino Monera);  O citoplasma das células procarióticas é formado por citosol (líquido viscoso, composto por 80% de água e substâncias), moléculas de DNA (nucleóide) e milhares de ribossomos (síntese de proteínas).
  • 5. 2. O CITOPLASMA DAS CÉLULAS EUCARIÓTICAS  Células eucarióticas: possuem material genético envolvido pela carioteca (possuem um núcleo organizado). Ex.: protozoários (Reino Protista), fungos (Reino Fungi), vegetais (Reino Vegetal) e animais (Reino Animal).  O citoplasma das células eucarióticas é formado por citosol, organelas citoplasmáticas e citoesqueleto.
  • 8. 3. Os componentes do citoplasma (células eucarióticas)  Citosol (hialoplasma): material gelatinoso (fluído: sol/ viscoso: gel) rico em água e substâncias que contém as organelas celulares e o citoesqueleto. É no citosol que ocorre a maioria das reações metabólicas da célula;  Citoesqueleto (presente somente em células eucarióticas)  Organelas celulares (presente somente em células eucarióticas, com exceção dos ribossomos);
  • 9. 4. CITOESQUELETO  Funções: a) Define a forma e organiza a estrutura interna da célula; b) Possibilita o deslocamento de materiais no interior da célula (movimentos celulares: ciclose e movimento amebóide).
  • 10. 4. CITOESQUELETO  Componentes: a) Microfilamentos de actina (formados pela proteína denominada actina, relacionados ao movimento celular); b) Microtúbulos (formados pela proteína denominada tubulina, relacionados ao movimento e manutenção da forma celular); c) Filamentos intermediários (constituídos pela proteína queratina, relacionados à manutenção da forma da célula).
  • 12. 4. CITOESQUELETO e movimento celular  Ciclose: denominação do contínuo movimento de organelas citoplasmáticas e substâncias do citosol (importante para a distribuição intracelular de substâncias);  Movimento amebóide: formação de pseudópodes (“falsos pés”).
  • 13. 5. ORGANELAS CELULARES  As diversas estruturas presentes no citoplasma das células eucarióticas desempenham funções específicas, essenciais à vida da célula. Por serem comparáveis aos órgãos de um organismo, elas são denominadas orgânulos ou organelas celulares/citoplasmáticas.
  • 14. a) Retículo endoplasmático (R.E.): tubos e bolsas membranosas  Retículo endoplasmático RUGOSO (R.E.R.): apresentam ribossomos aderidos às bolsas membranosas; Funções: a) Produção de proteínas para exportação (que serão eliminadas para atuar fora da célula); b) Produção de enzimas lisossômicas (que fazem a digestão intracelular).
  • 15. a) Retículo endoplasmático (R.E.): tubos e bolsas membranosas  Retículo endoplasmático LISO (R.E.L.): não apresentam ribossomos. Funções: a) Síntese (produção) de ácidos graxos, fosfolipídios e de esteróides (lipídios em geral). OBS.: em células do fígado e em células das gônadas sexuais, encontramos grande quantidade de R.E.L.
  • 16. a) Retículo endoplasmático (R.E.): tubos e bolsas membranosas  Funções que são comuns ao R.E.R. e R.E.L.: Transporte de substâncias; Armazenamento de substâncias.
  • 19. b) Ribossomos  Constituição: duas subunidades de tamanhos diferentes, formados por RNA ribossômico e proteínas.  Função: síntese (produção) de proteínas.
  • 20. c) Complexo Golgiense ou complexo de Golgi  Constituição: 6 a 20 membranas bolsas (cisternas) achatadas/empilhadas.  Funções: a) Síntese de carboidratos; b) Secreção e armazenamento celular; c) Formação do acrossomo dos espermatozóides. d) Formação dos lisossomos.
  • 21. c) Complexo Golgiense- SECREÇÃO CELULAR
  • 22. c) Complexo Golgiense- SECREÇÃO CELULAR  Mecanismo: 1. R.E.R.: síntese de proteínas; formam-se vesículas e ocorre o transporte dessas vesículas para o complexo golgiense; 2. Complexo Golgiense: concentração e enpacotamento das proteínas; 3. Vesículas de secreção: grão de zimogênio; 4. Eliminação da secreção.
  • 23. c) Complexo Golgiense- FORMAÇÃO DO ACROSSOMO DOS ESPERMATOZÓIDES  Acrossomo: vesícula presente na cabeça do espermatozóide, que possui enzimas que degradam o envoltório celular do óvulo, possibilitando o processo de fecundação.
  • 24. d) Lisossomos (lise, quebra)  Constituição: bolsas membranosas que contêm dezenas de tipos de enzimas digestivas (ex.: nucleases, proteases, etc.);  Função: a) Digestão intracelular (heterofagia e autofagia).
  • 25. d) Lisossomos *Obs.: Os lisossomos recém produzidos pelo complexo golgiense vagam pelo citoplasma até se fundir a bolsas membranosas contendo materiais a serem digeridos. Enquanto essa fusão não ocorre, eles são denominados lisossomos primários, pois ainda não iniciaram sua atividade de digestão. Quando se fundem a bolsas membranosas com os materiais que serão digeridos e suas enzimas entram em ação, eles passam a ser chamados lisossomos secundários.
  • 26. d) Lisossomos- tipos de digestão 1. Heterofagia: material a ser digerido pelos lisossomos é proveniente do meio externo, por fagocitose e/ou pinocitose; 2. Autofagia: material a ser digerido provém do meio celular, podendo até ser algumas organelas celulares velhas (a digestão dessas organelas produz nutrientes para o citoplasma).
  • 28. d) Lisossomos 1. Heterofagia 1) Fagocitose (englobamento de partículas sólidas); 2) Formação do fagossomo (bolsas membranosas); 3) Formação do vacúolo digestivo (fagossomo + lisossomos primários); 4) Formação do vacúolo residual (restos do processo digestivo); 5) Clasmocitose: eliminação do conteúdo para o meio extracelular.
  • 29. d) Lisossomos 1.Autofagia 1) Lisossomo primário engloba o orgânulo (que é proveniente da própria célula), formando o vacúolo autofágico; 2) Formação do vacúolo residual (restos do processo digestivo); 3) Clasmocitose: eliminação do conteúdo para o meio extracelular
  • 30. d) Lisossomos Obs.: AUTÓLISE  O processo denominado autólise se dá quando os lisossomos rompem-se e liberam suas enzimas digestivas, digerindo assim a célula inteira (apoptose: morte celular programada).  Ex.: regressão da cauda do girino, durante a metamorfose em sapos.
  • 31. e) Peroxissomos  Constituição: organelas membranosas que contém a enzima catalase.  Função: degradação da água oxigenada (subproduto das reações de degradação de ácidos graxos e a.a.; é tóxica para a célula) H2O2  2H2O + O2  Observação: essas organelas são abundantes nas células do fígado e dos rins, pois oxidam (destroem) diversas substâncias tóxicas (como o álcool).
  • 35. f) Mitocôndrias  Função: nas mitocôndrias, ocorre a respiração celular aeróbia. C6H12O6 + 6O2  6CO2 + 6H20 + 30ATP 30 ATP = ENERGIA Obs.: a respiração celular é divida em 3 fases: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.
  • 36. f) Mitocôndrias  Algumas observações importantes: • As mitocôndrias possuem DNA próprio, ou seja, elas são originadas de mitocôndrias pré-existentes; • As mitocôndrias são de origem materna; • Surgimento das mitocôndrias é explicada pela Hipótese Endossimbiótica (as mitocôndrias são descendentes dos antigos seres procarióticos que um dia, se instalaram no citoplasma de células eucarióticas primitivas).
  • 37. g) Plastos  Exclusivos de células de plantas e algas (organismos que realizam fotossíntese);  Divididos em: • Cromoplastos (plastos com pigmentos vermelhos/amarelos): responsáveis pelas cores de certas flores, frutos e raízes. • Leucoplastos (plastos incolores): armazenam amido em raízes e caules. • CLOROPLASTOS
  • 40. g) Plastos CLOROPLASTOS  Plastos que apresentam a cor verde, por apresentar o pigmento clorofila;  Função: nos plastos, ocorre o processo de fotossíntese (a clorofila capta a luz solar com máxima eficiência). Gás Carbônico + Água  Glicose + Oxigênio *Tilacóides: fase do claro. *Estroma (com ribossomos, DNA e RNA): fase do escuro;
  • 41. h)Vacúolos da célula vegetal  Função: armazenamento de substâncias úteis ao vegetal (a.a.; açúcares, proteínas, etc.).  Chega a ocupar até 80% do volume celular.
  • 42. i) Centríolos  Estrutura: formados por 9 trincas de tubulina (proteína), sempre aos pares, próximo ao núcleo.
  • 43. i) Centríolos  Funções: • Organelas que estão relacionadas à orientação da divisão celular; • São responsáveis pela formação dos cílios e flagelos, estruturas que possibilitam a locomoção celular. Obs.: os procariontes, fungos e plantas que possuem frutos não possuem centríolos.
  • 44. Centríolos e divisão celular Centríolos Fibras do áster Fibras do fuso
  • 45. i) Centríolos *Cílios  Cílios são estruturas de locomoção numerosas e curtas. -Onde são encontrados? *Tecido epitelial do trato digestório; *Tubas uterinas.; *Protozoários ciliados:
  • 46. i) Centríolos *Flagelos  Flagelos são estruturas de locomoção pouco numerosas (às vezes únicas) e longas. -Onde são encontrados? *Espermatozóides; *Protozoários flagelados:
  • 47. i) Centríolos Estrutura geral de cílios e flagelos: Estrutura interna de cílios e flagelos: par central de tubulina + 9 duplas de tubulina ao redor (“9 + 2”).