SlideShare uma empresa Scribd logo
Problemas e
dificuldades de
aprendizagem na
infância
Infância e aprendizagem: um breve
histórico e aproximações entre conceitos
Ms. Juliana da Silva Araujo Alencar
A infância é uma das grandes invenções da Renascença (Séc.
XIV a XVI).
Surgi ligada a educação e moral que ganhou destaque no fim
da idade média.
No século XVI passa a ser entendida como uma estrutura
social e uma condição psicológica diferenciada.
Aula 1 – Unidade 1
História da Infância: a construção de um objeto de estudo.
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
Período Clássico da Grécia Antiga, as crianças eram
entendidas como sendo sujeitos que não haviam sido
alfabetizados.
As crianças eram vistas como aquelas que precisavam ser
corrigidas a qualquer custo, inclusive por meio de castigos
físicos intensos, para tornarem-se educadas segundos os
critérios sociais da época.
Invasão do império Romano: a alfabetização social foi
substituída pela alfabetização corporativa, na qual poucos têm
acesso a esta modalidade e formam a corporação de Escribas,
por conseguinte privilegiados .
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
Rousseau (1712-1778) foi
importante nesse momento
para evidenciar que a noção
de infância só foi forjada
como um contraponto da
vida adulta. No mundo dos
letrados, a criança passa a ser
reconhecida como aquela
que precisa se tornar adulta.
Problemas e dificuldades de aprendizagem
Na Idade moderna a infância passa
a ser vista como uma fase de
preparação para a vida produtiva,
determinando um dever ser desses
sujeitos como indivíduos ainda não
prontos, imaturos e não ainda
socializados para participar
integralmente da vida em
sociedade
CASTRO, 2013, p. 17
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
Idade Média: sentimentos com relação a criança era o de
paparicação e o de exasperação.
Noção de Apego comprometida em razão do alto índice de
mortalidade.
Princípio educativo: oralidade. Crianças e adultos viviam todos
juntos sem a menor diferenciação
Vergonha e pudor como influencia na construção da noção da
infância.
Escolas não diferenciavam por idade e competências.
Problemas e dificuldades de aprendizagem
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
Transição do feudalismo para o Capitalismo.
Muda a relação familiar.
Da família extensa para a nuclear.
O papel das transformações técnico científicas e o surgimento
da burguesia.
Problemas e Dificuldades de Aprendizagem na Infância
A ênfase dada a escolarização passou a nortear toda a forma
de pensar e agir sobre a criança. Da liberdade irrestrita da
Idade Média, a criança passa a ser objeto de constante
vigilância do olhar do adulto, pois esta precisa ser cuidada e
orientada para cumprir com os preceitos da nova organização
social.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na Infância.
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
A demanda de escolarizar, com materiais adequados à idade,
em conjunto com as salas seriadas trouxeram consigo a ideia
de estágio da infância, considerando, a partir do olhar
educacional e do adulto, o que uma criança de determinada
idade deve ou não aprender, formulando a lógica e também
os pré-requisitos da aprendizagem.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância.
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
Passa a se exigir da criança
“um forte senso de individualidade, a capacidade de pensar lógica e
seqüencialmente, a capacidade de se distanciar dos símbolos, a
capacidade de manipular altas ordens de abstração, a capacidade de
adiar o prazer” (POSTMAN, 1999, p. 60).
Difícil cumprir com tal expectativa.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Problemas e dificuldades de aprendizagem na Infância.
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
Base econômica e a história da escolarização.
Formar mão de obra
Atender as crianças e liberar as mães para o trabalho.
Princípio higienista e a função das creches.
Papel da mulher na economia dita a visão de desenvolvimento
defendida socialmente.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Desigualdade social marcava
a diferença entre a pré-escola
e os jardins de infância.
ONU alerta para a condição
da infância no mundo.
No Brasil a constituição 1988,
o ECA de 1990 alerta sobre os
direitos das crianças.
LDB 1996: Educação Infantil.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na Infância.
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
A concepção de infância e de escolarização fez surgir novas
disciplinas:
Psicologia do Desenvolvimento
Psicologia da Aprendizagem
Psicologia dos problemas de aprendizagem.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
História da Infância: a construção de um objeto de
estudo.
A concepção de infância e de escolarização fez surgir novas
disciplinas:
Psicologia do Desenvolvimento
Psicologia da Aprendizagem
Psicologia dos problemas de aprendizagem.
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Desenvolvimento infantil e a questão da
maturidade para aprendizagem
O que é desenvolvimento:
“[...] o processo ordenado e contínuo que principia com a
própria vida, no ato da concepção, e abrange todas as
modificações que ocorrem no organismo e na personalidade”
(JOSÉ; COELHO, 2009, p. 10).
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Concepções do desenvolvimento
Evolucionista: inatista maturacionista.
Hereditariedade: da cor dos olhos ao nível de inteligência.
 A aprendizagem não é influenciada pela experiências
vividas.
 Não aprende em razão da imaturidade biológica.
Escalas de inteligência: estudos de Binet
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Sócio-Histórica
O desenvolvimento é entendido como “[...] um processo de
internalização de modos culturais de pensar e agir. Esse
processo de internalização inicia-se nas relações sociais, nas
quais os adultos ou as crianças mais velhas, por meio da
linguagem, do jogo, do ‘fazer junto’ ou do ‘fazer para’,
compartilham com a criança seus sistemas de pensamento e
ação” (Fontana e Cruz,1997, p. 63, aspas do autor).
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Processo de escolarização e
importante, pois possibilita o
contato sistematizado e
intenso dos indivíduos com
sistemas organizados de
conhecimentos, além de
fornecer instrumentos para
elaborar e mediatizar seu
processo de desenvolvimento
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância.
Maturidade
Compreensão de Maturidade na T.H.C.
 Zona do Desenvolvimento Real
 Zona do Desenvolvimento Proximal
Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
Aula-1-problemas-e-dificuldades.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aula-1-problemas-e-dificuldades.pptx

Slidesolange
SlidesolangeSlidesolange
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.pptFATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
CRISTINA380470
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
Elisandra Manfroi
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
Elisandra Manfroi
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
Elisandra Manfroi
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
Elisandra Manfroi
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
Elisandra Manfroi
 
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Biblioteca Campus VII
 
Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009
Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009
Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009
Biblioteca Campus VII
 
Formação de professores na escola capitalista
Formação de professores na escola capitalistaFormação de professores na escola capitalista
Formação de professores na escola capitalista
Rosyane Dutra
 
A educação infantil na história e na atualidade
A educação infantil na história e na atualidadeA educação infantil na história e na atualidade
A educação infantil na história e na atualidade
Gizelda Rodrigues de Araújo
 
652 2279-1-pb
652 2279-1-pb652 2279-1-pb
652 2279-1-pb
olhosdemel
 
Educação terapêutica o que a psicanálise pode pedir a educação
Educação terapêutica  o que a psicanálise pode pedir a educaçãoEducação terapêutica  o que a psicanálise pode pedir a educação
Educação terapêutica o que a psicanálise pode pedir a educação
CLIP_ColegioOswald
 
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênioSão vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
Tania Braga
 
2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos
2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos
2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos
PoLiciana Alves de Paula
 
Projeto pdf
Projeto pdfProjeto pdf
Projeto pdf
Projeto pdfProjeto pdf
A Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do mal
A Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do malA Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do mal
A Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do mal
Jean Michel Gallo Soldatelli
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
Fernando Pissuto
 
Tic na educação infantil
Tic na educação infantilTic na educação infantil
Tic na educação infantil
eliasdemoch
 

Semelhante a Aula-1-problemas-e-dificuldades.pptx (20)

Slidesolange
SlidesolangeSlidesolange
Slidesolange
 
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.pptFATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
FATORES INTERPESSOAIS E SOCIOAMBIENTAIS DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM.ppt
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
 
Cidade Educadora
Cidade EducadoraCidade Educadora
Cidade Educadora
 
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
 
Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009
Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009
Monografia Maria Ivone Pedagogia 2009
 
Formação de professores na escola capitalista
Formação de professores na escola capitalistaFormação de professores na escola capitalista
Formação de professores na escola capitalista
 
A educação infantil na história e na atualidade
A educação infantil na história e na atualidadeA educação infantil na história e na atualidade
A educação infantil na história e na atualidade
 
652 2279-1-pb
652 2279-1-pb652 2279-1-pb
652 2279-1-pb
 
Educação terapêutica o que a psicanálise pode pedir a educação
Educação terapêutica  o que a psicanálise pode pedir a educaçãoEducação terapêutica  o que a psicanálise pode pedir a educação
Educação terapêutica o que a psicanálise pode pedir a educação
 
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênioSão vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
São vários os problemas que se perpetuam e se intensificam nesse novo milênio
 
2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos
2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos
2° parte a educação infantil sofreu grandes transformações nos últimos tempos
 
Projeto pdf
Projeto pdfProjeto pdf
Projeto pdf
 
Projeto pdf
Projeto pdfProjeto pdf
Projeto pdf
 
A Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do mal
A Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do malA Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do mal
A Influência dos Clássicos da Disney na criação dos estereótipos do bem e do mal
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
 
Tic na educação infantil
Tic na educação infantilTic na educação infantil
Tic na educação infantil
 

Último

Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 

Último (20)

Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 

Aula-1-problemas-e-dificuldades.pptx

  • 2. Infância e aprendizagem: um breve histórico e aproximações entre conceitos Ms. Juliana da Silva Araujo Alencar
  • 3. A infância é uma das grandes invenções da Renascença (Séc. XIV a XVI). Surgi ligada a educação e moral que ganhou destaque no fim da idade média. No século XVI passa a ser entendida como uma estrutura social e uma condição psicológica diferenciada. Aula 1 – Unidade 1 História da Infância: a construção de um objeto de estudo.
  • 4. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. Período Clássico da Grécia Antiga, as crianças eram entendidas como sendo sujeitos que não haviam sido alfabetizados. As crianças eram vistas como aquelas que precisavam ser corrigidas a qualquer custo, inclusive por meio de castigos físicos intensos, para tornarem-se educadas segundos os critérios sociais da época. Invasão do império Romano: a alfabetização social foi substituída pela alfabetização corporativa, na qual poucos têm acesso a esta modalidade e formam a corporação de Escribas, por conseguinte privilegiados .
  • 5. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. Rousseau (1712-1778) foi importante nesse momento para evidenciar que a noção de infância só foi forjada como um contraponto da vida adulta. No mundo dos letrados, a criança passa a ser reconhecida como aquela que precisa se tornar adulta. Problemas e dificuldades de aprendizagem
  • 6. Na Idade moderna a infância passa a ser vista como uma fase de preparação para a vida produtiva, determinando um dever ser desses sujeitos como indivíduos ainda não prontos, imaturos e não ainda socializados para participar integralmente da vida em sociedade CASTRO, 2013, p. 17
  • 7. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. Idade Média: sentimentos com relação a criança era o de paparicação e o de exasperação. Noção de Apego comprometida em razão do alto índice de mortalidade. Princípio educativo: oralidade. Crianças e adultos viviam todos juntos sem a menor diferenciação Vergonha e pudor como influencia na construção da noção da infância. Escolas não diferenciavam por idade e competências. Problemas e dificuldades de aprendizagem
  • 8. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. Transição do feudalismo para o Capitalismo. Muda a relação familiar. Da família extensa para a nuclear. O papel das transformações técnico científicas e o surgimento da burguesia. Problemas e Dificuldades de Aprendizagem na Infância
  • 9. A ênfase dada a escolarização passou a nortear toda a forma de pensar e agir sobre a criança. Da liberdade irrestrita da Idade Média, a criança passa a ser objeto de constante vigilância do olhar do adulto, pois esta precisa ser cuidada e orientada para cumprir com os preceitos da nova organização social. Problemas e dificuldades de aprendizagem na Infância.
  • 10. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. A demanda de escolarizar, com materiais adequados à idade, em conjunto com as salas seriadas trouxeram consigo a ideia de estágio da infância, considerando, a partir do olhar educacional e do adulto, o que uma criança de determinada idade deve ou não aprender, formulando a lógica e também os pré-requisitos da aprendizagem. Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância.
  • 11. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. Passa a se exigir da criança “um forte senso de individualidade, a capacidade de pensar lógica e seqüencialmente, a capacidade de se distanciar dos símbolos, a capacidade de manipular altas ordens de abstração, a capacidade de adiar o prazer” (POSTMAN, 1999, p. 60). Difícil cumprir com tal expectativa. Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 12. Problemas e dificuldades de aprendizagem na Infância.
  • 13. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. Base econômica e a história da escolarização. Formar mão de obra Atender as crianças e liberar as mães para o trabalho. Princípio higienista e a função das creches. Papel da mulher na economia dita a visão de desenvolvimento defendida socialmente. Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 14. Desigualdade social marcava a diferença entre a pré-escola e os jardins de infância. ONU alerta para a condição da infância no mundo. No Brasil a constituição 1988, o ECA de 1990 alerta sobre os direitos das crianças. LDB 1996: Educação Infantil. Problemas e dificuldades de aprendizagem na Infância.
  • 15. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. A concepção de infância e de escolarização fez surgir novas disciplinas: Psicologia do Desenvolvimento Psicologia da Aprendizagem Psicologia dos problemas de aprendizagem. Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 16. História da Infância: a construção de um objeto de estudo. A concepção de infância e de escolarização fez surgir novas disciplinas: Psicologia do Desenvolvimento Psicologia da Aprendizagem Psicologia dos problemas de aprendizagem. Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 17. Desenvolvimento infantil e a questão da maturidade para aprendizagem O que é desenvolvimento: “[...] o processo ordenado e contínuo que principia com a própria vida, no ato da concepção, e abrange todas as modificações que ocorrem no organismo e na personalidade” (JOSÉ; COELHO, 2009, p. 10). Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 18. Concepções do desenvolvimento Evolucionista: inatista maturacionista. Hereditariedade: da cor dos olhos ao nível de inteligência.  A aprendizagem não é influenciada pela experiências vividas.  Não aprende em razão da imaturidade biológica. Escalas de inteligência: estudos de Binet Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 19. Sócio-Histórica O desenvolvimento é entendido como “[...] um processo de internalização de modos culturais de pensar e agir. Esse processo de internalização inicia-se nas relações sociais, nas quais os adultos ou as crianças mais velhas, por meio da linguagem, do jogo, do ‘fazer junto’ ou do ‘fazer para’, compartilham com a criança seus sistemas de pensamento e ação” (Fontana e Cruz,1997, p. 63, aspas do autor). Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância
  • 20. Processo de escolarização e importante, pois possibilita o contato sistematizado e intenso dos indivíduos com sistemas organizados de conhecimentos, além de fornecer instrumentos para elaborar e mediatizar seu processo de desenvolvimento Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância.
  • 21. Maturidade Compreensão de Maturidade na T.H.C.  Zona do Desenvolvimento Real  Zona do Desenvolvimento Proximal Problemas e dificuldades de aprendizagem na infância