SlideShare uma empresa Scribd logo
Um novo paradigma urbano?
Que razões justificam a procura de novos modelos urbanos?
§ Segundo a ONU (2012), as
cidades podem tornar-se
menos atrativas se houver
construção excessiva,
desordenada e sem
planeamento espacial, o que
acarreta problemas sociais,
ambientais, de eficiência
energética, de transportes e
de localização dos serviços
públicos e privados.
§ Mais, ainda, apesar de, as
cidades representarem
2% da superfície terrestre
os seus habitantes,
consomem mais de ¾ dos
recursos naturais do mundo.
Evolução mundial da população urbana e rural, 1950-2050
World Urbanization Prospects 2014, UN
A partir de 2005 a população urbana
ultrapassou o peso da população rural
Em 2014, mais de metade da
população mundial já era urbana. As
projeções apontam para a continuação
do ritmo de urbanização:
§ 1950 – 30% da população mundial
era urbana
§ 2014 – 54% da população mundial
era urbana
§ 2050 – estão projetados 66%.
A população urbana vive em cidades de
tamanho populacional diferente, da
pequena cidade à megacidade (10
milhões ou mais de habitantes)
https://esa.un.org/unpd/wpp/
Percentagem de urbanos e localização das aglomerações urbanas com pelo menos 500 000
habitantes, 2014
https://esa.un.org/unpd/wup/publications/files/wup2014-highlights.Pdf
Evolução da taxa de crescimento urbano e da população urbana entre 2014 e 2030.
Como ressalta da análise do mapa, o ritmo
da urbanização é muito mais elevado nos
países de menor desenvolvimento
económico e humano.
Taxa de crescimento
urbano População urbana
ü Segundo a ONU, entre 1950 e 2011, a população a viver em cidades
quintuplicou em todo o mundo (5X mais)
ü Entre 2005 e 2007, o número de urbanos ultrapassou o número de rurais
ü O crescimento urbano é um processo em progressão, particularmente, nos
países em desenvolvimento:
2,5 milhares de milhões em 2010
5,3 milhares de milhões em 2050
ü Prevê-se que, por volta de 2050, habitarão em cidades:
91,4% de latino americanos
90,7% de europeus
66,2% de asiáticos
61,8% de africanos
Estes afluxos populacionais vão, necessariamente, ampliar alguns dos problemas
já identificados e agravá-los sendo indispensável procurar soluções capazes de
gerar resultados inequívocos na melhoria da qualidade de vida das populações.
Um dos paradigmas urbanos de que mais se fala, hoje em dia, é o das Smart Cities
O que entender por
cidades inteligentes
(Smart cities)?
As cidades onde são
implementadas políticas urbanas
que buscam responder aos
principais problemas que
atualmente enfrentam tais como:
q As alterações climáticas
q As desigualdades sociais
q A exclusão social.
As cidades onde são
implementadas políticas urbanas
que buscam responder aos
principais problemas que
atualmente enfrentam tais como:
q As alterações climáticas
q As desigualdades
q A exclusão social.
De que modo?
q Utilizando as tecnologias de
informação e comunicação
q Promovendo a competitividade
económica
q Procurando a sustentabilidade
ambiental
q Visando a qualidade de vida
dos cidadãos
Revista Business Portugal, 6/11/2014
http://revistabusinessportugal.pt/smart-cities-portugal-cidades-
inteligentes-competitivas-e-sustentaveis/
O que diferencia, então, as cidades inteligentes (Smart
Cities)?
■ Assentam na utilização de tecnologias de informação e comunicação para
promover a :
- competitividade económica
- sustentabilidade ambiental
- qualidade de vida dos cidadãos
■ Utilizam a análise e integração de dados e informação de fontes diversas
para a:
- resolução rápida e eficaz dos problemas que surgem
- minimização dos impactos negativos.
Uma cidade “Smart City” assenta numa boa execução de seis pilares:
- Economia inteligente
- Mobilidade inteligente
- Ambiente inteligente
- Pessoas inteligentes
- Modo de vida inteligente
- Governança inteligente”.
O século XIX foi um século de impérios, o século XX foi um século de nações e o século
XXI será um século de cidades – Wellington E. Webb, ex-prefeito de Denver
http://www.districtoffuture.eu
Em Portugal, mesmo sem cidades de grande dimensão, a busca pela melhoria da
qualidade e bem estar da população urbana tem justificado a adoção de
medidas, por parte de alguns municípios, que se integram no projeto das Smart
cities.
Pilares /caraterísticas das Smart cities
Pilares /caraterísticas das
Smart cities
Áreas específicas
Economia inteligente
Competitividade da economia das cidades através, por exemplo, da
inovação e do empreendedorismo.
Mobilidade inteligente
Acessibilidade local e internacional das cidades.
Rede de tecnologias de informação e comunicação.
Ambiente inteligente
Atratividade das condições naturais.
Proteção ambiental e gestão de recursos.
Pessoas inteligentes
Grau de qualificação dos recursos humanos.
Abertura e nível de interações sociais.
Modo de vida inteligente
Cultura. Saúde. Segurança.
Turismo. Habitação.
Governança inteligente
Participação pública.
Serviços aos cidadãos e funcionamento da administração pública.
Especificando ...
■ Sistemas de controlo de tráfego em tempo real, gestão inteligente do estacionamento,
infraestrutura de carregamento para veículos elétricos e promoç̧ão do transporte público e de
modos alternativos de transporte.
■ Utilização de equipamentos para monitorização do consumo de energia por via remota,
iluminação pública inteligente, contentores de resíduos com sensores de limitação de carga e
sistemas de telegestão para redes de distribuição de água a nível urbano
■ Aplicação de revestimentos geradores de energia em edifícios, sistemas de videovigilância por
controlo remoto, dsponibilização de informação turística e cultural via smartphones e sistemas
de telemedicina ...
§ Áreas onde incidem iniciativas de cidades inteligentes: governação, energia,
mobilidade, edifícios, gestão da água e resíduos, segurança, saúde, cultura, etc.
Exemplos ...
A Smart City é mais do que uma
cidade digital. Uma cidade
inteligente é aquela que é capaz
de:
q ligar o capital físico com o
social e desenvolver melhores
serviços e infraestruturas
q reunir tecnologia, informação e
visão política, num programa
coerente de melhoria urbana e
serviços. http://www.districtoffuture.eu/index.php/mod.pags/mem.detalle/id.
10/relcategoria.1077/relmenu.5#.WEyWvXeMTox
Modelo de smart city
Existe, na smart city, uma necessidade de articulação entre a infraestrutura física (como edifícios,
estradas, redes de energia) e a infraestrutura digital (fibra óptica, cloud computing, sensores,
smartphones, etc.)
SMART CITIES EM
PORTUGAL
Viana do Castelo
Braga
Guimarães
Porto
Vila Nova de Gaia
Aveiro
Vila Real
Viseu
Guarda
Bragança
Castelo Branco
Coimbra
Leiria
Torres Vedras
Santarém
Lisboa
Loures
Cascais
Sintra
Almada
Setúbal
Portalegre
Évora
Beja
Faro
Rede portuguesa de Smart Cities –
RENER - 25 cidades, em 2009,
A RENER, Renewable Energy Living Lab:
- existe com vista a agilizar processos de inovação de
tecnologias e soluções relevantes para a sustentabilidade
energética e ambiental.
- É um “laboratório vivo” (um espaço para o
desenvolvimento, teste, experimentação e validação de
tecnologias, comportamentos e soluções)
- Permite aos municípios aderentes ganharem:
- Fatores de atratividade económica
- Competências para integrarem redes
internacionais de mobilidade
- A aposta na sustentabilidade das cidades
- Colocar os respetivos territórios no ranking das
cidades inteligentes
- Faz parte da Rede Europeia de Living Labs (European
Network of Living Labs – ENoLL)
- Conta com o apoio da Comissão Europeia.
Fonte: INTELI
Índice de Cidades Inteligentes
■ A INTELI - Inteligência em Inovação - Centro de Inovação - concebeu e
desenvolveu uma metodologia que constitui uma ferramenta de intelligence
denominada Índice de Cidades Inteligentes com o objetivo de posicionar
estrategicamente as cidades em matéria de inteligência urbana, resultando
numa base de informação e conhecimento municipal de suporte à tomada de
decisão das políticas públicas e dos atores económicos e sociais. Pretende,
ainda, contribuir para melhorar o desempenho dos territórios, através da
geração de oportunidades de cooperação urbana orientadas para a criação de
produtos, serviços e soluções criativas e inovadoras.
■ O Índice destaca-se por partir de um modelo integrado de 'cidade inteligente',
que se traduz ... pela aliança entre a inovação, a qualidade do ambiente e a
inclusão social e cultural, num contexto de governação aberta e de
conectividade com a economia global, visando a melhoria da qualidade de vida
dos cidadãos.
http://www.inteli.pt/pt/go/indice-cidades-inteligentes-2020
O Índice de Cidades
Inteligentes integra cinco
dimensões de análise -
Inovação, Sustentabilidade,
Inclusão, Governação e
Conectividade,
quantificadas através de
uma bateria superior a 100
indicadores.
Com vista à quantificação e
qualificação das dimensões
e subdimensões de análise
foi considerada a seguinte
tipologia de indicadores:
indicadores de
caracterização, indicadores
de estratégia e indicadores
de economia digital
GovernaçãoParticipação pública, serviços públicos,
transparência e políticas urbanas são
as principais sub-dimensões
analisadas na área da Governação.
Em termos agregados, destacam-se as
cidades de Lisboa, Aveiro, Bragança,
Viana do Castelo e Almada, logo
seguidas de Cascais. A dispersão dos
valores situa-se entre 8,72 e 3,94.
Apesar de Lisboa se encontrar no topo
do ranking, não se verifica de forma
explícita a influência da variável
número de habitantes, nem tão pouco
do fosso entre litoral e interior.
http://www.inteli.pt/uploads/documentos/documento_1357554966_2590.pdf
InovaçãoEmpreendedorismo, I&D e tecnologia,
economia verde, economia criativa e
economia social são as sub-dimensões
consideradas ao nível da avaliação da
inovação municipal.
Os municípios que se destacam são
Lisboa, Almada, Vila Nova de Gaia,
Coimbra e Cascais, com uma dispersão
global de valores entre 8,15 e 0,44.
Nesta área, a influência da dimensão
dos concelhos na respectiva
performance inovadora é significativa,
sendo que a presença de universidades
e instituições de I&D e tecnologia
também marca a diferença.
SustentabilidadeNa dimensão Sustentabilidade são
analisados diversos factores críticos:
biodiversidade e ecologia, ar e emissões,
água e resíduos, edifícios, mobilidade e
energia ... as cidades que se destacam são
Almada, Vila Nova de Gaia, Cascais, Lisboa
e Loures. Verifica-se alguma dispersão
relativa ... com o valor superior a atingir os
6,58 e o valor inferior 2,50. No entanto,
este posicionamento varia de acordo com
as subdimensões em análise, o que
demonstra que algumas cidades
apresentam melhor pontuação numas
áreas e outras cidades noutros domínios,
provavelmente em virtude das
caraterísticas dos territórios e das
prioridades das políticas públicas locais.
De relevar que não existe uma forte
correlação entre o posicionamento das
cidades em matéria de sustentabilidade e
o número de habitantes, não sendo
também notório o efeito da interioridade.
InclusãoNa área da Inclusão são analisados os
seguintes fatores críticos: coesão
social, diversidade social e cultural,
empreendedorismo e inovação social e
inclusão digital. Neste âmbito não se
consideram apenas as preocupações
com a exclusão social, mas também
com o livre acesso aos bens e serviços
culturais e criativos. Para além das
dimensões económica, social e
ambiental, a cultura é assumida como
o quarto pilar do desenvolvimento
sustentável.
As cidades de Almada, Lisboa,
Coimbra, Cascais e Aveiro demons-
tram o melhor desempenho ao nível da
inclusão social e cultural. A dispersão
de valores situa-se entre 6,62 e 2,28.
ConectividadeNa dimensão Conectividade são
analisados indicadores relativos às
redes territoriais e às tecnologias de
informação e comunicação ou redes
digitais.
Destacam-se os concelhos de Leiria,
Almada, Faro, Santarém e Aveiro com
uma dispersão de valores situada entre
5,52 e 1,31.
De relevar que estes resultados se
encontram influenciados pelos fundos
disponíveis em cada região para apoio à
cooperação territorial, mas também
pela proatividade dos municípios em
estabelecer laços com outras
autarquias, empresas e universidades.
Inteligência urbana
Lisboa, Almada, Cascais, Aveiro e Vila
Nova de Gaia são as cidades que se
destacam em matéria de inteligência
urbana, com uma dispersão global de
valores entre 6,46 e 3,66.
No entanto, este posicionamento varia
de acordo com as dimensões de
análise, o que demonstra que algumas
cidades apresentam melhor pontuação
numas áreas e outras cidades noutras,
face às características dos territórios e
à pro-atividade das políticas públicas
locais.
http://www.inteli.pt/uploads/documentos/documento_135755496
6_2590.pdf
Selo - A Smart Project for
Smart Cities
O selo A SMART PROJECT FOR SMART
CITIES, promovido pela INTELI -
Inteligência em Inovação, Centro de
Inovação, é uma insígnia que identifica,
reconhece e distingue projetos associados
ao conceito ‘Smart City'. Tratam-se de
projetos que contribuem para a
reinvenção das cidades, promovendo a
inovação, criatividade, sustentabilidade,
inclusão, participação e qualidade de
vida.
http://www.inteli.pt/pt/go/a-smart-project-for-smart-cities
NASCEU O CLUSTER SMART
CITIES PORTUGAL
Em 2009 eram 25 Smart Cities
Em 2013 a Rede RENER integrava 46
municípios
Em 2016 já eram 124 municípios.
Em 16 de janeiro de 2017, foi
apresentado o Cluster Smart Cities
Portugal – “ incentivo ao
empreendedorismo urbano, a procura
de um ambiente propício ao
desenvolvimento de projetos urbanos
inteligentes, em coerência com as
especificidades territoriais, e de
produtos e sistemas de elevado valor
acrescentado para cidades inteligentes
a nível global” é a finalidade do Cluster.
Smart Cities Tour 2017:
- um ciclo de cinco workshops temáticos
- vai ter lugar em vários municípios do país, até Maio
- com o objetivo de conhecer os principais desafios e os
projetos que estão a acontecer nas diferentes
dimensões
- Em Portimão será debatido o tema da “Governação”
- Em Évora um workshop dedicado à “Energia”
- Em Cascais o tema “Sociedade e Qualidade de Vida”
- Em Viseu abordar-se-á a “Mobilidade”
- Em Vila Nova de Gaia, o debate incidirá sobre a
“Economia e Inovação”.http://www.smart-cities.pt/pt/noticia/cluster-smartcities-2001nasceu/
A revista...
Uma publicação trimestral dedicada ao tema
das cidades inteligentes sustentáveis,
abordando projetos, soluções e tendências
de tecnologias de informação, ambiente,
energia, água, resíduos, inovação social,
saúde, educação, urbanismo e mobilidade.
As Smart Cities são cidades sustentáveis a
pensar nas pessoas, onde o progresso social
e o bem-estar são metas a atingir.
Um desafio que obriga a reinventar as
cidades, tornando-as mais competitivas e
com serviços de excelência em que a
participação ativa dos cidadãos é um factor
decisivo.
http://smart-cities.pt/pt/a-revista/
A comunicação entre os vários grupos profissionais
definem um novo mapa das províncias e regiões em
Portugal (...).
Através de representação gráfica, é revelado o
“rasto” das múltiplas comunicações entre os
diferentes pontos do território continental de
Portugal, originando novas fronteiras baseadas na
interação social e económica como por exemplo a
origem e destino de telefonemas e envio de dados.
O Laboratório Senseable City do MIT revelou esta
imagem: “à esquerda, surgem representados os
diferentes fluxos das comunicações ...; no mapa do
meio aparece uma mescla dos fluxos das
comunicações sobrepostos às fronteiras provinciais
historicamente definidas No mapa à direita são
apresentadas as divisões provinciais criadas pelos
fluxos das telecomunicações”.
(...) as Beiras e Extremadura, aparecem juntas,
assim como o Alentejo e o Algarve. Lisboa surge
sem a Margem Sul enquanto a área metropolitana
do Porto chega a Braga. As regiões do Minho e Trás-
os-Montes e Alto Douro surgem isoladas e bem
definidas com pequenas alterações de pormenor.
Comunicações em Portugal definem fronteiras regionais
surpreendentes
Vitor Pereira on Janeiro 8, 2014
O Laboratório Senseable City, está convencido “de que a análise
de padrões de telecomunicações poderá revelar-se útil para
delinear novas comunidades e círculos eleitorais mais
adequados aos padrões de vida das populações”.
A Gaiurb ... foi distinguida com o selo «Smart
Project for Smart Cities», ... depois de ter
candidatado o projeto «Nopaper» ao concurso
promovido por aquela entidade (INTELI)
especializada em sistemas para cidades
inteligentes.
(...) Esta candidatura (foi apresentada) "com o
objetivo de ser reconhecida como uma empresa
inovadora associada ao conceito de cidade
inteligente, gerida segundo o conceito de
governação aberta e orientada para a melhoria
da qualidade de vida dos cidadãos"
O «NoPaper» é dirigido aos munícipes de Vila
Nova de Gaia, técnicos urbanísticos, autarquias
e colaboradores, entidades externas,
empreiteiros, utilizadores finais e toda a
população em geral e foi concebido para
processos de licenciamento e fiscalização
urbanística relativos a este concelho, podendo
ser utilizado a partir de qualquer ponto
geográfico do território nacional ou
internacional.
http://www.gaiurb.pt/noticias/2015/ng_NoPaper_Premio.htm
Um exemplo de iniciativa em V.N. de Gaia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
Aline Corso
 
Arquitetura de projetos IoT
Arquitetura de projetos IoTArquitetura de projetos IoT
Arquitetura de projetos IoT
Fernando Veiga
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
Thiago Assumpção
 
Cidades Inteligentes
Cidades InteligentesCidades Inteligentes
Cidades Inteligentes
Isabella Araripe
 
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e DefiniçõesSustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Universidade Federal de Alfenas - Campus Varginha
 
Urbanização e Meio Ambiente
Urbanização e Meio AmbienteUrbanização e Meio Ambiente
Urbanização e Meio Ambiente
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Introducao ao planejamento_urbano
Introducao ao planejamento_urbanoIntroducao ao planejamento_urbano
Introducao ao planejamento_urbano
Patricia Fraga
 
Organização do espaço urbano
Organização do espaço urbanoOrganização do espaço urbano
Organização do espaço urbano
João José Ferreira Tojal
 
ETICA
ETICAETICA
Tecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPM
Tecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPMTecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPM
Tecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPM
Nei Grando
 
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
Aula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   SlideAula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   Slide
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
budhamider
 
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
Patrícia de Araújo
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
Fillipe Lobo
 
Cultura Digital
Cultura DigitalCultura Digital
Cultura Digital
Gustavo Fischer
 
LegislaçãO Ambiental.
LegislaçãO Ambiental.LegislaçãO Ambiental.
LegislaçãO Ambiental.
tratrez
 
Qualidade de vida
Qualidade de vidaQualidade de vida
Qualidade de vida
Dalvânia Santos
 
Introdução a cibercultura
Introdução a ciberculturaIntrodução a cibercultura
Introdução a cibercultura
Aline Corso
 
Inovação e sustentabilidade
Inovação e sustentabilidadeInovação e sustentabilidade
Inovação e sustentabilidade
Anatalia Saraiva Martins Ramos
 
Cidades sustentabilidade urbana
Cidades sustentabilidade urbanaCidades sustentabilidade urbana
Cidades sustentabilidade urbana
manjosp
 
_CULTURA DIGITAL.pdf
_CULTURA DIGITAL.pdf_CULTURA DIGITAL.pdf
_CULTURA DIGITAL.pdf
Kele Santos
 

Mais procurados (20)

O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
 
Arquitetura de projetos IoT
Arquitetura de projetos IoTArquitetura de projetos IoT
Arquitetura de projetos IoT
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
 
Cidades Inteligentes
Cidades InteligentesCidades Inteligentes
Cidades Inteligentes
 
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e DefiniçõesSustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
 
Urbanização e Meio Ambiente
Urbanização e Meio AmbienteUrbanização e Meio Ambiente
Urbanização e Meio Ambiente
 
Introducao ao planejamento_urbano
Introducao ao planejamento_urbanoIntroducao ao planejamento_urbano
Introducao ao planejamento_urbano
 
Organização do espaço urbano
Organização do espaço urbanoOrganização do espaço urbano
Organização do espaço urbano
 
ETICA
ETICAETICA
ETICA
 
Tecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPM
Tecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPMTecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPM
Tecnologias Disruptivas - Blending Visions - ESPM
 
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
Aula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   SlideAula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   Slide
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
 
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
 
Cultura Digital
Cultura DigitalCultura Digital
Cultura Digital
 
LegislaçãO Ambiental.
LegislaçãO Ambiental.LegislaçãO Ambiental.
LegislaçãO Ambiental.
 
Qualidade de vida
Qualidade de vidaQualidade de vida
Qualidade de vida
 
Introdução a cibercultura
Introdução a ciberculturaIntrodução a cibercultura
Introdução a cibercultura
 
Inovação e sustentabilidade
Inovação e sustentabilidadeInovação e sustentabilidade
Inovação e sustentabilidade
 
Cidades sustentabilidade urbana
Cidades sustentabilidade urbanaCidades sustentabilidade urbana
Cidades sustentabilidade urbana
 
_CULTURA DIGITAL.pdf
_CULTURA DIGITAL.pdf_CULTURA DIGITAL.pdf
_CULTURA DIGITAL.pdf
 

Destaque

Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas
Idalina Leite
 
Apresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentesApresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentes
Mozart Dornelles Claret
 
Cidade global
Cidade globalCidade global
Cidade global
janaaxl1
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
Telefónica IoT
 
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart CityCidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Deise Mara do Nascimento
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Deise Mara do Nascimento
 
Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)
Pedro Damião
 
Cidades globais
Cidades globaisCidades globais
Cidades globais
Maria Angela
 
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVDContrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Idalina Leite
 
Politicas demograficas
Politicas demograficasPoliticas demograficas
Politicas demograficas
fabiopombo
 

Destaque (10)

Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas Crescimento populacional e Políticas demográficas
Crescimento populacional e Políticas demográficas
 
Apresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentesApresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentes
 
Cidade global
Cidade globalCidade global
Cidade global
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
 
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart CityCidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
Cidade Inteligente e Sustentável BR - Smart City
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
 
Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)
Cartazes natalistas 8ºA (Janeiro 2011)
 
Cidades globais
Cidades globaisCidades globais
Cidades globais
 
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVDContrastes de desenvolvimento: PD e PVD
Contrastes de desenvolvimento: PD e PVD
 
Politicas demograficas
Politicas demograficasPoliticas demograficas
Politicas demograficas
 

Semelhante a CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?

COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
Fernando Alcoforado
 
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
cidades-inteligentes.pdf
cidades-inteligentes.pdfcidades-inteligentes.pdf
cidades-inteligentes.pdf
JulianoCostanobre
 
Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15
Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15
Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15
Helder Ferreira
 
Apresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentesApresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentes
Mozart Dornelles Claret
 
Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"
Diego Lusa
 
12.2.9. #2 catarina selada
12.2.9. #2 catarina selada12.2.9. #2 catarina selada
Programa cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveisPrograma cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveis
ESTHHUB
 
Hermano
HermanoHermano
Hermano
thcuim1234
 
Desenvolvimento sustentavel do turismo
Desenvolvimento sustentavel do turismoDesenvolvimento sustentavel do turismo
Desenvolvimento sustentavel do turismo
Fábia Tarraf Macarron
 
Desenvolvimento turístico do patrimônio urbano
Desenvolvimento turístico do patrimônio urbanoDesenvolvimento turístico do patrimônio urbano
Desenvolvimento turístico do patrimônio urbano
Fábia Tarraf Macarron
 
Programa Cidades Sustentáveis
Programa Cidades SustentáveisPrograma Cidades Sustentáveis
Programa Cidades Sustentáveis
Florespi
 
As Grandes Tendências Globais de Cidades
As Grandes Tendências Globais de CidadesAs Grandes Tendências Globais de Cidades
As Grandes Tendências Globais de Cidades
Macroplan
 
Plataforma Cidades Sustentáveis
Plataforma Cidades SustentáveisPlataforma Cidades Sustentáveis
Plataforma Cidades Sustentáveis
RedCiudadesLA
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
Guilherme Soares
 
SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...
SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...
SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...
Marcia C. Santos
 
Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade Urbana
Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade UrbanaCidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade Urbana
Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade Urbana
Confederação Nacional da Indústria
 
Cidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vida
Cidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vidaCidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vida
Cidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vida
Vagner Mello
 
Mudancas climaticas
Mudancas climaticasMudancas climaticas
Londrina Smart City
Londrina Smart CityLondrina Smart City
Londrina Smart City
Guto Bellusci
 

Semelhante a CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano? (20)

COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
COMO CONSTRUIR CIDADES INTELIGENTES E SUSTENTÁVEIS
 
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
 
cidades-inteligentes.pdf
cidades-inteligentes.pdfcidades-inteligentes.pdf
cidades-inteligentes.pdf
 
Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15
Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15
Slid seminário-lurdes-editado-20-03-15
 
Apresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentesApresentação cidades inteligentes
Apresentação cidades inteligentes
 
Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"
 
12.2.9. #2 catarina selada
12.2.9. #2 catarina selada12.2.9. #2 catarina selada
12.2.9. #2 catarina selada
 
Programa cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveisPrograma cidades sustentaveis
Programa cidades sustentaveis
 
Hermano
HermanoHermano
Hermano
 
Desenvolvimento sustentavel do turismo
Desenvolvimento sustentavel do turismoDesenvolvimento sustentavel do turismo
Desenvolvimento sustentavel do turismo
 
Desenvolvimento turístico do patrimônio urbano
Desenvolvimento turístico do patrimônio urbanoDesenvolvimento turístico do patrimônio urbano
Desenvolvimento turístico do patrimônio urbano
 
Programa Cidades Sustentáveis
Programa Cidades SustentáveisPrograma Cidades Sustentáveis
Programa Cidades Sustentáveis
 
As Grandes Tendências Globais de Cidades
As Grandes Tendências Globais de CidadesAs Grandes Tendências Globais de Cidades
As Grandes Tendências Globais de Cidades
 
Plataforma Cidades Sustentáveis
Plataforma Cidades SustentáveisPlataforma Cidades Sustentáveis
Plataforma Cidades Sustentáveis
 
Cidades inteligentes
Cidades inteligentesCidades inteligentes
Cidades inteligentes
 
SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...
SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...
SWBR2014 - Novos Modelos de Negócios para Mobilidade Urbana, Saúde e Crescime...
 
Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade Urbana
Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade UrbanaCidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade Urbana
Cidades: Mobilidade, Habitação e Escala | Estudo de Mobilidade Urbana
 
Cidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vida
Cidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vidaCidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vida
Cidades inteligentes - Por uma cidade com mais qualidade de vida
 
Mudancas climaticas
Mudancas climaticasMudancas climaticas
Mudancas climaticas
 
Londrina Smart City
Londrina Smart CityLondrina Smart City
Londrina Smart City
 

Mais de Idalina Leite

A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030
A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030
A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030
Idalina Leite
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em Dados
Idalina Leite
 
Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa
Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e LisboaMobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa
Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa
Idalina Leite
 
Cidades/Espaço urbano
Cidades/Espaço urbanoCidades/Espaço urbano
Cidades/Espaço urbano
Idalina Leite
 
GEO-IMAGENS 4
GEO-IMAGENS 4GEO-IMAGENS 4
GEO-IMAGENS 4
Idalina Leite
 
Evolução da agricultura em Portugal.
Evolução da agricultura em Portugal. Evolução da agricultura em Portugal.
Evolução da agricultura em Portugal.
Idalina Leite
 
Cidades Sustentáveis 2020
Cidades Sustentáveis 2020Cidades Sustentáveis 2020
Cidades Sustentáveis 2020
Idalina Leite
 
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continentalSebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Idalina Leite
 
A União Europeia de 1986 a 2017
A União Europeia de 1986 a 2017A União Europeia de 1986 a 2017
A União Europeia de 1986 a 2017
Idalina Leite
 
Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)
Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)
Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)
Idalina Leite
 
Geografia A_Mapa conceptual 10º/11º
Geografia A_Mapa conceptual 10º/11ºGeografia A_Mapa conceptual 10º/11º
Geografia A_Mapa conceptual 10º/11º
Idalina Leite
 
"Água é a vida"
"Água é a vida""Água é a vida"
"Água é a vida"
Idalina Leite
 
POPULAÇÃO
POPULAÇÃOPOPULAÇÃO
POPULAÇÃO
Idalina Leite
 
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
Idalina Leite
 
GEO-IMAGENS_3
GEO-IMAGENS_3GEO-IMAGENS_3
GEO-IMAGENS_3
Idalina Leite
 
Explorações agrícolas 2016
Explorações agrícolas 2016Explorações agrícolas 2016
Explorações agrícolas 2016
Idalina Leite
 
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Idalina Leite
 
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Idalina Leite
 
Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010 ...
Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010                    ...Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010                    ...
Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010 ...
Idalina Leite
 
Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017
Idalina Leite
 

Mais de Idalina Leite (20)

A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030
A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030
A importância crescente da economia do mar (Blue Growth) 2030
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em Dados
 
Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa
Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e LisboaMobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa
Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa
 
Cidades/Espaço urbano
Cidades/Espaço urbanoCidades/Espaço urbano
Cidades/Espaço urbano
 
GEO-IMAGENS 4
GEO-IMAGENS 4GEO-IMAGENS 4
GEO-IMAGENS 4
 
Evolução da agricultura em Portugal.
Evolução da agricultura em Portugal. Evolução da agricultura em Portugal.
Evolução da agricultura em Portugal.
 
Cidades Sustentáveis 2020
Cidades Sustentáveis 2020Cidades Sustentáveis 2020
Cidades Sustentáveis 2020
 
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continentalSebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
 
A União Europeia de 1986 a 2017
A União Europeia de 1986 a 2017A União Europeia de 1986 a 2017
A União Europeia de 1986 a 2017
 
Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)
Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)
Sebenta Geo A _ Recursos do subsolo (capítulo atualizado)
 
Geografia A_Mapa conceptual 10º/11º
Geografia A_Mapa conceptual 10º/11ºGeografia A_Mapa conceptual 10º/11º
Geografia A_Mapa conceptual 10º/11º
 
"Água é a vida"
"Água é a vida""Água é a vida"
"Água é a vida"
 
POPULAÇÃO
POPULAÇÃOPOPULAÇÃO
POPULAÇÃO
 
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
 
GEO-IMAGENS_3
GEO-IMAGENS_3GEO-IMAGENS_3
GEO-IMAGENS_3
 
Explorações agrícolas 2016
Explorações agrícolas 2016Explorações agrícolas 2016
Explorações agrícolas 2016
 
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
 
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
Estimativas de População Residente em Portugal, 2016
 
Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010 ...
Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010                    ...Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010                    ...
Ocupação/uso do solo em Portugal Continental, 1995-2010 ...
 
Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017Retrato dos Jovens2017
Retrato dos Jovens2017
 

Último

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 

Último (20)

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 

CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?

  • 2. Que razões justificam a procura de novos modelos urbanos?
  • 3. § Segundo a ONU (2012), as cidades podem tornar-se menos atrativas se houver construção excessiva, desordenada e sem planeamento espacial, o que acarreta problemas sociais, ambientais, de eficiência energética, de transportes e de localização dos serviços públicos e privados. § Mais, ainda, apesar de, as cidades representarem 2% da superfície terrestre os seus habitantes, consomem mais de ¾ dos recursos naturais do mundo.
  • 4. Evolução mundial da população urbana e rural, 1950-2050 World Urbanization Prospects 2014, UN A partir de 2005 a população urbana ultrapassou o peso da população rural
  • 5. Em 2014, mais de metade da população mundial já era urbana. As projeções apontam para a continuação do ritmo de urbanização: § 1950 – 30% da população mundial era urbana § 2014 – 54% da população mundial era urbana § 2050 – estão projetados 66%. A população urbana vive em cidades de tamanho populacional diferente, da pequena cidade à megacidade (10 milhões ou mais de habitantes) https://esa.un.org/unpd/wpp/
  • 6. Percentagem de urbanos e localização das aglomerações urbanas com pelo menos 500 000 habitantes, 2014 https://esa.un.org/unpd/wup/publications/files/wup2014-highlights.Pdf
  • 7. Evolução da taxa de crescimento urbano e da população urbana entre 2014 e 2030. Como ressalta da análise do mapa, o ritmo da urbanização é muito mais elevado nos países de menor desenvolvimento económico e humano. Taxa de crescimento urbano População urbana
  • 8. ü Segundo a ONU, entre 1950 e 2011, a população a viver em cidades quintuplicou em todo o mundo (5X mais) ü Entre 2005 e 2007, o número de urbanos ultrapassou o número de rurais ü O crescimento urbano é um processo em progressão, particularmente, nos países em desenvolvimento: 2,5 milhares de milhões em 2010 5,3 milhares de milhões em 2050 ü Prevê-se que, por volta de 2050, habitarão em cidades: 91,4% de latino americanos 90,7% de europeus 66,2% de asiáticos 61,8% de africanos Estes afluxos populacionais vão, necessariamente, ampliar alguns dos problemas já identificados e agravá-los sendo indispensável procurar soluções capazes de gerar resultados inequívocos na melhoria da qualidade de vida das populações. Um dos paradigmas urbanos de que mais se fala, hoje em dia, é o das Smart Cities
  • 9. O que entender por cidades inteligentes (Smart cities)? As cidades onde são implementadas políticas urbanas que buscam responder aos principais problemas que atualmente enfrentam tais como: q As alterações climáticas q As desigualdades sociais q A exclusão social. As cidades onde são implementadas políticas urbanas que buscam responder aos principais problemas que atualmente enfrentam tais como: q As alterações climáticas q As desigualdades q A exclusão social.
  • 10. De que modo? q Utilizando as tecnologias de informação e comunicação q Promovendo a competitividade económica q Procurando a sustentabilidade ambiental q Visando a qualidade de vida dos cidadãos Revista Business Portugal, 6/11/2014 http://revistabusinessportugal.pt/smart-cities-portugal-cidades- inteligentes-competitivas-e-sustentaveis/
  • 11. O que diferencia, então, as cidades inteligentes (Smart Cities)? ■ Assentam na utilização de tecnologias de informação e comunicação para promover a : - competitividade económica - sustentabilidade ambiental - qualidade de vida dos cidadãos ■ Utilizam a análise e integração de dados e informação de fontes diversas para a: - resolução rápida e eficaz dos problemas que surgem - minimização dos impactos negativos.
  • 12. Uma cidade “Smart City” assenta numa boa execução de seis pilares: - Economia inteligente - Mobilidade inteligente - Ambiente inteligente - Pessoas inteligentes - Modo de vida inteligente - Governança inteligente”. O século XIX foi um século de impérios, o século XX foi um século de nações e o século XXI será um século de cidades – Wellington E. Webb, ex-prefeito de Denver http://www.districtoffuture.eu Em Portugal, mesmo sem cidades de grande dimensão, a busca pela melhoria da qualidade e bem estar da população urbana tem justificado a adoção de medidas, por parte de alguns municípios, que se integram no projeto das Smart cities.
  • 13. Pilares /caraterísticas das Smart cities Pilares /caraterísticas das Smart cities Áreas específicas Economia inteligente Competitividade da economia das cidades através, por exemplo, da inovação e do empreendedorismo. Mobilidade inteligente Acessibilidade local e internacional das cidades. Rede de tecnologias de informação e comunicação. Ambiente inteligente Atratividade das condições naturais. Proteção ambiental e gestão de recursos. Pessoas inteligentes Grau de qualificação dos recursos humanos. Abertura e nível de interações sociais. Modo de vida inteligente Cultura. Saúde. Segurança. Turismo. Habitação. Governança inteligente Participação pública. Serviços aos cidadãos e funcionamento da administração pública.
  • 14. Especificando ... ■ Sistemas de controlo de tráfego em tempo real, gestão inteligente do estacionamento, infraestrutura de carregamento para veículos elétricos e promoç̧ão do transporte público e de modos alternativos de transporte. ■ Utilização de equipamentos para monitorização do consumo de energia por via remota, iluminação pública inteligente, contentores de resíduos com sensores de limitação de carga e sistemas de telegestão para redes de distribuição de água a nível urbano ■ Aplicação de revestimentos geradores de energia em edifícios, sistemas de videovigilância por controlo remoto, dsponibilização de informação turística e cultural via smartphones e sistemas de telemedicina ... § Áreas onde incidem iniciativas de cidades inteligentes: governação, energia, mobilidade, edifícios, gestão da água e resíduos, segurança, saúde, cultura, etc. Exemplos ...
  • 15. A Smart City é mais do que uma cidade digital. Uma cidade inteligente é aquela que é capaz de: q ligar o capital físico com o social e desenvolver melhores serviços e infraestruturas q reunir tecnologia, informação e visão política, num programa coerente de melhoria urbana e serviços. http://www.districtoffuture.eu/index.php/mod.pags/mem.detalle/id. 10/relcategoria.1077/relmenu.5#.WEyWvXeMTox Modelo de smart city
  • 16. Existe, na smart city, uma necessidade de articulação entre a infraestrutura física (como edifícios, estradas, redes de energia) e a infraestrutura digital (fibra óptica, cloud computing, sensores, smartphones, etc.)
  • 18. Viana do Castelo Braga Guimarães Porto Vila Nova de Gaia Aveiro Vila Real Viseu Guarda Bragança Castelo Branco Coimbra Leiria Torres Vedras Santarém Lisboa Loures Cascais Sintra Almada Setúbal Portalegre Évora Beja Faro Rede portuguesa de Smart Cities – RENER - 25 cidades, em 2009, A RENER, Renewable Energy Living Lab: - existe com vista a agilizar processos de inovação de tecnologias e soluções relevantes para a sustentabilidade energética e ambiental. - É um “laboratório vivo” (um espaço para o desenvolvimento, teste, experimentação e validação de tecnologias, comportamentos e soluções) - Permite aos municípios aderentes ganharem: - Fatores de atratividade económica - Competências para integrarem redes internacionais de mobilidade - A aposta na sustentabilidade das cidades - Colocar os respetivos territórios no ranking das cidades inteligentes - Faz parte da Rede Europeia de Living Labs (European Network of Living Labs – ENoLL) - Conta com o apoio da Comissão Europeia. Fonte: INTELI
  • 19. Índice de Cidades Inteligentes ■ A INTELI - Inteligência em Inovação - Centro de Inovação - concebeu e desenvolveu uma metodologia que constitui uma ferramenta de intelligence denominada Índice de Cidades Inteligentes com o objetivo de posicionar estrategicamente as cidades em matéria de inteligência urbana, resultando numa base de informação e conhecimento municipal de suporte à tomada de decisão das políticas públicas e dos atores económicos e sociais. Pretende, ainda, contribuir para melhorar o desempenho dos territórios, através da geração de oportunidades de cooperação urbana orientadas para a criação de produtos, serviços e soluções criativas e inovadoras. ■ O Índice destaca-se por partir de um modelo integrado de 'cidade inteligente', que se traduz ... pela aliança entre a inovação, a qualidade do ambiente e a inclusão social e cultural, num contexto de governação aberta e de conectividade com a economia global, visando a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. http://www.inteli.pt/pt/go/indice-cidades-inteligentes-2020
  • 20. O Índice de Cidades Inteligentes integra cinco dimensões de análise - Inovação, Sustentabilidade, Inclusão, Governação e Conectividade, quantificadas através de uma bateria superior a 100 indicadores. Com vista à quantificação e qualificação das dimensões e subdimensões de análise foi considerada a seguinte tipologia de indicadores: indicadores de caracterização, indicadores de estratégia e indicadores de economia digital
  • 21. GovernaçãoParticipação pública, serviços públicos, transparência e políticas urbanas são as principais sub-dimensões analisadas na área da Governação. Em termos agregados, destacam-se as cidades de Lisboa, Aveiro, Bragança, Viana do Castelo e Almada, logo seguidas de Cascais. A dispersão dos valores situa-se entre 8,72 e 3,94. Apesar de Lisboa se encontrar no topo do ranking, não se verifica de forma explícita a influência da variável número de habitantes, nem tão pouco do fosso entre litoral e interior. http://www.inteli.pt/uploads/documentos/documento_1357554966_2590.pdf
  • 22. InovaçãoEmpreendedorismo, I&D e tecnologia, economia verde, economia criativa e economia social são as sub-dimensões consideradas ao nível da avaliação da inovação municipal. Os municípios que se destacam são Lisboa, Almada, Vila Nova de Gaia, Coimbra e Cascais, com uma dispersão global de valores entre 8,15 e 0,44. Nesta área, a influência da dimensão dos concelhos na respectiva performance inovadora é significativa, sendo que a presença de universidades e instituições de I&D e tecnologia também marca a diferença.
  • 23. SustentabilidadeNa dimensão Sustentabilidade são analisados diversos factores críticos: biodiversidade e ecologia, ar e emissões, água e resíduos, edifícios, mobilidade e energia ... as cidades que se destacam são Almada, Vila Nova de Gaia, Cascais, Lisboa e Loures. Verifica-se alguma dispersão relativa ... com o valor superior a atingir os 6,58 e o valor inferior 2,50. No entanto, este posicionamento varia de acordo com as subdimensões em análise, o que demonstra que algumas cidades apresentam melhor pontuação numas áreas e outras cidades noutros domínios, provavelmente em virtude das caraterísticas dos territórios e das prioridades das políticas públicas locais. De relevar que não existe uma forte correlação entre o posicionamento das cidades em matéria de sustentabilidade e o número de habitantes, não sendo também notório o efeito da interioridade.
  • 24. InclusãoNa área da Inclusão são analisados os seguintes fatores críticos: coesão social, diversidade social e cultural, empreendedorismo e inovação social e inclusão digital. Neste âmbito não se consideram apenas as preocupações com a exclusão social, mas também com o livre acesso aos bens e serviços culturais e criativos. Para além das dimensões económica, social e ambiental, a cultura é assumida como o quarto pilar do desenvolvimento sustentável. As cidades de Almada, Lisboa, Coimbra, Cascais e Aveiro demons- tram o melhor desempenho ao nível da inclusão social e cultural. A dispersão de valores situa-se entre 6,62 e 2,28.
  • 25. ConectividadeNa dimensão Conectividade são analisados indicadores relativos às redes territoriais e às tecnologias de informação e comunicação ou redes digitais. Destacam-se os concelhos de Leiria, Almada, Faro, Santarém e Aveiro com uma dispersão de valores situada entre 5,52 e 1,31. De relevar que estes resultados se encontram influenciados pelos fundos disponíveis em cada região para apoio à cooperação territorial, mas também pela proatividade dos municípios em estabelecer laços com outras autarquias, empresas e universidades.
  • 26. Inteligência urbana Lisboa, Almada, Cascais, Aveiro e Vila Nova de Gaia são as cidades que se destacam em matéria de inteligência urbana, com uma dispersão global de valores entre 6,46 e 3,66. No entanto, este posicionamento varia de acordo com as dimensões de análise, o que demonstra que algumas cidades apresentam melhor pontuação numas áreas e outras cidades noutras, face às características dos territórios e à pro-atividade das políticas públicas locais. http://www.inteli.pt/uploads/documentos/documento_135755496 6_2590.pdf
  • 27. Selo - A Smart Project for Smart Cities O selo A SMART PROJECT FOR SMART CITIES, promovido pela INTELI - Inteligência em Inovação, Centro de Inovação, é uma insígnia que identifica, reconhece e distingue projetos associados ao conceito ‘Smart City'. Tratam-se de projetos que contribuem para a reinvenção das cidades, promovendo a inovação, criatividade, sustentabilidade, inclusão, participação e qualidade de vida. http://www.inteli.pt/pt/go/a-smart-project-for-smart-cities
  • 28. NASCEU O CLUSTER SMART CITIES PORTUGAL Em 2009 eram 25 Smart Cities Em 2013 a Rede RENER integrava 46 municípios Em 2016 já eram 124 municípios. Em 16 de janeiro de 2017, foi apresentado o Cluster Smart Cities Portugal – “ incentivo ao empreendedorismo urbano, a procura de um ambiente propício ao desenvolvimento de projetos urbanos inteligentes, em coerência com as especificidades territoriais, e de produtos e sistemas de elevado valor acrescentado para cidades inteligentes a nível global” é a finalidade do Cluster. Smart Cities Tour 2017: - um ciclo de cinco workshops temáticos - vai ter lugar em vários municípios do país, até Maio - com o objetivo de conhecer os principais desafios e os projetos que estão a acontecer nas diferentes dimensões - Em Portimão será debatido o tema da “Governação” - Em Évora um workshop dedicado à “Energia” - Em Cascais o tema “Sociedade e Qualidade de Vida” - Em Viseu abordar-se-á a “Mobilidade” - Em Vila Nova de Gaia, o debate incidirá sobre a “Economia e Inovação”.http://www.smart-cities.pt/pt/noticia/cluster-smartcities-2001nasceu/
  • 29. A revista... Uma publicação trimestral dedicada ao tema das cidades inteligentes sustentáveis, abordando projetos, soluções e tendências de tecnologias de informação, ambiente, energia, água, resíduos, inovação social, saúde, educação, urbanismo e mobilidade. As Smart Cities são cidades sustentáveis a pensar nas pessoas, onde o progresso social e o bem-estar são metas a atingir. Um desafio que obriga a reinventar as cidades, tornando-as mais competitivas e com serviços de excelência em que a participação ativa dos cidadãos é um factor decisivo. http://smart-cities.pt/pt/a-revista/
  • 30. A comunicação entre os vários grupos profissionais definem um novo mapa das províncias e regiões em Portugal (...). Através de representação gráfica, é revelado o “rasto” das múltiplas comunicações entre os diferentes pontos do território continental de Portugal, originando novas fronteiras baseadas na interação social e económica como por exemplo a origem e destino de telefonemas e envio de dados. O Laboratório Senseable City do MIT revelou esta imagem: “à esquerda, surgem representados os diferentes fluxos das comunicações ...; no mapa do meio aparece uma mescla dos fluxos das comunicações sobrepostos às fronteiras provinciais historicamente definidas No mapa à direita são apresentadas as divisões provinciais criadas pelos fluxos das telecomunicações”. (...) as Beiras e Extremadura, aparecem juntas, assim como o Alentejo e o Algarve. Lisboa surge sem a Margem Sul enquanto a área metropolitana do Porto chega a Braga. As regiões do Minho e Trás- os-Montes e Alto Douro surgem isoladas e bem definidas com pequenas alterações de pormenor. Comunicações em Portugal definem fronteiras regionais surpreendentes Vitor Pereira on Janeiro 8, 2014 O Laboratório Senseable City, está convencido “de que a análise de padrões de telecomunicações poderá revelar-se útil para delinear novas comunidades e círculos eleitorais mais adequados aos padrões de vida das populações”.
  • 31. A Gaiurb ... foi distinguida com o selo «Smart Project for Smart Cities», ... depois de ter candidatado o projeto «Nopaper» ao concurso promovido por aquela entidade (INTELI) especializada em sistemas para cidades inteligentes. (...) Esta candidatura (foi apresentada) "com o objetivo de ser reconhecida como uma empresa inovadora associada ao conceito de cidade inteligente, gerida segundo o conceito de governação aberta e orientada para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos" O «NoPaper» é dirigido aos munícipes de Vila Nova de Gaia, técnicos urbanísticos, autarquias e colaboradores, entidades externas, empreiteiros, utilizadores finais e toda a população em geral e foi concebido para processos de licenciamento e fiscalização urbanística relativos a este concelho, podendo ser utilizado a partir de qualquer ponto geográfico do território nacional ou internacional. http://www.gaiurb.pt/noticias/2015/ng_NoPaper_Premio.htm Um exemplo de iniciativa em V.N. de Gaia