SlideShare uma empresa Scribd logo
AULÃO ENEM 2012 
Língua Portuguesa 
Monitora: Sileide Maria da Silva 
Email sileide.ms@hotmail.com 
Texto I 
Amor 
Os filhos de Ana eram bons, uma coisa verdadeira e 
sumarenta. Cresciam, tomavam banho, exigiam para si, 
malcriados, instatantes cada vez mais completos. A cozinha 
era enfim espaçosa, o fogão enguiçado dava estouros. O calor 
era forte no apartamento que estavam aos poucos pagando. 
Mas o vento batendo nas cortinas que ela mesma cortara 
lembrava-lhe que se quisesse podia parar e enxugar a testa, 
olhando o calmo horizonte. Como um lavrador. Ela plantara as 
sementes que tinha na mão, não outras, mas essas apenas. E 
cresciam árvores. Crescia sua rápida conversa com o cobrador 
de luz, crescia a água enchendo o tanque, cresciam os filhos, 
crescia a mesa com comidas, o marido chegando com os 
jornais e sorrindo de fome, o canto importuno das empregadas 
do edifício. Ana dava a tudo, tranquilamente, a sua mão 
pequena e forte, sua corrente de vida. Certa hora da tarde era 
mais perigosa. Certa hora da tarde as árvores que plantara 
riam dela. Quando nada mais precisava de sua força, 
inquietava-se. No entanto sentia-se mais sólida do que nunca, 
seu corpo engrossara um pouco e era de se ver o modo como 
cortava blusas para os meninos, a grande tesoura dando 
estalidos na fazenda. Todo seu desejo vagamente artístico 
encaminhara-se há muito no sentido de tornar os dias 
realizados e belos; com o tempo, seu gosto pelo decorativo se 
desenvolvera e suplantara a íntima desordem. Parecia ter 
descoberto que tudo era passível de aperfeiçoamento, a cada 
coisa se emprestaria uma aparência harmoniosa; a vida podia 
ser feita pela mão do homem. [...] Sua precaução reduzia-se a 
tomar cuidado na hora perigosa da tarde, quando a casa estava 
vazia sem precisar mais dela, o sol alto, cada membro da 
família distribuído nas suas funções. Olhando os móveis 
limpos, seu coração se apertava um pouco em espanto. Mas na 
sua vida não havia lugar para que sentisse ternura pelo seu 
espanto – ela o abafava com a mesma habilidade que as lides 
em casa lhe haviam t ransmit ido. Saía então para fazer 
compras ou levar objetos para consertar, cuidando do lar e da 
família à revelia deles. Quando voltasse era o fim da tarde e as 
crianças vindas do colégio exigiam-na. Assim chegaria a 
noite, com tranquila vibração. De manhã acordaria aureolada 
pelos calmos deveres. Encontrava os móveis de novo 
empoeirados e sujos, como se voltassem arrependidos. Quanto 
a ela mesma, fazia obscuramente parte das raízes negras e 
suaves do mundo. E alimentava anonimamente a vida. Estava 
bom assim. Assim ela o quisera e escolhera. 
(LISPECTOR, Clarice/Laços de família) 
1 No texto “Amor”, no prime iro parágrafo, um pouco da 
dia-a-dia de uma família é relato. Assinale a seguir o 
trecho que mostra a dinâmica da vida: 
a) “Os filhos de Ana eram bons,...” 
b) “cresciam, tomavam banho,...” 
c) “A cozinha era enfim espaçosa,...” 
d) “O calor era forte no apartamento,...” 
e) “como um lavrador,...” 
2 Ao dizer que Ana olhava o calmo horizonte como um 
lavrador, é adequado dizer que há ocorrência de uma: 
a) Comparação 
b) Contradição 
c) Oposição 
d) segmentação 
e) mudança 
3 São atribuídos à mão de Ana, qualificações 
aparentemente opostas: “pequena e forte”. Tais 
qualificações demonstram: 
a) A fragilidade de Ana 
b) Que a personagem possuía uma força 
surpreendente diante de quaisquer situações 
c) O entusiasmo de Ana para com a sua família 
d) Que apesar da sua “limitação” demonstrava 
força diante das variadas situações diárias 
e) Que mesmo tendo uma estatura física 
comprometida “dava conta” das atividades 
domésticas 
4 “Certa hora da tarde era mais perigosa”. Qual é o 
perigo existente de que trata o trecho destacado? 
a) A violência da cidade grande 
b) O medo de que ela sentia da noite 
c) O perigo de acontecer algum acidente com os 
filhos no horário da escola 
d) O perigo de acontecer algum acidente com o 
marido no horário do trabalho 
e) Sentir-se sem utilidade para aquela família 
5 Após a leitura do texto, em relação ao relacionamento 
familiar pode-se concluir que: 
a) É preferível isolar-se e viver na solidão 
b) Apesar de alguns conflitos é preferível 
relacionar-se com as pessoas 
c) A convivência familiar é muitas vezes 
insuportável 
d) Na convivência familiar não existem conflitos 
e) Os momentos de decepção são mais frequentes 
que os de harmonia 
6 “Quando era criança, agora me lembro, passei um ano 
gago porque fui com outros moleques gritar...” Os 
vocábulos sublinhados na frase anterior conferem ao 
período, respectivamente, ideias de: 
a) Concessão e causa. 
b) Proporção e causa. 
c) Tempo e causa. 
d) Consequência e proporção 
e) Concessão e causa. 
7. Observe o seguinte enunciado: “De noite eu ia dormir, 
mas o coração se mantinha acordado em expectativa”. A 
palavra que pode substituir mas, por ter sentido 
equivalente é:
a) Porém 
b) Portanto 
c) Pois 
d) Porque 
e) conforme 
8. O pronome destacado NÃO indica posse na seguinte 
frase: 
a) A brisa da madrugada tocava-lhe o corpo 
b) A expectativa mantinha-lhe o coração acordado 
c) O sal impregnava-lhe as roupas 
d) Faltava-lhe vontade de voltar para casa 
9.O anúncio publicitário a seguir é uma campanha de um 
adoçante, que tem como seu slogan a frase “Mude sua 
embalagem”. 
O texto é uma propaganda de um adoçante que tem o 
seguinte mote: “mude sua embalagem”. A estratégia 
persuasiva que o autor utiliza para o convencimento do 
leitor baseia-se no emprego de recursos expressivos, 
verbais e não verbais, com vistas a: 
a) Ridicularizar a forma física do possível cliente 
do produto anunciado, aconselhando-o a uma 
busca de mudanças estéticas. 
b) Enfatizar a tendência da sociedade 
contemporânea de buscar hábitos alimentares 
saudáveis, reforçando tal postura 
c) Criticar o consumo excessivo de produtos 
industrializados por parte da população, 
propondo redução desse consumo. 
d) Associar o vocábulo açúcar à imagem do corpo 
fora de forma, sugerindo a substituição desse 
produto pelo adoçante. 
e) Relacionar a imagem do saco de açúcar a um 
corpo humano que não desenvolve atividades 
físicas, incentivando a prática esportiva. 
10. Procure identificar o sentido de cada uma das 
palavras destacadas nas frases a seguir: 
a) É um sujeitinho 
b) É um mulherão 
c) É um timaço 
d) É um timeco 
e) Que gentinha 
f) O Carlito chegou 
TEXTO II 
O MENINO DOENTE 
O menino dorme. 
Para que o menino 
Durma sossegado, 
Sentada ao seu lado 
A mãezinha canta: 
— “Dodói, vai-te embora! 
“Deixa o meu filhinho, 
“Dorme... dorme... meu...” 
Morta de fadiga, 
Ela adormeceu. 
Então, no ombro dela, 
Um vulto de santa, 
Na mesma cantiga, 
Na mesma voz dela, 
Se debruça e canta: 
— “Dorme, meu amor. 
“Dorme, meu benzinho...” 
E o menino dorme. 
BANDEIRA, Manuel. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova 
Agui lar, 1983. 
11. Em dois versos do poema há a ocorrência do sufixo 
–inho. 
Nos dois casos, esse elemento assume um valor de 
(A) intensidade. 
(B) tamanho. 
(C) ironia. 
(D) afeto. 
(E) desrespeito. 
12. As reticências podem ser usadas com diferentes 
finalidades. 
No trecho “Dorme... dorme... meu...”, encontrado no 
Texto III, as reticências foram usadas para 
(A) marcar um aumento de emoção. 
(B) apontar maior tensão nos fatos apresentados. 
(C) indicar traços que são suprimidos do texto. 
(D) deixar uma fala em aberto. 
(E) assinalar a interrupção do pensamento. 
13. A palavra “debruça” (v. 15), presente no Texto III, 
pode ser substituída, sem alteração de sentido, por: 
(A) recolhe. 
(B) inclina. 
(C) derrama. 
(D) descobre. 
(E) ajoelha.
14. 
O produtor de anúncios publicitários utiliza-se de 
estratégias persuasivas para influenciar seu leitor. Entre 
os recursos argumentativos mobilizados pelo autor para 
obter a adesão do público à campanha, destaca-se nesse 
texto: 
a) Oposição entre individual e coletivo trazendo 
um ideário populista para o anúncio. 
b) A utilização de tratamento informal com o 
leitor, o que suaviza a seriedade do problema. 
c) O emprego de linguagem figurada, o que desvia 
a atenção da população para o apelo financeiro. 
d) O uso dos numerais “milhares” e “milhões”, 
responsável pela supervalorização das condições 
dos necessitados. 
e) O jogo de palavras entre “acordar” e “dormir”, o 
que relativiza o problema do leitor em relação 
ao dos necessitados 
15. 
Veríssimo, L,F. As cobras: se Deus existe que eu seja 
atingido por um raio 
Porto Alegre L & PM, 1997 
O humor da tira decorre da reação de uma das cobras 
com relação ao uso de pronome pessoal reto, em vez de 
pronome oblíquo. De acordo com a norma padrão da 
língua, esse uso é inadequado, pois: 
a) Contraria o uso previsto para o registro oral da 
língua. 
b) Contraria a marcação das funções sintáticas de 
sujeito e objeto 
c) Gera inadequação na concordância com o verbo. 
d) Gera ambiguidade na leitura do texto. 
e) Gera ambiguidade na leitura do texto. 
16. Do ponto de vista temático, o Texto 2 aborda: 
A) a falta de letramento digital presente na realidade 
brasileira. 
B) a necessidade de inclusão digital das classes 
desfavorecidas. 
C) a falta de diálogo que hoje se verifica nas relações 
entre pais e filhos. 
D) a falta de autoridade dos pais em relação a seus 
filhos. 
E) a repercussão da evolução tecnológica para as 
pesquisas escolares. 
Simulado de Física 
Monitor: Thierry Sena 
1- (ENEM/2009) O ciclo da água é fundamental para a 
preservação da vida no planeta. As condições climáticas 
da Terra permitem que a água sofra mudanças de fase e 
a compreensão dessas transformações é fundamental 
para se entender o ciclo hidrológico. Numa dessas 
mudanças, a água ou a umidade da terra absorve o 
calor do sol e dos arredores. Quando já foi absorvido 
calor suficiente, algumas das moléculas do líquido 
podem ter energia necessária para começar a subir para 
a atmosfera. A transformação mencionada no texto é 
a: 
a )fusão. b) liquefação. c)evaporação. 
d) solidificação. e) condensação. 
2-(UFV-99) Um raio de luz monocromática de 
frequência "f", velocidade "v" e comprimento de onda 
"l" incide perpendicularmente na interface ar-água, 
proveniente do ar. Pode-se afirmar que, ao atravessar 
esta interface: 
a) "f" permanece constante, "v" aumenta e "l" cresce. 
b) "f" permanece constante, "v" diminui e "l" diminui. 
c) "f" diminui, "v" diminui e "l" cresce. 
d) "f" aumenta, "v" diminui e "l" permanece 
constante. 
e) "f" aumenta, "v" aumenta e "l" cresce. 
3- (ENEM/2009) A água apresenta propriedades físico-químicas 
que a coloca em posição de destaque como 
substância essencial à vida. Dentre essas, destacam-se 
as propriedades térmicas biologicamente muito 
importantes, por exemplo, o elevado valor de calor 
latente de vaporização. Esse calor latente refere-se à 
quantidade de calor que deve ser adicionada a um 
líquido em seu ponto de ebulição, por unidade de 
massa, para convertê-lo em vapor na mesma 
temperatura, que no caso da água é igual a 540 calorias 
por grama. 
A propriedade físico-química mencionada no texto 
confere à água a capacidade de 
a) servir como doador de elétrons no processo de 
fotossíntese. 
b) funcionar como regulador térmico para os organismos 
vivos. 
Se no inverno é difícil acordar imagine 
dormir 
Com a chegada do inverno, muitas pessoas perdem o 
sono. São milhões de necessitados que lutam contra a 
fome e o frio. Para vencer esta batalha, eles precisam 
de você. Deposite qualquer quantia. Você ajuda 
milhares de pessoas a terem uma boa noite e dorme 
com a consciência tranquila. 
Veja 05 de setembro de 1999 (adaptado)””
c) agir como solvente universal nos tecidos animais e 
vegetais. 
d) transportar os íons de ferro e magnésio nos tecidos 
vegetais. 
e) funcionar como mantenedora do metabolismo nos 
organismos vivos. 
4-(ENEM/2009) A ultrassonografia, também chamada 
de ecografia, é uma técnica de geração de imagens 
muito utilizada em medicina. Ela se baseia na reflexão 
que ocorre quando um pulso de ultrassom, emitido 
pelo aparelho colocado em contato com a pele, 
atravessa a superfície que separa um órgão do outro, 
produzindo ecos que podem ser captados de volta pelo 
aparelho. Para a observação de detalhes no interior do 
corpo, os pulsos sonoros emitidos têm frequências 
altíssimas, de até 30 MHz, ou seja, 30 milhões de 
oscilações a cada segundo. 
A determinação de distâncias entre órgãos do corpo 
humano feita com esse aparelho fundamenta-se em 
duas variáveis imprescindíveis: 
a) A intensidade do som produzido pelo aparelho e a 
frequência desses sons. 
b) A quantidade de luz usada para gerar as imagens no 
aparelho e a velocidade do som nos tecidos. 
c) A quantidade de pulsos emitidos pelo aparelho a 
cada segundo e a frequência dos sons emitidos pelo 
aparelho. 
d) A velocidade do som no interior dos tecidos e o 
tempo entre os ecos produzidos pelas superfícies dos 
órgãos. 
e) O tempo entre os ecos produzidos pelos órgãos e a 
quantidade de pulsos emitidos a cada segundo pelo 
aparelho. 
5- (ENEM/2009) O pó de café jogado no lixo caseiro e, 
principalmente, as grandes quantidades descartadas em 
bares e restaurantes poderão se transformar em uma 
nova opção de matéria prima para a produção de 
biodiesel, segundo estudo da Universidade de Nevada 
(EUA). No mundo, são cerca de 8 bilhões de 
quilogramas de pó de café jogados no lixo por ano. O 
estudo mostra que o café descartado tem 15% de óleo, o 
qual pode ser convertido em biodiesel pelo processo 
tradicional. Além de reduzir significativamente emissões 
prejudiciais, após a extração do óleo, o pó de café é ideal 
como produto fertilizante para jardim. 
Revista Ciência e Tecnologia no Brasil, n° 155, jan 2009 
Considere o processo descrito e a densidade do 
biodiesel igual a 900 kg/m3. A partir da quantidade de 
pó de café jogada no lixo por ano, a produção de 
biodiesel seria equivalente a: 
(A) 1,08 bilhões de litros. 
(B) 1,20 bilhões de litros. 
(C) 1,33 bilhões de litros. 
(D) 8,00 bilhões de litros. 
(E) 8,80 bilhões de litros. 
6-(USC-RS) Uma onda na superfície da água do mar 
desloca-se do mar para a praia. À medida que diminui a 
profundidade da água, a onda: 
a) aumenta sua velocidade 
b) mantém sua frequência 
c) diminui sua frequência 
d) aumenta seu comprimento de onda 
e) mantém sua velocidade 
7 - A energia geotérmica tem sua origem no núcleo 
derretido da Terra, onde as temperaturas atingem 4.000 
°C. Essa energia é primeiramente produzida pela 
decomposição de materiais radiativos dentro do planeta. 
Em fontes geotérmicas, a água, aprisionada em um 
reservatório subterrâneo, é aquecida pelas rochas ao 
redor e fica submetida a altas pressões, podendo atingir 
temperaturas de até 370 °C sem entrar em ebulição. Ao 
ser liberada na superfície, à pressão ambiente, ela se 
vaporiza e se resfria, formando fontes ou gêiseres. O 
vapor de poços geotérmicos é separado da água e é 
utilizado no funcionamento de turbinas para gerar 
eletricidade. A água quente pode ser utilizada para 
aquecimento direto ou em usinas de dessalinização. 
HINRICHS, Roger A. Energia e Meio Ambiente. São Paulo: Pioneira 
Thomson Learning, 2003 (adaptado) 
Sob o aspecto da conversão de energia, as usinas 
geotérmicas: 
(A) funcionam com base na conversão de energia 
potencial gravitacional em energia térmica. 
(B) transformam inicialmente a energia solar em energia 
cinética e, depois, em energia térmica. 
(C) podem aproveitar a energia química transformada 
em térmica no processo de dessalinização. 
(D) assemelham-se às usinas nucleares no que diz 
respeito à conversão de energia térmica em cinética e, 
depois, em elétrica. 
(E) utilizam a mesma fonte primária de energia que as 
usinas nucleares, sendo, portanto, semelhantes os riscos 
decorrentes de ambas. 
8-(Fuvest-SP) Num dia sem nuvens, ao meio-dia, a 
sombra projetada no chão por uma esfera de 1,0 cm de 
diâmetro é bem nítida se ela estiver a 10 cm do chão. 
Entretanto, se a esfera estiver a 200 cm do chão, sua 
sombra é muito pouco nítida. Pode-se afirmar que a 
principal causa do efeito observado é que: 
a) o Sol é uma fonte extensa de luz 
b) o índice de refração do ar depende da temperatura 
c) a luz é um fenômeno ondulatório 
d) a luz do Sol contém diferentes cores 
e) a difusão da luz no ar “borra” a sombra 
9-(UEBA) Uma peça de zinco é construída a partir de 
uma chapa quadrada de lado 30 cm, da qual foi retirado 
um pedaço de área de 500 cm2. Elevando-se de 50 °C a
temperatura da peça restante, sua área final, em 
centímetros quadrados, será mais próxima de:(Dado: 
coeficiente de dilatação linear do zinco =2,5 . 10-5 °C-1) 
a) 400 b) 401 c) 405 d)408 e) 416 
10-(Fafi-MG) Dizer que a carga elétrica é quantizada 
significa que ela: 
a) só pode ser positiva 
b) não pode ser criada nem destruída 
c) pode ser isolada em qualquer quantidade 
d) só pode existir como múltipla de uma quantidade 
mínima definida 
e) pode ser positiva ou negativa 
11-(Unitau-SP) Uma esfera metálica tem carga elétrica 
negativa de valor igual a 3,2. 10-4 C. Sendo a carga do 
elétron igual a 1,6 . 10-19C, pode-se concluir que a esfera 
contém: 
a) 2 .1015 elétrons 
b) 200 elétrons 
c) um excesso de 2.1015 elétrons 
d) 2 .1010 elétrons 
e) um excesso de 2.1010 elétrons 
12-(UEPI) Um capacitor possui capacitância igual a 4,0. 
10-6 F. Quando submetido a uma tensão de 200 V ele 
acumula uma quantidade de carga igual a: 
a) 4.10-4 C b) 5.10-4 C c) 6.10-4 C 
d) 7.10-4 C e) 8.10-4 C 
13- (Uneb-BA) Um capacitor isolado possui carga 
elétrica de 2.10-6 C e potencial elétrico de 104 V. Se sua 
carga for modificada para 4.10-6 C, seu novo potencial, 
em kV, será 
a) 5 b)8 c) 10 d) 15 e)20 
14) (UFMG-98) Um professor mostra uma situação em 
que duas esferas metálicas idênticas estão suspensas 
por fios isolantes. As esferas se aproximam uma da 
outra, como indicado na figura. Três estudantes fizeram 
os seguintes comentários sobre essa situação. 
Cecília – uma esfera tem carga + e a outra neutra. 
Heloísa – uma esfera tem carga – e a outra +. 
Rodrigo – uma esfera tem carga – e a outra neutra. 
Assinale a afirmativa correta. 
a) apenas Cecília e Rodrigo fizeram comentários 
pertinentes. 
b) Todos os estudantes fizeram comentários 
pertinentes. 
c) Apenas Heloisa fez um comentário pertinente. 
d) Apenas Heloisa e Rodrigo fizeram comentários 
pertinentes. 
e) nda. 
15) (UNIPAC-99) Após ser abandonado de uma altura H, 
a partir do solo, um corpo movimenta-se em queda 
livre. Sobre a situação descrita, é ERRADO afirmar que: 
a) o trabalho realizado pela força peso depende da 
altura da queda. 
b) a força peso realiza um trabalho positivo sobre o 
corpo 
c) a aceleração do corpo é vertical, para baixo. 
d) a energia potencial do corpo permanece constante. 
16) (UFU-MG) Duas cargas elétricas de mesmo módulo 
e de sinais opostos são colocadas a uma determinada 
distância. No ponto médio da reta que une as duas 
cargas: 
a) o campo elétrico é nulo e o potencial elétrico não 
b) o campo e o potencial elétricos são nulos 
c) o potencial elétrico é nulo e o campo elétrico não 
d) o potencial elétrico é numericamente duas vezes 
maior que a intensidade do campo elétrico 
e) o campo e o potencial elétricos não são nulos 
Simulado de Química 
Monitor: Thierry Sena 
01) Um dos danos ao meio ambiente diz respeito à 
corrosão de certos materiais. Considere as seguintes 
obras: 
I. Monumento Itamarati - Brasília (mármore). 
II. Esculturas do Aleijadinho - MG (pedra sabão contém 
carbonato de cálcio). 
III. Grades de ferro ou alumínio de edifícios. 
A ação da chuva ácida pode acontecer em: 
a) I, apenas. 
b) I e II, apenas. 
c) I e III, apenas. 
d) II e III, apenas. 
e) I, II e III. 
02) ENEM 1999- A gasolina é vendida por litro, mas em 
sua utilização como combustível, a massa é o que 
importa. Um aumento da temperatura do ambiente leva a 
um aumento no volume da gasolina. Para diminuir os 
efeitos práticos dessa variação, os tanques dos postos de 
gasolina são subterrâneos. Se os tanques não fossem 
subterrâneos: 
I. Você levaria vantagem ao abastecer o carro na hora 
mais quente do dia, pois estaria comprando mais massa 
por litro de combustível. 
II. Abastecendo com a temperatura mais baixa, você 
estaria comprando mais massa de combustível para cada 
litro. 
III. Se a gasolina fosse vendida por kg em vez de por 
litro, o problema comercial decorrente da dilatação da 
gasolina estaria resolvido. 
Destas considerações, somente: 
a) I é correta. b) II é correta. c) III é correta. 
d) I e II são corretas. e) II e III são corretas. 
03) Suponha que um agricultor esteja interessado em 
fazer uma plantação de girassóis. Procurando 
informação, leu a seguinte reportagem:
Solo ácido não favorece plantio 
Alguns cuidados devem ser tomados por quem decide 
iniciar o cultivo do girassol. A oleaginosa deve ser 
plantada em solos descompactados, com pH acima de 
5,2 (que indica menor acidez da terra). Conforme as 
recomendações da Embrapa, o agricultor deve colocar, 
por hectare, 40 kg a 60 kg de nitrogênio, 40 kg a 80 kg 
de potássio e 40 kg a 80 kg de fósforo. 
O pH do solo, na região do agricultor, é de 4,8. Dessa 
forma, o agricultor deverá fazer a “calagem”. 
(Folha de S. Paulo, 25/09/1996) 
Suponha que o agricultor vá fazer calagem (aumento do 
pH do solo por adição de cal virgem – CaO). De maneira 
simplificada, a diminuição da acidez se dá pela interação 
da cal (CaO) com a água presente no solo, gerando 
hidróxido de cálcio (Ca(OH)2), que reage com os íons 
H+ (dos ácidos), ocorrendo, então, a formação de água e 
deixando íons Ca2+ no solo. 
Considere as seguintes equações: 
I. CaO + 2 H2O → Ca(OH)3 
II. CaO + H2O → Ca(OH)2 
III. Ca(OH)2 + 2 H+ →Ca2+ + 2 H2O 
IV. Ca(OH)2 + H+→CaO + H2O 
O processo de calagem descrito acima pode ser 
representado pelas equações: 
a) I e II. b) I e IV. c) II e III. 
d) II e IV. e) III e IV. 
4) As seguintes explicações foram dadas para a presença 
do elemento vanádio na água mineral em questão 
I. No seu percurso até chegar à fonte, a água passa por 
rochas contendo minerais de vanádio, 
dissolvendo-os. 
II. Na perfuração dos poços que levam aos depósitos 
subterrâneos da água, utilizaram-se brocas constituídas 
de ligas cromo-vanádio. 
III. Foram adicionados compostos de vanádio à água 
mineral. 
Considerando todas as informações do rótulo, pode-se 
concluir que apenas: 
a) a explicação I é plausível. 
b) a explicação II é plausível. 
c) a explicação III é plausível. 
d) as explicações I e II são plausíveis. 
e) as explicações II e III são plausíveis. 
5) Os oceanos absorvem aproximadamente um terço 
das emissões de CO2 procedentes de atividades 
humanas, como a queima de combustíveis fosseis e as 
queimadas. O CO2 combina‐se com as águas dos 
oceanos, provocando uma alteração importante em 
suas propriedades. Pesquisa com vários organismos 
marinhos revelam que essa alteração nos oceanos afeta 
uma serie de processos biológicos necessários para o 
desenvolvimento e a sobrevivência de varias espécies 
da vida marinha. A alteração a que se refere o texto diz 
respeito ao aumento 
a) da acidez das águas dos oceanos. 
b) do estoque de pescado nos oceanos. 
c) da temperatura media dos oceanos. 
d) do nível das águas dos oceanos. 
e) da salinização das águas dos oceanos. 
06)Foi avaliado o pH de um grande numero de amostras 
de água de chuva de uma cidade “A”, que possui uma 
grande frota automotiva e industrias. O pH médio foi 4. 
Já para uma cidade remota (cidade B) pouco afetada por 
atividades antropicas , o pH médio foi de 6. Pode-se 
afirmar que a diferença media na concentração de H+ na 
água da chuva das duas cidades e maior na 
cidade_____________ e um dos responsáveis por esse 
fenômeno pode ser o _____________. 
a) A; NO2. b) B; NO. c) A; CO2 
d) B; SO3. e) B; NO2. 
07) Na célula de combustível de hidrogênio, que 
consiste de uma pilha com ddp de 0,7V, cujas semi-reações 
são: 
H2 → 2H+ + 2e 
O2 + 4H+ + 4e → 2 H2O 
O oxigênio e obtido do ar e o hidrogênio usado para 
abastecer o sistema pode ser obtido através da eletrolise 
da própria água gerada na reação, o que torna o processo 
renovável. 
Sobre a pilha de hidrogênio e sobre a eletrolise usada 
para regenerar o hidrogênio, e correto afirmar: 
a) o hidrogênio reage no catodo. 
b) o oxigênio cede elétrons para o sistema. 
c) a reação H2 + 1/2O2 → H2O e forcada pela passagem 
de corrente. 
d) os elétrons fluem do polo positivo para o negativo. 
e) o oxigênio reage no polo positivo da pilha. 
08) (PUC-RS)Pesquisas de novos métodos para 
tratamento da preservação da madeira, na tentativa de 
combater o desmatamento, utilizam nesta produtos 
químicos à base de cro-mo, 
cobre e arsênio. 
Em relação a esses elementos, pode-se afirmar que: 
a) são todos metais; 
b) são isoeletrônicos; 
c) formam cátions monovalentes; 
d) pertencem ao mesmo grupo da tabela periódica; 
e) apresentam o mesmo número de níveis de energia. 
09). PUC-RS Com relação à classificação periódica dos 
elementos, pode-se afirmar que o: 
a) hidrogênio é um metal alcalino localizado na lª 
coluna; 
b) nitrogênio é o elemento mais eletropositivo da 15ª 
coluna; 
c) sódio é o elemento mais eletronegativo do 
3ºperíodo; 
d) mercúrio é um ametal líquido à temperatura 
ambiente; 
e) potássio tem maior raio atômico que o Br. 
10).(FATEC) Considere as seguintes misturas que 
resultam em transformações químicas: 
I. Bicarbonato de sódio e vinagre; 
II. Acido clorídrico e hidróxido de sódio; 
III. Zinco em pó e acido clorídrico;
IV. Gás carbônico e água de cal (solução aquosa 
saturada de hidróxido de cálcio). 
Dentre essas transformações, as duas que são 
evidenciadas pela evolução de gás são 
a)I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e III. e) III e IV. 
11) -(FATEC) O “cheiro forte” da urina humana deve-se 
principalmente a amônia, formada pela reação química 
que ocorre entre uréia, CO(NH2)2, e água: 
CO(NH2)2(aq) + H2O(l) →CO2(g) + 2NH3(g) 
O volume de amônia, medido nas CATP (Condições 
Ambiente de Temperatura e Pressão), formado quando 
6,0 g de uréia reagem completamente com água e, em 
litros. 
a) 0,5 b) 1,0 c) 1,5 d) 2,0 e) 5,0. 
12) Na ligação do ácido sulfídrico (H2SO3) o elemento 
enxofre efetua: 
a)Três ligações covalentes e uma dativa. 
b)Três ligações dativas e uma covalente. 
c)Duas ligações covalentes e duas dativas . 
d)Duas ligações covalentes e uma dativa. 
e) n.d.r 
13) Fuvet-SP) Bromato de potássio,sulfito de amônio, 
iodeto de sódio e nitrito de bário são representados, 
respectivamente, pelas fórmulas: 
a) KBrO3,(NH4)2SO3,NaI, Ba(NO2)2 
b) KBrO4,(NH4)2SO3,NaI, Ba(NO2)2 
c) KBrO3, ,(NH4)2SO3,NaI, Ba(NO2)2 
d) KBrO3,(NH4)2SO3,NaIO3, Ba(NO2)2 
e)KBrO3,(NH4)2SO4,NaI,Ba(NO2)2 
14-(UFPE) Uma fonte importante de urânio é o mineral 
carnotita cuja fórmula é KUVO6. Calcule a percentagem 
de Urânio nesse Mineral. 
a)56,2% b)19,915 c)39,6% d)43,2% e)28,1% 
15-(ITA-SP) Certo composto AxBy,contém 9,1% em 
massa de A, o resto sendo de B.Se o peso atômico do 
elemento A for 30 e B for 100, podemos concluir que: 
a)x/y=1/1 b)x/y=1/2 c)x/y=2/1 d)x/y=1/3 e)x/y=3/1. 
16)-(ITA-SP)A pressão total de ar, no interior de um 
pneu, era2,30 atm, quando a temperatura do pneu era de 
27°C.Depois de ter rodado um certo tempo com este 
pneu, mediu-se novamente sua pressão e verificou-se 
que esta era agora 2,53 atm. Supondo variação do 
volume do pneu desprezível, a nova temperatura será: 
a)29,7°C b)57°C c)33°C 
d)330°C e) nda. 
BIOLOGIA 
Monitora Karla e Selma 
1. (ENEM - 2005) A água é um dos componentes mais 
importantes das células. A tabela a seguir mostra como a 
quantidade de água varia em seres humanos, 
dependendo do tipo de célula. Em média, a água 
corresponde a 70% da composição química de um 
indivíduo normal. 
Durante uma biópsia, foi isolada uma amostra de tecido 
para análise em um laboratório. Enquanto intacta, essa 
amostra pesava 200 mg. Após secagem em estufa, 
quando se retirou toda a água do tecido, a amostra 
passou a pesar 80 mg. Baseado na tabela, pode-se 
afirmar que essa é uma amostra de: 
a) tecido nervoso - substância cinzenta. 
b) tecido nervoso - substância branca. 
c) hemácias. 
d) tecido conjuntivo. 
e) tecido adiposo. 
2. (UEL - 2010) Na década de 1950, a pesquisa 
biológica começou a empregar os microscópios 
eletrônicos, que possibilitaram o estudo detalhado da 
estrutura interna das células. Observe, na figura a seguir, 
a ilustração de uma célula vegetal e algumas imagens em 
micrografia eletrônica. 
Quanto às estruturas anteriormente relacionadas, é 
correto afirmar: 
a) A imagem 1 é de uma organela onde as substâncias 
obtidas do ambiente externo são processadas, 
fornecendo energia para o metabolismo celular.
b) A imagem 2 é de uma organela na qual a energia da 
luz é convertida na energia química presente em ligações 
entre átomos, produzindo açúcares. 
c) A imagem 3 é de uma organela que concentra, 
empacota e seleciona as proteínas antes de enviá-las para 
suas destinações celulares ou extracelulares. 
d) A imagem 4 é de uma organela na qual a energia 
química potencial de moléculas combustíveis é 
convertida em uma forma de energia passível de uso 
pela célula. 
e) A imagem 5 é de uma organela que produz diversos 
tipos de enzimas capazes de digerir grande variedade de 
substâncias orgânicas. 
3. (FUVEST - 2009) Considere o esquema que 
representa parte do ciclo do carbono nos ecossistemas: 
É correto afirmar que o processo 
a) 1 é realizado por animais, tanto na presença, quanto 
na ausência de luz. 
b) 2 é realizado por animais e vegetais, apenas na 
presença de luz. 
c) 1 é realizado por animais e vegetais, apenas na 
presença de luz. 
d) 2 é realizado por animais e vegetais, tanto na 
presença quanto na ausência de luz. 
e) 1 é realizado por animais, apenas na presença de 
luz. 
4. (FUVEST – 2011) A figura abaixo representa uma 
célula diploide e as células resultantes de sua divisão. 
Nesse processo, 
a) houve um único período de síntese de DNA, 
seguido de uma única divisão celular. 
b) houve um único período de síntese de DNA, 
seguido de duas divisões celulares. 
c) houve dois períodos de síntese de DNA, seguidos de 
duas divisões celulares. 
d) não pode ter ocorrido permutação cromossômica. 
e) a quantidade de DNA das células filhas permaneceu 
igual à da célula mãe. 
5. (ENEM – 98) João ficou intrigado com a grande 
quantidade de notícias envolvendo DNA: clonagem da 
ovelha Dolly, terapia gênica, testes de paternidade, 
engenharia genética, etc. Para conseguir entender as 
notícias, estudou a estrutura da molécula de DNA e seu 
funcionamento e analisou os dados do quadro a seguir. 
Analisando- se o DNA de um animal, detectou-se que 
40% de suas bases nitrogenadas eram constituídas por 
Adenina. Relacionando esse valor com o 
emparelhamento específico das bases, os valores 
encontrados para as outras bases nitrogenadas foram: 
a)T = 40%; C = 20%; G = 40% 
b) T = 10%; C = 10%; G = 40% 
c) T = 10%; C = 40%; G = 10% 
d) T = 40%; C = 10%; G = 10% 
e) T = 40%; C = 60%; G = 60% 
6.(FUVEST - 2012) Uma mutação, responsável por uma 
doença sanguínea, foi identificada numa família. Abaixo 
estão representadas sequências de bases nitrogenadas, 
normal e mutante; nelas estão destacados o sítio de 
início da tradução e a base alterada. 
O ácido nucleico representado acima e o número de 
aminoácidos codificados pela sequência de bases, entre 
o sítio de início da tradução e a mutação, estão 
corretamente indicados em: 
a) DNA; 8. b) DNA; 24. c) DNA; 12. 
d) RNA; 8. e) RNA; 24. 
7.(FUVEST - 2012) Em tomates, a característica planta 
alta é dominante em relação à característica planta anã e 
a cor vermelha do fruto é dominante em relação à cor 
amarela. Um agricultor cruzou duas linhagens puras: 
planta alta/fruto vermelho x planta anã/fruto amarelo. 
Interessado em obter uma linhagem de plantas anãs com 
frutos vermelhos, deixou que os descendentes dessas 
plantas cruzassem entre si, obtendo 320 novas plantas. O 
número esperado de plantas com o fenótipo desejado 
pelo agricultor e as plantas que ele deve utilizar nos 
próximos cruzamentos, para que os descendentes 
apresentem sempre as características desejadas (plantas
anãs comfrutos vermelhos), estão corretamente 
indicados em: 
a) 16; plantas homozigóticas em relação às duas 
características. 
b) 48; plantas homozigóticas em relação às duas 
características. 
c) 48; plantas heterozigóticas em relação às duas 
características. 
d) 60; plantas heterozigóticas em relação às duas 
características. 
e) 60; plantas homozigóticas em relação às duas 
características. 
8. (UNESP - 2012) Considere o cartum. 
De maneira bem-humorada e com certo exagero, a 
figura faz referência aos: 
a) Organismos transgênicos, nos quais genes de uma 
espécie são transferidos para outra espécie de modo que 
esta última expresse características da primeira. 
b) Organismos geneticamente modificados, nos quais 
técnicas de engenharia genética permitem que se 
manipulem genes da própria espécie, fazendo-os 
expressar características desejáveis. 
c) Animais híbridos, obtidos a partir do cruzamento 
entre indivíduos de espécies diferentes, o que permite 
que características de uma espécie sejam expressas por 
espécies não aparentadas. 
d) Animais obtidos por seleção artificial, a partir da 
variabilidade obtida por acasalamentos direcionados, 
processo que permite ao homem desenvolver em 
espécies domésticas características de interesse 
comercial. 
e) Animais resultantes de mutação gênica, mecanismo a 
partir do qual os indivíduos da espécie produzem novas 
características, em resposta às necessidades impostas 
pelo ambiente. 
9. (PUC – 2012) Filha de um hemofílico, uma advogada 
holandesa temia transmitir essa condição a seus 
descendentes. Distúrbio que dificulta a coagulação do 
sangue, a hemofilia é causada por uma mutação de um 
gene em um dos cromossomos que determinam o sexo. 
(…) Impressionada com o sofrimento que essa condição 
sempre causou a seu pai, a advogada, ao ficar grávida, 
resolveu fazer teste genético pré-natal para saber se seu 
filho seria hemofílico. 
(“ A ciência das escolhas difíceis” – VEJA, 7 de setembro, 2011) 
As chances de essa mulher transmitir o gene da 
hemofilia para um descendente e de esse descendente, 
sendo do sexo masculino, apresentar hemofilia são, 
respectivamente, de: 
a) 100% e 50%. 
b) 50% e 50%. 
c) 50% e 100%. 
d) 100% e 100%. 
e) 25% e 75%. 
10. (UEMA - 2012) Em uma família de quatro filhos, a 
mãe é do grupo sanguíneo O, o pai é do grupo sanguíneo 
B e as crianças são dos grupos O, AB, B e A. Quais das 
crianças são filhas biológicas do casal, de acordo com o 
sistema ABO? 
a) As dos grupos B e O. 
b) As dos grupos AB e B. 
c) As dos grupos O e A. 
d) As dos grupos O e AB. 
e) As dos grupos A e AB. 
11.(Mackenzie - 2012) No heredograma, os indivíduos 
marcados são daltônicos. 
A respeito desse heredograma, é correto afirmar 
que: 
a) 1 é daltônico. 
b) todos os meninos filhos do casal 4X5 serão daltônicos 
c) se a mulher 6 se casar com um homem normal, todos 
os seus filhos de sexo masculino serão normais. 
d) o casal 4X5 não tem de probabilidade de ter uma 
filha normal. 
e) a mulher 2 é heterozigota para o gene do daltonismo. 
12.(FEPECS DF/2012) Gregor Mendel formulou as leis 
da hereditariedade utilizando a ervilha (Pisum sativum). 
A lei da segregação independente foi por ele 
demonstrada ao obter na F2 dos cruzamentos das 
ervilhas quatro fenótipos diferentes na proporção 
9:3:3:1.
Para obter indivíduos da F1, Mendel cruzou ervilhas da 
geração parental que apresentavam as seguintes 
características: 
a) indivíduos homozigotos para duas características 
fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos, 
um dominante e outro recessivo. Esses alelos ocupavam 
locos em dois cromossomos não homólogos; 
b) indivíduos homozigotos para duas características 
fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos, 
um dominante e outro recessivo. Esses alelos ocupavam 
locos no mesmo cromossomo; 
c) indivíduos homozigotos para duas características 
fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos 
codominantes. Esses alelos ocupavam locos em dois 
cromossomos não homólogos; 
d) indivíduos heterozigotos para duas características 
fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos 
codominantes. Esses alelos ocupavam locos no mesmo 
cromossomo; 
e) indivíduos heterozigotos para duas características 
fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos, 
um dominante e outro recessivo. Esses alelos ocupavam 
locos no mesmo cromossomo. 
13.(UFF - 2008) Apesar de ser conhecido pela teoria da 
evolução, Darwin também trabalhou com plantas. Em 
1880, ele realizou alguns experimentos e observou, ao 
cultivar alpiste em solo adequado ao seu crescimento, 
um movimento do ápice dos coleóptilos. Esses cresciam 
sempre buscando a luz. Darwin estava diante de um 
crescimento orientado: 
a) Pela presença da luz (fototropismo), mediado 
pelo hormônio giberilina; 
b) Pela presença da luz (fototropismo), mediado 
pelo hormônio auxina; 
c) Pela ausência de luz (fototropismo), mediado 
pelo hormônio giberilina; 
d) Pelo tipo de solo utilizado (geotropismo), 
mediado pelo hormônio giberilina; 
e) Pela presença da luz (fototropismo), mediado 
pelo hormônio cinetina. 
14.(UNICAMPI – 2005) Uma das formas de 
comunicação entre as várias partes do corpo dos animais 
e dos vegetais é realizada por um fluido circulante. No 
corpo humano, esse fluido é denominado sangue; nos 
vegetais é genericamente denominado seiva. A seiva 
pode ser, basicamente, de dois tipos: bruta ou elaborada. 
Sobre elas, é correto dizer: 
a) Seiva bruta é constituída de água e açúcares 
produzidos na fotossíntese; 
b) Seiva elaborada costuma apresentar movimento 
ascendente, no corpo do vegetal, através do floema; 
c) Seiva elaborada, rica em sais, é de grande importância 
para a realização da fotossíntese; 
d) Produto da fotossíntese, uma seiva rica em sais 
minerais destina-se à raiz, para supri-la em suas 
necessidades. 
e) A seiva bruta, também chamada de seiva mineral, 
geralmente tem movimento ascendente, pelo lenho do 
vegetal. 
15.(MACKENZIE – 2011) Durante o processo evolutivo 
das plantas, ficou marcada a transição do meio aquático 
para o terrestre. Algumas adaptações surgiram, tais 
como vasos condutores, flor, tubo polínico, sementes e 
frutos. Briofitas Pteridofitas Gimnospermas 
Angiospermas Considerando a sequencia evolutiva 
representada acima, e correto afirmar que o surgimento: 
a) de sementes ocorreu em B. 
b) de vasos condutores ocorreu em A. 
c) de tubo polínico ocorreu em C. 
d) de frutos ocorreu em C. 
e) de flores ocorreu em B. 
16.(UEL – 2012) A obra realizada por Frans Krajcberg, 
ao longo de meio século, baseada no íntimo 
relacionamento com a natureza, é mais do que um 
projeto estético. É uma ética. É a invenção de um 
destino através da reinvenção da natureza. Uma luta 
titânica que vem travando no interior mesmo da 
natureza, no coração vulcânico da matéria natural, em 
nome de uma revolta individual que tinha muito a ver 
com sua solidão, mas que adquiriu, com o tempo, uma 
dimensão universal e planetária, quando encarada no 
plano mais ambicioso de uma política e ética ecológicas. 
Com base no texto, na figura 15 e nos conhecimentos 
sobre a produção do artista Frans Krajcberg, assinale a 
alternativa correta. 
a) Pela temática e procedimentos empregados, a 
escultura apresentada é uma obra representativa do 
Naturalismo no Brasil. 
b) Essa escultura se caracteriza como performance, pois 
modifica, em termos visuais e simbólicos, o contexto 
natural onde está inserida. 
c) Essa escultura é figurativa e representa uma aranha, 
artrópode quelicerado típico dos mangues brasileiros. 
d) As madeiras de suas esculturas são recolhidas, 
entalhadas e reorganizadas pelo artista, demonstrando 
sua preocupação com a natureza e com a arte. 
e) O trabalho de Krajcberg consiste em cortar árvores 
para realizar a modelagem de suas esculturas; em 
contrapartida, contribui para o reflorestamento.
MATEMÁTICA 
Almira Santos da Costa Silva 
& Paulo Ricardo 
1) (ENEM, 2010)Um professor dividiu a lousa da sala 
de aula em quatro partes iguais. Em seguida, preencheu 
75% dela com conceitos e explicações, conforme a 
figura seguinte. 
Algum tempo depois, o professor apagou a lousa por 
completo e, adotando um procedimento semelhante ao 
anterior, voltou a preenchê-la, mas, dessa, vez, 
utilizando 40% do espaço dela. 
Uma representação possível para essa segunda situação 
é: 
2. (ENEM 2010) Alguns testes de preferência por 
bebedouros de água foram realizados com bovinos, 
envolvendo três tipos de bebedouros, de formatos e 
tamanhos diferentes. Os bebedouros 1 e 2 tem a forma 
de um tronco de cone circular reto, de altura igual a 60 
cm, e diâmetro da base superior igual a 120 cm e 60 cm, 
respectivamente. O bebedouro 3 e um semicilindro, com 
30 cm de altura, 100 cm de comprimento e 60 cm de 
largura. Os três recipientes estão ilustrados na figura. 
Considerando que nenhum dos recipientes tenha 
tampa, qual das figuras a seguir representa uma 
planificação para o bebedouro 3? 
3)(ENEM, 2010) No monte de Cerro Armazones, no 
deserto de Atacama, no Chile, ficara o maior 
telescópio da superfície terrestre, o Telescópio 
Europeu Extremamente Grande (E-ELT). O E-ELT terá 
um espelho primário de 42 m de diâmetro, “o maior 
olho do mundo voltado para o céu”. 
Di sponivel em htttp://www.estadao.com.br. 
Aces so em: 27 abr. 2010 (adaptado). 
Ao ler esse texto em uma sala de aula, uma professora 
fez uma suposição de que o diâmetro do olho humano 
mede aproximadamente 2,1 cm. 
Qual a razão entre o diâmetro aproximado do olho 
humano, suposto pela professora, e o diâmetro do 
espelho primário do telescópio citado? 
a) 1 : 20 b) 1 : 100 c) 1 : 200 
d) 1 : 1 000 e) 1 : 2 000 
4)(ENEM, 2010)Uma fabrica produz barras de 
chocolates no formato de paralelepípedos e de cubos, 
com o mesmo volume. As arestas da barra de chocolate 
no formato de paralelepípedo medem 3 cm de largura, 
18 cm de comprimento e 4 cm de espessura. 
Analisando as características das figuras geométricas 
descritas, a medida das arestas dos chocolates que tem 
o formato de cubo e igual a: 
a) 5 cm. b) 6 cm. c) 12 cm. 
d) 24 cm. e) 25 cm. 
5)ENEM,2010.Os dados do gráfico foram coletados por 
meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios.
Supondo-se que, no Sudeste, 14900 estudantes foram 
entrevistados nessa pesquisa, quantos deles possuíam 
telefone móvel celular? 
a) 5513 b) 6556 c) 7450 
d) 8344 e) 9536 
6)ENEM,2010 Em sete de abril de 2004, um jornal 
publicou o ranking desmatamento, conforme gráfico, 
da chamada Amazônia 
Legal, integrada por nove estados. 
Considerando-se que ate 2009 o desmatamento 
cresceu 10,5% em relação aos dados de 2004, o 
desmatamento médio por estado em 2009 esta entre: 
a) 100 km2 e 900 km2. 
b) 1 000 km2 e 2 700 km2. 
c) 2 800 km2 e 3 200 km2. 
d) 3 300 km2 e 4 000 km2. 
e) 4 100 km2 e 5 800 km2. 
7) ENEM,2010 Acompanhando o crescimento do filho 
de um casal constatou que, de 0 a 10 anos, a variação 
da sua altura se dava de forma mais rápida do que dos 
10 aos 17 anos e, a partir de 17 anos, essa variação 
passava a ser cada vez menor, ate se tornar 
imperceptível. Para ilustrar essa situação, esse casal fez 
um gráfico relacionando as alturas do filho nas idades 
consideradas. 
Que gráfico melhor representa a altura do filho desse 
casal em função da idade? 
8)ENEM, 2010. A classificação de um país no quadro de 
medalhas nos Jogos Olímpicos depende do numero de 
medalhas de ouro que obteve na competição, tendo 
como critério de desempate o numero de medalhas de 
prata seguido do número de medalhas de bronze 
conquistadas. Nas Olimpíadas de 2004, o Brasil foi o 
decimo sexto colocado no quadro de medalhas, tendo 
obtido 5 medalhas de ouro, 2 de prata e 3 de bronze. 
Parte desse quadro de medalhas e reproduzida a seguir. 
Se o Brasil tivesse obtido mais 4 medalhas de ouro, 4 de 
prata e 10 de bronze, sem alterações no numero de 
medalhas dos demais países mostrados no quadro, qual 
teria sido a classificação brasileira no quadro de 
medalhas das Olimpíadas de 2004? 
a) 13° b) 12° c) 11° d) 10° e) 9° 
9. ENEM 2011 Um técnico em refrigeração precisa 
revisar todos os pontos de saída de ar de um escritório 
com várias salas. Na imagem apresentada, cada ponto 
indicado por uma letra é a saída do ar, e os segmentos 
são as tubulações.
Iniciando a revisão pelo ponto K e terminando em F, 
sem passar mais de uma vez por cada ponto, o caminho 
será passando pelos pontos: 
A) K, I e F. 
B) K, J, I, G, L e F. 
C) K, L, G, I, J, H e F. 
D) K, J, H, I, G, L e F. 
E) K, L, G, I, H, J e F. 
10) ENEM 2011 O termo agronegócio não se refere 
apenas à agricultora e à pecuária, pois as atividades 
ligadas a essa produção incluem fornecedores de 
equipamentos, serviços para a zona rural, 
industrialização e comercialização dos produtos. 
O gráfico seguinte mostra a participação percentual no 
PIB brasileiro: 
Esse gráfico foi usado em uma palestra na qual o orador 
ressaltou uma queda da participação do agronegócio do 
PIB brasileiro e a posterior recuperação dessa 
participação, em termos percentuais. 
Segundo o gráfico, o período de queda ocorreu entre os 
anos de 
A)1998 e 2001 
B) 2001 e 2003. 
C) 2003 e 2006. 
D) 2003 e 2007. 
E) 2003 e 2008 
11. Uma enquete, realizada em março de 2010, 
perguntava aos internautas se eles acreditavam que as 
atividades humanas provocam o aquecimento global. 
Eram três alternativas possíveis e 279 internautas 
responderam à enquete, como mostra o gráfico. 
Analisando os dados do gráfico, quantos internautas 
responderam “NÂO” à enquete? 
A) Menos de 23. 
B) Mais de 23 e menos de 25. 
C) Mais de 50 e menos de 75. 
D) Mais de 100 e menos de 190 
E) Mais de 200. 
12. Nos últimos cinco anos, 32 mil mulheres de 20 a 24 
anos foram internadas nos hospitais do SUS por causa 
de AVC. Entre os homens da mesma faixa etária, houve 
Época. 26 abr. 2010 (adaptado). 
Suponha que, nos próximos cinco anos, haja um 
acréscimo de 8 mil internações de mulheres e que o 
acréscimo de internações de homens por AVC ocorra 
na mesma proporção. 
De acordo com as informações dadas, o número de 
homens que seriam internados por AVC, nos próximos 
cinco anos, corresponderia a 
A) 4 mil. 
B) 9 mil 
C) 21 mil. 
D) 35 mil. 
E) 39 mil 
13. É possível usar água ou comida para atrair 
as aves e observá-las. Muitas pessoas 
costumam usar água com açúcar, por exemplo, 
para atrair beija-flores. Mas é importante saber 
que, na hora de fazer a mistura, você deve 
sempre usar uma parte de açúcar para cinco 
partes de água. Além disso, em dias quentes, 
precisa trocar a água de duas a três vezes, pois 
com o calor ela pode fermentar e, se for 
ingerida pela ave, pode deixa-la doente. O 
excesso de açúcar, ao cristalizar, também pode 
manter o bico da ave fechado, impedindo-a de 
se alimentar. Isso pode até matá-la. 
Pretende-se encher completamente um copo com a 
mistura para atrai r beija-flores. O copo tem formato 
cilíndrico, e suas medidas são 10 cm de altura e 4 cm 
de diâmetro. A quantidade de água que deve ser 
utilizada na mistura é cerca de (utilize π = 3): 
A) 20 mL. 
B) 24 mL. 
C) 100 mL. 
D) 120 mL. 
E) 600 mL. 
14. Todo o país passa pela primeira fase de campanha 
de vacinação contra a gripe suína (H1N1). Segundo um 
médico infectologista do Instituto Emílio Ribas, de São 
Paulo, a imunização “deve mudar”, no país, a história da 
epidemia. Com a vacina, de acordo com ele, o Brasil 
tem a chance de barrar uma tendência do crescimento 
da doença, que já matou 17 mil no mundo. A tabela 
apresenta dados específicos de um único posto de 
vacinação. 
Escolhendo-se aleatoriamente uma pessoa atendida 
nesse posto de vacinação, a probabilidade de ela ser 
portadora de doença crônica é 
A) 8%. 
B) 9% 
C) 11%. 
D) 12%.
E) 22%. 
15. O número mensal de passagens de uma 
determinada empresa aérea aumentou no ano passado 
nas seguintes condições: em janeiro foram vendidas 33 
000 passagens; em fevereiro, 34 500; em março, 36 
000. Esse padrão de crescimento se mantém para os 
meses subsequentes. 
Quantas passagens foram vendidas por essa empresa 
em julho do ano passado. 
A) 38 000 
B) 40 500 
C) 41 000 
D) 42 000 
E) 48 000 
16. Cerca de 20 milhões de brasileiros vivem na região 
coberta pela caatinga, em quase 800 mil km2 de área. 
Quando não chove, o homem do sertão e sua família 
precisam caminhar quilômet ros em busca da água dos 
açudes. A irregularidade climática é um dos fatores que 
mais interferem na vida do sertanejo. 
Disponível em: http://www.wwf.org.br. Acesso em: 23 abr. 2010. 
Segundo este levantamento, a densidade demográfica 
da região coberta pela caatinga, em habitantes por km2, 
é de: 
A) 250. 
B) 25. 
C) 2,5. 
D) 0,25. 
E) 0,025.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º anoSimulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
Marcia Oliveira
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Silvânia Silveira
 
D15 (5º ano l.p.)
D15 (5º ano   l.p.)D15 (5º ano   l.p.)
D15 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
Avaliação diagnóstica 7ª série 8º ano
Avaliação diagnóstica 7ª série 8º anoAvaliação diagnóstica 7ª série 8º ano
Avaliação diagnóstica 7ª série 8º ano
SHEILA MONTEIRO
 
Avaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º anoAvaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova.matriz de referência de língua portuguesa
Prova.matriz de referência de língua portuguesaProva.matriz de referência de língua portuguesa
Prova.matriz de referência de língua portuguesa
Atividades Diversas Cláudia
 
Interpretaçao portugues portu
Interpretaçao portugues portuInterpretaçao portugues portu
Interpretaçao portugues portu
Atividades Diversas Cláudia
 
7º ano portugues
7º ano portugues7º ano portugues
7º ano portugues
Luciene de souza Borges
 
20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano
20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano
20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano
Edna Soares
 
Simulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e cSimulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e c
renata ubeda
 
Simulado português e matematica 2 em ok
Simulado português e matematica 2 em okSimulado português e matematica 2 em ok
Simulado português e matematica 2 em ok
Ederson Jacob Zanardo
 
Avaliacao diagnostica lp 8 ef
Avaliacao diagnostica lp 8 efAvaliacao diagnostica lp 8 ef
Avaliacao diagnostica lp 8 ef
Marcia Oliveira
 
ProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º anoProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º ano
Marconildo Viegas
 
Interpretação folha 9a
Interpretação   folha 9aInterpretação   folha 9a
Interpretação folha 9a
Diego Prezia
 
Simulado de português 5ºano 2016
Simulado de português 5ºano 2016Simulado de português 5ºano 2016
Simulado de português 5ºano 2016
CASA-FACEBOOK-INSTAGRAM
 
Avaliação lp 9º ano
Avaliação lp 9º anoAvaliação lp 9º ano
Avaliação lp 9º ano
Marcia Oliveira
 
Prova diagnostica 7 ano
Prova diagnostica 7 anoProva diagnostica 7 ano
Prova diagnostica 7 ano
Monica Cardoso
 
Apostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturnoApostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturno
Vera Oliveira
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Interpretação 9° b
Interpretação 9° bInterpretação 9° b
Interpretação 9° b
Diego Prezia
 

Mais procurados (20)

Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º anoSimulado de Língua Portuguesa 9º ano
Simulado de Língua Portuguesa 9º ano
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
 
D15 (5º ano l.p.)
D15 (5º ano   l.p.)D15 (5º ano   l.p.)
D15 (5º ano l.p.)
 
Avaliação diagnóstica 7ª série 8º ano
Avaliação diagnóstica 7ª série 8º anoAvaliação diagnóstica 7ª série 8º ano
Avaliação diagnóstica 7ª série 8º ano
 
Avaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º anoAvaliação língua portuguesa 9º ano
Avaliação língua portuguesa 9º ano
 
Prova.matriz de referência de língua portuguesa
Prova.matriz de referência de língua portuguesaProva.matriz de referência de língua portuguesa
Prova.matriz de referência de língua portuguesa
 
Interpretaçao portugues portu
Interpretaçao portugues portuInterpretaçao portugues portu
Interpretaçao portugues portu
 
7º ano portugues
7º ano portugues7º ano portugues
7º ano portugues
 
20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano
20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano
20170222160429 thumb be__l._portuguesa_8_ano
 
Simulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e cSimulado português 6º a,b e c
Simulado português 6º a,b e c
 
Simulado português e matematica 2 em ok
Simulado português e matematica 2 em okSimulado português e matematica 2 em ok
Simulado português e matematica 2 em ok
 
Avaliacao diagnostica lp 8 ef
Avaliacao diagnostica lp 8 efAvaliacao diagnostica lp 8 ef
Avaliacao diagnostica lp 8 ef
 
ProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º anoProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º ano
 
Interpretação folha 9a
Interpretação   folha 9aInterpretação   folha 9a
Interpretação folha 9a
 
Simulado de português 5ºano 2016
Simulado de português 5ºano 2016Simulado de português 5ºano 2016
Simulado de português 5ºano 2016
 
Avaliação lp 9º ano
Avaliação lp 9º anoAvaliação lp 9º ano
Avaliação lp 9º ano
 
Prova diagnostica 7 ano
Prova diagnostica 7 anoProva diagnostica 7 ano
Prova diagnostica 7 ano
 
Apostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturnoApostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturno
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
 
Interpretação 9° b
Interpretação 9° bInterpretação 9° b
Interpretação 9° b
 

Destaque

Estudo celula 05122013
Estudo celula 05122013Estudo celula 05122013
Estudo celula 05122013
Daniel Moreira
 
Gramatica sueca en español
Gramatica sueca en españolGramatica sueca en español
Gramatica sueca en español
LUCIA ZAMRANA
 
2014 043-persevere-no-senhor
2014 043-persevere-no-senhor2014 043-persevere-no-senhor
2014 043-persevere-no-senhor
Luiza Dayana
 
A Provisão Divina na Tentação
A Provisão Divina na TentaçãoA Provisão Divina na Tentação
A Provisão Divina na Tentação
IBMemorialJC
 
O Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs
O Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres CristãsO Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs
O Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs
pralucianaevangelista
 
Evangelismo parte 3 procedimentos
Evangelismo parte 3 procedimentosEvangelismo parte 3 procedimentos
Evangelismo parte 3 procedimentos
Joel Silva
 
Permanecendo na Palavra
Permanecendo na PalavraPermanecendo na Palavra
Permanecendo na Palavra
IBMemorialJC
 
Como se Defender das Tentações
Como se Defender das TentaçõesComo se Defender das Tentações
Como se Defender das Tentações
IBMemorialJC
 
Altar, tenda e poços
Altar, tenda e poçosAltar, tenda e poços
Altar, tenda e poços
wilson pereira dos santos
 
Princípios da igreja em células - A
Princípios da igreja em células - APrincípios da igreja em células - A
Princípios da igreja em células - A
Flavio Brim
 
Evangelismo parte 2 metodologia
Evangelismo parte 2 metodologiaEvangelismo parte 2 metodologia
Evangelismo parte 2 metodologia
Joel Silva
 
Prodesp 02
Prodesp 02Prodesp 02
Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013
Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013
Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013
Escola Dominical IPI de Vila Carrão
 
28
2828
Sl23.3 refrigera a minha alma
Sl23.3   refrigera a minha almaSl23.3   refrigera a minha alma
Sl23.3 refrigera a minha alma
Eliezer Almeida
 
2º módulo 1ª aula
2º módulo   1ª aula2º módulo   1ª aula
2º módulo 1ª aula
Joel Silva
 
2º módulo 3ª aula
2º módulo   3ª aula2º módulo   3ª aula
2º módulo 3ª aula
Joel Silva
 
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamentoEstudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
R Gómez
 
2º módulo 2ª aula
2º módulo   2ª aula2º módulo   2ª aula
2º módulo 2ª aula
Joel Silva
 
A Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na FamíliaA Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na Família
Eid Marques
 

Destaque (20)

Estudo celula 05122013
Estudo celula 05122013Estudo celula 05122013
Estudo celula 05122013
 
Gramatica sueca en español
Gramatica sueca en españolGramatica sueca en español
Gramatica sueca en español
 
2014 043-persevere-no-senhor
2014 043-persevere-no-senhor2014 043-persevere-no-senhor
2014 043-persevere-no-senhor
 
A Provisão Divina na Tentação
A Provisão Divina na TentaçãoA Provisão Divina na Tentação
A Provisão Divina na Tentação
 
O Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs
O Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres CristãsO Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs
O Evangelho da Graça & Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs
 
Evangelismo parte 3 procedimentos
Evangelismo parte 3 procedimentosEvangelismo parte 3 procedimentos
Evangelismo parte 3 procedimentos
 
Permanecendo na Palavra
Permanecendo na PalavraPermanecendo na Palavra
Permanecendo na Palavra
 
Como se Defender das Tentações
Como se Defender das TentaçõesComo se Defender das Tentações
Como se Defender das Tentações
 
Altar, tenda e poços
Altar, tenda e poçosAltar, tenda e poços
Altar, tenda e poços
 
Princípios da igreja em células - A
Princípios da igreja em células - APrincípios da igreja em células - A
Princípios da igreja em células - A
 
Evangelismo parte 2 metodologia
Evangelismo parte 2 metodologiaEvangelismo parte 2 metodologia
Evangelismo parte 2 metodologia
 
Prodesp 02
Prodesp 02Prodesp 02
Prodesp 02
 
Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013
Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013
Aula - O que acontece quando se dorme na igreja 03.02.2013
 
28
2828
28
 
Sl23.3 refrigera a minha alma
Sl23.3   refrigera a minha almaSl23.3   refrigera a minha alma
Sl23.3 refrigera a minha alma
 
2º módulo 1ª aula
2º módulo   1ª aula2º módulo   1ª aula
2º módulo 1ª aula
 
2º módulo 3ª aula
2º módulo   3ª aula2º módulo   3ª aula
2º módulo 3ª aula
 
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamentoEstudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
 
2º módulo 2ª aula
2º módulo   2ª aula2º módulo   2ª aula
2º módulo 2ª aula
 
A Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na FamíliaA Decisão de Servir a Deus na Família
A Decisão de Servir a Deus na Família
 

Semelhante a Aulão enem 2012.

541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx
541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx
541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx
Gustavo Paz
 
Avaliação diagnóstica 2014.1
Avaliação diagnóstica 2014.1Avaliação diagnóstica 2014.1
Avaliação diagnóstica 2014.1
ananiasdoamaral
 
Questões de Língua Portuguesa - gincana da LP
Questões de Língua Portuguesa - gincana da LPQuestões de Língua Portuguesa - gincana da LP
Questões de Língua Portuguesa - gincana da LP
Eli Gonçalves
 
Provaportuguesmatrizreferencia2
Provaportuguesmatrizreferencia2Provaportuguesmatrizreferencia2
Provaportuguesmatrizreferencia2
Atividades Diversas Cláudia
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
RonisHolanda
 
Gincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptxGincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptx
ElaineOliveira199465
 
Gincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdf
Gincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdfGincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdf
Gincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdf
ssuser6ee2851
 
Atividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritores
Atividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritoresAtividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritores
Atividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritores
Jucelino Carvalho
 
Simulado de língua portuguesa 1° ano (prof)
Simulado de língua portuguesa   1° ano (prof)Simulado de língua portuguesa   1° ano (prof)
Simulado de língua portuguesa 1° ano (prof)
ssuser0fbd94
 
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino MédioAnálise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Marcia Oliveira
 
AULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptx
AULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptxAULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptx
AULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptx
TainTorres4
 
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEBSPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
RosaMisticaCoelho2
 
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabaritoAvaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Vânia Porto
 
Atividades Portugues
Atividades PortuguesAtividades Portugues
Atividades Portugues
Helene Tatsch
 
Cfs b-2-2009
Cfs b-2-2009Cfs b-2-2009
Avaliação da aprendizagem 8ano cs
Avaliação da aprendizagem 8ano csAvaliação da aprendizagem 8ano cs
Avaliação da aprendizagem 8ano cs
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação da aprendizagem 8ano jv
Avaliação da aprendizagem 8ano jvAvaliação da aprendizagem 8ano jv
Avaliação da aprendizagem 8ano jv
Atividades Diversas Cláudia
 
Cfs 2 2020
Cfs 2 2020Cfs 2 2020
Avaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romaria
Avaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romariaAvaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romaria
Avaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romaria
Romaria Ferraz Ferraz Porto
 
Simulado spaece 2012 portugues
Simulado spaece   2012  portuguesSimulado spaece   2012  portugues
Simulado spaece 2012 portugues
JELIANNE carlosjeliane
 

Semelhante a Aulão enem 2012. (20)

541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx
541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx
541545743-Aulao-3º-Anos-2021-Saego-saeb.pptx
 
Avaliação diagnóstica 2014.1
Avaliação diagnóstica 2014.1Avaliação diagnóstica 2014.1
Avaliação diagnóstica 2014.1
 
Questões de Língua Portuguesa - gincana da LP
Questões de Língua Portuguesa - gincana da LPQuestões de Língua Portuguesa - gincana da LP
Questões de Língua Portuguesa - gincana da LP
 
Provaportuguesmatrizreferencia2
Provaportuguesmatrizreferencia2Provaportuguesmatrizreferencia2
Provaportuguesmatrizreferencia2
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Gincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptxGincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptx
 
Gincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdf
Gincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdfGincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdf
Gincana-de-descritores-com-gabarito-pdf-2.pdf
 
Atividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritores
Atividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritoresAtividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritores
Atividades de-lc3adngua-portuguesa-3c2ba-ano-ensino-mc3a9dio-com-descritores
 
Simulado de língua portuguesa 1° ano (prof)
Simulado de língua portuguesa   1° ano (prof)Simulado de língua portuguesa   1° ano (prof)
Simulado de língua portuguesa 1° ano (prof)
 
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino MédioAnálise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
Análise de Textos - Ensino Fundamental e Ensino Médio
 
AULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptx
AULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptxAULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptx
AULÃO – FOCO SAEPE portugues ensino médio.pptx
 
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEBSPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
SPAECEFLIX.pptx-COMPREENSAO SPAECE E SAEB
 
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabaritoAvaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
Avaliação diagnóstica 6 ano com gabarito
 
Atividades Portugues
Atividades PortuguesAtividades Portugues
Atividades Portugues
 
Cfs b-2-2009
Cfs b-2-2009Cfs b-2-2009
Cfs b-2-2009
 
Avaliação da aprendizagem 8ano cs
Avaliação da aprendizagem 8ano csAvaliação da aprendizagem 8ano cs
Avaliação da aprendizagem 8ano cs
 
Avaliação da aprendizagem 8ano jv
Avaliação da aprendizagem 8ano jvAvaliação da aprendizagem 8ano jv
Avaliação da aprendizagem 8ano jv
 
Cfs 2 2020
Cfs 2 2020Cfs 2 2020
Cfs 2 2020
 
Avaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romaria
Avaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romariaAvaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romaria
Avaliaçãode línguaportuguesa3ºano (4) 2014-romaria
 
Simulado spaece 2012 portugues
Simulado spaece   2012  portuguesSimulado spaece   2012  portugues
Simulado spaece 2012 portugues
 

Mais de Ajudar Pessoas

Tabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateralTabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateral
Ajudar Pessoas
 
Tabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateralTabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateral
Ajudar Pessoas
 
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia PolíticaEducação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Ajudar Pessoas
 
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de AprendizagemPosicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Ajudar Pessoas
 
Evolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracõesEvolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracões
Ajudar Pessoas
 
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasExercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Ajudar Pessoas
 
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Ajudar Pessoas
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Ajudar Pessoas
 
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Ajudar Pessoas
 
formulas de fisica
formulas de fisicaformulas de fisica
formulas de fisica
Ajudar Pessoas
 
Biologia.
Biologia.Biologia.
Biologia.
Ajudar Pessoas
 
Saude pública.
Saude pública.Saude pública.
Saude pública.
Ajudar Pessoas
 
Exerc carboidratos.
Exerc   carboidratos.Exerc   carboidratos.
Exerc carboidratos.
Ajudar Pessoas
 
Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.
Ajudar Pessoas
 
Concordância.
Concordância.Concordância.
Concordância.
Ajudar Pessoas
 
.Biologia.
.Biologia..Biologia.
.Biologia.
Ajudar Pessoas
 
Proteínas funções.
Proteínas        funções.Proteínas        funções.
Proteínas funções.
Ajudar Pessoas
 
Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.
Ajudar Pessoas
 
Aulão prevupe história.
Aulão prevupe   história.Aulão prevupe   história.
Aulão prevupe história.
Ajudar Pessoas
 
Aulão prevupe geografia.
Aulão prevupe   geografia.Aulão prevupe   geografia.
Aulão prevupe geografia.
Ajudar Pessoas
 

Mais de Ajudar Pessoas (20)

Tabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateralTabela f 95% unilateral
Tabela f 95% unilateral
 
Tabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateralTabela f 95% bilateral
Tabela f 95% bilateral
 
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia PolíticaEducação e Capitalismo uma Certa Economia Política
Educação e Capitalismo uma Certa Economia Política
 
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de AprendizagemPosicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
Posicionamento Filosofico e Base de Aprendizagem
 
Evolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracõesEvolucao historica da avaliacao em geracões
Evolucao historica da avaliacao em geracões
 
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasExercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de Pitágoras
 
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
Matriz Curricular : Licenciatura em Química IFPE 2015
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
 
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
Correção da prova de física ifpe 2015 parte 1.
 
formulas de fisica
formulas de fisicaformulas de fisica
formulas de fisica
 
Biologia.
Biologia.Biologia.
Biologia.
 
Saude pública.
Saude pública.Saude pública.
Saude pública.
 
Exerc carboidratos.
Exerc   carboidratos.Exerc   carboidratos.
Exerc carboidratos.
 
Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.Biologia compostos organicos_exercícios.
Biologia compostos organicos_exercícios.
 
Concordância.
Concordância.Concordância.
Concordância.
 
.Biologia.
.Biologia..Biologia.
.Biologia.
 
Proteínas funções.
Proteínas        funções.Proteínas        funções.
Proteínas funções.
 
Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.Avaliação diagnóstica de matemática.
Avaliação diagnóstica de matemática.
 
Aulão prevupe história.
Aulão prevupe   história.Aulão prevupe   história.
Aulão prevupe história.
 
Aulão prevupe geografia.
Aulão prevupe   geografia.Aulão prevupe   geografia.
Aulão prevupe geografia.
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

Aulão enem 2012.

  • 1. AULÃO ENEM 2012 Língua Portuguesa Monitora: Sileide Maria da Silva Email sileide.ms@hotmail.com Texto I Amor Os filhos de Ana eram bons, uma coisa verdadeira e sumarenta. Cresciam, tomavam banho, exigiam para si, malcriados, instatantes cada vez mais completos. A cozinha era enfim espaçosa, o fogão enguiçado dava estouros. O calor era forte no apartamento que estavam aos poucos pagando. Mas o vento batendo nas cortinas que ela mesma cortara lembrava-lhe que se quisesse podia parar e enxugar a testa, olhando o calmo horizonte. Como um lavrador. Ela plantara as sementes que tinha na mão, não outras, mas essas apenas. E cresciam árvores. Crescia sua rápida conversa com o cobrador de luz, crescia a água enchendo o tanque, cresciam os filhos, crescia a mesa com comidas, o marido chegando com os jornais e sorrindo de fome, o canto importuno das empregadas do edifício. Ana dava a tudo, tranquilamente, a sua mão pequena e forte, sua corrente de vida. Certa hora da tarde era mais perigosa. Certa hora da tarde as árvores que plantara riam dela. Quando nada mais precisava de sua força, inquietava-se. No entanto sentia-se mais sólida do que nunca, seu corpo engrossara um pouco e era de se ver o modo como cortava blusas para os meninos, a grande tesoura dando estalidos na fazenda. Todo seu desejo vagamente artístico encaminhara-se há muito no sentido de tornar os dias realizados e belos; com o tempo, seu gosto pelo decorativo se desenvolvera e suplantara a íntima desordem. Parecia ter descoberto que tudo era passível de aperfeiçoamento, a cada coisa se emprestaria uma aparência harmoniosa; a vida podia ser feita pela mão do homem. [...] Sua precaução reduzia-se a tomar cuidado na hora perigosa da tarde, quando a casa estava vazia sem precisar mais dela, o sol alto, cada membro da família distribuído nas suas funções. Olhando os móveis limpos, seu coração se apertava um pouco em espanto. Mas na sua vida não havia lugar para que sentisse ternura pelo seu espanto – ela o abafava com a mesma habilidade que as lides em casa lhe haviam t ransmit ido. Saía então para fazer compras ou levar objetos para consertar, cuidando do lar e da família à revelia deles. Quando voltasse era o fim da tarde e as crianças vindas do colégio exigiam-na. Assim chegaria a noite, com tranquila vibração. De manhã acordaria aureolada pelos calmos deveres. Encontrava os móveis de novo empoeirados e sujos, como se voltassem arrependidos. Quanto a ela mesma, fazia obscuramente parte das raízes negras e suaves do mundo. E alimentava anonimamente a vida. Estava bom assim. Assim ela o quisera e escolhera. (LISPECTOR, Clarice/Laços de família) 1 No texto “Amor”, no prime iro parágrafo, um pouco da dia-a-dia de uma família é relato. Assinale a seguir o trecho que mostra a dinâmica da vida: a) “Os filhos de Ana eram bons,...” b) “cresciam, tomavam banho,...” c) “A cozinha era enfim espaçosa,...” d) “O calor era forte no apartamento,...” e) “como um lavrador,...” 2 Ao dizer que Ana olhava o calmo horizonte como um lavrador, é adequado dizer que há ocorrência de uma: a) Comparação b) Contradição c) Oposição d) segmentação e) mudança 3 São atribuídos à mão de Ana, qualificações aparentemente opostas: “pequena e forte”. Tais qualificações demonstram: a) A fragilidade de Ana b) Que a personagem possuía uma força surpreendente diante de quaisquer situações c) O entusiasmo de Ana para com a sua família d) Que apesar da sua “limitação” demonstrava força diante das variadas situações diárias e) Que mesmo tendo uma estatura física comprometida “dava conta” das atividades domésticas 4 “Certa hora da tarde era mais perigosa”. Qual é o perigo existente de que trata o trecho destacado? a) A violência da cidade grande b) O medo de que ela sentia da noite c) O perigo de acontecer algum acidente com os filhos no horário da escola d) O perigo de acontecer algum acidente com o marido no horário do trabalho e) Sentir-se sem utilidade para aquela família 5 Após a leitura do texto, em relação ao relacionamento familiar pode-se concluir que: a) É preferível isolar-se e viver na solidão b) Apesar de alguns conflitos é preferível relacionar-se com as pessoas c) A convivência familiar é muitas vezes insuportável d) Na convivência familiar não existem conflitos e) Os momentos de decepção são mais frequentes que os de harmonia 6 “Quando era criança, agora me lembro, passei um ano gago porque fui com outros moleques gritar...” Os vocábulos sublinhados na frase anterior conferem ao período, respectivamente, ideias de: a) Concessão e causa. b) Proporção e causa. c) Tempo e causa. d) Consequência e proporção e) Concessão e causa. 7. Observe o seguinte enunciado: “De noite eu ia dormir, mas o coração se mantinha acordado em expectativa”. A palavra que pode substituir mas, por ter sentido equivalente é:
  • 2. a) Porém b) Portanto c) Pois d) Porque e) conforme 8. O pronome destacado NÃO indica posse na seguinte frase: a) A brisa da madrugada tocava-lhe o corpo b) A expectativa mantinha-lhe o coração acordado c) O sal impregnava-lhe as roupas d) Faltava-lhe vontade de voltar para casa 9.O anúncio publicitário a seguir é uma campanha de um adoçante, que tem como seu slogan a frase “Mude sua embalagem”. O texto é uma propaganda de um adoçante que tem o seguinte mote: “mude sua embalagem”. A estratégia persuasiva que o autor utiliza para o convencimento do leitor baseia-se no emprego de recursos expressivos, verbais e não verbais, com vistas a: a) Ridicularizar a forma física do possível cliente do produto anunciado, aconselhando-o a uma busca de mudanças estéticas. b) Enfatizar a tendência da sociedade contemporânea de buscar hábitos alimentares saudáveis, reforçando tal postura c) Criticar o consumo excessivo de produtos industrializados por parte da população, propondo redução desse consumo. d) Associar o vocábulo açúcar à imagem do corpo fora de forma, sugerindo a substituição desse produto pelo adoçante. e) Relacionar a imagem do saco de açúcar a um corpo humano que não desenvolve atividades físicas, incentivando a prática esportiva. 10. Procure identificar o sentido de cada uma das palavras destacadas nas frases a seguir: a) É um sujeitinho b) É um mulherão c) É um timaço d) É um timeco e) Que gentinha f) O Carlito chegou TEXTO II O MENINO DOENTE O menino dorme. Para que o menino Durma sossegado, Sentada ao seu lado A mãezinha canta: — “Dodói, vai-te embora! “Deixa o meu filhinho, “Dorme... dorme... meu...” Morta de fadiga, Ela adormeceu. Então, no ombro dela, Um vulto de santa, Na mesma cantiga, Na mesma voz dela, Se debruça e canta: — “Dorme, meu amor. “Dorme, meu benzinho...” E o menino dorme. BANDEIRA, Manuel. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Agui lar, 1983. 11. Em dois versos do poema há a ocorrência do sufixo –inho. Nos dois casos, esse elemento assume um valor de (A) intensidade. (B) tamanho. (C) ironia. (D) afeto. (E) desrespeito. 12. As reticências podem ser usadas com diferentes finalidades. No trecho “Dorme... dorme... meu...”, encontrado no Texto III, as reticências foram usadas para (A) marcar um aumento de emoção. (B) apontar maior tensão nos fatos apresentados. (C) indicar traços que são suprimidos do texto. (D) deixar uma fala em aberto. (E) assinalar a interrupção do pensamento. 13. A palavra “debruça” (v. 15), presente no Texto III, pode ser substituída, sem alteração de sentido, por: (A) recolhe. (B) inclina. (C) derrama. (D) descobre. (E) ajoelha.
  • 3. 14. O produtor de anúncios publicitários utiliza-se de estratégias persuasivas para influenciar seu leitor. Entre os recursos argumentativos mobilizados pelo autor para obter a adesão do público à campanha, destaca-se nesse texto: a) Oposição entre individual e coletivo trazendo um ideário populista para o anúncio. b) A utilização de tratamento informal com o leitor, o que suaviza a seriedade do problema. c) O emprego de linguagem figurada, o que desvia a atenção da população para o apelo financeiro. d) O uso dos numerais “milhares” e “milhões”, responsável pela supervalorização das condições dos necessitados. e) O jogo de palavras entre “acordar” e “dormir”, o que relativiza o problema do leitor em relação ao dos necessitados 15. Veríssimo, L,F. As cobras: se Deus existe que eu seja atingido por um raio Porto Alegre L & PM, 1997 O humor da tira decorre da reação de uma das cobras com relação ao uso de pronome pessoal reto, em vez de pronome oblíquo. De acordo com a norma padrão da língua, esse uso é inadequado, pois: a) Contraria o uso previsto para o registro oral da língua. b) Contraria a marcação das funções sintáticas de sujeito e objeto c) Gera inadequação na concordância com o verbo. d) Gera ambiguidade na leitura do texto. e) Gera ambiguidade na leitura do texto. 16. Do ponto de vista temático, o Texto 2 aborda: A) a falta de letramento digital presente na realidade brasileira. B) a necessidade de inclusão digital das classes desfavorecidas. C) a falta de diálogo que hoje se verifica nas relações entre pais e filhos. D) a falta de autoridade dos pais em relação a seus filhos. E) a repercussão da evolução tecnológica para as pesquisas escolares. Simulado de Física Monitor: Thierry Sena 1- (ENEM/2009) O ciclo da água é fundamental para a preservação da vida no planeta. As condições climáticas da Terra permitem que a água sofra mudanças de fase e a compreensão dessas transformações é fundamental para se entender o ciclo hidrológico. Numa dessas mudanças, a água ou a umidade da terra absorve o calor do sol e dos arredores. Quando já foi absorvido calor suficiente, algumas das moléculas do líquido podem ter energia necessária para começar a subir para a atmosfera. A transformação mencionada no texto é a: a )fusão. b) liquefação. c)evaporação. d) solidificação. e) condensação. 2-(UFV-99) Um raio de luz monocromática de frequência "f", velocidade "v" e comprimento de onda "l" incide perpendicularmente na interface ar-água, proveniente do ar. Pode-se afirmar que, ao atravessar esta interface: a) "f" permanece constante, "v" aumenta e "l" cresce. b) "f" permanece constante, "v" diminui e "l" diminui. c) "f" diminui, "v" diminui e "l" cresce. d) "f" aumenta, "v" diminui e "l" permanece constante. e) "f" aumenta, "v" aumenta e "l" cresce. 3- (ENEM/2009) A água apresenta propriedades físico-químicas que a coloca em posição de destaque como substância essencial à vida. Dentre essas, destacam-se as propriedades térmicas biologicamente muito importantes, por exemplo, o elevado valor de calor latente de vaporização. Esse calor latente refere-se à quantidade de calor que deve ser adicionada a um líquido em seu ponto de ebulição, por unidade de massa, para convertê-lo em vapor na mesma temperatura, que no caso da água é igual a 540 calorias por grama. A propriedade físico-química mencionada no texto confere à água a capacidade de a) servir como doador de elétrons no processo de fotossíntese. b) funcionar como regulador térmico para os organismos vivos. Se no inverno é difícil acordar imagine dormir Com a chegada do inverno, muitas pessoas perdem o sono. São milhões de necessitados que lutam contra a fome e o frio. Para vencer esta batalha, eles precisam de você. Deposite qualquer quantia. Você ajuda milhares de pessoas a terem uma boa noite e dorme com a consciência tranquila. Veja 05 de setembro de 1999 (adaptado)””
  • 4. c) agir como solvente universal nos tecidos animais e vegetais. d) transportar os íons de ferro e magnésio nos tecidos vegetais. e) funcionar como mantenedora do metabolismo nos organismos vivos. 4-(ENEM/2009) A ultrassonografia, também chamada de ecografia, é uma técnica de geração de imagens muito utilizada em medicina. Ela se baseia na reflexão que ocorre quando um pulso de ultrassom, emitido pelo aparelho colocado em contato com a pele, atravessa a superfície que separa um órgão do outro, produzindo ecos que podem ser captados de volta pelo aparelho. Para a observação de detalhes no interior do corpo, os pulsos sonoros emitidos têm frequências altíssimas, de até 30 MHz, ou seja, 30 milhões de oscilações a cada segundo. A determinação de distâncias entre órgãos do corpo humano feita com esse aparelho fundamenta-se em duas variáveis imprescindíveis: a) A intensidade do som produzido pelo aparelho e a frequência desses sons. b) A quantidade de luz usada para gerar as imagens no aparelho e a velocidade do som nos tecidos. c) A quantidade de pulsos emitidos pelo aparelho a cada segundo e a frequência dos sons emitidos pelo aparelho. d) A velocidade do som no interior dos tecidos e o tempo entre os ecos produzidos pelas superfícies dos órgãos. e) O tempo entre os ecos produzidos pelos órgãos e a quantidade de pulsos emitidos a cada segundo pelo aparelho. 5- (ENEM/2009) O pó de café jogado no lixo caseiro e, principalmente, as grandes quantidades descartadas em bares e restaurantes poderão se transformar em uma nova opção de matéria prima para a produção de biodiesel, segundo estudo da Universidade de Nevada (EUA). No mundo, são cerca de 8 bilhões de quilogramas de pó de café jogados no lixo por ano. O estudo mostra que o café descartado tem 15% de óleo, o qual pode ser convertido em biodiesel pelo processo tradicional. Além de reduzir significativamente emissões prejudiciais, após a extração do óleo, o pó de café é ideal como produto fertilizante para jardim. Revista Ciência e Tecnologia no Brasil, n° 155, jan 2009 Considere o processo descrito e a densidade do biodiesel igual a 900 kg/m3. A partir da quantidade de pó de café jogada no lixo por ano, a produção de biodiesel seria equivalente a: (A) 1,08 bilhões de litros. (B) 1,20 bilhões de litros. (C) 1,33 bilhões de litros. (D) 8,00 bilhões de litros. (E) 8,80 bilhões de litros. 6-(USC-RS) Uma onda na superfície da água do mar desloca-se do mar para a praia. À medida que diminui a profundidade da água, a onda: a) aumenta sua velocidade b) mantém sua frequência c) diminui sua frequência d) aumenta seu comprimento de onda e) mantém sua velocidade 7 - A energia geotérmica tem sua origem no núcleo derretido da Terra, onde as temperaturas atingem 4.000 °C. Essa energia é primeiramente produzida pela decomposição de materiais radiativos dentro do planeta. Em fontes geotérmicas, a água, aprisionada em um reservatório subterrâneo, é aquecida pelas rochas ao redor e fica submetida a altas pressões, podendo atingir temperaturas de até 370 °C sem entrar em ebulição. Ao ser liberada na superfície, à pressão ambiente, ela se vaporiza e se resfria, formando fontes ou gêiseres. O vapor de poços geotérmicos é separado da água e é utilizado no funcionamento de turbinas para gerar eletricidade. A água quente pode ser utilizada para aquecimento direto ou em usinas de dessalinização. HINRICHS, Roger A. Energia e Meio Ambiente. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003 (adaptado) Sob o aspecto da conversão de energia, as usinas geotérmicas: (A) funcionam com base na conversão de energia potencial gravitacional em energia térmica. (B) transformam inicialmente a energia solar em energia cinética e, depois, em energia térmica. (C) podem aproveitar a energia química transformada em térmica no processo de dessalinização. (D) assemelham-se às usinas nucleares no que diz respeito à conversão de energia térmica em cinética e, depois, em elétrica. (E) utilizam a mesma fonte primária de energia que as usinas nucleares, sendo, portanto, semelhantes os riscos decorrentes de ambas. 8-(Fuvest-SP) Num dia sem nuvens, ao meio-dia, a sombra projetada no chão por uma esfera de 1,0 cm de diâmetro é bem nítida se ela estiver a 10 cm do chão. Entretanto, se a esfera estiver a 200 cm do chão, sua sombra é muito pouco nítida. Pode-se afirmar que a principal causa do efeito observado é que: a) o Sol é uma fonte extensa de luz b) o índice de refração do ar depende da temperatura c) a luz é um fenômeno ondulatório d) a luz do Sol contém diferentes cores e) a difusão da luz no ar “borra” a sombra 9-(UEBA) Uma peça de zinco é construída a partir de uma chapa quadrada de lado 30 cm, da qual foi retirado um pedaço de área de 500 cm2. Elevando-se de 50 °C a
  • 5. temperatura da peça restante, sua área final, em centímetros quadrados, será mais próxima de:(Dado: coeficiente de dilatação linear do zinco =2,5 . 10-5 °C-1) a) 400 b) 401 c) 405 d)408 e) 416 10-(Fafi-MG) Dizer que a carga elétrica é quantizada significa que ela: a) só pode ser positiva b) não pode ser criada nem destruída c) pode ser isolada em qualquer quantidade d) só pode existir como múltipla de uma quantidade mínima definida e) pode ser positiva ou negativa 11-(Unitau-SP) Uma esfera metálica tem carga elétrica negativa de valor igual a 3,2. 10-4 C. Sendo a carga do elétron igual a 1,6 . 10-19C, pode-se concluir que a esfera contém: a) 2 .1015 elétrons b) 200 elétrons c) um excesso de 2.1015 elétrons d) 2 .1010 elétrons e) um excesso de 2.1010 elétrons 12-(UEPI) Um capacitor possui capacitância igual a 4,0. 10-6 F. Quando submetido a uma tensão de 200 V ele acumula uma quantidade de carga igual a: a) 4.10-4 C b) 5.10-4 C c) 6.10-4 C d) 7.10-4 C e) 8.10-4 C 13- (Uneb-BA) Um capacitor isolado possui carga elétrica de 2.10-6 C e potencial elétrico de 104 V. Se sua carga for modificada para 4.10-6 C, seu novo potencial, em kV, será a) 5 b)8 c) 10 d) 15 e)20 14) (UFMG-98) Um professor mostra uma situação em que duas esferas metálicas idênticas estão suspensas por fios isolantes. As esferas se aproximam uma da outra, como indicado na figura. Três estudantes fizeram os seguintes comentários sobre essa situação. Cecília – uma esfera tem carga + e a outra neutra. Heloísa – uma esfera tem carga – e a outra +. Rodrigo – uma esfera tem carga – e a outra neutra. Assinale a afirmativa correta. a) apenas Cecília e Rodrigo fizeram comentários pertinentes. b) Todos os estudantes fizeram comentários pertinentes. c) Apenas Heloisa fez um comentário pertinente. d) Apenas Heloisa e Rodrigo fizeram comentários pertinentes. e) nda. 15) (UNIPAC-99) Após ser abandonado de uma altura H, a partir do solo, um corpo movimenta-se em queda livre. Sobre a situação descrita, é ERRADO afirmar que: a) o trabalho realizado pela força peso depende da altura da queda. b) a força peso realiza um trabalho positivo sobre o corpo c) a aceleração do corpo é vertical, para baixo. d) a energia potencial do corpo permanece constante. 16) (UFU-MG) Duas cargas elétricas de mesmo módulo e de sinais opostos são colocadas a uma determinada distância. No ponto médio da reta que une as duas cargas: a) o campo elétrico é nulo e o potencial elétrico não b) o campo e o potencial elétricos são nulos c) o potencial elétrico é nulo e o campo elétrico não d) o potencial elétrico é numericamente duas vezes maior que a intensidade do campo elétrico e) o campo e o potencial elétricos não são nulos Simulado de Química Monitor: Thierry Sena 01) Um dos danos ao meio ambiente diz respeito à corrosão de certos materiais. Considere as seguintes obras: I. Monumento Itamarati - Brasília (mármore). II. Esculturas do Aleijadinho - MG (pedra sabão contém carbonato de cálcio). III. Grades de ferro ou alumínio de edifícios. A ação da chuva ácida pode acontecer em: a) I, apenas. b) I e II, apenas. c) I e III, apenas. d) II e III, apenas. e) I, II e III. 02) ENEM 1999- A gasolina é vendida por litro, mas em sua utilização como combustível, a massa é o que importa. Um aumento da temperatura do ambiente leva a um aumento no volume da gasolina. Para diminuir os efeitos práticos dessa variação, os tanques dos postos de gasolina são subterrâneos. Se os tanques não fossem subterrâneos: I. Você levaria vantagem ao abastecer o carro na hora mais quente do dia, pois estaria comprando mais massa por litro de combustível. II. Abastecendo com a temperatura mais baixa, você estaria comprando mais massa de combustível para cada litro. III. Se a gasolina fosse vendida por kg em vez de por litro, o problema comercial decorrente da dilatação da gasolina estaria resolvido. Destas considerações, somente: a) I é correta. b) II é correta. c) III é correta. d) I e II são corretas. e) II e III são corretas. 03) Suponha que um agricultor esteja interessado em fazer uma plantação de girassóis. Procurando informação, leu a seguinte reportagem:
  • 6. Solo ácido não favorece plantio Alguns cuidados devem ser tomados por quem decide iniciar o cultivo do girassol. A oleaginosa deve ser plantada em solos descompactados, com pH acima de 5,2 (que indica menor acidez da terra). Conforme as recomendações da Embrapa, o agricultor deve colocar, por hectare, 40 kg a 60 kg de nitrogênio, 40 kg a 80 kg de potássio e 40 kg a 80 kg de fósforo. O pH do solo, na região do agricultor, é de 4,8. Dessa forma, o agricultor deverá fazer a “calagem”. (Folha de S. Paulo, 25/09/1996) Suponha que o agricultor vá fazer calagem (aumento do pH do solo por adição de cal virgem – CaO). De maneira simplificada, a diminuição da acidez se dá pela interação da cal (CaO) com a água presente no solo, gerando hidróxido de cálcio (Ca(OH)2), que reage com os íons H+ (dos ácidos), ocorrendo, então, a formação de água e deixando íons Ca2+ no solo. Considere as seguintes equações: I. CaO + 2 H2O → Ca(OH)3 II. CaO + H2O → Ca(OH)2 III. Ca(OH)2 + 2 H+ →Ca2+ + 2 H2O IV. Ca(OH)2 + H+→CaO + H2O O processo de calagem descrito acima pode ser representado pelas equações: a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) II e IV. e) III e IV. 4) As seguintes explicações foram dadas para a presença do elemento vanádio na água mineral em questão I. No seu percurso até chegar à fonte, a água passa por rochas contendo minerais de vanádio, dissolvendo-os. II. Na perfuração dos poços que levam aos depósitos subterrâneos da água, utilizaram-se brocas constituídas de ligas cromo-vanádio. III. Foram adicionados compostos de vanádio à água mineral. Considerando todas as informações do rótulo, pode-se concluir que apenas: a) a explicação I é plausível. b) a explicação II é plausível. c) a explicação III é plausível. d) as explicações I e II são plausíveis. e) as explicações II e III são plausíveis. 5) Os oceanos absorvem aproximadamente um terço das emissões de CO2 procedentes de atividades humanas, como a queima de combustíveis fosseis e as queimadas. O CO2 combina‐se com as águas dos oceanos, provocando uma alteração importante em suas propriedades. Pesquisa com vários organismos marinhos revelam que essa alteração nos oceanos afeta uma serie de processos biológicos necessários para o desenvolvimento e a sobrevivência de varias espécies da vida marinha. A alteração a que se refere o texto diz respeito ao aumento a) da acidez das águas dos oceanos. b) do estoque de pescado nos oceanos. c) da temperatura media dos oceanos. d) do nível das águas dos oceanos. e) da salinização das águas dos oceanos. 06)Foi avaliado o pH de um grande numero de amostras de água de chuva de uma cidade “A”, que possui uma grande frota automotiva e industrias. O pH médio foi 4. Já para uma cidade remota (cidade B) pouco afetada por atividades antropicas , o pH médio foi de 6. Pode-se afirmar que a diferença media na concentração de H+ na água da chuva das duas cidades e maior na cidade_____________ e um dos responsáveis por esse fenômeno pode ser o _____________. a) A; NO2. b) B; NO. c) A; CO2 d) B; SO3. e) B; NO2. 07) Na célula de combustível de hidrogênio, que consiste de uma pilha com ddp de 0,7V, cujas semi-reações são: H2 → 2H+ + 2e O2 + 4H+ + 4e → 2 H2O O oxigênio e obtido do ar e o hidrogênio usado para abastecer o sistema pode ser obtido através da eletrolise da própria água gerada na reação, o que torna o processo renovável. Sobre a pilha de hidrogênio e sobre a eletrolise usada para regenerar o hidrogênio, e correto afirmar: a) o hidrogênio reage no catodo. b) o oxigênio cede elétrons para o sistema. c) a reação H2 + 1/2O2 → H2O e forcada pela passagem de corrente. d) os elétrons fluem do polo positivo para o negativo. e) o oxigênio reage no polo positivo da pilha. 08) (PUC-RS)Pesquisas de novos métodos para tratamento da preservação da madeira, na tentativa de combater o desmatamento, utilizam nesta produtos químicos à base de cro-mo, cobre e arsênio. Em relação a esses elementos, pode-se afirmar que: a) são todos metais; b) são isoeletrônicos; c) formam cátions monovalentes; d) pertencem ao mesmo grupo da tabela periódica; e) apresentam o mesmo número de níveis de energia. 09). PUC-RS Com relação à classificação periódica dos elementos, pode-se afirmar que o: a) hidrogênio é um metal alcalino localizado na lª coluna; b) nitrogênio é o elemento mais eletropositivo da 15ª coluna; c) sódio é o elemento mais eletronegativo do 3ºperíodo; d) mercúrio é um ametal líquido à temperatura ambiente; e) potássio tem maior raio atômico que o Br. 10).(FATEC) Considere as seguintes misturas que resultam em transformações químicas: I. Bicarbonato de sódio e vinagre; II. Acido clorídrico e hidróxido de sódio; III. Zinco em pó e acido clorídrico;
  • 7. IV. Gás carbônico e água de cal (solução aquosa saturada de hidróxido de cálcio). Dentre essas transformações, as duas que são evidenciadas pela evolução de gás são a)I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e III. e) III e IV. 11) -(FATEC) O “cheiro forte” da urina humana deve-se principalmente a amônia, formada pela reação química que ocorre entre uréia, CO(NH2)2, e água: CO(NH2)2(aq) + H2O(l) →CO2(g) + 2NH3(g) O volume de amônia, medido nas CATP (Condições Ambiente de Temperatura e Pressão), formado quando 6,0 g de uréia reagem completamente com água e, em litros. a) 0,5 b) 1,0 c) 1,5 d) 2,0 e) 5,0. 12) Na ligação do ácido sulfídrico (H2SO3) o elemento enxofre efetua: a)Três ligações covalentes e uma dativa. b)Três ligações dativas e uma covalente. c)Duas ligações covalentes e duas dativas . d)Duas ligações covalentes e uma dativa. e) n.d.r 13) Fuvet-SP) Bromato de potássio,sulfito de amônio, iodeto de sódio e nitrito de bário são representados, respectivamente, pelas fórmulas: a) KBrO3,(NH4)2SO3,NaI, Ba(NO2)2 b) KBrO4,(NH4)2SO3,NaI, Ba(NO2)2 c) KBrO3, ,(NH4)2SO3,NaI, Ba(NO2)2 d) KBrO3,(NH4)2SO3,NaIO3, Ba(NO2)2 e)KBrO3,(NH4)2SO4,NaI,Ba(NO2)2 14-(UFPE) Uma fonte importante de urânio é o mineral carnotita cuja fórmula é KUVO6. Calcule a percentagem de Urânio nesse Mineral. a)56,2% b)19,915 c)39,6% d)43,2% e)28,1% 15-(ITA-SP) Certo composto AxBy,contém 9,1% em massa de A, o resto sendo de B.Se o peso atômico do elemento A for 30 e B for 100, podemos concluir que: a)x/y=1/1 b)x/y=1/2 c)x/y=2/1 d)x/y=1/3 e)x/y=3/1. 16)-(ITA-SP)A pressão total de ar, no interior de um pneu, era2,30 atm, quando a temperatura do pneu era de 27°C.Depois de ter rodado um certo tempo com este pneu, mediu-se novamente sua pressão e verificou-se que esta era agora 2,53 atm. Supondo variação do volume do pneu desprezível, a nova temperatura será: a)29,7°C b)57°C c)33°C d)330°C e) nda. BIOLOGIA Monitora Karla e Selma 1. (ENEM - 2005) A água é um dos componentes mais importantes das células. A tabela a seguir mostra como a quantidade de água varia em seres humanos, dependendo do tipo de célula. Em média, a água corresponde a 70% da composição química de um indivíduo normal. Durante uma biópsia, foi isolada uma amostra de tecido para análise em um laboratório. Enquanto intacta, essa amostra pesava 200 mg. Após secagem em estufa, quando se retirou toda a água do tecido, a amostra passou a pesar 80 mg. Baseado na tabela, pode-se afirmar que essa é uma amostra de: a) tecido nervoso - substância cinzenta. b) tecido nervoso - substância branca. c) hemácias. d) tecido conjuntivo. e) tecido adiposo. 2. (UEL - 2010) Na década de 1950, a pesquisa biológica começou a empregar os microscópios eletrônicos, que possibilitaram o estudo detalhado da estrutura interna das células. Observe, na figura a seguir, a ilustração de uma célula vegetal e algumas imagens em micrografia eletrônica. Quanto às estruturas anteriormente relacionadas, é correto afirmar: a) A imagem 1 é de uma organela onde as substâncias obtidas do ambiente externo são processadas, fornecendo energia para o metabolismo celular.
  • 8. b) A imagem 2 é de uma organela na qual a energia da luz é convertida na energia química presente em ligações entre átomos, produzindo açúcares. c) A imagem 3 é de uma organela que concentra, empacota e seleciona as proteínas antes de enviá-las para suas destinações celulares ou extracelulares. d) A imagem 4 é de uma organela na qual a energia química potencial de moléculas combustíveis é convertida em uma forma de energia passível de uso pela célula. e) A imagem 5 é de uma organela que produz diversos tipos de enzimas capazes de digerir grande variedade de substâncias orgânicas. 3. (FUVEST - 2009) Considere o esquema que representa parte do ciclo do carbono nos ecossistemas: É correto afirmar que o processo a) 1 é realizado por animais, tanto na presença, quanto na ausência de luz. b) 2 é realizado por animais e vegetais, apenas na presença de luz. c) 1 é realizado por animais e vegetais, apenas na presença de luz. d) 2 é realizado por animais e vegetais, tanto na presença quanto na ausência de luz. e) 1 é realizado por animais, apenas na presença de luz. 4. (FUVEST – 2011) A figura abaixo representa uma célula diploide e as células resultantes de sua divisão. Nesse processo, a) houve um único período de síntese de DNA, seguido de uma única divisão celular. b) houve um único período de síntese de DNA, seguido de duas divisões celulares. c) houve dois períodos de síntese de DNA, seguidos de duas divisões celulares. d) não pode ter ocorrido permutação cromossômica. e) a quantidade de DNA das células filhas permaneceu igual à da célula mãe. 5. (ENEM – 98) João ficou intrigado com a grande quantidade de notícias envolvendo DNA: clonagem da ovelha Dolly, terapia gênica, testes de paternidade, engenharia genética, etc. Para conseguir entender as notícias, estudou a estrutura da molécula de DNA e seu funcionamento e analisou os dados do quadro a seguir. Analisando- se o DNA de um animal, detectou-se que 40% de suas bases nitrogenadas eram constituídas por Adenina. Relacionando esse valor com o emparelhamento específico das bases, os valores encontrados para as outras bases nitrogenadas foram: a)T = 40%; C = 20%; G = 40% b) T = 10%; C = 10%; G = 40% c) T = 10%; C = 40%; G = 10% d) T = 40%; C = 10%; G = 10% e) T = 40%; C = 60%; G = 60% 6.(FUVEST - 2012) Uma mutação, responsável por uma doença sanguínea, foi identificada numa família. Abaixo estão representadas sequências de bases nitrogenadas, normal e mutante; nelas estão destacados o sítio de início da tradução e a base alterada. O ácido nucleico representado acima e o número de aminoácidos codificados pela sequência de bases, entre o sítio de início da tradução e a mutação, estão corretamente indicados em: a) DNA; 8. b) DNA; 24. c) DNA; 12. d) RNA; 8. e) RNA; 24. 7.(FUVEST - 2012) Em tomates, a característica planta alta é dominante em relação à característica planta anã e a cor vermelha do fruto é dominante em relação à cor amarela. Um agricultor cruzou duas linhagens puras: planta alta/fruto vermelho x planta anã/fruto amarelo. Interessado em obter uma linhagem de plantas anãs com frutos vermelhos, deixou que os descendentes dessas plantas cruzassem entre si, obtendo 320 novas plantas. O número esperado de plantas com o fenótipo desejado pelo agricultor e as plantas que ele deve utilizar nos próximos cruzamentos, para que os descendentes apresentem sempre as características desejadas (plantas
  • 9. anãs comfrutos vermelhos), estão corretamente indicados em: a) 16; plantas homozigóticas em relação às duas características. b) 48; plantas homozigóticas em relação às duas características. c) 48; plantas heterozigóticas em relação às duas características. d) 60; plantas heterozigóticas em relação às duas características. e) 60; plantas homozigóticas em relação às duas características. 8. (UNESP - 2012) Considere o cartum. De maneira bem-humorada e com certo exagero, a figura faz referência aos: a) Organismos transgênicos, nos quais genes de uma espécie são transferidos para outra espécie de modo que esta última expresse características da primeira. b) Organismos geneticamente modificados, nos quais técnicas de engenharia genética permitem que se manipulem genes da própria espécie, fazendo-os expressar características desejáveis. c) Animais híbridos, obtidos a partir do cruzamento entre indivíduos de espécies diferentes, o que permite que características de uma espécie sejam expressas por espécies não aparentadas. d) Animais obtidos por seleção artificial, a partir da variabilidade obtida por acasalamentos direcionados, processo que permite ao homem desenvolver em espécies domésticas características de interesse comercial. e) Animais resultantes de mutação gênica, mecanismo a partir do qual os indivíduos da espécie produzem novas características, em resposta às necessidades impostas pelo ambiente. 9. (PUC – 2012) Filha de um hemofílico, uma advogada holandesa temia transmitir essa condição a seus descendentes. Distúrbio que dificulta a coagulação do sangue, a hemofilia é causada por uma mutação de um gene em um dos cromossomos que determinam o sexo. (…) Impressionada com o sofrimento que essa condição sempre causou a seu pai, a advogada, ao ficar grávida, resolveu fazer teste genético pré-natal para saber se seu filho seria hemofílico. (“ A ciência das escolhas difíceis” – VEJA, 7 de setembro, 2011) As chances de essa mulher transmitir o gene da hemofilia para um descendente e de esse descendente, sendo do sexo masculino, apresentar hemofilia são, respectivamente, de: a) 100% e 50%. b) 50% e 50%. c) 50% e 100%. d) 100% e 100%. e) 25% e 75%. 10. (UEMA - 2012) Em uma família de quatro filhos, a mãe é do grupo sanguíneo O, o pai é do grupo sanguíneo B e as crianças são dos grupos O, AB, B e A. Quais das crianças são filhas biológicas do casal, de acordo com o sistema ABO? a) As dos grupos B e O. b) As dos grupos AB e B. c) As dos grupos O e A. d) As dos grupos O e AB. e) As dos grupos A e AB. 11.(Mackenzie - 2012) No heredograma, os indivíduos marcados são daltônicos. A respeito desse heredograma, é correto afirmar que: a) 1 é daltônico. b) todos os meninos filhos do casal 4X5 serão daltônicos c) se a mulher 6 se casar com um homem normal, todos os seus filhos de sexo masculino serão normais. d) o casal 4X5 não tem de probabilidade de ter uma filha normal. e) a mulher 2 é heterozigota para o gene do daltonismo. 12.(FEPECS DF/2012) Gregor Mendel formulou as leis da hereditariedade utilizando a ervilha (Pisum sativum). A lei da segregação independente foi por ele demonstrada ao obter na F2 dos cruzamentos das ervilhas quatro fenótipos diferentes na proporção 9:3:3:1.
  • 10. Para obter indivíduos da F1, Mendel cruzou ervilhas da geração parental que apresentavam as seguintes características: a) indivíduos homozigotos para duas características fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos, um dominante e outro recessivo. Esses alelos ocupavam locos em dois cromossomos não homólogos; b) indivíduos homozigotos para duas características fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos, um dominante e outro recessivo. Esses alelos ocupavam locos no mesmo cromossomo; c) indivíduos homozigotos para duas características fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos codominantes. Esses alelos ocupavam locos em dois cromossomos não homólogos; d) indivíduos heterozigotos para duas características fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos codominantes. Esses alelos ocupavam locos no mesmo cromossomo; e) indivíduos heterozigotos para duas características fenotípicas, cada uma delas determinada por dois alelos, um dominante e outro recessivo. Esses alelos ocupavam locos no mesmo cromossomo. 13.(UFF - 2008) Apesar de ser conhecido pela teoria da evolução, Darwin também trabalhou com plantas. Em 1880, ele realizou alguns experimentos e observou, ao cultivar alpiste em solo adequado ao seu crescimento, um movimento do ápice dos coleóptilos. Esses cresciam sempre buscando a luz. Darwin estava diante de um crescimento orientado: a) Pela presença da luz (fototropismo), mediado pelo hormônio giberilina; b) Pela presença da luz (fototropismo), mediado pelo hormônio auxina; c) Pela ausência de luz (fototropismo), mediado pelo hormônio giberilina; d) Pelo tipo de solo utilizado (geotropismo), mediado pelo hormônio giberilina; e) Pela presença da luz (fototropismo), mediado pelo hormônio cinetina. 14.(UNICAMPI – 2005) Uma das formas de comunicação entre as várias partes do corpo dos animais e dos vegetais é realizada por um fluido circulante. No corpo humano, esse fluido é denominado sangue; nos vegetais é genericamente denominado seiva. A seiva pode ser, basicamente, de dois tipos: bruta ou elaborada. Sobre elas, é correto dizer: a) Seiva bruta é constituída de água e açúcares produzidos na fotossíntese; b) Seiva elaborada costuma apresentar movimento ascendente, no corpo do vegetal, através do floema; c) Seiva elaborada, rica em sais, é de grande importância para a realização da fotossíntese; d) Produto da fotossíntese, uma seiva rica em sais minerais destina-se à raiz, para supri-la em suas necessidades. e) A seiva bruta, também chamada de seiva mineral, geralmente tem movimento ascendente, pelo lenho do vegetal. 15.(MACKENZIE – 2011) Durante o processo evolutivo das plantas, ficou marcada a transição do meio aquático para o terrestre. Algumas adaptações surgiram, tais como vasos condutores, flor, tubo polínico, sementes e frutos. Briofitas Pteridofitas Gimnospermas Angiospermas Considerando a sequencia evolutiva representada acima, e correto afirmar que o surgimento: a) de sementes ocorreu em B. b) de vasos condutores ocorreu em A. c) de tubo polínico ocorreu em C. d) de frutos ocorreu em C. e) de flores ocorreu em B. 16.(UEL – 2012) A obra realizada por Frans Krajcberg, ao longo de meio século, baseada no íntimo relacionamento com a natureza, é mais do que um projeto estético. É uma ética. É a invenção de um destino através da reinvenção da natureza. Uma luta titânica que vem travando no interior mesmo da natureza, no coração vulcânico da matéria natural, em nome de uma revolta individual que tinha muito a ver com sua solidão, mas que adquiriu, com o tempo, uma dimensão universal e planetária, quando encarada no plano mais ambicioso de uma política e ética ecológicas. Com base no texto, na figura 15 e nos conhecimentos sobre a produção do artista Frans Krajcberg, assinale a alternativa correta. a) Pela temática e procedimentos empregados, a escultura apresentada é uma obra representativa do Naturalismo no Brasil. b) Essa escultura se caracteriza como performance, pois modifica, em termos visuais e simbólicos, o contexto natural onde está inserida. c) Essa escultura é figurativa e representa uma aranha, artrópode quelicerado típico dos mangues brasileiros. d) As madeiras de suas esculturas são recolhidas, entalhadas e reorganizadas pelo artista, demonstrando sua preocupação com a natureza e com a arte. e) O trabalho de Krajcberg consiste em cortar árvores para realizar a modelagem de suas esculturas; em contrapartida, contribui para o reflorestamento.
  • 11. MATEMÁTICA Almira Santos da Costa Silva & Paulo Ricardo 1) (ENEM, 2010)Um professor dividiu a lousa da sala de aula em quatro partes iguais. Em seguida, preencheu 75% dela com conceitos e explicações, conforme a figura seguinte. Algum tempo depois, o professor apagou a lousa por completo e, adotando um procedimento semelhante ao anterior, voltou a preenchê-la, mas, dessa, vez, utilizando 40% do espaço dela. Uma representação possível para essa segunda situação é: 2. (ENEM 2010) Alguns testes de preferência por bebedouros de água foram realizados com bovinos, envolvendo três tipos de bebedouros, de formatos e tamanhos diferentes. Os bebedouros 1 e 2 tem a forma de um tronco de cone circular reto, de altura igual a 60 cm, e diâmetro da base superior igual a 120 cm e 60 cm, respectivamente. O bebedouro 3 e um semicilindro, com 30 cm de altura, 100 cm de comprimento e 60 cm de largura. Os três recipientes estão ilustrados na figura. Considerando que nenhum dos recipientes tenha tampa, qual das figuras a seguir representa uma planificação para o bebedouro 3? 3)(ENEM, 2010) No monte de Cerro Armazones, no deserto de Atacama, no Chile, ficara o maior telescópio da superfície terrestre, o Telescópio Europeu Extremamente Grande (E-ELT). O E-ELT terá um espelho primário de 42 m de diâmetro, “o maior olho do mundo voltado para o céu”. Di sponivel em htttp://www.estadao.com.br. Aces so em: 27 abr. 2010 (adaptado). Ao ler esse texto em uma sala de aula, uma professora fez uma suposição de que o diâmetro do olho humano mede aproximadamente 2,1 cm. Qual a razão entre o diâmetro aproximado do olho humano, suposto pela professora, e o diâmetro do espelho primário do telescópio citado? a) 1 : 20 b) 1 : 100 c) 1 : 200 d) 1 : 1 000 e) 1 : 2 000 4)(ENEM, 2010)Uma fabrica produz barras de chocolates no formato de paralelepípedos e de cubos, com o mesmo volume. As arestas da barra de chocolate no formato de paralelepípedo medem 3 cm de largura, 18 cm de comprimento e 4 cm de espessura. Analisando as características das figuras geométricas descritas, a medida das arestas dos chocolates que tem o formato de cubo e igual a: a) 5 cm. b) 6 cm. c) 12 cm. d) 24 cm. e) 25 cm. 5)ENEM,2010.Os dados do gráfico foram coletados por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios.
  • 12. Supondo-se que, no Sudeste, 14900 estudantes foram entrevistados nessa pesquisa, quantos deles possuíam telefone móvel celular? a) 5513 b) 6556 c) 7450 d) 8344 e) 9536 6)ENEM,2010 Em sete de abril de 2004, um jornal publicou o ranking desmatamento, conforme gráfico, da chamada Amazônia Legal, integrada por nove estados. Considerando-se que ate 2009 o desmatamento cresceu 10,5% em relação aos dados de 2004, o desmatamento médio por estado em 2009 esta entre: a) 100 km2 e 900 km2. b) 1 000 km2 e 2 700 km2. c) 2 800 km2 e 3 200 km2. d) 3 300 km2 e 4 000 km2. e) 4 100 km2 e 5 800 km2. 7) ENEM,2010 Acompanhando o crescimento do filho de um casal constatou que, de 0 a 10 anos, a variação da sua altura se dava de forma mais rápida do que dos 10 aos 17 anos e, a partir de 17 anos, essa variação passava a ser cada vez menor, ate se tornar imperceptível. Para ilustrar essa situação, esse casal fez um gráfico relacionando as alturas do filho nas idades consideradas. Que gráfico melhor representa a altura do filho desse casal em função da idade? 8)ENEM, 2010. A classificação de um país no quadro de medalhas nos Jogos Olímpicos depende do numero de medalhas de ouro que obteve na competição, tendo como critério de desempate o numero de medalhas de prata seguido do número de medalhas de bronze conquistadas. Nas Olimpíadas de 2004, o Brasil foi o decimo sexto colocado no quadro de medalhas, tendo obtido 5 medalhas de ouro, 2 de prata e 3 de bronze. Parte desse quadro de medalhas e reproduzida a seguir. Se o Brasil tivesse obtido mais 4 medalhas de ouro, 4 de prata e 10 de bronze, sem alterações no numero de medalhas dos demais países mostrados no quadro, qual teria sido a classificação brasileira no quadro de medalhas das Olimpíadas de 2004? a) 13° b) 12° c) 11° d) 10° e) 9° 9. ENEM 2011 Um técnico em refrigeração precisa revisar todos os pontos de saída de ar de um escritório com várias salas. Na imagem apresentada, cada ponto indicado por uma letra é a saída do ar, e os segmentos são as tubulações.
  • 13. Iniciando a revisão pelo ponto K e terminando em F, sem passar mais de uma vez por cada ponto, o caminho será passando pelos pontos: A) K, I e F. B) K, J, I, G, L e F. C) K, L, G, I, J, H e F. D) K, J, H, I, G, L e F. E) K, L, G, I, H, J e F. 10) ENEM 2011 O termo agronegócio não se refere apenas à agricultora e à pecuária, pois as atividades ligadas a essa produção incluem fornecedores de equipamentos, serviços para a zona rural, industrialização e comercialização dos produtos. O gráfico seguinte mostra a participação percentual no PIB brasileiro: Esse gráfico foi usado em uma palestra na qual o orador ressaltou uma queda da participação do agronegócio do PIB brasileiro e a posterior recuperação dessa participação, em termos percentuais. Segundo o gráfico, o período de queda ocorreu entre os anos de A)1998 e 2001 B) 2001 e 2003. C) 2003 e 2006. D) 2003 e 2007. E) 2003 e 2008 11. Uma enquete, realizada em março de 2010, perguntava aos internautas se eles acreditavam que as atividades humanas provocam o aquecimento global. Eram três alternativas possíveis e 279 internautas responderam à enquete, como mostra o gráfico. Analisando os dados do gráfico, quantos internautas responderam “NÂO” à enquete? A) Menos de 23. B) Mais de 23 e menos de 25. C) Mais de 50 e menos de 75. D) Mais de 100 e menos de 190 E) Mais de 200. 12. Nos últimos cinco anos, 32 mil mulheres de 20 a 24 anos foram internadas nos hospitais do SUS por causa de AVC. Entre os homens da mesma faixa etária, houve Época. 26 abr. 2010 (adaptado). Suponha que, nos próximos cinco anos, haja um acréscimo de 8 mil internações de mulheres e que o acréscimo de internações de homens por AVC ocorra na mesma proporção. De acordo com as informações dadas, o número de homens que seriam internados por AVC, nos próximos cinco anos, corresponderia a A) 4 mil. B) 9 mil C) 21 mil. D) 35 mil. E) 39 mil 13. É possível usar água ou comida para atrair as aves e observá-las. Muitas pessoas costumam usar água com açúcar, por exemplo, para atrair beija-flores. Mas é importante saber que, na hora de fazer a mistura, você deve sempre usar uma parte de açúcar para cinco partes de água. Além disso, em dias quentes, precisa trocar a água de duas a três vezes, pois com o calor ela pode fermentar e, se for ingerida pela ave, pode deixa-la doente. O excesso de açúcar, ao cristalizar, também pode manter o bico da ave fechado, impedindo-a de se alimentar. Isso pode até matá-la. Pretende-se encher completamente um copo com a mistura para atrai r beija-flores. O copo tem formato cilíndrico, e suas medidas são 10 cm de altura e 4 cm de diâmetro. A quantidade de água que deve ser utilizada na mistura é cerca de (utilize π = 3): A) 20 mL. B) 24 mL. C) 100 mL. D) 120 mL. E) 600 mL. 14. Todo o país passa pela primeira fase de campanha de vacinação contra a gripe suína (H1N1). Segundo um médico infectologista do Instituto Emílio Ribas, de São Paulo, a imunização “deve mudar”, no país, a história da epidemia. Com a vacina, de acordo com ele, o Brasil tem a chance de barrar uma tendência do crescimento da doença, que já matou 17 mil no mundo. A tabela apresenta dados específicos de um único posto de vacinação. Escolhendo-se aleatoriamente uma pessoa atendida nesse posto de vacinação, a probabilidade de ela ser portadora de doença crônica é A) 8%. B) 9% C) 11%. D) 12%.
  • 14. E) 22%. 15. O número mensal de passagens de uma determinada empresa aérea aumentou no ano passado nas seguintes condições: em janeiro foram vendidas 33 000 passagens; em fevereiro, 34 500; em março, 36 000. Esse padrão de crescimento se mantém para os meses subsequentes. Quantas passagens foram vendidas por essa empresa em julho do ano passado. A) 38 000 B) 40 500 C) 41 000 D) 42 000 E) 48 000 16. Cerca de 20 milhões de brasileiros vivem na região coberta pela caatinga, em quase 800 mil km2 de área. Quando não chove, o homem do sertão e sua família precisam caminhar quilômet ros em busca da água dos açudes. A irregularidade climática é um dos fatores que mais interferem na vida do sertanejo. Disponível em: http://www.wwf.org.br. Acesso em: 23 abr. 2010. Segundo este levantamento, a densidade demográfica da região coberta pela caatinga, em habitantes por km2, é de: A) 250. B) 25. C) 2,5. D) 0,25. E) 0,025.