SlideShare uma empresa Scribd logo
s
            v amo
     O que           e
               nest
                                                             Saúde
             r                                                       menta
       ostra
                                                          Violên           l/
     m          to
                                                                 cia na
                                                                        escola
         f olhe

                                                1
Neste folheto pretendemos             xim  o nº1 s nº12
                             Joã o Má s Martin
informar os leitores sobre             rlo
                              Jos é Ca
os perigos da violência na
escola e estar no lado das




                                       8ºB
Habitualmente, são crianças que
                                    Os agressores são indivíduos     não dispõem de recursos ou
Um aluno com mais de 16 anos
                                    que têm pouca empatia. Fre-      habilidades para reagir, são
que cometa um acto tipificado
                                    quentemente, pertencem a         pouco sociáveis, sensíveis e frá-
como bullying poderá ser conde-
                                    famílias desestruturadas, nas    geis, são os escravos do grupo,
nado a uma pena de prisão até
                                    quais não há relacionamentos     e não sabem revidar por vergo-
cinco anos. Se dos actos pratica-
                                    afectivos entre os seus mem-     nha ou por conformismo, sendo
dos resultar a morte da vítima, a
                                    bros. Os pais exercem uma        muito prejudicados por ameaças
pena "poderá ser agravada entre
                                    supervisão fraca sobre os seus   e agressões.
três e dez anos", segundo a pro-
                                    filhos, toleram e oferecem
posta de criminalização da vio-
                                    modelos errados para solucio-
lência escolar, aprovada ontem na
                                    nar conflitos ou comportamen-
generalidade em Conselho de
                                    tos agressivos.
Ministros.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

A carta
A cartaA carta
A carta
Jamildo Melo
 
Proposta cartaz
Proposta cartazProposta cartaz
Proposta cartaz
Gabisi
 
5 edição
5 edição5 edição
5 edição
Licinio Borges
 
Abc cartaz 30x45
Abc cartaz 30x45Abc cartaz 30x45
Abc cartaz 30x45
Roberto Rabat Chame
 
Autonomo 4
Autonomo 4Autonomo 4
Autonomo 4
jisellihuilca
 
Simetrias
SimetriasSimetrias
Simetrias
emiliarcsilva
 
Aneel substituiu multa por reembolso.
Aneel substituiu multa por reembolso.Aneel substituiu multa por reembolso.
Aneel substituiu multa por reembolso.
ANACE - Associação Nacional dos Consumidores de Energia.
 

Destaque (8)

A carta
A cartaA carta
A carta
 
Proposta cartaz
Proposta cartazProposta cartaz
Proposta cartaz
 
Folheto moradores
Folheto moradoresFolheto moradores
Folheto moradores
 
5 edição
5 edição5 edição
5 edição
 
Abc cartaz 30x45
Abc cartaz 30x45Abc cartaz 30x45
Abc cartaz 30x45
 
Autonomo 4
Autonomo 4Autonomo 4
Autonomo 4
 
Simetrias
SimetriasSimetrias
Simetrias
 
Aneel substituiu multa por reembolso.
Aneel substituiu multa por reembolso.Aneel substituiu multa por reembolso.
Aneel substituiu multa por reembolso.
 

Semelhante a Bullying

Doc 154
Doc 154Doc 154
Doc 154
ACECTALCT
 
Manual docentes
Manual docentesManual docentes
Manual docentes
Fatima Campos
 
Esquema bullying
Esquema bullyingEsquema bullying
Esquema bullying
Laura Reis
 
Violência Escolar
Violência EscolarViolência Escolar
Violência Escolar
annokax
 
Violência Escolar
Violência EscolarViolência Escolar
Violência Escolar
annokax
 
Desenvolvimento Psicossocial: Terceira Infâncai
Desenvolvimento Psicossocial: Terceira InfâncaiDesenvolvimento Psicossocial: Terceira Infâncai
Desenvolvimento Psicossocial: Terceira Infâncai
Ariane Macedo
 
A violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da históriaA violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da história
Maria Aparecida S Ferreira
 
Questão Social - Causas da Violência na Escola
Questão Social - Causas da Violência na EscolaQuestão Social - Causas da Violência na Escola
Questão Social - Causas da Violência na Escola
Carol Alves
 
Ed356 29.06.2011
Ed356   29.06.2011Ed356   29.06.2011
Ed356 29.06.2011
Wesley Fragas
 
Artigo bullying
Artigo bullyingArtigo bullying
Artigo bullying
Elisângela Feitosa
 
A violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da históriaA violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da história
Maria Aparecida S Ferreira
 
Bullying Carmela dutra
Bullying Carmela dutraBullying Carmela dutra
Bullying Carmela dutra
Belucci Bernardino
 
Apostila bullying
Apostila   bullyingApostila   bullying
Apostila bullying
danimandetta
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
BullyingBullying
Bullying
catherineee
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
catherineee
 
violenciaescolar04082016cleofante.ppt
violenciaescolar04082016cleofante.pptviolenciaescolar04082016cleofante.ppt
violenciaescolar04082016cleofante.ppt
Marina Simões Neves
 
Bullying não tem graça
Bullying não tem graçaBullying não tem graça
Bullying não tem graça
Rubens Junior
 
Cartilha Bullying.docx
Cartilha Bullying.docxCartilha Bullying.docx
Cartilha Bullying.docx
DjalmaHenares1
 
Apresentacao bullying (1)
Apresentacao bullying (1)Apresentacao bullying (1)
Apresentacao bullying (1)
LucasDantas98
 

Semelhante a Bullying (20)

Doc 154
Doc 154Doc 154
Doc 154
 
Manual docentes
Manual docentesManual docentes
Manual docentes
 
Esquema bullying
Esquema bullyingEsquema bullying
Esquema bullying
 
Violência Escolar
Violência EscolarViolência Escolar
Violência Escolar
 
Violência Escolar
Violência EscolarViolência Escolar
Violência Escolar
 
Desenvolvimento Psicossocial: Terceira Infâncai
Desenvolvimento Psicossocial: Terceira InfâncaiDesenvolvimento Psicossocial: Terceira Infâncai
Desenvolvimento Psicossocial: Terceira Infâncai
 
A violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da históriaA violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da história
 
Questão Social - Causas da Violência na Escola
Questão Social - Causas da Violência na EscolaQuestão Social - Causas da Violência na Escola
Questão Social - Causas da Violência na Escola
 
Ed356 29.06.2011
Ed356   29.06.2011Ed356   29.06.2011
Ed356 29.06.2011
 
Artigo bullying
Artigo bullyingArtigo bullying
Artigo bullying
 
A violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da históriaA violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da história
 
Bullying Carmela dutra
Bullying Carmela dutraBullying Carmela dutra
Bullying Carmela dutra
 
Apostila bullying
Apostila   bullyingApostila   bullying
Apostila bullying
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
violenciaescolar04082016cleofante.ppt
violenciaescolar04082016cleofante.pptviolenciaescolar04082016cleofante.ppt
violenciaescolar04082016cleofante.ppt
 
Bullying não tem graça
Bullying não tem graçaBullying não tem graça
Bullying não tem graça
 
Cartilha Bullying.docx
Cartilha Bullying.docxCartilha Bullying.docx
Cartilha Bullying.docx
 
Apresentacao bullying (1)
Apresentacao bullying (1)Apresentacao bullying (1)
Apresentacao bullying (1)
 

Último

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 

Último (20)

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 

Bullying

  • 1. s v amo O que e nest Saúde r menta ostra Violên l/ m to cia na escola f olhe 1 Neste folheto pretendemos xim o nº1 s nº12 Joã o Má s Martin informar os leitores sobre rlo Jos é Ca os perigos da violência na escola e estar no lado das 8ºB
  • 2. Habitualmente, são crianças que Os agressores são indivíduos não dispõem de recursos ou Um aluno com mais de 16 anos que têm pouca empatia. Fre- habilidades para reagir, são que cometa um acto tipificado quentemente, pertencem a pouco sociáveis, sensíveis e frá- como bullying poderá ser conde- famílias desestruturadas, nas geis, são os escravos do grupo, nado a uma pena de prisão até quais não há relacionamentos e não sabem revidar por vergo- cinco anos. Se dos actos pratica- afectivos entre os seus mem- nha ou por conformismo, sendo dos resultar a morte da vítima, a bros. Os pais exercem uma muito prejudicados por ameaças pena "poderá ser agravada entre supervisão fraca sobre os seus e agressões. três e dez anos", segundo a pro- filhos, toleram e oferecem posta de criminalização da vio- modelos errados para solucio- lência escolar, aprovada ontem na nar conflitos ou comportamen- generalidade em Conselho de tos agressivos. Ministros.