SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
O que são citações?
 As citações são as ideias retiradas dos textos lidos e
servem para dar a fundamentação teórica para os
trabalhos acadêmicos comprovando a fonte das quais
foram extraídas;
 “Menção de uma informação extraída de outra fonte.”
(ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2002a,
p. 1).
Quais são os tipos de citações?
 Citação direta;
• Citação direta com até três linhas;
• Citação direta com mais de três linhas;
 Citação indireta;
 Citação de citação.
Citação direta
 É a transcrição/cópia de um parágrafo, frase ou uma
expressão, usando as mesmas palavras do autor do
trabalho, com a indicação da fonte consultada.
 Deve se conservar:
• a grafia;
• a pontuação;
• incoerências;
• erros de ortografia;
• erros de concordância.
Citação direta com até três linhas
 Devem ser inseridas no texto entre “aspas duplas”
com indicação do sobrenome do autor, ano, volume
(se houver) e número de página entre parênteses.
Exemplo:
Cruz e Ribeiro (2004, p. 176) afirmam que “[...] uma
citação é textual quando há a transcrição literal do
texto de um autor.”
autores ano e página
Exemplos:
Solomons e Fryhle (2009, v. 2, p. 405) afirmam que “Os
químicos estão se aproveitando da adaptabilidade
natural do sistema.”
“Houve sol, e grande sol, naquele domingo de 1888, em
eu o senado voltou a lei, que a reagente sancionou [...]”
(ASSIS, 1994, v. 3, p. 583).
autores ano, volume e página
autor, ano, volume, página
Citação direta com até três linhas
Citação direta com mais de três linhas
 Devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem
esquerda, com letra menor (tamanho 10) que a do texto
utilizado, sem as aspas, com espaçamento simples
entrelinhas.
Exemplos: A bibliografia visa apresentar ao leitor a
documentação, citada ou consultada, relacionada
com o tema abordado, proporcionando um referencial
bibliográfico para um eventual aprofundamento do
tema ou para uma revisão do trabalho. (TACHIZAWA;
MENDES, 2009, p. 59).
A bibliografia visa apresentar ao leitor a
documentação, citada ou consultada, relacionada
com o tema abordado, proporcionando um referencial
bibliográfico para um eventual aprofundamento do
tema ou para uma revisão do trabalho.
De acordo com Tachizawa e Mendes (2009, p. 59)
Citação indireta
 Transcrição da ideia de um autor, usando outras
palavras, conservando o sentido do texto original.
 Não se utilizam aspas.
 A indicação da(s) páginas(s) consultada(s) é opcional.
Citação indireta
Exemplos:
Com efeito, Sordi e Ludke (2009, p. 322), defendem a
Avaliação Institucional Participativa (AIP), como alternativa
para se potencializar a adesão dos agentes da escola a
projetos de qualificação do ensino.
Toda ciência utiliza inúmeras técnicas na obtenção de
seus propósitos, quaisquer que sejam os métodos ou
procedimentos empregados (MARCONI; LAKATOS, 2007).
Citação de citação
 É a transcrição direta ou indireta de um texto em que
não se teve acesso ao original.
 Utiliza-se o termo em latim: apud (citado por).
 Deve obedecer ao mesmo critério da citação direta e
indireta.
 Aparece na lista de referência apenas o trabalho dos
autores citantes.
Citação de citação
o No texto:
Paulino et al. (2003 apud ANDRADE, 2010), ressaltam
que o tipo de suplemento depende da composição química
do pasto.
o Na referência:
ANDRADE, Eunice Maia de. Semiárido e o manejo dos
recursos naturais: uma proposta de uso adequado do
capital natural. Fortaleza: Imprensa Universitária da UFC,
2010. 396 p.
Exemplos:
o No texto:
“Um texto é citado para ser interpretado ou para dar
apoio a uma interpretação.” (ECO, 1983, p. 121 apud
KOCHE, 2009, p. 147).
o Na referência:
KOCHE, José Carlos. Fundamentos de metodologia
científica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa. 28. ed.
Petrópolis: Vozes, 2009. 182 p.
Citação de citação
Exemplos:
Citação de informação verbal
 Em caso de dados obtidos por informação verbal
(palestras, debates, comunicações etc.), indicar entre
parênteses a expressão informação verbal e os dados
disponíveis devem ser mencionados somente em
notas de rodapé.
Citação de informação verbal
o No texto:
Verifique se o seu e-mail está cadastrado e atualizado no
sistema Pergamum, para que você possa receber os e-mails da
biblioteca (informação verbal)1.
_________________
1 Informação fornecida por Islânia Castro no curso Biblioteca pra quê te quero:
iniciação a pesquisa e ao uso dos recursos informacionais, realizado em
Fortaleza, em maio de 2013.
Exemplo:
 Em caso de dados obtidos por informação verbal
(palestras, debates, comunicações etc.), indicar entre
parênteses a expressão informação verbal e os dados
disponíveis devem ser mencionados somente em notas
de rodapé.
Exemplo:
Citação de obras em fase de elaboração
Exemplo:
o No texto:
A normalização de documentos técnico-científicos tem como
finalidade tornar eficaz a comunicação no meio acadêmico (em fase
de elaboração)2.
o No rodapé:
___________________
2 Normas para apresentação de trabalhos acadêmicos da Universidade
Federal do Ceará, de autoria da Comissão de Normalização, a ser
editado pela Editora da UFC, 2013.
 Menciona-se o fato entre parênteses, indicando os
dados disponíveis em notas de rodapé.
Supressões em citações
 As supressões em uma citação são indicadas usando-
se [...].
 As omissões em citação são permitidas quando estas
não alteram o sentido do texto.
Exemplo:
Nascimento (2008, p. 2), aponta que “[...] a biblioteca
universitária [...] precisa estar atenta às mudanças tecnológicas
e educacionais, adequando seus serviços e acompanhando-os
aos novos paradigmas [...]” da educação.
Interpolações, acréscimos ou comentários
em citações
 As interpolações, acréscimos ou comentários em uma
citação são indicadas usando-se [ ]:
Exemplo:
“Neste sentido, se reconhece no processo de produção
rural a utilização de formas primitivas de uso da energia
[fotossíntese].” (SILVA, 1999, p. 179).
Ênfase ou destaque em citações:
o A ênfase ou destaque em uma citação pode ser dada
usando-se sublinhado ou negrito ou itálico.
o Deve constar a informação “grifo nosso”, após a página,
separadas por vírgula.
Exemplo:
Dias e Pires (2004 apud DUARTE, 2009, p. 16, grifo
nosso) definem estudos de usuários como
[...] uma investigação que objetiva identificar e
caracterizar os interesses, as necessidades e os
hábitos de uso de informação de usuários reais
e/ou potenciais de um sistema de informação.
Ênfase ou destaque em citações
 Quando já houver ênfase ou destaque dado pelo
autor, deve constar a informação “grifo do autor”, após
a página, separadas por vírgula.
Exemplo:
"Definir é fazer conhecer o conceito que temos a
respeito de alguma coisa, é dizer o que a coisa é, sob o
ponto de vista da nossa compreensão." (RUDIO, 2002, p.
29, grifo do autor).
Tradução de citação
o Deve constar a informação “tradução nossa”,
após a página, separadas por vírgula.
Exemplo:
“O aleitamento materno é capaz de prolongar a
infertilidade após o parto, inibindo a ovulação e a
menstruação.” (DEWEY et al., 1997, p. 44, tradução
nossa).
Sistema de chamada de citações
 Sistema numérico
 Sistema autor-data
Sistema numérico
 Neste sistema, a indicação da fonte é feita por uma
numeração única e consecutiva, em algarismos
arábicos, remetendo a lista de referências ao final
do trabalho, na mesma ordem que aparece no
texto.
 Não pode ser utilizado quando há notas de rodapé.
Sistema numérico
Exemplo:
 No texto:
“A epilepsia é uma doença relativamente comum na
população geral, apresentando incidência bastante variável
nos diferentes países.”1
OU
“Fazendo um relatório com algumas notas de rodapé”(2)
 Na lista de Referências:
1 YACUBIAN, E. M. T. (Org.). Tratamento medicamentoso
das epilepsias. 2. ed. São Paulo: Lemos, 2004.
2 MCGREGOR, Douglas. O lado humano da empresa. 3. ed.
São Paulo: M. Fontes, 1999.
Sistema autor-data
o A indicação da fonte é feita pela entrada (autor ou título),
seguido da data de publicação e página, se for direta.
o Quando o autor ou o título estiver incluído na sentença
deverá ser escrito em Maiúsculo e minúsculo com
apenas a data e a página (se for direta), entre
parênteses.
Exemplo:
De acordo com Cruz (2006) podemos dizer que a
rede prestadora de serviços de atenção à população
infantil é grande, carecendo de uma prática sistemática
de avaliação qualitativa dos programas e serviços.
o Quando o autor ou título aparecem no final da
sentença deverá ser escrito em MAIÚSCULO,
seguido da data e página (se for direta), separados
por vírgula e entre parênteses.
Exemplo:
Podemos dizer que a rede prestadora de serviços
de atenção à população infantil é grande, carecendo
de uma prática sistemática de avaliação qualitativa
dos programas e serviços (CRUZ, 2006).
Sistema autor-data
o A lista de referências deve vir em ordem alfabética no
final do trabalho.
Exemplo:
No texto:
(MATOS, 1997) ou Matos (1997)
(NORMALIZAÇÃO..., 2002) ou Normalização... (2002)
Na lista de referências:
MATOS, F. J. A. O formulário fitoterápico do Professor Dias da Rocha.
2. ed. Fortaleza: Ed. UFC, 1997. 258 p.
NORMALIZAÇÃO de publicações oficiais: notas. Revista da Tribuna
Oficial, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 52-55, 2002.
Sistema autor-data
 Havendo até três autores, citam-se todos:
Exemplo:
 Ferreira (2011)
 (FERREIRA, 2011)
 Moreira e Carvalho (2013)
 (MOREIRA; CARVALHO, 2013)
 Segundo Cruz, Perota e Mendes (2000, p. 26)
 (CRUZ; PEROTA; MENDES, 2000, p. 26)
Importante
 Havendo mais de três autores, indica-se o primeiro
seguido da expressão et al. (do latim et alii, que
significa e outros), do ano e da página.
Exemplo:
 Alandi et al. (2001, p. 198)
 (ALANDI et al., 2001, p. 198)
Importante
 Quando houver coincidência de autores com o mesmo
sobrenome e data, acrescentam-se as iniciais de seus
prenomes;
Exemplo:
 (FERREIRA, C., 2007, p. 20).
 (FERREIRA, L., 2007, p. 40).
 se ainda persistir a coincidência colocam-se os
prenomes por extenso:
Exemplo:
 (FERREIRA, Luís, 2007, p. 23).
 (FERREIRA, Leandro, 2007, p. 40).
Importante
 Havendo citações de diversos documentos de um
mesmo autor, no mesmo ano, acrescentam-se ao ano
letras minúsculas, sem espaçamento:
Exemplo:
 (SILVA, 2007a, p. 37).
 (SILVA, 2007b, p. 39).
 Segundo Silva (2007a, p. 37)
 Segundo Silva (2007b, p. 39)
Importante
 Havendo citações indiretas de diversos
documentos de mesma autoria, publicados em
anos distintos, mencionados simultaneamente, as
datas devem figurar separadas por vírgula:
Exemplo:
Segundo Rudio (2002, 2003)
(RUDIO, 2002, 2003).
Importante
 Havendo citações indiretas de diversos documentos de
vários autores mencionados simultaneamente e que
expressam a mesma ideia, separam-se os autores por
ponto e vírgula, em ordem alfabética, independente do
ano de publicação:
Exemplo:
 (FERREIRA, 2006; SILVA, 2007).
 (FONSECA, 2007; PAIVA, 2005; SILVA, 2006).
Importante
Obras sem indicação de
autoria ou responsabilidade
 A citação deve ser feita pela primeira palavra do título
seguida de reticências, data da publicação do
documento e da(s) página(s) da citação.
Exemplo:
 No texto:
“As IES implementarão mecanismos democráticos,
legítimos e transparentes de avaliação sistemática das
suas atividades [...].” (ANTEPROJETO..., 1987, p. 55).
 Na referência:
ANTEPROJETO de lei. Estudos e Debates, Brasília,
DF, n. 13, p. 51-60, jan. 1987.
Obras sem indicação de
autoria ou responsabilidade
 Se o título iniciar por artigo ou monossílabo, este deve
ser incluído na indicação da fonte.
Exemplo:
 No texto:
“Em Nova Londrina (PR) as crianças são levadas às
lavouras a partir dos 5 anos.” (NOS CANAVIAIS..., 1995, p.
12).
 Na referência:
NOS CANAVIAIS, mutilação em vez de lazer e escola. O
Globo, Rio de Janeiro, 16 jul. 1995. O País, p. 12.
REFERÊNCIAS
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: apresentação de
citações em documentos. Rio de Janeiro, 2002a.
______. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação.
Rio de Janeiro, 2011.
______. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro,
2002b.
______. O que é normalização. 2001. Disponível em: <http://www.abnt.org.br>. Acesso em:
30 abr. 2012.
FRANÇA, Júnia Lessa; VASCONCELLOS, Ana Cristina de. Manual para normalização de
publicações técnico-científicas. 8. ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Normas de apresentação
tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993.
MOURA, Eliene Maria Vieira de. Normalização das teses e dissertações no contexto da
biblioteca digital. 2009. 136 f. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Gestão da
Educação Superior) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2009.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Sistema de Bibliotecas. Normas para
apresentação de documentos científicos. 2. ed. Curitiba, 2007. 9 v.
RECOMENDAÇÕES
• Copiar os dados principais de todos os documentos:
– Livros: autor, título, edição, local e data.
– Periódicos: autor, título, periódico, local, volume, número, página e data.
• Em periódicos (autor, título, periódico, local, volume, número,
página, data).
• Colocar o número da página em todas as citações, logo de início.
• Utilizar os serviços e mecanismos disponibilizados pelas
bibliotecas.
• Procurar fazer uma revisão da normalização.
• A padronização dos trabalhos acadêmicos é de responsabilidade
de autores e orientadores.
MAIS INFORMAÇÕES
• Normalização de trabalhos acadêmicos da UFC:
http://www.biblioteca.ufc.br/index.php?option=com_content&task=view&id=
659&Itemid=79
Elaborado por Isabela Rocha e atualizado pela Comissão de
Normalização/BU/UFC em 30/04/2015
Contato:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 04 metodologia de um tcc
Aula 04   metodologia de um tccAula 04   metodologia de um tcc
Aula 04 metodologia de um tcc
Hidematuda
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
RafaelBorges3
 
Modelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientificoModelo de artigo cientifico
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
jlpaesjr
 
Revisão bibliográfica
Revisão bibliográficaRevisão bibliográfica
Artigo cientifico (como fazer)
Artigo cientifico (como fazer)Artigo cientifico (como fazer)
Artigo cientifico (como fazer)
Fernanda Câmara
 
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slideSlide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Vera Moreira Matos
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
Cursos Profissionalizantes
 
Modelo slide para apresentação do artigo
Modelo   slide para apresentação do artigoModelo   slide para apresentação do artigo
Modelo slide para apresentação do artigo
Adelmo Bicalho
 
Métodos e tipos de pesquisa
Métodos e tipos de pesquisaMétodos e tipos de pesquisa
Métodos e tipos de pesquisa
Isabella Marra
 
Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tcc
Alan
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
Felipe Pereira
 
O Estudo De Caso
O Estudo De CasoO Estudo De Caso
O Estudo De Caso
calaisgarcia
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Modelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula práticaModelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula prática
TEYSON VASCONCELOS
 
Apresentação iniciação científica
Apresentação   iniciação científicaApresentação   iniciação científica
Apresentação iniciação científica
Gerdian Teixeira
 
TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.
TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.
TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.
Diego Ventura
 
19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia
Joao Balbi
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
Vinícius Oliveira da Costa
 
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozTCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 

Mais procurados (20)

Aula 04 metodologia de um tcc
Aula 04   metodologia de um tccAula 04   metodologia de um tcc
Aula 04 metodologia de um tcc
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
 
Modelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientificoModelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientifico
 
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
 
Revisão bibliográfica
Revisão bibliográficaRevisão bibliográfica
Revisão bibliográfica
 
Artigo cientifico (como fazer)
Artigo cientifico (como fazer)Artigo cientifico (como fazer)
Artigo cientifico (como fazer)
 
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slideSlide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
Slide referenciação bibliográfica segundo normas da abnt slide
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Modelo slide para apresentação do artigo
Modelo   slide para apresentação do artigoModelo   slide para apresentação do artigo
Modelo slide para apresentação do artigo
 
Métodos e tipos de pesquisa
Métodos e tipos de pesquisaMétodos e tipos de pesquisa
Métodos e tipos de pesquisa
 
Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tcc
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
 
O Estudo De Caso
O Estudo De CasoO Estudo De Caso
O Estudo De Caso
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Metodologia científica
 
Modelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula práticaModelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula prática
 
Apresentação iniciação científica
Apresentação   iniciação científicaApresentação   iniciação científica
Apresentação iniciação científica
 
TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.
TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.
TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS.
 
19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozTCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
 

Semelhante a Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)

Citações e referências
Citações e referênciasCitações e referências
Citações e referências
Tânia Stoffel
 
Citacoesnotexto abnt[1]
Citacoesnotexto abnt[1]Citacoesnotexto abnt[1]
Citacoesnotexto abnt[1]
Unir-Metodologia
 
13 citações
13 citações13 citações
13 citações
Joao Balbi
 
Citações no Texto Conforme ABNT
Citações no Texto Conforme ABNTCitações no Texto Conforme ABNT
Citações no Texto Conforme ABNT
Unir-Metodologia
 
Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...
Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...
Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...
MiguelMonteiro599253
 
Como fazer citações bibliográficas?
Como fazer citações bibliográficas?Como fazer citações bibliográficas?
Como fazer citações bibliográficas?
sousamendes
 
Resumo normas abnt
Resumo normas abntResumo normas abnt
Resumo normas abnt
Edielton Paulo
 
Citacoes slides unesp-abnt_2009
Citacoes slides unesp-abnt_2009Citacoes slides unesp-abnt_2009
Citacoes slides unesp-abnt_2009
André de Oliveira
 
ABNT fácil
ABNT fácilABNT fácil
ABNT fácil
M. Torres
 
Lit_inf plágio_versão 2
Lit_inf plágio_versão 2Lit_inf plágio_versão 2
Lit_inf plágio_versão 2
Julieta Silva
 
Oficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficasOficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficas
Biblioteca Central FZEA/USP
 
FACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - Citação
FACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - CitaçãoFACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - Citação
FACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - Citação
Jordano Santos Cerqueira
 
Citações biblográficas
Citações biblográficasCitações biblográficas
Citações biblográficas
Fernanda Freitas
 
Referências bibliográficas e citações
Referências bibliográficas e citaçõesReferências bibliográficas e citações
Referências bibliográficas e citações
Biblioteca Escola Secundária
 
Abnt normalização fzea_atualizada
Abnt normalização fzea_atualizadaAbnt normalização fzea_atualizada
Abnt normalização fzea_atualizada
Biblioteca Central FZEA/USP
 
NORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNT
NORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNTNORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNT
NORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNT
Alexandre Kröker
 
Conceitos
ConceitosConceitos
Conceitos
dancs10
 
Como fazer citações bibliográficas
Como fazer citações bibliográficasComo fazer citações bibliográficas
Como fazer citações bibliográficas
carlamltavares
 
Como fazer citação segunda ABNT
Como fazer citação segunda ABNTComo fazer citação segunda ABNT
Como fazer citação segunda ABNT
Biblioteca Central FZEA/USP
 
Normas da APA
Normas da APANormas da APA
Normas da APA
Hilma Khoury
 

Semelhante a Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC) (20)

Citações e referências
Citações e referênciasCitações e referências
Citações e referências
 
Citacoesnotexto abnt[1]
Citacoesnotexto abnt[1]Citacoesnotexto abnt[1]
Citacoesnotexto abnt[1]
 
13 citações
13 citações13 citações
13 citações
 
Citações no Texto Conforme ABNT
Citações no Texto Conforme ABNTCitações no Texto Conforme ABNT
Citações no Texto Conforme ABNT
 
Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...
Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...
Ferramentas de pesquisa de informacao cientifica e gestores de referencias bi...
 
Como fazer citações bibliográficas?
Como fazer citações bibliográficas?Como fazer citações bibliográficas?
Como fazer citações bibliográficas?
 
Resumo normas abnt
Resumo normas abntResumo normas abnt
Resumo normas abnt
 
Citacoes slides unesp-abnt_2009
Citacoes slides unesp-abnt_2009Citacoes slides unesp-abnt_2009
Citacoes slides unesp-abnt_2009
 
ABNT fácil
ABNT fácilABNT fácil
ABNT fácil
 
Lit_inf plágio_versão 2
Lit_inf plágio_versão 2Lit_inf plágio_versão 2
Lit_inf plágio_versão 2
 
Oficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficasOficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficas
 
FACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - Citação
FACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - CitaçãoFACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - Citação
FACELI - 3° período - Curso de Metodologia da Pesquisa - Citação
 
Citações biblográficas
Citações biblográficasCitações biblográficas
Citações biblográficas
 
Referências bibliográficas e citações
Referências bibliográficas e citaçõesReferências bibliográficas e citações
Referências bibliográficas e citações
 
Abnt normalização fzea_atualizada
Abnt normalização fzea_atualizadaAbnt normalização fzea_atualizada
Abnt normalização fzea_atualizada
 
NORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNT
NORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNTNORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNT
NORMALIZACAO DE TRABALHOS ACADEMICOS Citações ABNT
 
Conceitos
ConceitosConceitos
Conceitos
 
Como fazer citações bibliográficas
Como fazer citações bibliográficasComo fazer citações bibliográficas
Como fazer citações bibliográficas
 
Como fazer citação segunda ABNT
Como fazer citação segunda ABNTComo fazer citação segunda ABNT
Como fazer citação segunda ABNT
 
Normas da APA
Normas da APANormas da APA
Normas da APA
 

Mais de Fábio de Oliveira Matos

Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Fábio de Oliveira Matos
 
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisaAula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Fábio de Oliveira Matos
 
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógicaUm olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
Fábio de Oliveira Matos
 
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
Fábio de Oliveira Matos
 
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
Fábio de Oliveira Matos
 
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Fábio de Oliveira Matos
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
Fábio de Oliveira Matos
 

Mais de Fábio de Oliveira Matos (7)

Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
 
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisaAula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
 
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógicaUm olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
 
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
 
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
 
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 

Último

Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)

  • 2. O que são citações?  As citações são as ideias retiradas dos textos lidos e servem para dar a fundamentação teórica para os trabalhos acadêmicos comprovando a fonte das quais foram extraídas;  “Menção de uma informação extraída de outra fonte.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2002a, p. 1).
  • 3. Quais são os tipos de citações?  Citação direta; • Citação direta com até três linhas; • Citação direta com mais de três linhas;  Citação indireta;  Citação de citação.
  • 4. Citação direta  É a transcrição/cópia de um parágrafo, frase ou uma expressão, usando as mesmas palavras do autor do trabalho, com a indicação da fonte consultada.  Deve se conservar: • a grafia; • a pontuação; • incoerências; • erros de ortografia; • erros de concordância.
  • 5. Citação direta com até três linhas  Devem ser inseridas no texto entre “aspas duplas” com indicação do sobrenome do autor, ano, volume (se houver) e número de página entre parênteses. Exemplo: Cruz e Ribeiro (2004, p. 176) afirmam que “[...] uma citação é textual quando há a transcrição literal do texto de um autor.” autores ano e página
  • 6. Exemplos: Solomons e Fryhle (2009, v. 2, p. 405) afirmam que “Os químicos estão se aproveitando da adaptabilidade natural do sistema.” “Houve sol, e grande sol, naquele domingo de 1888, em eu o senado voltou a lei, que a reagente sancionou [...]” (ASSIS, 1994, v. 3, p. 583). autores ano, volume e página autor, ano, volume, página Citação direta com até três linhas
  • 7. Citação direta com mais de três linhas  Devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor (tamanho 10) que a do texto utilizado, sem as aspas, com espaçamento simples entrelinhas. Exemplos: A bibliografia visa apresentar ao leitor a documentação, citada ou consultada, relacionada com o tema abordado, proporcionando um referencial bibliográfico para um eventual aprofundamento do tema ou para uma revisão do trabalho. (TACHIZAWA; MENDES, 2009, p. 59). A bibliografia visa apresentar ao leitor a documentação, citada ou consultada, relacionada com o tema abordado, proporcionando um referencial bibliográfico para um eventual aprofundamento do tema ou para uma revisão do trabalho. De acordo com Tachizawa e Mendes (2009, p. 59)
  • 8. Citação indireta  Transcrição da ideia de um autor, usando outras palavras, conservando o sentido do texto original.  Não se utilizam aspas.  A indicação da(s) páginas(s) consultada(s) é opcional.
  • 9. Citação indireta Exemplos: Com efeito, Sordi e Ludke (2009, p. 322), defendem a Avaliação Institucional Participativa (AIP), como alternativa para se potencializar a adesão dos agentes da escola a projetos de qualificação do ensino. Toda ciência utiliza inúmeras técnicas na obtenção de seus propósitos, quaisquer que sejam os métodos ou procedimentos empregados (MARCONI; LAKATOS, 2007).
  • 10. Citação de citação  É a transcrição direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original.  Utiliza-se o termo em latim: apud (citado por).  Deve obedecer ao mesmo critério da citação direta e indireta.  Aparece na lista de referência apenas o trabalho dos autores citantes.
  • 11. Citação de citação o No texto: Paulino et al. (2003 apud ANDRADE, 2010), ressaltam que o tipo de suplemento depende da composição química do pasto. o Na referência: ANDRADE, Eunice Maia de. Semiárido e o manejo dos recursos naturais: uma proposta de uso adequado do capital natural. Fortaleza: Imprensa Universitária da UFC, 2010. 396 p. Exemplos:
  • 12. o No texto: “Um texto é citado para ser interpretado ou para dar apoio a uma interpretação.” (ECO, 1983, p. 121 apud KOCHE, 2009, p. 147). o Na referência: KOCHE, José Carlos. Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa. 28. ed. Petrópolis: Vozes, 2009. 182 p. Citação de citação Exemplos:
  • 13. Citação de informação verbal  Em caso de dados obtidos por informação verbal (palestras, debates, comunicações etc.), indicar entre parênteses a expressão informação verbal e os dados disponíveis devem ser mencionados somente em notas de rodapé.
  • 14. Citação de informação verbal o No texto: Verifique se o seu e-mail está cadastrado e atualizado no sistema Pergamum, para que você possa receber os e-mails da biblioteca (informação verbal)1. _________________ 1 Informação fornecida por Islânia Castro no curso Biblioteca pra quê te quero: iniciação a pesquisa e ao uso dos recursos informacionais, realizado em Fortaleza, em maio de 2013. Exemplo:  Em caso de dados obtidos por informação verbal (palestras, debates, comunicações etc.), indicar entre parênteses a expressão informação verbal e os dados disponíveis devem ser mencionados somente em notas de rodapé. Exemplo:
  • 15. Citação de obras em fase de elaboração Exemplo: o No texto: A normalização de documentos técnico-científicos tem como finalidade tornar eficaz a comunicação no meio acadêmico (em fase de elaboração)2. o No rodapé: ___________________ 2 Normas para apresentação de trabalhos acadêmicos da Universidade Federal do Ceará, de autoria da Comissão de Normalização, a ser editado pela Editora da UFC, 2013.  Menciona-se o fato entre parênteses, indicando os dados disponíveis em notas de rodapé.
  • 16. Supressões em citações  As supressões em uma citação são indicadas usando- se [...].  As omissões em citação são permitidas quando estas não alteram o sentido do texto. Exemplo: Nascimento (2008, p. 2), aponta que “[...] a biblioteca universitária [...] precisa estar atenta às mudanças tecnológicas e educacionais, adequando seus serviços e acompanhando-os aos novos paradigmas [...]” da educação.
  • 17. Interpolações, acréscimos ou comentários em citações  As interpolações, acréscimos ou comentários em uma citação são indicadas usando-se [ ]: Exemplo: “Neste sentido, se reconhece no processo de produção rural a utilização de formas primitivas de uso da energia [fotossíntese].” (SILVA, 1999, p. 179).
  • 18. Ênfase ou destaque em citações: o A ênfase ou destaque em uma citação pode ser dada usando-se sublinhado ou negrito ou itálico. o Deve constar a informação “grifo nosso”, após a página, separadas por vírgula. Exemplo: Dias e Pires (2004 apud DUARTE, 2009, p. 16, grifo nosso) definem estudos de usuários como [...] uma investigação que objetiva identificar e caracterizar os interesses, as necessidades e os hábitos de uso de informação de usuários reais e/ou potenciais de um sistema de informação.
  • 19. Ênfase ou destaque em citações  Quando já houver ênfase ou destaque dado pelo autor, deve constar a informação “grifo do autor”, após a página, separadas por vírgula. Exemplo: "Definir é fazer conhecer o conceito que temos a respeito de alguma coisa, é dizer o que a coisa é, sob o ponto de vista da nossa compreensão." (RUDIO, 2002, p. 29, grifo do autor).
  • 20. Tradução de citação o Deve constar a informação “tradução nossa”, após a página, separadas por vírgula. Exemplo: “O aleitamento materno é capaz de prolongar a infertilidade após o parto, inibindo a ovulação e a menstruação.” (DEWEY et al., 1997, p. 44, tradução nossa).
  • 21. Sistema de chamada de citações  Sistema numérico  Sistema autor-data
  • 22. Sistema numérico  Neste sistema, a indicação da fonte é feita por uma numeração única e consecutiva, em algarismos arábicos, remetendo a lista de referências ao final do trabalho, na mesma ordem que aparece no texto.  Não pode ser utilizado quando há notas de rodapé.
  • 23. Sistema numérico Exemplo:  No texto: “A epilepsia é uma doença relativamente comum na população geral, apresentando incidência bastante variável nos diferentes países.”1 OU “Fazendo um relatório com algumas notas de rodapé”(2)  Na lista de Referências: 1 YACUBIAN, E. M. T. (Org.). Tratamento medicamentoso das epilepsias. 2. ed. São Paulo: Lemos, 2004. 2 MCGREGOR, Douglas. O lado humano da empresa. 3. ed. São Paulo: M. Fontes, 1999.
  • 24. Sistema autor-data o A indicação da fonte é feita pela entrada (autor ou título), seguido da data de publicação e página, se for direta. o Quando o autor ou o título estiver incluído na sentença deverá ser escrito em Maiúsculo e minúsculo com apenas a data e a página (se for direta), entre parênteses. Exemplo: De acordo com Cruz (2006) podemos dizer que a rede prestadora de serviços de atenção à população infantil é grande, carecendo de uma prática sistemática de avaliação qualitativa dos programas e serviços.
  • 25. o Quando o autor ou título aparecem no final da sentença deverá ser escrito em MAIÚSCULO, seguido da data e página (se for direta), separados por vírgula e entre parênteses. Exemplo: Podemos dizer que a rede prestadora de serviços de atenção à população infantil é grande, carecendo de uma prática sistemática de avaliação qualitativa dos programas e serviços (CRUZ, 2006). Sistema autor-data
  • 26. o A lista de referências deve vir em ordem alfabética no final do trabalho. Exemplo: No texto: (MATOS, 1997) ou Matos (1997) (NORMALIZAÇÃO..., 2002) ou Normalização... (2002) Na lista de referências: MATOS, F. J. A. O formulário fitoterápico do Professor Dias da Rocha. 2. ed. Fortaleza: Ed. UFC, 1997. 258 p. NORMALIZAÇÃO de publicações oficiais: notas. Revista da Tribuna Oficial, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 52-55, 2002. Sistema autor-data
  • 27.  Havendo até três autores, citam-se todos: Exemplo:  Ferreira (2011)  (FERREIRA, 2011)  Moreira e Carvalho (2013)  (MOREIRA; CARVALHO, 2013)  Segundo Cruz, Perota e Mendes (2000, p. 26)  (CRUZ; PEROTA; MENDES, 2000, p. 26) Importante
  • 28.  Havendo mais de três autores, indica-se o primeiro seguido da expressão et al. (do latim et alii, que significa e outros), do ano e da página. Exemplo:  Alandi et al. (2001, p. 198)  (ALANDI et al., 2001, p. 198) Importante
  • 29.  Quando houver coincidência de autores com o mesmo sobrenome e data, acrescentam-se as iniciais de seus prenomes; Exemplo:  (FERREIRA, C., 2007, p. 20).  (FERREIRA, L., 2007, p. 40).  se ainda persistir a coincidência colocam-se os prenomes por extenso: Exemplo:  (FERREIRA, Luís, 2007, p. 23).  (FERREIRA, Leandro, 2007, p. 40). Importante
  • 30.  Havendo citações de diversos documentos de um mesmo autor, no mesmo ano, acrescentam-se ao ano letras minúsculas, sem espaçamento: Exemplo:  (SILVA, 2007a, p. 37).  (SILVA, 2007b, p. 39).  Segundo Silva (2007a, p. 37)  Segundo Silva (2007b, p. 39) Importante
  • 31.  Havendo citações indiretas de diversos documentos de mesma autoria, publicados em anos distintos, mencionados simultaneamente, as datas devem figurar separadas por vírgula: Exemplo: Segundo Rudio (2002, 2003) (RUDIO, 2002, 2003). Importante
  • 32.  Havendo citações indiretas de diversos documentos de vários autores mencionados simultaneamente e que expressam a mesma ideia, separam-se os autores por ponto e vírgula, em ordem alfabética, independente do ano de publicação: Exemplo:  (FERREIRA, 2006; SILVA, 2007).  (FONSECA, 2007; PAIVA, 2005; SILVA, 2006). Importante
  • 33. Obras sem indicação de autoria ou responsabilidade  A citação deve ser feita pela primeira palavra do título seguida de reticências, data da publicação do documento e da(s) página(s) da citação. Exemplo:  No texto: “As IES implementarão mecanismos democráticos, legítimos e transparentes de avaliação sistemática das suas atividades [...].” (ANTEPROJETO..., 1987, p. 55).  Na referência: ANTEPROJETO de lei. Estudos e Debates, Brasília, DF, n. 13, p. 51-60, jan. 1987.
  • 34. Obras sem indicação de autoria ou responsabilidade  Se o título iniciar por artigo ou monossílabo, este deve ser incluído na indicação da fonte. Exemplo:  No texto: “Em Nova Londrina (PR) as crianças são levadas às lavouras a partir dos 5 anos.” (NOS CANAVIAIS..., 1995, p. 12).  Na referência: NOS CANAVIAIS, mutilação em vez de lazer e escola. O Globo, Rio de Janeiro, 16 jul. 1995. O País, p. 12.
  • 35. REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: apresentação de citações em documentos. Rio de Janeiro, 2002a. ______. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2011. ______. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002b. ______. O que é normalização. 2001. Disponível em: <http://www.abnt.org.br>. Acesso em: 30 abr. 2012. FRANÇA, Júnia Lessa; VASCONCELLOS, Ana Cristina de. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 8. ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993. MOURA, Eliene Maria Vieira de. Normalização das teses e dissertações no contexto da biblioteca digital. 2009. 136 f. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2009. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Sistema de Bibliotecas. Normas para apresentação de documentos científicos. 2. ed. Curitiba, 2007. 9 v.
  • 36. RECOMENDAÇÕES • Copiar os dados principais de todos os documentos: – Livros: autor, título, edição, local e data. – Periódicos: autor, título, periódico, local, volume, número, página e data. • Em periódicos (autor, título, periódico, local, volume, número, página, data). • Colocar o número da página em todas as citações, logo de início. • Utilizar os serviços e mecanismos disponibilizados pelas bibliotecas. • Procurar fazer uma revisão da normalização. • A padronização dos trabalhos acadêmicos é de responsabilidade de autores e orientadores.
  • 37. MAIS INFORMAÇÕES • Normalização de trabalhos acadêmicos da UFC: http://www.biblioteca.ufc.br/index.php?option=com_content&task=view&id= 659&Itemid=79
  • 38. Elaborado por Isabela Rocha e atualizado pela Comissão de Normalização/BU/UFC em 30/04/2015 Contato: