SlideShare uma empresa Scribd logo
É um projeto de Extensão, parceria da Biblioteca do
CAp/UFRJ feita com as escolas:
– Escola Municipal Shakespeare (2014 e 2015)
– Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral (2014)
Ensino Fundamental
Do 2º ao 5º ano
Instituições de ensino: CAp/UFRJ e Escola Municipal Shakespeare
Ensino Médio
1º e 3º ano
Instituições de ensino: CAp/UFRJ e Colégio Estadual Ignácio Azevedo
do Amaral
Docentes do Ensino Fundamental
Instituição de ensino: Escola Municipal Shakespeare
• Grupos geradores de conhecimento: pequenos grupos de contato direto,
entendidos como grupos de indivíduos que se encontram regularmente
com um objetivo em comum (BURKE, 2012).
• Mediação da informação: Metodologia desenvolvida Neves (2011) que
consiste no processo que busca a construção e apropriação do
conhecimento dos indivíduos através da interação e processamento da
informação.
• Mediação da leitura: “acontece por sujeitos que leem, discutem,
promovem e facilitam um diálogo entre texto e leitor.” (COLOMER; SOUZA,
2004 apud GIROTTO; SOUZA, 2009, p.19)
• Sense making: metodologia desenvolvida por Dervin (1986)
que consiste na transformação do pesquisador a medida
que ele ultrapassa os vazios cognitivos e os supera através
do acesso às fontes informacionais.
• Princípio da incerteza: Paradigma de que somente por
intermédio das informações assimiladas o estado de um
indivíduo passa de dúvida para uma maior segurança e
satisfação no domínio de uma área do conhecimento
humano (KUHLTHAU, 2010).
TAPETES CONTRADORES DE HISTÓRIAS
CAp/UFRJ e E. M. Shakespeare (2013 a 2015)
Trabalho de mediação de leitura feito com alunos do ensino fundamental do Cólégio de Aplicação
da UFRJ e da Escola Municipal Shakespeare, visando o incentivo à leitura e a formação de leitores
por meio de contações de histórias. As histórias foram adaptadas, tendo sua dramatização de
cenários e personagens previamente preparada pelo grupo de contadores.
SPASOPHIA
CAp/UFRJ e E. M. Shakespeare (2015)
GLAUTER BARROS
CAp/UFRJ e E. M. Shakespeare (2015)
Contação de histórias e realização de oficina de
confecção de máscaras e instrumentos musicais. Os
trabalhos foram feitos no CAp/UFRJ e na Escola
Municipal Shakespeare nos anos de 2014 e 2015,
trabalhando com os personagens Valentim, o
menino verde e Sophia, a pensadora.
O contador Glauter Barros apresentou contos
populares e livros infantis, fazendo a mediação
através de brincadeiras de adivinhação e utilizando
recursos lúdicos e dinâmicos como marionetes e
livros pop-up.
O projeto de pesquisa escolar e normalização documental tinha como objetivo favorecer aos
alunos:
• Independência na busca e no uso de informações;
• Conhecimento das normas de pesquisa;
• Introdução aos padrões de normalização documental (ABNT);
• Competência para a realização de pesquisas em suportes diferenciados de informação;
• Produção de textos mais longos.
• Familiaridade com a biblioteca, seus serviços e acervo;
• Conscientização sobre o uso de fontes de informação confiáveis em pesquisa e noções sobre
plágio e citações
No ano de 2013, realizou-se um trabalho de orientação à
pesquisa escolar com alunos do 1º ano do Ensino Médio,
acerca do romance Robinson Crusoé, de Daniel Defoe.
A turma, dividida em quatro grupos, abordou os seguintes
temas em suas pesquisas:
- Análise das edições do romance disponíveis na
Biblioteca;
- Contextualização da obra com o período histórico;
- Refazendo o percurso de Robinson Crusoé
- Comparação do romance com os filmes “O náufrago”
e “Las aventuras de Robinson Crusoé”
Em 2014, realizou-se uma oficina em parceria com os
professores das disciplinas de Geografia e Língua
Portuguesa do 1º ano do Ensino Médio do CAp/UFRJ,
cujas temáticas de pesquisa trabalharam os seguintes
assuntos relacionados ao Rio de Janeiro:
- Mobilidade urbana na cidade do Rio de Janeiro;
- Ocupações irregulares e seus impactos ambientais
associados;
- Impactos ambientais urbanos: o caso da enchente
na cidade do Rio de Janeiro;
- Circuitos formal e informal da economia;
- A evolução do sítio urbano da cidade do Rio de
Janeiro do século XVI ao XVIII;
- A reforma Pereira Passos no século XX
Projeto realizado com oficinas ministradas durante os anos de 2014 e
2015, articulando através da pesquisa e produção de narrativas as relações
entre o tecer e o texto. Seu objetivo é auxiliar na ampliação do potencial
acadêmico, ético e político do público-alvo na construção de uma
autonomia pedagógica e na elaboração de materiais didáticos.
No ano de 2014, os trabalhos e oficinas foram feitos com uma das turmas do
3º ano do Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral, constituída por
futuros educadores de nível técnico em escolas de ensino fundamental. Os
encontros, ocorridos mensalmente, trabalharam com narrativas diversas, tais
como clássicos da literatura, contos e mitos. Como produto final, os alunos
produziram materiais didáticos para contação de histórias e construíram suas
próprias narrativas, legitimando a bordadura, costura e tecelagem como uma
linguagem artística.
Durante o ano de 2015 as oficinas, agora denominadas laboratórios tecidos,
foram oferecidas ao corpo docente do Ensino Fundamental da Escola Municipal
Shakespeare, contando com convidados apresentando um campo conceitual e
reflexivo sobre o uso da linguagem da bordadura nas artes visuais e na educação.
Os encontros permitiram vivências compartilhadas que resultaram em diversos
trabalhos e materiais, tais como bonecas de tecido, intervenções no espaço da
biblioteca e em objetos e ambientes distintos, como o teatro da escola.
• Relacionamento mais estreito entre a biblioteca do CAp/UFRJ e
as instituições parceiras;
• Possibilidades de enriquecimento do currículo escolar e do
acervo da biblioteca;
• Maior autonomia dos alunos na busca e uso de informações,
conhecimento das normas de pesquisa, realização de pesquisas
em suportes diferenciados de informação;
• Desenvolvimento de novas competências e habilidades de
ordem manual, informacional e na mediação de leitura, com o
posicionamento dos alunos no papel de contadores de histórias.
Os públicos conseguiram estabelecer com os livros uma relação
afetiva, emotiva e sensorial maior, saindo do padrão apenas
cognitivo, como reitera Petit (2009, p.58).
“As impressões que a equipe da escola municipal
Shakespeare teve em relação ao ‘Projeto Tecer –
Produção Textual x Têxtil’ foram positivas, uma vez
que as atividades executadas estavam em
conformidade tanto com o plano curricular quanto
com as habilidades a serem desenvolvidas pelo
aluno.
Seguindo o entendimento de Abramovich [...] ‘O
ouvir histórias pode estimular o desenhar, o
musicar, o sair, o ficar, o pensar, o teatrar, o
imaginar, o brincar, o ver o livro, o escrever, o
querer ouvir de novo (a mesma história ou
outra).’”
Luciana Bento
Coordenadora pedagógica da E.M. Shakespeare
“O Projeto Tecer desabrochou na nossa turma a criatividade. Foi muito
interessante associar as histórias ao bordado. Tecer aliviou o meu estresse e
eu fiquei com mais habilidade. Esse projeto me fez olhar as coisas de outra
forma. Quero levar comigo tudo que aprendi e, se for possível, passar para
outras pessoas.”
Valquíria Lima de Brito, aluna do 3º ano do CEIAA
“ Tecer é um ato que há muitos anos tem o mesmo significado de criar,
construir, tomar posse. O Projeto Tecer faz jus a esses significados. Eu, como
aluno, tenho a certeza de que esse projeto, que usa o trabalho têxtil e textual,
me fez olhar para dentro de mim e ampliar os meus horizontes. ”
Luiz Henrique Cabral, aluno do 3º ano do CEIAA
Aspectos do projeto que merecem destaque:
• Interação entre os docentes, discentes e técnicos das instituições participantes;
• Maior empoderamento dos alunos em relação às informações pesquisadas;
• Participação crescente do grupo de leitores autônomos e com perfil crítico na biblioteca;
• Motivação e competência dos alunos na busca e uso da informação para questões acadêmicas e
pessoais;
• Autoestima dos grupos participantes reforçada através das competências adquiridas ao longo do projeto;
• Professores com maior segurança e assertividade nas atividades desenvolvidas em sala de aula.
Casterede (2000) sinaliza que a biblioteca é o território onde se coadunam as emoções e pensamentos, onde
a característica comportamental de cada um passa a ser compartilhada, permitindo a descoberta de
horizontes até então desconhecidos.
BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento 1: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Zahar,
2003.
______. Uma história social do conhecimento 2: da enciclopédia à wikipédia. Rio de Janeiro: Zahar,
2012.
DERVIN, B. An overview of SENSE-MAKING: concepts, methods, results. Dallas, 1983.
FIALHO, Janaina Ferreira; MOURA, Maria Aparecida. A formação do pesquisador juvenil. Perspect.
Ciênc. Inf., Belo Horizonte, v.10, n.2, p. 194-207, jul./dez. 2005.
FULCO, Leni Rodriguez Perez. A pesquisa escolar como facilitadora na produção do conhecimento na
Biblioteca do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro - Trabalho de Conclusão
de Curso (Especialização em Formação de Leitores), Faculdades Integradas de Jacarepaguá, Rio de
Janeiro, 2012.
GIROTTO, Cyntia Graziella G. Simões; SOUZA, Renata Junqueira de. A hora do conto na biblioteca
escolar: o diálogo entre leitura literária e outras linguagens. In: SOUZA, Renata Junqueira de
(Org.). Biblioteca Escolar e práticas educativas: o mediador em formação. Campinas, SP: Mercado de
Letras, 2009. p.19-47.
GONÇALVES, Ana Lúcia Ferreira. Subsídios para uma política de gestão da informação
na perspectiva do usuário: Um estudo da comunidade docente do Instituto de
Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de
Janeiro-Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação), Universidade Federal
Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro, 2009.
KUHLTHAU, Carol. Como orientar a pesquisa escolar: estratégias para o processo de
aprendizagem. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.
______________. Como usar a biblioteca na escola: um programa de atividades para
o ensino fundamental. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2004.
PETIT, Michele. A arte de ler ou como resistir à adversidade. São Paulo: Editora 34,
2009.
VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de pesquisa em administração. 5. ed. São Paulo:
Editora Atlas, 2012.
YUNES, Eliana, ROCHA, Alessandro (Org.). Biblioteca e formação de leitores. Rio de
Janeiro: Cátedra UNESCO de Leitura PUC-Rio; São Paulo: Editora Reflexão, 2015.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação trab bia, vlad e alice
Apresentação trab bia, vlad e aliceApresentação trab bia, vlad e alice
Apresentação trab bia, vlad e alice
biaevlad
 
Concurso um mapa de ideias regulamento
Concurso um mapa de ideias   regulamentoConcurso um mapa de ideias   regulamento
Concurso um mapa de ideias regulamento
Filomena Claudino
 
Projeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágicaProjeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágica
Juscy Alves
 
Papel da escola na sociedade da informação teoria e prática da alfabetização
Papel da escola na sociedade da informação   teoria e prática da alfabetizaçãoPapel da escola na sociedade da informação   teoria e prática da alfabetização
Papel da escola na sociedade da informação teoria e prática da alfabetização
monicabassan
 
Projeto sala de leitura blog geral
Projeto sala de leitura blog geralProjeto sala de leitura blog geral
Projeto sala de leitura blog geral
Educamais
 
Experiências do pibid cleo.docx
Experiências do pibid cleo.docxExperiências do pibid cleo.docx
Experiências do pibid cleo.docx
Cleonice Vieira
 
As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores.
 As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores. As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores.
As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores.
Mônica Santana
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
Claudia Val
 
Projeto todos juntos_podemos_ler_seminario
Projeto todos juntos_podemos_ler_seminarioProjeto todos juntos_podemos_ler_seminario
Projeto todos juntos_podemos_ler_seminario
bibliogpais
 
Projeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no CampoProjeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no Campo
Rosiane Assis
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Maria Cecilia Silva
 
Projeto Hora Do Conto
Projeto Hora Do ContoProjeto Hora Do Conto
Projeto Hora Do Conto
morenasilverio
 
Bibliotecas 2010-11
Bibliotecas   2010-11Bibliotecas   2010-11
Bibliotecas 2010-11
EB1 nº5 Setúbal
 
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto  chapeuzinho vermelhoApresentação do conto  chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
eliane
 
Projeto Leitura Escola Dom Eurico Krautler
Projeto  Leitura Escola Dom Eurico KrautlerProjeto  Leitura Escola Dom Eurico Krautler
Projeto Leitura Escola Dom Eurico Krautler
Marileide Alves
 
Projeto sacola literária
Projeto sacola literáriaProjeto sacola literária
Projeto sacola literária
escolaelpidio
 
SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares
  SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares  SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares
SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares
António Pires
 

Mais procurados (17)

Apresentação trab bia, vlad e alice
Apresentação trab bia, vlad e aliceApresentação trab bia, vlad e alice
Apresentação trab bia, vlad e alice
 
Concurso um mapa de ideias regulamento
Concurso um mapa de ideias   regulamentoConcurso um mapa de ideias   regulamento
Concurso um mapa de ideias regulamento
 
Projeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágicaProjeto de leitura A bolsa mágica
Projeto de leitura A bolsa mágica
 
Papel da escola na sociedade da informação teoria e prática da alfabetização
Papel da escola na sociedade da informação   teoria e prática da alfabetizaçãoPapel da escola na sociedade da informação   teoria e prática da alfabetização
Papel da escola na sociedade da informação teoria e prática da alfabetização
 
Projeto sala de leitura blog geral
Projeto sala de leitura blog geralProjeto sala de leitura blog geral
Projeto sala de leitura blog geral
 
Experiências do pibid cleo.docx
Experiências do pibid cleo.docxExperiências do pibid cleo.docx
Experiências do pibid cleo.docx
 
As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores.
 As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores. As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores.
As Histórias em Quadrinhos: Incentivos à Constituição de Sujeitos Leitores.
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
 
Projeto todos juntos_podemos_ler_seminario
Projeto todos juntos_podemos_ler_seminarioProjeto todos juntos_podemos_ler_seminario
Projeto todos juntos_podemos_ler_seminario
 
Projeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no CampoProjeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no Campo
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
 
Projeto Hora Do Conto
Projeto Hora Do ContoProjeto Hora Do Conto
Projeto Hora Do Conto
 
Bibliotecas 2010-11
Bibliotecas   2010-11Bibliotecas   2010-11
Bibliotecas 2010-11
 
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto  chapeuzinho vermelhoApresentação do conto  chapeuzinho vermelho
Apresentação do conto chapeuzinho vermelho
 
Projeto Leitura Escola Dom Eurico Krautler
Projeto  Leitura Escola Dom Eurico KrautlerProjeto  Leitura Escola Dom Eurico Krautler
Projeto Leitura Escola Dom Eurico Krautler
 
Projeto sacola literária
Projeto sacola literáriaProjeto sacola literária
Projeto sacola literária
 
SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares
  SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares  SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares
SABEbcl – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares
 

Semelhante a Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escolas da rede pública

Cbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogico
Cbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogicoCbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogico
Cbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogico
Tatyanne Valdez
 
I Seminário Bibliotecas na Prática
I Seminário Bibliotecas na PráticaI Seminário Bibliotecas na Prática
I Seminário Bibliotecas na Prática
Gisele Lima
 
Projeto hq 2011
Projeto hq 2011Projeto hq 2011
A arvore generosa
A arvore generosaA arvore generosa
A arvore generosa
Cristini Lins
 
Apresentação oral cha de letras
Apresentação oral cha de letrasApresentação oral cha de letras
Apresentação oral cha de letras
Professoratete
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 
12ª mssfi preenchida co
12ª mssfi preenchida co12ª mssfi preenchida co
12ª mssfi preenchida co
SEMECDIEDETEF
 
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoProjeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
elianegeraldo
 
Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...
Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...
Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...
Verônica Silveira
 
Newsletter abril jun 2017
Newsletter abril jun 2017Newsletter abril jun 2017
Newsletter abril jun 2017
Artur Dagge
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Portfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e Movimento
Portfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e MovimentoPortfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e Movimento
Portfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e Movimento
Márcia Uchôa
 
projetoamigoleitor
projetoamigoleitorprojetoamigoleitor
projetoamigoleitor
taniacintia
 
Apresentação Mara
Apresentação MaraApresentação Mara
Apresentação Mara
Mara Almeida
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
Ðouglas Rocha
 
Power ação
Power açãoPower ação
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
Ana Kelly Brustolin
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Ana Kelly Brustolin
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
AnaKelly
 

Semelhante a Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escolas da rede pública (20)

Cbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogico
Cbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogicoCbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogico
Cbbd 2015 biblioteca escolar e projeto pedagogico
 
I Seminário Bibliotecas na Prática
I Seminário Bibliotecas na PráticaI Seminário Bibliotecas na Prática
I Seminário Bibliotecas na Prática
 
Projeto hq 2011
Projeto hq 2011Projeto hq 2011
Projeto hq 2011
 
A arvore generosa
A arvore generosaA arvore generosa
A arvore generosa
 
Apresentação oral cha de letras
Apresentação oral cha de letrasApresentação oral cha de letras
Apresentação oral cha de letras
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
12ª mssfi preenchida co
12ª mssfi preenchida co12ª mssfi preenchida co
12ª mssfi preenchida co
 
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldoProjeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
Projeto sala de leitura 2014 eliane aparecida geraldo
 
Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...
Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...
Projeto Interdisciplinar sobre o Balneário Cassino: História, Arte e Literatu...
 
Newsletter abril jun 2017
Newsletter abril jun 2017Newsletter abril jun 2017
Newsletter abril jun 2017
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Portfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e Movimento
Portfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e MovimentoPortfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e Movimento
Portfólio - Subprojeto de Pedagogia - Grupo Expressão e Movimento
 
projetoamigoleitor
projetoamigoleitorprojetoamigoleitor
projetoamigoleitor
 
Apresentação Mara
Apresentação MaraApresentação Mara
Apresentação Mara
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Power ação
Power açãoPower ação
Power ação
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 

Último

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 

Último (20)

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 

Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escolas da rede pública

  • 1.
  • 2.
  • 3. É um projeto de Extensão, parceria da Biblioteca do CAp/UFRJ feita com as escolas: – Escola Municipal Shakespeare (2014 e 2015) – Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral (2014)
  • 4. Ensino Fundamental Do 2º ao 5º ano Instituições de ensino: CAp/UFRJ e Escola Municipal Shakespeare Ensino Médio 1º e 3º ano Instituições de ensino: CAp/UFRJ e Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral Docentes do Ensino Fundamental Instituição de ensino: Escola Municipal Shakespeare
  • 5. • Grupos geradores de conhecimento: pequenos grupos de contato direto, entendidos como grupos de indivíduos que se encontram regularmente com um objetivo em comum (BURKE, 2012). • Mediação da informação: Metodologia desenvolvida Neves (2011) que consiste no processo que busca a construção e apropriação do conhecimento dos indivíduos através da interação e processamento da informação. • Mediação da leitura: “acontece por sujeitos que leem, discutem, promovem e facilitam um diálogo entre texto e leitor.” (COLOMER; SOUZA, 2004 apud GIROTTO; SOUZA, 2009, p.19)
  • 6. • Sense making: metodologia desenvolvida por Dervin (1986) que consiste na transformação do pesquisador a medida que ele ultrapassa os vazios cognitivos e os supera através do acesso às fontes informacionais. • Princípio da incerteza: Paradigma de que somente por intermédio das informações assimiladas o estado de um indivíduo passa de dúvida para uma maior segurança e satisfação no domínio de uma área do conhecimento humano (KUHLTHAU, 2010).
  • 7. TAPETES CONTRADORES DE HISTÓRIAS CAp/UFRJ e E. M. Shakespeare (2013 a 2015) Trabalho de mediação de leitura feito com alunos do ensino fundamental do Cólégio de Aplicação da UFRJ e da Escola Municipal Shakespeare, visando o incentivo à leitura e a formação de leitores por meio de contações de histórias. As histórias foram adaptadas, tendo sua dramatização de cenários e personagens previamente preparada pelo grupo de contadores.
  • 8. SPASOPHIA CAp/UFRJ e E. M. Shakespeare (2015) GLAUTER BARROS CAp/UFRJ e E. M. Shakespeare (2015) Contação de histórias e realização de oficina de confecção de máscaras e instrumentos musicais. Os trabalhos foram feitos no CAp/UFRJ e na Escola Municipal Shakespeare nos anos de 2014 e 2015, trabalhando com os personagens Valentim, o menino verde e Sophia, a pensadora. O contador Glauter Barros apresentou contos populares e livros infantis, fazendo a mediação através de brincadeiras de adivinhação e utilizando recursos lúdicos e dinâmicos como marionetes e livros pop-up.
  • 9. O projeto de pesquisa escolar e normalização documental tinha como objetivo favorecer aos alunos: • Independência na busca e no uso de informações; • Conhecimento das normas de pesquisa; • Introdução aos padrões de normalização documental (ABNT); • Competência para a realização de pesquisas em suportes diferenciados de informação; • Produção de textos mais longos. • Familiaridade com a biblioteca, seus serviços e acervo; • Conscientização sobre o uso de fontes de informação confiáveis em pesquisa e noções sobre plágio e citações
  • 10. No ano de 2013, realizou-se um trabalho de orientação à pesquisa escolar com alunos do 1º ano do Ensino Médio, acerca do romance Robinson Crusoé, de Daniel Defoe. A turma, dividida em quatro grupos, abordou os seguintes temas em suas pesquisas: - Análise das edições do romance disponíveis na Biblioteca; - Contextualização da obra com o período histórico; - Refazendo o percurso de Robinson Crusoé - Comparação do romance com os filmes “O náufrago” e “Las aventuras de Robinson Crusoé”
  • 11. Em 2014, realizou-se uma oficina em parceria com os professores das disciplinas de Geografia e Língua Portuguesa do 1º ano do Ensino Médio do CAp/UFRJ, cujas temáticas de pesquisa trabalharam os seguintes assuntos relacionados ao Rio de Janeiro: - Mobilidade urbana na cidade do Rio de Janeiro; - Ocupações irregulares e seus impactos ambientais associados; - Impactos ambientais urbanos: o caso da enchente na cidade do Rio de Janeiro; - Circuitos formal e informal da economia; - A evolução do sítio urbano da cidade do Rio de Janeiro do século XVI ao XVIII; - A reforma Pereira Passos no século XX
  • 12. Projeto realizado com oficinas ministradas durante os anos de 2014 e 2015, articulando através da pesquisa e produção de narrativas as relações entre o tecer e o texto. Seu objetivo é auxiliar na ampliação do potencial acadêmico, ético e político do público-alvo na construção de uma autonomia pedagógica e na elaboração de materiais didáticos.
  • 13. No ano de 2014, os trabalhos e oficinas foram feitos com uma das turmas do 3º ano do Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral, constituída por futuros educadores de nível técnico em escolas de ensino fundamental. Os encontros, ocorridos mensalmente, trabalharam com narrativas diversas, tais como clássicos da literatura, contos e mitos. Como produto final, os alunos produziram materiais didáticos para contação de histórias e construíram suas próprias narrativas, legitimando a bordadura, costura e tecelagem como uma linguagem artística.
  • 14. Durante o ano de 2015 as oficinas, agora denominadas laboratórios tecidos, foram oferecidas ao corpo docente do Ensino Fundamental da Escola Municipal Shakespeare, contando com convidados apresentando um campo conceitual e reflexivo sobre o uso da linguagem da bordadura nas artes visuais e na educação. Os encontros permitiram vivências compartilhadas que resultaram em diversos trabalhos e materiais, tais como bonecas de tecido, intervenções no espaço da biblioteca e em objetos e ambientes distintos, como o teatro da escola.
  • 15. • Relacionamento mais estreito entre a biblioteca do CAp/UFRJ e as instituições parceiras; • Possibilidades de enriquecimento do currículo escolar e do acervo da biblioteca; • Maior autonomia dos alunos na busca e uso de informações, conhecimento das normas de pesquisa, realização de pesquisas em suportes diferenciados de informação; • Desenvolvimento de novas competências e habilidades de ordem manual, informacional e na mediação de leitura, com o posicionamento dos alunos no papel de contadores de histórias. Os públicos conseguiram estabelecer com os livros uma relação afetiva, emotiva e sensorial maior, saindo do padrão apenas cognitivo, como reitera Petit (2009, p.58).
  • 16. “As impressões que a equipe da escola municipal Shakespeare teve em relação ao ‘Projeto Tecer – Produção Textual x Têxtil’ foram positivas, uma vez que as atividades executadas estavam em conformidade tanto com o plano curricular quanto com as habilidades a serem desenvolvidas pelo aluno. Seguindo o entendimento de Abramovich [...] ‘O ouvir histórias pode estimular o desenhar, o musicar, o sair, o ficar, o pensar, o teatrar, o imaginar, o brincar, o ver o livro, o escrever, o querer ouvir de novo (a mesma história ou outra).’” Luciana Bento Coordenadora pedagógica da E.M. Shakespeare
  • 17. “O Projeto Tecer desabrochou na nossa turma a criatividade. Foi muito interessante associar as histórias ao bordado. Tecer aliviou o meu estresse e eu fiquei com mais habilidade. Esse projeto me fez olhar as coisas de outra forma. Quero levar comigo tudo que aprendi e, se for possível, passar para outras pessoas.” Valquíria Lima de Brito, aluna do 3º ano do CEIAA “ Tecer é um ato que há muitos anos tem o mesmo significado de criar, construir, tomar posse. O Projeto Tecer faz jus a esses significados. Eu, como aluno, tenho a certeza de que esse projeto, que usa o trabalho têxtil e textual, me fez olhar para dentro de mim e ampliar os meus horizontes. ” Luiz Henrique Cabral, aluno do 3º ano do CEIAA
  • 18. Aspectos do projeto que merecem destaque: • Interação entre os docentes, discentes e técnicos das instituições participantes; • Maior empoderamento dos alunos em relação às informações pesquisadas; • Participação crescente do grupo de leitores autônomos e com perfil crítico na biblioteca; • Motivação e competência dos alunos na busca e uso da informação para questões acadêmicas e pessoais; • Autoestima dos grupos participantes reforçada através das competências adquiridas ao longo do projeto; • Professores com maior segurança e assertividade nas atividades desenvolvidas em sala de aula. Casterede (2000) sinaliza que a biblioteca é o território onde se coadunam as emoções e pensamentos, onde a característica comportamental de cada um passa a ser compartilhada, permitindo a descoberta de horizontes até então desconhecidos.
  • 19. BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento 1: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Zahar, 2003. ______. Uma história social do conhecimento 2: da enciclopédia à wikipédia. Rio de Janeiro: Zahar, 2012. DERVIN, B. An overview of SENSE-MAKING: concepts, methods, results. Dallas, 1983. FIALHO, Janaina Ferreira; MOURA, Maria Aparecida. A formação do pesquisador juvenil. Perspect. Ciênc. Inf., Belo Horizonte, v.10, n.2, p. 194-207, jul./dez. 2005. FULCO, Leni Rodriguez Perez. A pesquisa escolar como facilitadora na produção do conhecimento na Biblioteca do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro - Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Formação de Leitores), Faculdades Integradas de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, 2012. GIROTTO, Cyntia Graziella G. Simões; SOUZA, Renata Junqueira de. A hora do conto na biblioteca escolar: o diálogo entre leitura literária e outras linguagens. In: SOUZA, Renata Junqueira de (Org.). Biblioteca Escolar e práticas educativas: o mediador em formação. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2009. p.19-47.
  • 20. GONÇALVES, Ana Lúcia Ferreira. Subsídios para uma política de gestão da informação na perspectiva do usuário: Um estudo da comunidade docente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro-Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação), Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro, 2009. KUHLTHAU, Carol. Como orientar a pesquisa escolar: estratégias para o processo de aprendizagem. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010. ______________. Como usar a biblioteca na escola: um programa de atividades para o ensino fundamental. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2004. PETIT, Michele. A arte de ler ou como resistir à adversidade. São Paulo: Editora 34, 2009. VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de pesquisa em administração. 5. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2012. YUNES, Eliana, ROCHA, Alessandro (Org.). Biblioteca e formação de leitores. Rio de Janeiro: Cátedra UNESCO de Leitura PUC-Rio; São Paulo: Editora Reflexão, 2015.