SlideShare uma empresa Scribd logo
Bem Explicado 
Centro de Explicações Lda. 
CN – 7º Ano – Ficha Formativa 
Paisagens Geológicas - Correção 
Nome: _________________________________________________ Data: ___/___/___ 
1. 
1.1 Granito. 
1.2 B; A; C. 
1.3 A temperatura e água da chuva. (As águas infiltram-se nas fendas (diáclases) dos granitos e, com a diminuição de temperatura, essa água pode congelar, aumentando de volume e consequentemente aumentando a fissura, contribuindo para a desagregação da rocha. Os grandes blocos de granito resultantes dessa desagregação dão origem a uma paisagem típica do granito, o caos de blocos.) 
2. 
2.1 Quartzo, Feldspato e Mica. 
2.2 Mica. 
2.3 Quartzo. É o mais duro, dos apresentados, a sua percentagem permanece sempre a mesma ao longo do tempo. 
3. 
4. Blocos rochosos desgastados lateralmente pela acção de areias arrastadas pelo vento. Os grãos de areia mais pesados raramente são transportados a uma altitude superior a 1 metro, provocando uma erosão mais acentuada junto ao solo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geo 6 formação das rochas sedimentares (meteorização)
Geo 6   formação das rochas sedimentares (meteorização)Geo 6   formação das rochas sedimentares (meteorização)
Geo 6 formação das rochas sedimentares (meteorização)
Nuno Correia
 
Geo 14 magmatismo e rochas magmáticas
Geo 14   magmatismo e rochas magmáticasGeo 14   magmatismo e rochas magmáticas
Geo 14 magmatismo e rochas magmáticas
Nuno Correia
 
Geo 19 magmatismo e rochas magmáticas
Geo 19   magmatismo e rochas magmáticasGeo 19   magmatismo e rochas magmáticas
Geo 19 magmatismo e rochas magmáticas
Nuno Correia
 
BioGeo10-rochas
BioGeo10-rochasBioGeo10-rochas
BioGeo10-rochas
Rita Rainho
 
Rochas solo tr
Rochas solo trRochas solo tr
Rochas solo tr
Tânia Reis
 
Rochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da Terra
Rochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da TerraRochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da Terra
Rochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da Terra
Nuno Correia
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
N C
 
Geo 8 FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)
Geo 8   FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)Geo 8   FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)
Geo 8 FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)
Nuno Correia
 
Geo 10 sistema terra-lua
Geo 10   sistema terra-luaGeo 10   sistema terra-lua
Geo 10 sistema terra-lua
Nuno Correia
 
ApresentaçãO3
ApresentaçãO3ApresentaçãO3
ApresentaçãO3
João Leitão
 
Geo 6 FormaçãO De Rochas Sedimentares
Geo 6   FormaçãO De Rochas SedimentaresGeo 6   FormaçãO De Rochas Sedimentares
Geo 6 FormaçãO De Rochas Sedimentares
Nuno Correia
 
MeteorizaçãO
MeteorizaçãOMeteorizaçãO
MeteorizaçãO
Nuno Correia
 
Ciências naturais 7 rochas sedimentares (rochas)
Ciências naturais 7   rochas sedimentares (rochas)Ciências naturais 7   rochas sedimentares (rochas)
Ciências naturais 7 rochas sedimentares (rochas)
Nuno Correia
 
G4 as rochas, arquivos da história da terra
G4   as rochas, arquivos da história da terraG4   as rochas, arquivos da história da terra
G4 as rochas, arquivos da história da terra
Nuno Correia
 
Formações litológicas
Formações litológicasFormações litológicas
Geologia 10 as rochas, arquivos que relatam a história da terra
Geologia 10   as rochas, arquivos que relatam a história da terraGeologia 10   as rochas, arquivos que relatam a história da terra
Geologia 10 as rochas, arquivos que relatam a história da terra
Nuno Correia
 
Rochas 1718
Rochas 1718Rochas 1718

Mais procurados (17)

Geo 6 formação das rochas sedimentares (meteorização)
Geo 6   formação das rochas sedimentares (meteorização)Geo 6   formação das rochas sedimentares (meteorização)
Geo 6 formação das rochas sedimentares (meteorização)
 
Geo 14 magmatismo e rochas magmáticas
Geo 14   magmatismo e rochas magmáticasGeo 14   magmatismo e rochas magmáticas
Geo 14 magmatismo e rochas magmáticas
 
Geo 19 magmatismo e rochas magmáticas
Geo 19   magmatismo e rochas magmáticasGeo 19   magmatismo e rochas magmáticas
Geo 19 magmatismo e rochas magmáticas
 
BioGeo10-rochas
BioGeo10-rochasBioGeo10-rochas
BioGeo10-rochas
 
Rochas solo tr
Rochas solo trRochas solo tr
Rochas solo tr
 
Rochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da Terra
Rochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da TerraRochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da Terra
Rochas, Arquivos Que Relatam A HistóRia Da Terra
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Geo 8 FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)
Geo 8   FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)Geo 8   FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)
Geo 8 FormaçãO De Rochas Sedimentares (Transporte, SedimentaçãO E DiagéNese)
 
Geo 10 sistema terra-lua
Geo 10   sistema terra-luaGeo 10   sistema terra-lua
Geo 10 sistema terra-lua
 
ApresentaçãO3
ApresentaçãO3ApresentaçãO3
ApresentaçãO3
 
Geo 6 FormaçãO De Rochas Sedimentares
Geo 6   FormaçãO De Rochas SedimentaresGeo 6   FormaçãO De Rochas Sedimentares
Geo 6 FormaçãO De Rochas Sedimentares
 
MeteorizaçãO
MeteorizaçãOMeteorizaçãO
MeteorizaçãO
 
Ciências naturais 7 rochas sedimentares (rochas)
Ciências naturais 7   rochas sedimentares (rochas)Ciências naturais 7   rochas sedimentares (rochas)
Ciências naturais 7 rochas sedimentares (rochas)
 
G4 as rochas, arquivos da história da terra
G4   as rochas, arquivos da história da terraG4   as rochas, arquivos da história da terra
G4 as rochas, arquivos da história da terra
 
Formações litológicas
Formações litológicasFormações litológicas
Formações litológicas
 
Geologia 10 as rochas, arquivos que relatam a história da terra
Geologia 10   as rochas, arquivos que relatam a história da terraGeologia 10   as rochas, arquivos que relatam a história da terra
Geologia 10 as rochas, arquivos que relatam a história da terra
 
Rochas 1718
Rochas 1718Rochas 1718
Rochas 1718
 

Semelhante a B 5.3 - ficha formativa - paisagens geológicas (1) - soluções (2)

Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11
Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11
Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11
Rigo Rodrigues
 
[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx
[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx
[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx
Sílvia Carneiro
 
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARESFT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
sandranascimento
 
Teste global geologia 11,
Teste global geologia 11,Teste global geologia 11,
Teste global geologia 11,
Maria Tomás
 
1 q aula_10_a_v1
1 q aula_10_a_v11 q aula_10_a_v1
1 q aula_10_a_v1
Estela Costa
 
28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...
28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...
28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...
filomena morais
 
Ctic7 20 21_teste1
Ctic7 20 21_teste1Ctic7 20 21_teste1
Ctic7 20 21_teste1
Manuel Fernando Ribeiro
 
Teste 4 versão ii
Teste 4 versão iiTeste 4 versão ii
Teste 4 versão ii
joseeira
 
Exercícios de geologia
Exercícios de geologiaExercícios de geologia
Exercícios de geologia
Nuno Correia
 
Relatório da visita de estudo à Penha
Relatório da visita de estudo à PenhaRelatório da visita de estudo à Penha
Relatório da visita de estudo à Penha
Maria Manuela Torres Paredes
 
Correcção do teste de avaliação nº3
Correcção do teste de avaliação nº3Correcção do teste de avaliação nº3
Correcção do teste de avaliação nº3
bbm11710
 
Ficha de revisões
Ficha de revisõesFicha de revisões
Ficha de revisões
Ana Batanete
 
aqterra_ficha_avaliacao_1.docx
aqterra_ficha_avaliacao_1.docxaqterra_ficha_avaliacao_1.docx
aqterra_ficha_avaliacao_1.docx
Teresa Cardoso
 
Teste 4
Teste 4Teste 4
Teste 4
joseeira
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
essg
 
2testerochas7ano 121210192237-phpapp01
2testerochas7ano 121210192237-phpapp012testerochas7ano 121210192237-phpapp01
2testerochas7ano 121210192237-phpapp01
filomena morais
 
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação  e Tempo GeológicoAmbientes de Sedimentação  e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
Yago Matos
 

Semelhante a B 5.3 - ficha formativa - paisagens geológicas (1) - soluções (2) (17)

Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11
Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11
Paisagens geolc3b3gicas bruna-lopes-7c2ba2c2aa_2010-11
 
[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx
[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx
[2.3.1] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao1].docx
 
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARESFT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
 
Teste global geologia 11,
Teste global geologia 11,Teste global geologia 11,
Teste global geologia 11,
 
1 q aula_10_a_v1
1 q aula_10_a_v11 q aula_10_a_v1
1 q aula_10_a_v1
 
28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...
28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...
28169033 ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas-130222085510-phpapp0...
 
Ctic7 20 21_teste1
Ctic7 20 21_teste1Ctic7 20 21_teste1
Ctic7 20 21_teste1
 
Teste 4 versão ii
Teste 4 versão iiTeste 4 versão ii
Teste 4 versão ii
 
Exercícios de geologia
Exercícios de geologiaExercícios de geologia
Exercícios de geologia
 
Relatório da visita de estudo à Penha
Relatório da visita de estudo à PenhaRelatório da visita de estudo à Penha
Relatório da visita de estudo à Penha
 
Correcção do teste de avaliação nº3
Correcção do teste de avaliação nº3Correcção do teste de avaliação nº3
Correcção do teste de avaliação nº3
 
Ficha de revisões
Ficha de revisõesFicha de revisões
Ficha de revisões
 
aqterra_ficha_avaliacao_1.docx
aqterra_ficha_avaliacao_1.docxaqterra_ficha_avaliacao_1.docx
aqterra_ficha_avaliacao_1.docx
 
Teste 4
Teste 4Teste 4
Teste 4
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
 
2testerochas7ano 121210192237-phpapp01
2testerochas7ano 121210192237-phpapp012testerochas7ano 121210192237-phpapp01
2testerochas7ano 121210192237-phpapp01
 
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação  e Tempo GeológicoAmbientes de Sedimentação  e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
 

Último

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 

Último (20)

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 

B 5.3 - ficha formativa - paisagens geológicas (1) - soluções (2)

  • 1. Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CN – 7º Ano – Ficha Formativa Paisagens Geológicas - Correção Nome: _________________________________________________ Data: ___/___/___ 1. 1.1 Granito. 1.2 B; A; C. 1.3 A temperatura e água da chuva. (As águas infiltram-se nas fendas (diáclases) dos granitos e, com a diminuição de temperatura, essa água pode congelar, aumentando de volume e consequentemente aumentando a fissura, contribuindo para a desagregação da rocha. Os grandes blocos de granito resultantes dessa desagregação dão origem a uma paisagem típica do granito, o caos de blocos.) 2. 2.1 Quartzo, Feldspato e Mica. 2.2 Mica. 2.3 Quartzo. É o mais duro, dos apresentados, a sua percentagem permanece sempre a mesma ao longo do tempo. 3. 4. Blocos rochosos desgastados lateralmente pela acção de areias arrastadas pelo vento. Os grãos de areia mais pesados raramente são transportados a uma altitude superior a 1 metro, provocando uma erosão mais acentuada junto ao solo.