SlideShare uma empresa Scribd logo
Técnico em Informática
Organização de Computadores
Aula 11 – Informação e a sua Representação
Prof. Vitor Hugo Melo Araújo
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
 O Computador, sendo um equipamento eletrônico,
armazena e movimenta as informações internamente
sob a forma eletrônica: LIGADO ou DESLIGADO.
 O computador, por ser uma máquina eletrônica, só
consegue processar duas informações: a PRESENÇA ou
AUSÊNCIA de energia.
 Para que a máquina pudesse representar eletricamente
todos os símbolos utilizados na linguagem humana,
seriam necessários mais de 100 diferentes valores de
tensão (ou de corrente).
REPRESENTANDO AS INFORMAÇÕES
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
 Como os computadores representam as informações
utilizando apenas dois estados possíveis – eles são
totalmente adequados para números binários.
 Número binário no computador: bit [ de “Binary digIT”]
 A unidade de informação.
 Uma quantidade computacional que pode tomar um
de dois valores, tais como verdadeiro e falso ou 1 e 0,
respectivamente (lógica positiva).
O – desligado
1 – ligado
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
 Um bit pode representar apenas 2 símbolos ( 0 e 1 );
 Necessidade – unidade maior (grupo de bits) :
 Dígitos numéricos;
 Letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto;
 Sinais de pontuação;
 Símbolos matemáticos e assim por diante.
NECESSIDADES
Caracteres alfabéticos maiúsculos 26
Caracteres alfabéticos minúsculos 26
Algarismos 10
Sinais de pontuação e outros símbolos 32
Caracteres de controle 24
Total 118
CAPACIDADE DE REPRESENTAÇÃO
Bits Símbolos
2 4
3 8
4 16
5 32
6 64
7 128
8 256
9 512
10 1024
BYTE (BINARY TERM0
 Grupo ordenado de 8 bits, para efeito de manipulação
interna mais eficiente;
 Tratado de forma individual, como unidade de
armazenamento e transferência;
 Unidade de memória usado para representar um caractere.
O termo bit apareceu em 1949, inventado por John Tukey, um pioneiro dos
computadores. Segundo Tukey, era melhor que as alternativas bigit ou binit.
O termo byte foi criado por Werner Buchholz em 1956 durante o desenho do
computador IBM Stretch. Inicialmente era um grupo de 1 a 6 bits, mas logo se
transformou num de 8 bits. A palavra é uma mutação de bite, para não
confundir com bit.
Com 8 bits, podemos arranjar 256 configurações diferentes: dá para 256
caracteres, ou para números de 0 a 255.
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
 EBCDIC
 Código de 8 bits (256 símbolos);
 Usado em mainframe IBM e em sistemas de médio
porte, raramente encontrado em microcomputadores.
 ASCII
 Padrão definido pela organização ANSI (Instituto
Nacional Americano de Padrões);
 Código de 7 bits (128 combinações de caracteres);
 No PC existe o ASCII Estendido (utiliza outros 128 códigos
pará símbolos gráficos e línguas diferentes do inglês)
 UNICODE
 Novo padrão para representação de dados, oferecerá 2
bytes para a representação de símbolos.
ASCII
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
1 byte = 8 bits = 1 caractere (letra, número ou símbolo)
Podemos definir a palavra como um conjunto de bits que
representa uma informação útil para os computadores. A
palavra nos computadores é um valor fixo e constante para
um dado processador (p.ex.: 32 bits, 64 bits).
PARTES DO CONJUNTO DE CARACTERES ASCII
Binário Caractere
0100 0001 A
0100 0010 B
0110 0001 a
0110 0010 b
0011 1100 <
0011 1101 =
0001 1011 ESC
0111 1111 DEL
Como os principais códigos de representação de caracteres utilizam
grupos de 8 bits por caractere, os conceitos byte e caractere tornam-se
semelhantes, e as, palavras, quase sinônimas. O termo caractere é mais
usado para fins comerciais e o termo byte é mais empregado na linguagem
técnica de profissionais da área.
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
1 Byte = 8 bits
1 Kilobyte (KB) = 1024 bytes
1 Megabyte (MB) = 1024 kilobytes
1 Gigabyte (GB) = 1024 megabytes
1 Terabyte (TB) = 1024 gigabytes
1 Petabyte (PB) = 1024 terabytes
1 Exabyte (EB) = 1024 petabytes
1 Zettabyte (ZB) = 1024 exabytes
1 Yottabyte (YB) = 1024 zettabytes
INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO
 Os computadores manipulam DADOS (sinais brutos e sem
significado individual) para produzir INFORMAÇÕES.
 A conversão de dados em informações, e estas
novamente em dados, é uma parte tão fundamental em
relação ao que os computadores fazem que é preciso
saber como a conversão ocorre para compreender como
o computador funciona
 Infelizmente os computadores não usam sistema de
numeração
Técnico em Informática
Organização de Computadores
Aula 11 – Informação e a sua Representação
Prof. Vitor Hugo Melo Araújo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História e evolução da informática
História e evolução da informáticaHistória e evolução da informática
História e evolução da informática
Fabiano Santos
 
Historia do computador
Historia do computadorHistoria do computador
Historia do computador
Ricardo Marta
 
Aula 2 - Introdução aos conceitos básicos
Aula 2 - Introdução aos conceitos básicosAula 2 - Introdução aos conceitos básicos
Aula 2 - Introdução aos conceitos básicos
Vitor Hugo Melo Araújo
 
História e evolução do computadores
História e evolução do computadoresHistória e evolução do computadores
História e evolução do computadores
UEG
 
História e evolução dos computadores
História e evolução dos computadores História e evolução dos computadores
História e evolução dos computadores
Alberto Felipe Friderichs Barros
 
A evolucão dos computadores ao longo dos tempos
A evolucão dos computadores ao longo dos temposA evolucão dos computadores ao longo dos tempos
A evolucão dos computadores ao longo dos tempos
Ana Carqueijeiro
 
História da informática
História da informáticaHistória da informática
História da informática
Aron Sporkens
 
Aula 1 Historico da informática
Aula 1   Historico da informáticaAula 1   Historico da informática
Aula 1 Historico da informática
Sinara Duarte
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
A evolução da informática
A evolução da informáticaA evolução da informática
A evolução da informática
Marcos Paulo
 
A história do computador
A história do computadorA história do computador
A história do computador
Marcos Nascimento
 
Tic pedro ramos e sergio carvalho
Tic pedro ramos e sergio carvalhoTic pedro ramos e sergio carvalho
Tic pedro ramos e sergio carvalho
nonoano_terceira
 
Primeiros computadores
Primeiros computadoresPrimeiros computadores
Primeiros computadores
redtambe
 
Bit e byte
Bit e byteBit e byte
Bit e byte
jumatdu
 
História da informática
História da informáticaHistória da informática
História da informática
Renata Caetano
 
Aula de informática 01
Aula de informática 01Aula de informática 01
Aula de informática 01
leila_rosana
 
Breve história da informática
Breve história da informáticaBreve história da informática
Breve história da informática
Jesse Teixeira
 
ICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos ComputadoresICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos Computadores
Eduardo Nicola F. Zagari
 
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuelTrabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
KyPkABack7lash
 
Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...
Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...
Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...
CDIM Daniel
 

Mais procurados (20)

História e evolução da informática
História e evolução da informáticaHistória e evolução da informática
História e evolução da informática
 
Historia do computador
Historia do computadorHistoria do computador
Historia do computador
 
Aula 2 - Introdução aos conceitos básicos
Aula 2 - Introdução aos conceitos básicosAula 2 - Introdução aos conceitos básicos
Aula 2 - Introdução aos conceitos básicos
 
História e evolução do computadores
História e evolução do computadoresHistória e evolução do computadores
História e evolução do computadores
 
História e evolução dos computadores
História e evolução dos computadores História e evolução dos computadores
História e evolução dos computadores
 
A evolucão dos computadores ao longo dos tempos
A evolucão dos computadores ao longo dos temposA evolucão dos computadores ao longo dos tempos
A evolucão dos computadores ao longo dos tempos
 
História da informática
História da informáticaHistória da informática
História da informática
 
Aula 1 Historico da informática
Aula 1   Historico da informáticaAula 1   Historico da informática
Aula 1 Historico da informática
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
A evolução da informática
A evolução da informáticaA evolução da informática
A evolução da informática
 
A história do computador
A história do computadorA história do computador
A história do computador
 
Tic pedro ramos e sergio carvalho
Tic pedro ramos e sergio carvalhoTic pedro ramos e sergio carvalho
Tic pedro ramos e sergio carvalho
 
Primeiros computadores
Primeiros computadoresPrimeiros computadores
Primeiros computadores
 
Bit e byte
Bit e byteBit e byte
Bit e byte
 
História da informática
História da informáticaHistória da informática
História da informática
 
Aula de informática 01
Aula de informática 01Aula de informática 01
Aula de informática 01
 
Breve história da informática
Breve história da informáticaBreve história da informática
Breve história da informática
 
ICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos ComputadoresICC-02 Evolução dos Computadores
ICC-02 Evolução dos Computadores
 
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuelTrabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
Trabalho 'a evolução do computador' adelino e manuel
 
Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...
Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...
Informática comparação sistemas operacionais, navegadores, editores de texto ...
 

Destaque

Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)
Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)
Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER
Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER
Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 6 - Cardinalidade
Aula 6 - CardinalidadeAula 6 - Cardinalidade
Aula 6 - Cardinalidade
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados
Aula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de DadosAula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados
Aula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 8 – Componentes de um computador
Aula 8 – Componentes de um computadorAula 8 – Componentes de um computador
Aula 8 – Componentes de um computador
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)
Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)
Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 2 - Noções Básicas de Eletricidade
Aula 2 - Noções Básicas de EletricidadeAula 2 - Noções Básicas de Eletricidade
Aula 2 - Noções Básicas de Eletricidade
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores IIIAula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II
Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II
Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 2 - Introdução a Banco de Dados
Aula 2 - Introdução a Banco de DadosAula 2 - Introdução a Banco de Dados
Aula 2 - Introdução a Banco de Dados
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores I
Aula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores IAula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores I
Aula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores I
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 14 – Portas lógicas e suas funções
Aula 14 – Portas lógicas e suas funçõesAula 14 – Portas lógicas e suas funções
Aula 14 – Portas lógicas e suas funções
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 3 - Sistemas e Modelos de Dados
Aula 3 - Sistemas e Modelos de DadosAula 3 - Sistemas e Modelos de Dados
Aula 3 - Sistemas e Modelos de Dados
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 4 - História e evolução dos Computadores
Aula 4 - História e evolução dos ComputadoresAula 4 - História e evolução dos Computadores
Aula 4 - História e evolução dos Computadores
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Aula 3 sistema computacional (hardware e software)
Aula 3   sistema computacional (hardware e software)Aula 3   sistema computacional (hardware e software)
Aula 3 sistema computacional (hardware e software)
Vitor Hugo Melo Araújo
 

Destaque (15)

Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)
Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)
Aula 12 – Sistema de Numeração (Conversão de Bases)
 
Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER
Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER
Aula 5 - Modelo de Entidade e Relacionamento - MER
 
Aula 6 - Cardinalidade
Aula 6 - CardinalidadeAula 6 - Cardinalidade
Aula 6 - Cardinalidade
 
Aula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados
Aula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de DadosAula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados
Aula 4 - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados
 
Aula 8 – Componentes de um computador
Aula 8 – Componentes de um computadorAula 8 – Componentes de um computador
Aula 8 – Componentes de um computador
 
Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)
Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)
Aula 4 - Noções Básicas de Eletricidade (continuação)
 
Aula 2 - Noções Básicas de Eletricidade
Aula 2 - Noções Básicas de EletricidadeAula 2 - Noções Básicas de Eletricidade
Aula 2 - Noções Básicas de Eletricidade
 
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores IIIAula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
 
Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II
Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II
Aula 6 - Montagem Básica de Microcomputadores II
 
Aula 2 - Introdução a Banco de Dados
Aula 2 - Introdução a Banco de DadosAula 2 - Introdução a Banco de Dados
Aula 2 - Introdução a Banco de Dados
 
Aula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores I
Aula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores IAula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores I
Aula 5 - Montagem Básica de Microcomputadores I
 
Aula 14 – Portas lógicas e suas funções
Aula 14 – Portas lógicas e suas funçõesAula 14 – Portas lógicas e suas funções
Aula 14 – Portas lógicas e suas funções
 
Aula 3 - Sistemas e Modelos de Dados
Aula 3 - Sistemas e Modelos de DadosAula 3 - Sistemas e Modelos de Dados
Aula 3 - Sistemas e Modelos de Dados
 
Aula 4 - História e evolução dos Computadores
Aula 4 - História e evolução dos ComputadoresAula 4 - História e evolução dos Computadores
Aula 4 - História e evolução dos Computadores
 
Aula 3 sistema computacional (hardware e software)
Aula 3   sistema computacional (hardware e software)Aula 3   sistema computacional (hardware e software)
Aula 3 sistema computacional (hardware e software)
 

Semelhante a Aula 11 – Informação e a sua Representação

Ic na06
Ic na06Ic na06
A Informação E Dados.pptx
A Informação E Dados.pptxA Informação E Dados.pptx
A Informação E Dados.pptx
Patrícia Melo
 
A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...
A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...
A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...
Patrícia Melo
 
Aula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byteAula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byte
gastaovalle
 
Bits
BitsBits
Aula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byteAula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byte
gastaovalle
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Aula teórica e Word
Aula teórica e WordAula teórica e Word
Aula teórica e Word
Micheli Wink
 
Roteiro IOC 03_2
Roteiro IOC 03_2Roteiro IOC 03_2
Roteiro IOC 03_2
Luiz Francisco Bozo
 
Linux Educacional Aula 01
 Linux Educacional Aula 01 Linux Educacional Aula 01
Linux Educacional Aula 01
Marcos Escatambulo
 
Mais binários
Mais bináriosMais binários
Mais binários
Sanclé Porchéra
 
1 º parte conceitos e fundamentos
1 º parte   conceitos e fundamentos 1 º parte   conceitos e fundamentos
1 º parte conceitos e fundamentos
Atila Curso Pontual
 
Arquitetura 7
Arquitetura 7Arquitetura 7
Arquitetura 7
Paulo Fonseca
 
Arquitetura 7
Arquitetura 7Arquitetura 7
Arquitetura 7
Paulo Fonseca
 
Fichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinho
Fichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinhoFichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinho
Fichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinho
nonoano_terceira
 
Arquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 Bits
Arquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 BitsArquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 Bits
Arquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 Bits
Cleber Ramos
 
O sistema do Computador
O sistema do ComputadorO sistema do Computador
O sistema do Computador
Clayton de Almeida Souza
 
Apostila informatica para_concursos
Apostila informatica para_concursosApostila informatica para_concursos
Apostila informatica para_concursos
rphasaigg
 
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas NumericosUnidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
Arthur Emanuel
 
AULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdf
AULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdfAULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdf
AULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdf
histonfilho
 

Semelhante a Aula 11 – Informação e a sua Representação (20)

Ic na06
Ic na06Ic na06
Ic na06
 
A Informação E Dados.pptx
A Informação E Dados.pptxA Informação E Dados.pptx
A Informação E Dados.pptx
 
A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...
A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...
A Informação e sua representação- Parte 1 Sistemas de numeração e conversão d...
 
Aula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byteAula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byte
 
Bits
BitsBits
Bits
 
Aula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byteAula sobre bite e byte
Aula sobre bite e byte
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Sistemas de numeração
 
Aula teórica e Word
Aula teórica e WordAula teórica e Word
Aula teórica e Word
 
Roteiro IOC 03_2
Roteiro IOC 03_2Roteiro IOC 03_2
Roteiro IOC 03_2
 
Linux Educacional Aula 01
 Linux Educacional Aula 01 Linux Educacional Aula 01
Linux Educacional Aula 01
 
Mais binários
Mais bináriosMais binários
Mais binários
 
1 º parte conceitos e fundamentos
1 º parte   conceitos e fundamentos 1 º parte   conceitos e fundamentos
1 º parte conceitos e fundamentos
 
Arquitetura 7
Arquitetura 7Arquitetura 7
Arquitetura 7
 
Arquitetura 7
Arquitetura 7Arquitetura 7
Arquitetura 7
 
Fichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinho
Fichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinhoFichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinho
Fichas tic pedro amorim e gonçalo mouzinho
 
Arquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 Bits
Arquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 BitsArquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 Bits
Arquitetura de Sistemas Operacionais 32 x 64 Bits
 
O sistema do Computador
O sistema do ComputadorO sistema do Computador
O sistema do Computador
 
Apostila informatica para_concursos
Apostila informatica para_concursosApostila informatica para_concursos
Apostila informatica para_concursos
 
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas NumericosUnidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
 
AULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdf
AULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdfAULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdf
AULA_02_-_SISTEMA_DE_NUMERACAO2023/2.pdf
 

Último

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 

Último (20)

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 

Aula 11 – Informação e a sua Representação

  • 1. Técnico em Informática Organização de Computadores Aula 11 – Informação e a sua Representação Prof. Vitor Hugo Melo Araújo
  • 2. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO  O Computador, sendo um equipamento eletrônico, armazena e movimenta as informações internamente sob a forma eletrônica: LIGADO ou DESLIGADO.  O computador, por ser uma máquina eletrônica, só consegue processar duas informações: a PRESENÇA ou AUSÊNCIA de energia.  Para que a máquina pudesse representar eletricamente todos os símbolos utilizados na linguagem humana, seriam necessários mais de 100 diferentes valores de tensão (ou de corrente).
  • 4. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO  Como os computadores representam as informações utilizando apenas dois estados possíveis – eles são totalmente adequados para números binários.  Número binário no computador: bit [ de “Binary digIT”]  A unidade de informação.  Uma quantidade computacional que pode tomar um de dois valores, tais como verdadeiro e falso ou 1 e 0, respectivamente (lógica positiva). O – desligado 1 – ligado
  • 5. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO  Um bit pode representar apenas 2 símbolos ( 0 e 1 );  Necessidade – unidade maior (grupo de bits) :  Dígitos numéricos;  Letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto;  Sinais de pontuação;  Símbolos matemáticos e assim por diante.
  • 6. NECESSIDADES Caracteres alfabéticos maiúsculos 26 Caracteres alfabéticos minúsculos 26 Algarismos 10 Sinais de pontuação e outros símbolos 32 Caracteres de controle 24 Total 118
  • 7. CAPACIDADE DE REPRESENTAÇÃO Bits Símbolos 2 4 3 8 4 16 5 32 6 64 7 128 8 256 9 512 10 1024
  • 8. BYTE (BINARY TERM0  Grupo ordenado de 8 bits, para efeito de manipulação interna mais eficiente;  Tratado de forma individual, como unidade de armazenamento e transferência;  Unidade de memória usado para representar um caractere. O termo bit apareceu em 1949, inventado por John Tukey, um pioneiro dos computadores. Segundo Tukey, era melhor que as alternativas bigit ou binit. O termo byte foi criado por Werner Buchholz em 1956 durante o desenho do computador IBM Stretch. Inicialmente era um grupo de 1 a 6 bits, mas logo se transformou num de 8 bits. A palavra é uma mutação de bite, para não confundir com bit. Com 8 bits, podemos arranjar 256 configurações diferentes: dá para 256 caracteres, ou para números de 0 a 255.
  • 9. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO  EBCDIC  Código de 8 bits (256 símbolos);  Usado em mainframe IBM e em sistemas de médio porte, raramente encontrado em microcomputadores.  ASCII  Padrão definido pela organização ANSI (Instituto Nacional Americano de Padrões);  Código de 7 bits (128 combinações de caracteres);  No PC existe o ASCII Estendido (utiliza outros 128 códigos pará símbolos gráficos e línguas diferentes do inglês)  UNICODE  Novo padrão para representação de dados, oferecerá 2 bytes para a representação de símbolos.
  • 10. ASCII
  • 11. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO 1 byte = 8 bits = 1 caractere (letra, número ou símbolo) Podemos definir a palavra como um conjunto de bits que representa uma informação útil para os computadores. A palavra nos computadores é um valor fixo e constante para um dado processador (p.ex.: 32 bits, 64 bits).
  • 12. PARTES DO CONJUNTO DE CARACTERES ASCII Binário Caractere 0100 0001 A 0100 0010 B 0110 0001 a 0110 0010 b 0011 1100 < 0011 1101 = 0001 1011 ESC 0111 1111 DEL Como os principais códigos de representação de caracteres utilizam grupos de 8 bits por caractere, os conceitos byte e caractere tornam-se semelhantes, e as, palavras, quase sinônimas. O termo caractere é mais usado para fins comerciais e o termo byte é mais empregado na linguagem técnica de profissionais da área.
  • 13. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO 1 Byte = 8 bits 1 Kilobyte (KB) = 1024 bytes 1 Megabyte (MB) = 1024 kilobytes 1 Gigabyte (GB) = 1024 megabytes 1 Terabyte (TB) = 1024 gigabytes 1 Petabyte (PB) = 1024 terabytes 1 Exabyte (EB) = 1024 petabytes 1 Zettabyte (ZB) = 1024 exabytes 1 Yottabyte (YB) = 1024 zettabytes
  • 14. INFORMAÇÃO E A SUA REPRESENTAÇÃO  Os computadores manipulam DADOS (sinais brutos e sem significado individual) para produzir INFORMAÇÕES.  A conversão de dados em informações, e estas novamente em dados, é uma parte tão fundamental em relação ao que os computadores fazem que é preciso saber como a conversão ocorre para compreender como o computador funciona  Infelizmente os computadores não usam sistema de numeração
  • 15. Técnico em Informática Organização de Computadores Aula 11 – Informação e a sua Representação Prof. Vitor Hugo Melo Araújo