SlideShare uma empresa Scribd logo
Biotecnologia agricola
Biotecnologia agricola
INTRODUÇÃO
 Processos fermentativos para produção da cerveja e do pão,
dentre outros produtos.
 Biotecnologia moderna.
 desafio aumentar a produção de alimentos com o uso
sustentável da nossa biodiversidade.
 certos conhecimentos sobre estrutura genética de indivíduos
e das populações permitiu o melhoramento de plantas.
 DNA recombinante, foi possível desenvolver técnicas de
engenharia genética, o que possibilita, por sua vez,
modificar directamente o genoma de determinado
organismo
 Por intermédio da manipulação genética, alteram-se as
características de um determinado tipo de vegetal para
excluir as suas características indesejáveis
Geral
Abordar sobre a biotecnologia agrícola.
Específicos
 Identificar os eventos que permitiram a evolução da
biotecnologia;
 Diferenciar a biotecnologia tradicional da biotecnologia
moderna;
 Identificar os diferentes resultados proporcionados pela
biotecnologia à agricultura.
OBJECTIVOS
CONCEITO FUNDAMENTAIS
1. Biotecnologia
 bio – vida;
 tecnos – uso prático da
ciência; e
 logos – conhecimento
Um conjunto de tecnologias que torna possível utilizar,
modificar e otimizar organismos vivos ou parte deles, como
células, organelas e moléculas, criando-se novos produtos,
processos e serviços com aplicação em diversas áreas da
saúde, agropecuária e meio ambiente, ou seja, uma união de
ciências da vida.
2. Biotecnologia agrícola
Biotecnologia agrícola são todas as tecnologias
utilizadas na fazenda envolvendo processos biológicos
ou químicos. É uma categoria ampla que envolve tipos
diferentes de tecnologia e ciência, incluindo genética,
pesquisa de microbiomas, química sintética e saúde
animal
CONCEITO FUNDAMENTAIS
3. Organismos geneticamente modificados
CONCEITO FUNDAMENTAIS
Os organismos geneticamente modificados (OGMs) são
organismos vivos, sejam eles plantas, animais ou
microrganismos, cujo material genético foi alterado por meio
de engenharia genética, seja pela introdução de sequências
de DNA exógenas, que podem ser originárias de qualquer
organismo vivo, inclusive de organismos filogeneticamente
distantes à espécie a ser modificada, ou seja, também, pela
inativação de genes endógenos.
CONCEITO FUNDAMENTAIS
4. Engenharia genética
Na verdade, desde quando se começou a entender o
comportamento genético das plantas e passou a melhorá-las
em seu favor, o homem está praticando a Engenharia
Genética. Anteriormente, só era possível cruzar plantas da
mesma espécie. Atualmente, os cientistas contam com a
possibilidade de misturar características genéticas de
organismos tão diferentes quanto a soja e o homem
Breve Historial da Biotecnologia
 Num primeiro momento, a biotecnologia esteve centrada
na questão da saúde humana e animal, em que se utilizou
de micro-organismos para a fabricação de antibióticos.
 Mas foi na década de que ocorreu o início das
metodologias de uso do DNA recombinante e do
sequenciamento do DNA que proporcionaram grandes
avanços na ciência de plantas. Os avanços da
biotecnologia deram-se desde quando James Watson
e Francis Crick descreveram a estrutura do DNA
Eventos marcantes
Breve Historial da Biotecnologia
1983: Patentes foram aprovadas para plantas geneticamente
modificadas.
1985: Plantas geneticamente modificadas resistentes a insetos, vírus e
bactéria foram testadas em campo pela primeira vez.
2006: Liberação nos Estados Unidos do arroz GM para
consumo humano. Uvas geneticamente modificadas são
testadas na África do Sul.
2010: Craig Venter cria “célula sintética” a partir de um genom
sintetizado em laboratório.
Biotecnologia Tradicional e Moderna
Biotecnologia Moderna Biotecnologia Tradicional
• As técnicas de transferência e
modificação genética direta
• engenharia genética ou tecnologia do
DNA recombinante
• seres vivos naturais para obter outros
seres vivos não encontráveis na natureza.
• Os principais campos que envolvem a
biotecnologia moderna são a engenharia
genética e a fusão celular.
• sem reprodução sexual e por meio da
intervenção humana.
• O aumento da produtividade, a maior
resistência às doenças e às pragas, o
decréscimo no tempo necessário para
produzir e distribuir novos cultivares de
plantas, provavelmente com produção de
novos organismos vegetais e animais.
• Manipulam seres vivos sem
manipulação genética direta
• Utilizam seres vivos
encontrados na natureza e/ou
aqueles melhorados pelo homem
para exercer determinada função
produtiva.
• Dentre tais técnicas destacam-
se: o isolamento, a seleção e os
cruzamentos genéticos naturais
entre espécies sexualmente
compatíveis.
• As biotecnologias tradicionais
com maiores aplicações na
agricultura estão nas áreas de
cultura de tecidos, controle
biológico de pragas e fixação
biológica de nitrogênio.
A Biotecnologia abrange diferentes áreas do
conhecimento, interligando- as, seja na área da Biologia
Molecular, Microbiologia, Biologia Celular, Embriologia,
Química, Bioquímica, Tecnologia da Informação,
Robótica, Bioética, Biodireito, entre outras. A Engenharia
Genética ocupa lugar de destaque na área.
Áreas de abrangência da Biotecnologia
Biotecnologia e agricultura
Identificar e selecionar genes
que codificam características
benéficas para serem usados
como marcadores moleculares
nos processos de seleção
assistida, ou ter a expressão de
um determinado gene em outro
organismo por transgenia e,
assim, com maior precisão,
obter novas características
agronômicas e nutricionais
desejáveis nos cultivos de
plantas.
- controle de ervas
daninhas, pragas e doenças;
- aumento da produtividade
vegetal e animal;
- qualidade nutricional;
- facilidade de
processamento de produtos
alimentícios; dentre outros
Processo de evolução
(1) a utilização da seleção pelo homem das plantas
reproduzidas naturalmente
(2) utilização consciente da reprodução sexual combinada
com a seleção através da manipulação da reprodução sexual
(3) a eliminação da barreira sexual, primeiro com a
mutagênese e poliploidia, utilização da mutação dirigida
através da biotecnologia moderna.
A tendência é que a revolução agrícola actual possa
depender menos de inovações mecânicas e químicas
baseando-se mais no uso intensivo do conhecimento
cientifico e de técnicas moleculares e celulares. Essas
técnicas podem aumentar a produtividade e reduzir
custos, além de melhorar a qualidade dos alimentos e
permitir práticas agrícolas mais ecológicas
Resultados proporcionados à agricultura pela
Biotecnologia
 1995, onde os agricultores já podem cultivar plantas
geneticamente modificadas através desta nova tecnologia, as
chamadas plantas transgênicas. O primeiro produto
comercial obtido foi um tomate que leva mais tempo para
apodrecer nas prateleiras dos supermercados.
• Em 1996 as culturas do milho, do algodão, e da soja
também começaram a se beneficiar com a
Biotecnologia. No milho e no algodão, os cientistas
aproveitaram um gene encontrado na bactéria de solo
Bacillus thuringiensis (Bt). A bactéria Bt, sendo usada
em formulações no controle biológico de pragas.
 Na cultura da soja, a grande novidade, na safra norte-
americana de 1996 é a existência de variedades de soja
resistente ao herbicida glifosato.
Desenvolvimento de novas variedades de plantas via
engenharia genética
• transformação e
• a regeneração
Duas etapas são necessárias
Regeneração é o processo de formação de uma nova
planta. Depois que uma célula passou pela
transformação ela deverá se multiplicar e formar uma
nova planta, na qual todas as suas terão uma cópia do
novo gene.
Transformação é o processo que coloca o gene
desejado, aquele que trará a característica necessária,
dentro do cromossomo de uma célula, juntamente com
os demais genes existentes
As plantas geradas por esse processo são denominadas de
plantas transgênicas
A Biotecnologia também possui a técnica dos Marcadores
Moleculares. Esta técnica permite identificar rapidamente
diferenças na sequência de bases do DNA das plantas
Ao cruzar duas variedades de planta para transferir uma
característica de resistência à doença, por exemplo, o
DNA das duas acaba se misturando. Daí, com o auxílio
dos marcadores moleculares, é possível identificar mais
facilmente a combinação ideal de DNA que garantirá a
transferência da resistência, sem o inconveniente de
perder outras características importantes
Marcadores Moleculares
Impactos sobre o Meio Ambiente
Um dos pontos mais polêmicos envolvendo os transgênicos é
a relação com o meio ambiente. Estudos têm proporcionado
evidência de que a introdução destes cultivos é positiva para
o meio ambiente, a despeito de problemas com contaminação
de culturas não-transgênicas serem reportados com
freqüência proporcional à difusão de transgênicos
 Resistência a Insetos
O maior impacto ambiental do uso da tecnologia Bt foi no
cultivo de algodão, cultura tradicionalmente intensiva em
inseticidas.
 Tolerância a Herbicidas
No caso dos cultivos tolerantes a herbicidas os benefícios
para o meio ambiente não são tão evidentes.
Benefícios da biotecnologia para pequenos e grandes
produtores
A adopção e o aumento no plantio de variedades
transgênicas, verificados ano após ano é justificado pelo
menor custo de produção e, muitas vezes rendem mais que as
convencionais, devido à diminuição da perda por ataques de
lagartas ou competição por plantas daninhas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8 ano reprodução E sistema reprodutor
8 ano reprodução E  sistema reprodutor8 ano reprodução E  sistema reprodutor
8 ano reprodução E sistema reprodutor
Giselle Marques Goes
 
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptxAULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
carla Lêdo
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Teorias evolutivas
Teorias evolutivasTeorias evolutivas
Teorias evolutivas
Raphaell Garcia
 
Clonagem & OGM
Clonagem & OGMClonagem & OGM
Clonagem & OGM
Cláudia Moura
 
Tecnologia do DNA recombinante
Tecnologia do DNA recombinanteTecnologia do DNA recombinante
Tecnologia do DNA recombinante
Shaline Araújo
 
Webquest genética e biotecnologia
Webquest genética e  biotecnologiaWebquest genética e  biotecnologia
Webquest genética e biotecnologia
Helder Neves de Albuquerque
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Turma Olímpica
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
Tatiana Nahas
 
Aula de genética 1 lei de mendel
Aula de genética   1 lei de mendelAula de genética   1 lei de mendel
Aula de genética 1 lei de mendel
Marcionedes De Souza
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
12anogolega
 
Transgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticasTransgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticas
Guilherme Rocha
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
profatatiana
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
Dalu Barreto
 
Genética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slidesGenética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slides
Fabiano Reis
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Marcia Bantim
 
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAAula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Jaqueline Almeida
 
SEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIA
SEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIASEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIA
SEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIA
GernciadeProduodeMat
 
Avanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 AAvanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 A
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Origem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano pptOrigem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano ppt
Katia Nunes
 

Mais procurados (20)

8 ano reprodução E sistema reprodutor
8 ano reprodução E  sistema reprodutor8 ano reprodução E  sistema reprodutor
8 ano reprodução E sistema reprodutor
 
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptxAULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
 
Teorias evolutivas
Teorias evolutivasTeorias evolutivas
Teorias evolutivas
 
Clonagem & OGM
Clonagem & OGMClonagem & OGM
Clonagem & OGM
 
Tecnologia do DNA recombinante
Tecnologia do DNA recombinanteTecnologia do DNA recombinante
Tecnologia do DNA recombinante
 
Webquest genética e biotecnologia
Webquest genética e  biotecnologiaWebquest genética e  biotecnologia
Webquest genética e biotecnologia
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Aula de genética 1 lei de mendel
Aula de genética   1 lei de mendelAula de genética   1 lei de mendel
Aula de genética 1 lei de mendel
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Transgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticasTransgenia aplicações-práticas
Transgenia aplicações-práticas
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
 
Genética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slidesGenética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slides
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
 
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAAula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
 
SEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIA
SEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIASEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIA
SEMANA 05 - BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - BIOTECNOLOGIA
 
Avanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 AAvanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 A
 
Origem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano pptOrigem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano ppt
 

Semelhante a Biotecnologia agricola

Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
URCA
 
Biotecnologias
BiotecnologiasBiotecnologias
Biotecnologias
Fernanda Dias
 
Ética e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos TransgenicosÉtica e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos Transgenicos
Kelton Silva Sena
 
Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013
UERGS
 
Avanços biotecnologia 2 C
Avanços biotecnologia  2 CAvanços biotecnologia  2 C
Avanços biotecnologia 2 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2BAvanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2B
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
dayrla
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
dayrla
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
Trabalho de avanços biotecnologia 2 C
Trabalho de  avanços  biotecnologia 2 CTrabalho de  avanços  biotecnologia 2 C
Trabalho de avanços biotecnologia 2 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanços da biotecnologia 2 B
Avanços da biotecnologia   2 BAvanços da biotecnologia   2 B
Avanços da biotecnologia 2 B
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanços da biotecnologia 2 C
Avanços da biotecnologia  2 CAvanços da biotecnologia  2 C
Avanços da biotecnologia 2 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 AAvanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 A
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Engenharia genética
Engenharia genéticaEngenharia genética
Engenharia genética
Rennê Pereira
 
Parte 14
Parte 14Parte 14
Parte 14
Josiane Menezes
 
Trabalho de Biologia
Trabalho de BiologiaTrabalho de Biologia
Trabalho de Biologia
Laura Carvalho
 
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologiaAula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Silvânia Mendes Moreschi
 
Biotecnologia 2 B
Biotecnologia 2 BBiotecnologia 2 B
Biotecnologia 2 B
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Renato e rodrigo
Renato e rodrigoRenato e rodrigo
Renato e rodrigo
pptmeirelles
 

Semelhante a Biotecnologia agricola (20)

Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Biotecnologias
BiotecnologiasBiotecnologias
Biotecnologias
 
Ética e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos TransgenicosÉtica e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos Transgenicos
 
Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013Avanços da biotecnologia 2013
Avanços da biotecnologia 2013
 
Avanços biotecnologia 2 C
Avanços biotecnologia  2 CAvanços biotecnologia  2 C
Avanços biotecnologia 2 C
 
Avanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2BAvanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2B
 
Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Trabalho de avanços biotecnologia 2 C
Trabalho de  avanços  biotecnologia 2 CTrabalho de  avanços  biotecnologia 2 C
Trabalho de avanços biotecnologia 2 C
 
Avanços da biotecnologia 2 B
Avanços da biotecnologia   2 BAvanços da biotecnologia   2 B
Avanços da biotecnologia 2 B
 
Avanços da biotecnologia 2 C
Avanços da biotecnologia  2 CAvanços da biotecnologia  2 C
Avanços da biotecnologia 2 C
 
Avanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 AAvanços da biotecnologia 2 A
Avanços da biotecnologia 2 A
 
Engenharia genética
Engenharia genéticaEngenharia genética
Engenharia genética
 
Parte 14
Parte 14Parte 14
Parte 14
 
Trabalho de Biologia
Trabalho de BiologiaTrabalho de Biologia
Trabalho de Biologia
 
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologiaAula 1 -_introdução_à_biotecnologia
Aula 1 -_introdução_à_biotecnologia
 
Biotecnologia 2 B
Biotecnologia 2 BBiotecnologia 2 B
Biotecnologia 2 B
 
Renato e rodrigo
Renato e rodrigoRenato e rodrigo
Renato e rodrigo
 

Biotecnologia agricola

  • 3. INTRODUÇÃO  Processos fermentativos para produção da cerveja e do pão, dentre outros produtos.  Biotecnologia moderna.  desafio aumentar a produção de alimentos com o uso sustentável da nossa biodiversidade.  certos conhecimentos sobre estrutura genética de indivíduos e das populações permitiu o melhoramento de plantas.  DNA recombinante, foi possível desenvolver técnicas de engenharia genética, o que possibilita, por sua vez, modificar directamente o genoma de determinado organismo  Por intermédio da manipulação genética, alteram-se as características de um determinado tipo de vegetal para excluir as suas características indesejáveis
  • 4. Geral Abordar sobre a biotecnologia agrícola. Específicos  Identificar os eventos que permitiram a evolução da biotecnologia;  Diferenciar a biotecnologia tradicional da biotecnologia moderna;  Identificar os diferentes resultados proporcionados pela biotecnologia à agricultura. OBJECTIVOS
  • 5. CONCEITO FUNDAMENTAIS 1. Biotecnologia  bio – vida;  tecnos – uso prático da ciência; e  logos – conhecimento Um conjunto de tecnologias que torna possível utilizar, modificar e otimizar organismos vivos ou parte deles, como células, organelas e moléculas, criando-se novos produtos, processos e serviços com aplicação em diversas áreas da saúde, agropecuária e meio ambiente, ou seja, uma união de ciências da vida.
  • 6. 2. Biotecnologia agrícola Biotecnologia agrícola são todas as tecnologias utilizadas na fazenda envolvendo processos biológicos ou químicos. É uma categoria ampla que envolve tipos diferentes de tecnologia e ciência, incluindo genética, pesquisa de microbiomas, química sintética e saúde animal CONCEITO FUNDAMENTAIS
  • 7. 3. Organismos geneticamente modificados CONCEITO FUNDAMENTAIS Os organismos geneticamente modificados (OGMs) são organismos vivos, sejam eles plantas, animais ou microrganismos, cujo material genético foi alterado por meio de engenharia genética, seja pela introdução de sequências de DNA exógenas, que podem ser originárias de qualquer organismo vivo, inclusive de organismos filogeneticamente distantes à espécie a ser modificada, ou seja, também, pela inativação de genes endógenos.
  • 8. CONCEITO FUNDAMENTAIS 4. Engenharia genética Na verdade, desde quando se começou a entender o comportamento genético das plantas e passou a melhorá-las em seu favor, o homem está praticando a Engenharia Genética. Anteriormente, só era possível cruzar plantas da mesma espécie. Atualmente, os cientistas contam com a possibilidade de misturar características genéticas de organismos tão diferentes quanto a soja e o homem
  • 9. Breve Historial da Biotecnologia  Num primeiro momento, a biotecnologia esteve centrada na questão da saúde humana e animal, em que se utilizou de micro-organismos para a fabricação de antibióticos.  Mas foi na década de que ocorreu o início das metodologias de uso do DNA recombinante e do sequenciamento do DNA que proporcionaram grandes avanços na ciência de plantas. Os avanços da biotecnologia deram-se desde quando James Watson e Francis Crick descreveram a estrutura do DNA
  • 10. Eventos marcantes Breve Historial da Biotecnologia 1983: Patentes foram aprovadas para plantas geneticamente modificadas. 1985: Plantas geneticamente modificadas resistentes a insetos, vírus e bactéria foram testadas em campo pela primeira vez. 2006: Liberação nos Estados Unidos do arroz GM para consumo humano. Uvas geneticamente modificadas são testadas na África do Sul. 2010: Craig Venter cria “célula sintética” a partir de um genom sintetizado em laboratório.
  • 11. Biotecnologia Tradicional e Moderna Biotecnologia Moderna Biotecnologia Tradicional • As técnicas de transferência e modificação genética direta • engenharia genética ou tecnologia do DNA recombinante • seres vivos naturais para obter outros seres vivos não encontráveis na natureza. • Os principais campos que envolvem a biotecnologia moderna são a engenharia genética e a fusão celular. • sem reprodução sexual e por meio da intervenção humana. • O aumento da produtividade, a maior resistência às doenças e às pragas, o decréscimo no tempo necessário para produzir e distribuir novos cultivares de plantas, provavelmente com produção de novos organismos vegetais e animais. • Manipulam seres vivos sem manipulação genética direta • Utilizam seres vivos encontrados na natureza e/ou aqueles melhorados pelo homem para exercer determinada função produtiva. • Dentre tais técnicas destacam- se: o isolamento, a seleção e os cruzamentos genéticos naturais entre espécies sexualmente compatíveis. • As biotecnologias tradicionais com maiores aplicações na agricultura estão nas áreas de cultura de tecidos, controle biológico de pragas e fixação biológica de nitrogênio.
  • 12. A Biotecnologia abrange diferentes áreas do conhecimento, interligando- as, seja na área da Biologia Molecular, Microbiologia, Biologia Celular, Embriologia, Química, Bioquímica, Tecnologia da Informação, Robótica, Bioética, Biodireito, entre outras. A Engenharia Genética ocupa lugar de destaque na área. Áreas de abrangência da Biotecnologia
  • 13. Biotecnologia e agricultura Identificar e selecionar genes que codificam características benéficas para serem usados como marcadores moleculares nos processos de seleção assistida, ou ter a expressão de um determinado gene em outro organismo por transgenia e, assim, com maior precisão, obter novas características agronômicas e nutricionais desejáveis nos cultivos de plantas. - controle de ervas daninhas, pragas e doenças; - aumento da produtividade vegetal e animal; - qualidade nutricional; - facilidade de processamento de produtos alimentícios; dentre outros
  • 14. Processo de evolução (1) a utilização da seleção pelo homem das plantas reproduzidas naturalmente (2) utilização consciente da reprodução sexual combinada com a seleção através da manipulação da reprodução sexual (3) a eliminação da barreira sexual, primeiro com a mutagênese e poliploidia, utilização da mutação dirigida através da biotecnologia moderna. A tendência é que a revolução agrícola actual possa depender menos de inovações mecânicas e químicas baseando-se mais no uso intensivo do conhecimento cientifico e de técnicas moleculares e celulares. Essas técnicas podem aumentar a produtividade e reduzir custos, além de melhorar a qualidade dos alimentos e permitir práticas agrícolas mais ecológicas
  • 15. Resultados proporcionados à agricultura pela Biotecnologia  1995, onde os agricultores já podem cultivar plantas geneticamente modificadas através desta nova tecnologia, as chamadas plantas transgênicas. O primeiro produto comercial obtido foi um tomate que leva mais tempo para apodrecer nas prateleiras dos supermercados. • Em 1996 as culturas do milho, do algodão, e da soja também começaram a se beneficiar com a Biotecnologia. No milho e no algodão, os cientistas aproveitaram um gene encontrado na bactéria de solo Bacillus thuringiensis (Bt). A bactéria Bt, sendo usada em formulações no controle biológico de pragas.
  • 16.  Na cultura da soja, a grande novidade, na safra norte- americana de 1996 é a existência de variedades de soja resistente ao herbicida glifosato. Desenvolvimento de novas variedades de plantas via engenharia genética • transformação e • a regeneração Duas etapas são necessárias
  • 17. Regeneração é o processo de formação de uma nova planta. Depois que uma célula passou pela transformação ela deverá se multiplicar e formar uma nova planta, na qual todas as suas terão uma cópia do novo gene. Transformação é o processo que coloca o gene desejado, aquele que trará a característica necessária, dentro do cromossomo de uma célula, juntamente com os demais genes existentes As plantas geradas por esse processo são denominadas de plantas transgênicas
  • 18. A Biotecnologia também possui a técnica dos Marcadores Moleculares. Esta técnica permite identificar rapidamente diferenças na sequência de bases do DNA das plantas Ao cruzar duas variedades de planta para transferir uma característica de resistência à doença, por exemplo, o DNA das duas acaba se misturando. Daí, com o auxílio dos marcadores moleculares, é possível identificar mais facilmente a combinação ideal de DNA que garantirá a transferência da resistência, sem o inconveniente de perder outras características importantes Marcadores Moleculares
  • 19. Impactos sobre o Meio Ambiente Um dos pontos mais polêmicos envolvendo os transgênicos é a relação com o meio ambiente. Estudos têm proporcionado evidência de que a introdução destes cultivos é positiva para o meio ambiente, a despeito de problemas com contaminação de culturas não-transgênicas serem reportados com freqüência proporcional à difusão de transgênicos  Resistência a Insetos O maior impacto ambiental do uso da tecnologia Bt foi no cultivo de algodão, cultura tradicionalmente intensiva em inseticidas.  Tolerância a Herbicidas No caso dos cultivos tolerantes a herbicidas os benefícios para o meio ambiente não são tão evidentes.
  • 20. Benefícios da biotecnologia para pequenos e grandes produtores A adopção e o aumento no plantio de variedades transgênicas, verificados ano após ano é justificado pelo menor custo de produção e, muitas vezes rendem mais que as convencionais, devido à diminuição da perda por ataques de lagartas ou competição por plantas daninhas