SlideShare uma empresa Scribd logo
Reconhecer as especificidades do texto dissertativo: resenha crítica.
Objetivo da aula
Adaptar textos em diferentes linguagens, levando em
conta aspectos linguísticos, históricos e sociais.
Habilidade
• Aprenderemos a estrutura do gênero textual:
resenha crítica.
• Leremos uma resenha crítica.
• Estruturaremos nossa própria opinião para a
elaboração de uma resenha crítica.
O que faremos hoje?
Você já assistiu a algum filme de zumbis? Se sim, qual?
©
Pixabay.
Filmes de zumbis, em teoria, são filmes de terror.
Qual a sua opinião sobre filmes de terror com zumbis?
©
Pixabay.
Excetuando o gênero terror, qual é seu gênero de filme favorito?
Comédia, suspense, ação, aventura, ficção científica, outro gênero...
Em sua opinião, o que faz um filme ser excelente?
Em sua opinião, o que faz um filme ser péssimo?
Zumbi, na ficção, é uma criatura cujo estereótipo se
define, nos livros e na cultura popular, como
um cadáver reanimado, de hábitos noturnos, que vive
a perambular e a agir de forma estranha e instintiva;
um morto-vivo; um ser privado de vontade
própria, sem personalidade.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Zumbi#:~:text=Zumbi%20ou%20zombie%20%C3%A9%20uma,de%20vontade%20pr%C3%B3pria%
2C%20sem%20personalidade.
O filme “Night of the Living Dead”, de 1968, de George A. Romero é
considerado um progenitor do zumbi ficcional da cultura moderna.
Wikimedia Commons. Domínio Público
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Zombies_NightoftheLivingDead.jpg.
Uma resenha crítica é uma análise interpretativa de
uma obra. Nela, o autor expõe os pontos positivos e
negativos sobre determinado objeto artístico,
apresentando o seu ponto de vista sobre filmes,
livros, séries, jogos online, peças de teatro, exposições
artísticas, entre outros.
Exemplo de resenha crítica
O mais genial dos filmes de zumbi, por Mauro Marcel
Filme: A noite dos mortos-vivos.
Diretor: George Romero.
Ano: 1968.
“A noite dos mortos-vivos”, de George Romero, de 1968, é o
filme que definiu as bases para o conceito de zumbi nas
telas de cinema e não é apenas isso: é inteligente e com
uma clara crítica à sociedade contemporânea. Mesmo não
sendo o objetivo do diretor, a crítica está lá e aprofunda-se
na sequência “O despertar dos mortos”, de 1978.
É uma obra prima filmada em preto e branco. Um casal de
irmãos vai visitar o túmulo do pai, e é surpreendido por um
homem estranho vagando pelo cemitério. É o primeiro de
muitos zumbis que passam a persegui-los, povoando a tela
com ideias originais, que passaram a ser utilizadas em
quase todos os subprodutos do gênero, como séries de TV
como “The walking dead”, jogos de vídeo game ,como “The
residente Evil”, inclusive em desfiles, como o que acontece na
cidade de São Paulo no dia de Finados.
O filme de Romero não foi o primeiro sobre a temática
Zumbi, mas foi genial a ponto de indicar caminhos e
possibilidades claramente seguidos por quase todos os que
se aventuram produzindo ou assistindo a uma película
deste que passou a ser um dos subgêneros do terror.
O filme “A noite dos mortos-vivos” é indicado a todos os
amantes de cinema, não apenas de filmes de terror, mas
aos fãs de produções de qualidade.
Imperdível, filme nota 10.
Mauro Marcel
Produzido para esta aula.
No texto lido, o que justifica a “nota 10” que o autor dá ao filme?
Qual o objetivo deste gênero textual?
Onde é possível encontrar este tipo de texto?
Introdução
Opinião objetiva sobre o objeto de análise:
“o filme que definiu as bases para o conceito de zumbi nas
telas de cinema e não é apenas isso: é inteligente e com
uma clara crítica à sociedade contemporânea, [...]”.
Contextualização
Breve explicação sobre o objeto de análise:
“um casal de irmãos vai visitar o túmulo do pai, e é
surpreendido por um homem estranho vagando pelo
cemitério [...]”.
Estrutura de uma resenha crítica
Desenvolvimento
Argumentos que sustentam a opinião:
“não foi o primeiro sobre a temática Zumbi, mas foi genial a
ponto de indicar caminhos e possibilidades claramente
seguidos por quase todos os que se aventuram
produzindo[...]”.
Conclusão
Enfoque na opinião de forma mais direta:
“[...]é indicado a todos os amantes, não apenas de filmes de
terror, mas aos fãs de cinema de qualidade.
Imperdível, filme nota 10.”
Você costuma acompanhar algum crítico de cinema, série ou jogos? Se sim, o
que o(a) leva a confiar na opinião desse analista?
Escolha uma obra: filme, jogo, série de TV, novela, livro, HQ, mangá
ou anime.
Elabore uma resenha.
Dê um título. Siga as orientações desta aula.
Apresente os pontos positivos e negativos.
Se for uma história (livro, filme ou outro) não conte o final (evite
spoilers).
Compartilhe-a nas suas redes sociais ou naquelas da sua escola.
Se houver a possibilidade, grave um vídeo ou um podcast com a sua
resenha.
Apresente ao(à) seu(sua) professor(a).
Atividade complementar
• Aprendemos a estrutura do gênero textual: resenha
crítica;
• Lemos uma resenha crítica;
• Estruturamos nossa própria opinião para a
elaboração de uma resenha crítica.
O que fizemos hoje?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Contos
ContosContos
regras de pontuação
regras de pontuaçãoregras de pontuação
regras de pontuação
carvalho31
 
Roteiro de cinema
Roteiro de cinemaRoteiro de cinema
Roteiro de cinema
ProfFernandaBraga
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Marcia Oliveira
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Paula Meyer Piagentini
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
narrativa de_ficcao
narrativa de_ficcaonarrativa de_ficcao
narrativa de_ficcao
Douglas Rodriguez
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
7 de Setembro
 
Conto
ContoConto
Gênero memórias literárias
Gênero memórias literáriasGênero memórias literárias
Gênero memórias literárias
Renally Arruda
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
GernciadeProduodeMat
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
Ambiguidade
AmbiguidadeAmbiguidade
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Plano de aula crônica
Plano de aula crônicaPlano de aula crônica
Plano de aula crônica
LucianaProf
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
Modalização do discurso
Modalização do discursoModalização do discurso
Modalização do discurso
Miquéias Vitorino
 

Mais procurados (20)

Contos
ContosContos
Contos
 
regras de pontuação
regras de pontuaçãoregras de pontuação
regras de pontuação
 
Roteiro de cinema
Roteiro de cinemaRoteiro de cinema
Roteiro de cinema
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
 
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
narrativa de_ficcao
narrativa de_ficcaonarrativa de_ficcao
narrativa de_ficcao
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Gênero memórias literárias
Gênero memórias literáriasGênero memórias literárias
Gênero memórias literárias
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
Ambiguidade
AmbiguidadeAmbiguidade
Ambiguidade
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Plano de aula crônica
Plano de aula crônicaPlano de aula crônica
Plano de aula crônica
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Modalização do discurso
Modalização do discursoModalização do discurso
Modalização do discurso
 

Semelhante a AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx

8. Narração moderna ou "de arte"
8. Narração moderna ou "de arte"8. Narração moderna ou "de arte"
8. Narração moderna ou "de arte"
Cristiano Canguçu
 
Sexta-feira dos Mortos na Joy Street
Sexta-feira dos Mortos na Joy StreetSexta-feira dos Mortos na Joy Street
Sexta-feira dos Mortos na Joy Street
mabuse h.d.
 
9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf
9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf
9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf
COLEGIO ESTADUAL HERCULANO FARIA
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
Fernanda Monteiro
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
Fernanda Monteiro
 
O solista
O solistaO solista
George a romero
George a romeroGeorge a romero
George a romero
Tiago Costa
 
Cinema critica e resenha
Cinema   critica e resenhaCinema   critica e resenha
Cinema critica e resenha
Daiane Pettine
 
Cinema Marginal Brasileiro
Cinema Marginal BrasileiroCinema Marginal Brasileiro
Cinema Marginal Brasileiro
Stefan Leles
 
Walking dead
Walking dead Walking dead
Walking dead
João Massarolo
 
Historias de terror
Historias de terrorHistorias de terror
Historias de terror
Natalia Guerino
 
3-Gêneros cinematográficos.pptx
3-Gêneros cinematográficos.pptx3-Gêneros cinematográficos.pptx
3-Gêneros cinematográficos.pptx
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Roteiro pedro pazelli slide apresentação
Roteiro pedro pazelli slide apresentaçãoRoteiro pedro pazelli slide apresentação
Roteiro pedro pazelli slide apresentação
Isvaldo Souza
 
Fanzine de divulgação do Filme Febre do Rato
Fanzine de divulgação do Filme Febre do RatoFanzine de divulgação do Filme Febre do Rato
Fanzine de divulgação do Filme Febre do Rato
AMEOPOEMA Editora
 
Filmes Estranhos
Filmes EstranhosFilmes Estranhos
Filmes Estranhos
Samp Motors
 
Texto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..ppt
Texto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..pptTexto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..ppt
Texto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..ppt
PauloCampos849561
 

Semelhante a AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx (16)

8. Narração moderna ou "de arte"
8. Narração moderna ou "de arte"8. Narração moderna ou "de arte"
8. Narração moderna ou "de arte"
 
Sexta-feira dos Mortos na Joy Street
Sexta-feira dos Mortos na Joy StreetSexta-feira dos Mortos na Joy Street
Sexta-feira dos Mortos na Joy Street
 
9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf
9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf
9o-LP-Atividade-1-Genero-Resenha-critica-ou-opinativa-Posicionamento-critico.pdf
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
 
O solista
O solistaO solista
O solista
 
George a romero
George a romeroGeorge a romero
George a romero
 
Cinema critica e resenha
Cinema   critica e resenhaCinema   critica e resenha
Cinema critica e resenha
 
Cinema Marginal Brasileiro
Cinema Marginal BrasileiroCinema Marginal Brasileiro
Cinema Marginal Brasileiro
 
Walking dead
Walking dead Walking dead
Walking dead
 
Historias de terror
Historias de terrorHistorias de terror
Historias de terror
 
3-Gêneros cinematográficos.pptx
3-Gêneros cinematográficos.pptx3-Gêneros cinematográficos.pptx
3-Gêneros cinematográficos.pptx
 
Roteiro pedro pazelli slide apresentação
Roteiro pedro pazelli slide apresentaçãoRoteiro pedro pazelli slide apresentação
Roteiro pedro pazelli slide apresentação
 
Fanzine de divulgação do Filme Febre do Rato
Fanzine de divulgação do Filme Febre do RatoFanzine de divulgação do Filme Febre do Rato
Fanzine de divulgação do Filme Febre do Rato
 
Filmes Estranhos
Filmes EstranhosFilmes Estranhos
Filmes Estranhos
 
Texto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..ppt
Texto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..pptTexto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..ppt
Texto argumentativo Opiniões pessoais, resenha..ppt
 

Mais de VanessaCavalcante37

COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcanteCOMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
VanessaCavalcante37
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
VanessaCavalcante37
 
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptxAULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
VanessaCavalcante37
 
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptxHistórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
VanessaCavalcante37
 
hifen
hifenhifen
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdfMODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
VanessaCavalcante37
 
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdfNOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
VanessaCavalcante37
 
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
VanessaCavalcante37
 
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdfCRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
VanessaCavalcante37
 
FONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdfFONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdf
VanessaCavalcante37
 
figuras de som.pdf
figuras de som.pdffiguras de som.pdf
figuras de som.pdf
VanessaCavalcante37
 
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdfFIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
VanessaCavalcante37
 

Mais de VanessaCavalcante37 (12)

COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcanteCOMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
COMPETÊNCIA 2 da redação do enem prodção textual professora vanessa cavalcante
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
 
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptxAULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
AULA XXX REDAÇÃO (2).pptx
 
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptxHistórias maravilhosas  para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
Histórias maravilhosas para o dia 01- 08 - 2022 8 ANO.pptx
 
hifen
hifenhifen
hifen
 
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdfMODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
MODOS VERBAIS - AULA 7º ANO - 2609.pdf
 
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdfNOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
NOTÍCIA, REPORTAGEM E NOTÍCIA - 8 ANO.pdf
 
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....DIA 08-08 - 6 ANO AULA  DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
DIA 08-08 - 6 ANO AULA DE REDAÇÃO - AGOSTO 2021 (1) [Salvo automaticamente]....
 
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdfCRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
 
FONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdfFONOLOGIA.pdf
FONOLOGIA.pdf
 
figuras de som.pdf
figuras de som.pdffiguras de som.pdf
figuras de som.pdf
 
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdfFIGURAS DE SINTAXE.pdf
FIGURAS DE SINTAXE.pdf
 

Último

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

AULA 8 ANO - RESENHA CRÍTICA.pptx

  • 1. Reconhecer as especificidades do texto dissertativo: resenha crítica. Objetivo da aula Adaptar textos em diferentes linguagens, levando em conta aspectos linguísticos, históricos e sociais. Habilidade
  • 2. • Aprenderemos a estrutura do gênero textual: resenha crítica. • Leremos uma resenha crítica. • Estruturaremos nossa própria opinião para a elaboração de uma resenha crítica. O que faremos hoje?
  • 3. Você já assistiu a algum filme de zumbis? Se sim, qual? © Pixabay.
  • 4. Filmes de zumbis, em teoria, são filmes de terror. Qual a sua opinião sobre filmes de terror com zumbis? © Pixabay.
  • 5. Excetuando o gênero terror, qual é seu gênero de filme favorito? Comédia, suspense, ação, aventura, ficção científica, outro gênero...
  • 6. Em sua opinião, o que faz um filme ser excelente?
  • 7. Em sua opinião, o que faz um filme ser péssimo?
  • 8. Zumbi, na ficção, é uma criatura cujo estereótipo se define, nos livros e na cultura popular, como um cadáver reanimado, de hábitos noturnos, que vive a perambular e a agir de forma estranha e instintiva; um morto-vivo; um ser privado de vontade própria, sem personalidade. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Zumbi#:~:text=Zumbi%20ou%20zombie%20%C3%A9%20uma,de%20vontade%20pr%C3%B3pria% 2C%20sem%20personalidade.
  • 9. O filme “Night of the Living Dead”, de 1968, de George A. Romero é considerado um progenitor do zumbi ficcional da cultura moderna. Wikimedia Commons. Domínio Público https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Zombies_NightoftheLivingDead.jpg.
  • 10. Uma resenha crítica é uma análise interpretativa de uma obra. Nela, o autor expõe os pontos positivos e negativos sobre determinado objeto artístico, apresentando o seu ponto de vista sobre filmes, livros, séries, jogos online, peças de teatro, exposições artísticas, entre outros.
  • 11. Exemplo de resenha crítica
  • 12. O mais genial dos filmes de zumbi, por Mauro Marcel Filme: A noite dos mortos-vivos. Diretor: George Romero. Ano: 1968. “A noite dos mortos-vivos”, de George Romero, de 1968, é o filme que definiu as bases para o conceito de zumbi nas telas de cinema e não é apenas isso: é inteligente e com uma clara crítica à sociedade contemporânea. Mesmo não sendo o objetivo do diretor, a crítica está lá e aprofunda-se na sequência “O despertar dos mortos”, de 1978.
  • 13. É uma obra prima filmada em preto e branco. Um casal de irmãos vai visitar o túmulo do pai, e é surpreendido por um homem estranho vagando pelo cemitério. É o primeiro de muitos zumbis que passam a persegui-los, povoando a tela com ideias originais, que passaram a ser utilizadas em quase todos os subprodutos do gênero, como séries de TV como “The walking dead”, jogos de vídeo game ,como “The residente Evil”, inclusive em desfiles, como o que acontece na cidade de São Paulo no dia de Finados.
  • 14. O filme de Romero não foi o primeiro sobre a temática Zumbi, mas foi genial a ponto de indicar caminhos e possibilidades claramente seguidos por quase todos os que se aventuram produzindo ou assistindo a uma película deste que passou a ser um dos subgêneros do terror. O filme “A noite dos mortos-vivos” é indicado a todos os amantes de cinema, não apenas de filmes de terror, mas aos fãs de produções de qualidade. Imperdível, filme nota 10. Mauro Marcel Produzido para esta aula.
  • 15. No texto lido, o que justifica a “nota 10” que o autor dá ao filme?
  • 16. Qual o objetivo deste gênero textual?
  • 17. Onde é possível encontrar este tipo de texto?
  • 18. Introdução Opinião objetiva sobre o objeto de análise: “o filme que definiu as bases para o conceito de zumbi nas telas de cinema e não é apenas isso: é inteligente e com uma clara crítica à sociedade contemporânea, [...]”. Contextualização Breve explicação sobre o objeto de análise: “um casal de irmãos vai visitar o túmulo do pai, e é surpreendido por um homem estranho vagando pelo cemitério [...]”. Estrutura de uma resenha crítica
  • 19. Desenvolvimento Argumentos que sustentam a opinião: “não foi o primeiro sobre a temática Zumbi, mas foi genial a ponto de indicar caminhos e possibilidades claramente seguidos por quase todos os que se aventuram produzindo[...]”. Conclusão Enfoque na opinião de forma mais direta: “[...]é indicado a todos os amantes, não apenas de filmes de terror, mas aos fãs de cinema de qualidade. Imperdível, filme nota 10.”
  • 20. Você costuma acompanhar algum crítico de cinema, série ou jogos? Se sim, o que o(a) leva a confiar na opinião desse analista?
  • 21. Escolha uma obra: filme, jogo, série de TV, novela, livro, HQ, mangá ou anime. Elabore uma resenha. Dê um título. Siga as orientações desta aula. Apresente os pontos positivos e negativos. Se for uma história (livro, filme ou outro) não conte o final (evite spoilers). Compartilhe-a nas suas redes sociais ou naquelas da sua escola. Se houver a possibilidade, grave um vídeo ou um podcast com a sua resenha. Apresente ao(à) seu(sua) professor(a). Atividade complementar
  • 22. • Aprendemos a estrutura do gênero textual: resenha crítica; • Lemos uma resenha crítica; • Estruturamos nossa própria opinião para a elaboração de uma resenha crítica. O que fizemos hoje?

Notas do Editor

  1. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta
  2. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta
  3. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  4. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  5. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  6. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  7. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  8. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  9. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  10. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta
  11. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta
  12. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  13. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  14. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta
  15. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  16. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  17. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  18. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  19. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  20. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.
  21. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta
  22. Modelo Aplicação Tempo Atividade Ampulheta.