SlideShare uma empresa Scribd logo
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA 
Campus: Cajazeiras 
Professor: Janderson 
Disciplina: Banco de Dados 
Fátima Ferreira de Sousa 
Leonardo Guedes
BancodedadosMultimídia
Introdução 
Com o avanço da tecnologia e a progressiva informatização no gerenciamento dos dados, um banco de dados não pode apenas armazenar informações no formato de texto, deve estar apto a armazenar outros tipos de informações, por exemplo, multimídia.
Banco de dados multimídia 
•Conceito 
•Sistema que armazena e recupera dados multimídia como áudio, vídeo, imagens e etc.; 
•Objetivo: organizar, classificar e pesquisar estes dados;
Banco de dados multimídia 
Propriedades 
•Persistência dos dados; 
•Consistência; 
•Desacoplamento das aplicações; 
•Interface; 
•Acesso multiusuário; 
•Recuperação de falhas;
Tipos de Dados 
•É possível classificar os dados multimídia em: 
•Texto; 
•Gráficos; 
•Imagens; 
•Animações; 
•Vídeos; 
•Áudio; 
•Áudio Estruturado; 
•Dados Multimídia ou Mistos;
Tipos de Dados 
•Texto 
•Podem ser formatados ou não-formatados; 
•Utiliza as linguagens SGML (Standard GeneralizedMarkupLanguage) e HTML (HyperTextMarkupLanguage) para facilitar análise de documentos estruturados; 
SINTAXE:
Tipos de Dados 
•Gráficos 
•Desenhos e ilustrações que são codificados por meio de padrões descritivos; 
•Exemplo: PostScript; 
EXEMPLO:
Tipo de dados 
•Imagens 
•Incluemdesenhos,fotografiaseassimpordiante,codificadosemformatospadronizadoscomobitmaps,JPEGeMPEG.Essasimagenssãosubdividasemcomponentes.Portanto,consultá-lasatravésdeconteúdonãoétrivial;
Tipos de Dados 
•Animações 
•Sequências temporais de imagens ou dados;
Tipos de Dados 
•Vídeos 
•Conjuntodedadosfotográficostemporariamentesequenciadosparaapresentaçãoemritmosespecíficos; 
Exemplo:30quadrosporsegundo.
Tipos de Dados 
•Áudio Estruturado 
•Uma sequência de componentes de áudios compreendendo notas, tom, duração e assim por diante;
Tipos de Dados 
•Áudio 
•DadosamostraisgeradosapartirderegistrosaéreosemumaStringsdebitsemformadigital.Gravaçõesanalógicassãoconvertidasemformatodigitalantesdoarmazenamento;
Tipos de Dados 
•Dados Multimídia ou Mistos 
•Combinação de tipos de dados multimídia. Dados compostos também contém informações adicionais de controle, descrevendo o modo como as informações devem ser apresentadas;
Devidoaograndenúmerodebytesnecessáriospararepresentardadosmultimídia,éessencialqueessesdadossejamarmazenadosetransmitidosdeformacompacta.
Natureza Das Aplicações Multimídias 
Dados multimídia podem ser armazenados, distribuídos e utilizando de muitas maneiras diferentes, podendo ser categorizadas: 
•Aplicações de repositório; 
•Aplicações de apresentações; 
•Trabalho cooperativo utilizando multimídia;
Aplicações de banco de dados multimídia 
Algumas aplicações que usam e gerenciam banco de dados multimídia: 
•Gerenciamentodedocumentoseregistros–Incluemprojetosdeengenhariaedadossobreprodução,registrosmédicosdepacientes,artigosparapublicaçãoeregistrosdereivindicaçãodeprêmioseseguros; 
•DisseminaçãodeConhecimento–Crescimentodelivros,catálogos, manuaiseenciclopédiaseletrônicas,bemcomorepositóriosdeinformaçõesemmuitostópicos; 
•Educaçãoetreinamento–Ensinodematériasparadiferentestiposdepúblicos; 
•Marketing,Propagandas,vendasnovarejo,entretenimentoeturismo– Apresentaçõeseficazesdevendasatéexcursõesvirtuaisemcidadesegaleriasdearte; 
•ControleeMonitoramentoemtemporeal–Monitoramentoecontroledetarefascomplexascomoaproduçãodeoperações,usinasnucleares;
Banco de dados com suporte a multimídia 
Alguns SGBDs que podem utilizar esse recurso: 
•MySql; 
•Tipos dos dados: TinyBlod(8 bits), Bloab(16 bits), MediunBloab(24 bits) e LongBloab(32 bits); 
•Oracle; 
•Tipo dos dados: Bload(16 bits), cBload; 
•Microsoft SQL Server; 
•Tipo de dados: Utiliza o campo de Imagens para realização deste serviço;
Desafios dos GBDS MM 
•Dadosmultimídiatemdimensõestemporais,devendosertransmitidos, processadoseapresentadosemumafaixafixaemmuitasaplicaçõesmultimídia; 
•Aplicações multimídia usam simultaneamente múltiplos tipos de mídia. As relações de tempo e espaço entre essas mídias devem ser mantidas; 
•Dados multimídia são dados intensivos, devendo ser compactados, e redes de alta velocidade e computadores potentes são necessários para manipular estes dados; 
•Dadosmultimídianãotemsintaxeesemânticaobvia.Bancodedadosconvencionaisnãosuportamefetivamentedadosmultimídia.Sendonecessáriatécnicasdeindexação,recuperaçãoereconhecimentodasinformaçõesmultimídia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecnologias De Redes De Computadores
Tecnologias De Redes De ComputadoresTecnologias De Redes De Computadores
Tecnologias De Redes De Computadores
Matheus
 
Aula- Virtualização
Aula- VirtualizaçãoAula- Virtualização
Aula- Virtualização
Jorge Ávila Miranda
 
Modelo osi
Modelo osiModelo osi
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fioAula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
camila_seixas
 
Redes de comunicação mod 1
Redes de comunicação   mod 1Redes de comunicação   mod 1
Redes de comunicação mod 1
João Faria
 
Como funciona a Internet - Camadas e Protocolos
Como funciona a Internet - Camadas e ProtocolosComo funciona a Internet - Camadas e Protocolos
Como funciona a Internet - Camadas e Protocolos
Escola de Governança da Internet no Brasil
 
Introdução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de DadosIntrodução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de Dados
Ricardo Flores Zago, PMP, MSc
 
Diagramas de Fluxo de Dados
Diagramas de Fluxo de DadosDiagramas de Fluxo de Dados
Diagramas de Fluxo de Dados
Janynne Gomes
 
Monitoramento de Redes TCP/IP - Monografia
Monitoramento de Redes TCP/IP - MonografiaMonitoramento de Redes TCP/IP - Monografia
Monitoramento de Redes TCP/IP - Monografia
Pietro Scherer
 
Lista de exercícios tipos de arquitetura infraestrutura de software
Lista de exercícios tipos de arquitetura   infraestrutura de softwareLista de exercícios tipos de arquitetura   infraestrutura de software
Lista de exercícios tipos de arquitetura infraestrutura de software
Isabel Araujo
 
Introducao as rede de computadores
Introducao as rede de computadoresIntroducao as rede de computadores
Introducao as rede de computadores
Beldo Antonio Jaime Mario
 
Aula 1 introdução a base de dados
Aula 1   introdução a base de dadosAula 1   introdução a base de dados
Aula 1 introdução a base de dados
Hélio Martins
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
Felipe Silva
 
Trabalho Servidor FTP
Trabalho Servidor FTPTrabalho Servidor FTP
Trabalho Servidor FTP
Junior Cesar
 
Aula 04 ferramentas para autoria de produtos multimídia i
Aula 04   ferramentas para autoria de produtos multimídia iAula 04   ferramentas para autoria de produtos multimídia i
Aula 04 ferramentas para autoria de produtos multimídia i
Fábio Costa
 
Data warehousing - Técnicas e procedimentos
Data warehousing - Técnicas e procedimentosData warehousing - Técnicas e procedimentos
Data warehousing - Técnicas e procedimentos
Marcos Pessoa
 
Modelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de InformaçãoModelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de Informação
Helder Lopes
 
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosRedes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Mauro Tapajós
 
SGBD
SGBDSGBD
Redes de Computadores - Aula 01
Redes de Computadores - Aula 01Redes de Computadores - Aula 01
Redes de Computadores - Aula 01
thomasdacosta
 

Mais procurados (20)

Tecnologias De Redes De Computadores
Tecnologias De Redes De ComputadoresTecnologias De Redes De Computadores
Tecnologias De Redes De Computadores
 
Aula- Virtualização
Aula- VirtualizaçãoAula- Virtualização
Aula- Virtualização
 
Modelo osi
Modelo osiModelo osi
Modelo osi
 
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fioAula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
 
Redes de comunicação mod 1
Redes de comunicação   mod 1Redes de comunicação   mod 1
Redes de comunicação mod 1
 
Como funciona a Internet - Camadas e Protocolos
Como funciona a Internet - Camadas e ProtocolosComo funciona a Internet - Camadas e Protocolos
Como funciona a Internet - Camadas e Protocolos
 
Introdução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de DadosIntrodução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de Dados
 
Diagramas de Fluxo de Dados
Diagramas de Fluxo de DadosDiagramas de Fluxo de Dados
Diagramas de Fluxo de Dados
 
Monitoramento de Redes TCP/IP - Monografia
Monitoramento de Redes TCP/IP - MonografiaMonitoramento de Redes TCP/IP - Monografia
Monitoramento de Redes TCP/IP - Monografia
 
Lista de exercícios tipos de arquitetura infraestrutura de software
Lista de exercícios tipos de arquitetura   infraestrutura de softwareLista de exercícios tipos de arquitetura   infraestrutura de software
Lista de exercícios tipos de arquitetura infraestrutura de software
 
Introducao as rede de computadores
Introducao as rede de computadoresIntroducao as rede de computadores
Introducao as rede de computadores
 
Aula 1 introdução a base de dados
Aula 1   introdução a base de dadosAula 1   introdução a base de dados
Aula 1 introdução a base de dados
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
 
Trabalho Servidor FTP
Trabalho Servidor FTPTrabalho Servidor FTP
Trabalho Servidor FTP
 
Aula 04 ferramentas para autoria de produtos multimídia i
Aula 04   ferramentas para autoria de produtos multimídia iAula 04   ferramentas para autoria de produtos multimídia i
Aula 04 ferramentas para autoria de produtos multimídia i
 
Data warehousing - Técnicas e procedimentos
Data warehousing - Técnicas e procedimentosData warehousing - Técnicas e procedimentos
Data warehousing - Técnicas e procedimentos
 
Modelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de InformaçãoModelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de Informação
 
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosRedes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
 
SGBD
SGBDSGBD
SGBD
 
Redes de Computadores - Aula 01
Redes de Computadores - Aula 01Redes de Computadores - Aula 01
Redes de Computadores - Aula 01
 

Destaque

Criação de uma base de dados para gestão de uma biblioteca
Criação de uma base de dados para gestão de uma bibliotecaCriação de uma base de dados para gestão de uma biblioteca
Criação de uma base de dados para gestão de uma biblioteca
David Canjamba 2D
 
Bancos de dados móveis
Bancos de dados móveisBancos de dados móveis
Bancos de dados móveis
guilhermeeler
 
BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...
BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...
BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...
Ravel Gimenes
 
Apresentacao banco de dados moveis
Apresentacao   banco de dados moveisApresentacao   banco de dados moveis
Apresentacao banco de dados moveis
Diogenes Freitas
 
Bancos de Dados para Bibliotecarios
Bancos de Dados para BibliotecariosBancos de Dados para Bibliotecarios
Bancos de Dados para Bibliotecarios
Luciano Ramalho
 
Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)
Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)
Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)
Gleyciana Garrido
 
Er biblioteca
Er bibliotecaEr biblioteca
Er biblioteca
Erick Palacios Mohr
 
Sistemas Gestores de Bases de Dados
Sistemas Gestores de Bases de DadosSistemas Gestores de Bases de Dados
Sistemas Gestores de Bases de Dados
João Sousa
 
Desenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipeDesenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipe
Fatinha de Sousa
 
01 02 introdução aos bancos de dados (slides)
01 02 introdução aos bancos de dados (slides)01 02 introdução aos bancos de dados (slides)
01 02 introdução aos bancos de dados (slides)
samuelthiago
 
Dedalus: reserva online
Dedalus: reserva onlineDedalus: reserva online
Dedalus: reserva online
Biblioteca FEAUSP
 
Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)
Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)
Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)
Biblioteca FEAUSP
 
BANCO DE DADOS RELACIONAIS
BANCO DE DADOS RELACIONAIS BANCO DE DADOS RELACIONAIS
BANCO DE DADOS RELACIONAIS
Antonio Pedro
 
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP
 
Sistema de Gerenciamento de Biblioteca
Sistema de Gerenciamento de BibliotecaSistema de Gerenciamento de Biblioteca
Sistema de Gerenciamento de Biblioteca
Ronaiza Card
 
Recursos informacionais para pesquisa 2016
Recursos informacionais para pesquisa 2016Recursos informacionais para pesquisa 2016
Recursos informacionais para pesquisa 2016
Biblioteca FEAUSP
 
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Biblioteca FEAUSP
 
Aula1 - Apresentação de Banco de Dados
Aula1 - Apresentação de Banco de DadosAula1 - Apresentação de Banco de Dados
Aula1 - Apresentação de Banco de Dados
Rafael Albani
 
Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...
Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...
Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...
Fernando Antunes
 
Edital proupe
Edital proupeEdital proupe
Edital proupe
emanuelomena
 

Destaque (20)

Criação de uma base de dados para gestão de uma biblioteca
Criação de uma base de dados para gestão de uma bibliotecaCriação de uma base de dados para gestão de uma biblioteca
Criação de uma base de dados para gestão de uma biblioteca
 
Bancos de dados móveis
Bancos de dados móveisBancos de dados móveis
Bancos de dados móveis
 
BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...
BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...
BANCO DE DADOS MÓVEIS E COMPUTAÇÃO MÓVEL: UMA DISCUSSÃO DE SEUS RECURSOS E AP...
 
Apresentacao banco de dados moveis
Apresentacao   banco de dados moveisApresentacao   banco de dados moveis
Apresentacao banco de dados moveis
 
Bancos de Dados para Bibliotecarios
Bancos de Dados para BibliotecariosBancos de Dados para Bibliotecarios
Bancos de Dados para Bibliotecarios
 
Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)
Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)
Projeto de Banco de Dados: Gerenciamento de Locadora de Vídeo (parte escrita)
 
Er biblioteca
Er bibliotecaEr biblioteca
Er biblioteca
 
Sistemas Gestores de Bases de Dados
Sistemas Gestores de Bases de DadosSistemas Gestores de Bases de Dados
Sistemas Gestores de Bases de Dados
 
Desenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipeDesenvolvimento em equipe
Desenvolvimento em equipe
 
01 02 introdução aos bancos de dados (slides)
01 02 introdução aos bancos de dados (slides)01 02 introdução aos bancos de dados (slides)
01 02 introdução aos bancos de dados (slides)
 
Dedalus: reserva online
Dedalus: reserva onlineDedalus: reserva online
Dedalus: reserva online
 
Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)
Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)
Operadores booleanos 2015 (bibliotecafea.com)
 
BANCO DE DADOS RELACIONAIS
BANCO DE DADOS RELACIONAIS BANCO DE DADOS RELACIONAIS
BANCO DE DADOS RELACIONAIS
 
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
 
Sistema de Gerenciamento de Biblioteca
Sistema de Gerenciamento de BibliotecaSistema de Gerenciamento de Biblioteca
Sistema de Gerenciamento de Biblioteca
 
Recursos informacionais para pesquisa 2016
Recursos informacionais para pesquisa 2016Recursos informacionais para pesquisa 2016
Recursos informacionais para pesquisa 2016
 
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
 
Aula1 - Apresentação de Banco de Dados
Aula1 - Apresentação de Banco de DadosAula1 - Apresentação de Banco de Dados
Aula1 - Apresentação de Banco de Dados
 
Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...
Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...
Conservação e restauro: sector da actividade económica versus domínio científ...
 
Edital proupe
Edital proupeEdital proupe
Edital proupe
 

Semelhante a Banco de Dados Multimidia

ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)
ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)
ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)
Elliscley
 
aula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdf
aula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdfaula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdf
aula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdf
ssuser7a84f91
 
Parte8 - Fundamentos de Sistema de Informação
Parte8 - Fundamentos de Sistema de InformaçãoParte8 - Fundamentos de Sistema de Informação
Parte8 - Fundamentos de Sistema de Informação
Gabriel Faustino
 
Aula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/GamaAula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Camila Hamdan
 
Banco de Dados - Aula 01
Banco de Dados - Aula 01Banco de Dados - Aula 01
Banco de Dados - Aula 01
Willian Carvalho
 
O que é um Banco de Dados?
O que é um Banco de Dados?O que é um Banco de Dados?
O que é um Banco de Dados?
Joeldson Costa Damasceno
 
Palestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslideshare
Palestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslidesharePalestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslideshare
Palestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslideshare
pccdias
 
Big Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos BásicosBig Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos Básicos
Christiano Anderson
 
Big Data Latinoware 2014
Big Data Latinoware 2014Big Data Latinoware 2014
Big Data Latinoware 2014
Christiano Anderson
 
JamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos Digitais
JamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos DigitaisJamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos Digitais
JamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos Digitais
José Eugênio Grillo
 
TA1 - Slides Acessibilidade.pdf
TA1 - Slides Acessibilidade.pdfTA1 - Slides Acessibilidade.pdf
TA1 - Slides Acessibilidade.pdf
SandroPolizelLaurent
 
Big data e mineração de dados
Big data e mineração de dadosBig data e mineração de dados
Big data e mineração de dados
Elton Meira
 
Keynote seleção docente
Keynote seleção docenteKeynote seleção docente
Keynote seleção docente
Rafael Marinho
 
Introdução à Multimídia
Introdução à Multimídia Introdução à Multimídia
Introdução à Multimídia
Windson Viana
 
Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)
Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)
Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)
Federal University of Technology - Paraná/Brazil (UTFPR)
 
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysqlDiego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego Rivera Tavares
 
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysqlDiego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego Rivera Tavares
 
Introdução à Banco de Dados
Introdução à Banco de DadosIntrodução à Banco de Dados
Introdução à Banco de Dados
Bruno Siqueira
 
Folderdataprev2016 web
Folderdataprev2016 webFolderdataprev2016 web
Folderdataprev2016 web
Sirlei de Fatima Barreiro Jabali
 
Metadados Aula USP.pdf
Metadados Aula USP.pdfMetadados Aula USP.pdf
Metadados Aula USP.pdf
ErnestoJcl
 

Semelhante a Banco de Dados Multimidia (20)

ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)
ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)
ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)
 
aula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdf
aula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdfaula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdf
aula01_Fundamentos de Banco de Dados.pptx.pdf
 
Parte8 - Fundamentos de Sistema de Informação
Parte8 - Fundamentos de Sistema de InformaçãoParte8 - Fundamentos de Sistema de Informação
Parte8 - Fundamentos de Sistema de Informação
 
Aula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/GamaAula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
Aula III: Informática em Saúde- UnB-FGA/Gama
 
Banco de Dados - Aula 01
Banco de Dados - Aula 01Banco de Dados - Aula 01
Banco de Dados - Aula 01
 
O que é um Banco de Dados?
O que é um Banco de Dados?O que é um Banco de Dados?
O que é um Banco de Dados?
 
Palestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslideshare
Palestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslidesharePalestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslideshare
Palestra big data_e_mineracao_dedados_5agosto13-versaoslideshare
 
Big Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos BásicosBig Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos Básicos
 
Big Data Latinoware 2014
Big Data Latinoware 2014Big Data Latinoware 2014
Big Data Latinoware 2014
 
JamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos Digitais
JamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos DigitaisJamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos Digitais
JamehDebui Consultoria e Serviços em Acervos Digitais
 
TA1 - Slides Acessibilidade.pdf
TA1 - Slides Acessibilidade.pdfTA1 - Slides Acessibilidade.pdf
TA1 - Slides Acessibilidade.pdf
 
Big data e mineração de dados
Big data e mineração de dadosBig data e mineração de dados
Big data e mineração de dados
 
Keynote seleção docente
Keynote seleção docenteKeynote seleção docente
Keynote seleção docente
 
Introdução à Multimídia
Introdução à Multimídia Introdução à Multimídia
Introdução à Multimídia
 
Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)
Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)
Aulas TSI33A - Banco de Dados I (TSI UTFPR-Toledo)
 
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysqlDiego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
 
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysqlDiego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
Diego araujo-introdução-a-banco-de-dados-livre-–-mysql
 
Introdução à Banco de Dados
Introdução à Banco de DadosIntrodução à Banco de Dados
Introdução à Banco de Dados
 
Folderdataprev2016 web
Folderdataprev2016 webFolderdataprev2016 web
Folderdataprev2016 web
 
Metadados Aula USP.pdf
Metadados Aula USP.pdfMetadados Aula USP.pdf
Metadados Aula USP.pdf
 

Mais de Fatinha de Sousa

Cross Site Scripting
Cross Site Scripting Cross Site Scripting
Cross Site Scripting
Fatinha de Sousa
 
Apresentação da ferramenta de Esteganografia JPHS
Apresentação da ferramenta de Esteganografia JPHSApresentação da ferramenta de Esteganografia JPHS
Apresentação da ferramenta de Esteganografia JPHS
Fatinha de Sousa
 
Deep web
Deep webDeep web
Banco de dados dbo4
Banco de dados dbo4Banco de dados dbo4
Banco de dados dbo4
Fatinha de Sousa
 
Principais Vírus de Computador
Principais Vírus de ComputadorPrincipais Vírus de Computador
Principais Vírus de Computador
Fatinha de Sousa
 
Segurança Na Internet
Segurança Na InternetSegurança Na Internet
Segurança Na Internet
Fatinha de Sousa
 
Segurança em redes
Segurança em redesSegurança em redes
Segurança em redes
Fatinha de Sousa
 
Gerenciamento de Pessoas
Gerenciamento de PessoasGerenciamento de Pessoas
Gerenciamento de Pessoas
Fatinha de Sousa
 
Estudo de Caso Windows
Estudo de Caso WindowsEstudo de Caso Windows
Estudo de Caso Windows
Fatinha de Sousa
 
Patterns: Singleton
Patterns: SingletonPatterns: Singleton
Patterns: Singleton
Fatinha de Sousa
 
Patterns: Factory Method
Patterns: Factory MethodPatterns: Factory Method
Patterns: Factory Method
Fatinha de Sousa
 

Mais de Fatinha de Sousa (11)

Cross Site Scripting
Cross Site Scripting Cross Site Scripting
Cross Site Scripting
 
Apresentação da ferramenta de Esteganografia JPHS
Apresentação da ferramenta de Esteganografia JPHSApresentação da ferramenta de Esteganografia JPHS
Apresentação da ferramenta de Esteganografia JPHS
 
Deep web
Deep webDeep web
Deep web
 
Banco de dados dbo4
Banco de dados dbo4Banco de dados dbo4
Banco de dados dbo4
 
Principais Vírus de Computador
Principais Vírus de ComputadorPrincipais Vírus de Computador
Principais Vírus de Computador
 
Segurança Na Internet
Segurança Na InternetSegurança Na Internet
Segurança Na Internet
 
Segurança em redes
Segurança em redesSegurança em redes
Segurança em redes
 
Gerenciamento de Pessoas
Gerenciamento de PessoasGerenciamento de Pessoas
Gerenciamento de Pessoas
 
Estudo de Caso Windows
Estudo de Caso WindowsEstudo de Caso Windows
Estudo de Caso Windows
 
Patterns: Singleton
Patterns: SingletonPatterns: Singleton
Patterns: Singleton
 
Patterns: Factory Method
Patterns: Factory MethodPatterns: Factory Method
Patterns: Factory Method
 

Último

A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 

Último (20)

A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 

Banco de Dados Multimidia

  • 1. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA Campus: Cajazeiras Professor: Janderson Disciplina: Banco de Dados Fátima Ferreira de Sousa Leonardo Guedes
  • 3. Introdução Com o avanço da tecnologia e a progressiva informatização no gerenciamento dos dados, um banco de dados não pode apenas armazenar informações no formato de texto, deve estar apto a armazenar outros tipos de informações, por exemplo, multimídia.
  • 4. Banco de dados multimídia •Conceito •Sistema que armazena e recupera dados multimídia como áudio, vídeo, imagens e etc.; •Objetivo: organizar, classificar e pesquisar estes dados;
  • 5. Banco de dados multimídia Propriedades •Persistência dos dados; •Consistência; •Desacoplamento das aplicações; •Interface; •Acesso multiusuário; •Recuperação de falhas;
  • 6. Tipos de Dados •É possível classificar os dados multimídia em: •Texto; •Gráficos; •Imagens; •Animações; •Vídeos; •Áudio; •Áudio Estruturado; •Dados Multimídia ou Mistos;
  • 7. Tipos de Dados •Texto •Podem ser formatados ou não-formatados; •Utiliza as linguagens SGML (Standard GeneralizedMarkupLanguage) e HTML (HyperTextMarkupLanguage) para facilitar análise de documentos estruturados; SINTAXE:
  • 8. Tipos de Dados •Gráficos •Desenhos e ilustrações que são codificados por meio de padrões descritivos; •Exemplo: PostScript; EXEMPLO:
  • 9. Tipo de dados •Imagens •Incluemdesenhos,fotografiaseassimpordiante,codificadosemformatospadronizadoscomobitmaps,JPEGeMPEG.Essasimagenssãosubdividasemcomponentes.Portanto,consultá-lasatravésdeconteúdonãoétrivial;
  • 10. Tipos de Dados •Animações •Sequências temporais de imagens ou dados;
  • 11. Tipos de Dados •Vídeos •Conjuntodedadosfotográficostemporariamentesequenciadosparaapresentaçãoemritmosespecíficos; Exemplo:30quadrosporsegundo.
  • 12. Tipos de Dados •Áudio Estruturado •Uma sequência de componentes de áudios compreendendo notas, tom, duração e assim por diante;
  • 13. Tipos de Dados •Áudio •DadosamostraisgeradosapartirderegistrosaéreosemumaStringsdebitsemformadigital.Gravaçõesanalógicassãoconvertidasemformatodigitalantesdoarmazenamento;
  • 14. Tipos de Dados •Dados Multimídia ou Mistos •Combinação de tipos de dados multimídia. Dados compostos também contém informações adicionais de controle, descrevendo o modo como as informações devem ser apresentadas;
  • 16. Natureza Das Aplicações Multimídias Dados multimídia podem ser armazenados, distribuídos e utilizando de muitas maneiras diferentes, podendo ser categorizadas: •Aplicações de repositório; •Aplicações de apresentações; •Trabalho cooperativo utilizando multimídia;
  • 17. Aplicações de banco de dados multimídia Algumas aplicações que usam e gerenciam banco de dados multimídia: •Gerenciamentodedocumentoseregistros–Incluemprojetosdeengenhariaedadossobreprodução,registrosmédicosdepacientes,artigosparapublicaçãoeregistrosdereivindicaçãodeprêmioseseguros; •DisseminaçãodeConhecimento–Crescimentodelivros,catálogos, manuaiseenciclopédiaseletrônicas,bemcomorepositóriosdeinformaçõesemmuitostópicos; •Educaçãoetreinamento–Ensinodematériasparadiferentestiposdepúblicos; •Marketing,Propagandas,vendasnovarejo,entretenimentoeturismo– Apresentaçõeseficazesdevendasatéexcursõesvirtuaisemcidadesegaleriasdearte; •ControleeMonitoramentoemtemporeal–Monitoramentoecontroledetarefascomplexascomoaproduçãodeoperações,usinasnucleares;
  • 18. Banco de dados com suporte a multimídia Alguns SGBDs que podem utilizar esse recurso: •MySql; •Tipos dos dados: TinyBlod(8 bits), Bloab(16 bits), MediunBloab(24 bits) e LongBloab(32 bits); •Oracle; •Tipo dos dados: Bload(16 bits), cBload; •Microsoft SQL Server; •Tipo de dados: Utiliza o campo de Imagens para realização deste serviço;
  • 19. Desafios dos GBDS MM •Dadosmultimídiatemdimensõestemporais,devendosertransmitidos, processadoseapresentadosemumafaixafixaemmuitasaplicaçõesmultimídia; •Aplicações multimídia usam simultaneamente múltiplos tipos de mídia. As relações de tempo e espaço entre essas mídias devem ser mantidas; •Dados multimídia são dados intensivos, devendo ser compactados, e redes de alta velocidade e computadores potentes são necessários para manipular estes dados; •Dadosmultimídianãotemsintaxeesemânticaobvia.Bancodedadosconvencionaisnãosuportamefetivamentedadosmultimídia.Sendonecessáriatécnicasdeindexação,recuperaçãoereconhecimentodasinformaçõesmultimídia.