SlideShare uma empresa Scribd logo
Bolsa Família e desenvolvimento com equilíbrio e
inclusão social
Artigo da ministra Tereza Campello e do secretário Helmut Schwarzer publicado na
edição de 13 de maio de 2015 do Valor Econômico
Em 11 anos, o Bolsa Família se consolidou como um dos pilares da estratégia de combate
à pobreza e à exclusão social no Brasil. O programa atende hoje cerca de 14 milhões de
famílias, sempre mantendo o foco nos mais pobres, característica que lhe rendeu
reconhecimento internacional.
Nesse período, mais de 3,1 milhões de famílias deixaram o programa voluntariamente, por
terem superado o limite de renda prevista no programa ou por terem deixado de atualizar
suas informações no Cadastro Único dentro do prazo previsto, sugerindo que não
precisavam mais do complemento de renda.
Os beneficiários devem atualizar seus dados no Cadastro Único a cada dois anos. Só no
mês passado, ao final de mais um ciclo de revisão cadastral, quase 450 mil famílias
tiveram o benefício cancelado.
Mais de 96% dos 15,7 milhões de estudantes monitorados cumprem frequência mínima de
85% nas escolas
Outras 3 milhões de famílias foram desligadas do Bolsa Família desde o início do
programa em decorrência de rotinas de monitoramento e controle realizadas anualmente.
Sem fixarmos prazo para a superação da pobreza, consideramos desejável que as
famílias beneficiárias consigam fazer uma saída sustentada do programa - e os números
mostram que isso vem acontecendo com milhares de famílias nos últimos anos.
Criado em 2003, o Bolsa Família paga em média R$ 170 mensais às famílias mais pobres
e, em contrapartida, exige que enviem suas crianças e jovens à escola, bem como
cumpram uma agenda periódica de acompanhamento em saúde.
O programa monitora bimestralmente a frequência escolar de 15,7 milhões de estudantes,
entre os quais 96,3% efetivamente cumprem uma presença mínima de 85% (de 6 a 15
anos de idade) ou 75% (de 16 a 17 anos de idade). Dos 5 milhões de crianças de até 6
anos com o calendário de vacinação acompanhado, 99% estão em dia. Entre as gestantes
beneficiárias, aumentou o percentual daquelas que começam o acompanhamento pré-
natal já nos primeiros 90 dias da gestação.
Os impactos do Bolsa Família estão amplamente documentados. Entre eles destaca-se a
contribuição à queda da pobreza extrema no Brasil, com a retirada de 36 milhões de
pessoas da miséria, das quais 22 milhões entre 2011 e 2014. Outro resultado relevante é o
aumento da seguridade alimentar e nutricional, com queda pela metade no déficit de
estatura das crianças beneficiárias, entre 2008 e 2012, bem como uma grande expansão
no acesso à educação, resultando em maiores taxas escolares de frequência e aprovação
no ensino fundamental e médio dos jovens beneficiários.
Os resultados, como se vê, vão muito além da garantia de renda às famílias e alcançam
várias dimensões da pobreza, como o acesso à educação, saúde e serviços. Estudo
baseado em metodologia do Banco Mundial atestou que em dez anos, desde a criação do
Bolsa Família, o percentual de brasileiros vivendo privações múltiplas caiu de 8% para
1,1% da população. Essa queda foi mais relevante justamente onde a pobreza era maior:
no Nordeste, entre negros e nas famílias com filhos menores.
Tão importantes quanto os efeitos imediatos no acesso a renda, serviços e bens são os
impactos de longo prazo na formação dos jovens que permanecem na escola. Trata-se de
uma contribuição estratégica para o desenvolvimento. Níveis mais elevados de
escolaridade são necessários para que os jovens tenham oportunidades de inclusão social
via trabalho decente na etapa adulta, numa trajetória diferente da que seus pais tiveram.
Ao mesmo tempo, a maior escolaridade é fundamental para aumentar a produtividade da
economia brasileira.
Essa produtividade também melhora com os esforços do Plano Brasil Sem Miséria para
ampliar a inclusão econômica das famílias. Mais de 1,7 milhão de vagas de qualificação
profissional do Pronatec foram ocupadas por pessoas de baixa renda desde 2011. E
quase meio milhão de beneficiários se tornaram microempreendedores individuais no
mesmo período.
Neste contexto de resultados obtidos, surpreende ouvir manifestações de que o Bolsa
Família tiraria pessoas do mercado de trabalho e criaria dependência, manifestações
essas associadas à defesa de um tempo limite de permanência no programa. O suposto
"efeito preguiça" não tem amparo nos fatos, já que a taxa de atividade dos adultos das
famílias beneficiárias - de 75% - é equivalente à das famílias não beneficiárias. De fato, o
Bolsa Família não substitui a renda do trabalho, mas a complementa.
Outros argumentos, como o que o Bolsa Família incentivaria as famílias a terem mais
filhos, são cabalmente contrapostos pelos fatos. Conforme o IBGE, entre 2003 e 2013, o
número de filhos por mulher caiu mais acentuadamente entre os 20% mais pobres, na
faixa de renda atendida pelo programa, 50% mais do que na média da população.
Em resumo, o Programa Bolsa Família presta contribuições essenciais à sociedade
brasileira: alívio massivo da pobreza extrema, apoio ao acesso universal à escola e a
serviços de saúde, mais paz e coesão social, fortalecimento da demanda interna e
geração de emprego e renda com impacto sobre o crescimento econômico, sobretudo dos
setores de consumo popular. Nenhum país pode prescindir de um sistema de proteção
social eficiente para o seu desenvolvimento.
O Bolsa Família articula virtuosamente renda e serviços para um a cada quatro brasileiros,
os 25% mais pobres, e custa apenas 0,5% do PIB, em gastos que retornam para estimular
a economia. Ele não é peça passageira de um paradigma "que se esgotou", mas elemento
chave para um modelo de desenvolvimento includente e equilibrado no Brasil no longo
prazo.
Tereza Campello é ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Helmut Schwarzer é secretário nacional de Renda de Cidadania (do MDS)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As desigualdades sociais no brasil grupoooo
As desigualdades sociais no brasil grupooooAs desigualdades sociais no brasil grupoooo
As desigualdades sociais no brasil grupoooo
Rosemary Francini Martins Teixira
 
Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?
Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?
Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?
Oxfam Brasil
 
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
Cibele Machado
 
Problemas socio economicos
Problemas socio economicosProblemas socio economicos
Problemas socio economicos
anaantiqueira
 
Problemas socio economicos
Problemas socio economicosProblemas socio economicos
Problemas socio economicos
anaantiqueira
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
Kely Cristina Metzker
 
Desigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaDesigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de renda
Fernando Pinto Coelho
 
Urbanização e população
Urbanização e populaçãoUrbanização e população
Urbanização e população
Paulo Victor
 
Estrutura etária da população e Políticas demográficas
Estrutura etária da população e Políticas demográficasEstrutura etária da população e Políticas demográficas
Estrutura etária da população e Políticas demográficas
Pedro Damião
 
Desigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusãoDesigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusão
Jones Godinho
 
Bolsas governamentais - Colégio Mlobato
Bolsas governamentais - Colégio MlobatoBolsas governamentais - Colégio Mlobato
Bolsas governamentais - Colégio Mlobato
Isabel Cabral
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
Marcos Alencar
 
Família
FamíliaFamília
Família
Roseli Tejo
 
O que é desigualdade social
O que é desigualdade socialO que é desigualdade social
O que é desigualdade social
Junior Guzzo
 
Estrutura etária
Estrutura etáriaEstrutura etária
Estrutura etária
Gisela Alves
 
Trabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do MilênioTrabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do Milênio
Denis Moraes
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Livro para o meio escolar
Livro para o meio escolarLivro para o meio escolar
Livro para o meio escolar
Valéria Teixeira
 
ESS - "Pobreza"
ESS - "Pobreza"ESS - "Pobreza"
ESS - "Pobreza"
Ilda Bicacro
 

Mais procurados (19)

As desigualdades sociais no brasil grupoooo
As desigualdades sociais no brasil grupooooAs desigualdades sociais no brasil grupoooo
As desigualdades sociais no brasil grupoooo
 
Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?
Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?
Brasil: Pobreza e desigualdade. Para onde vamos?
 
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL
 
Problemas socio economicos
Problemas socio economicosProblemas socio economicos
Problemas socio economicos
 
Problemas socio economicos
Problemas socio economicosProblemas socio economicos
Problemas socio economicos
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Desigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaDesigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de renda
 
Urbanização e população
Urbanização e populaçãoUrbanização e população
Urbanização e população
 
Estrutura etária da população e Políticas demográficas
Estrutura etária da população e Políticas demográficasEstrutura etária da população e Políticas demográficas
Estrutura etária da população e Políticas demográficas
 
Desigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusãoDesigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusão
 
Bolsas governamentais - Colégio Mlobato
Bolsas governamentais - Colégio MlobatoBolsas governamentais - Colégio Mlobato
Bolsas governamentais - Colégio Mlobato
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Família
FamíliaFamília
Família
 
O que é desigualdade social
O que é desigualdade socialO que é desigualdade social
O que é desigualdade social
 
Estrutura etária
Estrutura etáriaEstrutura etária
Estrutura etária
 
Trabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do MilênioTrabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do Milênio
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
 
Livro para o meio escolar
Livro para o meio escolarLivro para o meio escolar
Livro para o meio escolar
 
ESS - "Pobreza"
ESS - "Pobreza"ESS - "Pobreza"
ESS - "Pobreza"
 

Destaque

Senhor que vieste salvar
Senhor que vieste salvarSenhor que vieste salvar
Senhor que vieste salvar
xandaoferreirarcc
 
Paràmetros de Calificaciòn
Paràmetros de CalificaciònParàmetros de Calificaciòn
Paràmetros de Calificaciòn
Tefiit Paredes
 
Mapa conceptual
Mapa conceptualMapa conceptual
Mapa conceptual
Santi Iriarte
 
Coluna Cultura 13 04 13
Coluna Cultura 13 04 13Coluna Cultura 13 04 13
Coluna Cultura 13 04 13
Luiz Silva
 
Revendedor de sms
Revendedor de smsRevendedor de sms
Revendedor de sms
fabioladaiane
 
O que é melhoria contínua na prática?
O que é melhoria contínua na prática?O que é melhoria contínua na prática?
O que é melhoria contínua na prática?
command-coaching
 
Factura
FacturaFactura
Helados homero 2
Helados homero 2Helados homero 2
Helados homero 2
Suyis Yahaira Lozano
 
Oficinas 2013[1]
Oficinas 2013[1]Oficinas 2013[1]
Oficinas 2013[1]
Mariana Rossato
 
Diário Oficial - São Paulo Orgânico
Diário Oficial - São Paulo OrgânicoDiário Oficial - São Paulo Orgânico
Diário Oficial - São Paulo Orgânico
Agricultura Sao Paulo
 
Apresentação mãe
Apresentação mãeApresentação mãe
Apresentação mãe
Adriana C. B. Couto
 
Egipto
EgiptoEgipto
Egipto
soymorella
 
Ponto a ponto_5
Ponto a ponto_5Ponto a ponto_5
Ponto a ponto_5
gavetadefichas
 
El cuadrado misterioso5 cborisydiego
El cuadrado misterioso5 cborisydiegoEl cuadrado misterioso5 cborisydiego
El cuadrado misterioso5 cborisydiego
Andrea Lux
 
C.1434757 1
C.1434757 1C.1434757 1
C.1434757 1
Alina Asiminei
 
Mistério da Vida Humana, o Maior
Mistério da Vida Humana, o MaiorMistério da Vida Humana, o Maior
Mistério da Vida Humana, o Maior
GSU
 
Mapa conceptual gerencia de proyectos
Mapa conceptual gerencia de proyectosMapa conceptual gerencia de proyectos
Mapa conceptual gerencia de proyectos
alfredopulido1981
 
Lista 02 equações de 1º grau
Lista 02  equações de 1º grauLista 02  equações de 1º grau
Lista 02 equações de 1º grau
Felipe Thiago
 
Gelatinógrafo
GelatinógrafoGelatinógrafo
Gelatinógrafo
angulus
 

Destaque (20)

Senhor que vieste salvar
Senhor que vieste salvarSenhor que vieste salvar
Senhor que vieste salvar
 
Paràmetros de Calificaciòn
Paràmetros de CalificaciònParàmetros de Calificaciòn
Paràmetros de Calificaciòn
 
Mapa conceptual
Mapa conceptualMapa conceptual
Mapa conceptual
 
Coluna Cultura 13 04 13
Coluna Cultura 13 04 13Coluna Cultura 13 04 13
Coluna Cultura 13 04 13
 
Revendedor de sms
Revendedor de smsRevendedor de sms
Revendedor de sms
 
O que é melhoria contínua na prática?
O que é melhoria contínua na prática?O que é melhoria contínua na prática?
O que é melhoria contínua na prática?
 
Factura
FacturaFactura
Factura
 
Helados homero 2
Helados homero 2Helados homero 2
Helados homero 2
 
Oficinas 2013[1]
Oficinas 2013[1]Oficinas 2013[1]
Oficinas 2013[1]
 
Diário Oficial - São Paulo Orgânico
Diário Oficial - São Paulo OrgânicoDiário Oficial - São Paulo Orgânico
Diário Oficial - São Paulo Orgânico
 
Apresentação mãe
Apresentação mãeApresentação mãe
Apresentação mãe
 
Egipto
EgiptoEgipto
Egipto
 
Ponto a ponto_5
Ponto a ponto_5Ponto a ponto_5
Ponto a ponto_5
 
El cuadrado misterioso5 cborisydiego
El cuadrado misterioso5 cborisydiegoEl cuadrado misterioso5 cborisydiego
El cuadrado misterioso5 cborisydiego
 
C.1434757 1
C.1434757 1C.1434757 1
C.1434757 1
 
Mistério da Vida Humana, o Maior
Mistério da Vida Humana, o MaiorMistério da Vida Humana, o Maior
Mistério da Vida Humana, o Maior
 
Mapa conceptual gerencia de proyectos
Mapa conceptual gerencia de proyectosMapa conceptual gerencia de proyectos
Mapa conceptual gerencia de proyectos
 
Lista 02 equações de 1º grau
Lista 02  equações de 1º grauLista 02  equações de 1º grau
Lista 02 equações de 1º grau
 
Gelatinógrafo
GelatinógrafoGelatinógrafo
Gelatinógrafo
 
Img 0002
Img 0002Img 0002
Img 0002
 

Semelhante a Bolsa família e desenvolvimento com equilíbrio e inclusão social

Trabalho bolsa familia
Trabalho bolsa familiaTrabalho bolsa familia
Trabalho bolsa familia
nubia veves
 
Cadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em DebateCadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em Debate
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Agenda5
Agenda5Agenda5
Cadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em DebateCadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em Debate
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Perfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_André
Perfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_AndréPerfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_André
Perfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_André
Daniel Veras, PhD
 
Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)
Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)
Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)
Edinho Silva
 
Apresentação coegemas 22 08-2013
Apresentação coegemas 22 08-2013 Apresentação coegemas 22 08-2013
Apresentação coegemas 22 08-2013
Pedro Ponto Ponto
 
Slide Bolsa Família
Slide Bolsa FamíliaSlide Bolsa Família
Slide Bolsa Família
Jomari
 
Políticas de Proteção Social no Governo Lula
Políticas de Proteção Social no Governo LulaPolíticas de Proteção Social no Governo Lula
Políticas de Proteção Social no Governo Lula
Gleisi Hoffmann
 
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP
 
Acompanhamento frequencia pbf
Acompanhamento frequencia pbfAcompanhamento frequencia pbf
Acompanhamento frequencia pbf
Daniela Rosa da Silva
 
Bolsa família e cadastro unico
Bolsa família e cadastro unicoBolsa família e cadastro unico
Bolsa família e cadastro unico
Dheimyson Carlos Sousa Silva
 
Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014
Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014
Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014
Palácio do Planalto
 
Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014
Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014
Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Em Questão - 1641
Em Questão -   1641Em Questão -   1641
Em Questão - 1641
Ministério da Saúde
 
A miséria no brasil
A miséria no brasilA miséria no brasil
A miséria no brasil
Flavia Scarioti
 
Bolsa familia na_saude_2011
Bolsa familia na_saude_2011Bolsa familia na_saude_2011
Bolsa familia na_saude_2011
Alinebrauna Brauna
 
Redação - tema extra 02 - CILP 2014
Redação - tema extra 02 - CILP 2014Redação - tema extra 02 - CILP 2014
Redação - tema extra 02 - CILP 2014
jasonrplima
 
Maringá não consegue atender a demanda total do Bolsa Família
Maringá não consegue atender a demanda total do Bolsa FamíliaMaringá não consegue atender a demanda total do Bolsa Família
Maringá não consegue atender a demanda total do Bolsa Família
Enio Verri
 
ESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRA
ESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRAESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRA
ESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRA
E1R2I3
 

Semelhante a Bolsa família e desenvolvimento com equilíbrio e inclusão social (20)

Trabalho bolsa familia
Trabalho bolsa familiaTrabalho bolsa familia
Trabalho bolsa familia
 
Cadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em DebateCadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 18: Desenvolvimento Social em Debate
 
Agenda5
Agenda5Agenda5
Agenda5
 
Cadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em DebateCadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em Debate
Cadernos de Estudos nº 17: Desenvolvimento Social em Debate
 
Perfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_André
Perfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_AndréPerfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_André
Perfil_Beneficiários_Banco_de_Alimento_Santo_André
 
Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)
Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)
Balanço Final do Governo Lula - livro 3 (cap. 1)
 
Apresentação coegemas 22 08-2013
Apresentação coegemas 22 08-2013 Apresentação coegemas 22 08-2013
Apresentação coegemas 22 08-2013
 
Slide Bolsa Família
Slide Bolsa FamíliaSlide Bolsa Família
Slide Bolsa Família
 
Políticas de Proteção Social no Governo Lula
Políticas de Proteção Social no Governo LulaPolíticas de Proteção Social no Governo Lula
Políticas de Proteção Social no Governo Lula
 
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
Lançamento da 4ª Mostra de Responsabilidade
 
Acompanhamento frequencia pbf
Acompanhamento frequencia pbfAcompanhamento frequencia pbf
Acompanhamento frequencia pbf
 
Bolsa família e cadastro unico
Bolsa família e cadastro unicoBolsa família e cadastro unico
Bolsa família e cadastro unico
 
Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014
Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014
Plano Brasil Sem Miséria - Resultados 2011/2014
 
Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014
Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014
Brasil Sem Miséria - Caderno de Resultados 2011 - 2014
 
Em Questão - 1641
Em Questão -   1641Em Questão -   1641
Em Questão - 1641
 
A miséria no brasil
A miséria no brasilA miséria no brasil
A miséria no brasil
 
Bolsa familia na_saude_2011
Bolsa familia na_saude_2011Bolsa familia na_saude_2011
Bolsa familia na_saude_2011
 
Redação - tema extra 02 - CILP 2014
Redação - tema extra 02 - CILP 2014Redação - tema extra 02 - CILP 2014
Redação - tema extra 02 - CILP 2014
 
Maringá não consegue atender a demanda total do Bolsa Família
Maringá não consegue atender a demanda total do Bolsa FamíliaMaringá não consegue atender a demanda total do Bolsa Família
Maringá não consegue atender a demanda total do Bolsa Família
 
ESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRA
ESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRAESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRA
ESCOLA VIDA E CIDADANIA - MESTRE OLIVEIRA
 

Mais de Secretaria Especial do Desenvolvimento Social

Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...
Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...
Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Novo Marco Legal sobre Drogas
Novo Marco Legal sobre DrogasNovo Marco Legal sobre Drogas
Novo Marco Legal sobre Drogas
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Modelo - Noticiário do Dia
Modelo - Noticiário do Dia Modelo - Noticiário do Dia
Modelo - Noticiário do Dia
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Orientações para a adesão dos municípios ao Sisan
Orientações para a adesão dos municípios ao SisanOrientações para a adesão dos municípios ao Sisan
Orientações para a adesão dos municípios ao Sisan
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Apresentação do ministro Osmar Terra
Apresentação do ministro Osmar TerraApresentação do ministro Osmar Terra
Apresentação do ministro Osmar Terra
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23
Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23
Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Abril Indígena Suas
Abril Indígena SuasAbril Indígena Suas
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Caderno de Resultados Mulheres
Caderno de Resultados MulheresCaderno de Resultados Mulheres
Caderno de Resultados Mulheres
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Caderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva Urbana
Caderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva UrbanaCaderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva Urbana
Caderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva Urbana
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Redução da pobreza e das desigualdades – primeira infância
Redução da pobreza e das desigualdades –  primeira infânciaRedução da pobreza e das desigualdades –  primeira infância
Redução da pobreza e das desigualdades – primeira infância
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Artigo: Batalhadores do Brasil
 Artigo: Batalhadores do Brasil Artigo: Batalhadores do Brasil
Artigo: Batalhadores do Brasil
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Christine lagarde
Christine lagardeChristine lagarde
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Caderno de Resultados (2011/2014)
Caderno de Resultados (2011/2014)Caderno de Resultados (2011/2014)
Caderno de Resultados (2011/2014)
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Superação da pobreza da população negra
Superação da pobreza da população negraSuperação da pobreza da população negra
Superação da pobreza da população negra
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 
Seguridad Nutricional y Alimentaria en Brasil
Seguridad Nutricional y Alimentaria en BrasilSeguridad Nutricional y Alimentaria en Brasil
Seguridad Nutricional y Alimentaria en Brasil
Secretaria Especial do Desenvolvimento Social
 

Mais de Secretaria Especial do Desenvolvimento Social (20)

Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...
Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...
Brazil’s Commitments to the United Nations Decade of Action on Nutrition (201...
 
Novo Marco Legal sobre Drogas
Novo Marco Legal sobre DrogasNovo Marco Legal sobre Drogas
Novo Marco Legal sobre Drogas
 
Modelo - Noticiário do Dia
Modelo - Noticiário do Dia Modelo - Noticiário do Dia
Modelo - Noticiário do Dia
 
Orientações para a adesão dos municípios ao Sisan
Orientações para a adesão dos municípios ao SisanOrientações para a adesão dos municípios ao Sisan
Orientações para a adesão dos municípios ao Sisan
 
Apresentação do ministro Osmar Terra
Apresentação do ministro Osmar TerraApresentação do ministro Osmar Terra
Apresentação do ministro Osmar Terra
 
Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23
Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23
Cadernos de Estudos: Desenvolvimento Social em Debate - número 23
 
Abril Indígena Suas
Abril Indígena SuasAbril Indígena Suas
Abril Indígena Suas
 
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014
 
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
Resultados dos Programas Sociais junto à população negra - Agosto/2015
 
Caderno de Resultados Mulheres
Caderno de Resultados MulheresCaderno de Resultados Mulheres
Caderno de Resultados Mulheres
 
Caderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva Urbana
Caderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva UrbanaCaderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva Urbana
Caderno de Estudos nº 24 - Inclusão Produtiva Urbana
 
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
Lançamento do Caderno de Estudos Inclusão Produtiva Urbana: o que fez o Prona...
 
Redução da pobreza e das desigualdades – primeira infância
Redução da pobreza e das desigualdades –  primeira infânciaRedução da pobreza e das desigualdades –  primeira infância
Redução da pobreza e das desigualdades – primeira infância
 
Artigo: Batalhadores do Brasil
 Artigo: Batalhadores do Brasil Artigo: Batalhadores do Brasil
Artigo: Batalhadores do Brasil
 
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
Apresentação da Ministra - 15º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Ed...
 
Christine lagarde
Christine lagardeChristine lagarde
Christine lagarde
 
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
Relatório FAO - O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2015
 
Caderno de Resultados (2011/2014)
Caderno de Resultados (2011/2014)Caderno de Resultados (2011/2014)
Caderno de Resultados (2011/2014)
 
Superação da pobreza da população negra
Superação da pobreza da população negraSuperação da pobreza da população negra
Superação da pobreza da população negra
 
Seguridad Nutricional y Alimentaria en Brasil
Seguridad Nutricional y Alimentaria en BrasilSeguridad Nutricional y Alimentaria en Brasil
Seguridad Nutricional y Alimentaria en Brasil
 

Bolsa família e desenvolvimento com equilíbrio e inclusão social

  • 1. Bolsa Família e desenvolvimento com equilíbrio e inclusão social Artigo da ministra Tereza Campello e do secretário Helmut Schwarzer publicado na edição de 13 de maio de 2015 do Valor Econômico Em 11 anos, o Bolsa Família se consolidou como um dos pilares da estratégia de combate à pobreza e à exclusão social no Brasil. O programa atende hoje cerca de 14 milhões de famílias, sempre mantendo o foco nos mais pobres, característica que lhe rendeu reconhecimento internacional. Nesse período, mais de 3,1 milhões de famílias deixaram o programa voluntariamente, por terem superado o limite de renda prevista no programa ou por terem deixado de atualizar suas informações no Cadastro Único dentro do prazo previsto, sugerindo que não precisavam mais do complemento de renda. Os beneficiários devem atualizar seus dados no Cadastro Único a cada dois anos. Só no mês passado, ao final de mais um ciclo de revisão cadastral, quase 450 mil famílias tiveram o benefício cancelado. Mais de 96% dos 15,7 milhões de estudantes monitorados cumprem frequência mínima de 85% nas escolas Outras 3 milhões de famílias foram desligadas do Bolsa Família desde o início do programa em decorrência de rotinas de monitoramento e controle realizadas anualmente. Sem fixarmos prazo para a superação da pobreza, consideramos desejável que as famílias beneficiárias consigam fazer uma saída sustentada do programa - e os números mostram que isso vem acontecendo com milhares de famílias nos últimos anos. Criado em 2003, o Bolsa Família paga em média R$ 170 mensais às famílias mais pobres e, em contrapartida, exige que enviem suas crianças e jovens à escola, bem como cumpram uma agenda periódica de acompanhamento em saúde. O programa monitora bimestralmente a frequência escolar de 15,7 milhões de estudantes, entre os quais 96,3% efetivamente cumprem uma presença mínima de 85% (de 6 a 15 anos de idade) ou 75% (de 16 a 17 anos de idade). Dos 5 milhões de crianças de até 6 anos com o calendário de vacinação acompanhado, 99% estão em dia. Entre as gestantes beneficiárias, aumentou o percentual daquelas que começam o acompanhamento pré- natal já nos primeiros 90 dias da gestação. Os impactos do Bolsa Família estão amplamente documentados. Entre eles destaca-se a contribuição à queda da pobreza extrema no Brasil, com a retirada de 36 milhões de pessoas da miséria, das quais 22 milhões entre 2011 e 2014. Outro resultado relevante é o aumento da seguridade alimentar e nutricional, com queda pela metade no déficit de estatura das crianças beneficiárias, entre 2008 e 2012, bem como uma grande expansão no acesso à educação, resultando em maiores taxas escolares de frequência e aprovação no ensino fundamental e médio dos jovens beneficiários. Os resultados, como se vê, vão muito além da garantia de renda às famílias e alcançam várias dimensões da pobreza, como o acesso à educação, saúde e serviços. Estudo baseado em metodologia do Banco Mundial atestou que em dez anos, desde a criação do Bolsa Família, o percentual de brasileiros vivendo privações múltiplas caiu de 8% para
  • 2. 1,1% da população. Essa queda foi mais relevante justamente onde a pobreza era maior: no Nordeste, entre negros e nas famílias com filhos menores. Tão importantes quanto os efeitos imediatos no acesso a renda, serviços e bens são os impactos de longo prazo na formação dos jovens que permanecem na escola. Trata-se de uma contribuição estratégica para o desenvolvimento. Níveis mais elevados de escolaridade são necessários para que os jovens tenham oportunidades de inclusão social via trabalho decente na etapa adulta, numa trajetória diferente da que seus pais tiveram. Ao mesmo tempo, a maior escolaridade é fundamental para aumentar a produtividade da economia brasileira. Essa produtividade também melhora com os esforços do Plano Brasil Sem Miséria para ampliar a inclusão econômica das famílias. Mais de 1,7 milhão de vagas de qualificação profissional do Pronatec foram ocupadas por pessoas de baixa renda desde 2011. E quase meio milhão de beneficiários se tornaram microempreendedores individuais no mesmo período. Neste contexto de resultados obtidos, surpreende ouvir manifestações de que o Bolsa Família tiraria pessoas do mercado de trabalho e criaria dependência, manifestações essas associadas à defesa de um tempo limite de permanência no programa. O suposto "efeito preguiça" não tem amparo nos fatos, já que a taxa de atividade dos adultos das famílias beneficiárias - de 75% - é equivalente à das famílias não beneficiárias. De fato, o Bolsa Família não substitui a renda do trabalho, mas a complementa. Outros argumentos, como o que o Bolsa Família incentivaria as famílias a terem mais filhos, são cabalmente contrapostos pelos fatos. Conforme o IBGE, entre 2003 e 2013, o número de filhos por mulher caiu mais acentuadamente entre os 20% mais pobres, na faixa de renda atendida pelo programa, 50% mais do que na média da população. Em resumo, o Programa Bolsa Família presta contribuições essenciais à sociedade brasileira: alívio massivo da pobreza extrema, apoio ao acesso universal à escola e a serviços de saúde, mais paz e coesão social, fortalecimento da demanda interna e geração de emprego e renda com impacto sobre o crescimento econômico, sobretudo dos setores de consumo popular. Nenhum país pode prescindir de um sistema de proteção social eficiente para o seu desenvolvimento. O Bolsa Família articula virtuosamente renda e serviços para um a cada quatro brasileiros, os 25% mais pobres, e custa apenas 0,5% do PIB, em gastos que retornam para estimular a economia. Ele não é peça passageira de um paradigma "que se esgotou", mas elemento chave para um modelo de desenvolvimento includente e equilibrado no Brasil no longo prazo. Tereza Campello é ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Helmut Schwarzer é secretário nacional de Renda de Cidadania (do MDS)