SlideShare uma empresa Scribd logo
Apostila 04 - Aula 19
Professor Claudio Henrique Ramos Sales
SOCIOLOGIA
ETNIA:
Grupo de indivíduos que se diferenciam por
suas especificidades socioculturais, refletidas
principalmente na língua, religião e maneiras
de agir.
 A cultura engloba os padrões de comportamento,
as crenças e os valores, os conhecimentos e os
costumes de cada grupo social
 Não existem culturas inferiores ou superiores.
 Existe uma unidade na diversidade: o que nos
iguala é o fato de sermos diferentes e de lutarmos
pela afirmação dessas diferenças
 Vivermos em um mundo de diferenças não nos
impede de encontrar elementos culturais
praticamente universais
 Exemplo: a maioria dos povos cultiva alguma
forma de prática religiosa, todas elas com a
mesma finalidade (aproximar o ser humano de
uma realidade transcendente, que ele acredita
existir).
 Teoria pseudocientífica difundida no final do séc. XIX e
início do séc. XX.
 Defendiam que o comportamento humano era
condicionado exclusivamente por três fatores:
1. a raça
2. o meio
3. o momento histórico
 Segundo essa teoria não há vontade, não há transgressão,
não há surpresa. Tudo ocorre conforme foi premeditado
por fatores que não podemos controlar.
 As teorias deterministas serviram para emprestar
credibilidade a toda sorte de preconceitos: do
arianismo às crenças pueris de que as pessoas
são mais preguiçosas em países tropicais.
 As diferenças entre os homens não podem ser
explicadas em termos das limitações que lhes são
impostas pelo seu aparato biológico ou pelo seu meio
ambiente.
 A grande qualidade da espécie humana foi a de
romper em suas próprias limitações: um animal frágil,
provido de insignificante força física, dominou toda a
natureza e se transformou no mais temível dos
predadores. Sem asas dominou os ares; sem guelras
ou membranas próprias conquistou os mares.
 Tudo isto porque difere dos outros animais por ser o
único que possui cultura.
 É certo que o “aparato biológico” ou o “meio
ambiente” podem influenciar a conduta humana.
Mas não se trata de determinismo.
 O que mais influencia no nosso comportamento é a
cultura, que consiste num conjunto de valores e
crenças que são “vivos", dinâmicos, do qual o
individuo participa ativamente.
 Os homens são, ao mesmo tempo, construídos pela
sua cultura e construtores dela.
 As pessoas que pertencem a um mesmo
grupo seguem os mesmos padrões culturais,
uma vez que estão sujeitas as mesmas
coerções.
 Padrões culturais: formas relativamente
homogêneas e socialmente aceitas de
pensamentos, sentimentos e ações, assim
como objetos materiais que lhes são
correspondentes.
 Um padrão cultural resulta na interação social
e exerce função de conservar uma forma de
organização social.
 A padronização é inevitável, pois é uma
consequência natural do fato de as pessoas
pertencerem a um mesmo grupo.
 Mas ela é perigosa, na medida em que pode
tornar-se uma regra a ser seguida;
 Pode levar aos etnocentrismos, pois os diferentes
podem ser taxados de inferiores.
 Além disso, um povo mais forte (econômica e/ou
militarmente) pode tentar impor padrões culturais
como forma de aumentar o seu domínio
 Além disso, as imposições culturais podem
ocorrer por meio do cinema, músivca, imprensa,
poder do dinheiro... A própria globalização, ao
diminuir as fronteiras culturais, gera uma forma de
padronização cultural.
 Interessa aos detentores dos meios de produção
do mundo capitalista ampliar os mercados
consumidores.
 Uma cultura altamente padronizada é garantia de
aumento dos lucros daqueles que detêm os meios
de produção.
 A cultura pode se alterar devido a fatores internos
e externos.
 Nesse ultimo caso tem-se a aculturação.
 Esse processo pode significar perda de traços
culturais significativos, como ocorreu com os
índios brasileiros.
 Pode também ser uma experiência menos
traumática, o que caracterizaria uma troca
cultural.
 Embora não seja tarefa fácil, os povos geralmente
buscam modos de resistir à dominação.
 Não apenas de conflitos (armados ou não) vive a
resistência cultural.
 Uma das formas mais interessantes de resistência
que conhecemos é a antropofagia, proposta pelo
brasileiro Oswald de Andrade, em 1928, como o
seu Manifesto antropófago.
 Oswald propõe que ser brasileiro não é nem
fechar os olhos para a cultura estrangeira nem
aceitá-la de modo passivo e submisso
 Mais do que isso: a ideia é reconhecer sua
existência e devorá-la, digerir antropofagicamente
 O resultado disso seria um elemento cultural
inteiramente novo
TRAILER DO FILME: TROPICÁLIA
A antropofagia, por sua postura revolucionária e
provocativa, foi influência definitiva para o
tropicalismo, (movimento artístico que, em 1968,
mudou os rumos da cultura brasileira)
 A Unesco (Organização das Nações Unidas para
a Educação, a Ciência e a Cultura), adotou no dia
20 de outubro de 2005 uma convenção sobre a
proteção e promoção da diversidade das
expressões culturais.
LENINE - DIVERSIDADE
♪♪ Se foi pra ser singular
Que Deus criou a
diferença
Que irá nos aproximar
Intuir o que Ele pensa
Se cada ser é só um
E cada um com sua
crença
Tudo é raro, nada é
comum
Diversidade é a sentença
♪♪
Colégio Morumbi Sul
Professor
Claudio Henrique Ramos Sales
(Professor HENRY)
Professor Claudio Henrique (Henry)
blogdoprofessorhenry.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!
Leonardo Pereira
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Maira Conde
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
Elisama Lopes
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos HumanosDeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
Luci Bonini
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
Victor Claudio
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
Erica Frau
 
Seminário Cultura de Massa
Seminário Cultura de MassaSeminário Cultura de Massa
Seminário Cultura de Massa
Cassio Campos
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Turma Olímpica
 
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e IdeologiaSociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Miro Santos
 
Religião e Sociologia
Religião e SociologiaReligião e Sociologia
Religião e Sociologia
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
Edirlene Fraga
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
Mary Alvarenga
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
Killer Max
 
Aula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O EmpirismoAula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O Empirismo
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
Fillipe Lobo
 

Mais procurados (20)

Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
 
Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos HumanosDeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
 
Seminário Cultura de Massa
Seminário Cultura de MassaSeminário Cultura de Massa
Seminário Cultura de Massa
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
 
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e IdeologiaSociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
 
Religião e Sociologia
Religião e SociologiaReligião e Sociologia
Religião e Sociologia
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Aula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O EmpirismoAula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O Empirismo
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
 

Destaque

A indústria brasileira
A indústria brasileiraA indústria brasileira
A indústria brasileira
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia  cultura - 2º ano- estudar para provaSociologia  cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Socorro Vasconcelos
 
Modulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhosModulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 20 cultura, conhecimento e poder
Aula 20   cultura, conhecimento e poderAula 20   cultura, conhecimento e poder
Aula 20 cultura, conhecimento e poder
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidadeAula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercíciosCapitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Identidade, igualdade e diferença
Identidade, igualdade e diferençaIdentidade, igualdade e diferença
Identidade, igualdade e diferença
Claudio Henrique Ramos Sales
 

Destaque (7)

A indústria brasileira
A indústria brasileiraA indústria brasileira
A indústria brasileira
 
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia  cultura - 2º ano- estudar para provaSociologia  cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
 
Modulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhosModulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhos
 
Aula 20 cultura, conhecimento e poder
Aula 20   cultura, conhecimento e poderAula 20   cultura, conhecimento e poder
Aula 20 cultura, conhecimento e poder
 
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidadeAula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
Aula 19 - Identidade Cultural - padronização e diversidade
 
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercíciosCapitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
Capitulo 02 - Elementos da Cartografia - caderno de exercícios
 
Identidade, igualdade e diferença
Identidade, igualdade e diferençaIdentidade, igualdade e diferença
Identidade, igualdade e diferença
 

Semelhante a Aula 19 - Identidade Cultural - Padronização e diversidade

Cultura um conceito antropológico
Cultura  um conceito antropológicoCultura  um conceito antropológico
Cultura um conceito antropológico
Andreia Regina Moura Mendes
 
Antropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de cultura
Antropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de culturaAntropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de cultura
Antropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de cultura
NathanDosSantos7
 
Sociologia unidade V
Sociologia unidade VSociologia unidade V
Sociologia unidade V
joao paulo
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
Silvia Revez
 
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
admunip2013
 
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptCONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
RubensMartins36
 
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo culturalA diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
Marcos Barros de Miranda
 
Apropriação cultural
Apropriação culturalApropriação cultural
Apropriação cultural
Carolina Bertassoni
 
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
FabioAbagabir1
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
Luziane Santos
 
Breve trajetória da antropologia &
Breve trajetória  da antropologia                 &Breve trajetória  da antropologia                 &
Breve trajetória da antropologia &
Marcello Lemanski
 
Cultura e informação roque laraia
Cultura e informação   roque laraiaCultura e informação   roque laraia
Cultura e informação roque laraia
Portal do Vestibulando
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Claudia araujo
 
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
JosWilliam14
 
Antropologia cultura
Antropologia   culturaAntropologia   cultura
Antropologia cultura
Salomao Lucio Dos Santos
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
Prof. Noe Assunção
 
1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)
1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)
1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)
Israel serique
 
Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
Maira Conde
 
Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica 1
Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica   1Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica   1
Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica 1
Sabrina Bitencourt
 
Cultura
CulturaCultura

Semelhante a Aula 19 - Identidade Cultural - Padronização e diversidade (20)

Cultura um conceito antropológico
Cultura  um conceito antropológicoCultura  um conceito antropológico
Cultura um conceito antropológico
 
Antropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de cultura
Antropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de culturaAntropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de cultura
Antropologia e o desenvolvimento antropológico do conceito de cultura
 
Sociologia unidade V
Sociologia unidade VSociologia unidade V
Sociologia unidade V
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
 
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptCONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
 
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo culturalA diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
A diversidade cultural etnocentrismo e relativismo cultural
 
Apropriação cultural
Apropriação culturalApropriação cultural
Apropriação cultural
 
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
 
Breve trajetória da antropologia &
Breve trajetória  da antropologia                 &Breve trajetória  da antropologia                 &
Breve trajetória da antropologia &
 
Cultura e informação roque laraia
Cultura e informação   roque laraiaCultura e informação   roque laraia
Cultura e informação roque laraia
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
 
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
 
Antropologia cultura
Antropologia   culturaAntropologia   cultura
Antropologia cultura
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
 
1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)
1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)
1 Resumo: cultura, um conceito antropológico (LARAIA)
 
Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
 
Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica 1
Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica   1Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica   1
Exercícios de antropologia, sociologia e sociologia jurídica 1
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 

Mais de Claudio Henrique Ramos Sales

Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito
Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabaritoCapitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito
Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizadoAula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horáriosAulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - IIAulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - IAula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuáriaModulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicosAulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema AngloModulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
O outro lado do fem
O outro lado do femO outro lado do fem
O outro lado do fem
Claudio Henrique Ramos Sales
 
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multiculturalModulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Claudio Henrique Ramos Sales
 

Mais de Claudio Henrique Ramos Sales (20)

Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito
Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabaritoCapitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito
Capitulo 01 - Globalização 01 (Slides) - gabarito
 
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizadoAula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
Aula 04 - A desigualdade social e econômica no mundo globalizado
 
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horáriosAulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
Aulas 05 e 06 - Movimento de rotação: os fusos horários
 
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)Aula 04   Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
Aula 04 Movimento de Translação -As Estações do Ano (sem vídeos)
 
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - IIAulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
Aulas 05 e 06 - Elementos da Cartográfia - II
 
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - IAula 04 - Elementos da Cartográfia - I
Aula 04 - Elementos da Cartográfia - I
 
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuáriaModulo 02 - Economia rural - a pecuária
Modulo 02 - Economia rural - a pecuária
 
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicosAulas 02 e 03 - Blocos econômicos
Aulas 02 e 03 - Blocos econômicos
 
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)Aula 01   Elementos da orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 Elementos da orientação (Sistema Anglo)
 
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 Elementos da Cartografia (Sistema Anglo)
 
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
Aulas 02 e 03 - As coordenadas geográficas (Sistema Anglo)
 
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema AngloModulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
Modulo 01 - Economia rural - extrativismo vegetal (sem vídeos) - Sistema Anglo
 
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
Aula 01 - Globalização da economia (Apostila Anglo)
 
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
Aula 01 - Os pontos de orientação (Sistema Anglo)
 
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
Modulo 18 - A população brasileira - os brancos (apostila Anglo)
 
O outro lado do fem
O outro lado do femO outro lado do fem
O outro lado do fem
 
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
[Sociologia] PEC 241 - PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO 241/2016
 
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multiculturalModulo 16 - Brasil - um país multicultural
Modulo 16 - Brasil - um país multicultural
 
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
 
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
Modulo 15 - População brasileira: estudo de caso (Apostila Sistema Anglo)
 

Último

Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 

Último (20)

Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 

Aula 19 - Identidade Cultural - Padronização e diversidade

  • 1. Apostila 04 - Aula 19 Professor Claudio Henrique Ramos Sales SOCIOLOGIA
  • 2. ETNIA: Grupo de indivíduos que se diferenciam por suas especificidades socioculturais, refletidas principalmente na língua, religião e maneiras de agir.
  • 3.
  • 4.  A cultura engloba os padrões de comportamento, as crenças e os valores, os conhecimentos e os costumes de cada grupo social
  • 5.
  • 6.
  • 7.  Não existem culturas inferiores ou superiores.  Existe uma unidade na diversidade: o que nos iguala é o fato de sermos diferentes e de lutarmos pela afirmação dessas diferenças
  • 8.  Vivermos em um mundo de diferenças não nos impede de encontrar elementos culturais praticamente universais  Exemplo: a maioria dos povos cultiva alguma forma de prática religiosa, todas elas com a mesma finalidade (aproximar o ser humano de uma realidade transcendente, que ele acredita existir).
  • 9.  Teoria pseudocientífica difundida no final do séc. XIX e início do séc. XX.  Defendiam que o comportamento humano era condicionado exclusivamente por três fatores: 1. a raça 2. o meio 3. o momento histórico  Segundo essa teoria não há vontade, não há transgressão, não há surpresa. Tudo ocorre conforme foi premeditado por fatores que não podemos controlar.
  • 10.  As teorias deterministas serviram para emprestar credibilidade a toda sorte de preconceitos: do arianismo às crenças pueris de que as pessoas são mais preguiçosas em países tropicais.
  • 11.  As diferenças entre os homens não podem ser explicadas em termos das limitações que lhes são impostas pelo seu aparato biológico ou pelo seu meio ambiente.  A grande qualidade da espécie humana foi a de romper em suas próprias limitações: um animal frágil, provido de insignificante força física, dominou toda a natureza e se transformou no mais temível dos predadores. Sem asas dominou os ares; sem guelras ou membranas próprias conquistou os mares.  Tudo isto porque difere dos outros animais por ser o único que possui cultura.
  • 12.  É certo que o “aparato biológico” ou o “meio ambiente” podem influenciar a conduta humana. Mas não se trata de determinismo.  O que mais influencia no nosso comportamento é a cultura, que consiste num conjunto de valores e crenças que são “vivos", dinâmicos, do qual o individuo participa ativamente.  Os homens são, ao mesmo tempo, construídos pela sua cultura e construtores dela.
  • 13.
  • 14.  As pessoas que pertencem a um mesmo grupo seguem os mesmos padrões culturais, uma vez que estão sujeitas as mesmas coerções.  Padrões culturais: formas relativamente homogêneas e socialmente aceitas de pensamentos, sentimentos e ações, assim como objetos materiais que lhes são correspondentes.  Um padrão cultural resulta na interação social e exerce função de conservar uma forma de organização social.
  • 15.  A padronização é inevitável, pois é uma consequência natural do fato de as pessoas pertencerem a um mesmo grupo.  Mas ela é perigosa, na medida em que pode tornar-se uma regra a ser seguida;  Pode levar aos etnocentrismos, pois os diferentes podem ser taxados de inferiores.
  • 16.  Além disso, um povo mais forte (econômica e/ou militarmente) pode tentar impor padrões culturais como forma de aumentar o seu domínio  Além disso, as imposições culturais podem ocorrer por meio do cinema, músivca, imprensa, poder do dinheiro... A própria globalização, ao diminuir as fronteiras culturais, gera uma forma de padronização cultural.
  • 17.  Interessa aos detentores dos meios de produção do mundo capitalista ampliar os mercados consumidores.  Uma cultura altamente padronizada é garantia de aumento dos lucros daqueles que detêm os meios de produção.
  • 18.  A cultura pode se alterar devido a fatores internos e externos.  Nesse ultimo caso tem-se a aculturação.  Esse processo pode significar perda de traços culturais significativos, como ocorreu com os índios brasileiros.  Pode também ser uma experiência menos traumática, o que caracterizaria uma troca cultural.
  • 19.  Embora não seja tarefa fácil, os povos geralmente buscam modos de resistir à dominação.  Não apenas de conflitos (armados ou não) vive a resistência cultural.  Uma das formas mais interessantes de resistência que conhecemos é a antropofagia, proposta pelo brasileiro Oswald de Andrade, em 1928, como o seu Manifesto antropófago.
  • 20.  Oswald propõe que ser brasileiro não é nem fechar os olhos para a cultura estrangeira nem aceitá-la de modo passivo e submisso  Mais do que isso: a ideia é reconhecer sua existência e devorá-la, digerir antropofagicamente  O resultado disso seria um elemento cultural inteiramente novo
  • 21.
  • 22.
  • 23. TRAILER DO FILME: TROPICÁLIA A antropofagia, por sua postura revolucionária e provocativa, foi influência definitiva para o tropicalismo, (movimento artístico que, em 1968, mudou os rumos da cultura brasileira)
  • 24.  A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), adotou no dia 20 de outubro de 2005 uma convenção sobre a proteção e promoção da diversidade das expressões culturais.
  • 25. LENINE - DIVERSIDADE ♪♪ Se foi pra ser singular Que Deus criou a diferença Que irá nos aproximar Intuir o que Ele pensa Se cada ser é só um E cada um com sua crença Tudo é raro, nada é comum Diversidade é a sentença ♪♪
  • 26.
  • 27. Colégio Morumbi Sul Professor Claudio Henrique Ramos Sales (Professor HENRY) Professor Claudio Henrique (Henry) blogdoprofessorhenry.blogspot.com