SlideShare uma empresa Scribd logo
O CRISTÃO NO MEIO RELIGIOSO E
PROFANO. OS RECURSOS DO CRISTÃO.
Escola de Aprendizes do
Evangelho
Data: 28/10/2017
OBJETIVOS DESSA AULA
 Esclarecer que é possível “estar no mundo e não pertencer ao mundo” e que não devemos
nos isolar da sociedade para praticar o Evangelho de Jesus.
 Relembrar e reforçar quais são as ferramentas (recursos) ensinadas na Escola de Aprendizes
do Evangelho que nos auxiliam em nossa reforma íntima e nos ajudam no propósito cristão.
ANTES DE MAIS NADA, VAMOS REFLETIR:
(atribuído a)
RESPONDA PARA SI:
 Qual é(são) o(s) seu(s) objetivo(s) na Escola de Aprendizes do Evangelho?
 Qual é o seu ideal e seu propósito como espírita?
 O que te motivou a procurar esse curso?
 O que você espera adquirir/ mudar/ transformar/ melhorar/ descobrir com esse curso?
 De que forma você esperar utiliza o conteúdo desse curso em sua vida prática?
“(...) a fé se não tiver obras, é morta em
si mesma." Tiago, 2 - 17
A ORGANIZAÇÃO ESPÍRITA E
O OBJETIVO DO ESPIRITISMO
As organizações espíritas, assim como as demais organizações religiosas, ainda são necessárias para a
sociedade; e elas se organizam conforme os costumes de cada época e as necessidades de cada local,
seguindo para isso regras de funcionamento e leis estabelecidas pelo homem, sendo, por essa razão,
mutáveis e transitórias.
Entretanto, o Espiritismo tem como objetivo intrínseco a restauração do Cristianismo primitivo, ou seja,
àquele ensinado e praticado pelo Mestre Jesus que, quando esteve entre nós, não instituiu uma nova
organização religiosa para competir com o Judaísmo da época. Da mesma forma, o Espiritismo não veio
afrontar outras religiões ou filosofias, mas sim somar e esclarecer.
Portanto, o Espiritismo, como instituição, tende naturalmente a desaparecer, mas dele sobrará o cristão
genuíno que não escolhe com quem se relaciona e não precisa de hora certa nem lugar fixo para
colocar em prática os valores fraternais ensinados pelo Cristo Jesus.
“Se Allan Kardec tivesse escrito que ‘fora do Espiritismo não
há salvação’, eu teria ido por outro caminho.
Graças a Deus ele escreveu ‘Fora da Caridade’, ou seja, fora
do ‘Amor não há salvação’.” Chico Xavier
O QUE É UNIVERSALISMO CRÍSTICO?
É a consciência espiritual do terceiro milênio.
Trata-se de uma metodologia de compreensão espiritual que busca unir a sabedoria de todas as religiões,
procurando absorver o que é útil e se libertar de dogmas e rituais que não são mais necessários para
a evolução espiritual da humanidade do terceiro milênio.
A humanidade do passado foi devotada a um espírito de religiosidade, submetendo-se passivamente às
orientações de seus líderes espirituais, que algumas vezes cerceavam sua liberdade de pensamento,
induzindo a crenças limitantes. Já a humanidade do futuro será voltada para a busca de
Espiritualidade, independente de crenças sectárias, construindo sua própria compreensão de Deus e
da vida.
As novas gerações são almas mais avançadas, com maior compreensão do Criador e de Sua obra. Temos
de oferecer-lhes um terreno espiritual fértil e livre de dogmas.
O espiritismo também é uma doutrina com áspecto universalista.
“A dificuldade não está em aceitar novas
ideias, mas em se libertar das velhas.”
(atribuído a) John Maynard Keynes
COMPORTAMENTO DO CRISTÃO
NO MEIO RELIGIOSO
 Desprendimento da exagerada preocupação com a casa espírita para cuidar dos trabalhos
que elevam e transformam as criaturas.
 Respeito e o carinho para com os companheiros e para com os freqüentadores da casa
espírita à qual levamos o nosso concurso desinteressado.
 Simplicidade e anonimato nas ações de caridade.
 Comprometimento com equilíbrio. Disciplina com pontualidade nos trabalhos assumidos.
 Vigilância constante. Reforma íntima permanente.
 Estudo contínuo e atualização periódica.
“Quem quer fazer algo encontra um meio,
quem não quer fazer nada, arranja uma
desculpa.” Autor desconhecido
 Liderança inclusiva, humilde e através do exemplo.
 Abstenção de julgamento sobre o comportamento e/ou atitudes dos companheiros de crença.
 Amor, empatia e compreensão nos diálogos.
 Respeito para com as opiniões diverentes.
 Raciocínio e ponderação ao falar.
 Bom senso e coerência ao agir.
 Caridade, critério e responsabilidade ao ouvir e, especialmente, ao repassar.
Esses comportamentos
ajudam a previnir o fanatisco
e a intolerência religiosa.
COMPORTAMENTO DO CRISTÃO
NO MEIO RELIGIOSO
“O ideal cristão pauta-se no serviço ao próximo
como meio de sustentar e apoiar o propósito
individual de melhorar-se.”
Iniciação Espírita
O CRISTÃO NO “MEIO” “PROFANO”?
“Profano” significa contrário ou estranho à
religião. Contudo, segundo dados recentes dos
IBGE, 86% dos brasileiros têm religião e
acreditam no Cristo, portanto, ao menos no caso
do Brasil, o que mais preocupa talvez não seja o
“meio sem religião”, mas sim a postura profana
do próprio cristão na sociedade.
COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO
NO AMBIENTE DE TRABALHO
 Competir sem trapecear. Vencer sem prejudicar. Perder sem se revoltar.
 Progredir sem se envaidecer. Liderar sem humilhar. Obedecer sem se ofender.
 Admirar sem invejar. Copiar sem plagiar.
 Ensinar sem sonegar. Aprender sem reclamar.
 Disciplinar-se para merecer. Persistir sem esmorecer.
 Gentileza sem falsidade. Educação e cortesia sem distinção.
 Bom humor com respeito e moderação.
“Ética é o que você faz quando está todo mundo
olhando. O que você faz quando não tem ninguém
por perto chama-se caráter.”
Autor desconhecido
COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO
NO TRÂNSITO
 Exercitar a paciência, a humildade e a caridade.
 Buscar controlar a vibração e os pensamentos.
 Usar a ocasião para trabalhar a prece, o não julgamento e a empatia.
 Aproveitar a chance de desenvolver a disciplina e a criatividade.
 Utilizar a circunstância para desenvolver a autoobservação, intuição e mediunidade.
"Nenhuma pessoa inteligente está interessada em
dominar os outros. Uma pessoa inteligente está
interessada em conhecer a si mesma."
(atribuido a) Osho
COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO
DIANTE DAS TENTAÇÕES
1. Gula (vigia os excessos na alimentação)
2. Avareza/ Ganância (busca o equilíbrio do ter, normalmente ligado ao dinheiro, status e poder)
3. Luxúria (busca o equilíbrio do prazer sexual e vigia a sensualidade exagerada)
4. Ira (trabalha o equilíbrio de emoções destrutivas)
5. Melancolia/ Depressão (busca elevar a autoestima)
6. Preguiça (vigia o descanso excessivo)
7. Orgulho e Vaidade (evita a confiança exagerada e o
excesso de autoestima)
"Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu
coração.” “O olho é a luz do corpo. Se teu olho é são,
todo o teu corpo será iluminado."
Evangelho de Mateus, 6 – 21 e 22.
Conceito de “pecado capital”:
Paixões humanas que afastam o espírito
da sua origem, que é Deus.
Definição de Evágrio Pôntico
(monge egípcio)
Tudo que você não controla,
controla você e te escraviza.
COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO
DIANTE DAS CONTENDAS/DISPUTAS
 “O nosso conhecimento de causa e a nossa segurança interior naquilo que aceitamos não
apenas em termos de cultura, mas que vivemos no íntimo, reflete-se do coração em ondas
magnéticas que se fazem sentir pelos que nos cercam, sem haver mesmo a necessidade
do muito falar para convencer.” Iniciação Espírita
 “Discuta com serenidade; o opositor tem direitos iguais aos seus.” André Luiz
 “Guarde cuidado no modo de exprimir-se; várias ocasiões, as maneiras dizem mais que as
palavras.” André Luiz
“É lícito nos digladiarmos com palavras e
vibrações em nome do Cristo?”
COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO
NAS OPORTUNIDADES DE SERVIR
 O cristão enxerga as oportunidades de sorrir, agradecer e cumprimentar.
 Está atento para acolher com o ouvido sincero e olhar acolhedor um irmão em dificuldade.
 Ajuda sem julgar e sem esperar recompensas ou gratidão do outro.
 Tem sempre uma palavra que motiva e traz esperança.
 Quando pode o cristão ajuda materialmente os menos afortunados, de forma discreta ou anômina.
 O cristão procurar vibrar positivamente pela humanidade, pela natureza, pelos líderes religiosos, pelos
governantes das nações, pelos encarcerados, enfermos do corpo e do espírito, pelas crianças e adultos
abandonados, pelas pessoas em situação de violência, pelos desencarnados em sofrimento, pelos
espíritos bem feitores que nos assistem, nos protegem e impulsionam a nossa evolução.
“As mãos que ajudam são mais sagradas
que os lábios que rezam.”
(atribuído a) Madre Teresa de Calcutá
 A prece – é essencial para elevar a vibração e melhorar a sintonia, abrindo os canais de ajuda e
apoio espiritual.
 A meditação – é muito recomendada para ajudar a controlar a agitação mental, organizar o diálogo
interno, apurar a intuição e afinar a comunicação com os mentores espirituais.
 Alimentação balenceada (rica em água, frutas, verduras, vegetais e carne branca) – dependendo do
alimento ou bebida que se ingere, o corpo pode leva dias para digerir e desintoxicar,
sobrecarregando as reservas energéticas do corpos espirituais, o que ajuda nos desequilíbrios físicos,
mentais e emocionais.
 Atividade física permanente – além de melhorar a qualidade de vida em geral e elevar a
autoestima, os exercícios físicos também liberam importantes substâncias químicas no cérebro que
auxiliam na redução do estresse, da depressão e da ansiedade, males comuns da humanidade, qual
todos estamos sujeitos.
RECURSOS DO CRISTÃO
FERRAMENTAS VOLUNTÁRIAS
“A oração possibilita ao humano aclarar os próprios
sentimentos. Quem se habitua a orar não se entrega
ao desespero e à revolta.” Bezerra de Menezes
 Consciência sobre ambientes e companhias – Pessoas e ambientes não apenas emanam energias como também
absorvem. Por isso é comum nos sentirmos bem em alguns lugares e na companhia de certas pessoas, e não tão bem em
outros. Há pessoas, inclusive, que nos vampirizam mesmo sem ter a intenção. Não é necessário cortar relações ou deixar
de frequentar locais, é recomendado, porém, praticar o equilíbrio, alternando sempre que possível os locais e as
companhias de forma a se manter balanceado e saudável.
 Critério com o que se vê, lê e ouve – a quantidade de estímulos visuais e auditivos que recebemos todos os dias através
da TV, do Whatsapp, Youtube, Facebook, Twitter, Instagram, Netflix, entre outros, é enorme e tudo isso emite vibrações
que ressoam e atingem um número grandioso de pessoas. Imagine, por exemplo, como fica o nível vibracional do Brasil
quando a TV aberta divulga uma cena de estupro na novela das 9. Nesse exemplo, o choque causado pelo contato com
a violência pode despertar positivamente a consciência de muitos espíritos que já estejam em condições de compreensão
da mensagem que educa. Por outro lado, também conecta milhares de pessoas numa mesma frequência que pode
sobrecargar muitos lares com sentimentos negativos de revolta, raiva, indignação e tristeza; e, infelizmente, muitos
permanecem nessa frequência por dias. Sabendo disso, o cristão não precisa ser alheio às notícias do mundo ou ao
que acontece nas diversas mídias, mas deve buscar o contraponto, usando seu tempo com sabedoria e escolhendo
com critério com o que vale ou não a pena se conectar; e mais importante ainda: onde, quando e como se conectar,
fazendo isso de forma consciente de modo que possa ajudar a humanidade a se elevar sem comprometer as
energias do seu próprio lar e as suas próprias.
RECURSOS DO CRISTÃO
FERRAMENTAS VOLUNTÁRIAS
“O conflito não é entre o bem e o mal, mas entre o
conhecimento e a ignorância.”
(atribuído a) Buda
 Terapias espirituais na casa espírita – as casas oferecem assistência através dos passes (P1,
P2, CH), atendimento de socorro (P3B, por exemplo), cirurgia e diversos tratamentos
espirituais. Esses atendimentos são de grande ajuda, contudo, seus efeitos podem ser
transitórios se os assistidos não se esforçarem para adquirir hábitos mais saudáveis, como os
mencionados anteriormente, uma vez que as atitudes, os comportamentos, os pensamentos e
as vibrações são frutos do livre arbítrio de cada um.
 Medicina e terapias convêncionais – mesmo recebendo qualquer tipo de assistência
espiritual, é aconselhável buscar, sempre que necessário, a ajuda da medicina e das terapias
convencionais, por meio de médicos, psicólogos, psiquiatras, neurologistas, massagistas, entre
outros.
RECURSOS DO CRISTÃO
FERRAMENTAS VOLUNTÁRIAS
"Não espere resultados diferentes se
você faz diariamente tudo igual.“
Autor desconhecido.
 Namoros ou casamentos tóxicos. Divórcios conturbados.
 Desafios com filhos difíceis, ou a impossibilidade de tê-los.
 Solidão e dificuldades nos relacionamentos afetivos.
 Passar ou ter ente querido passando por doenças graves ou limitantes.
 Dependência química ou compulsões de qualquer natureza.
 Traumas envolvendo violência física ou acidentes graves.
 Luto por mortes ‘prematuras’ na família.
 Viúvez. Orfandade. Abandono.
 Desafios inerentes ao dinheiro, falta ou excesso.
 Sucessivas frustações profissionais. Entre outros.
RECURSOS DO CRISTÃO
FERRAMENTAS (IN)VOLUNTÁRIAS
A evolução é sempre lenta e conquistada
no trabalho íntimo, no estudo e na
prática dos ensinamentos cristãos.
Estes são exemplos de recursos permitidos por
Deus para que trabalhemos a nossa reforma
íntima. Alguns deles é possível que tenhamos,
inclusive, pedido em nosso planejamento
reencarnatório. Seja como for, são ferramentas
que podem se tornar essenciais para a nossa
evolução espiritual nessa encarnação, desde que
aceitos com resignação e explorados de uma
forma construtiva.
REFLEXÃO FINAL
 “A virtude moral é adquirida em resultado do hábito (...). Com efeito, as coisas que temos de
aprender antes de poder fazê-las, aprendemo-las fazendo; por exemplo, os homens tornam-se
arquitetos construindo e tocadores de lira tangendo esse instrumento. Da mesma forma,
tornamo-nos justos praticando atos justos, e assim com a temperança, a bravura, etc.” (do livro
ÉTICA A NICÔMACO de Aristoteles)
 Porém qualquer virtude pode ser destruída pelo excesso e pela falta, sendo preservada na
mediania, pelo uso equilíbrado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espiritualismo e espiritismo
Espiritualismo e espiritismoEspiritualismo e espiritismo
Espiritualismo e espiritismo
Fernando Oliveira
 
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa MãeCap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
gmo1973
 
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 
Homossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espiritaHomossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Eae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profano
Eae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profanoEae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profano
Eae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profano
PatiSousa1
 
Instinto e inteligência
Instinto e inteligênciaInstinto e inteligência
Instinto e inteligência
Shantappa Jewur
 
Palestra Sexo E Espiritismo
Palestra Sexo E EspiritismoPalestra Sexo E Espiritismo
Palestra Sexo E Espiritismo
cab3032
 
Humildade
HumildadeHumildade
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5hAs colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
home
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
Lisete B.
 
A Porta Estreita (Palestra Espírita)
A Porta Estreita (Palestra Espírita)A Porta Estreita (Palestra Espírita)
A Porta Estreita (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 
Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".
Leonardo Pereira
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503
A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503
A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503
Daniel de Melo
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
Jorge Luiz dos Santos
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
Clair Bianchini
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
paikachambi
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
gmo1973
 
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1aEscola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Roseli Lemes
 

Mais procurados (20)

Espiritualismo e espiritismo
Espiritualismo e espiritismoEspiritualismo e espiritismo
Espiritualismo e espiritismo
 
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa MãeCap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
 
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
 
Homossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espiritaHomossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espirita
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
Eae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profano
Eae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profanoEae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profano
Eae 108 O Cristão no meio religioso e no meio profano
 
Instinto e inteligência
Instinto e inteligênciaInstinto e inteligência
Instinto e inteligência
 
Palestra Sexo E Espiritismo
Palestra Sexo E EspiritismoPalestra Sexo E Espiritismo
Palestra Sexo E Espiritismo
 
Humildade
HumildadeHumildade
Humildade
 
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5hAs colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
 
A Porta Estreita (Palestra Espírita)
A Porta Estreita (Palestra Espírita)A Porta Estreita (Palestra Espírita)
A Porta Estreita (Palestra Espírita)
 
Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".Estudos do evangelho " A lei de amor".
Estudos do evangelho " A lei de amor".
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503
A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503
A036 EAE DM - O SERMÃO DO MONTE 20170503
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1aEscola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
 

Semelhante a Aulas 108 e 109 Escola de Aprendizes do Evangelho

André Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdf
André Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdfAndré Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdf
André Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdf
VIEIRA RESENDE
 
Espiritualidade e mistagogia
Espiritualidade e mistagogiaEspiritualidade e mistagogia
Espiritualidade e mistagogia
Afonso Murad (FAJE)
 
Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1
Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1
Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1
Ana Paula Peixer
 
jesus psicologo.pptx
jesus psicologo.pptxjesus psicologo.pptx
jesus psicologo.pptx
M.R.L
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Flávio Darin Buongermino
 
Gentileza
GentilezaGentileza
79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral79045020 reiki-2-geral
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
Ronaldo Russou
 
Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011
Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011
Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011
Alice Lirio
 
O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)
O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)
O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)
Afonso Murad (FAJE)
 
Estudo do livro Roteiro lição 22
Estudo do livro Roteiro lição 22Estudo do livro Roteiro lição 22
Estudo do livro Roteiro lição 22
Candice Gunther
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
Ponte de Luz ASEC
 
Acea ppt informativo
Acea ppt informativoAcea ppt informativo
Acea ppt informativo
ACEAlcobaca
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
LizanSantos1
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Dalila Melo
 
Eae 94 - estrutura da aliança
Eae   94 - estrutura da aliançaEae   94 - estrutura da aliança
Eae 94 - estrutura da aliança
Norberto Scavone Augusto
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - o que e a mediunidade
( Espiritismo)   # - amag ramgis - o que e a mediunidade( Espiritismo)   # - amag ramgis - o que e a mediunidade
( Espiritismo) # - amag ramgis - o que e a mediunidade
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Atendimento fraterno seminário
Atendimento fraterno  seminárioAtendimento fraterno  seminário
Atendimento fraterno seminário
Movimento da Fraternidade
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Leonardo Pereira
 

Semelhante a Aulas 108 e 109 Escola de Aprendizes do Evangelho (20)

André Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdf
André Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdfAndré Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdf
André Luiz - Conduta Espírita - Psicografia de Waldo Vieira.pdf
 
Espiritualidade e mistagogia
Espiritualidade e mistagogiaEspiritualidade e mistagogia
Espiritualidade e mistagogia
 
Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1
Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1
Estudo Jesus e os Evangelhos Escola da Vida 1
 
jesus psicologo.pptx
jesus psicologo.pptxjesus psicologo.pptx
jesus psicologo.pptx
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
 
Gentileza
GentilezaGentileza
Gentileza
 
79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral
 
79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral79045020 reiki-2-geral
79045020 reiki-2-geral
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
 
Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011
Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011
Evangelizar comjesus 5encontrodeevangelizadores2011
 
O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)
O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)
O educador cristão em tempos de mudança (afonso murad)
 
Estudo do livro Roteiro lição 22
Estudo do livro Roteiro lição 22Estudo do livro Roteiro lição 22
Estudo do livro Roteiro lição 22
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Acea ppt informativo
Acea ppt informativoAcea ppt informativo
Acea ppt informativo
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
 
Eae 94 - estrutura da aliança
Eae   94 - estrutura da aliançaEae   94 - estrutura da aliança
Eae 94 - estrutura da aliança
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - o que e a mediunidade
( Espiritismo)   # - amag ramgis - o que e a mediunidade( Espiritismo)   # - amag ramgis - o que e a mediunidade
( Espiritismo) # - amag ramgis - o que e a mediunidade
 
Atendimento fraterno seminário
Atendimento fraterno  seminárioAtendimento fraterno  seminário
Atendimento fraterno seminário
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
 

Mais de liliancostadias

Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
Aula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
Aula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...
Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...
Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...
liliancostadias
 
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de EspiritismoAula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
liliancostadias
 
Aula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em Jerusalém
Aula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em JerusalémAula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em Jerusalém
Aula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em Jerusalém
liliancostadias
 
Aula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes Sociais
Aula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes SociaisAula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes Sociais
Aula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes Sociais
liliancostadias
 
Aula 36. O Sermão do Monte. Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 36. O Sermão  do Monte. Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 36. O Sermão  do Monte. Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 36. O Sermão do Monte. Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
Aula 42. O Tribunal Judaico
Aula 42. O  Tribunal JudaicoAula 42. O  Tribunal Judaico
Aula 42. O Tribunal Judaico
liliancostadias
 
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de EspiritismoAula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
liliancostadias
 

Mais de liliancostadias (11)

Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Aula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 44_O Calvário_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Aula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 33_O Quadro Dos Apóstolos_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...
Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...
Aula 104_Regras para a Educação, Conduta e Aperfeiçoamento dos Seres_Escola d...
 
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de EspiritismoAula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
 
Aula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em Jerusalém
Aula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em JerusalémAula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em Jerusalém
Aula 60. Escola de Aprendizes do Evangelho. Paulo defende-se em Jerusalém
 
Aula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes Sociais
Aula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes SociaisAula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes Sociais
Aula 27. Parábolas de Jesus. Usos e Costumes Sociais
 
Aula 36. O Sermão do Monte. Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 36. O Sermão  do Monte. Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 36. O Sermão  do Monte. Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 36. O Sermão do Monte. Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Aula 42. O Tribunal Judaico
Aula 42. O  Tribunal JudaicoAula 42. O  Tribunal Judaico
Aula 42. O Tribunal Judaico
 
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de EspiritismoAula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
 

Último

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 

Último (20)

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 

Aulas 108 e 109 Escola de Aprendizes do Evangelho

  • 1. O CRISTÃO NO MEIO RELIGIOSO E PROFANO. OS RECURSOS DO CRISTÃO. Escola de Aprendizes do Evangelho Data: 28/10/2017
  • 2. OBJETIVOS DESSA AULA  Esclarecer que é possível “estar no mundo e não pertencer ao mundo” e que não devemos nos isolar da sociedade para praticar o Evangelho de Jesus.  Relembrar e reforçar quais são as ferramentas (recursos) ensinadas na Escola de Aprendizes do Evangelho que nos auxiliam em nossa reforma íntima e nos ajudam no propósito cristão.
  • 3. ANTES DE MAIS NADA, VAMOS REFLETIR: (atribuído a)
  • 4. RESPONDA PARA SI:  Qual é(são) o(s) seu(s) objetivo(s) na Escola de Aprendizes do Evangelho?  Qual é o seu ideal e seu propósito como espírita?  O que te motivou a procurar esse curso?  O que você espera adquirir/ mudar/ transformar/ melhorar/ descobrir com esse curso?  De que forma você esperar utiliza o conteúdo desse curso em sua vida prática? “(...) a fé se não tiver obras, é morta em si mesma." Tiago, 2 - 17
  • 5. A ORGANIZAÇÃO ESPÍRITA E O OBJETIVO DO ESPIRITISMO As organizações espíritas, assim como as demais organizações religiosas, ainda são necessárias para a sociedade; e elas se organizam conforme os costumes de cada época e as necessidades de cada local, seguindo para isso regras de funcionamento e leis estabelecidas pelo homem, sendo, por essa razão, mutáveis e transitórias. Entretanto, o Espiritismo tem como objetivo intrínseco a restauração do Cristianismo primitivo, ou seja, àquele ensinado e praticado pelo Mestre Jesus que, quando esteve entre nós, não instituiu uma nova organização religiosa para competir com o Judaísmo da época. Da mesma forma, o Espiritismo não veio afrontar outras religiões ou filosofias, mas sim somar e esclarecer. Portanto, o Espiritismo, como instituição, tende naturalmente a desaparecer, mas dele sobrará o cristão genuíno que não escolhe com quem se relaciona e não precisa de hora certa nem lugar fixo para colocar em prática os valores fraternais ensinados pelo Cristo Jesus. “Se Allan Kardec tivesse escrito que ‘fora do Espiritismo não há salvação’, eu teria ido por outro caminho. Graças a Deus ele escreveu ‘Fora da Caridade’, ou seja, fora do ‘Amor não há salvação’.” Chico Xavier
  • 6. O QUE É UNIVERSALISMO CRÍSTICO? É a consciência espiritual do terceiro milênio. Trata-se de uma metodologia de compreensão espiritual que busca unir a sabedoria de todas as religiões, procurando absorver o que é útil e se libertar de dogmas e rituais que não são mais necessários para a evolução espiritual da humanidade do terceiro milênio. A humanidade do passado foi devotada a um espírito de religiosidade, submetendo-se passivamente às orientações de seus líderes espirituais, que algumas vezes cerceavam sua liberdade de pensamento, induzindo a crenças limitantes. Já a humanidade do futuro será voltada para a busca de Espiritualidade, independente de crenças sectárias, construindo sua própria compreensão de Deus e da vida. As novas gerações são almas mais avançadas, com maior compreensão do Criador e de Sua obra. Temos de oferecer-lhes um terreno espiritual fértil e livre de dogmas. O espiritismo também é uma doutrina com áspecto universalista. “A dificuldade não está em aceitar novas ideias, mas em se libertar das velhas.” (atribuído a) John Maynard Keynes
  • 7. COMPORTAMENTO DO CRISTÃO NO MEIO RELIGIOSO  Desprendimento da exagerada preocupação com a casa espírita para cuidar dos trabalhos que elevam e transformam as criaturas.  Respeito e o carinho para com os companheiros e para com os freqüentadores da casa espírita à qual levamos o nosso concurso desinteressado.  Simplicidade e anonimato nas ações de caridade.  Comprometimento com equilíbrio. Disciplina com pontualidade nos trabalhos assumidos.  Vigilância constante. Reforma íntima permanente.  Estudo contínuo e atualização periódica. “Quem quer fazer algo encontra um meio, quem não quer fazer nada, arranja uma desculpa.” Autor desconhecido
  • 8.  Liderança inclusiva, humilde e através do exemplo.  Abstenção de julgamento sobre o comportamento e/ou atitudes dos companheiros de crença.  Amor, empatia e compreensão nos diálogos.  Respeito para com as opiniões diverentes.  Raciocínio e ponderação ao falar.  Bom senso e coerência ao agir.  Caridade, critério e responsabilidade ao ouvir e, especialmente, ao repassar. Esses comportamentos ajudam a previnir o fanatisco e a intolerência religiosa. COMPORTAMENTO DO CRISTÃO NO MEIO RELIGIOSO “O ideal cristão pauta-se no serviço ao próximo como meio de sustentar e apoiar o propósito individual de melhorar-se.” Iniciação Espírita
  • 9. O CRISTÃO NO “MEIO” “PROFANO”? “Profano” significa contrário ou estranho à religião. Contudo, segundo dados recentes dos IBGE, 86% dos brasileiros têm religião e acreditam no Cristo, portanto, ao menos no caso do Brasil, o que mais preocupa talvez não seja o “meio sem religião”, mas sim a postura profana do próprio cristão na sociedade.
  • 10. COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO  Competir sem trapecear. Vencer sem prejudicar. Perder sem se revoltar.  Progredir sem se envaidecer. Liderar sem humilhar. Obedecer sem se ofender.  Admirar sem invejar. Copiar sem plagiar.  Ensinar sem sonegar. Aprender sem reclamar.  Disciplinar-se para merecer. Persistir sem esmorecer.  Gentileza sem falsidade. Educação e cortesia sem distinção.  Bom humor com respeito e moderação. “Ética é o que você faz quando está todo mundo olhando. O que você faz quando não tem ninguém por perto chama-se caráter.” Autor desconhecido
  • 11. COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO NO TRÂNSITO  Exercitar a paciência, a humildade e a caridade.  Buscar controlar a vibração e os pensamentos.  Usar a ocasião para trabalhar a prece, o não julgamento e a empatia.  Aproveitar a chance de desenvolver a disciplina e a criatividade.  Utilizar a circunstância para desenvolver a autoobservação, intuição e mediunidade. "Nenhuma pessoa inteligente está interessada em dominar os outros. Uma pessoa inteligente está interessada em conhecer a si mesma." (atribuido a) Osho
  • 12. COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO DIANTE DAS TENTAÇÕES 1. Gula (vigia os excessos na alimentação) 2. Avareza/ Ganância (busca o equilíbrio do ter, normalmente ligado ao dinheiro, status e poder) 3. Luxúria (busca o equilíbrio do prazer sexual e vigia a sensualidade exagerada) 4. Ira (trabalha o equilíbrio de emoções destrutivas) 5. Melancolia/ Depressão (busca elevar a autoestima) 6. Preguiça (vigia o descanso excessivo) 7. Orgulho e Vaidade (evita a confiança exagerada e o excesso de autoestima) "Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração.” “O olho é a luz do corpo. Se teu olho é são, todo o teu corpo será iluminado." Evangelho de Mateus, 6 – 21 e 22. Conceito de “pecado capital”: Paixões humanas que afastam o espírito da sua origem, que é Deus. Definição de Evágrio Pôntico (monge egípcio) Tudo que você não controla, controla você e te escraviza.
  • 13. COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO DIANTE DAS CONTENDAS/DISPUTAS  “O nosso conhecimento de causa e a nossa segurança interior naquilo que aceitamos não apenas em termos de cultura, mas que vivemos no íntimo, reflete-se do coração em ondas magnéticas que se fazem sentir pelos que nos cercam, sem haver mesmo a necessidade do muito falar para convencer.” Iniciação Espírita  “Discuta com serenidade; o opositor tem direitos iguais aos seus.” André Luiz  “Guarde cuidado no modo de exprimir-se; várias ocasiões, as maneiras dizem mais que as palavras.” André Luiz “É lícito nos digladiarmos com palavras e vibrações em nome do Cristo?”
  • 14. COMPORTAMENTOS DO CRISTÃO NAS OPORTUNIDADES DE SERVIR  O cristão enxerga as oportunidades de sorrir, agradecer e cumprimentar.  Está atento para acolher com o ouvido sincero e olhar acolhedor um irmão em dificuldade.  Ajuda sem julgar e sem esperar recompensas ou gratidão do outro.  Tem sempre uma palavra que motiva e traz esperança.  Quando pode o cristão ajuda materialmente os menos afortunados, de forma discreta ou anômina.  O cristão procurar vibrar positivamente pela humanidade, pela natureza, pelos líderes religiosos, pelos governantes das nações, pelos encarcerados, enfermos do corpo e do espírito, pelas crianças e adultos abandonados, pelas pessoas em situação de violência, pelos desencarnados em sofrimento, pelos espíritos bem feitores que nos assistem, nos protegem e impulsionam a nossa evolução. “As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam.” (atribuído a) Madre Teresa de Calcutá
  • 15.  A prece – é essencial para elevar a vibração e melhorar a sintonia, abrindo os canais de ajuda e apoio espiritual.  A meditação – é muito recomendada para ajudar a controlar a agitação mental, organizar o diálogo interno, apurar a intuição e afinar a comunicação com os mentores espirituais.  Alimentação balenceada (rica em água, frutas, verduras, vegetais e carne branca) – dependendo do alimento ou bebida que se ingere, o corpo pode leva dias para digerir e desintoxicar, sobrecarregando as reservas energéticas do corpos espirituais, o que ajuda nos desequilíbrios físicos, mentais e emocionais.  Atividade física permanente – além de melhorar a qualidade de vida em geral e elevar a autoestima, os exercícios físicos também liberam importantes substâncias químicas no cérebro que auxiliam na redução do estresse, da depressão e da ansiedade, males comuns da humanidade, qual todos estamos sujeitos. RECURSOS DO CRISTÃO FERRAMENTAS VOLUNTÁRIAS “A oração possibilita ao humano aclarar os próprios sentimentos. Quem se habitua a orar não se entrega ao desespero e à revolta.” Bezerra de Menezes
  • 16.  Consciência sobre ambientes e companhias – Pessoas e ambientes não apenas emanam energias como também absorvem. Por isso é comum nos sentirmos bem em alguns lugares e na companhia de certas pessoas, e não tão bem em outros. Há pessoas, inclusive, que nos vampirizam mesmo sem ter a intenção. Não é necessário cortar relações ou deixar de frequentar locais, é recomendado, porém, praticar o equilíbrio, alternando sempre que possível os locais e as companhias de forma a se manter balanceado e saudável.  Critério com o que se vê, lê e ouve – a quantidade de estímulos visuais e auditivos que recebemos todos os dias através da TV, do Whatsapp, Youtube, Facebook, Twitter, Instagram, Netflix, entre outros, é enorme e tudo isso emite vibrações que ressoam e atingem um número grandioso de pessoas. Imagine, por exemplo, como fica o nível vibracional do Brasil quando a TV aberta divulga uma cena de estupro na novela das 9. Nesse exemplo, o choque causado pelo contato com a violência pode despertar positivamente a consciência de muitos espíritos que já estejam em condições de compreensão da mensagem que educa. Por outro lado, também conecta milhares de pessoas numa mesma frequência que pode sobrecargar muitos lares com sentimentos negativos de revolta, raiva, indignação e tristeza; e, infelizmente, muitos permanecem nessa frequência por dias. Sabendo disso, o cristão não precisa ser alheio às notícias do mundo ou ao que acontece nas diversas mídias, mas deve buscar o contraponto, usando seu tempo com sabedoria e escolhendo com critério com o que vale ou não a pena se conectar; e mais importante ainda: onde, quando e como se conectar, fazendo isso de forma consciente de modo que possa ajudar a humanidade a se elevar sem comprometer as energias do seu próprio lar e as suas próprias. RECURSOS DO CRISTÃO FERRAMENTAS VOLUNTÁRIAS “O conflito não é entre o bem e o mal, mas entre o conhecimento e a ignorância.” (atribuído a) Buda
  • 17.  Terapias espirituais na casa espírita – as casas oferecem assistência através dos passes (P1, P2, CH), atendimento de socorro (P3B, por exemplo), cirurgia e diversos tratamentos espirituais. Esses atendimentos são de grande ajuda, contudo, seus efeitos podem ser transitórios se os assistidos não se esforçarem para adquirir hábitos mais saudáveis, como os mencionados anteriormente, uma vez que as atitudes, os comportamentos, os pensamentos e as vibrações são frutos do livre arbítrio de cada um.  Medicina e terapias convêncionais – mesmo recebendo qualquer tipo de assistência espiritual, é aconselhável buscar, sempre que necessário, a ajuda da medicina e das terapias convencionais, por meio de médicos, psicólogos, psiquiatras, neurologistas, massagistas, entre outros. RECURSOS DO CRISTÃO FERRAMENTAS VOLUNTÁRIAS "Não espere resultados diferentes se você faz diariamente tudo igual.“ Autor desconhecido.
  • 18.  Namoros ou casamentos tóxicos. Divórcios conturbados.  Desafios com filhos difíceis, ou a impossibilidade de tê-los.  Solidão e dificuldades nos relacionamentos afetivos.  Passar ou ter ente querido passando por doenças graves ou limitantes.  Dependência química ou compulsões de qualquer natureza.  Traumas envolvendo violência física ou acidentes graves.  Luto por mortes ‘prematuras’ na família.  Viúvez. Orfandade. Abandono.  Desafios inerentes ao dinheiro, falta ou excesso.  Sucessivas frustações profissionais. Entre outros. RECURSOS DO CRISTÃO FERRAMENTAS (IN)VOLUNTÁRIAS A evolução é sempre lenta e conquistada no trabalho íntimo, no estudo e na prática dos ensinamentos cristãos. Estes são exemplos de recursos permitidos por Deus para que trabalhemos a nossa reforma íntima. Alguns deles é possível que tenhamos, inclusive, pedido em nosso planejamento reencarnatório. Seja como for, são ferramentas que podem se tornar essenciais para a nossa evolução espiritual nessa encarnação, desde que aceitos com resignação e explorados de uma forma construtiva.
  • 19. REFLEXÃO FINAL  “A virtude moral é adquirida em resultado do hábito (...). Com efeito, as coisas que temos de aprender antes de poder fazê-las, aprendemo-las fazendo; por exemplo, os homens tornam-se arquitetos construindo e tocadores de lira tangendo esse instrumento. Da mesma forma, tornamo-nos justos praticando atos justos, e assim com a temperança, a bravura, etc.” (do livro ÉTICA A NICÔMACO de Aristoteles)  Porém qualquer virtude pode ser destruída pelo excesso e pela falta, sendo preservada na mediania, pelo uso equilíbrado.