SlideShare uma empresa Scribd logo
Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio


URRESTI, Marcelo. Ciberculturas juveniles: vida cotidiana, subjetividad y pertenencia
entre los jovenes ante el impacto de las nuevas tecnologias de la comunicación y la
información. URREST, Marcelo (Ed.) Ciberculturas juveniles. Buenos Aires: La
crujia, 2008, p.13-66



Marcelo Urresti inicia seu trabalho do livro sobre ciberculturas juvenis, organizado pelo
próprio, apresentando os fatos e levantando as questões mais básicas deste tema. Hoje,
as novas tecnologias da informação e comunicação são utilizadas e afetam diferentes
esferas e níveis da sociedade, com uma predominância nas faixas etárias mais jovens.
Urresti se pergunta se esta seria uma questão generacional. De fato, a internet, a web e
novas tecnologias foram e são produzidos por jovens empreendedores ou engajados
politicamente, que não sabem aonde seus esforços vão levar a si e à sociedade. Google e
Ebay de um lado, Indimedia, Linux e Wikipedia de outro: são iniciativas de jovens
imersos nesse novo paradigma. Estes chamados “pioneiros” estão sendo seguidos por
uma nova geração, que está crescendo já com acesso a estes serviços e possibilidades.
Evidentemente, a apropriação e desenvolvimento das novas tecnologias estão sendo
realizadas de forma heterogênea, de acordo com características econômicas, culturais e
sociais de cada local ou grupo.

Essas mudanças geram rupturas e continuidades de diversas ordens na sociedade. O
autor resgata a história dos meios de comunicação, falando de uma crescente
“massmediatização” da sociedade, especialmente depois da Segunda Guerra Mundial
com a popularização da TV. Pela primeira vez, criou-se um sentido de telepresença
massificada. No final do século 20, o ecossistema televisivo foi se diversificando com a
multiplicidade de canais oferecidos e, especialmente, com a segmentação possibilitada
pela TV a cabo. O consumo midiático “zapping” é tomado como característico,
enquanto o crescente imbricamento de informação, publicidade e entretenimento
também se processa. Esse é o contexto no qual a internet e os computadores são
disseminados: o papel do consumidor na escolha já era crescente e as novas mídias são
um ponto de convergência de diversas demandas existentes.

Em seguida, o autor escreve sobre as tecnologias nos seus níveis de aparato físico-
maquínico, de acesso e de usos. A web e seus diferentes tipos de serviços como
mecanismos de buscas, emails, mensageiros instantâneos e outros expandem a oferta de


Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio
Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio


informações passíveis de serem apropriadas e manipuladas. Diferentes tipos de produtos
vão sendo digitalizados com a ajuda de softwares peer-to-peer e o consumo e produção
passam a girar também em torno dessa convergência centrada no computador. Depois
de apresentar diversos dados sobre posse e utilização de tecnologias comunicacionais
por diversos grupos da sociedade, o autor se baseia nestes dados para defender a
existência de algumas práticas, como multi-tasking. Finaliza a seção explicando que, se
o acesso é crescente, é preciso entender que o uso vai depender do capital cultural e
intelectual do usuário.

A subjetividade é o próximo conceito discutido por Urresti. Segundo o autor “cuando
hablamos de subjetividad, nos referimos a um conjunto de elementos que provienen de
lãs ciências sociales contemporâneas, que resultan de utilidad para comprender la
interacción entre los grandes procesos sociales y las pequeñas escenas de interacción
cotidiana”. A partir da subjetividade, o autor fala de momentos históricos que, no caso
de adolescentes, significam o momento de formação, de “encontrar-se”. É interessante a
concepção de temporalidade histórica apresentada, através da qual explica contradições
discursivas entre gerações. Finaliza a seção discutindo o acesso à informação
diferenciada que os jovens contemporâneos tem à sua disposição, o que permite que se
formem e definam além da tríade família, escola e colegas.

A partir do panorama apresentado, Urresti vai apresentar cinco elementos que identifica
como constitutivos das “ciberculturas juveniles”: o novo sistema dos objetos; os gêneros
confusos da comunicação; o novo paradigma do “prosumidor”; as transformações da
intimidade; e as novas formas de comunidade.

O sistema de objetos é composto pelos novos dispositivos tecnológicos de acesso,
armazenamento e organização da informação, como MP3s, computadores, netbooks,
smartphones, TVs digitais etc. Estes artefatos são apresentados pelo autor como quase
que “discretos” nos ambientes pessoais, profissionais e públicos, acessíveis à distância
por controles remotos, por interfaces de toques ou mesmo voz. Formados, desde
pequenos, por novos dispositivos tecnológicos como os videogames, os jovens passam a
ser as referências sobre o assunto.

A derrubada dos limites entre entretenimento, informação e publicidade é o segundo
elemento constitutivo. Propõe-se até mesmo uma categorização destas misturas em
infotainment, advertainment e infopublicidade. Na medida em que todo tipo de
conteúdo gráfico e audiovisual pode ser digitalizado, a manipulação dos formatos se dá
Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio
Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio


com mais facilidade. Os jovens estariam mais propensos a consumir de forma mais
hedonista, preferindo a navegação em um fluxo contínuo de experiências midiáticas.

Com as novas tecnologias da comunicação, cada pessoa pode ser um produtor, um
emissor de comunicação. Daí foi retomado o conceito de “prosumidor”, que permite
abarcar praticamente qualquer pessoa que utiliza estas novas mídias, afinal mesmo
interações e expressões mais cotidianas podem ficar armazenas e públicas. Urresti fala
desse ponto com maior atenção ao aspecto de retroalimentação no fluxo de produção de
conteúdo pelos jovens. Segundo o autor: “el internauta puede pasar de la mera
navegación pasiva, casi um zapping de médios de formato tradicionaol, a la
intervención activa produciendo información, subiendo imágenes, participando em foros
y salas de discusión, alimentando páginas de código abierto”.

As transformação da intimidade compõe o quarto âmbito em mutação. A facilidade de
publicação e circulação baseada na internet oferece oportunidades de apresentar
experiências pessoais ao público. Urresti explica que os jovens estão mais
familiarizados e imersos nas novas tecnologias e também estão menos comprometidos
com instituições mais tradicionais e, por isso, expõe-se mais intensamente. O próprio
formato blog teve em seu início a predominância de gêneros de diário confessional
online. O autor também entra em minúcias sobre a apresentação pessoal e
gerenciamento de impressões na web, como o maior controle do que mostrar além de
opções de modificações e direcionamentos rápidos. Ainda se apresenta nesta seção o
neologismo “ciberdesinibição”, através do qual Urresti engloba os processos pelos quais
o uso da web favorece a desinibição.

Finalizando o artigo, o quinto elemento trata de novas formas de comunidade. O autor
começa pelas práticas envolvendo as chamadas “redes sociais”, sites como Facebook e
MySpace. Além disso, fala também da conectividade e disponibilidade contínua através
de mensageiros instantâneos. Outros tipos de comunidades são estabelecidas em torno
de interesses comuns, através do qual microculturas se interconectam e mantêm em
contato. Por fim, o autor fala de “tribos urbanas”, que seriam grupos de jovens que tem
em comum a utilização de referenciais, objetos, comportamento e estéticas “radicais” ou
“desviantes”. Assim como outros fenômenos citados, o autor mostra como
características da web contemporânea favorecem novas práticas juvenis.




Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ReflexãO Critica
ReflexãO CriticaReflexãO Critica
ReflexãO Critica
claudia amaral
 
Modulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaModulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava Cibercultura
Amaro Braga
 
O conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digitalO conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digital
Aline Corso
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
André Pase
 
Cultura das mídias
Cultura das mídiasCultura das mídias
Cultura das mídias
MartaBrito13
 
Cibercultura e sociedade em rede
Cibercultura e sociedade em redeCibercultura e sociedade em rede
Cibercultura e sociedade em rede
Eduardo Matheus
 
A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...
A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...
A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...
Alessandra Lima
 
Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede   Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede
Renata Duarte
 
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Elis Monteiro
 
A Cibercultura no Cotidiano
A Cibercultura no CotidianoA Cibercultura no Cotidiano
A Cibercultura no Cotidiano
Liscagnolato
 
Cultura de Mídias e Cultura Digital
Cultura de Mídias e Cultura DigitalCultura de Mídias e Cultura Digital
Cultura de Mídias e Cultura Digital
Daniel Dutra
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
Ligiane Malfatti
 
Opinião Pública e Inteligência Coletiva
Opinião Pública e Inteligência ColetivaOpinião Pública e Inteligência Coletiva
Opinião Pública e Inteligência Coletiva
eduecibercultura
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
Andrea Alves
 
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasCibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Andreia Regina Moura Mendes
 
Cultura digital e cibercultura
Cultura digital e ciberculturaCultura digital e cibercultura
Cultura digital e cibercultura
MartaBrito13
 
Apresentação Manuel Castells
Apresentação Manuel CastellsApresentação Manuel Castells
Apresentação Manuel Castells
Giseli Adornato de Aguiar
 
Cultura da Internet (Castells)
Cultura da Internet (Castells)Cultura da Internet (Castells)
Cultura da Internet (Castells)
Carlos d'Andréa
 
Redes sociais na internet e as novas formas de sociabilidade
Redes sociais na internet e as novas formas de sociabilidadeRedes sociais na internet e as novas formas de sociabilidade
Redes sociais na internet e as novas formas de sociabilidade
Aline Corso
 

Mais procurados (19)

ReflexãO Critica
ReflexãO CriticaReflexãO Critica
ReflexãO Critica
 
Modulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava CiberculturaModulo1 Ava Cibercultura
Modulo1 Ava Cibercultura
 
O conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digitalO conceito e a importância da cultura digital
O conceito e a importância da cultura digital
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Cultura das mídias
Cultura das mídiasCultura das mídias
Cultura das mídias
 
Cibercultura e sociedade em rede
Cibercultura e sociedade em redeCibercultura e sociedade em rede
Cibercultura e sociedade em rede
 
A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...
A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...
A INTERNET E O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: INFLUÊNCIAS NAS FOR...
 
Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede   Artigo sociedade em rede
Artigo sociedade em rede
 
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
 
A Cibercultura no Cotidiano
A Cibercultura no CotidianoA Cibercultura no Cotidiano
A Cibercultura no Cotidiano
 
Cultura de Mídias e Cultura Digital
Cultura de Mídias e Cultura DigitalCultura de Mídias e Cultura Digital
Cultura de Mídias e Cultura Digital
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Opinião Pública e Inteligência Coletiva
Opinião Pública e Inteligência ColetivaOpinião Pública e Inteligência Coletiva
Opinião Pública e Inteligência Coletiva
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativasCibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
Cibercultura a sociedade em rede e as mídias interativas
 
Cultura digital e cibercultura
Cultura digital e ciberculturaCultura digital e cibercultura
Cultura digital e cibercultura
 
Apresentação Manuel Castells
Apresentação Manuel CastellsApresentação Manuel Castells
Apresentação Manuel Castells
 
Cultura da Internet (Castells)
Cultura da Internet (Castells)Cultura da Internet (Castells)
Cultura da Internet (Castells)
 
Redes sociais na internet e as novas formas de sociabilidade
Redes sociais na internet e as novas formas de sociabilidadeRedes sociais na internet e as novas formas de sociabilidade
Redes sociais na internet e as novas formas de sociabilidade
 

Destaque

Reseaux o social do brasil strategies.fr
Reseaux o social do brasil strategies.frReseaux o social do brasil strategies.fr
Reseaux o social do brasil strategies.fr
Tarcízio Silva
 
Marcas e Engajamento Digital: algumas considerações
Marcas e Engajamento Digital: algumas consideraçõesMarcas e Engajamento Digital: algumas considerações
Marcas e Engajamento Digital: algumas considerações
Tarcízio Silva
 
Análise de Redes em Mídias Sociais
Análise de Redes em Mídias SociaisAnálise de Redes em Mídias Sociais
Análise de Redes em Mídias Sociais
Tarcízio Silva
 
Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...
Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...
Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...
Tarcízio Silva
 
Iniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais Ideias
Iniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais IdeiasIniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais Ideias
Iniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais Ideias
Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados
 
Coleta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa Acadêmica
Coleta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa AcadêmicaColeta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa Acadêmica
Coleta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa Acadêmica
Tarcízio Silva
 
Mídias Sociais e Eleições 2010
Mídias Sociais e Eleições 2010Mídias Sociais e Eleições 2010
Mídias Sociais e Eleições 2010
Tarcízio Silva
 

Destaque (7)

Reseaux o social do brasil strategies.fr
Reseaux o social do brasil strategies.frReseaux o social do brasil strategies.fr
Reseaux o social do brasil strategies.fr
 
Marcas e Engajamento Digital: algumas considerações
Marcas e Engajamento Digital: algumas consideraçõesMarcas e Engajamento Digital: algumas considerações
Marcas e Engajamento Digital: algumas considerações
 
Análise de Redes em Mídias Sociais
Análise de Redes em Mídias SociaisAnálise de Redes em Mídias Sociais
Análise de Redes em Mídias Sociais
 
Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...
Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...
Aplicativos de Análise de Informações Sociais - Mapeamento e Dinâmicas Intera...
 
Iniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais Ideias
Iniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais IdeiasIniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais Ideias
Iniciação A Redes: Conceitos Essenciais e Principais Ideias
 
Coleta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa Acadêmica
Coleta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa AcadêmicaColeta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa Acadêmica
Coleta de Dados em Midias Sociais para Pesquisa Acadêmica
 
Mídias Sociais e Eleições 2010
Mídias Sociais e Eleições 2010Mídias Sociais e Eleições 2010
Mídias Sociais e Eleições 2010
 

Semelhante a Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]

As Novas Tecnologias O Individuo E A Sociedade
As Novas Tecnologias O Individuo E A SociedadeAs Novas Tecnologias O Individuo E A Sociedade
As Novas Tecnologias O Individuo E A Sociedade
claudia amaral
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
Elizeu Nascimento Silva
 
Entrevista henry jenkins
Entrevista henry jenkinsEntrevista henry jenkins
Entrevista henry jenkins
Israel Degasperi
 
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvadorApresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Vera Lúcia Vieira (Vera Vernareccia)
 
O impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedadeO impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedade
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Prova cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anabProva cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anab
eduecibercultura
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
Ítalo Vieira
 
Sociologia civ aula 2
Sociologia civ   aula 2Sociologia civ   aula 2
Sociologia civ aula 2
DiedNuenf
 
Sociologia civ 2
Sociologia civ   2Sociologia civ   2
Sociologia civ 2
DiedNuenf
 
Cibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro Wanderley
Cibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro WanderleyCibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro Wanderley
Cibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro Wanderley
Leandro Couto
 
Desvendando as Redes Sociais
Desvendando as Redes SociaisDesvendando as Redes Sociais
Desvendando as Redes Sociais
Ibrahim Cesar
 
A era da informação
A era da informaçãoA era da informação
Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...
Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...
Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...
Giovana S. Carlos
 
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
claudiocpaiva
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
Pedro Correia
 
Teoria da comunicação ii
Teoria da comunicação iiTeoria da comunicação ii
Teoria da comunicação ii
ediqueli
 
Gt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_malini
Gt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_maliniGt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_malini
Gt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_malini
Maria Flores
 
O conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptx
O conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptxO conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptx
O conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptx
Wagner Muniz
 
O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...
O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...
O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...
Karina Perussi
 
Editorial em Ingles
Editorial em InglesEditorial em Ingles
Editorial em Ingles
Daniel Meirinho
 

Semelhante a Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha] (20)

As Novas Tecnologias O Individuo E A Sociedade
As Novas Tecnologias O Individuo E A SociedadeAs Novas Tecnologias O Individuo E A Sociedade
As Novas Tecnologias O Individuo E A Sociedade
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
 
Entrevista henry jenkins
Entrevista henry jenkinsEntrevista henry jenkins
Entrevista henry jenkins
 
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvadorApresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
 
O impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedadeO impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedade
 
Prova cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anabProva cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anab
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Sociologia civ aula 2
Sociologia civ   aula 2Sociologia civ   aula 2
Sociologia civ aula 2
 
Sociologia civ 2
Sociologia civ   2Sociologia civ   2
Sociologia civ 2
 
Cibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro Wanderley
Cibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro WanderleyCibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro Wanderley
Cibercultura e a Inteligência Coletiva - Leandro Wanderley
 
Desvendando as Redes Sociais
Desvendando as Redes SociaisDesvendando as Redes Sociais
Desvendando as Redes Sociais
 
A era da informação
A era da informaçãoA era da informação
A era da informação
 
Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...
Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...
Da Cultura De Massa à Cibercultura O Caso Do FenôMeno Da Cultura Pop Japonesa...
 
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011Hermes no ciberespaço   completo - 22.06.2011
Hermes no ciberespaço completo - 22.06.2011
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
 
Teoria da comunicação ii
Teoria da comunicação iiTeoria da comunicação ii
Teoria da comunicação ii
 
Gt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_malini
Gt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_maliniGt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_malini
Gt1 henrique %20antoun_%20f%e1bio_malini
 
O conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptx
O conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptxO conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptx
O conhecimento e tecnologias na sociedade de informação, Prof. Wagner Muniz.pptx
 
O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...
O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...
O AVANÇO DOS MEIOS DIGITAIS E A PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO: Como as redes sociais...
 
Editorial em Ingles
Editorial em InglesEditorial em Ingles
Editorial em Ingles
 

Mais de Tarcízio Silva

Ignorância Branca e o Racismo Algorítmico
Ignorância Branca e o Racismo AlgorítmicoIgnorância Branca e o Racismo Algorítmico
Ignorância Branca e o Racismo Algorítmico
Tarcízio Silva
 
Humanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais NegrasHumanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais Negras
Tarcízio Silva
 
Racismo algorítmico: pontos essenciais para as empresas
Racismo algorítmico: pontos essenciais para as empresasRacismo algorítmico: pontos essenciais para as empresas
Racismo algorítmico: pontos essenciais para as empresas
Tarcízio Silva
 
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificialAbrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Tarcízio Silva
 
Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...
Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...
Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...
Tarcízio Silva
 
Visão Computacional e Vieses Racializados
Visão Computacional e Vieses RacializadosVisão Computacional e Vieses Racializados
Visão Computacional e Vieses Racializados
Tarcízio Silva
 
Interrogando plataformas e algoritmos digitais
Interrogando plataformas e algoritmos digitaisInterrogando plataformas e algoritmos digitais
Interrogando plataformas e algoritmos digitais
Tarcízio Silva
 
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabrAnálise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Tarcízio Silva
 
Georges Perec e o Monitoramento de Midias sociais
Georges Perec e o Monitoramento de Midias sociaisGeorges Perec e o Monitoramento de Midias sociais
Georges Perec e o Monitoramento de Midias sociais
Tarcízio Silva
 
Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?
Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?
Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?
Tarcízio Silva
 
Atuando em monitoramento de midias sociais secomunica
Atuando em monitoramento de midias sociais secomunicaAtuando em monitoramento de midias sociais secomunica
Atuando em monitoramento de midias sociais secomunica
Tarcízio Silva
 
Linguística de Corpus x Monitoramento de Mídias Sociais
Linguística de Corpus x Monitoramento de Mídias SociaisLinguística de Corpus x Monitoramento de Mídias Sociais
Linguística de Corpus x Monitoramento de Mídias Sociais
Tarcízio Silva
 
Introdução a Análise de Redes para Mídias Sociais
Introdução a Análise de Redes para Mídias SociaisIntrodução a Análise de Redes para Mídias Sociais
Introdução a Análise de Redes para Mídias Sociais
Tarcízio Silva
 
Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03
Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03
Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03
Tarcízio Silva
 
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02
Tarcízio Silva
 
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01
Tarcízio Silva
 
10 metricas para monitoramento de midias sociais
10 metricas para monitoramento de midias sociais10 metricas para monitoramento de midias sociais
10 metricas para monitoramento de midias sociais
Tarcízio Silva
 
Public Segmentation with social media
Public Segmentation with social mediaPublic Segmentation with social media
Public Segmentation with social media
Tarcízio Silva
 
Como Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociais
Como Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociaisComo Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociais
Como Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociais
Tarcízio Silva
 
Monitoramento de Mídias Sociais para Política e Eleições
Monitoramento de Mídias Sociais para Política e EleiçõesMonitoramento de Mídias Sociais para Política e Eleições
Monitoramento de Mídias Sociais para Política e Eleições
Tarcízio Silva
 

Mais de Tarcízio Silva (20)

Ignorância Branca e o Racismo Algorítmico
Ignorância Branca e o Racismo AlgorítmicoIgnorância Branca e o Racismo Algorítmico
Ignorância Branca e o Racismo Algorítmico
 
Humanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais NegrasHumanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais Negras
 
Racismo algorítmico: pontos essenciais para as empresas
Racismo algorítmico: pontos essenciais para as empresasRacismo algorítmico: pontos essenciais para as empresas
Racismo algorítmico: pontos essenciais para as empresas
 
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificialAbrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
Abrindo as caixas-pretas: reações à (des)inteligência artificial
 
Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...
Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...
Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação e...
 
Visão Computacional e Vieses Racializados
Visão Computacional e Vieses RacializadosVisão Computacional e Vieses Racializados
Visão Computacional e Vieses Racializados
 
Interrogando plataformas e algoritmos digitais
Interrogando plataformas e algoritmos digitaisInterrogando plataformas e algoritmos digitais
Interrogando plataformas e algoritmos digitais
 
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabrAnálise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
 
Georges Perec e o Monitoramento de Midias sociais
Georges Perec e o Monitoramento de Midias sociaisGeorges Perec e o Monitoramento de Midias sociais
Georges Perec e o Monitoramento de Midias sociais
 
Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?
Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?
Jig 2016 A Revolução Será Monitorada?
 
Atuando em monitoramento de midias sociais secomunica
Atuando em monitoramento de midias sociais secomunicaAtuando em monitoramento de midias sociais secomunica
Atuando em monitoramento de midias sociais secomunica
 
Linguística de Corpus x Monitoramento de Mídias Sociais
Linguística de Corpus x Monitoramento de Mídias SociaisLinguística de Corpus x Monitoramento de Mídias Sociais
Linguística de Corpus x Monitoramento de Mídias Sociais
 
Introdução a Análise de Redes para Mídias Sociais
Introdução a Análise de Redes para Mídias SociaisIntrodução a Análise de Redes para Mídias Sociais
Introdução a Análise de Redes para Mídias Sociais
 
Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03
Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03
Monitoramento de Mídias Sociais - Cásper Líbero - 07/2015 - parte 03
 
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 02
 
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01
Monitoramento de Midias Sociais - Casper Libero - 07/2015 - parte 01
 
10 metricas para monitoramento de midias sociais
10 metricas para monitoramento de midias sociais10 metricas para monitoramento de midias sociais
10 metricas para monitoramento de midias sociais
 
Public Segmentation with social media
Public Segmentation with social mediaPublic Segmentation with social media
Public Segmentation with social media
 
Como Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociais
Como Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociaisComo Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociais
Como Criar categorias e tags no monitoramento de mídias sociais
 
Monitoramento de Mídias Sociais para Política e Eleições
Monitoramento de Mídias Sociais para Política e EleiçõesMonitoramento de Mídias Sociais para Política e Eleições
Monitoramento de Mídias Sociais para Política e Eleições
 

Último

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]

  • 1. Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio URRESTI, Marcelo. Ciberculturas juveniles: vida cotidiana, subjetividad y pertenencia entre los jovenes ante el impacto de las nuevas tecnologias de la comunicación y la información. URREST, Marcelo (Ed.) Ciberculturas juveniles. Buenos Aires: La crujia, 2008, p.13-66 Marcelo Urresti inicia seu trabalho do livro sobre ciberculturas juvenis, organizado pelo próprio, apresentando os fatos e levantando as questões mais básicas deste tema. Hoje, as novas tecnologias da informação e comunicação são utilizadas e afetam diferentes esferas e níveis da sociedade, com uma predominância nas faixas etárias mais jovens. Urresti se pergunta se esta seria uma questão generacional. De fato, a internet, a web e novas tecnologias foram e são produzidos por jovens empreendedores ou engajados politicamente, que não sabem aonde seus esforços vão levar a si e à sociedade. Google e Ebay de um lado, Indimedia, Linux e Wikipedia de outro: são iniciativas de jovens imersos nesse novo paradigma. Estes chamados “pioneiros” estão sendo seguidos por uma nova geração, que está crescendo já com acesso a estes serviços e possibilidades. Evidentemente, a apropriação e desenvolvimento das novas tecnologias estão sendo realizadas de forma heterogênea, de acordo com características econômicas, culturais e sociais de cada local ou grupo. Essas mudanças geram rupturas e continuidades de diversas ordens na sociedade. O autor resgata a história dos meios de comunicação, falando de uma crescente “massmediatização” da sociedade, especialmente depois da Segunda Guerra Mundial com a popularização da TV. Pela primeira vez, criou-se um sentido de telepresença massificada. No final do século 20, o ecossistema televisivo foi se diversificando com a multiplicidade de canais oferecidos e, especialmente, com a segmentação possibilitada pela TV a cabo. O consumo midiático “zapping” é tomado como característico, enquanto o crescente imbricamento de informação, publicidade e entretenimento também se processa. Esse é o contexto no qual a internet e os computadores são disseminados: o papel do consumidor na escolha já era crescente e as novas mídias são um ponto de convergência de diversas demandas existentes. Em seguida, o autor escreve sobre as tecnologias nos seus níveis de aparato físico- maquínico, de acesso e de usos. A web e seus diferentes tipos de serviços como mecanismos de buscas, emails, mensageiros instantâneos e outros expandem a oferta de Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio
  • 2. Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio informações passíveis de serem apropriadas e manipuladas. Diferentes tipos de produtos vão sendo digitalizados com a ajuda de softwares peer-to-peer e o consumo e produção passam a girar também em torno dessa convergência centrada no computador. Depois de apresentar diversos dados sobre posse e utilização de tecnologias comunicacionais por diversos grupos da sociedade, o autor se baseia nestes dados para defender a existência de algumas práticas, como multi-tasking. Finaliza a seção explicando que, se o acesso é crescente, é preciso entender que o uso vai depender do capital cultural e intelectual do usuário. A subjetividade é o próximo conceito discutido por Urresti. Segundo o autor “cuando hablamos de subjetividad, nos referimos a um conjunto de elementos que provienen de lãs ciências sociales contemporâneas, que resultan de utilidad para comprender la interacción entre los grandes procesos sociales y las pequeñas escenas de interacción cotidiana”. A partir da subjetividade, o autor fala de momentos históricos que, no caso de adolescentes, significam o momento de formação, de “encontrar-se”. É interessante a concepção de temporalidade histórica apresentada, através da qual explica contradições discursivas entre gerações. Finaliza a seção discutindo o acesso à informação diferenciada que os jovens contemporâneos tem à sua disposição, o que permite que se formem e definam além da tríade família, escola e colegas. A partir do panorama apresentado, Urresti vai apresentar cinco elementos que identifica como constitutivos das “ciberculturas juveniles”: o novo sistema dos objetos; os gêneros confusos da comunicação; o novo paradigma do “prosumidor”; as transformações da intimidade; e as novas formas de comunidade. O sistema de objetos é composto pelos novos dispositivos tecnológicos de acesso, armazenamento e organização da informação, como MP3s, computadores, netbooks, smartphones, TVs digitais etc. Estes artefatos são apresentados pelo autor como quase que “discretos” nos ambientes pessoais, profissionais e públicos, acessíveis à distância por controles remotos, por interfaces de toques ou mesmo voz. Formados, desde pequenos, por novos dispositivos tecnológicos como os videogames, os jovens passam a ser as referências sobre o assunto. A derrubada dos limites entre entretenimento, informação e publicidade é o segundo elemento constitutivo. Propõe-se até mesmo uma categorização destas misturas em infotainment, advertainment e infopublicidade. Na medida em que todo tipo de conteúdo gráfico e audiovisual pode ser digitalizado, a manipulação dos formatos se dá Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio
  • 3. Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio com mais facilidade. Os jovens estariam mais propensos a consumir de forma mais hedonista, preferindo a navegação em um fluxo contínuo de experiências midiáticas. Com as novas tecnologias da comunicação, cada pessoa pode ser um produtor, um emissor de comunicação. Daí foi retomado o conceito de “prosumidor”, que permite abarcar praticamente qualquer pessoa que utiliza estas novas mídias, afinal mesmo interações e expressões mais cotidianas podem ficar armazenas e públicas. Urresti fala desse ponto com maior atenção ao aspecto de retroalimentação no fluxo de produção de conteúdo pelos jovens. Segundo o autor: “el internauta puede pasar de la mera navegación pasiva, casi um zapping de médios de formato tradicionaol, a la intervención activa produciendo información, subiendo imágenes, participando em foros y salas de discusión, alimentando páginas de código abierto”. As transformação da intimidade compõe o quarto âmbito em mutação. A facilidade de publicação e circulação baseada na internet oferece oportunidades de apresentar experiências pessoais ao público. Urresti explica que os jovens estão mais familiarizados e imersos nas novas tecnologias e também estão menos comprometidos com instituições mais tradicionais e, por isso, expõe-se mais intensamente. O próprio formato blog teve em seu início a predominância de gêneros de diário confessional online. O autor também entra em minúcias sobre a apresentação pessoal e gerenciamento de impressões na web, como o maior controle do que mostrar além de opções de modificações e direcionamentos rápidos. Ainda se apresenta nesta seção o neologismo “ciberdesinibição”, através do qual Urresti engloba os processos pelos quais o uso da web favorece a desinibição. Finalizando o artigo, o quinto elemento trata de novas formas de comunidade. O autor começa pelas práticas envolvendo as chamadas “redes sociais”, sites como Facebook e MySpace. Além disso, fala também da conectividade e disponibilidade contínua através de mensageiros instantâneos. Outros tipos de comunidades são estabelecidas em torno de interesses comuns, através do qual microculturas se interconectam e mantêm em contato. Por fim, o autor fala de “tribos urbanas”, que seriam grupos de jovens que tem em comum a utilização de referenciais, objetos, comportamento e estéticas “radicais” ou “desviantes”. Assim como outros fenômenos citados, o autor mostra como características da web contemporânea favorecem novas práticas juvenis. Resenha por Tarcízio Silva - @tarushijio