SlideShare uma empresa Scribd logo
Texto: Ana Maria Assis de Oliveira
Ilustração: Luciana Kawassaki
Com a colaboração das psicólogas Taiana Rondon e Anna Priscila Benevenuto
CAPIVARINHAS NÃO SÃO SOZINHAS
Uma história de amizade.
Abuso sexual de crianças e adolescentes é um tema delicado, mas que precisa ser abordado.
A melhor forma de combater esse tipo de violência é a informação e o incentivo para que
as pessoas denunciem. O diálogo é fundamental. Conforme o Estatuto da Criança e do
Adolescente (ECA):
“Acriançaeoadolescentegozamdetodososdireitosfundamentaisinerentesàpessoahumana,
sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se-lhes, por lei ou por
outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento
físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade” (Artigo 3º).
A fim de colaborar com a garantia desses direitos, com o diálogo, respeitando a condição
de ser humano em desenvolvimento, e respeitando a dignidade e o bem-estar das crianças,
é que essa história foi escrita e ilustrada. Abordando de uma forma mais leve um assunto
difícil, utilizando personagens lúdicos inspirados na fauna sul-mato-grossense. O trabalho
contou, ainda, com a revisão de profissionais da psicologia que atuam especificamente com
o atendimento ao público infantil.
O material foi produzido na Gerência de Mídias Sociais da Assembleia Legislativa de Mato
Grosso do Sul (ALEMS). A Casa de Leis, com o presidente Paulo Corrêa (PSDB), apoia por mais
um ano a Campanha Maio Laranja, instituída pela Lei 5.118 de 2017 de autoria do deputado
HerculanoBorges(Solidariedade),quevisaocombateaoabusoeexploraçãosexualdecrianças
e adolescentes no estado de Mato Grosso do Sul.
Gerência de Mídias Sociais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
Maio de 2020.
APRESENTAÇÃO
1
Era uma vez uma família do mundo animal,
que vivia feliz num lugar perto do Pantanal.
2
O assunto nunca acabava e era do mais variado.
Até sobre pedir ajuda e sempre tomar cuidado.
Era uma mamãe capivara com
suas duas filhas capivarinhas.
A mamãe conversava bastante
e elas nunca ficavam sozinhas.
3
Todo dia, bem cedinho, era dia de ir pra escola e a mamãe ia
trabalhar fora.
Todo mundo pegava seu lanche e se arrumava sem demora.
4
Mas, um belo dia, a mamãe capivara disse assim:
— Meninas, hoje não tem escola,
e vocês vão ficar sem mim!
5
As capivarinhas ficaram muito tristes,
mas, logo, veio a solução:
— Eu vou chamar o titio Dentiré , não fiquem tristes não!
6
Naquele dia, a mamãe saiu pra trabalhar tranquilamente.
Ela tinha confiança no tio Dentiré, ela dizia: ele nunca mente.
7
Antes de sair, a mamãe deixou
um recado especial:
— Qualquer coisa, chamem a
vizinha Onçana , ela é muito legal.
8
As capivarinhas ficaram então despreocupadas.
Elas pensaram que seriam bem cuidadas.
9
Mas quando a mamãe saiu de perto.
Alguma coisa aconteceu.
O tio Dentiré não estava agindo certo,
como ele prometeu.
10
No começo, ele ofereceu um doce,
e uma capivarinha quis.
Mas depois ele pedia coisas que não deixava ninguém feliz.
11
— Tem partes do nosso corpo que a gente não pode deixar mexer.
E o tio Dentiré ficava pedindo toda hora pra ver!
12
E assim a preocupação tomou
conta das capivarinhas.
Ele queria até tirar foto das duas
e ver suas calcinhas!
13
Quando a mamãe fazia
carinho, elas sentiam alegria.
Mas o tio Dentiré encostava e
dava vergonha, que agonia!
14
Mas as capivarinhas lembraram
do que a mamãe não se
cansava de falar:
— Se um dia acontecer essas
coisas estranhas, conte pra
alguém que vai te ajudar!
15
Mais do que depressa,
uma delas correu no portão.
Ela chamou a vizinha Onçana, que deu total atenção!
16
A vizinha Onçana foi até lá, então, pra conversar.
E ela disse pro tio Dentiré naquela hora se afastar!
17
Depois, a mamãe chegou e
ficou tudo bem.
Ela disse que o Dentiré nunca
mais entra na casa dela também.
18
A Vizinha Onçana foi procurar a delegada.
E então, Dona Garça chegou toda apressada.
19
Com muita paciência,
ouviu tudo o que aconteceu.
E o Dentiré naquela
rua nunca mais apareceu.
20
FIM!
21
Pinte a Dona Onçana com as
suas amigas capivaras:
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
22
Agora desenhe quem é a sua pessoa
de confiança, pra quem você poderia
contar tudo que acontece com você:
23
Sobre Direitos Autorais:
A publicação e distribuição deste material são gratuitas,
sob a forma de ebook, efetuadas com a autorização prévia da autora.
É permitida a impressão e redistribuição em papel ou suporte digital,
desde que isso seja feito sem propósitos comerciais e todo o
conteúdo permaneça inalterado.
Gerência de Mídias Sociais da
Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
www.al.ms.gov.br
Para denúncias de abuso
e exploração sexual contra
crianças e adolescentes:
Disque 100

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Música: Planeta Água
Música: Planeta ÁguaMúsica: Planeta Água
Música: Planeta Água
Adriana Fischer Ribeiro
 
Joao e maria
Joao e mariaJoao e maria
Joao e maria
hamarry
 
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
VERA OLIVEIRA
 
Galinha conto-a galinha ruiva
Galinha  conto-a galinha ruivaGalinha  conto-a galinha ruiva
Galinha conto-a galinha ruiva
Crescendo EAprendendo
 
D4 (5º ano l.p.)
D4 (5º ano   l.p.)D4 (5º ano   l.p.)
D4 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
O macaco e o coelho
O macaco e o coelhoO macaco e o coelho
O macaco e o coelho
Roseli Aparecida Tavares
 
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra    joão e o pé de feijãoReconto escrito da obra    joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Hugo Ferreira
 
Fábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobatoFábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobato
escolapereirasantos
 
Chapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosChapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunos
Franciane Giomo
 
UM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdf
UM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdfUM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdf
UM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdf
AllysonFerreiraAdv
 
Projeto slide balão mágico
Projeto slide balão mágicoProjeto slide balão mágico
Projeto slide balão mágico
Adriana Campos
 
Chapeuzinho e o_leao_faminto
Chapeuzinho e o_leao_famintoChapeuzinho e o_leao_faminto
Chapeuzinho e o_leao_faminto
Professora dos anos iniciais do EFI
 
O Palhacinho
O PalhacinhoO Palhacinho
O Palhacinho
Margarida Lachica
 
Bajo el paraguas azul
Bajo el paraguas azulBajo el paraguas azul
Bajo el paraguas azul
LUCY UGARTE
 
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docxADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
janete52
 
A bela e a Fera
A bela e a FeraA bela e a Fera
A bela e a Fera
Tedd Mac
 
História do Nascimento de Jesus
História do Nascimento de JesusHistória do Nascimento de Jesus
História do Nascimento de Jesus
Isabel Martins
 
Atividadesmarcoregina
AtividadesmarcoreginaAtividadesmarcoregina
Atividadesmarcoregina
Luciana Marques
 
Os Dois Dinossauros Amigos
Os Dois Dinossauros AmigosOs Dois Dinossauros Amigos
Os Dois Dinossauros Amigos
Maria Sousa
 
O peixinho azul
O peixinho azulO peixinho azul
O peixinho azul
roza-melo
 

Mais procurados (20)

Música: Planeta Água
Música: Planeta ÁguaMúsica: Planeta Água
Música: Planeta Água
 
Joao e maria
Joao e mariaJoao e maria
Joao e maria
 
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
 
Galinha conto-a galinha ruiva
Galinha  conto-a galinha ruivaGalinha  conto-a galinha ruiva
Galinha conto-a galinha ruiva
 
D4 (5º ano l.p.)
D4 (5º ano   l.p.)D4 (5º ano   l.p.)
D4 (5º ano l.p.)
 
O macaco e o coelho
O macaco e o coelhoO macaco e o coelho
O macaco e o coelho
 
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra    joão e o pé de feijãoReconto escrito da obra    joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
 
Fábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobatoFábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobato
 
Chapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosChapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunos
 
UM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdf
UM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdfUM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdf
UM CASTELO BEM ASSOMBRADO.pdf
 
Projeto slide balão mágico
Projeto slide balão mágicoProjeto slide balão mágico
Projeto slide balão mágico
 
Chapeuzinho e o_leao_faminto
Chapeuzinho e o_leao_famintoChapeuzinho e o_leao_faminto
Chapeuzinho e o_leao_faminto
 
O Palhacinho
O PalhacinhoO Palhacinho
O Palhacinho
 
Bajo el paraguas azul
Bajo el paraguas azulBajo el paraguas azul
Bajo el paraguas azul
 
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docxADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
 
A bela e a Fera
A bela e a FeraA bela e a Fera
A bela e a Fera
 
História do Nascimento de Jesus
História do Nascimento de JesusHistória do Nascimento de Jesus
História do Nascimento de Jesus
 
Atividadesmarcoregina
AtividadesmarcoreginaAtividadesmarcoregina
Atividadesmarcoregina
 
Os Dois Dinossauros Amigos
Os Dois Dinossauros AmigosOs Dois Dinossauros Amigos
Os Dois Dinossauros Amigos
 
O peixinho azul
O peixinho azulO peixinho azul
O peixinho azul
 

Semelhante a capivarinhas-nao-sao-sozinhas-internet.pdf

23 a voz_da_estrela pdf
23 a voz_da_estrela pdf23 a voz_da_estrela pdf
23 a voz_da_estrela pdf
Sheila Santos
 
Jornal online - 2
Jornal   online - 2Jornal   online - 2
Jornal online - 2
Fabio Rossi
 
Mariama portugués
Mariama portuguésMariama portugués
Fadas e Borboletas
Fadas e BorboletasFadas e Borboletas
Fadas e Borboletas
Graça Sousa
 
Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (
Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (
Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (
AlDias9
 
Fadas ou borboletas
Fadas ou borboletasFadas ou borboletas
Fadas ou borboletas
Marisa Seara
 
Deixa eu falar_novembro2011
Deixa eu falar_novembro2011Deixa eu falar_novembro2011
Deixa eu falar_novembro2011
angelafreire
 
Adivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_webAdivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_web
GuilhermeRighettiFan
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
Josiane Carlos
 
Pit crônicas
Pit   crônicasPit   crônicas
Pit crônicas
Marcia Regina
 
Textos alunos para jornal (1)
Textos alunos para jornal (1)Textos alunos para jornal (1)
Textos alunos para jornal (1)
Maria Cristina Rocha
 
Folha da biblioteca 7
Folha da biblioteca 7Folha da biblioteca 7
Folha da biblioteca 7
Biblioteca Escolar Marinhas do Sal
 
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite SchneiderRQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
Adri Baldini
 
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite SchneiderRQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite Schneider
Ricardo Baldini
 
Jornal Mente Ativa 19
Jornal Mente Ativa 19Jornal Mente Ativa 19
Jornal Mente Ativa 19
Jeane Bordignon
 
Sustentabilidade 2
Sustentabilidade 2Sustentabilidade 2
Sustentabilidade 2
Silvia Fabricio
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Silvia Fabricio
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
Josiane Carlos
 
Uma Comunicação
Uma ComunicaçãoUma Comunicação
Uma Comunicação
Clara Cruz Santos
 
535 an 04 agosto_2015.ok (1)
535 an 04 agosto_2015.ok (1)535 an 04 agosto_2015.ok (1)
535 an 04 agosto_2015.ok (1)
Roberto Rabat Chame
 

Semelhante a capivarinhas-nao-sao-sozinhas-internet.pdf (20)

23 a voz_da_estrela pdf
23 a voz_da_estrela pdf23 a voz_da_estrela pdf
23 a voz_da_estrela pdf
 
Jornal online - 2
Jornal   online - 2Jornal   online - 2
Jornal online - 2
 
Mariama portugués
Mariama portuguésMariama portugués
Mariama portugués
 
Fadas e Borboletas
Fadas e BorboletasFadas e Borboletas
Fadas e Borboletas
 
Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (
Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (
Livro em pdf: titulo: a_menina_das_cores (
 
Fadas ou borboletas
Fadas ou borboletasFadas ou borboletas
Fadas ou borboletas
 
Deixa eu falar_novembro2011
Deixa eu falar_novembro2011Deixa eu falar_novembro2011
Deixa eu falar_novembro2011
 
Adivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_webAdivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_web
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
 
Pit crônicas
Pit   crônicasPit   crônicas
Pit crônicas
 
Textos alunos para jornal (1)
Textos alunos para jornal (1)Textos alunos para jornal (1)
Textos alunos para jornal (1)
 
Folha da biblioteca 7
Folha da biblioteca 7Folha da biblioteca 7
Folha da biblioteca 7
 
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite SchneiderRQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema - Maite Schneider
 
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite SchneiderRQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite Schneider
RQS 2006 - Sensibilidade Extrema Maite Schneider
 
Jornal Mente Ativa 19
Jornal Mente Ativa 19Jornal Mente Ativa 19
Jornal Mente Ativa 19
 
Sustentabilidade 2
Sustentabilidade 2Sustentabilidade 2
Sustentabilidade 2
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
 
Uma Comunicação
Uma ComunicaçãoUma Comunicação
Uma Comunicação
 
535 an 04 agosto_2015.ok (1)
535 an 04 agosto_2015.ok (1)535 an 04 agosto_2015.ok (1)
535 an 04 agosto_2015.ok (1)
 

Último

GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 

Último (20)

GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 

capivarinhas-nao-sao-sozinhas-internet.pdf

  • 1. Texto: Ana Maria Assis de Oliveira Ilustração: Luciana Kawassaki Com a colaboração das psicólogas Taiana Rondon e Anna Priscila Benevenuto CAPIVARINHAS NÃO SÃO SOZINHAS Uma história de amizade.
  • 2. Abuso sexual de crianças e adolescentes é um tema delicado, mas que precisa ser abordado. A melhor forma de combater esse tipo de violência é a informação e o incentivo para que as pessoas denunciem. O diálogo é fundamental. Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): “Acriançaeoadolescentegozamdetodososdireitosfundamentaisinerentesàpessoahumana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se-lhes, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade” (Artigo 3º). A fim de colaborar com a garantia desses direitos, com o diálogo, respeitando a condição de ser humano em desenvolvimento, e respeitando a dignidade e o bem-estar das crianças, é que essa história foi escrita e ilustrada. Abordando de uma forma mais leve um assunto difícil, utilizando personagens lúdicos inspirados na fauna sul-mato-grossense. O trabalho contou, ainda, com a revisão de profissionais da psicologia que atuam especificamente com o atendimento ao público infantil. O material foi produzido na Gerência de Mídias Sociais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). A Casa de Leis, com o presidente Paulo Corrêa (PSDB), apoia por mais um ano a Campanha Maio Laranja, instituída pela Lei 5.118 de 2017 de autoria do deputado HerculanoBorges(Solidariedade),quevisaocombateaoabusoeexploraçãosexualdecrianças e adolescentes no estado de Mato Grosso do Sul. Gerência de Mídias Sociais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Maio de 2020. APRESENTAÇÃO
  • 3. 1 Era uma vez uma família do mundo animal, que vivia feliz num lugar perto do Pantanal.
  • 4. 2 O assunto nunca acabava e era do mais variado. Até sobre pedir ajuda e sempre tomar cuidado. Era uma mamãe capivara com suas duas filhas capivarinhas. A mamãe conversava bastante e elas nunca ficavam sozinhas.
  • 5. 3 Todo dia, bem cedinho, era dia de ir pra escola e a mamãe ia trabalhar fora. Todo mundo pegava seu lanche e se arrumava sem demora.
  • 6. 4 Mas, um belo dia, a mamãe capivara disse assim: — Meninas, hoje não tem escola, e vocês vão ficar sem mim!
  • 7. 5 As capivarinhas ficaram muito tristes, mas, logo, veio a solução: — Eu vou chamar o titio Dentiré , não fiquem tristes não!
  • 8. 6 Naquele dia, a mamãe saiu pra trabalhar tranquilamente. Ela tinha confiança no tio Dentiré, ela dizia: ele nunca mente.
  • 9. 7 Antes de sair, a mamãe deixou um recado especial: — Qualquer coisa, chamem a vizinha Onçana , ela é muito legal.
  • 10. 8 As capivarinhas ficaram então despreocupadas. Elas pensaram que seriam bem cuidadas.
  • 11. 9 Mas quando a mamãe saiu de perto. Alguma coisa aconteceu. O tio Dentiré não estava agindo certo, como ele prometeu.
  • 12. 10 No começo, ele ofereceu um doce, e uma capivarinha quis. Mas depois ele pedia coisas que não deixava ninguém feliz.
  • 13. 11 — Tem partes do nosso corpo que a gente não pode deixar mexer. E o tio Dentiré ficava pedindo toda hora pra ver!
  • 14. 12 E assim a preocupação tomou conta das capivarinhas. Ele queria até tirar foto das duas e ver suas calcinhas!
  • 15. 13 Quando a mamãe fazia carinho, elas sentiam alegria. Mas o tio Dentiré encostava e dava vergonha, que agonia!
  • 16. 14 Mas as capivarinhas lembraram do que a mamãe não se cansava de falar: — Se um dia acontecer essas coisas estranhas, conte pra alguém que vai te ajudar!
  • 17. 15 Mais do que depressa, uma delas correu no portão. Ela chamou a vizinha Onçana, que deu total atenção!
  • 18. 16 A vizinha Onçana foi até lá, então, pra conversar. E ela disse pro tio Dentiré naquela hora se afastar!
  • 19. 17 Depois, a mamãe chegou e ficou tudo bem. Ela disse que o Dentiré nunca mais entra na casa dela também.
  • 20. 18 A Vizinha Onçana foi procurar a delegada. E então, Dona Garça chegou toda apressada.
  • 21. 19 Com muita paciência, ouviu tudo o que aconteceu. E o Dentiré naquela rua nunca mais apareceu.
  • 23. 21 Pinte a Dona Onçana com as suas amigas capivaras: SUGESTÃO DE ATIVIDADES
  • 24. 22 Agora desenhe quem é a sua pessoa de confiança, pra quem você poderia contar tudo que acontece com você:
  • 25. 23 Sobre Direitos Autorais: A publicação e distribuição deste material são gratuitas, sob a forma de ebook, efetuadas com a autorização prévia da autora. É permitida a impressão e redistribuição em papel ou suporte digital, desde que isso seja feito sem propósitos comerciais e todo o conteúdo permaneça inalterado. Gerência de Mídias Sociais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul www.al.ms.gov.br
  • 26. Para denúncias de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes: Disque 100