SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Uma das características marcantes da economia mundial atual é a formação de
associação de países para intensificar o comércio entre si.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Essas associações são conhecidas como BLOCOS ECONÔMICOS e podem se
apresentar de várias maneiras conforme a interação e as normas propostas pelos
países dos blocos.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Tipo de bloco que tem como meta a progressiva redução e/ou eliminação das taxas alfandegárias
(barreiras econômicas protecionistas) cobradas sobre produtos ou mercadorias que circulam en-
tre os países do bloco.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Tipo de bloco que tem como meta a progressiva redução e/ou eliminação das taxas alfandegárias
(barreiras econômicas protecionistas) cobradas sobre produtos ou mercadorias que circulam en-
tre os países do bloco.
Por exemplo:
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Bloco no qual, além da livre circulação de mercadorias, há uma taxa externa comum para que os países-membros
comercializem com outros países.
(os países-membros estabelecem uma taxa comum sobre os produtos importados de países que não fazem parte do
bloco, para que os seus produtos fiquem mais caros.)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Bloco no qual, além da livre circulação de mercadorias, há uma taxa externa comum para que os países-membros
comercializem com outros países.
(os países-membros estabelecem uma taxa comum sobre os produtos importados de países que não fazem parte do
bloco, para que os seus produtos fiquem mais caros.)
Exemplo: Mercosul.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Bloco no qual há livre circulação de mercadorias, serviços, pessoas e capitais entre os países do bloco.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Esse tipo de bloco apresenta grande interação entre os países-membros. Há a adoção de uma moeda única e o
estabelecimento de uma política de desenvolvimento econômico comum.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Esse tipo de bloco apresenta grande interação entre os países-membros. Há a adoção de uma moeda única e o
estabelecimento de uma política de desenvolvimento econômico comum.
Exemplo: União Europeia, em que a maioria dos países-membros utiliza o euro como moeda.
O número de estrelas não tem nada a ver com o número de Estados-Membros. As estrelas são doze
porque tradicionalmente este número constitui um símbolo de perfeição, plenitude e unidade. Assim, a
bandeira mantém-se inalterada, independentemente dos alargamentos da UE
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Embora se chame Mercado Comum do Sul não se trata de um mercado
comum, mas sim, uma União Aduaneira...
(um estágio acima da zona de livre comércio....além do livre comércio eles tem tarifas comuns para entrada ou saída de produtos)
Tipos de
Blocos
Fonte: Google. Disponível em:<https://sites.google.com/site/blocoseconomicos1455/niveis-de-integração>.
Acesso em: 02 mar. 2016. (Adaptado)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Desde o fim da Guerra Fria, vivencia-se uma Nova Ordem Mundial que propõe novas características econômicas.
A integração entre países inicia-se na
década de 1940.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Inspirados nas experiências europeias bem sucedidas, Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai assinam em 26 de março de 1991, o
Tratado de Assunção, que cria o Mercosul.
Fernando Collor (Brasil), Andres Rodrigues (Paraguai), Carlos Menem (Argentina) e Luiz Alberto Lacalle (Uruguai)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Bloco de grande desigualdade: pois de um lado tem 2 países com alto poder industrial e com
certo destaque no meio dos países emergentes.
Fonte: Logística Descomplicada. Disponível em:<http://www.logisticadescomplicada.com/mercosul-ou-voo-solo/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
De outro lado tem Paraguai e Uruguai com
economias primárias.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
De outro lado tem Paraguai e Uruguai com
economias primárias.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
De outro lado tem Paraguai e Uruguai com
economias primárias.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL responde por 72% (12.789.558 km²) do território
da América do Sul.
Possui cerca de 3 vezes a área da União Europeia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL responde por 72% (12.789.558 km²) do território
da América do Sul.
Possui cerca de 3 vezes a área da União Europeia
Somada, a população do MERCOSUL chega a 275 milhões de habitantes.
A população do MERCOSUL corresponde a 70% da população da América
do Sul.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como
um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI)
1-Brasil  2,8 trilhões
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como
um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI)
1-Brasil  2,8 trilhões
2-Argentina  474,9 bilhões
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como
um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI)
1-Brasil  2,8 trilhões
2-Argentina  474,9 bilhões
3- Venezuela  382,4 bilhões
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como
um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI)
1-Brasil  2,8 trilhões
2-Argentina  474,9 bilhões
3- Venezuela  382,4 bilhões
4-Uruguai 49,1 bilhões
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como
um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI)
1-Brasil  2,8 trilhões
2-Argentina  474,9 bilhões
3- Venezuela  382,4 bilhões
4-Uruguai 49,1 bilhões
5-Paraguai25,5 bilhões
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como
um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI)
1-Brasil  2,8 trilhões
2-Argentina  474,9 bilhões
3- Venezuela  382,4 bilhões
4-Uruguai 49,1 bilhões
5-Paraguai25,5 bilhões
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Concorrência pública (empresas nacionais iriam estabelecer concorrência entre elas
normalmente)
A globalização gera na economia uma maior concorrência entre os mercados, o que motiva os
países a estreitarem suas relações.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Concorrência pública (empresas nacionais iriam estabelecer concorrência entre elas
normalmente)
-Legislação comum
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Concorrência pública (empresas nacionais iriam estabelecer concorrência entre elas
normalmente)
-Legislação comum
-Adoção de uma única moeda
Brasil exporta para o Mercosul: automóveis, tratores, calçados, café
Brasil compra: trigo argentino, petróleo venezuelano, suco de uva, carne argentina
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-O parque industrial brasileiro encontrou nos países vizinhos novos mercados consumidores;
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Maior competitividade e o poder de negociação com as grandes potências, já que o volume de
vendas é maior
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-deficiente infraestrutura nos transportes
-acordos bilaterais (indefinição de regras claras para a manutenção da zona aduaneira)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
São Estados Associados do MERCOSUL a Bolívia (em processo de adesão ao
MERCOSUL), o Chile (desde 1996), o Peru (desde 2003), a Colômbia e o Equador
(desde 2004). Guiana e Suriname tornaram-se Estados Associados em 2013. Com isso,
todos os países da América do Sul fazem parte do MERCOSUL, seja como Estados
Parte, seja como Associado.
Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai assinaram, em 26 de março de 1991, o Tratado de
Assunção, com vistas a criar o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL).
Fonte. Geografando. Disponível em:<http://geografandolueta.blogspot.com.br/2013/10/mercosul-mercosul-e-um-bloco-economico.html>. Acesso em:
02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses
dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo).
*O que se esperava do Mercosul era que as duas maiores potencias entrassem em cooperação para elevar o bloco e puxassem os outros dois membros, mas o que aconteceu é que a
desigualdade ficou ainda maior, mais evidente e que os dois países que deveriam cooperar acabaram estabelecendo uma forte concorrência...
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses
dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo).
-Brasil e Argentina disputam fortemente um o mercado do outro.
Fonte: Automotivo Business. Disponível em:<http://www.automotivebusiness.com.br/artigosecolunistas.aspx?id_artigo=376>. Acesso em: 2 mar.
2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Entrada da Venezuela (oposição a politica estadunidense, o Brasil pode ser visto como
antagônico ao EUA)
-Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses
dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo).
-Brasil e Argentina disputam fortemente um o mercado do outro.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Entrada da Venezuela (oposição a politica estadunidense, o Brasil pode ser visto como
antagônico ao EUA)
-Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses
dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo).
-Brasil e Argentina disputam fortemente um o mercado do outro.
“Ninguém vai importar ideologias ou vai vender
ideologias, nós vamos trocar experiências
científicas e tecnológicas, vamos trocar
produtos.” (Presidente Lula- 2006)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
-já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e
Argentina)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
-já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e
Argentina)
-grande reserva de petróleo (interessante para o
grupo)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
-já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e
Argentina)
-grande reserva de petróleo (interessante para o
grupo)
-potencial de crescimento da Venezuela é bem maior
que o potencial de crescimento do Paraguai e do
Uruguai.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
-já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e
Argentina)
-grande reserva de petróleo (interessante para o
grupo)
-potencial de crescimento da Venezuela é bem maior
que o potencial de crescimento do Paraguai e do
Uruguai.
A Venezuela é o quinto maior exportador mundial de
petróleo, tem a oitava maior reserva de gás do mundo e
representa o terceiro maior mercado consumidor da
América do Sul. Só isso.
http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Por-que-o-ingresso-da-Venezuela-no-Mercosul-incomoda-/6/10900
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Em 2006 a Venezuela entra portanto como membro não efetivo, mas sim como membro convidado...ainda não com
todos os direitos....para que isso acontecesse era necessário que todos os membros aceitassem essa entrada
emitindo um documento oficial, mas o Paraguai não aceitou essa entrada.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Em 2006 a Venezuela entra portanto como membro não efetivo, mas sim como membro convidado...ainda não com
todos os direitos....para que isso acontecesse era necessário que todos os membros aceitassem essa entrada
emitindo um documento oficial, mas o Paraguai não aceitou essa entrada.
Fonte: Humor Político. Disponível em:<http://www.humorpolitico.com.br/venezuela/paraguai-fora-ate-que-democracia-seja-reestabelecida-venezuela-
dentro-do-mercosul/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O Paraguai não aceitou a presença da Venezuela no Mercosul, afirmando que seria necessária a
aprovação pelo Senado para que isso se efetivasse.
Fonte: Uol. Disponível em:<http://noticias.band.uol.com.br/economia/noticia/100000601660/Paraguai-ainda-nao-aceitou-presenca-da-Venezuela-no-
Mercosul.html>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Fonte: Movimento das Artes. Disponível em:<http://www.movimentodasartes.com.br/pelicano/img_121/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Sua entrada como membro pleno já estava, porém, ratificada por Brasil, Argentina e Uruguai.
Fonte. Blog do Navarro. Disponível em:<http://blogdonavarro2010.blogspot.com.br/2012/07/mercosul-paraguai-venezuela-e-brasil.html>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Faltava apenas a aprovação do
senado paraguaio, que de maioria
conservadora era contra.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O Paraguai acreditava que a Venezuela deveria entrar da mesma forma
que os outros entraram, atendendo todos os requisitos.
Fonte: Página Internacional. Disponível em:<http://www.paginainternacional.com.br/ha-um-ano-6/>.
Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Em 2008, o bispo Dom Fernando Lugo elege-se presidente do Paraguai (o Papa Bento XVI concede a ‘perda do estado clerical’ a
Lugo, que pode assumir sem violar as leis do Vaticano).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Em 2008, o bispo Dom Fernando Lugo elege-se presidente do Paraguai (o Papa Bento XVI concede a ‘perda do estado clerical’ a
Lugo, que pode assumir sem violar as leis do Vaticano).
Acabou-se descobrindo certas ligações de Lugo com alguns grupos narcotraficantes (como uma política não de pacificação, mas
de passividade, ou seja, ao não ataque a esses grupos) o ex-bispo começou a ser visto com desconforto.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Em 2008, o bispo Dom Fernando Lugo elege-se presidente do Paraguai (o Papa Bento XVI concede a ‘perda do estado clerical’ a
Lugo, que pode assumir sem violar as leis do Vaticano).
Acabou-se descobrindo certas ligações de Lugo com alguns grupos narcotraficantes (como uma política não de pacificação, mas
de passividade, ou seja, ao não ataque a esses grupos) o ex-bispo começou a ser visto com desconforto.
Cinco mulheres declararam ter tido filhos com o presidente e exigem que ele reconheça a paternidade. O ex-bispo admite ser pai
de um menino de 2 anos.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Em junho de 2012, num processo sumário que dura pouco mais de 30 horas, o Congresso paraguaio aprova o impeachment de
Lugo por “mau desempenho das funções” (entre as acusações está a de responsabilidade por 17 mortes num confronto entre
policiais e camponeses no NE do país).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Governos de países vizinhos contestam a ausência de prazo para a defesa de Lugo e qualificaram o impeachment como golpe.
Mas o Congresso paraguaio afirma que a medida seguiu as normas constitucionais e é legítima.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O Mercosul viu nesse processo de impeachment do Paraguai uma postura antidemocrática, pois o presidente não teve o seu
direito de defesa, já que Lugo foi afastado de maneira incorreta.
Segundo o Mercosul , o Paraguai deveria ser suspenso do bloco, até que fosse resolvido esse problema.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O Mercosul viu nesse processo de impeachment do Paraguai uma postura antidemocrática, pois o presidente não teve o seu
direito de defesa, já que Lugo foi afastado de maneira incorreta.
Segundo o Mercosul , o Paraguai deveria ser suspenso do bloco, até que fosse resolvido esse problema.
“[Todos os países que assinam o presente documento querem] expressar sua mais firme
condenação da ordem democrática que ocorreu na República do Paraguai, pela inobservância do
devido processo”, diz o comunicado. “[Decidimos] suspender o Paraguai imediatamente”,
acrescenta. “[É uma] declaração dos Estados-Partes do Mercosul e Estados Associados sobre
violação da ordem democrática no Paraguai.”
Fonte: Agencia Brasil. Disponível em:<http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-06-24/paraguai-e-suspenso-do-mercosul-e-pode-tambem-sofrer-sancoes-na-unasul>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Nesse momento que o Paraguai estava suspenso foi feita uma nova votação para ver se os membros efetivos aceitariam a
entrada da Venezuela, o que de fato aconteceu.
Fonte: Quinho. Disponível em:<https://domtotal.com/charges/detalhes.php?chaId=176>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Nesse momento que o Paraguai estava suspenso foi feita uma nova votação para ver se os membros efetivos aceitariam a
entrada da Venezuela, o que de fato aconteceu.
E seguindo a lei do Mercosul, o novo integrante entrou com a autorização de todos os membros efetivos, uma vez que o Paraguai
estava suspenso e portanto não votava (não era membro efetivo naquele momento).
Fonte: Quinho. Disponível em:<https://domtotal.com/charges/detalhes.php?chaId=176>. Acesso em: 02 mar. 2016.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
2012 – Paraguai é suspenso
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O NAFTA (North American Free Trade Agreement), Acordo de Livre Comércio da
América do Norte, assinado por: EUA, Canadá e México entrou em vigor no ano de
1994.
Seu principal objetivo era eliminar as barreiras tarifárias entre os países membros.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Entre os países membros do NAFTA, o México é o que apresenta os piores indicadores sociais, situação que não foi
alterada com a implantação do acordo de livre comércio.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Entre os países membros do NAFTA, o México é o que apresenta os piores indicadores sociais, situação que não foi
alterada com a implantação do acordo de livre comércio.
O NAFTA deixou a economia mexicana muito dependente da economia dos Estados Unidos.
Em 2009, as 3 principais fontes de renda dos mexicanos foram afetada pela crise:
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Entre os países membros do NAFTA, o México é o que apresenta os piores indicadores sociais, situação que não foi
alterada com a implantação do acordo de livre comércio.
O NAFTA deixou a economia mexicana muito dependente da economia dos Estados Unidos.
Em 2009, as 3 principais fontes de renda dos mexicanos foram afetada pela crise:
-exportação das 'maquiadoras';
-as remessas de dinheiro dos imigrantes mexicanos que vivem nos EUA; e
-o turismo.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
INDICADORES – Almanaque 2015
Países PIB População IDH
Estados Unidos 16.800.000,0000 320,1 0,914
Canadá 1.825.096,3879 35,2 0,902
México 1.260.914,6610 122,3 0,756
Brasil 2.245.673,0324 200,4 0,744
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
INDICADORES – Almanaque 2015
Países PIB População IDH
Estados Unidos 16.800.000,0000 320,1 0,914
Canadá 1.825.096,3879 35,2 0,902
México 1.260.914,6610 122,3 0,756
Brasil 2.245.673,0324 200,4 0,744
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Economia integrada aos Estados Unidos
-Contribuiu com mão de obra barata para a construção de ferrovias americanas, e, na segunda metade do século XX,
nas fazendas de gado no Texas e no Novo México e na colheita de frutas na Califórnia.
-Proximidade com os Estados Unidos, o baixo custo da mão de obra, além de políticas fiscais favoráveis, atraiu para o
México a instalação de empresas americanas, impulsionando a industrialização do país
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Maior bloco econômico já feito (maior mercado, maior PIB, maior numero de integrantes, maior quantidade de pessoas em um
bloco econômico)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Maior bloco econômico já feito (maior mercado, maior PIB, maior numero de integrantes, maior quantidade de pessoas em um
bloco econômico)
País População
(milhões)
PIB
(milhões)
IDH
1 Alemanha 82,7 3.634.823 0,911
2 Áustria 8,5 415.844 0,881
3 Bélgica 11,1 508.116 0,881
4 Bulgária 7,2 53.010 0,777
5 Chipre 1,2 22.767 0,845
6 Croácia 4,3 57.539 0,812
7 Dinamarca 5,6 330.814 0,900
8 Eslováquia 5,5 91.348 0,830
9 Eslovênia 2,1 45.378 0,874
10 Espanha 47,1 1.358.263 0,869
11 Estônia 1,3 24.477 0,840
12 Finlândia 5,4 256.842 0,879
13 França 64,6 2.734.949 0,884
14 Grécia 11,1 241.721 0,853
15 Holanda 16,8 800.173 0,915
16 Hungria 9,9 126.600 0,818
17 Irlanda 4,7 217.816 0,899
18 Itália 61,1 2.071.307 0,872
19 Letônia 2 28.373 0,810
20 Lituânia 3 42.344 0,834
21 Luxemburgo 0,5 60.383 0,881
22 Malta 0,4 8.741 0,829
23 Polônia 38,2 517.543 0,834
24 Portugal 10,6 219.962 0,822
25 Reino Unido 63,5 2.522.261 0,892
26 Republica
Tcheca
10,7 198.450 0,861
27 Romênia 21,6 189.638 0,785
28 Suécia 9,6 557.938 0,898
TOTAL 510,3 17.337.420 M. Alto
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-1° Guerra Mundial em território europeu
Europa se reconstrói
-2° Guerra Mundial em território europeu
Europa se reconstrói
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Nuremberg- Alemanha (1945).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Todo o custo que a Europa teve que dedicar a
sua reconstrução significou um atraso
(acabou sendo passada por duas grandes
potências que vinham em ritmo de
crescimento: EUA e URSS, pós Segunda
Guerra Mundial)
Rua de Londres, Segunda Guerra Mundial
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado
‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado
‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa).
Até esse momento a economia estadunidense
não era uma economia credora, mas sim,
devedora. Em 1911, os Estados Unidos deviam 3 bilhões de dólares ao
mercado europeu.
O Congresso estadunidense aprova uma lei que permite apoio
econômico (alimentos, remédios, armas, etc.. Principalmente a
Inglaterra e a França)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Com a Grande Guerra, os EUA viu uma possibilidade de diminuir
seu déficit devedor. (Se tornou um investimento a receber após a
guerra – eles esperavam uma guerra de semanas)
E os auxílios começaram a virar uma dívida da Europa com os
EUA (em 1917, a dívida com os EUA já era de mais de 2 Bilhões
de dólares.
Cartaz feito em 1917 mostra a bandeira dos EUA como um sol cujos raios botam para correr o soldado alemão. A
entrada norte- americana no conflito foi decisiva para a derrota das potências centrais.
A entrada dos EUA teve grande influência no desfecho da Primeira Guerra Mundial.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa).
Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir
tropas.
Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os
soldados.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa).
Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir
tropas.
Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os
soldados.
-Parque industrial intacto
-fornecimento de armamentos
-War Bonds (bônus de guerra – títulos de capitalização para
financiar a luta)
-Fim da vantagem alemã sobre a frente franco-inglesa.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
WAR LOAN BONDS – títulos de dívida de guerra
Títulos que deveriam ser pagos pelo governo entre 1927 e 1929
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial foi mais planejada que a Primeira. Os soldados
treinam durante 1 ano antes de ir para a Europa.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Capitão América
O primeiro gibi do Capitão América, por exemplo, foi publicado em março de
1941. O Capitão América não foi o primeiro super-herói dos gibis norte-
americanos (o Super-Homem já havia aparecido em 1938), mas ele foi um
dos primeiros a trazer histórias mais engajadas na luta contra o nazismo e
inspirou inúmeras imitações. Foi quando se tornaram comuns gibis que
traziam capas com os heróis socando ou ridicularizando os ditadores do Eixo:
Hitler e seus aliados, Mussolini, ditador italiano, Tojo, primeiro-ministro
japonês na época do ataque a Pearl Harbor, e o então imperador japonês
Hiroíto.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942.
O inimigo é desumanizado, aparecendo como um ser demoníaco, com olhos
luminosos que sobressaem de um capacete do exército alemão,
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Neste cartaz de 1942, o governo dos EUA chama a população para a compra
de bônus de Guerra para financiar a luta. Comprar os títulos era uma
manifestação de patriotismo dos investidores. (A sombra é da suástica,
símbolo nazista)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942.
A bandeira rasgada e a fumaça ao fundo representam o ataque
japonês a Pearl Harbor.
“Lembre-se do 7 de Dezembro. Que todos nós aqui presentes
admitamos solenemente que esses homens não morreram em vão.”
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942.
A bandeira rasgada e a fumaça ao fundo representam o ataque
japonês a Pearl Harbor.
“Lembre-se do 7 de Dezembro. Que todos nós aqui presentes
admitamos solenemente que esses homens não morreram em vão.”
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
As potências europeias se enfraqueceram durante as duas guerras mundiais, enquanto os
Estados Unidos, ao fornecerem produtos básicos ao abastecimento da população dos países
aliados, bem como armas e outros equipamentos militares se desenvolveram de forma
considerável.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
No fim da Primeira Guerra, os Estados Unidos já eram a maior economia e detinham
cerca de metade da produção internacional.
Com o fim da Segunda Guerra, acrescentaram ao poder econômico que já possuíam um
poder militar extremamente avançado e uma liderança geopolítica do mundo, com a instalação
de bases militares em todo o globo.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Raciocínio europeu pós guerra: ‘nós precisamos nos unir para fazer frente à essas potências’
-Em vez de disputarmos territórios vamos dividir e partilhar território
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-BENELUX
(Durante a segunda Guerra Mundial 3 países já haviam se unido: Bélgica, Holanda/Nedherland e Luxemburgo)
Já com uma ideia de união, a liga foi criada
Bandeira do BENELUX
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
França, Alemanha e Itália se unem e chamam o Benelux (Europa dos 6), criando a CECA.
Atuando em áreas de carvão e aço (matérias primas necessárias para a reconstrução europeia).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A reconstrução não é eterna e a indústria europeia volta a funcionar (portos, fábricas, etc..)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O russo Sergey Larenkov evocou a II Guerra Mundial e o cerco a Leninegrado, a defesa de Moscovo, a ocupação de Paris, a libertação de Praga e Viena, o assalto final a
Berlim; Clover foi buscar as memórias de uma cidade destroçada por um sismo de magnitude de 8.0 na Escala de Richter – São Francisco, a 18 de abril de 1906, então
uma cidade de 400 mil habitantes. A terra tremou durante 28 segundos. Milhares morreram e 225 mil ficaram sem casa
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A ideia de somente reconstruir ficou pequena e eles partem para a CEE
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Ideia de ajuda econômica (investimentos energéticos, estrutura, portos, etc...)
a Europa quer voltar a fazer parte do principal cenário econômico
mundial
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A Europa é um continente de tamanho reduzido mas de muitos países, portanto a ajuda econômica começou a ficar
pequena e gerar uma natural união europeia e passa de uma Comunidade economia europeia e surge então a União
europeia (pois não se tratava mais de economia apenas)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Estipula que a CEE vire a EU
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Novas regras (não se trata mais apenas de economia), mas também olhar o lado social, surge a ideia de criar o
cidadão europeu, que vai poder andar por toda a Europa livre (caem a maior parte das fronteiras)
-As pessoas podem circular mais livremente
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Novas regras (não se trata mais apenas de economia), mas também olhar o lado social, surge a ideia de criar o
cidadão europeu, que vai poder andar por toda a Europa livre (caem a maior parte das fronteiras)
-As pessoas podem circular mais livremente
O Espaço Schengen permite a livre circulação de pessoas dentro dos países signatários, sem
a necessidade de apresentação de passaporte nas fronteiras.
Porém, é necessário ser portador de um documento legal como, por
exemplo, o Bilhete de Identidade. Além do mais, o Espaço Schengen
não se relaciona com a livre circulação de mercadorias (embargos,
etc.) cuja entidade mediadora é a União Europeia e os outros
membros fora do bloco econômico.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografiahttp://ec.europa.eu/dgs/home-affairs/e-library/docs/schengen_brochure/schengen_brochure_dr3111126_pt.pdf
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-União de tecnologia (indústria em um país e centro tecnológico em outro, mas a informação vai trafegar
livremente)
La Villette, museu de tecnologia e diversidade cultural.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Surge a proposta de criação de uma moeda única (comercio nacional com unidade), o EURO
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Qualquer um que quiser se relacionar com a Europa tem que se relacionar com o EURO que é uma moeda muito
forte (mais ou menos 20% acima do dólar)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
1
1-Reino Unido (libra esterlina)
2-Suécia (coroa sueca)
3-Dinamarca (coroa dinamarquesa)
4-Polônia (zloty)
5-Rep. Tcheca (coroa tcheca)
6-Hungria (forint)
7-Croácia (kuna)
8-Romênia (leu romeno)
9-Bulgária (leva)
A-Islândia (coroa islandesa)
B-Noruega (coroa norueguesa)
C-Suíça (franco suíço)
D-Bósnia H. (marco conversível)
E-Sérvia (dinar sérvio)
F-Macedônia (dinar macedônico)
G-Montenegro (marco alemão/euro)
H-Albânia (lek)
2
3
4
5
6
8
7
9
A
B
C
D E
F
G
H
https://www.ecb.europa.eu/euro/intro/html/map.pt.html
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Importância desse renascimento europeu: em 1992, o mundo está saindo da Guerra Fria (queda do muro de Berlim
em 1989 e desintegração da URSS em 1991) a Europa volta a concorrer em mercado mundial
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Europa dos 6 (Membros Fundadores): 1957
Belgica, Holanda, Luxemburgo, Alemanha, França e Itália
-Europa dos 12 (A partir da década de 70)
Reino Unido(1973), Grecia (1981), Portugal(1986), Espanha (1986), Irlanda(1973) e Dinamarca (1973)
-Europa dos 15
Suécia(1995), Finlândia (1995) e Áustria (1995)
-Europa dos 27 (momento de maior entrada de países: 2004) 15 anos após a Guerra Fria, entram tb os países do lado oriental da
Europa (Letonia, Estônia, Lituania, Eslovaquia, Eslovenia, Polônia, Rep Tcheca, Hungria, Malta e Chipre)
Em 2007: Romenia e Bulgária
-Europa dos 28: Croácia em 2013
OBS: Reino Unido(libra esterlina) e Dinamarca(coroa dinamarquesa) não utilizam o euro
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Suíça (local de entrada de dinheiro de fora, paraísos fiscais) e Turquia (afirma-se ser pela questão curda, mas na verdade os
europeus consideram um grande risco a enorme população islâmica da Turquia com livre acesso pela Europa)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Por muito tempo o bloco foi muito bem, mas como o bloco é grande (28 membros) começou uma concorrência (onde foi retirado
os impostos de fronteira entre os países, portanto as pessoas podiam comprar produtos de qualquer país, sem sobretaxas)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
PRINCIPAIS MOTIVOS:
-como a qualidade de vida de Europa é muito alta, os gastos sociais, saúde, previdências)
-Europa não é a maior economia mundial atualmente (os 10 maiores PIBS)
-Porem a Europa se destaca em IDH (Noruega, Suecia, Dinamarca)
-Preferência aos países de maior tecnologia (Alemanha, Inglaterra e França)
Um português ao invés de comprar dentro da própria indústria passou a comprar por ex, da Inglaterra
-Muitos países não estavam conseguindo fazer frente à economia europeia, não conseguia concorrer.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
PRINCIPAIS MOTIVOS:
preço da moeda alta que não consigo vender (Azeite no sul da Europa pois o euro é mto pesado)
empréstimos ( buscando melhorias econômicas, parque industrial, etc..)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
O ano de 2008 foi muito marcante para o mundo pois a economia americana quebra e leva com ele muitos países (inclusive na
União Europeia) a recuperação da Europa tem se dado de maneira bem mais lenta que os EUA
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Com dívidas orçamentárias altíssimas, países desenvolvidos dão início a medidas de cortes de gastos públicos na tentativa de
sanear suas finanças.
O segundo momento da crise global foi marcado pelos megapacotes de ajuda aos bancos e aos mercados financeiros lançados
pelos governos em uma tentativa de evitar uma quebra generalizada do sistema financeiro mundial
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Os gregos, já sufocados por um desemprego de 10,3% arcarão com
aumento de 21% para 23% no imposto sobre valor agregado e de mais
10% em cigarros, álcool e combustíveis, adiamento das aposentadorias
em pelo menos três anos e corte drástico em seu valor (calculado pela
média, não pelo final), tudo isso combinado com a liberação do
mercado, com tarifas mais altas e salários mais baixos.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Os gregos, já sufocados por um desemprego de 10,3% arcarão com
aumento de 21% para 23% no imposto sobre valor agregado e de mais
10% em cigarros, álcool e combustíveis, adiamento das aposentadorias
em pelo menos três anos e corte drástico em seu valor (calculado pela
média, não pelo final), tudo isso combinado com a liberação do
mercado, com tarifas mais altas e salários mais baixos.
Os funcionários públicos, além disso, terão
congelamento dos salários até 2014,
restrição ou eliminação do 13° e 14° salários
e cortes nas licenças.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A revolta é tão grande pois, parte do problema se deve à sonegação de
impostos por gregos ricos.
Pessoas que declaram ganhar até 12 mil euros por ano e são isentas de
imposto de renda possuem casa própria, casa de campo, iate e dois
carros.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A revolta é tão grande pois, parte do problema se deve à sonegação de
impostos por gregos ricos.
Pessoas que declaram ganhar até 12 mil euros por ano e são isentas de
imposto de renda possuem casa própria, casa de campo, iate e dois
carros.
Nas declarações ao fisco, apenas
324 moradores dos subúrbios de
Atenas admitiram ter piscina: o
Google Earth mostra 16.974.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Para os alemães, obrigados durante anos a sacrificar salários e bem estar social em nome da
competitividade e das finanças do país, é um insulto serem chamados a socorrer países que,
segundo os jornais conservadores, são ‘preguiçosos’ e ‘viveram acima de suas posses’
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Economia mais fraca, mas qualidade de vida alta
-Para conseguir manter seu alto padrão de vida, os gregos pegaram mais empréstimos (q também não conseguiram
pagar) quando se fala em juros compostos (mais de um empréstimos, juros em cima de juros) a dívida começa a
tomar proporções enormes.
-Se somasse todo o PIB grego não dava o valor da dívida. A dívida era de 120% o valor do PIB da Grécia(a Grécia
conseguiu dever tudo que ela tinha e mais um pouco)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
PIIGS
PIIGS (Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha)
Sigla que representa os países que mais viveram a Crise.
Economias sujas (porcos) economias que se alimentavam do resto de outras economias
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
A APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico) é uma zona de livre comércio, formada por países de 3 continentes: Ásia,
Oceania e América.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Devido à sua abrangência, há uma grande heterogeneidade entre os países em relação aos seus aspectos culturais e econômicos.
Culturalmente, Vietnã e México, por exemplo, apresentam comportamentos e tradições distintos, o que dificulta uma unidade de
pensamento no bloco.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Economicamente, as diferenças também são significativas, pois há países amplamente desenvolvidos, como o Japão, enquanto
outros são considerados países em desenvolvimento, como o Peru.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
-Não se trata de um bloco econômico (é um grupo
de países apontados como destaques entre os emergentes, que
possuem uma relativa cooperação entre si)
O BRIC nada tem a ver com qualquer das situações citadas acima. Formado pelo Brasil, pela Rússia, pela Índia e pela China,
seu nome é um sigla formada pelas letras iniciais dos nomes dos países que o compõem. Os blocos
econômicos são formados a partir de acordos estabelecidos entre
os governos dos países que os integram. No caso do BRIC, não foi assim que o grupo
surgiu. Sua formação se deu através de uma escolha feita a partir de 2001 pela Goldman Sachs, uma instituição financeira
dos Estados Unidos que elege os quatro países como os que se destacaram nos últimos anos entre os considerados
economicamente emergentes. No entanto, segundo muitos economistas brasileiros, isto não significa que a economia
brasileira e as dos outros três países estejam em níveis pelo menos satisfatórios.
Conclusão: os blocos econômicos são grupos de países que, além de unirem por meio de acordo entre seus próprios
governos, visam principalmente facilitar a colocação de bens e serviços produzidos em cada um deles no mercado
internacional. No BRIC não há esta pretensão: é apenas um grupo de países apontados como destaques entre os
emergentes segundo a interpretação de dirigentes de um banco norte americano.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
Sistema Ari de Sá.
http://www.mercosul.gov.br/
http://europa.eu/index_pt.htm
http://revistaplaneta.terra.com.br/secao/reportagens/a-caixa-preta-do-permafrost
http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Noticias/como-transformar-uma-antiga-fl/
https://www.almanaqueabril.com.br
http://europa.eu/teachers-corner/recommended-material/index_pt.htm
http://descomplica.com.br
https://www.ecb.europa.eu/euro/intro/html/map.pt.html
http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?uri=uriserv:l33020
http://ec.europa.eu/dgs/home-affairs/e-library/docs/schengen_brochure/schengen_brochure_dr3111126_pt.pdf
http://pt.euronews.com/2013/03/29/a-noruega-e-a-uniao-europeia/
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/economia/2012/09/22/internas_economia,397728/noruega-o-pais-que-disse-nao-ao-euro.shtml
http://pt.wikipedia.org/wiki/Benelux
http://economia.uol.com.br/album/2013/10/31/uniao-europeia-faz-20-anos.htm
http://professorridaltovaz.blogspot.com.br/2014/10/uniao-europeia_25.html
http://www.voxeurop.eu/pt/content/article/317301-adesao-ue-nao-causa-entusiasmo
https://brasiledesenvolvimento.wordpress.com/2012/06/26/paraguai-entre-desprocedimentalidade-e-desrepresentatividade/
http://www.automotivebusiness.com.br/artigosecolunistas.aspx?id_artigo=376
https://neccint.wordpress.com/direito-internacional/arena-de-ideias/mercosul/o-brasil-na-america-latina-mercosul/
http://geografandolueta.blogspot.com.br/2013/10/mercosul-mercosul-e-um-bloco-economico.html
http://www.mercosul.gov.br/index.php/saiba-mais-sobre-o-mercosul
http://www.humorpolitico.com.br/venezuela/paraguai-fora-ate-que-democracia-seja-reestabelecida-venezuela-dentro-do-mercosul/
http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Por-que-o-ingresso-da-Venezuela-no-Mercosul-incomoda-/6/10900
http://www.humorpolitico.com.br/
http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-06-24/paraguai-e-suspenso-do-mercosul-e-pode-tambem-sofrer-sancoes-na-unasul
http://www.infoescola.com/politica/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul/
http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRSPE5BF0GV20091216
http://noticias.band.uol.com.br/economia/noticia/100000601660/Paraguai-ainda-nao-aceitou-presenca-da-Venezuela-no-Mercosul.html
STÄHELIN, Maycon; MATTAR, Marina. Mercosul se reúne para ratificar adesão da Venezuela como membro-pleno. Disponível em:
<http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23355/mercosul+se+reune+para+ratificar+adesao+da+venezuela+como+membro-pleno.shtml>. Acesso em: 23 dez. 2012.
LANDIM, Raquel. A deselegante entrada da Venezuela no Mercosul. Disponível em: <http://blogs.estadao.com.br/sala-ao-lado/2012/07/02/a-deselegante-entrada-da-venezuela-no-mercosul/>. Acesso em: 23
dez. 2012.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2
Fernanda Lopes
 
Preventing Teen Suicide
Preventing Teen SuicidePreventing Teen Suicide
Preventing Teen Suicide
Herb Tannenbaum PhD
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Artur Lara
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
Artur Lara
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...
A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...
A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...
Cléber Figueiredo Beda de Ávila
 
O nacionalismo é a guerra
O nacionalismo é a guerraO nacionalismo é a guerra
O nacionalismo é a guerra
Cléber Figueiredo Beda de Ávila
 
Evolucion histrica-de-la-geografia cris
Evolucion histrica-de-la-geografia crisEvolucion histrica-de-la-geografia cris
Evolucion histrica-de-la-geografia cris
charlieisai
 
Comércio Internacional e Blocos Econômicos
Comércio Internacional e Blocos EconômicosComércio Internacional e Blocos Econômicos
Comércio Internacional e Blocos Econômicos
Ivanilson Lima
 
Principiosdela geografía (1)
Principiosdela geografía (1)Principiosdela geografía (1)
Principiosdela geografía (1)
UNNE
 
Gas Natural
Gas NaturalGas Natural
Gas Natural
educacao f
 
A formação dos blocos economicos
A formação dos blocos economicosA formação dos blocos economicos
A formação dos blocos economicos
Fernanda Lopes
 
historia de la geografia
historia de la geografia historia de la geografia
historia de la geografia
karolina-811
 
Queda do comunismo
Queda do comunismoQueda do comunismo
Queda do comunismo
Fernanda Lopes
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
Portal do Vestibulando
 
Conferências internacionais e devastação
Conferências internacionais e devastaçãoConferências internacionais e devastação
Conferências internacionais e devastação
João José Ferreira Tojal
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
João José Ferreira Tojal
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Ifes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasil
Ifes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasilIfes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasil
Ifes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasil
Kéliton Ferreira
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
João Fernandes
 

Destaque (20)

Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2
 
Preventing Teen Suicide
Preventing Teen SuicidePreventing Teen Suicide
Preventing Teen Suicide
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Petróleo
PetróleoPetróleo
Petróleo
 
A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...
A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...
A República do Azerbaijão no contexto geopolítico da distribuição de recursos...
 
O nacionalismo é a guerra
O nacionalismo é a guerraO nacionalismo é a guerra
O nacionalismo é a guerra
 
Evolucion histrica-de-la-geografia cris
Evolucion histrica-de-la-geografia crisEvolucion histrica-de-la-geografia cris
Evolucion histrica-de-la-geografia cris
 
Comércio Internacional e Blocos Econômicos
Comércio Internacional e Blocos EconômicosComércio Internacional e Blocos Econômicos
Comércio Internacional e Blocos Econômicos
 
Principiosdela geografía (1)
Principiosdela geografía (1)Principiosdela geografía (1)
Principiosdela geografía (1)
 
Gas Natural
Gas NaturalGas Natural
Gas Natural
 
A formação dos blocos economicos
A formação dos blocos economicosA formação dos blocos economicos
A formação dos blocos economicos
 
historia de la geografia
historia de la geografia historia de la geografia
historia de la geografia
 
Queda do comunismo
Queda do comunismoQueda do comunismo
Queda do comunismo
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Conferências internacionais e devastação
Conferências internacionais e devastaçãoConferências internacionais e devastação
Conferências internacionais e devastação
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
Ifes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasil
Ifes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasilIfes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasil
Ifes aula 17-organização-político-administrativa_e_divisão_regional_do_brasil
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
 

Semelhante a Blocos econômicos primeiro ano

Nafta
NaftaNafta
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Fernanda Lopes
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Fernanda Lopes
 
2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul
Fernanda Lopes
 
Dicas the flash enem 2014_postar
Dicas the flash enem 2014_postarDicas the flash enem 2014_postar
Dicas the flash enem 2014_postar
Fernanda Lopes
 
Os ricos, os pobres e os emergentes
Os ricos, os pobres e os emergentesOs ricos, os pobres e os emergentes
Os ricos, os pobres e os emergentes
Fernanda Lopes
 
União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeia
Fernanda Lopes
 
Ascensão classes c e d
Ascensão classes c e dAscensão classes c e d
Ascensão classes c e d
Fernanda Lopes
 
Cap4 eua potencia mundial-economia
Cap4 eua potencia mundial-economiaCap4 eua potencia mundial-economia
Cap4 eua potencia mundial-economia
Fernanda Lopes
 
Atualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridadeAtualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridade
Fernanda Lopes
 
Exercícios integrado aula 2
Exercícios integrado   aula 2Exercícios integrado   aula 2
Exercícios integrado aula 2
Janaína Kaecke
 
Grupo 3
Grupo 3Grupo 3
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_editGeo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
rdbtava
 
Aspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasilAspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasil
Fernanda Lopes
 
Aula 2 - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIO
Aula 2  - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIOAula 2  - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIO
Aula 2 - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIO
Walney M.F
 
Aula 2 ef geo
Aula 2   ef geo Aula 2   ef geo
Aula 2 ef geo
Walney M.F
 
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
Josep Segarra
 
O espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiroO espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiro
Fernanda Lopes
 
Geografia 2007
Geografia 2007Geografia 2007
Geografia 11ºano
Geografia 11ºanoGeografia 11ºano
Geografia 11ºano
Ana Vilardouro
 

Semelhante a Blocos econômicos primeiro ano (20)

Nafta
NaftaNafta
Nafta
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul
 
Dicas the flash enem 2014_postar
Dicas the flash enem 2014_postarDicas the flash enem 2014_postar
Dicas the flash enem 2014_postar
 
Os ricos, os pobres e os emergentes
Os ricos, os pobres e os emergentesOs ricos, os pobres e os emergentes
Os ricos, os pobres e os emergentes
 
União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeia
 
Ascensão classes c e d
Ascensão classes c e dAscensão classes c e d
Ascensão classes c e d
 
Cap4 eua potencia mundial-economia
Cap4 eua potencia mundial-economiaCap4 eua potencia mundial-economia
Cap4 eua potencia mundial-economia
 
Atualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridadeAtualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridade
 
Exercícios integrado aula 2
Exercícios integrado   aula 2Exercícios integrado   aula 2
Exercícios integrado aula 2
 
Grupo 3
Grupo 3Grupo 3
Grupo 3
 
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_editGeo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
 
Aspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasilAspectos econômicos do brasil
Aspectos econômicos do brasil
 
Aula 2 - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIO
Aula 2  - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIOAula 2  - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIO
Aula 2 - GEOGRAFIA - ENSINO MÉDIO
 
Aula 2 ef geo
Aula 2   ef geo Aula 2   ef geo
Aula 2 ef geo
 
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
 
O espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiroO espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiro
 
Geografia 2007
Geografia 2007Geografia 2007
Geografia 2007
 
Geografia 11ºano
Geografia 11ºanoGeografia 11ºano
Geografia 11ºano
 

Mais de Fernanda Lopes

Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Fernanda Lopes
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
Fernanda Lopes
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
Fernanda Lopes
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
Fernanda Lopes
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Fernanda Lopes
 
China conteúdo
China conteúdoChina conteúdo
China conteúdo
Fernanda Lopes
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
Fernanda Lopes
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
Fernanda Lopes
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
Fernanda Lopes
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Fernanda Lopes
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Fernanda Lopes
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Fernanda Lopes
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
Fernanda Lopes
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
Fernanda Lopes
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
Fernanda Lopes
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Fernanda Lopes
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Fernanda Lopes
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Fernanda Lopes
 
Segunda guerra mundial face comentários
Segunda guerra mundial  face comentáriosSegunda guerra mundial  face comentários
Segunda guerra mundial face comentários
Fernanda Lopes
 
As duas europas
As duas europasAs duas europas
As duas europas
Fernanda Lopes
 

Mais de Fernanda Lopes (20)

Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
China conteúdo
China conteúdoChina conteúdo
China conteúdo
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Segunda guerra mundial face comentários
Segunda guerra mundial  face comentáriosSegunda guerra mundial  face comentários
Segunda guerra mundial face comentários
 
As duas europas
As duas europasAs duas europas
As duas europas
 

Último

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

Blocos econômicos primeiro ano

  • 1. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 2. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Uma das características marcantes da economia mundial atual é a formação de associação de países para intensificar o comércio entre si.
  • 3. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Essas associações são conhecidas como BLOCOS ECONÔMICOS e podem se apresentar de várias maneiras conforme a interação e as normas propostas pelos países dos blocos.
  • 4. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 5. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Tipo de bloco que tem como meta a progressiva redução e/ou eliminação das taxas alfandegárias (barreiras econômicas protecionistas) cobradas sobre produtos ou mercadorias que circulam en- tre os países do bloco.
  • 6. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Tipo de bloco que tem como meta a progressiva redução e/ou eliminação das taxas alfandegárias (barreiras econômicas protecionistas) cobradas sobre produtos ou mercadorias que circulam en- tre os países do bloco. Por exemplo:
  • 7. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 8. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Bloco no qual, além da livre circulação de mercadorias, há uma taxa externa comum para que os países-membros comercializem com outros países. (os países-membros estabelecem uma taxa comum sobre os produtos importados de países que não fazem parte do bloco, para que os seus produtos fiquem mais caros.)
  • 9. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Bloco no qual, além da livre circulação de mercadorias, há uma taxa externa comum para que os países-membros comercializem com outros países. (os países-membros estabelecem uma taxa comum sobre os produtos importados de países que não fazem parte do bloco, para que os seus produtos fiquem mais caros.) Exemplo: Mercosul.
  • 10. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 11. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Bloco no qual há livre circulação de mercadorias, serviços, pessoas e capitais entre os países do bloco.
  • 12. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Esse tipo de bloco apresenta grande interação entre os países-membros. Há a adoção de uma moeda única e o estabelecimento de uma política de desenvolvimento econômico comum.
  • 13. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Esse tipo de bloco apresenta grande interação entre os países-membros. Há a adoção de uma moeda única e o estabelecimento de uma política de desenvolvimento econômico comum. Exemplo: União Europeia, em que a maioria dos países-membros utiliza o euro como moeda. O número de estrelas não tem nada a ver com o número de Estados-Membros. As estrelas são doze porque tradicionalmente este número constitui um símbolo de perfeição, plenitude e unidade. Assim, a bandeira mantém-se inalterada, independentemente dos alargamentos da UE
  • 14. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 15. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 16. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Embora se chame Mercado Comum do Sul não se trata de um mercado comum, mas sim, uma União Aduaneira... (um estágio acima da zona de livre comércio....além do livre comércio eles tem tarifas comuns para entrada ou saída de produtos) Tipos de Blocos Fonte: Google. Disponível em:<https://sites.google.com/site/blocoseconomicos1455/niveis-de-integração>. Acesso em: 02 mar. 2016. (Adaptado)
  • 17. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Desde o fim da Guerra Fria, vivencia-se uma Nova Ordem Mundial que propõe novas características econômicas. A integração entre países inicia-se na década de 1940.
  • 18. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Inspirados nas experiências europeias bem sucedidas, Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai assinam em 26 de março de 1991, o Tratado de Assunção, que cria o Mercosul. Fernando Collor (Brasil), Andres Rodrigues (Paraguai), Carlos Menem (Argentina) e Luiz Alberto Lacalle (Uruguai)
  • 19. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Bloco de grande desigualdade: pois de um lado tem 2 países com alto poder industrial e com certo destaque no meio dos países emergentes. Fonte: Logística Descomplicada. Disponível em:<http://www.logisticadescomplicada.com/mercosul-ou-voo-solo/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 20. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia De outro lado tem Paraguai e Uruguai com economias primárias.
  • 21. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia De outro lado tem Paraguai e Uruguai com economias primárias.
  • 22. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia De outro lado tem Paraguai e Uruguai com economias primárias.
  • 23. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL responde por 72% (12.789.558 km²) do território da América do Sul. Possui cerca de 3 vezes a área da União Europeia
  • 24. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL responde por 72% (12.789.558 km²) do território da América do Sul. Possui cerca de 3 vezes a área da União Europeia Somada, a população do MERCOSUL chega a 275 milhões de habitantes. A população do MERCOSUL corresponde a 70% da população da América do Sul.
  • 25. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI) 1-Brasil  2,8 trilhões
  • 26. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI) 1-Brasil  2,8 trilhões 2-Argentina  474,9 bilhões
  • 27. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI) 1-Brasil  2,8 trilhões 2-Argentina  474,9 bilhões 3- Venezuela  382,4 bilhões
  • 28. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI) 1-Brasil  2,8 trilhões 2-Argentina  474,9 bilhões 3- Venezuela  382,4 bilhões 4-Uruguai 49,1 bilhões
  • 29. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI) 1-Brasil  2,8 trilhões 2-Argentina  474,9 bilhões 3- Venezuela  382,4 bilhões 4-Uruguai 49,1 bilhões 5-Paraguai25,5 bilhões
  • 30. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O MERCOSUL tem PIB nominal de US$ 3,3 trilhões e ocuparia a posição de quinta economia mundial se fosse considerado como um único país (Fonte: World Economic Outlook Database - FMI) 1-Brasil  2,8 trilhões 2-Argentina  474,9 bilhões 3- Venezuela  382,4 bilhões 4-Uruguai 49,1 bilhões 5-Paraguai25,5 bilhões
  • 31. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Concorrência pública (empresas nacionais iriam estabelecer concorrência entre elas normalmente) A globalização gera na economia uma maior concorrência entre os mercados, o que motiva os países a estreitarem suas relações.
  • 32. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Concorrência pública (empresas nacionais iriam estabelecer concorrência entre elas normalmente) -Legislação comum
  • 33. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Concorrência pública (empresas nacionais iriam estabelecer concorrência entre elas normalmente) -Legislação comum -Adoção de uma única moeda Brasil exporta para o Mercosul: automóveis, tratores, calçados, café Brasil compra: trigo argentino, petróleo venezuelano, suco de uva, carne argentina
  • 34. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -O parque industrial brasileiro encontrou nos países vizinhos novos mercados consumidores;
  • 35. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Maior competitividade e o poder de negociação com as grandes potências, já que o volume de vendas é maior
  • 36. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -deficiente infraestrutura nos transportes -acordos bilaterais (indefinição de regras claras para a manutenção da zona aduaneira)
  • 37. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia São Estados Associados do MERCOSUL a Bolívia (em processo de adesão ao MERCOSUL), o Chile (desde 1996), o Peru (desde 2003), a Colômbia e o Equador (desde 2004). Guiana e Suriname tornaram-se Estados Associados em 2013. Com isso, todos os países da América do Sul fazem parte do MERCOSUL, seja como Estados Parte, seja como Associado. Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai assinaram, em 26 de março de 1991, o Tratado de Assunção, com vistas a criar o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Fonte. Geografando. Disponível em:<http://geografandolueta.blogspot.com.br/2013/10/mercosul-mercosul-e-um-bloco-economico.html>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 38. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo). *O que se esperava do Mercosul era que as duas maiores potencias entrassem em cooperação para elevar o bloco e puxassem os outros dois membros, mas o que aconteceu é que a desigualdade ficou ainda maior, mais evidente e que os dois países que deveriam cooperar acabaram estabelecendo uma forte concorrência...
  • 39. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo). -Brasil e Argentina disputam fortemente um o mercado do outro. Fonte: Automotivo Business. Disponível em:<http://www.automotivebusiness.com.br/artigosecolunistas.aspx?id_artigo=376>. Acesso em: 2 mar. 2016.
  • 40. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Entrada da Venezuela (oposição a politica estadunidense, o Brasil pode ser visto como antagônico ao EUA) -Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo). -Brasil e Argentina disputam fortemente um o mercado do outro.
  • 41. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Entrada da Venezuela (oposição a politica estadunidense, o Brasil pode ser visto como antagônico ao EUA) -Um grande problema desse bloco é que essa imensa desigualdade não foi superada, e esses dois países continuam muito aquém dos outros (não caminham no mesmo ritmo). -Brasil e Argentina disputam fortemente um o mercado do outro. “Ninguém vai importar ideologias ou vai vender ideologias, nós vamos trocar experiências científicas e tecnológicas, vamos trocar produtos.” (Presidente Lula- 2006)
  • 42. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 43. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016. -já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e Argentina)
  • 44. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016. -já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e Argentina) -grande reserva de petróleo (interessante para o grupo)
  • 45. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016. -já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e Argentina) -grande reserva de petróleo (interessante para o grupo) -potencial de crescimento da Venezuela é bem maior que o potencial de crescimento do Paraguai e do Uruguai.
  • 46. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de GeografiaFonte: Direito e arte. Disponível em:<http://direitoearte.blog.lemonde.fr/2009/11/07/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul-por-glauco/>. Acesso em: 02 mar. 2016. -já seria o terceiro maior PIB (apenas atrás de Brasil e Argentina) -grande reserva de petróleo (interessante para o grupo) -potencial de crescimento da Venezuela é bem maior que o potencial de crescimento do Paraguai e do Uruguai. A Venezuela é o quinto maior exportador mundial de petróleo, tem a oitava maior reserva de gás do mundo e representa o terceiro maior mercado consumidor da América do Sul. Só isso. http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Por-que-o-ingresso-da-Venezuela-no-Mercosul-incomoda-/6/10900
  • 47. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Em 2006 a Venezuela entra portanto como membro não efetivo, mas sim como membro convidado...ainda não com todos os direitos....para que isso acontecesse era necessário que todos os membros aceitassem essa entrada emitindo um documento oficial, mas o Paraguai não aceitou essa entrada.
  • 48. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Em 2006 a Venezuela entra portanto como membro não efetivo, mas sim como membro convidado...ainda não com todos os direitos....para que isso acontecesse era necessário que todos os membros aceitassem essa entrada emitindo um documento oficial, mas o Paraguai não aceitou essa entrada. Fonte: Humor Político. Disponível em:<http://www.humorpolitico.com.br/venezuela/paraguai-fora-ate-que-democracia-seja-reestabelecida-venezuela- dentro-do-mercosul/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 49. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O Paraguai não aceitou a presença da Venezuela no Mercosul, afirmando que seria necessária a aprovação pelo Senado para que isso se efetivasse. Fonte: Uol. Disponível em:<http://noticias.band.uol.com.br/economia/noticia/100000601660/Paraguai-ainda-nao-aceitou-presenca-da-Venezuela-no- Mercosul.html>. Acesso em: 02 mar. 2016. Fonte: Movimento das Artes. Disponível em:<http://www.movimentodasartes.com.br/pelicano/img_121/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 50. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Sua entrada como membro pleno já estava, porém, ratificada por Brasil, Argentina e Uruguai. Fonte. Blog do Navarro. Disponível em:<http://blogdonavarro2010.blogspot.com.br/2012/07/mercosul-paraguai-venezuela-e-brasil.html>. Acesso em: 02 mar. 2016. Faltava apenas a aprovação do senado paraguaio, que de maioria conservadora era contra.
  • 51. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O Paraguai acreditava que a Venezuela deveria entrar da mesma forma que os outros entraram, atendendo todos os requisitos. Fonte: Página Internacional. Disponível em:<http://www.paginainternacional.com.br/ha-um-ano-6/>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 52. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Em 2008, o bispo Dom Fernando Lugo elege-se presidente do Paraguai (o Papa Bento XVI concede a ‘perda do estado clerical’ a Lugo, que pode assumir sem violar as leis do Vaticano).
  • 53. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Em 2008, o bispo Dom Fernando Lugo elege-se presidente do Paraguai (o Papa Bento XVI concede a ‘perda do estado clerical’ a Lugo, que pode assumir sem violar as leis do Vaticano). Acabou-se descobrindo certas ligações de Lugo com alguns grupos narcotraficantes (como uma política não de pacificação, mas de passividade, ou seja, ao não ataque a esses grupos) o ex-bispo começou a ser visto com desconforto.
  • 54. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Em 2008, o bispo Dom Fernando Lugo elege-se presidente do Paraguai (o Papa Bento XVI concede a ‘perda do estado clerical’ a Lugo, que pode assumir sem violar as leis do Vaticano). Acabou-se descobrindo certas ligações de Lugo com alguns grupos narcotraficantes (como uma política não de pacificação, mas de passividade, ou seja, ao não ataque a esses grupos) o ex-bispo começou a ser visto com desconforto. Cinco mulheres declararam ter tido filhos com o presidente e exigem que ele reconheça a paternidade. O ex-bispo admite ser pai de um menino de 2 anos.
  • 55. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Em junho de 2012, num processo sumário que dura pouco mais de 30 horas, o Congresso paraguaio aprova o impeachment de Lugo por “mau desempenho das funções” (entre as acusações está a de responsabilidade por 17 mortes num confronto entre policiais e camponeses no NE do país).
  • 56. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Governos de países vizinhos contestam a ausência de prazo para a defesa de Lugo e qualificaram o impeachment como golpe. Mas o Congresso paraguaio afirma que a medida seguiu as normas constitucionais e é legítima.
  • 57. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O Mercosul viu nesse processo de impeachment do Paraguai uma postura antidemocrática, pois o presidente não teve o seu direito de defesa, já que Lugo foi afastado de maneira incorreta. Segundo o Mercosul , o Paraguai deveria ser suspenso do bloco, até que fosse resolvido esse problema.
  • 58. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O Mercosul viu nesse processo de impeachment do Paraguai uma postura antidemocrática, pois o presidente não teve o seu direito de defesa, já que Lugo foi afastado de maneira incorreta. Segundo o Mercosul , o Paraguai deveria ser suspenso do bloco, até que fosse resolvido esse problema. “[Todos os países que assinam o presente documento querem] expressar sua mais firme condenação da ordem democrática que ocorreu na República do Paraguai, pela inobservância do devido processo”, diz o comunicado. “[Decidimos] suspender o Paraguai imediatamente”, acrescenta. “[É uma] declaração dos Estados-Partes do Mercosul e Estados Associados sobre violação da ordem democrática no Paraguai.” Fonte: Agencia Brasil. Disponível em:<http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-06-24/paraguai-e-suspenso-do-mercosul-e-pode-tambem-sofrer-sancoes-na-unasul>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 59. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Nesse momento que o Paraguai estava suspenso foi feita uma nova votação para ver se os membros efetivos aceitariam a entrada da Venezuela, o que de fato aconteceu. Fonte: Quinho. Disponível em:<https://domtotal.com/charges/detalhes.php?chaId=176>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 60. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Nesse momento que o Paraguai estava suspenso foi feita uma nova votação para ver se os membros efetivos aceitariam a entrada da Venezuela, o que de fato aconteceu. E seguindo a lei do Mercosul, o novo integrante entrou com a autorização de todos os membros efetivos, uma vez que o Paraguai estava suspenso e portanto não votava (não era membro efetivo naquele momento). Fonte: Quinho. Disponível em:<https://domtotal.com/charges/detalhes.php?chaId=176>. Acesso em: 02 mar. 2016.
  • 61. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia 2012 – Paraguai é suspenso
  • 62. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 63. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 64. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O NAFTA (North American Free Trade Agreement), Acordo de Livre Comércio da América do Norte, assinado por: EUA, Canadá e México entrou em vigor no ano de 1994. Seu principal objetivo era eliminar as barreiras tarifárias entre os países membros.
  • 65. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Entre os países membros do NAFTA, o México é o que apresenta os piores indicadores sociais, situação que não foi alterada com a implantação do acordo de livre comércio.
  • 66. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Entre os países membros do NAFTA, o México é o que apresenta os piores indicadores sociais, situação que não foi alterada com a implantação do acordo de livre comércio. O NAFTA deixou a economia mexicana muito dependente da economia dos Estados Unidos. Em 2009, as 3 principais fontes de renda dos mexicanos foram afetada pela crise:
  • 67. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Entre os países membros do NAFTA, o México é o que apresenta os piores indicadores sociais, situação que não foi alterada com a implantação do acordo de livre comércio. O NAFTA deixou a economia mexicana muito dependente da economia dos Estados Unidos. Em 2009, as 3 principais fontes de renda dos mexicanos foram afetada pela crise: -exportação das 'maquiadoras'; -as remessas de dinheiro dos imigrantes mexicanos que vivem nos EUA; e -o turismo.
  • 68. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia INDICADORES – Almanaque 2015 Países PIB População IDH Estados Unidos 16.800.000,0000 320,1 0,914 Canadá 1.825.096,3879 35,2 0,902 México 1.260.914,6610 122,3 0,756 Brasil 2.245.673,0324 200,4 0,744
  • 69. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia INDICADORES – Almanaque 2015 Países PIB População IDH Estados Unidos 16.800.000,0000 320,1 0,914 Canadá 1.825.096,3879 35,2 0,902 México 1.260.914,6610 122,3 0,756 Brasil 2.245.673,0324 200,4 0,744
  • 70. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 71. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 72. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Economia integrada aos Estados Unidos -Contribuiu com mão de obra barata para a construção de ferrovias americanas, e, na segunda metade do século XX, nas fazendas de gado no Texas e no Novo México e na colheita de frutas na Califórnia. -Proximidade com os Estados Unidos, o baixo custo da mão de obra, além de políticas fiscais favoráveis, atraiu para o México a instalação de empresas americanas, impulsionando a industrialização do país
  • 73. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 74. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 75. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Maior bloco econômico já feito (maior mercado, maior PIB, maior numero de integrantes, maior quantidade de pessoas em um bloco econômico)
  • 76. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Maior bloco econômico já feito (maior mercado, maior PIB, maior numero de integrantes, maior quantidade de pessoas em um bloco econômico) País População (milhões) PIB (milhões) IDH 1 Alemanha 82,7 3.634.823 0,911 2 Áustria 8,5 415.844 0,881 3 Bélgica 11,1 508.116 0,881 4 Bulgária 7,2 53.010 0,777 5 Chipre 1,2 22.767 0,845 6 Croácia 4,3 57.539 0,812 7 Dinamarca 5,6 330.814 0,900 8 Eslováquia 5,5 91.348 0,830 9 Eslovênia 2,1 45.378 0,874 10 Espanha 47,1 1.358.263 0,869 11 Estônia 1,3 24.477 0,840 12 Finlândia 5,4 256.842 0,879 13 França 64,6 2.734.949 0,884 14 Grécia 11,1 241.721 0,853 15 Holanda 16,8 800.173 0,915 16 Hungria 9,9 126.600 0,818 17 Irlanda 4,7 217.816 0,899 18 Itália 61,1 2.071.307 0,872 19 Letônia 2 28.373 0,810 20 Lituânia 3 42.344 0,834 21 Luxemburgo 0,5 60.383 0,881 22 Malta 0,4 8.741 0,829 23 Polônia 38,2 517.543 0,834 24 Portugal 10,6 219.962 0,822 25 Reino Unido 63,5 2.522.261 0,892 26 Republica Tcheca 10,7 198.450 0,861 27 Romênia 21,6 189.638 0,785 28 Suécia 9,6 557.938 0,898 TOTAL 510,3 17.337.420 M. Alto
  • 77. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -1° Guerra Mundial em território europeu Europa se reconstrói -2° Guerra Mundial em território europeu Europa se reconstrói
  • 78. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Nuremberg- Alemanha (1945).
  • 79. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Todo o custo que a Europa teve que dedicar a sua reconstrução significou um atraso (acabou sendo passada por duas grandes potências que vinham em ritmo de crescimento: EUA e URSS, pós Segunda Guerra Mundial) Rua de Londres, Segunda Guerra Mundial
  • 80. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado ‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa).
  • 81. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado ‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa). Até esse momento a economia estadunidense não era uma economia credora, mas sim, devedora. Em 1911, os Estados Unidos deviam 3 bilhões de dólares ao mercado europeu. O Congresso estadunidense aprova uma lei que permite apoio econômico (alimentos, remédios, armas, etc.. Principalmente a Inglaterra e a França)
  • 82. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Com a Grande Guerra, os EUA viu uma possibilidade de diminuir seu déficit devedor. (Se tornou um investimento a receber após a guerra – eles esperavam uma guerra de semanas) E os auxílios começaram a virar uma dívida da Europa com os EUA (em 1917, a dívida com os EUA já era de mais de 2 Bilhões de dólares. Cartaz feito em 1917 mostra a bandeira dos EUA como um sol cujos raios botam para correr o soldado alemão. A entrada norte- americana no conflito foi decisiva para a derrota das potências centrais. A entrada dos EUA teve grande influência no desfecho da Primeira Guerra Mundial.
  • 83. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa). Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir tropas. Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os soldados.
  • 84. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa). Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir tropas. Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os soldados. -Parque industrial intacto -fornecimento de armamentos -War Bonds (bônus de guerra – títulos de capitalização para financiar a luta) -Fim da vantagem alemã sobre a frente franco-inglesa.
  • 85. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia WAR LOAN BONDS – títulos de dívida de guerra Títulos que deveriam ser pagos pelo governo entre 1927 e 1929
  • 86. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 87. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial foi mais planejada que a Primeira. Os soldados treinam durante 1 ano antes de ir para a Europa.
  • 88. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 89. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 90. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Capitão América O primeiro gibi do Capitão América, por exemplo, foi publicado em março de 1941. O Capitão América não foi o primeiro super-herói dos gibis norte- americanos (o Super-Homem já havia aparecido em 1938), mas ele foi um dos primeiros a trazer histórias mais engajadas na luta contra o nazismo e inspirou inúmeras imitações. Foi quando se tornaram comuns gibis que traziam capas com os heróis socando ou ridicularizando os ditadores do Eixo: Hitler e seus aliados, Mussolini, ditador italiano, Tojo, primeiro-ministro japonês na época do ataque a Pearl Harbor, e o então imperador japonês Hiroíto.
  • 91. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942. O inimigo é desumanizado, aparecendo como um ser demoníaco, com olhos luminosos que sobressaem de um capacete do exército alemão,
  • 92. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Neste cartaz de 1942, o governo dos EUA chama a população para a compra de bônus de Guerra para financiar a luta. Comprar os títulos era uma manifestação de patriotismo dos investidores. (A sombra é da suástica, símbolo nazista)
  • 93. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942. A bandeira rasgada e a fumaça ao fundo representam o ataque japonês a Pearl Harbor. “Lembre-se do 7 de Dezembro. Que todos nós aqui presentes admitamos solenemente que esses homens não morreram em vão.”
  • 94. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942. A bandeira rasgada e a fumaça ao fundo representam o ataque japonês a Pearl Harbor. “Lembre-se do 7 de Dezembro. Que todos nós aqui presentes admitamos solenemente que esses homens não morreram em vão.”
  • 95. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia As potências europeias se enfraqueceram durante as duas guerras mundiais, enquanto os Estados Unidos, ao fornecerem produtos básicos ao abastecimento da população dos países aliados, bem como armas e outros equipamentos militares se desenvolveram de forma considerável.
  • 96. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia No fim da Primeira Guerra, os Estados Unidos já eram a maior economia e detinham cerca de metade da produção internacional. Com o fim da Segunda Guerra, acrescentaram ao poder econômico que já possuíam um poder militar extremamente avançado e uma liderança geopolítica do mundo, com a instalação de bases militares em todo o globo.
  • 97. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Raciocínio europeu pós guerra: ‘nós precisamos nos unir para fazer frente à essas potências’ -Em vez de disputarmos territórios vamos dividir e partilhar território
  • 98. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -BENELUX (Durante a segunda Guerra Mundial 3 países já haviam se unido: Bélgica, Holanda/Nedherland e Luxemburgo) Já com uma ideia de união, a liga foi criada Bandeira do BENELUX
  • 99. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia França, Alemanha e Itália se unem e chamam o Benelux (Europa dos 6), criando a CECA. Atuando em áreas de carvão e aço (matérias primas necessárias para a reconstrução europeia).
  • 100. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 101. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A reconstrução não é eterna e a indústria europeia volta a funcionar (portos, fábricas, etc..)
  • 102. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O russo Sergey Larenkov evocou a II Guerra Mundial e o cerco a Leninegrado, a defesa de Moscovo, a ocupação de Paris, a libertação de Praga e Viena, o assalto final a Berlim; Clover foi buscar as memórias de uma cidade destroçada por um sismo de magnitude de 8.0 na Escala de Richter – São Francisco, a 18 de abril de 1906, então uma cidade de 400 mil habitantes. A terra tremou durante 28 segundos. Milhares morreram e 225 mil ficaram sem casa
  • 103. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A ideia de somente reconstruir ficou pequena e eles partem para a CEE
  • 104. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Ideia de ajuda econômica (investimentos energéticos, estrutura, portos, etc...) a Europa quer voltar a fazer parte do principal cenário econômico mundial
  • 105. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A Europa é um continente de tamanho reduzido mas de muitos países, portanto a ajuda econômica começou a ficar pequena e gerar uma natural união europeia e passa de uma Comunidade economia europeia e surge então a União europeia (pois não se tratava mais de economia apenas)
  • 106. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Estipula que a CEE vire a EU
  • 107. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Novas regras (não se trata mais apenas de economia), mas também olhar o lado social, surge a ideia de criar o cidadão europeu, que vai poder andar por toda a Europa livre (caem a maior parte das fronteiras) -As pessoas podem circular mais livremente
  • 108. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Novas regras (não se trata mais apenas de economia), mas também olhar o lado social, surge a ideia de criar o cidadão europeu, que vai poder andar por toda a Europa livre (caem a maior parte das fronteiras) -As pessoas podem circular mais livremente O Espaço Schengen permite a livre circulação de pessoas dentro dos países signatários, sem a necessidade de apresentação de passaporte nas fronteiras. Porém, é necessário ser portador de um documento legal como, por exemplo, o Bilhete de Identidade. Além do mais, o Espaço Schengen não se relaciona com a livre circulação de mercadorias (embargos, etc.) cuja entidade mediadora é a União Europeia e os outros membros fora do bloco econômico.
  • 109. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografiahttp://ec.europa.eu/dgs/home-affairs/e-library/docs/schengen_brochure/schengen_brochure_dr3111126_pt.pdf
  • 110. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -União de tecnologia (indústria em um país e centro tecnológico em outro, mas a informação vai trafegar livremente) La Villette, museu de tecnologia e diversidade cultural.
  • 111. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Surge a proposta de criação de uma moeda única (comercio nacional com unidade), o EURO
  • 112. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Qualquer um que quiser se relacionar com a Europa tem que se relacionar com o EURO que é uma moeda muito forte (mais ou menos 20% acima do dólar)
  • 113. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia 1 1-Reino Unido (libra esterlina) 2-Suécia (coroa sueca) 3-Dinamarca (coroa dinamarquesa) 4-Polônia (zloty) 5-Rep. Tcheca (coroa tcheca) 6-Hungria (forint) 7-Croácia (kuna) 8-Romênia (leu romeno) 9-Bulgária (leva) A-Islândia (coroa islandesa) B-Noruega (coroa norueguesa) C-Suíça (franco suíço) D-Bósnia H. (marco conversível) E-Sérvia (dinar sérvio) F-Macedônia (dinar macedônico) G-Montenegro (marco alemão/euro) H-Albânia (lek) 2 3 4 5 6 8 7 9 A B C D E F G H https://www.ecb.europa.eu/euro/intro/html/map.pt.html
  • 114. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Importância desse renascimento europeu: em 1992, o mundo está saindo da Guerra Fria (queda do muro de Berlim em 1989 e desintegração da URSS em 1991) a Europa volta a concorrer em mercado mundial
  • 115. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 116. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Europa dos 6 (Membros Fundadores): 1957 Belgica, Holanda, Luxemburgo, Alemanha, França e Itália -Europa dos 12 (A partir da década de 70) Reino Unido(1973), Grecia (1981), Portugal(1986), Espanha (1986), Irlanda(1973) e Dinamarca (1973) -Europa dos 15 Suécia(1995), Finlândia (1995) e Áustria (1995) -Europa dos 27 (momento de maior entrada de países: 2004) 15 anos após a Guerra Fria, entram tb os países do lado oriental da Europa (Letonia, Estônia, Lituania, Eslovaquia, Eslovenia, Polônia, Rep Tcheca, Hungria, Malta e Chipre) Em 2007: Romenia e Bulgária -Europa dos 28: Croácia em 2013 OBS: Reino Unido(libra esterlina) e Dinamarca(coroa dinamarquesa) não utilizam o euro
  • 117. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 118. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Suíça (local de entrada de dinheiro de fora, paraísos fiscais) e Turquia (afirma-se ser pela questão curda, mas na verdade os europeus consideram um grande risco a enorme população islâmica da Turquia com livre acesso pela Europa)
  • 119. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Por muito tempo o bloco foi muito bem, mas como o bloco é grande (28 membros) começou uma concorrência (onde foi retirado os impostos de fronteira entre os países, portanto as pessoas podiam comprar produtos de qualquer país, sem sobretaxas)
  • 120. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia PRINCIPAIS MOTIVOS: -como a qualidade de vida de Europa é muito alta, os gastos sociais, saúde, previdências) -Europa não é a maior economia mundial atualmente (os 10 maiores PIBS) -Porem a Europa se destaca em IDH (Noruega, Suecia, Dinamarca) -Preferência aos países de maior tecnologia (Alemanha, Inglaterra e França) Um português ao invés de comprar dentro da própria indústria passou a comprar por ex, da Inglaterra -Muitos países não estavam conseguindo fazer frente à economia europeia, não conseguia concorrer.
  • 121. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia PRINCIPAIS MOTIVOS: preço da moeda alta que não consigo vender (Azeite no sul da Europa pois o euro é mto pesado) empréstimos ( buscando melhorias econômicas, parque industrial, etc..)
  • 122. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia O ano de 2008 foi muito marcante para o mundo pois a economia americana quebra e leva com ele muitos países (inclusive na União Europeia) a recuperação da Europa tem se dado de maneira bem mais lenta que os EUA
  • 123. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Com dívidas orçamentárias altíssimas, países desenvolvidos dão início a medidas de cortes de gastos públicos na tentativa de sanear suas finanças. O segundo momento da crise global foi marcado pelos megapacotes de ajuda aos bancos e aos mercados financeiros lançados pelos governos em uma tentativa de evitar uma quebra generalizada do sistema financeiro mundial
  • 124. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 125. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 126. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 127. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 128. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Os gregos, já sufocados por um desemprego de 10,3% arcarão com aumento de 21% para 23% no imposto sobre valor agregado e de mais 10% em cigarros, álcool e combustíveis, adiamento das aposentadorias em pelo menos três anos e corte drástico em seu valor (calculado pela média, não pelo final), tudo isso combinado com a liberação do mercado, com tarifas mais altas e salários mais baixos.
  • 129. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Os gregos, já sufocados por um desemprego de 10,3% arcarão com aumento de 21% para 23% no imposto sobre valor agregado e de mais 10% em cigarros, álcool e combustíveis, adiamento das aposentadorias em pelo menos três anos e corte drástico em seu valor (calculado pela média, não pelo final), tudo isso combinado com a liberação do mercado, com tarifas mais altas e salários mais baixos. Os funcionários públicos, além disso, terão congelamento dos salários até 2014, restrição ou eliminação do 13° e 14° salários e cortes nas licenças.
  • 130. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A revolta é tão grande pois, parte do problema se deve à sonegação de impostos por gregos ricos. Pessoas que declaram ganhar até 12 mil euros por ano e são isentas de imposto de renda possuem casa própria, casa de campo, iate e dois carros.
  • 131. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A revolta é tão grande pois, parte do problema se deve à sonegação de impostos por gregos ricos. Pessoas que declaram ganhar até 12 mil euros por ano e são isentas de imposto de renda possuem casa própria, casa de campo, iate e dois carros. Nas declarações ao fisco, apenas 324 moradores dos subúrbios de Atenas admitiram ter piscina: o Google Earth mostra 16.974.
  • 132. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 133. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 134. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Para os alemães, obrigados durante anos a sacrificar salários e bem estar social em nome da competitividade e das finanças do país, é um insulto serem chamados a socorrer países que, segundo os jornais conservadores, são ‘preguiçosos’ e ‘viveram acima de suas posses’
  • 135. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 136. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 137. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Economia mais fraca, mas qualidade de vida alta -Para conseguir manter seu alto padrão de vida, os gregos pegaram mais empréstimos (q também não conseguiram pagar) quando se fala em juros compostos (mais de um empréstimos, juros em cima de juros) a dívida começa a tomar proporções enormes. -Se somasse todo o PIB grego não dava o valor da dívida. A dívida era de 120% o valor do PIB da Grécia(a Grécia conseguiu dever tudo que ela tinha e mais um pouco)
  • 138. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia PIIGS PIIGS (Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha) Sigla que representa os países que mais viveram a Crise. Economias sujas (porcos) economias que se alimentavam do resto de outras economias
  • 139. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 140. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 141. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 142. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 143. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 144. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 145. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 146. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 147. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 148. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 149. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 150. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia A APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico) é uma zona de livre comércio, formada por países de 3 continentes: Ásia, Oceania e América.
  • 151. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Devido à sua abrangência, há uma grande heterogeneidade entre os países em relação aos seus aspectos culturais e econômicos. Culturalmente, Vietnã e México, por exemplo, apresentam comportamentos e tradições distintos, o que dificulta uma unidade de pensamento no bloco.
  • 152. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Economicamente, as diferenças também são significativas, pois há países amplamente desenvolvidos, como o Japão, enquanto outros são considerados países em desenvolvimento, como o Peru.
  • 153. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 154. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia
  • 155. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia -Não se trata de um bloco econômico (é um grupo de países apontados como destaques entre os emergentes, que possuem uma relativa cooperação entre si) O BRIC nada tem a ver com qualquer das situações citadas acima. Formado pelo Brasil, pela Rússia, pela Índia e pela China, seu nome é um sigla formada pelas letras iniciais dos nomes dos países que o compõem. Os blocos econômicos são formados a partir de acordos estabelecidos entre os governos dos países que os integram. No caso do BRIC, não foi assim que o grupo surgiu. Sua formação se deu através de uma escolha feita a partir de 2001 pela Goldman Sachs, uma instituição financeira dos Estados Unidos que elege os quatro países como os que se destacaram nos últimos anos entre os considerados economicamente emergentes. No entanto, segundo muitos economistas brasileiros, isto não significa que a economia brasileira e as dos outros três países estejam em níveis pelo menos satisfatórios. Conclusão: os blocos econômicos são grupos de países que, além de unirem por meio de acordo entre seus próprios governos, visam principalmente facilitar a colocação de bens e serviços produzidos em cada um deles no mercado internacional. No BRIC não há esta pretensão: é apenas um grupo de países apontados como destaques entre os emergentes segundo a interpretação de dirigentes de um banco norte americano.
  • 156. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia Sistema Ari de Sá. http://www.mercosul.gov.br/ http://europa.eu/index_pt.htm http://revistaplaneta.terra.com.br/secao/reportagens/a-caixa-preta-do-permafrost http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Noticias/como-transformar-uma-antiga-fl/ https://www.almanaqueabril.com.br http://europa.eu/teachers-corner/recommended-material/index_pt.htm http://descomplica.com.br https://www.ecb.europa.eu/euro/intro/html/map.pt.html http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?uri=uriserv:l33020 http://ec.europa.eu/dgs/home-affairs/e-library/docs/schengen_brochure/schengen_brochure_dr3111126_pt.pdf http://pt.euronews.com/2013/03/29/a-noruega-e-a-uniao-europeia/ http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/economia/2012/09/22/internas_economia,397728/noruega-o-pais-que-disse-nao-ao-euro.shtml http://pt.wikipedia.org/wiki/Benelux http://economia.uol.com.br/album/2013/10/31/uniao-europeia-faz-20-anos.htm http://professorridaltovaz.blogspot.com.br/2014/10/uniao-europeia_25.html http://www.voxeurop.eu/pt/content/article/317301-adesao-ue-nao-causa-entusiasmo https://brasiledesenvolvimento.wordpress.com/2012/06/26/paraguai-entre-desprocedimentalidade-e-desrepresentatividade/ http://www.automotivebusiness.com.br/artigosecolunistas.aspx?id_artigo=376 https://neccint.wordpress.com/direito-internacional/arena-de-ideias/mercosul/o-brasil-na-america-latina-mercosul/ http://geografandolueta.blogspot.com.br/2013/10/mercosul-mercosul-e-um-bloco-economico.html http://www.mercosul.gov.br/index.php/saiba-mais-sobre-o-mercosul http://www.humorpolitico.com.br/venezuela/paraguai-fora-ate-que-democracia-seja-reestabelecida-venezuela-dentro-do-mercosul/ http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Por-que-o-ingresso-da-Venezuela-no-Mercosul-incomoda-/6/10900 http://www.humorpolitico.com.br/ http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2012-06-24/paraguai-e-suspenso-do-mercosul-e-pode-tambem-sofrer-sancoes-na-unasul http://www.infoescola.com/politica/a-entrada-da-venezuela-no-mercosul/ http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRSPE5BF0GV20091216 http://noticias.band.uol.com.br/economia/noticia/100000601660/Paraguai-ainda-nao-aceitou-presenca-da-Venezuela-no-Mercosul.html STÄHELIN, Maycon; MATTAR, Marina. Mercosul se reúne para ratificar adesão da Venezuela como membro-pleno. Disponível em: <http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23355/mercosul+se+reune+para+ratificar+adesao+da+venezuela+como+membro-pleno.shtml>. Acesso em: 23 dez. 2012. LANDIM, Raquel. A deselegante entrada da Venezuela no Mercosul. Disponível em: <http://blogs.estadao.com.br/sala-ao-lado/2012/07/02/a-deselegante-entrada-da-venezuela-no-mercosul/>. Acesso em: 23 dez. 2012.