SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula 4 Patrimônio e Memória
Patrimônio
“A palavra patrimônio esteve,
em sua origem, ligada às
estruturas familiares,
econômicas e jurídicas de
uma sociedade estável,
enraizada no espaço e no
tempo. Foi requalificada por
diversos adjetivos que fizeram
dela um conceito nômade”
(Choay, 2017).
Patrimônio
A Constituição de 1988 prevê:
Art. 216 – Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e
imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à
identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade
brasileira, nos quais se incluem:
I - as formas de expressão;
II - os modos de criar, fazer e viver;
III - as criações científicas, artísticas e tecnológicas;
IV - as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às
manifestações artístico-culturais;
V - os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico,
arqueológico, paleontológico, ecológico e científico
Memória
A memória existe enquanto fenômeno individual e psicológico e “[...] como propriedade de
conservar certas informações, remete-nos em primeiro lugar a um conjunto de funções
psíquicas” (LE GOFF, 2013, p. 387).
A memória seria um organismo vivo que funciona graças a um sistema que possibilite a
recuperação dos “vestígios” mnemônicos – ou “rastros” (GAGNEBIN, 2009).
“Todo processo de memória é, além disso, um trabalho, um esforço sobre o tempo”
(GAGNEBIN, 2009).
Le Goff (2013) afirma que o passado depende parcialmente do presente pois o passado é
apreendido no presente, respondendo, portanto, aos interesses da contemporaneidade.
Para Pollak (1992), nós somos o que lembramos e esquecemos, tanto individualmente quanto
socialmente.
Quando os esquecimentos ocorrem no âmbito da memória social, ele se torna um
instrumento de poder, onde “[...] os esquecimentos e os silêncios da história são reveladores
desses mecanismos de manipulação da história coletiva” (LE GOFF, 2013, p. 390).
Memória
A memória social é, com frequência, um campo de conflitos, no qual diferentes
sentidos são conferidos ao passado: personagens e fatos distintos são valorizados
ou rejeitados, interpretações são contrapostas, silêncios ou rememorações festivas se
confrontam. Tradições contrastantes lutam por legitimidade no espaço social [...]
(GUARINELLO, 2013, p. 9)
“A associação entre memória e patrimonialização coloca-se como um dos suportes
desses tempos mnemotrópicos de afirmações identitárias e buscas pelo
reconhecimento (RICOEUR, 2006). É já recorrente dizer que não é tanto o passado,
esse da memória retrograda ou do sentimento nostálgico, que mais interessaria e sim o
uso desse passado na construção de um futuro. Esse horizonte do devir projetado
pela sombra do passado, reinterpretado, reinventado, é inerente aos processos de
buscas memoriais e sua expressão política, o patrimônio, pensando aqui na
memória como o processo de compartilhamento de representações sociais [...]”
(FERREIRA, 2011).
Patrimônio e Memória
ABREU, Regina; CHAGAS, Mário. Memória e patrimônio – ensaios contemporâneos. Rio de Janeiro: UNI-RIO:
FAPERJ: DP&A Editora, 2003.
BABELON, Jean-Pierre; CHASTEL, André. La notion de patrimoine. Paris: Liana Levi, 1994.
BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: lembrança de velhos. 5 ed. São Paulo: Cia das Letras, 1998
CANCELA, C. D. Paisagem e cultura: dinâmicas do patrimônio e da memória na atualidade. Belém: Edufpa, 2009
CASTRIOTA, Leonardo Barci. Patrimônio cultural: conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume,
2009
CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro; FONSECA, Maria Cecília Londres. Patrimônio imaterial no
Brasil: legislação e políticas estaduais. Brasília: UNESCO Brasil, 2008.
CHUVA, Márcia Regina Romeiro (org.). A invenção do patrimônio: continuidade e ruptura na constituição de uma
política oficial de preservação no Brasil. Rio de Janeiro: IPHAN, 1995.
ELAHJJI, Mohammed. Culturas em Trânsito. Patrimônio Imaterial, memória e espaço. Museologia e Patrimônio,
vol. 3, nº 1, 2010.
FONSECA, Maria Cecília Lourdes. O Patrimônio em processo: trajetória da política federal de preservação no
Brasil. Belo Horizonte: Editora UFMG/MinC/IPHAN, 2005.
Patrimônio e Memória
HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.
LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Ed. Unicamp, 2012.
MENESES, Ulpiano Toledo B. de. Do teatro da memória ao laboratório da História: a exposição museológica e o
conhecimento histórico. Anais do Museu Paulista. Nova Série, vol. 2. São Paulo, 1994.
MENESES, Ulpiano Toledo B. de. O campo do Patrimônio Cultural: uma revisão de premissas. In: IPHAN. I
Fórum Nacional do Patrimônio Cultural: Sistema Nacional de Patrimônio Cultural: desafios, estratégias e
experiências para uma nova gestão, Ouro Preto/MG, 2009. Anais, vol.2, tomo 1. Brasília: IPHAN, 2012.
RIEGL, Alois. El culto moderno a los monumentos. Madrid: Visor, 1987.
RODRIGUES, Francisco Luciano Lima. Patrimônio cultural: a propriedade de bens culturais no estado
democrático de direito. Fortaleza: UNIFOR, 2008.
UNESCO. Convenção sobre a Salvaguarda do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural. In: IPHAN Cartas
Patrimoniais. Brasília: IPHAN, 1995.
Em Questão. Número especial Patrimônio Cultural e Museus: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/issue/view/123
Revista Iberoamericana de Turismo. Número Especial Memória e Turismo.
http://www.seer.ufal.br/index.php/ritur/issue/view/337
Algumas questões que envolvem a noção e
relação entre
de Patrimônio e Memória
O que, por que, como e para quem preservar?
Em quais situações determinados bens são considerados significativos?
Em que momento estes mesmos bens promovem o esquecimento?
Como estas perguntas se diluem nas seguintes esferas?
Patrimônio municipal (muitas vezes chamado de “interesse local”);
Patrimônio estadual;
Patrimônio nacional;
Patrimônio da humanidade.
Texto I
MENESES, Ulpiano Toledo Bezerra. O campo do
patrimônio cultural: uma revisão de premissas. In:
Anais do I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural.
Ouro Preto: IPHAN, 2009. Disponível em: <
http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/ME
NESES_Ulpiano_O-campo-do-patrimonio-cultural---
uma-revisao-de-premissas.pdf >. Acesso em: 08 fev.
2019.
Texto II
CHAGAS, Mario. Memória política e política de
memória. In: ABREU, Regina; CHAGAS, Mario (Orgs.)
Memória e patrimônio: ensaios contemporâneos. 2. ed.
Rio de Janeiro: Lamparina, 2009. 317 p.
Monumentos e anti-
monumentos
1 Sobre a pichação do Monumento às Bandeiras http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/09/camera-
registra-casal-pichando-o-monumento-bandeiras-em-sp.html
2 Entrevista:
https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/07/Um-antrop%C3%B3logo-e-um-historiador-
respondem-a-3-perguntas-sobre-a-tinta-jogada-no-Monumento-%C3%A0s-Bandeiras
3 Exposição Totemonumento:
http://galerialemead.com/expo/totemonumento/
http://galerialemead.com/expo/totemonumento/?section=photos
4 Anti-monumentos:
http://www.realidadesinexistentes.com/anti-monumentos
Texto III
OGBECHIE, Sylvester Okwunodu. O museu africano
pós-colonial na era da informática cultural. In: Anais
do III Seminário Serviços de Informação em Museus.
São Paulo: Pinacoteca de São Paulo, 2014. Disponível
em: <
http://biblioteca.pinacoteca.org.br:9090/publicacoes/inde
x.php/sim/article/view/71>. Acesso em: 08 fev. 2019.
Patrimônio Cultural e
Repatriação
O que aconteceria se os museus europeus
tivessem que devolver a arte colonial
espoliada?
https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/14/cult
ura/1552575802_167574.html
Considerações
“Em que o patrimônio imaterial afeta a noção de
patrimonialização? O reconhecimento patrimonial das
especificidades locais é compatível com um contexto
global de homogeneização? Como construir um
conhecimento distanciado sobre uma memória
conflituosa e recente? As mediações documentais e
digitais limitam-se a um papel de conservação ou de
ilustração do patrimônio? Elas não garantiriam a
continuidade da memória social de patrimônios
desaparecidos e a renovação das práticas patrimoniais
da sociedade? (TARDY; DODEBEI, 2015).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
Isaquel Silva
 
13 colônias inglesas
13 colônias inglesas13 colônias inglesas
13 colônias inglesas
harlissoncarvalho
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
Aulas de História
 
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 12º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
Daniel Alves Bronstrup
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
Fabiana Tonsis
 
Povos nativos da América.
Povos nativos da América.Povos nativos da América.
Povos nativos da América.
Camila Brito
 
Cultura
CulturaCultura
Conceito de História
Conceito de HistóriaConceito de História
Conceito de História
João Medeiros
 
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
João Medeiros
 
Diversidade etnica
Diversidade etnicaDiversidade etnica
Diversidade etnica
Cristina de Souza
 
História do ceará
História do cearáHistória do ceará
História do ceará
Pérysson Nogueira
 
Historia fontes historicas
Historia fontes historicasHistoria fontes historicas
Historia fontes historicas
Loredana Ruffo
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
Fabiana Tonsis
 
Pré história brasileira
Pré   história brasileiraPré   história brasileira
Pré história brasileira
Marcela Marangon Ribeiro
 
RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAISRELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
Ludmila Moura
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
Elisama Lopes
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
isameucci
 
Introdução ao estudo de História
Introdução ao estudo de HistóriaIntrodução ao estudo de História
Introdução ao estudo de História
Alex Ferreira dos Santos
 
História e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígenaHistória e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígena
Valeria Santos
 

Mais procurados (20)

Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
 
13 colônias inglesas
13 colônias inglesas13 colônias inglesas
13 colônias inglesas
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
Tempo e história
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 12º ano - Brasil Colônia - parte 1
2º ano - Brasil Colônia - parte 1
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
 
Povos nativos da América.
Povos nativos da América.Povos nativos da América.
Povos nativos da América.
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Conceito de História
Conceito de HistóriaConceito de História
Conceito de História
 
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
 
Diversidade etnica
Diversidade etnicaDiversidade etnica
Diversidade etnica
 
História do ceará
História do cearáHistória do ceará
História do ceará
 
Historia fontes historicas
Historia fontes historicasHistoria fontes historicas
Historia fontes historicas
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
 
Pré história brasileira
Pré   história brasileiraPré   história brasileira
Pré história brasileira
 
RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAISRELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
 
Introdução ao estudo de História
Introdução ao estudo de HistóriaIntrodução ao estudo de História
Introdução ao estudo de História
 
História e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígenaHistória e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígena
 

Semelhante a Aula 1 patrimonio e memoria

Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2
Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2
Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2
Viegas Fernandes da Costa
 
Anais 20o. ANPAP. 2012
Anais 20o. ANPAP. 2012Anais 20o. ANPAP. 2012
Anais 20o. ANPAP. 2012
Alice Fonseca
 
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_iiApresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Dirce Cristiane Camilotti
 
Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)
Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)
Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)
Viegas Fernandes da Costa
 
PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...
PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...
PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...
1sested
 
Projeto educação patrimonial espno pps
Projeto educação patrimonial espno ppsProjeto educação patrimonial espno pps
Projeto educação patrimonial espno pps
MARCIA GOMES FREIRE
 
História e memória marize cunha
História e memória marize cunhaHistória e memória marize cunha
História e memória marize cunha
Marize da Cunha
 
Tradicoes traducoes na_cultura_popular para ssa 2
Tradicoes traducoes na_cultura_popular  para ssa 2Tradicoes traducoes na_cultura_popular  para ssa 2
Tradicoes traducoes na_cultura_popular para ssa 2
Fabio Salvari
 
Apresentação do mestrado
Apresentação do mestradoApresentação do mestrado
Apresentação do mestrado
Glauco Ricciele
 
Aula 4_IAE_História e Memória.ppt
Aula 4_IAE_História e Memória.pptAula 4_IAE_História e Memória.ppt
Aula 4_IAE_História e Memória.ppt
RogrioBentes2
 
Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...
Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...
Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...
Janaína Teles
 
Projetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais IIProjetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais II
Uesliane Mara Santos
 
Ressonancia jose reginaldo
Ressonancia jose reginaldoRessonancia jose reginaldo
Ressonancia jose reginaldo
Junior Pacifico
 
MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVAMEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
Pedagogiapibid
 
Patrimonio cultural lima filho
Patrimonio cultural   lima filhoPatrimonio cultural   lima filho
Patrimonio cultural lima filho
Junior Pacifico
 
Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...
Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...
Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...
Otavio Luiz Machado
 
Artigo 5 regina abreu
Artigo 5  regina abreuArtigo 5  regina abreu
Artigo 5 regina abreu
thatianne pinheiro lima
 
Educacao em museus
Educacao em museusEducacao em museus
Educacao em museus
010214
 
Educacao em museus
Educacao em museusEducacao em museus
Educacao em museus
010214
 
Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...
Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...
Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...
Historia Line
 

Semelhante a Aula 1 patrimonio e memoria (20)

Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2
Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2
Educação Patrimonial_Aulas 1 e 2
 
Anais 20o. ANPAP. 2012
Anais 20o. ANPAP. 2012Anais 20o. ANPAP. 2012
Anais 20o. ANPAP. 2012
 
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_iiApresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
 
Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)
Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)
Aula Patrimônio material e imaterial (com foco em Santa Catarina)
 
PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...
PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...
PATRIMONIO CINEMATOGRÁFICO EM CAMPO GRANDE: PERSPECTIVAS DE SUSTENTABILIDADE ...
 
Projeto educação patrimonial espno pps
Projeto educação patrimonial espno ppsProjeto educação patrimonial espno pps
Projeto educação patrimonial espno pps
 
História e memória marize cunha
História e memória marize cunhaHistória e memória marize cunha
História e memória marize cunha
 
Tradicoes traducoes na_cultura_popular para ssa 2
Tradicoes traducoes na_cultura_popular  para ssa 2Tradicoes traducoes na_cultura_popular  para ssa 2
Tradicoes traducoes na_cultura_popular para ssa 2
 
Apresentação do mestrado
Apresentação do mestradoApresentação do mestrado
Apresentação do mestrado
 
Aula 4_IAE_História e Memória.ppt
Aula 4_IAE_História e Memória.pptAula 4_IAE_História e Memória.ppt
Aula 4_IAE_História e Memória.ppt
 
Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...
Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...
Luto e Memória da ditadura: O Memorial dos Desaparecidos de Vila Formosa, em ...
 
Projetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais IIProjetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais II
 
Ressonancia jose reginaldo
Ressonancia jose reginaldoRessonancia jose reginaldo
Ressonancia jose reginaldo
 
MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVAMEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
MEMÓRIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO: ALAVANCAS PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
 
Patrimonio cultural lima filho
Patrimonio cultural   lima filhoPatrimonio cultural   lima filho
Patrimonio cultural lima filho
 
Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...
Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...
Artigo para revista cadernos de história a reconstituição histórica dos movim...
 
Artigo 5 regina abreu
Artigo 5  regina abreuArtigo 5  regina abreu
Artigo 5 regina abreu
 
Educacao em museus
Educacao em museusEducacao em museus
Educacao em museus
 
Educacao em museus
Educacao em museusEducacao em museus
Educacao em museus
 
Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...
Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...
Memórias da diversidade populacional como patrimônio cultural da cidade de fo...
 

Último

Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 

Último (20)

Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 

Aula 1 patrimonio e memoria

  • 1. Aula 4 Patrimônio e Memória
  • 2. Patrimônio “A palavra patrimônio esteve, em sua origem, ligada às estruturas familiares, econômicas e jurídicas de uma sociedade estável, enraizada no espaço e no tempo. Foi requalificada por diversos adjetivos que fizeram dela um conceito nômade” (Choay, 2017).
  • 3. Patrimônio A Constituição de 1988 prevê: Art. 216 – Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: I - as formas de expressão; II - os modos de criar, fazer e viver; III - as criações científicas, artísticas e tecnológicas; IV - as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; V - os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico
  • 4. Memória A memória existe enquanto fenômeno individual e psicológico e “[...] como propriedade de conservar certas informações, remete-nos em primeiro lugar a um conjunto de funções psíquicas” (LE GOFF, 2013, p. 387). A memória seria um organismo vivo que funciona graças a um sistema que possibilite a recuperação dos “vestígios” mnemônicos – ou “rastros” (GAGNEBIN, 2009). “Todo processo de memória é, além disso, um trabalho, um esforço sobre o tempo” (GAGNEBIN, 2009). Le Goff (2013) afirma que o passado depende parcialmente do presente pois o passado é apreendido no presente, respondendo, portanto, aos interesses da contemporaneidade. Para Pollak (1992), nós somos o que lembramos e esquecemos, tanto individualmente quanto socialmente. Quando os esquecimentos ocorrem no âmbito da memória social, ele se torna um instrumento de poder, onde “[...] os esquecimentos e os silêncios da história são reveladores desses mecanismos de manipulação da história coletiva” (LE GOFF, 2013, p. 390).
  • 5. Memória A memória social é, com frequência, um campo de conflitos, no qual diferentes sentidos são conferidos ao passado: personagens e fatos distintos são valorizados ou rejeitados, interpretações são contrapostas, silêncios ou rememorações festivas se confrontam. Tradições contrastantes lutam por legitimidade no espaço social [...] (GUARINELLO, 2013, p. 9) “A associação entre memória e patrimonialização coloca-se como um dos suportes desses tempos mnemotrópicos de afirmações identitárias e buscas pelo reconhecimento (RICOEUR, 2006). É já recorrente dizer que não é tanto o passado, esse da memória retrograda ou do sentimento nostálgico, que mais interessaria e sim o uso desse passado na construção de um futuro. Esse horizonte do devir projetado pela sombra do passado, reinterpretado, reinventado, é inerente aos processos de buscas memoriais e sua expressão política, o patrimônio, pensando aqui na memória como o processo de compartilhamento de representações sociais [...]” (FERREIRA, 2011).
  • 6. Patrimônio e Memória ABREU, Regina; CHAGAS, Mário. Memória e patrimônio – ensaios contemporâneos. Rio de Janeiro: UNI-RIO: FAPERJ: DP&A Editora, 2003. BABELON, Jean-Pierre; CHASTEL, André. La notion de patrimoine. Paris: Liana Levi, 1994. BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: lembrança de velhos. 5 ed. São Paulo: Cia das Letras, 1998 CANCELA, C. D. Paisagem e cultura: dinâmicas do patrimônio e da memória na atualidade. Belém: Edufpa, 2009 CASTRIOTA, Leonardo Barci. Patrimônio cultural: conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume, 2009 CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro; FONSECA, Maria Cecília Londres. Patrimônio imaterial no Brasil: legislação e políticas estaduais. Brasília: UNESCO Brasil, 2008. CHUVA, Márcia Regina Romeiro (org.). A invenção do patrimônio: continuidade e ruptura na constituição de uma política oficial de preservação no Brasil. Rio de Janeiro: IPHAN, 1995. ELAHJJI, Mohammed. Culturas em Trânsito. Patrimônio Imaterial, memória e espaço. Museologia e Patrimônio, vol. 3, nº 1, 2010. FONSECA, Maria Cecília Lourdes. O Patrimônio em processo: trajetória da política federal de preservação no Brasil. Belo Horizonte: Editora UFMG/MinC/IPHAN, 2005.
  • 7. Patrimônio e Memória HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004. LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Ed. Unicamp, 2012. MENESES, Ulpiano Toledo B. de. Do teatro da memória ao laboratório da História: a exposição museológica e o conhecimento histórico. Anais do Museu Paulista. Nova Série, vol. 2. São Paulo, 1994. MENESES, Ulpiano Toledo B. de. O campo do Patrimônio Cultural: uma revisão de premissas. In: IPHAN. I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural: Sistema Nacional de Patrimônio Cultural: desafios, estratégias e experiências para uma nova gestão, Ouro Preto/MG, 2009. Anais, vol.2, tomo 1. Brasília: IPHAN, 2012. RIEGL, Alois. El culto moderno a los monumentos. Madrid: Visor, 1987. RODRIGUES, Francisco Luciano Lima. Patrimônio cultural: a propriedade de bens culturais no estado democrático de direito. Fortaleza: UNIFOR, 2008. UNESCO. Convenção sobre a Salvaguarda do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural. In: IPHAN Cartas Patrimoniais. Brasília: IPHAN, 1995. Em Questão. Número especial Patrimônio Cultural e Museus: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/issue/view/123 Revista Iberoamericana de Turismo. Número Especial Memória e Turismo. http://www.seer.ufal.br/index.php/ritur/issue/view/337
  • 8. Algumas questões que envolvem a noção e relação entre de Patrimônio e Memória O que, por que, como e para quem preservar? Em quais situações determinados bens são considerados significativos? Em que momento estes mesmos bens promovem o esquecimento? Como estas perguntas se diluem nas seguintes esferas? Patrimônio municipal (muitas vezes chamado de “interesse local”); Patrimônio estadual; Patrimônio nacional; Patrimônio da humanidade.
  • 9. Texto I MENESES, Ulpiano Toledo Bezerra. O campo do patrimônio cultural: uma revisão de premissas. In: Anais do I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural. Ouro Preto: IPHAN, 2009. Disponível em: < http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/ME NESES_Ulpiano_O-campo-do-patrimonio-cultural--- uma-revisao-de-premissas.pdf >. Acesso em: 08 fev. 2019.
  • 10. Texto II CHAGAS, Mario. Memória política e política de memória. In: ABREU, Regina; CHAGAS, Mario (Orgs.) Memória e patrimônio: ensaios contemporâneos. 2. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2009. 317 p.
  • 11. Monumentos e anti- monumentos 1 Sobre a pichação do Monumento às Bandeiras http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/09/camera- registra-casal-pichando-o-monumento-bandeiras-em-sp.html 2 Entrevista: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/07/Um-antrop%C3%B3logo-e-um-historiador- respondem-a-3-perguntas-sobre-a-tinta-jogada-no-Monumento-%C3%A0s-Bandeiras 3 Exposição Totemonumento: http://galerialemead.com/expo/totemonumento/ http://galerialemead.com/expo/totemonumento/?section=photos 4 Anti-monumentos: http://www.realidadesinexistentes.com/anti-monumentos
  • 12. Texto III OGBECHIE, Sylvester Okwunodu. O museu africano pós-colonial na era da informática cultural. In: Anais do III Seminário Serviços de Informação em Museus. São Paulo: Pinacoteca de São Paulo, 2014. Disponível em: < http://biblioteca.pinacoteca.org.br:9090/publicacoes/inde x.php/sim/article/view/71>. Acesso em: 08 fev. 2019.
  • 13. Patrimônio Cultural e Repatriação O que aconteceria se os museus europeus tivessem que devolver a arte colonial espoliada? https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/14/cult ura/1552575802_167574.html
  • 14.
  • 15. Considerações “Em que o patrimônio imaterial afeta a noção de patrimonialização? O reconhecimento patrimonial das especificidades locais é compatível com um contexto global de homogeneização? Como construir um conhecimento distanciado sobre uma memória conflituosa e recente? As mediações documentais e digitais limitam-se a um papel de conservação ou de ilustração do patrimônio? Elas não garantiriam a continuidade da memória social de patrimônios desaparecidos e a renovação das práticas patrimoniais da sociedade? (TARDY; DODEBEI, 2015).