SlideShare uma empresa Scribd logo
CHAMIE, L.M.S. A relação aluno-Matemática: alguns dos seus significados. Dissertação
de Mestrado, UNESP-Rio Claro, 1990.
D’Ambrósio, Ubiratam. Da realidade à ação: reflexões sobre a educação matemática.
Campinas: Ed. da Universidade Estadual de Campinas, 1986. _________. Etnomatemática:
arte ou técnica de explicar e conhecer. São Paulo: Ática, 1990. _________.
Etnomatemática: Um programa. Educação matemática em revista. São Paulo, n. 1
(reedição), p.7-12, 2002.
Thomaz, T.C. Não gostar de Matemática: que fenômeno é este? Cadernos de
Educação/UFPel, Pelotas, n. 12, 1999.
“Ao contrário das demais matérias estudadas na escola, que lidam diretamente com objetos
e situações concretas, a Matemática trata, em sua essência, de verdades abstratas daí a
dificuldade dos alunos em entenderem seus conteúdos”. (Lima, op.cit.).
“A Matemática é uma disciplina que se destaca em relação às outras, muito mais pela
dificuldade que representa para muitos alunos do que pela sua importância enquanto área
de conhecimento. Dificuldade entendida como algo complexo, complicado, custoso de
entender e de fazer”. (Thomaz, 1999).
Pesquisas colaborativas considerando aspectos da cognição e da afetividade e
sua influência na aprendizagem da Matemática poderiam ser exploradas envolvendo
membros de ambos os grupos de pesquisa. Na ocasião da conferência, apontei alguns
temas que poderiam nortear tais pesquisas colaborativas. Apresento, a seguir, alguns
dos temas que mencionei.
- o papel da Psicologia na formação do professor de Matemática;
- mapeamento das pesquisas em Psicologia da Educação Matemática em eventos
científicos e periódicos da Educação Matemática;
- dificuldades na aprendizagem de Matemática no ensino fundamental, médio e
superior;
- aspectos metacognitivos e afetivos do ensino-aprendizagem da Matemática;
- concepções de professores e alunos acerca de conceitos matemáticos;
- desenvolvimento do pensamento algébrico;
- passagem da Aritmética à Álgebra;
Além desses temas, discuti a possibilidade de investigar o processo de
conceitualização à luz de teorias da aprendizagem desenvolvidas por psicólogos ou
11
pesquisadores que buscaram teorizar sobre aspectos da cognição, entre as quais,
citamos: Aprendizagem Significativa (David Ausubel); Sócio-interacionismo e Zona de
Desenvolvimento Proximal (Lev S. Vygotsky); Teoria dos Constructos (George Kelly);
Behaviorismo (Skinner; Watson; Pavlov); Teoria dos Campos Conceituais (Gérard
Vergnaud). Os trabalhos desenvolvidos por Piaget sobre a Epistemologia Genética e os
trabalhos desenvolvidos por Jean Lave e Etienne Wenger sobre Cognição Situada
(teoria social de aprendizagem) também poderiam ser levados em consideração.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Presen Slide Share
Presen Slide SharePresen Slide Share
Presen Slide Share
remipole
 
Primavera
 Primavera Primavera
Primavera
Nome Sobrenome
 
10ª rodada brasileirão
10ª rodada brasileirão10ª rodada brasileirão
10ª rodada brasileirão
Rafael Passos
 
Reservas de contingência – parte 1
Reservas de contingência – parte 1Reservas de contingência – parte 1
Reservas de contingência – parte 1
Alexandre Lyra
 
Findect eixos-da-campanha-negociações-2014-2015
Findect   eixos-da-campanha-negociações-2014-2015Findect   eixos-da-campanha-negociações-2014-2015
Findect eixos-da-campanha-negociações-2014-2015
Jose Carlos
 
Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015
Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015
Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015
Luiz Paulo dos Santos
 
POSTER Mobilidade, Energia e Ambiente
POSTER Mobilidade, Energia e AmbientePOSTER Mobilidade, Energia e Ambiente
POSTER Mobilidade, Energia e Ambiente
Plataforma Tecnológica da Bicicleta e Mobilidade Suave
 
Catequese bíblica (ix) tobias, judite e ester
Catequese bíblica (ix) tobias, judite e esterCatequese bíblica (ix) tobias, judite e ester
Catequese bíblica (ix) tobias, judite e ester
Maria Thereza Tosta Camillo
 
Anexo 7 demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014
Anexo 7  demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014Anexo 7  demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014
Anexo 7 demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014
Assis Júnior
 
Papeleria corporativa escaner
Papeleria corporativa escanerPapeleria corporativa escaner
Papeleria corporativa escaner
Amanda Escorcha
 
voto correo mayo2015
voto correo mayo2015voto correo mayo2015
voto correo mayo2015
organitzacio
 
C.E.F. de Horticultura e Fruticultura Biológica
C.E.F. de Horticultura e Fruticultura BiológicaC.E.F. de Horticultura e Fruticultura Biológica
C.E.F. de Horticultura e Fruticultura Biológica
escolaprofissionalsm
 
IIISNB_certificate
IIISNB_certificateIIISNB_certificate
IIISNB_certificate
Daniela Junqueira
 
Jornadas reap-resumen-junio-2012
Jornadas reap-resumen-junio-2012Jornadas reap-resumen-junio-2012
Jornadas reap-resumen-junio-2012
José Luis Contreras Muñoz
 
Control sano 1 y 3 mes
Control sano 1 y 3 mesControl sano 1 y 3 mes
Control sano 1 y 3 mes
José Luis Contreras Muñoz
 
Comentário: Natal dia 25 - Anos A, B e C
Comentário: Natal dia 25 - Anos A, B e CComentário: Natal dia 25 - Anos A, B e C
Comentário: Natal dia 25 - Anos A, B e C
José Lima
 

Destaque (18)

Presen Slide Share
Presen Slide SharePresen Slide Share
Presen Slide Share
 
Primavera
 Primavera Primavera
Primavera
 
10ª rodada brasileirão
10ª rodada brasileirão10ª rodada brasileirão
10ª rodada brasileirão
 
Reservas de contingência – parte 1
Reservas de contingência – parte 1Reservas de contingência – parte 1
Reservas de contingência – parte 1
 
Findect eixos-da-campanha-negociações-2014-2015
Findect   eixos-da-campanha-negociações-2014-2015Findect   eixos-da-campanha-negociações-2014-2015
Findect eixos-da-campanha-negociações-2014-2015
 
Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015
Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015
Grade palestras HENGST atualizar AUTOMEC 2015
 
POSTER Mobilidade, Energia e Ambiente
POSTER Mobilidade, Energia e AmbientePOSTER Mobilidade, Energia e Ambiente
POSTER Mobilidade, Energia e Ambiente
 
Catequese bíblica (ix) tobias, judite e ester
Catequese bíblica (ix) tobias, judite e esterCatequese bíblica (ix) tobias, judite e ester
Catequese bíblica (ix) tobias, judite e ester
 
Anexo 7 demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014
Anexo 7  demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014Anexo 7  demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014
Anexo 7 demonstrativo dos limites - 1o quadrimestre de 2014
 
Papeleria corporativa escaner
Papeleria corporativa escanerPapeleria corporativa escaner
Papeleria corporativa escaner
 
voto correo mayo2015
voto correo mayo2015voto correo mayo2015
voto correo mayo2015
 
C.E.F. de Horticultura e Fruticultura Biológica
C.E.F. de Horticultura e Fruticultura BiológicaC.E.F. de Horticultura e Fruticultura Biológica
C.E.F. de Horticultura e Fruticultura Biológica
 
IIISNB_certificate
IIISNB_certificateIIISNB_certificate
IIISNB_certificate
 
Padrão contábil internacional gera dúvida entre empresários
Padrão contábil internacional gera dúvida entre empresáriosPadrão contábil internacional gera dúvida entre empresários
Padrão contábil internacional gera dúvida entre empresários
 
Jornadas reap-resumen-junio-2012
Jornadas reap-resumen-junio-2012Jornadas reap-resumen-junio-2012
Jornadas reap-resumen-junio-2012
 
Meta obesidad
Meta obesidadMeta obesidad
Meta obesidad
 
Control sano 1 y 3 mes
Control sano 1 y 3 mesControl sano 1 y 3 mes
Control sano 1 y 3 mes
 
Comentário: Natal dia 25 - Anos A, B e C
Comentário: Natal dia 25 - Anos A, B e CComentário: Natal dia 25 - Anos A, B e C
Comentário: Natal dia 25 - Anos A, B e C
 

Semelhante a Citações e assuntos depsicologia

Artigo de psicologia e matematica
Artigo de psicologia e matematicaArtigo de psicologia e matematica
Artigo de psicologia e matematica
AdrianoFasa
 
matematica aula didatica prática e tecni
matematica aula didatica prática e tecnimatematica aula didatica prática e tecni
matematica aula didatica prática e tecni
CleidianeCarvalhoPer
 
ApresentaçãO Original Para 17 11
ApresentaçãO Original Para 17 11ApresentaçãO Original Para 17 11
ApresentaçãO Original Para 17 11
janloterio
 
A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...
A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...
A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...
ProfessorPrincipiante
 
Zet 2009 197
Zet 2009 197Zet 2009 197
Zet 2009 197
janloterio
 
Algumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discente
Algumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discenteAlgumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discente
Algumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discente
Andréa Thees
 
A Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetização
A Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetizaçãoA Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetização
A Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetização
Fabiana Esteves
 
Matematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacao
MatematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacaoMatematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacao
Matematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacao
Rute Pereira
 
Educacao matematica
Educacao matematicaEducacao matematica
Educacao matematica
michaelmelo
 
Instrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentes
Instrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentesInstrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentes
Instrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentes
ednilson73
 
Modelagem matemática na educação científica
Modelagem matemática na educação científicaModelagem matemática na educação científica
Modelagem matemática na educação científica
ednilson73
 
primeiro encontro
primeiro encontroprimeiro encontro
primeiro encontro
willamys cruz
 
Prob est
Prob estProb est
Prob est
Solange Licks
 
RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS: uma experiência vivida com profes...
RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS:  uma experiência vivida com profes...RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS:  uma experiência vivida com profes...
RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS: uma experiência vivida com profes...
Vanda Gautério
 
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitosAnexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Regina Helena Souza Ferreira
 
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitosAnexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Regina Helena Souza Ferreira
 
Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...
Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...
Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...
Carlos Rocha
 
Desenvolvimento do pensamento algebrico
Desenvolvimento do pensamento algebricoDesenvolvimento do pensamento algebrico
Desenvolvimento do pensamento algebrico
Carlos Leão
 
Victor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptx
Victor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptxVictor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptx
Victor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptx
clausionetelustosa
 
Modelagem Matemática
Modelagem MatemáticaModelagem Matemática
Modelagem Matemática
Gabriele Veleda
 

Semelhante a Citações e assuntos depsicologia (20)

Artigo de psicologia e matematica
Artigo de psicologia e matematicaArtigo de psicologia e matematica
Artigo de psicologia e matematica
 
matematica aula didatica prática e tecni
matematica aula didatica prática e tecnimatematica aula didatica prática e tecni
matematica aula didatica prática e tecni
 
ApresentaçãO Original Para 17 11
ApresentaçãO Original Para 17 11ApresentaçãO Original Para 17 11
ApresentaçãO Original Para 17 11
 
A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...
A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...
A DISCIPLINA DIDÁTICA DA MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE MAT...
 
Zet 2009 197
Zet 2009 197Zet 2009 197
Zet 2009 197
 
Algumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discente
Algumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discenteAlgumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discente
Algumas implicações do desrespeito docente pelo saber matemático discente
 
A Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetização
A Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetizaçãoA Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetização
A Matemática e a relação com outros campos do saber no ciclo de alfabetização
 
Matematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacao
MatematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacaoMatematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacao
Matematicaearelacaocomosoutroscamposdosabernociclodaalfabetizacao
 
Educacao matematica
Educacao matematicaEducacao matematica
Educacao matematica
 
Instrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentes
Instrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentesInstrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentes
Instrução por modelagem (modeling instruction): percepções docentes
 
Modelagem matemática na educação científica
Modelagem matemática na educação científicaModelagem matemática na educação científica
Modelagem matemática na educação científica
 
primeiro encontro
primeiro encontroprimeiro encontro
primeiro encontro
 
Prob est
Prob estProb est
Prob est
 
RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS: uma experiência vivida com profes...
RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS:  uma experiência vivida com profes...RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS:  uma experiência vivida com profes...
RE)SIGNIFICANDO APRENDIZAGENS MATEMÁTICAS: uma experiência vivida com profes...
 
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitosAnexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
 
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitosAnexo 009   o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
Anexo 009 o ensino de matemática na perspectiva da formação de conceitos
 
Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...
Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...
Conhecimento da Matemática para o Ensino: um estudo colaborativo sobre número...
 
Desenvolvimento do pensamento algebrico
Desenvolvimento do pensamento algebricoDesenvolvimento do pensamento algebrico
Desenvolvimento do pensamento algebrico
 
Victor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptx
Victor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptxVictor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptx
Victor Giraldo_2023_SEDUC jjjjjjjjjjjPI.pptx
 
Modelagem Matemática
Modelagem MatemáticaModelagem Matemática
Modelagem Matemática
 

Mais de luciano castro alves de melo

Leitura behaviorismo logico05v25n2
Leitura behaviorismo logico05v25n2Leitura behaviorismo logico05v25n2
Leitura behaviorismo logico05v25n2
luciano castro alves de melo
 
Estudar inteligencias multiplas
Estudar inteligencias multiplasEstudar inteligencias multiplas
Estudar inteligencias multiplas
luciano castro alves de melo
 
Artigo de psicologia do eu abreu 2000
Artigo de psicologia do eu abreu 2000Artigo de psicologia do eu abreu 2000
Artigo de psicologia do eu abreu 2000
luciano castro alves de melo
 
33701166 modelo-tcc-artigo
33701166 modelo-tcc-artigo33701166 modelo-tcc-artigo
33701166 modelo-tcc-artigo
luciano castro alves de melo
 
Artigo 35
Artigo 35Artigo 35
Artigo karina petribessa
Artigo karina petribessaArtigo karina petribessa
Artigo karina petribessa
luciano castro alves de melo
 
Artigo para o tcc tese sobre analise combinatoria
Artigo para o tcc tese sobre analise combinatoriaArtigo para o tcc tese sobre analise combinatoria
Artigo para o tcc tese sobre analise combinatoria
luciano castro alves de melo
 

Mais de luciano castro alves de melo (7)

Leitura behaviorismo logico05v25n2
Leitura behaviorismo logico05v25n2Leitura behaviorismo logico05v25n2
Leitura behaviorismo logico05v25n2
 
Estudar inteligencias multiplas
Estudar inteligencias multiplasEstudar inteligencias multiplas
Estudar inteligencias multiplas
 
Artigo de psicologia do eu abreu 2000
Artigo de psicologia do eu abreu 2000Artigo de psicologia do eu abreu 2000
Artigo de psicologia do eu abreu 2000
 
33701166 modelo-tcc-artigo
33701166 modelo-tcc-artigo33701166 modelo-tcc-artigo
33701166 modelo-tcc-artigo
 
Artigo 35
Artigo 35Artigo 35
Artigo 35
 
Artigo karina petribessa
Artigo karina petribessaArtigo karina petribessa
Artigo karina petribessa
 
Artigo para o tcc tese sobre analise combinatoria
Artigo para o tcc tese sobre analise combinatoriaArtigo para o tcc tese sobre analise combinatoria
Artigo para o tcc tese sobre analise combinatoria
 

Citações e assuntos depsicologia

  • 1. CHAMIE, L.M.S. A relação aluno-Matemática: alguns dos seus significados. Dissertação de Mestrado, UNESP-Rio Claro, 1990. D’Ambrósio, Ubiratam. Da realidade à ação: reflexões sobre a educação matemática. Campinas: Ed. da Universidade Estadual de Campinas, 1986. _________. Etnomatemática: arte ou técnica de explicar e conhecer. São Paulo: Ática, 1990. _________. Etnomatemática: Um programa. Educação matemática em revista. São Paulo, n. 1 (reedição), p.7-12, 2002. Thomaz, T.C. Não gostar de Matemática: que fenômeno é este? Cadernos de Educação/UFPel, Pelotas, n. 12, 1999. “Ao contrário das demais matérias estudadas na escola, que lidam diretamente com objetos e situações concretas, a Matemática trata, em sua essência, de verdades abstratas daí a dificuldade dos alunos em entenderem seus conteúdos”. (Lima, op.cit.). “A Matemática é uma disciplina que se destaca em relação às outras, muito mais pela dificuldade que representa para muitos alunos do que pela sua importância enquanto área de conhecimento. Dificuldade entendida como algo complexo, complicado, custoso de entender e de fazer”. (Thomaz, 1999). Pesquisas colaborativas considerando aspectos da cognição e da afetividade e sua influência na aprendizagem da Matemática poderiam ser exploradas envolvendo membros de ambos os grupos de pesquisa. Na ocasião da conferência, apontei alguns temas que poderiam nortear tais pesquisas colaborativas. Apresento, a seguir, alguns dos temas que mencionei. - o papel da Psicologia na formação do professor de Matemática; - mapeamento das pesquisas em Psicologia da Educação Matemática em eventos científicos e periódicos da Educação Matemática; - dificuldades na aprendizagem de Matemática no ensino fundamental, médio e superior; - aspectos metacognitivos e afetivos do ensino-aprendizagem da Matemática; - concepções de professores e alunos acerca de conceitos matemáticos; - desenvolvimento do pensamento algébrico; - passagem da Aritmética à Álgebra; Além desses temas, discuti a possibilidade de investigar o processo de conceitualização à luz de teorias da aprendizagem desenvolvidas por psicólogos ou
  • 2. 11 pesquisadores que buscaram teorizar sobre aspectos da cognição, entre as quais, citamos: Aprendizagem Significativa (David Ausubel); Sócio-interacionismo e Zona de Desenvolvimento Proximal (Lev S. Vygotsky); Teoria dos Constructos (George Kelly); Behaviorismo (Skinner; Watson; Pavlov); Teoria dos Campos Conceituais (Gérard Vergnaud). Os trabalhos desenvolvidos por Piaget sobre a Epistemologia Genética e os trabalhos desenvolvidos por Jean Lave e Etienne Wenger sobre Cognição Situada (teoria social de aprendizagem) também poderiam ser levados em consideração.