SlideShare uma empresa Scribd logo
Carta de um professor aos paraibanos*
Ilustres paraibanos e paraibanas. Chamo atenção de todos para o estado de abandono social
que encontra-se o nosso Estado. A violência tem governado este Estado desmoralizando a
todos, principalmente os gestores públicos, assistimos com freqüência a morte de nossos
jovens e trabalhadores - ser assassinado ou assaltado parece que virou algo comum, faz parte
de nossa vida diária, isso é lamentável. O Estado de amparo social foi vitimado pelo Estado de
abandono social, vivenciamos a pior página de nossa história republicana.
O Senhor Governador Ricardo Coutinho só contribuiu para o aumento da violência em nosso
Estado quando abriu as fronteiras das nossas cidades a bandidagem, ou seja, quando
desativou a Manzuá – uma guarda de fronteira que fiscalizava a entrada e saída dos veículos.
Com isso, João Pessoa, tem se tornado uma das cidades mais violenta do mundo. Na
campanha de 2010, o ex-candidato ao governo do Estado, o nosso atual governador,
prometeu equipar a nossa polícia com ferramentas de alta precisão e tecnologia, além de
valorizar a carreira desses profissionais com salários dignos e um plano de carreira satisfatório,
o discurso não passou de mera campanha eleitoreira.
Exemplo do desrespeito aos servidores podemos registrar a demissão em massa de
aproximadamente 25 mil trabalhadores, o Governador no seu primeiro dia de governo foi
pedir a bença ao Ministério Público, a recomendação para demitir sem critério esses
prestadores de serviço, muitos com 10, 15 e até 25 anos de trabalho. Muitas mulheres, mães
de família sofrem até hoje com essa atitude infame de humilhar quem trabalhou por longos
anos. Ferindo até mesmo o princípio da dignidade humana, um princípio constitucional. Mas
este governo se sente acima da lei, governo totalitário tem vida curta, a nossa sociedade não
admite mais essa forma nefasta de governar, o povo paraibano será soberano e dará a
resposta no momento certo.
Segundo a Assembleia Legislativa da Paraíba, este governo superou todos os seus antecessores
nas últimas duas décadas, vetando projetos de interesse da sociedade, a exemplo do Projeto
de lei que favorecia com meia-entrada em eventos culturais os profissionais da educação, cito
isso apenas como um exemplo. Como este governo não tem respeitado esses profissionais, ele
rasgou o PCCR e sequer cumpre com o piso salarial dos mesmos, o governo incorporou ao
salário desses profissionais uma gratificação sem respeitar a decisão da categoria, apenas para
camuflar o cumprimento da lei do piso, até mesmo a progressão horizontal e vertical não é
respeitada. Há duas décadas que esses profissionais não têm os qüinqüênios atualizados, e na
atual gestão o governo finge que servidor possui esse direito. Esse governo tem representado
uma tragédia para o servidor público, quando suspendeu o atendimento a saúde dos
prestadores de serviço, serviço este, fornecido no governo anterior pelo Instituto de
Assistência ao Servidor, o antigo IPEP. Rebaixou os salários dos funcionários daquele instituto,
obrigados a uma dupla carga horária de trabalho desestabilizando diversas famílias, onde
muitos chegaram a falecer e outros ainda continuam sob cuidados médicos, acometidos de
AVC por tanto constrangimento profissional administrativo.
Os policiais são outra categoria desrespeitada em seus direitos, muitos solicitam a progressão
funcional e não são atendidos, o PCCR sequer o governo apresentou uma proposta de
promoção da carreira, até mesmo um seguro de vida que os policiais possuíam há mais de 100
anos o governador passou a vassoura. Caso o policial venha a falecer em trabalho, como tem
acontecido, sua família fica desamparada, para não passar fome lhe resta pedir esmola. E o
governador ainda por cima tem a coragem de ir ao velório do policial. O desrespeito é
tamanho que o governo impõe a esse profissional um reajuste sempre abaixo da inflação,
vergonhosamente em 2012 concedeu a categoria um reajuste de 3%. Desconsiderou a Lei do
subsídio dos profissionais do FISCO, e em 2013 concedeu reajuste de 5% parcelado em duas
vezes, algo surreal para um gestor público. Sem esquecer os funcionários da CAGEPA que
ofereceu um reajuste de 5% parcelado em cinco vezes. Isso é uma imoralidade para quem dizia
que iria respeitar o servidor público no período de campanha, e até mesmo o respeito ao seu
discurso de posse, que rasgou e jogou no lixo, mas eu continuo com uma cópia para guardar
como prova para a história. Este governo proibiu até mesmo a filiação de novos servidores aos
sindicatos das diversas categorias, até porque esse governo não se presta ao diálogo, tem feito
um grande mal ao movimento democrático reconhecido pela constituição.
Mas o que este governo economiza esfolando a pele dos servidores, ele esnoba no luxo, a
Granja Santana virou chacota de bloco de carnaval quando o Tribunal de Contas do Estado
divulgou que foram feito compras de papel higiênico decorado com casalzinho de noivos em
alto-relevo a custo de R$ 50,00 (cinqüenta reais), além de toneladas de camarão, carne de
cordeiro, latas de leite em número absurdo por mês para alimentar o filho do governador e
até mesmo de animal em extinção. A imprensa tem revelado que até mesmo o avião do
governo foi usado para fins pessoais e isso não pode ficar impune, o povo não pode continuar
bancando essa farra do boi patrocinada com o dinheiro dos nossos impostos.
Contraditoriamente, este governo fechou 230 escolas sem consultar a comunidade, há quem
sustente que para cada escola fechada abre-se uma cadeia. Não quero com esta última citação
justificar o alto índice da criminalidade em nosso Estado.
As promessas de campanha são um fiasco, os hospitais que seriam construídos em 100% dos
municípios não passou de engodo político, o povo morre sem assistência média e os atuais
hospitais foram terceirizados - (a máquina de fazer caixa dois para futuras campanhas) e o
povo vivendo na miséria, e médico obrigado pela força das circunstâncias operar crânio de
paciente com furadeira(broca) da construção civil. A transparência desse governo é desejável,
quando sequer expõe o valor das obras nas placas, temos como exemplo a obra do Centro de
Convenções de João Pessoa, uma obra suntuosa, construída com dinheiro público para depois
ser terceirizada ou privatizada. Por outro lado, em muitas cidades falta água e o asfalto de
certas rodovias virou terra, a exemplo da estrada “asfaltada” da cidade de Cabaceiras,
reconhecida nacionalmente pela festa do Bode-Rei, o descaso talvez possa ser justificado pelo
título da festa, um rei não pode ser confrontado com outro, princípio do totalitarismo.
Outra flâmula da campanha eleitoral foi a redução do valor da taxa de água, que em muitos
casos a conta de água chega, mesmo sem contar com água na torneira ou em certos casos
apenas duas vezes na semana. A redução da taxa de energia foi outra mentira, o governo
federal reduziu o valor da cota de energia, mas o governo da Paraíba desconsiderou. A falta
d’agua em nosso Estado é comparável a flagelo dos nossos animais que foram dizimados pela
seca, expostos suas carcaças, no primeiro semestre de 2013 na porta do Banco do Nordeste
em Campina Grande, que chocou a todos, a seca mais violenta das últimas quatro décadas.
Mas o governador vende um Estado de bondade na mídia e alguns órgãos de comunicação da
Paraíba estão cegos para uma realidade visível.
O governador bem que poderia usar uma tática da época que era militante dos movimentos
sociais, hoje no poder, poderia convocar a população para um grande ato público em defesa
da vida e da paz, chamar atenção do governo federal para o Estado de Caos que hoje
vivenciamos. Mas o governo omite seu passado e se encastela na casa do povo,
desconsiderando o poder desse povo. Isolado em seu próprio castelo, este governo está
condenado a fadiga e aos privilégios. Procurar falar com ele é inútil, pois a burocracia tem ódio
do povo e em cada porta do palácio encontra-se um cão de guarda perguntando para onde
você vai: “ - Quer falar com quem? – Com o Governador!! – Quem é você? – Sou uma
servidora pública de 20 anos de serviço prestado ao Estado, o governador me jogou no meio
da rua. Queria pedi-lhe sua misericórdia, que devolvesse meu emprego”.
Vamos pedir a Deus para não adoecermos até dezembro de 2014 e vamos pedir aos orixás
para nos proteger da bandidagem, vamos andar com uma cópia da Oração de São Jorge no
bolso para nos livrar dos nossos inimigos.
Autor: Professor Gilson Nunes
Presidente da Associação dos Servidores Públicos das Regiões Norte/Nordeste
asprenne@gmail.com – Fone: 083 3321-7362

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ilhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeiraIlhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeira
Roberto Rabat Chame
 
Ilhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeiraIlhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeira
Roberto Rabat Chame
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade
 
Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014
Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014
Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014
Pery Salgado
 
Diz Jornal 160
Diz Jornal 160Diz Jornal 160
Diz Jornal 160
dizjornal jornal
 
Diz Jornal 160
Diz Jornal 160Diz Jornal 160
Diz Jornal 160
dizjornal jornal
 
O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”
O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”
O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”
ODiaMais
 
Jornal
Jornal Jornal
Jornal
Maicon Borges
 
Partido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PB
Partido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PBPartido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PB
Partido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PB
Maurício Linhares
 
JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016
JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016
JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016
Pery Salgado
 
JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016
JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016
JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016
josé pery salgado
 
BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016
BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016
BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016
Pery Salgado
 
Por uma cidade de direitos
Por uma cidade de direitos Por uma cidade de direitos
Por uma cidade de direitos
AscomRenata
 
Pagina 205102013
Pagina   205102013Pagina   205102013
Pagina 205102013
Sergyo Vitro
 
JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014
JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014
JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014
Pery Salgado
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016
Jornal Cidade
 
Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018
Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018
Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018
Instituto Brasileiro de Políticas Públicas
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
Frédéric Decatoire
 
Pagina 2
Pagina   2Pagina   2
Pagina 2
Sergyo Vitro
 

Mais procurados (19)

Ilhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeiraIlhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeira
 
Ilhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeiraIlhéus começa a descer a ladeira
Ilhéus começa a descer a ladeira
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
 
Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014
Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014
Barão de Inohan 106 - 1º de outubro de 2014
 
Diz Jornal 160
Diz Jornal 160Diz Jornal 160
Diz Jornal 160
 
Diz Jornal 160
Diz Jornal 160Diz Jornal 160
Diz Jornal 160
 
O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”
O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”
O Dia Digital - “PANDEMIA NÃO PASSOU!”
 
Jornal
Jornal Jornal
Jornal
 
Partido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PB
Partido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PBPartido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PB
Partido Comunista Revolucionário - Manifesto do segundo turno PB
 
JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016
JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016
JORNAL DO MUNICIPIO - JUNHO 2016
 
JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016
JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016
JORNAL DO MUNICÍPIO janeiro 2016
 
BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016
BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016
BARÃO EE INOHAN 126 - 05 de maio de 2016
 
Por uma cidade de direitos
Por uma cidade de direitos Por uma cidade de direitos
Por uma cidade de direitos
 
Pagina 205102013
Pagina   205102013Pagina   205102013
Pagina 205102013
 
JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014
JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014
JORNAL DO MUNICÍPIO - janeiro 2014
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 82 - 25/08/2016
 
Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018
Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018
Jornal O Ibrappiano - Volume XIII, Nº. 02/2018
 
Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56Reporter capixaba 56
Reporter capixaba 56
 
Pagina 2
Pagina   2Pagina   2
Pagina 2
 

Destaque

A reforma política que queremos
A reforma política que queremosA reforma política que queremos
A reforma política que queremos
Professor Gilson Nunes
 
Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4
Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4
Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4
Professor Gilson Nunes
 
A Arte Egípcia
A Arte EgípciaA Arte Egípcia
Questionário arte egípcia.
Questionário arte egípcia.Questionário arte egípcia.
Questionário arte egípcia.
Professor Gilson Nunes
 
Arte Egípcia - Escola APP
Arte Egípcia - Escola APPArte Egípcia - Escola APP
Arte Egípcia - Escola APP
Antonio Pinto Pereira
 
A arte egípcia
A arte egípciaA arte egípcia
A arte egípcia
Rainha Maga
 
Arte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com Tut
Arte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com TutArte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com Tut
Arte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com Tut
Antonio Ribeiro
 
Arte Egípcia
Arte EgípciaArte Egípcia
Arte Egípcia
Maria Gomes
 
Gênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretratoGênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretrato
Junior Onildo
 
Exercício de revisão sobre história da arte com gabarito
Exercício de revisão sobre história da arte com gabaritoExercício de revisão sobre história da arte com gabarito
Exercício de revisão sobre história da arte com gabarito
Suelen Freitas
 

Destaque (10)

A reforma política que queremos
A reforma política que queremosA reforma política que queremos
A reforma política que queremos
 
Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4
Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4
Arte Arte egípcia: não conhecia o preconceito. Parte 4
 
A Arte Egípcia
A Arte EgípciaA Arte Egípcia
A Arte Egípcia
 
Questionário arte egípcia.
Questionário arte egípcia.Questionário arte egípcia.
Questionário arte egípcia.
 
Arte Egípcia - Escola APP
Arte Egípcia - Escola APPArte Egípcia - Escola APP
Arte Egípcia - Escola APP
 
A arte egípcia
A arte egípciaA arte egípcia
A arte egípcia
 
Arte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com Tut
Arte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com TutArte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com Tut
Arte Egipcia Prof Antonio Ribeiro Parte 1 Com Tut
 
Arte Egípcia
Arte EgípciaArte Egípcia
Arte Egípcia
 
Gênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretratoGênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretrato
 
Exercício de revisão sobre história da arte com gabarito
Exercício de revisão sobre história da arte com gabaritoExercício de revisão sobre história da arte com gabarito
Exercício de revisão sobre história da arte com gabarito
 

Semelhante a Carta de um professor aos paraibanos

Jornal do Sudoeste
Jornal do SudoesteJornal do Sudoeste
Jornal do Sudoeste
Isabelle Rodrigues
 
Discurso pré candidatura
Discurso pré candidaturaDiscurso pré candidatura
Discurso pré candidatura
Noelia Brito
 
Brasil – o resultado da marolinha do lula
Brasil – o resultado da marolinha do lulaBrasil – o resultado da marolinha do lula
Brasil – o resultado da marolinha do lula
CIRINEU COSTA
 
Vamos juntos reconstruir o Brasil
Vamos juntos reconstruir o BrasilVamos juntos reconstruir o Brasil
Vamos juntos reconstruir o Brasil
Olímpio Cruz Neto
 
Jornal Paulista em Foco
Jornal Paulista em FocoJornal Paulista em Foco
Jornal Paulista em Foco
Jornal PaulistaemFoco
 
Mobilização vai tomar vulto na internet
Mobilização vai tomar vulto na internetMobilização vai tomar vulto na internet
Mobilização vai tomar vulto na internet
Eudes de Jesus
 
PASSE LIVRE 476
PASSE LIVRE 476PASSE LIVRE 476
PASSE LIVRE 476
Pedro Ricardo Bessow
 
Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal digital 5040_ter_08112016Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal Correio do Sul
 
A fala de dilma
A fala de dilmaA fala de dilma
A fala de dilma
Jamildo Melo
 
Jose Serra Progama Gov 2006
Jose Serra Progama Gov 2006Jose Serra Progama Gov 2006
Jose Serra Progama Gov 2006
Guilherme Moreira
 
Revista cachoeiro rc71
Revista cachoeiro rc71Revista cachoeiro rc71
Revista cachoeiro rc71
Frédéric Decatoire
 
04024b
04024b04024b
Carta à Dilma
Carta à DilmaCarta à Dilma
Carta à Dilma
Conversa Afiada
 
Jornal da Astral
Jornal da AstralJornal da Astral
Jornal da Astral
samvile
 
Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...
Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...
Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...
Guy Valerio
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade
 
Fome e sede de justiça
Fome e sede de justiçaFome e sede de justiça
Fome e sede de justiça
Andreza Tavares
 
Jornal o grito da palma tabloide
Jornal o grito da palma  tabloideJornal o grito da palma  tabloide
Jornal o grito da palma tabloide
Carlos Novais
 
Programa jose maria_de_almeida
Programa jose maria_de_almeidaPrograma jose maria_de_almeida
Programa jose maria_de_almeida
Luis Nassif
 
Jornal digital 02-03-17
Jornal digital 02-03-17Jornal digital 02-03-17
Jornal digital 02-03-17
Jornal Correio do Sul
 

Semelhante a Carta de um professor aos paraibanos (20)

Jornal do Sudoeste
Jornal do SudoesteJornal do Sudoeste
Jornal do Sudoeste
 
Discurso pré candidatura
Discurso pré candidaturaDiscurso pré candidatura
Discurso pré candidatura
 
Brasil – o resultado da marolinha do lula
Brasil – o resultado da marolinha do lulaBrasil – o resultado da marolinha do lula
Brasil – o resultado da marolinha do lula
 
Vamos juntos reconstruir o Brasil
Vamos juntos reconstruir o BrasilVamos juntos reconstruir o Brasil
Vamos juntos reconstruir o Brasil
 
Jornal Paulista em Foco
Jornal Paulista em FocoJornal Paulista em Foco
Jornal Paulista em Foco
 
Mobilização vai tomar vulto na internet
Mobilização vai tomar vulto na internetMobilização vai tomar vulto na internet
Mobilização vai tomar vulto na internet
 
PASSE LIVRE 476
PASSE LIVRE 476PASSE LIVRE 476
PASSE LIVRE 476
 
Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal digital 5040_ter_08112016Jornal digital 5040_ter_08112016
Jornal digital 5040_ter_08112016
 
A fala de dilma
A fala de dilmaA fala de dilma
A fala de dilma
 
Jose Serra Progama Gov 2006
Jose Serra Progama Gov 2006Jose Serra Progama Gov 2006
Jose Serra Progama Gov 2006
 
Revista cachoeiro rc71
Revista cachoeiro rc71Revista cachoeiro rc71
Revista cachoeiro rc71
 
04024b
04024b04024b
04024b
 
Carta à Dilma
Carta à DilmaCarta à Dilma
Carta à Dilma
 
Jornal da Astral
Jornal da AstralJornal da Astral
Jornal da Astral
 
Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...
Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...
Governo federal e políticos estão preocupadíssimos com uma grande mobilização...
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
 
Fome e sede de justiça
Fome e sede de justiçaFome e sede de justiça
Fome e sede de justiça
 
Jornal o grito da palma tabloide
Jornal o grito da palma  tabloideJornal o grito da palma  tabloide
Jornal o grito da palma tabloide
 
Programa jose maria_de_almeida
Programa jose maria_de_almeidaPrograma jose maria_de_almeida
Programa jose maria_de_almeida
 
Jornal digital 02-03-17
Jornal digital 02-03-17Jornal digital 02-03-17
Jornal digital 02-03-17
 

Mais de Professor Gilson Nunes

PNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardioPNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
Professor Gilson Nunes
 
O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...
Professor Gilson Nunes
 
Segredos da arte brasileira 1
Segredos da arte brasileira 1Segredos da arte brasileira 1
Segredos da arte brasileira 1
Professor Gilson Nunes
 
Cubismo 1907-1914
Cubismo   1907-1914Cubismo   1907-1914
Cubismo 1907-1914
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 10
Trabalho de arte 10Trabalho de arte 10
Trabalho de arte 10
Professor Gilson Nunes
 
Arte abstrata 1910 1950
Arte abstrata        1910 1950Arte abstrata        1910 1950
Arte abstrata 1910 1950
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 9
Trabalho de arte 9Trabalho de arte 9
Trabalho de arte 9
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 8
Trabalho de arte 8Trabalho de arte 8
Trabalho de arte 8
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 7
Trabalho de arte   7Trabalho de arte   7
Trabalho de arte 7
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 5
Trabalho de arte 5Trabalho de arte 5
Trabalho de arte 5
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 4
Trabalho de arte 4Trabalho de arte 4
Trabalho de arte 4
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 6
Trabalho   de arte  6Trabalho   de arte  6
Trabalho de arte 6
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 3
Trabalho de arte 3Trabalho de arte 3
Trabalho de arte 3
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 1
Trabalho de arte 1Trabalho de arte 1
Trabalho de arte 1
Professor Gilson Nunes
 
Trabalho de arte 2
Trabalho de arte 2Trabalho de arte 2
Trabalho de arte 2
Professor Gilson Nunes
 
Neo-impressionismo 4
Neo-impressionismo 4Neo-impressionismo 4
Neo-impressionismo 4
Professor Gilson Nunes
 
Neo-impressionismo - 3
Neo-impressionismo - 3Neo-impressionismo - 3
Neo-impressionismo - 3
Professor Gilson Nunes
 
Neo-impressionismo parte 2
Neo-impressionismo parte 2Neo-impressionismo parte 2
Neo-impressionismo parte 2
Professor Gilson Nunes
 
Neo-impressionismo parte 1
Neo-impressionismo parte 1Neo-impressionismo parte 1
Neo-impressionismo parte 1
Professor Gilson Nunes
 
Reflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educação
Reflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educaçãoReflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educação
Reflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educação
Professor Gilson Nunes
 

Mais de Professor Gilson Nunes (20)

PNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardioPNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
PNE - 2011-2020: construindo um presente tardio
 
O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...O planeta movido a internet é escravo...
O planeta movido a internet é escravo...
 
Segredos da arte brasileira 1
Segredos da arte brasileira 1Segredos da arte brasileira 1
Segredos da arte brasileira 1
 
Cubismo 1907-1914
Cubismo   1907-1914Cubismo   1907-1914
Cubismo 1907-1914
 
Trabalho de arte 10
Trabalho de arte 10Trabalho de arte 10
Trabalho de arte 10
 
Arte abstrata 1910 1950
Arte abstrata        1910 1950Arte abstrata        1910 1950
Arte abstrata 1910 1950
 
Trabalho de arte 9
Trabalho de arte 9Trabalho de arte 9
Trabalho de arte 9
 
Trabalho de arte 8
Trabalho de arte 8Trabalho de arte 8
Trabalho de arte 8
 
Trabalho de arte 7
Trabalho de arte   7Trabalho de arte   7
Trabalho de arte 7
 
Trabalho de arte 5
Trabalho de arte 5Trabalho de arte 5
Trabalho de arte 5
 
Trabalho de arte 4
Trabalho de arte 4Trabalho de arte 4
Trabalho de arte 4
 
Trabalho de arte 6
Trabalho   de arte  6Trabalho   de arte  6
Trabalho de arte 6
 
Trabalho de arte 3
Trabalho de arte 3Trabalho de arte 3
Trabalho de arte 3
 
Trabalho de arte 1
Trabalho de arte 1Trabalho de arte 1
Trabalho de arte 1
 
Trabalho de arte 2
Trabalho de arte 2Trabalho de arte 2
Trabalho de arte 2
 
Neo-impressionismo 4
Neo-impressionismo 4Neo-impressionismo 4
Neo-impressionismo 4
 
Neo-impressionismo - 3
Neo-impressionismo - 3Neo-impressionismo - 3
Neo-impressionismo - 3
 
Neo-impressionismo parte 2
Neo-impressionismo parte 2Neo-impressionismo parte 2
Neo-impressionismo parte 2
 
Neo-impressionismo parte 1
Neo-impressionismo parte 1Neo-impressionismo parte 1
Neo-impressionismo parte 1
 
Reflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educação
Reflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educaçãoReflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educação
Reflexão epistemológica dos estudos culturais numa perspectiva da educação
 

Carta de um professor aos paraibanos

  • 1. Carta de um professor aos paraibanos* Ilustres paraibanos e paraibanas. Chamo atenção de todos para o estado de abandono social que encontra-se o nosso Estado. A violência tem governado este Estado desmoralizando a todos, principalmente os gestores públicos, assistimos com freqüência a morte de nossos jovens e trabalhadores - ser assassinado ou assaltado parece que virou algo comum, faz parte de nossa vida diária, isso é lamentável. O Estado de amparo social foi vitimado pelo Estado de abandono social, vivenciamos a pior página de nossa história republicana. O Senhor Governador Ricardo Coutinho só contribuiu para o aumento da violência em nosso Estado quando abriu as fronteiras das nossas cidades a bandidagem, ou seja, quando desativou a Manzuá – uma guarda de fronteira que fiscalizava a entrada e saída dos veículos. Com isso, João Pessoa, tem se tornado uma das cidades mais violenta do mundo. Na campanha de 2010, o ex-candidato ao governo do Estado, o nosso atual governador, prometeu equipar a nossa polícia com ferramentas de alta precisão e tecnologia, além de valorizar a carreira desses profissionais com salários dignos e um plano de carreira satisfatório, o discurso não passou de mera campanha eleitoreira. Exemplo do desrespeito aos servidores podemos registrar a demissão em massa de aproximadamente 25 mil trabalhadores, o Governador no seu primeiro dia de governo foi pedir a bença ao Ministério Público, a recomendação para demitir sem critério esses prestadores de serviço, muitos com 10, 15 e até 25 anos de trabalho. Muitas mulheres, mães de família sofrem até hoje com essa atitude infame de humilhar quem trabalhou por longos anos. Ferindo até mesmo o princípio da dignidade humana, um princípio constitucional. Mas este governo se sente acima da lei, governo totalitário tem vida curta, a nossa sociedade não admite mais essa forma nefasta de governar, o povo paraibano será soberano e dará a resposta no momento certo. Segundo a Assembleia Legislativa da Paraíba, este governo superou todos os seus antecessores nas últimas duas décadas, vetando projetos de interesse da sociedade, a exemplo do Projeto de lei que favorecia com meia-entrada em eventos culturais os profissionais da educação, cito isso apenas como um exemplo. Como este governo não tem respeitado esses profissionais, ele rasgou o PCCR e sequer cumpre com o piso salarial dos mesmos, o governo incorporou ao salário desses profissionais uma gratificação sem respeitar a decisão da categoria, apenas para camuflar o cumprimento da lei do piso, até mesmo a progressão horizontal e vertical não é respeitada. Há duas décadas que esses profissionais não têm os qüinqüênios atualizados, e na atual gestão o governo finge que servidor possui esse direito. Esse governo tem representado uma tragédia para o servidor público, quando suspendeu o atendimento a saúde dos prestadores de serviço, serviço este, fornecido no governo anterior pelo Instituto de Assistência ao Servidor, o antigo IPEP. Rebaixou os salários dos funcionários daquele instituto, obrigados a uma dupla carga horária de trabalho desestabilizando diversas famílias, onde muitos chegaram a falecer e outros ainda continuam sob cuidados médicos, acometidos de AVC por tanto constrangimento profissional administrativo. Os policiais são outra categoria desrespeitada em seus direitos, muitos solicitam a progressão funcional e não são atendidos, o PCCR sequer o governo apresentou uma proposta de promoção da carreira, até mesmo um seguro de vida que os policiais possuíam há mais de 100
  • 2. anos o governador passou a vassoura. Caso o policial venha a falecer em trabalho, como tem acontecido, sua família fica desamparada, para não passar fome lhe resta pedir esmola. E o governador ainda por cima tem a coragem de ir ao velório do policial. O desrespeito é tamanho que o governo impõe a esse profissional um reajuste sempre abaixo da inflação, vergonhosamente em 2012 concedeu a categoria um reajuste de 3%. Desconsiderou a Lei do subsídio dos profissionais do FISCO, e em 2013 concedeu reajuste de 5% parcelado em duas vezes, algo surreal para um gestor público. Sem esquecer os funcionários da CAGEPA que ofereceu um reajuste de 5% parcelado em cinco vezes. Isso é uma imoralidade para quem dizia que iria respeitar o servidor público no período de campanha, e até mesmo o respeito ao seu discurso de posse, que rasgou e jogou no lixo, mas eu continuo com uma cópia para guardar como prova para a história. Este governo proibiu até mesmo a filiação de novos servidores aos sindicatos das diversas categorias, até porque esse governo não se presta ao diálogo, tem feito um grande mal ao movimento democrático reconhecido pela constituição. Mas o que este governo economiza esfolando a pele dos servidores, ele esnoba no luxo, a Granja Santana virou chacota de bloco de carnaval quando o Tribunal de Contas do Estado divulgou que foram feito compras de papel higiênico decorado com casalzinho de noivos em alto-relevo a custo de R$ 50,00 (cinqüenta reais), além de toneladas de camarão, carne de cordeiro, latas de leite em número absurdo por mês para alimentar o filho do governador e até mesmo de animal em extinção. A imprensa tem revelado que até mesmo o avião do governo foi usado para fins pessoais e isso não pode ficar impune, o povo não pode continuar bancando essa farra do boi patrocinada com o dinheiro dos nossos impostos. Contraditoriamente, este governo fechou 230 escolas sem consultar a comunidade, há quem sustente que para cada escola fechada abre-se uma cadeia. Não quero com esta última citação justificar o alto índice da criminalidade em nosso Estado. As promessas de campanha são um fiasco, os hospitais que seriam construídos em 100% dos municípios não passou de engodo político, o povo morre sem assistência média e os atuais hospitais foram terceirizados - (a máquina de fazer caixa dois para futuras campanhas) e o povo vivendo na miséria, e médico obrigado pela força das circunstâncias operar crânio de paciente com furadeira(broca) da construção civil. A transparência desse governo é desejável, quando sequer expõe o valor das obras nas placas, temos como exemplo a obra do Centro de Convenções de João Pessoa, uma obra suntuosa, construída com dinheiro público para depois ser terceirizada ou privatizada. Por outro lado, em muitas cidades falta água e o asfalto de certas rodovias virou terra, a exemplo da estrada “asfaltada” da cidade de Cabaceiras, reconhecida nacionalmente pela festa do Bode-Rei, o descaso talvez possa ser justificado pelo título da festa, um rei não pode ser confrontado com outro, princípio do totalitarismo. Outra flâmula da campanha eleitoral foi a redução do valor da taxa de água, que em muitos casos a conta de água chega, mesmo sem contar com água na torneira ou em certos casos apenas duas vezes na semana. A redução da taxa de energia foi outra mentira, o governo federal reduziu o valor da cota de energia, mas o governo da Paraíba desconsiderou. A falta d’agua em nosso Estado é comparável a flagelo dos nossos animais que foram dizimados pela seca, expostos suas carcaças, no primeiro semestre de 2013 na porta do Banco do Nordeste em Campina Grande, que chocou a todos, a seca mais violenta das últimas quatro décadas.
  • 3. Mas o governador vende um Estado de bondade na mídia e alguns órgãos de comunicação da Paraíba estão cegos para uma realidade visível. O governador bem que poderia usar uma tática da época que era militante dos movimentos sociais, hoje no poder, poderia convocar a população para um grande ato público em defesa da vida e da paz, chamar atenção do governo federal para o Estado de Caos que hoje vivenciamos. Mas o governo omite seu passado e se encastela na casa do povo, desconsiderando o poder desse povo. Isolado em seu próprio castelo, este governo está condenado a fadiga e aos privilégios. Procurar falar com ele é inútil, pois a burocracia tem ódio do povo e em cada porta do palácio encontra-se um cão de guarda perguntando para onde você vai: “ - Quer falar com quem? – Com o Governador!! – Quem é você? – Sou uma servidora pública de 20 anos de serviço prestado ao Estado, o governador me jogou no meio da rua. Queria pedi-lhe sua misericórdia, que devolvesse meu emprego”. Vamos pedir a Deus para não adoecermos até dezembro de 2014 e vamos pedir aos orixás para nos proteger da bandidagem, vamos andar com uma cópia da Oração de São Jorge no bolso para nos livrar dos nossos inimigos. Autor: Professor Gilson Nunes Presidente da Associação dos Servidores Públicos das Regiões Norte/Nordeste asprenne@gmail.com – Fone: 083 3321-7362