SlideShare uma empresa Scribd logo
Piracicaba
2015
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)
Disciplina: Competências Profissionais
NOME Thais Fernanda Uliana
RA 6646346136
Atividade Colaborativa
Piracicaba
2015
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)
Disciplina: Competências Profissionais
Atividade Colaborativa
Atividade desenvolvida para a
disciplina competências
Profissionais apresentada à
Anhanguera Educacional como
exigência para a avaliação na
Atividade de
Autodesenvolvimento, sob
orientação da tutora (Cândice
Lima Moreschi).
Piracicaba
2015
Aspectos relevantes sobre o desenvolvimento da oralidade da criança.
A aquisição da linguagem, sendo o resultado da influência do indivíduo e
seu meio social, com a influência cultural da família, comunidade e até mesmo
da escola na formação do indivíduo social. Considera – se a linguagem como
necessária ao contato da criança com conteúdo da linguagem e escrita. Nos
primeiros momentos de vida a criança tem o contato com outros indivíduos,
portanto, nesse momento ele já inicia o seu aprendizado na aquisição da
linguagem, desenvolvendo diariamente suas características, e a influência do
meio nessa formação.
Entretanto, a família é a base fundamental, sendo nesse período que
adquiri o conhecimento de nome de objetos e pessoas que se encontram em
seu ambiente familiar. A rotina familiar é importante para o aprendizado, pois a
partir daí a criança adquiri conceito de tempo e espaço, ou seja, hora de
dormir, comer e brincar, essas características contribuem significativamente
para o aprendizado. O processo de aquisição da linguagem e a oralidade da
criança acontece naturalmente, formal ou informalmente, pois a família de
forma consciente ou inconsciente, proporcionam o aprendizado dos seus filhos.
Partindo dessa concepção o aprendizado natural deve fazer parte do
desenvolvimento da criança no ambiente escolar, enfim a escola é a extensão
do lar da criança.
Em relação a aquisição dos saberes da língua, deve se considerar a
necessidade da inserção da prática nas aulas de português, logo, as mesmas
em sua maioria são obrigatórias, maçantes e cansativas, dispersando a
atenção dos alunos. Portanto as escolas não elaboram metodologias eficientes
e qualitativa, as quais despertem o interesse das crianças, estimulando o
imaginário, consequentemente levando a criança a mergulhar no mundo da
leitura, de maneira natural, valorizando suas competências previas, propondo o
gosto pela leitura e não sua obrigatoriedade no aprendizado. No
desenvolvimento da oralidade e escrita, para que o mesmo ocorra de forma
qualitativa, dinâmica e natural, a criança deve ser estimulada e o professor ser
o mediador desse processo de ensino aprendizagem.
Piracicaba
2015
Análise sobre a formação do leitor e do escritor.
A prática educativa do ensino da Linguagem, desde a seres iniciais,
envolve um tema, amplo e longo, provavelmente por sua complexidade. Sendo
que o conteúdo tem como proposta, produzir indivíduos competente nas
capacidades que envolvem a leitura e a escrita, portanto buscando o
conhecimento para o uso adequado dos recursos discursivos, nas modalidades
oral e escrita, para de forma fluente, interagir linguisticamente com outros
sujeitos, norteando as práticas educativas que não se limitam ao domínio
técnico do código, mas comtemplem a compreensão do mecanismo e recursos
da estrutura textual em cada situação discursiva, isto é, considerando o
contexto interno ao texto e o contexto mais amplo de produção de texto.
Atualmente a leitura esta entrelaçada ao pensamento único de que seria
apenas um conteúdo escolar inserido no contexto da matéria de português.
Contudo, como já relacionado anteriormente o fator encontra se em nossas
vivencias desde o nascimento. A leitura constitui se da atividade de reflexão,
pois a criança através da leitura vai além de codificar apenas signos, letras e
palavras. Através da leitura a crianças proporciona ao seu aprendizado a
amplitude dos seus conhecimentos, seus ideais, concepções e formação de
vida, viabilizando suas potencialidades. A criança a qual é estimulada a se
desenvolver adequadamente como leitores, escritores e acima de tudo
interpretes, desenvolvem seu papel social com qualidade, sendo inseridos na
sociedade de forma crítica e participativa, fazendo a diferença no mundo
através de seu aprendizado. No contexto escolar, deve se proporcionar ao
aluno o saber de que a leitura poderá auxilia-lo constituindo dessa formar, ao
invés de um ponto final um ponto de início, criando muitas possibilidades para
essa criança, proporcionando a busca da reflexão para os saberes conscientes
sobre a importância da leitura e da formação de leitores no início dos anos
iniciais.
Partindo dessa perspectiva a leitura é uma estratégia de conhecimento
de si mesmo e do meio social, como também instrumento, para adquirir novos
saberes. A leitura, os estudos realizados por Delaine Cafiero,afirma que a
leitura é um processo cognitivo e social. Segundo a autora:
Piracicaba
2015
"[...] leitura é uma atividade ou um processo cognitivo de construção
de sentidos realizado por sujeitos sociais e inseridos num tempo
histórico, numa dada cultura. entender a leitura como processo de
construção de sentidos significa dizer que quando lê um texto não
está apenas realizando uma tradução literal daquilo que o autor do
texto quer significar, mas que está produzindo sentidos, em um
contexto concreto de comunicação, a partir do material escrito que o
autor fornece."(CAFIERO, 2005, p.17)
Compactuar com a visão significa afirmar que, a construção do texto,
acontece através da valorização dos saberes previos e do raciocinio e
capacidade de interpretação.
Portanto, a análise sobre a formação do leitor e do escritor, basea – se
na valorização dos conceitos aprendidos previamentes no ambiente familiar,
sendo comprementado pela escola, ou seja, na escola adquiri se os conceitos
tecnicos, porém o mesmo deve ocorrer naturalmente, sem imposições,
utilizando de metodologias adequadas e produtivas para que o processo de
aquisição da leitura ocorra com prazer.
Relevância do papel do professor no processo de ensino de leitura.
A escola desempenha o papel de ensinar a ler e escrever, porém esse
processo de aprendizagem torna-se traumático para as crianças, pois não leva
em consideração o conhecimento prévio adquirido no âmbito familiar. Sabe-se
que a língua oral está intimamente ligada a essas crianças, porém privilegia-se
a língua escrita, a escola exige um conhecimento que não se materializa na
realidade de muitas dessas crianças.
Nesse sentido verifica-se que a escola acaba se distanciando de uma
educação pautada no desenvolvimento de competências comunicativas,
estabelecendo uma barreira para o ensino-aprendizagem coerente com as
necessidades do alunado. Para ter a noção de ensinar em torno de
competências é válido pensar sobre o que é competência. Nesse aspecto, a
mediação do professor é fundamental para possibilitar a aquisição dessa
habilidade.
Piracicaba
2015
Reflexão sobre a importância do ensino de estratégias que favoreçam a
compreensão do texto que se lê.
“O ensino inicial da leitura deve garantir a interação significativa e
funcional da criança com a língua escrita, como meio de construir os
conhecimentos necessários para poder abordar as diferentes etapas
da sua aprendizagem. Isso implica que o texto escrito esteja presente
de forma relevante na sala – nos livros, nos cartazes que anunciam
determinadas atividades (passeios, acontecimentos) , nas etiquetas
(...) - e não de forma indiscriminada. (SOLÉ. 1998,p.63).
A linguagem verbal rea se na forma de discursos, cuja unidade material
denominamos de “ texto”, tal objetivo implica em promover, no aluno, a
capacidade de elaborar textos de qualidade, seja para atingir a moralidade oral,
ou seja a escrita, explorando ao maximo os recursos linguisticos para atingir
seu intento comunicacional em diversos contextos.
Considerando que para a elaboração de um bom texto nãos basta
identificar os recursos lingusiticos, é necessario compreender, entender, como
eles se articularm no interior do texto, no processo de contituição do sentido.
Somente no contexto do texto, é possivel observar e compreender a função e
as possibilidades de emprego desses recursos.
Portanto, em outras palavras, os textos têm a faculdade de apresentar
os recursos da lingua (recurso do codigo, recurso somânticos, recursos de
articulação) em situação real de uso. Somente a análise desses recursos em
situação de uso real permite sua compreensão contextualizada, promovendo
um processo de ensino aprendizagem que supera a improdutiva memorização
de regras gramaticais abstratas, caracteristica do ensino tradicional. Por essas
razoes, o texto é o ponto de partida e de chegada do processo de ensino da
lingua, em qualquer momento da educação básica.
Para trabalhar com o texto desde o inicio do processo de quisição da
escrita até as seres finais da educação basica, propõe se o desenvolvimento
articulado de quatro práticas, a saber: leitura e interpretação de texto (orais e
escritos), produção de textos (orais e escritos), análises linguisticas de textos e,
finalmente, atividades especificas de sistematização de conteudos especificos.
Por meio da repetição sistemática dessas quatro práticas é possivel
Piracicaba
2015
desenvolver qualquer contrudo do ensino da lingua. Cabe ressaltar que tal
repetição deve ser realizada para diversificar constantemente as estratégias,
situações e materiais para sua realização, a fim de evitar uma possivel
monotomia nas atividades pedagogicas.
Portanto a reflexão sobre a importancia do ensino das estratéiga de
leitura para o favorecimento da compreensão do texo, acontece de forma
ludica, partindo dos precios conheimentos dos alunos, de forma articuladora,
onde o professor deve fazer seu papel de mediador.
Considerações Finais.
Considerando a escola o local apropriado, para a formação do aluno,
onde ele esteja seguro para organizar de maneira eficiente seu conhecimento
prévio, é possivel afirmar que se a escola estiver focada apena no ensino
tradicional da gramatica de forma descontextualizada, ela estará fracansando,
deixando de cumprir com seu papel de formador de opinião, e cidadão social.
Enfatizando a necessidade do desenvolvimento de competencias que
envolvem a socialização e comunicação no contexto escolar. Portanto quando
trabalha – se com generos textuais é uma estratégia apropriada de
desenvolvimento de competencias de comunicação, considerando – se que é a
forma direta, de trabalhar as práticas sociais que abrem espaço para novos
saberes.
Portanto para que forme se bons leitores, com a linguagem oral e escrita
bem desenvolvida, faz se denessario desenvolver concepções, estratégias
projetos, os quais o professor seja mediador do aprendizado, de forma que
sejam valorizada a individualidade, peculiaridades dos alunos, tornando o
trabalho para o professor satisfatorio e prazeroso para o aluno.
Piracicaba
2015
Referências bibliográficas
 <http://www.anhanguera.com/bibliotecas/normas_bibliograficas/index.ht
ml>
 <http://www.sare.anhanguera.com/index.php/index/citacao>. Acessos
em: 18/10/2015
 http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2010/07/livros-levam-mais-longe
 http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/telma-weisz-fala-
alfabetizacao-escolas-publicas-ultimas-decadas-683815.shtml Acessos
em: 18/10/2015

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...
A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...
A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...
Edneide Lima
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
viviprof
 
Artigo 1
Artigo 1Artigo 1
Artigo 1
Everson Vagner
 
Literatua e alfabetização
Literatua e alfabetizaçãoLiteratua e alfabetização
Literatua e alfabetização
cris1macedo
 
Monografia Geisiane Pedagogia 2010
Monografia Geisiane Pedagogia 2010Monografia Geisiane Pedagogia 2010
Monografia Geisiane Pedagogia 2010
Biblioteca Campus VII
 
Ensino sistemático do sea
Ensino sistemático do seaEnsino sistemático do sea
Ensino sistemático do sea
selmanr4
 
PNAIC - Ano 01 unidade 7
PNAIC - Ano 01 unidade 7PNAIC - Ano 01 unidade 7
PNAIC - Ano 01 unidade 7
ElieneDias
 
Slides 04-05
Slides  04-05Slides  04-05
Slides 04-05
Heloiza Moura
 
02 prát.alfab letramento
02 prát.alfab letramento02 prát.alfab letramento
02 prát.alfab letramento
Jacqueline Campos
 
Projeto de Leitura
Projeto de LeituraProjeto de Leitura
Projeto de Leitura
Jomari
 
Leitura de mundo Paulo Freire
Leitura de mundo Paulo FreireLeitura de mundo Paulo Freire
Leitura de mundo Paulo Freire
Elizabeth Dias
 
Pratica livro
Pratica livroPratica livro
Ler E Escrever Na Escola
Ler E Escrever Na EscolaLer E Escrever Na Escola
Ler E Escrever Na Escola
Maristela Couto
 
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS  NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICOPRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS  NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
gepoteriko
 
Linguagem oral e escrita
Linguagem oral e escrita Linguagem oral e escrita
Linguagem oral e escrita
Luiza Souza
 
Pnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizao
Pnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizaoPnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizao
Pnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizao
Adriana Malanowski
 
Texto artur gomes de morais
Texto artur gomes de moraisTexto artur gomes de morais
Texto artur gomes de morais
gizaflexa
 
Monografia Mª Clara Pedagogia 2012
Monografia Mª Clara Pedagogia 2012Monografia Mª Clara Pedagogia 2012
Monografia Mª Clara Pedagogia 2012
Biblioteca Campus VII
 
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléObjetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Bete Feliciano
 
Metodologia do ensino
Metodologia do ensinoMetodologia do ensino
Metodologia do ensino
José Antonio Ferreira da Silva
 

Mais procurados (20)

A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...
A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...
A dificuldade de leitura, compreensão e produção de textos dos alunos ingress...
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
Artigo 1
Artigo 1Artigo 1
Artigo 1
 
Literatua e alfabetização
Literatua e alfabetizaçãoLiteratua e alfabetização
Literatua e alfabetização
 
Monografia Geisiane Pedagogia 2010
Monografia Geisiane Pedagogia 2010Monografia Geisiane Pedagogia 2010
Monografia Geisiane Pedagogia 2010
 
Ensino sistemático do sea
Ensino sistemático do seaEnsino sistemático do sea
Ensino sistemático do sea
 
PNAIC - Ano 01 unidade 7
PNAIC - Ano 01 unidade 7PNAIC - Ano 01 unidade 7
PNAIC - Ano 01 unidade 7
 
Slides 04-05
Slides  04-05Slides  04-05
Slides 04-05
 
02 prát.alfab letramento
02 prát.alfab letramento02 prát.alfab letramento
02 prát.alfab letramento
 
Projeto de Leitura
Projeto de LeituraProjeto de Leitura
Projeto de Leitura
 
Leitura de mundo Paulo Freire
Leitura de mundo Paulo FreireLeitura de mundo Paulo Freire
Leitura de mundo Paulo Freire
 
Pratica livro
Pratica livroPratica livro
Pratica livro
 
Ler E Escrever Na Escola
Ler E Escrever Na EscolaLer E Escrever Na Escola
Ler E Escrever Na Escola
 
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS  NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICOPRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS  NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
 
Linguagem oral e escrita
Linguagem oral e escrita Linguagem oral e escrita
Linguagem oral e escrita
 
Pnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizao
Pnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizaoPnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizao
Pnaic caderno 5 a oralidade a leitura e a escrita no ciclo de alfabetizao
 
Texto artur gomes de morais
Texto artur gomes de moraisTexto artur gomes de morais
Texto artur gomes de morais
 
Monografia Mª Clara Pedagogia 2012
Monografia Mª Clara Pedagogia 2012Monografia Mª Clara Pedagogia 2012
Monografia Mª Clara Pedagogia 2012
 
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléObjetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
 
Metodologia do ensino
Metodologia do ensinoMetodologia do ensino
Metodologia do ensino
 

Destaque

Dh atividade autodesenvolvimento corrigido
Dh atividade autodesenvolvimento corrigidoDh atividade autodesenvolvimento corrigido
Dh atividade autodesenvolvimento corrigido
Rodrigo Cibele
 
Atividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerio
Atividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerioAtividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerio
Atividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerio
Cisco Kunsagi
 
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da FamíliaProcesso de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família
Centro Universitário Ages
 
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionaisPe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
mkbariotto
 
Modelo artigo atps
Modelo artigo atpsModelo artigo atps
Modelo artigo atps
rickemii
 
Trabalho Final Gc
Trabalho Final GcTrabalho Final Gc
Trabalho Final Gc
Anhanguera Educacional
 
Desafio profissional ii
Desafio profissional iiDesafio profissional ii
Desafio profissional ii
Thais Soares
 

Destaque (7)

Dh atividade autodesenvolvimento corrigido
Dh atividade autodesenvolvimento corrigidoDh atividade autodesenvolvimento corrigido
Dh atividade autodesenvolvimento corrigido
 
Atividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerio
Atividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerioAtividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerio
Atividade colaborativa estratégia dinâmica e competitiva paulo rogerio
 
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da FamíliaProcesso de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família
Processo de Trabalho e Planejamento na Estratégia Saúde da Família
 
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionaisPe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
 
Modelo artigo atps
Modelo artigo atpsModelo artigo atps
Modelo artigo atps
 
Trabalho Final Gc
Trabalho Final GcTrabalho Final Gc
Trabalho Final Gc
 
Desafio profissional ii
Desafio profissional iiDesafio profissional ii
Desafio profissional ii
 

Semelhante a Ava competências profissionais

Projeto de leitura
Projeto de leituraProjeto de leitura
Projeto de leitura
Daniel Campos
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
Ananda Lima
 
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguisticaA formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
Fernanda Moliterno
 
Curriculo inclusivo
Curriculo inclusivo   Curriculo inclusivo
Curriculo inclusivo
Isa ...
 
A formação para o ensino da leitura
A formação para o ensino da leituraA formação para o ensino da leitura
A formação para o ensino da leitura
anainesbg
 
PROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docxPROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docx
PaulaAraujo83
 
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITAA IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
cefaprodematupa
 
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciaisMetodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
cefaprodematupa
 
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-anoEnsino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Heline Pereira
 
Relatório de Alfabetização e Linguistica
Relatório de Alfabetização e LinguisticaRelatório de Alfabetização e Linguistica
Relatório de Alfabetização e Linguistica
Amanda Freitas
 
Reunião de 15 de março.
Reunião de 15 de março.Reunião de 15 de março.
Reunião de 15 de março.
anadarc
 
Professor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a LínguisticaProfessor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a Línguistica
Fernanda Moliterno
 
Aimport 111221044504-phpapp02
Aimport 111221044504-phpapp02Aimport 111221044504-phpapp02
Aimport 111221044504-phpapp02
Janailson Sousa
 
Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)
Rita Betinha Batista
 
Artigo rse
Artigo rseArtigo rse
Artigo rse
SimoneHelenDrumond
 
Alusai artigo3 copia
Alusai artigo3   copiaAlusai artigo3   copia
Alusai artigo3 copia
Nicléia Macêdo
 
Ii reunião alfabetização_eixos_norteadores
Ii reunião alfabetização_eixos_norteadoresIi reunião alfabetização_eixos_norteadores
Ii reunião alfabetização_eixos_norteadores
Rosemary Batista
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
brunadepaulapereira
 
Descoberta da escrita 1
Descoberta da escrita 1Descoberta da escrita 1
Descoberta da escrita 1
Ana Paula Santos
 
A descoberta da_escrita
A descoberta da_escritaA descoberta da_escrita
A descoberta da_escrita
Bruna Lopes
 

Semelhante a Ava competências profissionais (20)

Projeto de leitura
Projeto de leituraProjeto de leitura
Projeto de leitura
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguisticaA formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
A formação-do-professor-alfabetizador-e-a-linguistica
 
Curriculo inclusivo
Curriculo inclusivo   Curriculo inclusivo
Curriculo inclusivo
 
A formação para o ensino da leitura
A formação para o ensino da leituraA formação para o ensino da leitura
A formação para o ensino da leitura
 
PROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docxPROJETO DE LEITURA.docx
PROJETO DE LEITURA.docx
 
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITAA IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
 
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciaisMetodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
 
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-anoEnsino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
Ensino fundamentalorientacoes-curriculares-1o-ao-5o-ano
 
Relatório de Alfabetização e Linguistica
Relatório de Alfabetização e LinguisticaRelatório de Alfabetização e Linguistica
Relatório de Alfabetização e Linguistica
 
Reunião de 15 de março.
Reunião de 15 de março.Reunião de 15 de março.
Reunião de 15 de março.
 
Professor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a LínguisticaProfessor alfabetizador e a Línguistica
Professor alfabetizador e a Línguistica
 
Aimport 111221044504-phpapp02
Aimport 111221044504-phpapp02Aimport 111221044504-phpapp02
Aimport 111221044504-phpapp02
 
Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)Plano de aula maria dimpina (2)
Plano de aula maria dimpina (2)
 
Artigo rse
Artigo rseArtigo rse
Artigo rse
 
Alusai artigo3 copia
Alusai artigo3   copiaAlusai artigo3   copia
Alusai artigo3 copia
 
Ii reunião alfabetização_eixos_norteadores
Ii reunião alfabetização_eixos_norteadoresIi reunião alfabetização_eixos_norteadores
Ii reunião alfabetização_eixos_norteadores
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
Descoberta da escrita 1
Descoberta da escrita 1Descoberta da escrita 1
Descoberta da escrita 1
 
A descoberta da_escrita
A descoberta da_escritaA descoberta da_escrita
A descoberta da_escrita
 

Mais de mkbariotto

TCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coraçãoTCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coração
mkbariotto
 
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
mkbariotto
 
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
mkbariotto
 
Supremo blá blá-blá
Supremo blá blá-bláSupremo blá blá-blá
Supremo blá blá-blá
mkbariotto
 
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. ulianaRelatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
mkbariotto
 
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
mkbariotto
 
Proposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das criançasProposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das crianças
mkbariotto
 
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimentoProjeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
mkbariotto
 
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidadePec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
mkbariotto
 
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
mkbariotto
 
Mapa conceitual
Mapa conceitualMapa conceitual
Mapa conceitual
mkbariotto
 
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especialEe template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
mkbariotto
 
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaisCp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
mkbariotto
 
Colorir terapia
Colorir   terapiaColorir   terapia
Colorir terapia
mkbariotto
 
TCC - Facon
TCC - FaconTCC - Facon
TCC - Facon
mkbariotto
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
mkbariotto
 
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhangueraCaderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
mkbariotto
 
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão doCaderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
mkbariotto
 
Banner anhanguera
Banner anhangueraBanner anhanguera
Banner anhanguera
mkbariotto
 
Banner educação e diversidade
Banner   educação e diversidadeBanner   educação e diversidade
Banner educação e diversidade
mkbariotto
 

Mais de mkbariotto (20)

TCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coraçãoTCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coração
 
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
 
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
 
Supremo blá blá-blá
Supremo blá blá-bláSupremo blá blá-blá
Supremo blá blá-blá
 
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. ulianaRelatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
 
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
 
Proposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das criançasProposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das crianças
 
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimentoProjeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
 
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidadePec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
 
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
 
Mapa conceitual
Mapa conceitualMapa conceitual
Mapa conceitual
 
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especialEe template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
 
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaisCp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
 
Colorir terapia
Colorir   terapiaColorir   terapia
Colorir terapia
 
TCC - Facon
TCC - FaconTCC - Facon
TCC - Facon
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
 
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhangueraCaderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
 
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão doCaderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
 
Banner anhanguera
Banner anhangueraBanner anhanguera
Banner anhanguera
 
Banner educação e diversidade
Banner   educação e diversidadeBanner   educação e diversidade
Banner educação e diversidade
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 

Ava competências profissionais

  • 1. Piracicaba 2015 Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Disciplina: Competências Profissionais NOME Thais Fernanda Uliana RA 6646346136 Atividade Colaborativa
  • 2. Piracicaba 2015 Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Disciplina: Competências Profissionais Atividade Colaborativa Atividade desenvolvida para a disciplina competências Profissionais apresentada à Anhanguera Educacional como exigência para a avaliação na Atividade de Autodesenvolvimento, sob orientação da tutora (Cândice Lima Moreschi).
  • 3. Piracicaba 2015 Aspectos relevantes sobre o desenvolvimento da oralidade da criança. A aquisição da linguagem, sendo o resultado da influência do indivíduo e seu meio social, com a influência cultural da família, comunidade e até mesmo da escola na formação do indivíduo social. Considera – se a linguagem como necessária ao contato da criança com conteúdo da linguagem e escrita. Nos primeiros momentos de vida a criança tem o contato com outros indivíduos, portanto, nesse momento ele já inicia o seu aprendizado na aquisição da linguagem, desenvolvendo diariamente suas características, e a influência do meio nessa formação. Entretanto, a família é a base fundamental, sendo nesse período que adquiri o conhecimento de nome de objetos e pessoas que se encontram em seu ambiente familiar. A rotina familiar é importante para o aprendizado, pois a partir daí a criança adquiri conceito de tempo e espaço, ou seja, hora de dormir, comer e brincar, essas características contribuem significativamente para o aprendizado. O processo de aquisição da linguagem e a oralidade da criança acontece naturalmente, formal ou informalmente, pois a família de forma consciente ou inconsciente, proporcionam o aprendizado dos seus filhos. Partindo dessa concepção o aprendizado natural deve fazer parte do desenvolvimento da criança no ambiente escolar, enfim a escola é a extensão do lar da criança. Em relação a aquisição dos saberes da língua, deve se considerar a necessidade da inserção da prática nas aulas de português, logo, as mesmas em sua maioria são obrigatórias, maçantes e cansativas, dispersando a atenção dos alunos. Portanto as escolas não elaboram metodologias eficientes e qualitativa, as quais despertem o interesse das crianças, estimulando o imaginário, consequentemente levando a criança a mergulhar no mundo da leitura, de maneira natural, valorizando suas competências previas, propondo o gosto pela leitura e não sua obrigatoriedade no aprendizado. No desenvolvimento da oralidade e escrita, para que o mesmo ocorra de forma qualitativa, dinâmica e natural, a criança deve ser estimulada e o professor ser o mediador desse processo de ensino aprendizagem.
  • 4. Piracicaba 2015 Análise sobre a formação do leitor e do escritor. A prática educativa do ensino da Linguagem, desde a seres iniciais, envolve um tema, amplo e longo, provavelmente por sua complexidade. Sendo que o conteúdo tem como proposta, produzir indivíduos competente nas capacidades que envolvem a leitura e a escrita, portanto buscando o conhecimento para o uso adequado dos recursos discursivos, nas modalidades oral e escrita, para de forma fluente, interagir linguisticamente com outros sujeitos, norteando as práticas educativas que não se limitam ao domínio técnico do código, mas comtemplem a compreensão do mecanismo e recursos da estrutura textual em cada situação discursiva, isto é, considerando o contexto interno ao texto e o contexto mais amplo de produção de texto. Atualmente a leitura esta entrelaçada ao pensamento único de que seria apenas um conteúdo escolar inserido no contexto da matéria de português. Contudo, como já relacionado anteriormente o fator encontra se em nossas vivencias desde o nascimento. A leitura constitui se da atividade de reflexão, pois a criança através da leitura vai além de codificar apenas signos, letras e palavras. Através da leitura a crianças proporciona ao seu aprendizado a amplitude dos seus conhecimentos, seus ideais, concepções e formação de vida, viabilizando suas potencialidades. A criança a qual é estimulada a se desenvolver adequadamente como leitores, escritores e acima de tudo interpretes, desenvolvem seu papel social com qualidade, sendo inseridos na sociedade de forma crítica e participativa, fazendo a diferença no mundo através de seu aprendizado. No contexto escolar, deve se proporcionar ao aluno o saber de que a leitura poderá auxilia-lo constituindo dessa formar, ao invés de um ponto final um ponto de início, criando muitas possibilidades para essa criança, proporcionando a busca da reflexão para os saberes conscientes sobre a importância da leitura e da formação de leitores no início dos anos iniciais. Partindo dessa perspectiva a leitura é uma estratégia de conhecimento de si mesmo e do meio social, como também instrumento, para adquirir novos saberes. A leitura, os estudos realizados por Delaine Cafiero,afirma que a leitura é um processo cognitivo e social. Segundo a autora:
  • 5. Piracicaba 2015 "[...] leitura é uma atividade ou um processo cognitivo de construção de sentidos realizado por sujeitos sociais e inseridos num tempo histórico, numa dada cultura. entender a leitura como processo de construção de sentidos significa dizer que quando lê um texto não está apenas realizando uma tradução literal daquilo que o autor do texto quer significar, mas que está produzindo sentidos, em um contexto concreto de comunicação, a partir do material escrito que o autor fornece."(CAFIERO, 2005, p.17) Compactuar com a visão significa afirmar que, a construção do texto, acontece através da valorização dos saberes previos e do raciocinio e capacidade de interpretação. Portanto, a análise sobre a formação do leitor e do escritor, basea – se na valorização dos conceitos aprendidos previamentes no ambiente familiar, sendo comprementado pela escola, ou seja, na escola adquiri se os conceitos tecnicos, porém o mesmo deve ocorrer naturalmente, sem imposições, utilizando de metodologias adequadas e produtivas para que o processo de aquisição da leitura ocorra com prazer. Relevância do papel do professor no processo de ensino de leitura. A escola desempenha o papel de ensinar a ler e escrever, porém esse processo de aprendizagem torna-se traumático para as crianças, pois não leva em consideração o conhecimento prévio adquirido no âmbito familiar. Sabe-se que a língua oral está intimamente ligada a essas crianças, porém privilegia-se a língua escrita, a escola exige um conhecimento que não se materializa na realidade de muitas dessas crianças. Nesse sentido verifica-se que a escola acaba se distanciando de uma educação pautada no desenvolvimento de competências comunicativas, estabelecendo uma barreira para o ensino-aprendizagem coerente com as necessidades do alunado. Para ter a noção de ensinar em torno de competências é válido pensar sobre o que é competência. Nesse aspecto, a mediação do professor é fundamental para possibilitar a aquisição dessa habilidade.
  • 6. Piracicaba 2015 Reflexão sobre a importância do ensino de estratégias que favoreçam a compreensão do texto que se lê. “O ensino inicial da leitura deve garantir a interação significativa e funcional da criança com a língua escrita, como meio de construir os conhecimentos necessários para poder abordar as diferentes etapas da sua aprendizagem. Isso implica que o texto escrito esteja presente de forma relevante na sala – nos livros, nos cartazes que anunciam determinadas atividades (passeios, acontecimentos) , nas etiquetas (...) - e não de forma indiscriminada. (SOLÉ. 1998,p.63). A linguagem verbal rea se na forma de discursos, cuja unidade material denominamos de “ texto”, tal objetivo implica em promover, no aluno, a capacidade de elaborar textos de qualidade, seja para atingir a moralidade oral, ou seja a escrita, explorando ao maximo os recursos linguisticos para atingir seu intento comunicacional em diversos contextos. Considerando que para a elaboração de um bom texto nãos basta identificar os recursos lingusiticos, é necessario compreender, entender, como eles se articularm no interior do texto, no processo de contituição do sentido. Somente no contexto do texto, é possivel observar e compreender a função e as possibilidades de emprego desses recursos. Portanto, em outras palavras, os textos têm a faculdade de apresentar os recursos da lingua (recurso do codigo, recurso somânticos, recursos de articulação) em situação real de uso. Somente a análise desses recursos em situação de uso real permite sua compreensão contextualizada, promovendo um processo de ensino aprendizagem que supera a improdutiva memorização de regras gramaticais abstratas, caracteristica do ensino tradicional. Por essas razoes, o texto é o ponto de partida e de chegada do processo de ensino da lingua, em qualquer momento da educação básica. Para trabalhar com o texto desde o inicio do processo de quisição da escrita até as seres finais da educação basica, propõe se o desenvolvimento articulado de quatro práticas, a saber: leitura e interpretação de texto (orais e escritos), produção de textos (orais e escritos), análises linguisticas de textos e, finalmente, atividades especificas de sistematização de conteudos especificos. Por meio da repetição sistemática dessas quatro práticas é possivel
  • 7. Piracicaba 2015 desenvolver qualquer contrudo do ensino da lingua. Cabe ressaltar que tal repetição deve ser realizada para diversificar constantemente as estratégias, situações e materiais para sua realização, a fim de evitar uma possivel monotomia nas atividades pedagogicas. Portanto a reflexão sobre a importancia do ensino das estratéiga de leitura para o favorecimento da compreensão do texo, acontece de forma ludica, partindo dos precios conheimentos dos alunos, de forma articuladora, onde o professor deve fazer seu papel de mediador. Considerações Finais. Considerando a escola o local apropriado, para a formação do aluno, onde ele esteja seguro para organizar de maneira eficiente seu conhecimento prévio, é possivel afirmar que se a escola estiver focada apena no ensino tradicional da gramatica de forma descontextualizada, ela estará fracansando, deixando de cumprir com seu papel de formador de opinião, e cidadão social. Enfatizando a necessidade do desenvolvimento de competencias que envolvem a socialização e comunicação no contexto escolar. Portanto quando trabalha – se com generos textuais é uma estratégia apropriada de desenvolvimento de competencias de comunicação, considerando – se que é a forma direta, de trabalhar as práticas sociais que abrem espaço para novos saberes. Portanto para que forme se bons leitores, com a linguagem oral e escrita bem desenvolvida, faz se denessario desenvolver concepções, estratégias projetos, os quais o professor seja mediador do aprendizado, de forma que sejam valorizada a individualidade, peculiaridades dos alunos, tornando o trabalho para o professor satisfatorio e prazeroso para o aluno.
  • 8. Piracicaba 2015 Referências bibliográficas  <http://www.anhanguera.com/bibliotecas/normas_bibliograficas/index.ht ml>  <http://www.sare.anhanguera.com/index.php/index/citacao>. Acessos em: 18/10/2015  http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2010/07/livros-levam-mais-longe  http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/telma-weisz-fala- alfabetizacao-escolas-publicas-ultimas-decadas-683815.shtml Acessos em: 18/10/2015