SlideShare uma empresa Scribd logo
Saiba como a Certificação de Conhecimentos
beneficia o colaborador, que pode obter a validação e o
reconhecimento formal dos conhecimentos adquiridos
ao longo da sua vida profissional.
Janeiro 2013 - Ano I - Edição 6
Série: Desempenho | Capítulo: Certificação de Conhecimentos
Fascículo 6 - Série Desempenho - Certificação de Conhecimentos
© 2013 – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
Todos os direitos reservados.
A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui
violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
Informações e contatos
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
SGAS Quadra 605 - Conjunto A - Brasília - DF - 70200-904
Fone: (61) 3348-7100 – Fax: (61) 3347-4120
www.sebrae.com.br
Presidente do Conselho Deliberativo Nacional
Roberto Simões
Diretoria Executiva do Sebrae
Diretor-Presidente
Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho
Diretor-Técnico
Carlos Alberto dos Santos
Diretor de Administração e Finanças
José Claudio dos Santos
Gerente da Unidade de Gestão de Pessoas
Pedro Paulo Carbone
Equipe Técnica:
Carla Regina Nedel Rech
Leonora Felix de Sousa Oliveira Minutti
Taís Gomide Lima Tessari
Gerente da Universidade Corporativa Sebrae:
Alzira de Fátima Vieira
Equipe Técnica:
Alzira de Fátima Vieira
Gabriela Penna Rios
A certificação vem sendo utilizada no Brasil e no mundo como forma
de reconhecimento e legitimação de competências possuídas pelos
trabalhadores, independentemente da forma como as tenham adquirido,
seja no ambiente de trabalho ou por meio de ações alheias à educação
formal ou corporativa.
A certificação de conhecimentos foi inserida no Sebrae como um
mecanismo indutor da formação continuada dos seus colaboradores, com
foco nos conhecimentos estritamente relacionados com o negócio da
instituição e orientador das ações de educação corporativa.
De um ponto de vista mais amplo, a certificação visa manter a atuação do
Sebrae compatível com a evolução do conhecimento e com as exigências
da complexidade da sociedade contemporânea.
A certificação será para você, colaborador, uma forma de obter a validação
e o reconhecimento formal dos conhecimentos adquiridos ao longo da
sua vida profissional e, a partir desse resultado, direcionar suas ações de
desenvolvimento, na medida das suas necessidades.
Nesse processo, ganha o CLIENTE do Sebrae, que recebe um atendimento
mais qualificado; ganha VOCÊ, colaborador, que se desenvolve na direção
das expectativas do Sebrae; ganha o SEBRAE, que será percebido como
uma instituição que valoriza os saberes das pessoas aplicados à realidade
dos seus clientes.
APRESENTAÇÃO
SUMÁRIO
FORMAÇÃO CONTINUADA
Etapas de implantação da Certificação de
Conhecimentos do Sebrae
Vantagens da Certificação para o
colaborador
Diferença entre certificado de aprendizagem
e certificação de conhecimento
Certificação de Conhecimento Sebrae
6
10
12
7
9
Certificação interna conduzida por
entidade externa
Certificação de Conhecimentos e o SGP 7.0
EM SíNTESE
Características de aplicação da avaliação
EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA A
CERTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTO
12
15
17
13
14
6
Formação Continuada
O mundo do trabalho, em
permanente mudança,
exige dos profissionais
conhecimentos que vão muito
além do saber específico
de sua área de formação e
atuação. Esse dinamismo
requer das organizações
e dos trabalhadores um
esforço integrado na busca
de mecanismos eficazes que
atendam em tempo real às
lacunas que se apresentam.
Uma vez que os saberes do
mundo do trabalho extrapolam
os conhecimentos do mundo
acadêmico, a certificação surge
como uma ferramenta que
permite o reconhecimento, a
valorização e o aproveitamento
desses saberes. Ela tem
sido utilizada e reconhecida
como um recurso eficaz
para organizar o mercado
de trabalho e aumentar a
produtividade.
A estratégia de criar uma
certificação específica para
uma instituição, como a
certificação de conhecimentos
7
do Sebrae, visa orientar
e estimular a formação
continuada dos colaboradores e,
consequentemente, aprimorar
os resultados do negócio.
Ao se preparar para uma
certificação, o colaborador
É importante que você, colaborador, saiba diferenciar um certificado de
aprendizagem da certificação de conhecimento.
aprimora seus conhecimentos
e, ao mesmo tempo, adquire
novos igualmente importantes.
A forma como cada um
utilizará a certificação para essa
preparação é livre, de maneira
que melhor se adéque ao perfil
de estudos de cada um.
Diferença entre certificado de
aprendizagem e certificação de
conhecimento
O certificado de aprendizagem é decorrente da sua
participação em um programa de capacitação específico,
organizado a partir de um levantamento de necessidade de
treinamento (LNT). São aqueles certificados que recebemos
ao participar de um curso, seminário, workshop etc.
A certificação de conhecimento é um tipo de certificação
profissional que pode ser obtida independentemente da
realização prévia de conteúdo programático estruturado.
A certificação, nesse caso, atesta conhecimentos e
habilidades adquiridos ao longo da sua trajetória profissional,
independentemente da forma.
8
As Certificações de conhecimento
são bastante utilizadas, por
exemplo, no mercado de
Tecnologia da Informação.
O dinamismo, característico
dessa realidade, exige dos seus
profissionais conhecimentos
técnicos que os tornem
aptos a dar retorno imediato
aos seus clientes. Para isso
foram instituídas certificações
que orientam e promovem o
desenvolvimento e atualização
dos profissionais deTI.
Outro tipo de certificação
conhecida são as certificações
de idiomas, como oToefl,
Cambridge, DELE (diploma de
espanhol como língua estrangeira)
etc. Instituições de renome
disponibilizam as avaliações para
que os interessados se inscrevam
e possam ter suas habilidades na
língua avaliadas e certificadas.
9
O Sebrae considera que o
conhecimento é o sustentáculo
para a qualidade dos serviços
prestados ao seu público-
alvo. Reconhece, ainda, que
há conhecimentos adquiridos
por você que são frutos de
experiência individual e do
autodesenvolvimento.
A partir dessa nova modelagem
adotada pelo Sebrae, os
conhecimentos possuídos
pelos seus colaboradores serão
reconhecidos, independente
da forma como tenham sido
adquiridos, e por eles utilizados
na viabilização dos objetivos
estratégicos da organização.
Certificação de
Conhecimento Sebrae
Principais funções da certificação:
pp Aprimorar o diagnóstico
acerca dos conhecimentos dos
profissionais da instituição;
pp Orientar a construção de
programas de qualificação de
acordo com as necessidades
apresentadas no diagnóstico;
pp Estimular a formação
continuada, dando
credibilidade aos serviços
prestados pelo Sebrae aos
pequenos negócios brasileiros;
pp Subsidiar a política de
ascensão profissional.
10
Etapas de implantação da
Certificação de Conhecimentos
do Sebrae
Definição das áreas temáticas e níveis a ser certificados
Mapeamento de conhecimentos
Estruturação de conteúdo programático e
definição dos objetos de avaliação
Aplicação das provas por entidade externa
Publicação de edital convocatório
A partir da identificação dos
conhecimentos requeridos aos
profissionais que atuam no
Sistema Sebrae são selecionadas
as áreas temáticas a ser
certificadas. O mapeamento dos
conhecimentos realizados envolve
necessariamente amostras
representativas de todo o Sistema
Sebrae, a fim de contemplar
toda a diversidade de realidades,
concomitantemente com os
objetivos e metas institucionais.
11
As avaliações de conhecimento
são elaboradas por uma instituição
externa seguindo as definições
e orientações estabelecidas
conjuntamente entre a Unidade
de Gestão de Pessoas e a
Universidade Corporativa Sebrae.
Esse é um procedimento essencial para que se garanta a aderência
das avaliações à realidade da instituição.
Vencidas essas etapas, inicia-
se a divulgação do processo;
o lançamento dos editais
explicitando as regras; e, por
último, a convocação para as
inscrições.
Os colaboradores interessados
podem se inscrever,
voluntariamente, para participar
do processo de avaliação
de conhecimento. Aqueles
que atingem a nota mínima
estabelecida são certificados no
tema em que o conhecimento
foi avaliado.
12
Vantagens da Certificação para
o colaborador
Para o colaborador que busca a
certificação de conhecimento,
a maior vantagem é a
possibilidade de se desenvolver
de acordo com os objetivos
estratégicos da organização,
obtendo clareza acerca dos
aspectos que interferem na
qualidade de seu desempenho
profissional.
A certificação irá, também,
reconhecer formalmente os
As certificações internas serão
endossadas pelo Sebrae em
conjunto com uma entidade
certificadora externa. Os processos
de inscrição, de aplicação dos
conhecimentos já possuídos
por você, que ao longo de
sua carreira buscou inúmeras
formas de desenvolvimento
para aprofundar e aprimorar sua
atuação.
Além dessas vantagens
individuais, o resultado da
certificação permite a criação
de programas de qualificação na
medida das principais demandas
identificadas.
instrumentos de avaliação, de
correção e de divulgação de
resultados serão conduzidos pela
entidade externa, a fim de garantir
a credibilidade do processo.
Certificação interna conduzida
por entidade externa
13
É importante que você saiba!
Não haverá divulgação da lista de inscritos, nem mesmo publicação
de resultados. Os candidatos terão conhecimento apenas acerca
de seus resultados individuais, por acesso à página da certificadora,
mediante uso de login e senha.
Edital de convocação para a
certificação de conhecimento
A chamada para a certificação
será feita por edital e será
anunciada para todo o Sistema
Sebrae, com antecedência de no
mínimo 3 meses. A cada edital
serão divulgados:
pp Quais serão as
certificações disponíveis;
pp Os conhecimentos que
serão avaliados em cada
certificação;
pp Os critérios de avaliação;
pp As condições em que o
colaborador demonstrará ou
comprovará a aptidão exigida;
pp As questões logísticas
das provas.
Até a data da avaliação o
colaborador tem total liberdade
para escolher a forma como se
atualizará nos aspectos nos quais
ainda não se sente confiante.
14
Características de aplicação
da avaliação
Os instrumentos de avaliação
podem ser provas, testes,
estudos de casos, dentre outros.
Eles serão construídos a partir do
conteúdo programático de cada
grupo temático e orientados pelos
objetivos da avaliação definidos
pelo Sebrae.
Os instrumentos avaliarão,
por meio de questões
contextualizadas e diretamente
relacionadas à sua atividade, os
conhecimentos adquiridos e a
capacidade de aplicação deles no
dia a dia.
No primeiro processo de certificação de conhecimento serão
oferecidas 5 certificações internas de nível básico, cujos temas são:
pp Sistema Sebrae;
pp Pequenos Negócios e Empreendedorismo;
pp Inovação;
pp Mercados;
pp Finanças.
Essas temáticas foram escolhidas
por se tratarem de conteúdos
essenciais para a atuação no
Sebrae.
Cada Sebrae/UF definirá a
estrutura de pontuação de acordo
com suas prioridades. Consulte
as lâminas ao final deste fascículo
e saiba como a certificação do
conhecimento ocorrerá na sua
localidade.
A participação é voluntária, e o
candidato poderá escolher quais
provas desejará realizar e, ainda,
poderá refazê-las em outros
certames, até que se obtenha o
resultado pretendido.
15
A certificação de conhecimento,
além de atestar conhecimentos
e direcionar a formação
continuada, subsidiará os
demais processos de gestão de
pessoas, uma vez que:
pp Amplia a transparência e
credibilidade dos planos de
carreira;
pp Resgata a segurança e o
interesse do colaborador;
pp Indica os conhecimentos
esperados pelo Sebrae
para maior qualidade do
desempenho profissional;
Certificação de Conhecimentos
e o SGP 7.0
pp Permite ao trabalhador,
em processo de
autodesenvolvimento e
autoavaliação, compreender
os aspectos que estão
interferindo no seu
desempenho profissional.
Na recém implementada versão
7.0 do Sistema de Gestão
de Pessoas, além da função
promotora do desenvolvimento,
a certificação subsidiará
os processos de ascensão
profissional.
O SGP 7.0 traz orientações sobre
formas de ascensão e aponta o
autodesenvolvimento como um
16
dos elementos fundamentais
para que os colaboradores
possam alcançar seus objetivos
individuais.
Como você sabe, nesse
sistema, a ascensão profissional
pode ser horizontal – entre
steps de um mesmo espaço
ocupacional – ou vertical –
quando ocorre entre espaços
ocupacionais. Ela ocorre
obedecendo a critérios objetivos
e tecnicamente estabelecidos,
conforme regras do Placar
Individual de Carreira. Vamos
recordar sua composição:
Neste fascículo tratamos
especificamente sobre
o indicador “Ações de
Desenvolvimento”. Ele
compreende as “Múltiplas
Soluções de Aprendizagem”
e as “Certificações do
Conhecimento”. Veja que ele
possui importante peso na
sua carreira. A distribuição dos
10 pontos referentes a esse
indicador entre esses dois
subindicadores será definida
por cada Sebrae/UF. Confira
nas lâminas a seguir como
funcionará no seu estado.
Tempo de Sebrae
Escolaridade Adicional
Competências
Ações de Desenvolvimento (PADI e certificações)
Desempenho (PADI - metas individuais)
Indicadores do Placar
17
Além de acrescentar
pontuação nesse indicador
do PIC, as certificações
de conhecimento também
poderão ser utilizadas no SGP
7.0 como pré-requisito para
ascensão vertical. Confira nas
lâminas a seguir quais são os
pré-requisitos.
Agora que você já tem
conhecimento sobre essa
importante ferramenta e
como ela poderá servir
de impulsionadora no seu
crescimento na carreira, já
pode começar a se preparar
para o certame.
pp Certificação de
conhecimento é o
reconhecimento formal dos
conhecimentos possuídos
pelos colaboradores,
independente da forma de
aquisição, e que viabilizam
os objetivos estratégicos da
organização.
pp A certificação do
conhecimento pode ser
interna ou externa. Essa
última deve ser reconhecida
pela UCSebrae, atender aos
pré-requisitos estabelecidos
pelo sistema de gestão de
pessoas e estar condicionada
ao exercício de determinada
EM SÍNTESE
função.Tanto a certificação
interna como a externa são
classificadas como voluntárias.
pp O Sebrae tem como
propósito para esse processo
de certificação interna de
conhecimento a promoção
do autodesenvolvimento das
pessoas, numa perspectiva
de incentivo à educação
continuada.
pp A certificação de
conhecimento é voluntária,
válida por tempo determinado,
não compara indivíduos, é
indicativa para crescimento
na carreira e é concedida
18
mediante obtenção de nota
mínima.
pp A chamada para a
certificação será feita por
edital, por área temática e por
nível, com no mínimo 3 (três)
meses de antecedência à data
das provas.
pp O candidato poderá
escolher quais provas desejará
realizar e, ainda, poderá refazê-
las em outros certames, até
que se obtenha o resultado
pretendido.
pp Os candidatos terão
conhecimento apenas de
seus resultados individuais,
por acesso à página da
certificadora, mediante uso de
login e senha.
pp As certificações internas
serão endossadas pelo
Sebrae em conjunto com uma
entidade certificadora externa.
pp Todo o processo de
certificação (diretrizes,
procedimento, entre outros) é
de responsabilidade do Sebrae
Nacional. Cada Sebrae/UF
definirá como as certificações
serão incorporadas em suas
estratégias e sistema de
gestão de pessoas.
19
Certificado de aprendizagem: é decorrente
da sua participação em um programa de
capacitação específico, organizado a partir
de um levantamento de necessidade de
treinamento (LNT). São aqueles certificados
que recebemos ao participar de um curso,
seminário, workshop etc.
Certificação de conhecimento: é um
tipo de certificação profissional que pode ser
obtida independentemente da realização prévia de
conteúdo programático estruturado. A certificação,
nesse caso, atesta conhecimentos e habilidades
adquiridos ao longo da sua trajetória profissional,
independentemente da forma.
PALAVRAS-CHAVE
Fascículo 6 - Série Desempenho - Certificação de Conhecimentos
CERTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTOS
Tabela 1: Distribuição de pontuação do indicador
“Ações de Desenvolvimento”
Certificações de Conhecimento 3 pontos
Múltiplas Soluções Educacionais 7 pontos
Total Máximo 10 pontos
No Sebrae Nacional, para o ciclo de 2013, foi definido que os 10
pontos referentes ao indicador “Ações de Desenvolvimento”, do Placar
Individual de Carreira (PIC), terá peso 2*.
Essa pontuação é subdividida entre os dois itens que compõem
esse indicador: as “Múltiplas Soluções de Aprendizagem”; e as
“Certificações do Conhecimento”, que pontuam respectivamente 7
e 3 pontos.
Lembramos que a cada ano cabe à Diretoria a definição da carga horária
total correspondente às múltiplas formas de soluções, bem como
sua respectiva pontuação. Caberá, também, à Diretoria a definição
do peso que será dado ao indicador “Ações de Desenvolvimento” e
a distribuição da pontuação total entre “Certificação” e “Múltiplas
Soluções Educacionais”.
Vamos relembrar como será a pontuação de cada item desse indicador:
As múltiplas soluções educacionais são aquelas vinculadas ao alcance
das metas de desenvolvimento, conforme tratou o Fascículo 4 desta
coleção – PADI: Ações de Desenvolvimento.
1
*A definição dos pesos do PIC é determinada, anualmente, pela DIREX no início de cada ciclo.
Placar Individual de Carreira – 2013
Espaço Ocupacional/
Conteúdo de prova
Sistema
Sebrae
Pequenos Negócios
&
Empreendedorismo
Inovação Finanças Mercados
Assistente I 2,5 1 1 1 1
Assistente II 2 1,5 1 1 1
Analista I 1,3 1,3 1,5 1,5 1,5
Analista II 0,8 0,8 1 1 1
Analista III 0,7 0,7 0,7 0,7 0,7
Já vimos anteriormente que, em 2013, serão oferecidas 5 certificações
internas de nível básico, cujos temas são:
pp Sistema Sebrae;
pp Pequenos Negócios e Empreendedorismo;
pp Inovação;
pp Mercados;
pp Finanças.
Os colaboradores que forem certificados nesse primeiro processo já
poderão ter, no Placar Individual de Carreira (PIC) correspondente a
2013, a pontuação referente às certificações. Cada certificação pontuará
no PIC, de acordo com o seu espaço ocupacional, conforme o quadro
abaixo, respeitando o limite indicado na tabela a seguir, que traz a
distribuição de pontuação do indicador “Ações de Desenvolvimento”:
Observe que, como são conteúdos de nível básico, as notas têm um
peso maior para os primeiros espaços ocupacionais.
Importante!
Os rankings são gerados por espaço ocupacional. Portanto, todos
de um mesmo ranking recebem a pontuação idêntica por tipo de
certificação obtida.
2
ANALISTA III
Sistema Sebrae
Pequenos Negócios & Empreendedorismo
Inovação
Mercados ou Finanças
ANALISTA II
Sistema Sebrae
Pequenos Negócios & Empreendedorismo
Inovação / Mercados / Finanças
ANALISTA I
Sistema Sebrae
Pequenos Negócios & Empreendedorismo
ASSISTENTE II
Sistema Sebrae
ASSISTENTE I
ASCENSÃO VERTICAL
Além do PIC, as certificações também auxiliam o crescimento
profissional, ao servirem de pré-requisito para a ascensão vertical.
Veja quais são os pré-requisitos:
3
Agora que você já tem conhecimento sobre essa importante
ferramenta e como ela poderá impulsionar o seu crescimento na
carreira, você já pode começar a se preparar.
Fique atento e lembre-se:
Os editais são publicados com antecedência de 90 (noventa) dias.
Nesse processo de avaliação não há cursos ou instrutorias prévias.
4
Fascículo 6 - Série Desempenho - Certificação de Conhecimentos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PortfóLio Rh Focco
PortfóLio Rh FoccoPortfóLio Rh Focco
PortfóLio Rh Focco
rhfocco
 
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - QualidadeISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
gomesmpb
 
Nbr iso 10015 2001 - diretrizes para treinamento[1]
Nbr iso 10015   2001 - diretrizes para treinamento[1]Nbr iso 10015   2001 - diretrizes para treinamento[1]
Nbr iso 10015 2001 - diretrizes para treinamento[1]
Maryluce Coelho
 
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimentoComo medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Negrao Alexandre
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
Valéria Braga
 
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira   levantamento necessidades treinamentoClaudio moreira   levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
Claudio Moreira
 
Núcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de Treinamentos
Núcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de TreinamentosNúcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de Treinamentos
Núcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de Treinamentos
Direct Link Consultoria
 
exemplo Avaliacao eficacia treinamento
exemplo Avaliacao eficacia treinamentoexemplo Avaliacao eficacia treinamento
exemplo Avaliacao eficacia treinamento
itapissuma
 
Reunião qualidade x rh & treinamento
Reunião qualidade x rh & treinamentoReunião qualidade x rh & treinamento
Reunião qualidade x rh & treinamento
Ythia Karla
 
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-JobResultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Giba Dal Prá
 
Portfólio - Acm Consultoria Empresarial
Portfólio - Acm Consultoria EmpresarialPortfólio - Acm Consultoria Empresarial
Portfólio - Acm Consultoria Empresarial
Fabricio Macedo
 
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTOLEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
Sebastião Guimarães
 
Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...
Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...
Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...
Claudemir Oribe
 
Portfolio Innova
Portfolio InnovaPortfolio Innova
Portfolio Innova
guesteeef299
 
Novo Modelo de Certificação Interna
Novo Modelo de Certificação InternaNovo Modelo de Certificação Interna
Novo Modelo de Certificação Interna
Newton Machado
 
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
J. Barbato
 
Consultoria Empresarial - Executive Coaching
Consultoria Empresarial - Executive CoachingConsultoria Empresarial - Executive Coaching
Consultoria Empresarial - Executive Coaching
Coach Adriano Carioca
 
Portfolio grande alterado
Portfolio grande alteradoPortfolio grande alterado
Portfolio grande alterado
drilopespaula
 
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTOAVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
Sebastião Guimarães
 

Mais procurados (19)

PortfóLio Rh Focco
PortfóLio Rh FoccoPortfóLio Rh Focco
PortfóLio Rh Focco
 
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - QualidadeISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
ISO 10015 - Treinamento e Desenvolvimento - Qualidade
 
Nbr iso 10015 2001 - diretrizes para treinamento[1]
Nbr iso 10015   2001 - diretrizes para treinamento[1]Nbr iso 10015   2001 - diretrizes para treinamento[1]
Nbr iso 10015 2001 - diretrizes para treinamento[1]
 
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimentoComo medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
Como medir-a-eficacia-dos-programas-de-treinamento-e-desenvolvimento
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
 
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira   levantamento necessidades treinamentoClaudio moreira   levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
 
Núcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de Treinamentos
Núcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de TreinamentosNúcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de Treinamentos
Núcleo de Treinamento Empresarial - Portfólio de Treinamentos
 
exemplo Avaliacao eficacia treinamento
exemplo Avaliacao eficacia treinamentoexemplo Avaliacao eficacia treinamento
exemplo Avaliacao eficacia treinamento
 
Reunião qualidade x rh & treinamento
Reunião qualidade x rh & treinamentoReunião qualidade x rh & treinamento
Reunião qualidade x rh & treinamento
 
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-JobResultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
Resultados Efetivos com Treinamento On-The-Job
 
Portfólio - Acm Consultoria Empresarial
Portfólio - Acm Consultoria EmpresarialPortfólio - Acm Consultoria Empresarial
Portfólio - Acm Consultoria Empresarial
 
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTOLEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES DE TREINAMENTO
 
Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...
Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...
Como escolher o melhor método de avaliação para cada tipo de Treinamento - Cl...
 
Portfolio Innova
Portfolio InnovaPortfolio Innova
Portfolio Innova
 
Novo Modelo de Certificação Interna
Novo Modelo de Certificação InternaNovo Modelo de Certificação Interna
Novo Modelo de Certificação Interna
 
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
Manual de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) Rascunho 2
 
Consultoria Empresarial - Executive Coaching
Consultoria Empresarial - Executive CoachingConsultoria Empresarial - Executive Coaching
Consultoria Empresarial - Executive Coaching
 
Portfolio grande alterado
Portfolio grande alteradoPortfolio grande alterado
Portfolio grande alterado
 
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTOAVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO TREINAMENTO
 

Semelhante a Fascículo 6 - Série Desempenho - Certificação de Conhecimentos

Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"
Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"
Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"
TonyDelnero1
 
G5 Brasil apresentação institucional
G5 Brasil apresentação institucionalG5 Brasil apresentação institucional
G5 Brasil apresentação institucional
G5 Brasil
 
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
INSTITUTO MVC
 
Escrita Digital
Escrita DigitalEscrita Digital
Escrita Digital
rfaria
 
Capital Humano - Escrita Digital
Capital Humano - Escrita DigitalCapital Humano - Escrita Digital
Capital Humano - Escrita Digital
nesi
 
KickOff ISO9001 Veleiro Litoral
KickOff ISO9001 Veleiro LitoralKickOff ISO9001 Veleiro Litoral
Gestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_Paciente
Gestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_PacienteGestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_Paciente
Gestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_Paciente
Leonardo Saraiva de Oliveira
 
Manual capm portugues - CERTIFICAÇÃO
Manual capm portugues - CERTIFICAÇÃOManual capm portugues - CERTIFICAÇÃO
Manual capm portugues - CERTIFICAÇÃO
Leo Paixão
 
Manual capm portugues
Manual capm portuguesManual capm portugues
Manual capm portugues
Claudia Melo
 
Bsc
BscBsc
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdfFORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
OdsorenMartins
 
As 18 etapas da avaliação de Competências
As 18 etapas da avaliação de CompetênciasAs 18 etapas da avaliação de Competências
As 18 etapas da avaliação de Competências
Alvaro Mello
 
Prumos - Boas Práticas
Prumos - Boas PráticasPrumos - Boas Práticas
Prumos - Boas Práticas
guest93091e7
 
Meto
MetoMeto
Seminario Excelencia da Gestao - 2015
Seminario  Excelencia da Gestao - 2015Seminario  Excelencia da Gestao - 2015
Seminario Excelencia da Gestao - 2015
Michelle Raimundo dos Santos
 
Portfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpazPortfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpaz
Walquir Queiroz
 
Portfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpazPortfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpaz
Walquir Queiroz de Paz
 
Formação Executive Coaching Net Profit
Formação Executive Coaching Net Profit Formação Executive Coaching Net Profit
Formação Executive Coaching Net Profit
Net Profit Franquia
 
Artigo de opinião aida chamiça - julho de 2015
Artigo de opinião   aida chamiça - julho de 2015Artigo de opinião   aida chamiça - julho de 2015
Artigo de opinião aida chamiça - julho de 2015
Ana Pinto Coelho
 
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIALPROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
Freisder Lúcio Pereira
 

Semelhante a Fascículo 6 - Série Desempenho - Certificação de Conhecimentos (20)

Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"
Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"
Curso "Gestão de Help Desk e Service Desk"
 
G5 Brasil apresentação institucional
G5 Brasil apresentação institucionalG5 Brasil apresentação institucional
G5 Brasil apresentação institucional
 
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
Palestra ABRH-SP: A Certificação como Instrumento de Fortalecimento das Unive...
 
Escrita Digital
Escrita DigitalEscrita Digital
Escrita Digital
 
Capital Humano - Escrita Digital
Capital Humano - Escrita DigitalCapital Humano - Escrita Digital
Capital Humano - Escrita Digital
 
KickOff ISO9001 Veleiro Litoral
KickOff ISO9001 Veleiro LitoralKickOff ISO9001 Veleiro Litoral
KickOff ISO9001 Veleiro Litoral
 
Gestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_Paciente
Gestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_PacienteGestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_Paciente
Gestão_de_Pessoas_e_Segurança_do_Paciente
 
Manual capm portugues - CERTIFICAÇÃO
Manual capm portugues - CERTIFICAÇÃOManual capm portugues - CERTIFICAÇÃO
Manual capm portugues - CERTIFICAÇÃO
 
Manual capm portugues
Manual capm portuguesManual capm portugues
Manual capm portugues
 
Bsc
BscBsc
Bsc
 
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdfFORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
FORMAÇÃO_Módulo 1_Qualidade,Melhoria e Ética_2021.pdf
 
As 18 etapas da avaliação de Competências
As 18 etapas da avaliação de CompetênciasAs 18 etapas da avaliação de Competências
As 18 etapas da avaliação de Competências
 
Prumos - Boas Práticas
Prumos - Boas PráticasPrumos - Boas Práticas
Prumos - Boas Práticas
 
Meto
MetoMeto
Meto
 
Seminario Excelencia da Gestao - 2015
Seminario  Excelencia da Gestao - 2015Seminario  Excelencia da Gestao - 2015
Seminario Excelencia da Gestao - 2015
 
Portfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpazPortfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpaz
 
Portfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpazPortfólio walquirqueirozpaz
Portfólio walquirqueirozpaz
 
Formação Executive Coaching Net Profit
Formação Executive Coaching Net Profit Formação Executive Coaching Net Profit
Formação Executive Coaching Net Profit
 
Artigo de opinião aida chamiça - julho de 2015
Artigo de opinião   aida chamiça - julho de 2015Artigo de opinião   aida chamiça - julho de 2015
Artigo de opinião aida chamiça - julho de 2015
 
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIALPROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
 

Fascículo 6 - Série Desempenho - Certificação de Conhecimentos

  • 1. Saiba como a Certificação de Conhecimentos beneficia o colaborador, que pode obter a validação e o reconhecimento formal dos conhecimentos adquiridos ao longo da sua vida profissional. Janeiro 2013 - Ano I - Edição 6 Série: Desempenho | Capítulo: Certificação de Conhecimentos
  • 3. © 2013 – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610). Informações e contatos Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae SGAS Quadra 605 - Conjunto A - Brasília - DF - 70200-904 Fone: (61) 3348-7100 – Fax: (61) 3347-4120 www.sebrae.com.br Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Diretoria Executiva do Sebrae Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho Diretor-Técnico Carlos Alberto dos Santos Diretor de Administração e Finanças José Claudio dos Santos Gerente da Unidade de Gestão de Pessoas Pedro Paulo Carbone Equipe Técnica: Carla Regina Nedel Rech Leonora Felix de Sousa Oliveira Minutti Taís Gomide Lima Tessari Gerente da Universidade Corporativa Sebrae: Alzira de Fátima Vieira Equipe Técnica: Alzira de Fátima Vieira Gabriela Penna Rios
  • 4. A certificação vem sendo utilizada no Brasil e no mundo como forma de reconhecimento e legitimação de competências possuídas pelos trabalhadores, independentemente da forma como as tenham adquirido, seja no ambiente de trabalho ou por meio de ações alheias à educação formal ou corporativa. A certificação de conhecimentos foi inserida no Sebrae como um mecanismo indutor da formação continuada dos seus colaboradores, com foco nos conhecimentos estritamente relacionados com o negócio da instituição e orientador das ações de educação corporativa. De um ponto de vista mais amplo, a certificação visa manter a atuação do Sebrae compatível com a evolução do conhecimento e com as exigências da complexidade da sociedade contemporânea. A certificação será para você, colaborador, uma forma de obter a validação e o reconhecimento formal dos conhecimentos adquiridos ao longo da sua vida profissional e, a partir desse resultado, direcionar suas ações de desenvolvimento, na medida das suas necessidades. Nesse processo, ganha o CLIENTE do Sebrae, que recebe um atendimento mais qualificado; ganha VOCÊ, colaborador, que se desenvolve na direção das expectativas do Sebrae; ganha o SEBRAE, que será percebido como uma instituição que valoriza os saberes das pessoas aplicados à realidade dos seus clientes. APRESENTAÇÃO
  • 5. SUMÁRIO FORMAÇÃO CONTINUADA Etapas de implantação da Certificação de Conhecimentos do Sebrae Vantagens da Certificação para o colaborador Diferença entre certificado de aprendizagem e certificação de conhecimento Certificação de Conhecimento Sebrae 6 10 12 7 9
  • 6. Certificação interna conduzida por entidade externa Certificação de Conhecimentos e o SGP 7.0 EM SíNTESE Características de aplicação da avaliação EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA A CERTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTO 12 15 17 13 14
  • 7. 6 Formação Continuada O mundo do trabalho, em permanente mudança, exige dos profissionais conhecimentos que vão muito além do saber específico de sua área de formação e atuação. Esse dinamismo requer das organizações e dos trabalhadores um esforço integrado na busca de mecanismos eficazes que atendam em tempo real às lacunas que se apresentam. Uma vez que os saberes do mundo do trabalho extrapolam os conhecimentos do mundo acadêmico, a certificação surge como uma ferramenta que permite o reconhecimento, a valorização e o aproveitamento desses saberes. Ela tem sido utilizada e reconhecida como um recurso eficaz para organizar o mercado de trabalho e aumentar a produtividade. A estratégia de criar uma certificação específica para uma instituição, como a certificação de conhecimentos
  • 8. 7 do Sebrae, visa orientar e estimular a formação continuada dos colaboradores e, consequentemente, aprimorar os resultados do negócio. Ao se preparar para uma certificação, o colaborador É importante que você, colaborador, saiba diferenciar um certificado de aprendizagem da certificação de conhecimento. aprimora seus conhecimentos e, ao mesmo tempo, adquire novos igualmente importantes. A forma como cada um utilizará a certificação para essa preparação é livre, de maneira que melhor se adéque ao perfil de estudos de cada um. Diferença entre certificado de aprendizagem e certificação de conhecimento O certificado de aprendizagem é decorrente da sua participação em um programa de capacitação específico, organizado a partir de um levantamento de necessidade de treinamento (LNT). São aqueles certificados que recebemos ao participar de um curso, seminário, workshop etc. A certificação de conhecimento é um tipo de certificação profissional que pode ser obtida independentemente da realização prévia de conteúdo programático estruturado. A certificação, nesse caso, atesta conhecimentos e habilidades adquiridos ao longo da sua trajetória profissional, independentemente da forma.
  • 9. 8 As Certificações de conhecimento são bastante utilizadas, por exemplo, no mercado de Tecnologia da Informação. O dinamismo, característico dessa realidade, exige dos seus profissionais conhecimentos técnicos que os tornem aptos a dar retorno imediato aos seus clientes. Para isso foram instituídas certificações que orientam e promovem o desenvolvimento e atualização dos profissionais deTI. Outro tipo de certificação conhecida são as certificações de idiomas, como oToefl, Cambridge, DELE (diploma de espanhol como língua estrangeira) etc. Instituições de renome disponibilizam as avaliações para que os interessados se inscrevam e possam ter suas habilidades na língua avaliadas e certificadas.
  • 10. 9 O Sebrae considera que o conhecimento é o sustentáculo para a qualidade dos serviços prestados ao seu público- alvo. Reconhece, ainda, que há conhecimentos adquiridos por você que são frutos de experiência individual e do autodesenvolvimento. A partir dessa nova modelagem adotada pelo Sebrae, os conhecimentos possuídos pelos seus colaboradores serão reconhecidos, independente da forma como tenham sido adquiridos, e por eles utilizados na viabilização dos objetivos estratégicos da organização. Certificação de Conhecimento Sebrae Principais funções da certificação: pp Aprimorar o diagnóstico acerca dos conhecimentos dos profissionais da instituição; pp Orientar a construção de programas de qualificação de acordo com as necessidades apresentadas no diagnóstico; pp Estimular a formação continuada, dando credibilidade aos serviços prestados pelo Sebrae aos pequenos negócios brasileiros; pp Subsidiar a política de ascensão profissional.
  • 11. 10 Etapas de implantação da Certificação de Conhecimentos do Sebrae Definição das áreas temáticas e níveis a ser certificados Mapeamento de conhecimentos Estruturação de conteúdo programático e definição dos objetos de avaliação Aplicação das provas por entidade externa Publicação de edital convocatório A partir da identificação dos conhecimentos requeridos aos profissionais que atuam no Sistema Sebrae são selecionadas as áreas temáticas a ser certificadas. O mapeamento dos conhecimentos realizados envolve necessariamente amostras representativas de todo o Sistema Sebrae, a fim de contemplar toda a diversidade de realidades, concomitantemente com os objetivos e metas institucionais.
  • 12. 11 As avaliações de conhecimento são elaboradas por uma instituição externa seguindo as definições e orientações estabelecidas conjuntamente entre a Unidade de Gestão de Pessoas e a Universidade Corporativa Sebrae. Esse é um procedimento essencial para que se garanta a aderência das avaliações à realidade da instituição. Vencidas essas etapas, inicia- se a divulgação do processo; o lançamento dos editais explicitando as regras; e, por último, a convocação para as inscrições. Os colaboradores interessados podem se inscrever, voluntariamente, para participar do processo de avaliação de conhecimento. Aqueles que atingem a nota mínima estabelecida são certificados no tema em que o conhecimento foi avaliado.
  • 13. 12 Vantagens da Certificação para o colaborador Para o colaborador que busca a certificação de conhecimento, a maior vantagem é a possibilidade de se desenvolver de acordo com os objetivos estratégicos da organização, obtendo clareza acerca dos aspectos que interferem na qualidade de seu desempenho profissional. A certificação irá, também, reconhecer formalmente os As certificações internas serão endossadas pelo Sebrae em conjunto com uma entidade certificadora externa. Os processos de inscrição, de aplicação dos conhecimentos já possuídos por você, que ao longo de sua carreira buscou inúmeras formas de desenvolvimento para aprofundar e aprimorar sua atuação. Além dessas vantagens individuais, o resultado da certificação permite a criação de programas de qualificação na medida das principais demandas identificadas. instrumentos de avaliação, de correção e de divulgação de resultados serão conduzidos pela entidade externa, a fim de garantir a credibilidade do processo. Certificação interna conduzida por entidade externa
  • 14. 13 É importante que você saiba! Não haverá divulgação da lista de inscritos, nem mesmo publicação de resultados. Os candidatos terão conhecimento apenas acerca de seus resultados individuais, por acesso à página da certificadora, mediante uso de login e senha. Edital de convocação para a certificação de conhecimento A chamada para a certificação será feita por edital e será anunciada para todo o Sistema Sebrae, com antecedência de no mínimo 3 meses. A cada edital serão divulgados: pp Quais serão as certificações disponíveis; pp Os conhecimentos que serão avaliados em cada certificação; pp Os critérios de avaliação; pp As condições em que o colaborador demonstrará ou comprovará a aptidão exigida; pp As questões logísticas das provas. Até a data da avaliação o colaborador tem total liberdade para escolher a forma como se atualizará nos aspectos nos quais ainda não se sente confiante.
  • 15. 14 Características de aplicação da avaliação Os instrumentos de avaliação podem ser provas, testes, estudos de casos, dentre outros. Eles serão construídos a partir do conteúdo programático de cada grupo temático e orientados pelos objetivos da avaliação definidos pelo Sebrae. Os instrumentos avaliarão, por meio de questões contextualizadas e diretamente relacionadas à sua atividade, os conhecimentos adquiridos e a capacidade de aplicação deles no dia a dia. No primeiro processo de certificação de conhecimento serão oferecidas 5 certificações internas de nível básico, cujos temas são: pp Sistema Sebrae; pp Pequenos Negócios e Empreendedorismo; pp Inovação; pp Mercados; pp Finanças. Essas temáticas foram escolhidas por se tratarem de conteúdos essenciais para a atuação no Sebrae. Cada Sebrae/UF definirá a estrutura de pontuação de acordo com suas prioridades. Consulte as lâminas ao final deste fascículo e saiba como a certificação do conhecimento ocorrerá na sua localidade. A participação é voluntária, e o candidato poderá escolher quais provas desejará realizar e, ainda, poderá refazê-las em outros certames, até que se obtenha o resultado pretendido.
  • 16. 15 A certificação de conhecimento, além de atestar conhecimentos e direcionar a formação continuada, subsidiará os demais processos de gestão de pessoas, uma vez que: pp Amplia a transparência e credibilidade dos planos de carreira; pp Resgata a segurança e o interesse do colaborador; pp Indica os conhecimentos esperados pelo Sebrae para maior qualidade do desempenho profissional; Certificação de Conhecimentos e o SGP 7.0 pp Permite ao trabalhador, em processo de autodesenvolvimento e autoavaliação, compreender os aspectos que estão interferindo no seu desempenho profissional. Na recém implementada versão 7.0 do Sistema de Gestão de Pessoas, além da função promotora do desenvolvimento, a certificação subsidiará os processos de ascensão profissional. O SGP 7.0 traz orientações sobre formas de ascensão e aponta o autodesenvolvimento como um
  • 17. 16 dos elementos fundamentais para que os colaboradores possam alcançar seus objetivos individuais. Como você sabe, nesse sistema, a ascensão profissional pode ser horizontal – entre steps de um mesmo espaço ocupacional – ou vertical – quando ocorre entre espaços ocupacionais. Ela ocorre obedecendo a critérios objetivos e tecnicamente estabelecidos, conforme regras do Placar Individual de Carreira. Vamos recordar sua composição: Neste fascículo tratamos especificamente sobre o indicador “Ações de Desenvolvimento”. Ele compreende as “Múltiplas Soluções de Aprendizagem” e as “Certificações do Conhecimento”. Veja que ele possui importante peso na sua carreira. A distribuição dos 10 pontos referentes a esse indicador entre esses dois subindicadores será definida por cada Sebrae/UF. Confira nas lâminas a seguir como funcionará no seu estado. Tempo de Sebrae Escolaridade Adicional Competências Ações de Desenvolvimento (PADI e certificações) Desempenho (PADI - metas individuais) Indicadores do Placar
  • 18. 17 Além de acrescentar pontuação nesse indicador do PIC, as certificações de conhecimento também poderão ser utilizadas no SGP 7.0 como pré-requisito para ascensão vertical. Confira nas lâminas a seguir quais são os pré-requisitos. Agora que você já tem conhecimento sobre essa importante ferramenta e como ela poderá servir de impulsionadora no seu crescimento na carreira, já pode começar a se preparar para o certame. pp Certificação de conhecimento é o reconhecimento formal dos conhecimentos possuídos pelos colaboradores, independente da forma de aquisição, e que viabilizam os objetivos estratégicos da organização. pp A certificação do conhecimento pode ser interna ou externa. Essa última deve ser reconhecida pela UCSebrae, atender aos pré-requisitos estabelecidos pelo sistema de gestão de pessoas e estar condicionada ao exercício de determinada EM SÍNTESE função.Tanto a certificação interna como a externa são classificadas como voluntárias. pp O Sebrae tem como propósito para esse processo de certificação interna de conhecimento a promoção do autodesenvolvimento das pessoas, numa perspectiva de incentivo à educação continuada. pp A certificação de conhecimento é voluntária, válida por tempo determinado, não compara indivíduos, é indicativa para crescimento na carreira e é concedida
  • 19. 18 mediante obtenção de nota mínima. pp A chamada para a certificação será feita por edital, por área temática e por nível, com no mínimo 3 (três) meses de antecedência à data das provas. pp O candidato poderá escolher quais provas desejará realizar e, ainda, poderá refazê- las em outros certames, até que se obtenha o resultado pretendido. pp Os candidatos terão conhecimento apenas de seus resultados individuais, por acesso à página da certificadora, mediante uso de login e senha. pp As certificações internas serão endossadas pelo Sebrae em conjunto com uma entidade certificadora externa. pp Todo o processo de certificação (diretrizes, procedimento, entre outros) é de responsabilidade do Sebrae Nacional. Cada Sebrae/UF definirá como as certificações serão incorporadas em suas estratégias e sistema de gestão de pessoas.
  • 20. 19 Certificado de aprendizagem: é decorrente da sua participação em um programa de capacitação específico, organizado a partir de um levantamento de necessidade de treinamento (LNT). São aqueles certificados que recebemos ao participar de um curso, seminário, workshop etc. Certificação de conhecimento: é um tipo de certificação profissional que pode ser obtida independentemente da realização prévia de conteúdo programático estruturado. A certificação, nesse caso, atesta conhecimentos e habilidades adquiridos ao longo da sua trajetória profissional, independentemente da forma. PALAVRAS-CHAVE
  • 22. CERTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTOS Tabela 1: Distribuição de pontuação do indicador “Ações de Desenvolvimento” Certificações de Conhecimento 3 pontos Múltiplas Soluções Educacionais 7 pontos Total Máximo 10 pontos No Sebrae Nacional, para o ciclo de 2013, foi definido que os 10 pontos referentes ao indicador “Ações de Desenvolvimento”, do Placar Individual de Carreira (PIC), terá peso 2*. Essa pontuação é subdividida entre os dois itens que compõem esse indicador: as “Múltiplas Soluções de Aprendizagem”; e as “Certificações do Conhecimento”, que pontuam respectivamente 7 e 3 pontos. Lembramos que a cada ano cabe à Diretoria a definição da carga horária total correspondente às múltiplas formas de soluções, bem como sua respectiva pontuação. Caberá, também, à Diretoria a definição do peso que será dado ao indicador “Ações de Desenvolvimento” e a distribuição da pontuação total entre “Certificação” e “Múltiplas Soluções Educacionais”. Vamos relembrar como será a pontuação de cada item desse indicador: As múltiplas soluções educacionais são aquelas vinculadas ao alcance das metas de desenvolvimento, conforme tratou o Fascículo 4 desta coleção – PADI: Ações de Desenvolvimento. 1 *A definição dos pesos do PIC é determinada, anualmente, pela DIREX no início de cada ciclo.
  • 23. Placar Individual de Carreira – 2013 Espaço Ocupacional/ Conteúdo de prova Sistema Sebrae Pequenos Negócios & Empreendedorismo Inovação Finanças Mercados Assistente I 2,5 1 1 1 1 Assistente II 2 1,5 1 1 1 Analista I 1,3 1,3 1,5 1,5 1,5 Analista II 0,8 0,8 1 1 1 Analista III 0,7 0,7 0,7 0,7 0,7 Já vimos anteriormente que, em 2013, serão oferecidas 5 certificações internas de nível básico, cujos temas são: pp Sistema Sebrae; pp Pequenos Negócios e Empreendedorismo; pp Inovação; pp Mercados; pp Finanças. Os colaboradores que forem certificados nesse primeiro processo já poderão ter, no Placar Individual de Carreira (PIC) correspondente a 2013, a pontuação referente às certificações. Cada certificação pontuará no PIC, de acordo com o seu espaço ocupacional, conforme o quadro abaixo, respeitando o limite indicado na tabela a seguir, que traz a distribuição de pontuação do indicador “Ações de Desenvolvimento”: Observe que, como são conteúdos de nível básico, as notas têm um peso maior para os primeiros espaços ocupacionais. Importante! Os rankings são gerados por espaço ocupacional. Portanto, todos de um mesmo ranking recebem a pontuação idêntica por tipo de certificação obtida. 2
  • 24. ANALISTA III Sistema Sebrae Pequenos Negócios & Empreendedorismo Inovação Mercados ou Finanças ANALISTA II Sistema Sebrae Pequenos Negócios & Empreendedorismo Inovação / Mercados / Finanças ANALISTA I Sistema Sebrae Pequenos Negócios & Empreendedorismo ASSISTENTE II Sistema Sebrae ASSISTENTE I ASCENSÃO VERTICAL Além do PIC, as certificações também auxiliam o crescimento profissional, ao servirem de pré-requisito para a ascensão vertical. Veja quais são os pré-requisitos: 3
  • 25. Agora que você já tem conhecimento sobre essa importante ferramenta e como ela poderá impulsionar o seu crescimento na carreira, você já pode começar a se preparar. Fique atento e lembre-se: Os editais são publicados com antecedência de 90 (noventa) dias. Nesse processo de avaliação não há cursos ou instrutorias prévias. 4