SlideShare uma empresa Scribd logo
Lição 13 – 26 de junho de 2011 AVIVA, Ó SENHOR, A TUA OBRA! Assembléia de Deus em Amarante (Pólo - Setor 12)
TEXTO ÁUREO “Porque derramarei água sobre o sedento e rios, sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade e a minha bênção, sobre os teus descendentes” (Isaías 44.3)
VERDADE   PRÁTICA O Avivamento só é possível quando a Igreja de Cristo se volta ao estudo sistemático e à obediência incondicional da Bíblia Sagrada.
O QUE É AVIVAMENTO? Retorno de algo à sua verdadeira natureza e propósito É o ato de “tornar mais vivo, reanimar, despertar, tornar mais forte, mais intenso, aumentar, intensificar, tornar mais nítido, destacar-se, tornar mais ativo (diz-se de fogo, brasa etc.), tornar mais ágil, apressar”  (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa) INTRODUÇÃO
AVIVA, Ó SENHOR, A TUA OBRA... A única vez que o termo aparece na Versão Almeida Revista e Corrigida é em Hc.3:2, onde o profeta, no início da sua oração que finaliza o seu livro, faz um pedido ao Senhor, depois de ter ouvido a Sua Palavra e temido: “Aviva, ó Senhor, a Tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira, lembra-Te da misericórdia”. Só pode ser avivado quem já está vivo e é por isto que este termo utilizado para se referir ao estágio espiritual posterior à conversão, para o apossamento das bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo (Ef.1:3)
O Livro da Lei é Encontrado 2 Cr 34-35 O rei Josias é despertado Hilquias encontra o Livro da Lei Israel se arrepende e renova o conserto O Avivamento traz resultados ao Reino de Judá Nenhum avivamento é possível sem um retorno incondicional à Palavra de Deus. BUSCANDO O AVIVAMENTO
A  PALAVRA  DE  DEUSÉ  ENSINADA Após 70 Anos de disciplina na Babilônia O Avivamento tem início com a volta incondicional ao estudo da palavra de Deus ESDRAS inicia um novo avivamento auxiliado pelo sábio Neemias. ...se é ensinar, haja dedicação ao ensino. Romanos 12.7
OS FRUTOS DO AVIVAMENTO Juntamente com Esdras, Neemias iniciou um processo de reorganização nacional que culminaria com a restauração moral e espiritual da nação judaica. (Ne 8.12-18) Os frutos do avivamento não tardaram a aparecer.
TUDO COMEÇA COM... Estudo da Palavra de Deus (Ne 8.1-18) Oração Adoração Confissão de Pecados (Ne 9.1-38) E o desejo de cumprir e obedecer os estatutos do Senhor (Ne10.29) Você quer realmente um avivamento? TUDO COMEÇA COMA PALAVRA DE DEUS E os tempos de refrigério não tardarão a chegar.
HABACUQUE  CLAMA POR AVIVAMENTO Uma homem preocupado com o estado espiritual de seu povo A restauração virá Avivamento gera mudança de vida Como Habacuque, clamemos a Deus por uma vida de justiça, pureza e santidade e, assim, venhamos a desfrutar de um genuíno avivamento.
É TEMPO DE BUSCAR A  FACE  DE  DEUS Buscar e Conhecer a Deus Consagrar e Entregar-se a Deus Confessar e Abandonar os Pecados Sem corações contritos e quebrantados não há avivamento  (Sl 51.17)
Buscando mais a face de Deus para que possamos cumprir a nossa MISSÃO.
A exemplo de Habacuque, clamemos por um avivamento. Que o clamor da nossa geração seja: Aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida (Habacuque 3.2b)
Há 100 Anos a chama Pentecostal foi acesa no Brasil. Deus usou os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren para essa Missão. E HOJE? Ela não se apagará pois eu e você continuaremos a MISSÃO.
Esta obra não pode parar!
Se você deseja ver um avivamento, saiba que não houve, não há e nunca haverá atalhos para se obter um avivamento. A chave para o avivamento é conhecimento da palavra de Deus e oração. Contudo, isso deve começar com você e comigo. Permita que o Espírito Santo ateie em sua vida a chama da fé. Depois, deixe que esta chama se propague por toda a sua igreja, ocasionando um incêndio que eventualmente irá envolver sua cidade, seu estado e seu país. E que ele comece agora!  Se não for agora, quando será? Se não for com você, com quem ele começará? Se não começar aqui, onde então?
Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. Oséias 6.3  A paz do Senhor!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
IBMemorialJC
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019
Alice Costa
 
50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I
Itamar Freire
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
RODRIGO FERREIRA
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
Paulo Roberto
 
Apostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreirosApostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreiros
JASIEL SOUZA DE ARAUJO
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
Gcom digital factory
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoLição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Éder Tomé
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
Paulo Roberto
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
UEPB
 
Somos templo do espírito santo
Somos templo do espírito santoSomos templo do espírito santo
Somos templo do espírito santo
Pastor Juscelino Freitas
 
Slides aviva, ó senhor, a tua obra
Slides   aviva, ó senhor, a tua obraSlides   aviva, ó senhor, a tua obra
Slides aviva, ó senhor, a tua obra
Abdias Barreto
 
O tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardõesO tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardões
Márcio Martins
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Éder Tomé
 
Lição 1 A Formação do Caráter Cristão
Lição 1 A Formação do Caráter CristãoLição 1 A Formação do Caráter Cristão
Lição 1 A Formação do Caráter Cristão
Éder Tomé
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
Jessé Lopes
 
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministérioCETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
Ednilson do Valle
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
Joselito Machado
 

Mais procurados (20)

Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019
 
50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 
Apostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreirosApostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreiros
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoLição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
 
Somos templo do espírito santo
Somos templo do espírito santoSomos templo do espírito santo
Somos templo do espírito santo
 
Slides aviva, ó senhor, a tua obra
Slides   aviva, ó senhor, a tua obraSlides   aviva, ó senhor, a tua obra
Slides aviva, ó senhor, a tua obra
 
O tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardõesO tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardões
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 04 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 1 A Formação do Caráter Cristão
Lição 1 A Formação do Caráter CristãoLição 1 A Formação do Caráter Cristão
Lição 1 A Formação do Caráter Cristão
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministérioCETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
 

Destaque

Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
Lição 13   aviva ó senhor a tua obraLição 13   aviva ó senhor a tua obra
Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
Jose Ventura
 
7 Condições para o Avivamento
7 Condições para o Avivamento7 Condições para o Avivamento
7 Condições para o Avivamento
Pr. Joel Gomes Lima Soares
 
Lição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno Avivamento
Lição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno AvivamentoLição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno Avivamento
Lição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno Avivamento
Ebd Brasil
 
Avivamento - Cassiane
Avivamento - CassianeAvivamento - Cassiane
Avivamento - Cassiane
Rafael Franco
 
O que é avivamento? - C. H. Spurgeon
O que é avivamento? - C. H. SpurgeonO que é avivamento? - C. H. Spurgeon
O que é avivamento? - C. H. Spurgeon
Igreja Vitória
 
História da Igreja - O Século XIX e as Revoluções
História da Igreja - O Século XIX e as RevoluçõesHistória da Igreja - O Século XIX e as Revoluções
História da Igreja - O Século XIX e as Revoluções
Glauco Gonçalves
 

Destaque (6)

Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
Lição 13   aviva ó senhor a tua obraLição 13   aviva ó senhor a tua obra
Lição 13 aviva ó senhor a tua obra
 
7 Condições para o Avivamento
7 Condições para o Avivamento7 Condições para o Avivamento
7 Condições para o Avivamento
 
Lição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno Avivamento
Lição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno AvivamentoLição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno Avivamento
Lição 6 ebd Neemias Lidera Um Genuíno Avivamento
 
Avivamento - Cassiane
Avivamento - CassianeAvivamento - Cassiane
Avivamento - Cassiane
 
O que é avivamento? - C. H. Spurgeon
O que é avivamento? - C. H. SpurgeonO que é avivamento? - C. H. Spurgeon
O que é avivamento? - C. H. Spurgeon
 
História da Igreja - O Século XIX e as Revoluções
História da Igreja - O Século XIX e as RevoluçõesHistória da Igreja - O Século XIX e as Revoluções
História da Igreja - O Século XIX e as Revoluções
 

Semelhante a Aviva Ó Senhor a Tua Obra

ORAÇÃO DE AVIVAMENTO.ppt
ORAÇÃO DE AVIVAMENTO.pptORAÇÃO DE AVIVAMENTO.ppt
ORAÇÃO DE AVIVAMENTO.ppt
Patricia265498
 
Noções sobre oração!
Noções sobre oração!Noções sobre oração!
Noções sobre oração!
ESTUDANTETEOLOGIA
 
A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013
A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013
A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013
Gerson G. Ramos
 
Catecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeon
Catecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeonCatecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeon
Catecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeon
Marcelo Mardson Souza Lima E Silva
 
Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2
Willams Alfaia
 
Enchimento do espírito santo emanuel rev01
Enchimento do espírito santo   emanuel rev01Enchimento do espírito santo   emanuel rev01
Enchimento do espírito santo emanuel rev01
Luiza Dayana
 
biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................
FranciscaalineBrito
 
Dp16 a oracao
Dp16 a oracaoDp16 a oracao
Dp16 a oracao
Elsa Matânia
 
O poder-do-espírito-santo
O poder-do-espírito-santoO poder-do-espírito-santo
O poder-do-espírito-santo
Paulo Dias Nogueira
 
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docxESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
sergio dos santos
 
EBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divina
EBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divinaEBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divina
EBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divina
Andre Nascimento
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
José Carlos Polozi
 
SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...
SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...
SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...
ssusereceac91
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Erberson Pinheiro
 
Aula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-Seminário
Aula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-SeminárioAula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-Seminário
Aula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-Seminário
sebastiaoluzemboluz
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
Pastora Rosinha Silva
 
Fogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docx
Fogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docxFogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docx
Fogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docx
Ronaldo Souza
 
estudos 2.docx
estudos 2.docxestudos 2.docx
estudos 2.docx
sergio dos santos
 
Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2
Fabrício Tarles
 
Doutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicasDoutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicas
CursosTeologicos
 

Semelhante a Aviva Ó Senhor a Tua Obra (20)

ORAÇÃO DE AVIVAMENTO.ppt
ORAÇÃO DE AVIVAMENTO.pptORAÇÃO DE AVIVAMENTO.ppt
ORAÇÃO DE AVIVAMENTO.ppt
 
Noções sobre oração!
Noções sobre oração!Noções sobre oração!
Noções sobre oração!
 
A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013
A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013
A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013
 
Catecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeon
Catecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeonCatecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeon
Catecismo puritano, com provas, de c.h.spurgeon
 
Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2Manual para novos convertidos2
Manual para novos convertidos2
 
Enchimento do espírito santo emanuel rev01
Enchimento do espírito santo   emanuel rev01Enchimento do espírito santo   emanuel rev01
Enchimento do espírito santo emanuel rev01
 
biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................
 
Dp16 a oracao
Dp16 a oracaoDp16 a oracao
Dp16 a oracao
 
O poder-do-espírito-santo
O poder-do-espírito-santoO poder-do-espírito-santo
O poder-do-espírito-santo
 
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docxESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
 
EBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divina
EBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divinaEBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divina
EBD Revista Palavra e Vida: Aula 13: Sob a bênção divina
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
 
SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...
SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...
SUBSÍDIOS LIÇÃO 11 - LUCAS-ATOS O MODELO PENTECOSTAL PARA HOJE - CANAL TEXTO ...
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Aula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-Seminário
Aula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-SeminárioAula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-Seminário
Aula 6 Discipulado Cristão PDF.pdf-Seminário
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
 
Fogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docx
Fogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docxFogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docx
Fogo do Espírito não apague esta chama do seu coração.docx
 
estudos 2.docx
estudos 2.docxestudos 2.docx
estudos 2.docx
 
Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2
 
Doutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicasDoutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicas
 

Último

Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 

Último (20)

Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 

Aviva Ó Senhor a Tua Obra

  • 1. Lição 13 – 26 de junho de 2011 AVIVA, Ó SENHOR, A TUA OBRA! Assembléia de Deus em Amarante (Pólo - Setor 12)
  • 2. TEXTO ÁUREO “Porque derramarei água sobre o sedento e rios, sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade e a minha bênção, sobre os teus descendentes” (Isaías 44.3)
  • 3. VERDADE PRÁTICA O Avivamento só é possível quando a Igreja de Cristo se volta ao estudo sistemático e à obediência incondicional da Bíblia Sagrada.
  • 4. O QUE É AVIVAMENTO? Retorno de algo à sua verdadeira natureza e propósito É o ato de “tornar mais vivo, reanimar, despertar, tornar mais forte, mais intenso, aumentar, intensificar, tornar mais nítido, destacar-se, tornar mais ativo (diz-se de fogo, brasa etc.), tornar mais ágil, apressar” (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa) INTRODUÇÃO
  • 5. AVIVA, Ó SENHOR, A TUA OBRA... A única vez que o termo aparece na Versão Almeida Revista e Corrigida é em Hc.3:2, onde o profeta, no início da sua oração que finaliza o seu livro, faz um pedido ao Senhor, depois de ter ouvido a Sua Palavra e temido: “Aviva, ó Senhor, a Tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira, lembra-Te da misericórdia”. Só pode ser avivado quem já está vivo e é por isto que este termo utilizado para se referir ao estágio espiritual posterior à conversão, para o apossamento das bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo (Ef.1:3)
  • 6. O Livro da Lei é Encontrado 2 Cr 34-35 O rei Josias é despertado Hilquias encontra o Livro da Lei Israel se arrepende e renova o conserto O Avivamento traz resultados ao Reino de Judá Nenhum avivamento é possível sem um retorno incondicional à Palavra de Deus. BUSCANDO O AVIVAMENTO
  • 7. A PALAVRA DE DEUSÉ ENSINADA Após 70 Anos de disciplina na Babilônia O Avivamento tem início com a volta incondicional ao estudo da palavra de Deus ESDRAS inicia um novo avivamento auxiliado pelo sábio Neemias. ...se é ensinar, haja dedicação ao ensino. Romanos 12.7
  • 8. OS FRUTOS DO AVIVAMENTO Juntamente com Esdras, Neemias iniciou um processo de reorganização nacional que culminaria com a restauração moral e espiritual da nação judaica. (Ne 8.12-18) Os frutos do avivamento não tardaram a aparecer.
  • 9. TUDO COMEÇA COM... Estudo da Palavra de Deus (Ne 8.1-18) Oração Adoração Confissão de Pecados (Ne 9.1-38) E o desejo de cumprir e obedecer os estatutos do Senhor (Ne10.29) Você quer realmente um avivamento? TUDO COMEÇA COMA PALAVRA DE DEUS E os tempos de refrigério não tardarão a chegar.
  • 10. HABACUQUE CLAMA POR AVIVAMENTO Uma homem preocupado com o estado espiritual de seu povo A restauração virá Avivamento gera mudança de vida Como Habacuque, clamemos a Deus por uma vida de justiça, pureza e santidade e, assim, venhamos a desfrutar de um genuíno avivamento.
  • 11. É TEMPO DE BUSCAR A FACE DE DEUS Buscar e Conhecer a Deus Consagrar e Entregar-se a Deus Confessar e Abandonar os Pecados Sem corações contritos e quebrantados não há avivamento (Sl 51.17)
  • 12. Buscando mais a face de Deus para que possamos cumprir a nossa MISSÃO.
  • 13. A exemplo de Habacuque, clamemos por um avivamento. Que o clamor da nossa geração seja: Aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida (Habacuque 3.2b)
  • 14. Há 100 Anos a chama Pentecostal foi acesa no Brasil. Deus usou os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren para essa Missão. E HOJE? Ela não se apagará pois eu e você continuaremos a MISSÃO.
  • 15. Esta obra não pode parar!
  • 16. Se você deseja ver um avivamento, saiba que não houve, não há e nunca haverá atalhos para se obter um avivamento. A chave para o avivamento é conhecimento da palavra de Deus e oração. Contudo, isso deve começar com você e comigo. Permita que o Espírito Santo ateie em sua vida a chama da fé. Depois, deixe que esta chama se propague por toda a sua igreja, ocasionando um incêndio que eventualmente irá envolver sua cidade, seu estado e seu país. E que ele comece agora! Se não for agora, quando será? Se não for com você, com quem ele começará? Se não começar aqui, onde então?
  • 17. Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. Oséias 6.3 A paz do Senhor!