SlideShare uma empresa Scribd logo
4º Trimestre de 2015
Lição 11
TEXTO ÁUREO
Pr. Moisés Sampaio de Paula
2
“E abençoou-o e disse: Bendito seja
Abrão do Deus Altíssimo, o Possuidor dos
céus e da terra "
(GN 14.19).
VERDADE PRÁTICA
Pr. Moisés Sampaio de Paula
3
A benção de Melquisedeque não se
limitou a Abraão, mas alcança todos os
que recebem Jesus Cristo como sacerdote
eterno.
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
INTRODUÇÃO
7
Nesta lição de hoje estudaremos a respeito de um
dos acontecimentos mais gloriosos e esperados
pela igreja dede que o senhor Jesus foi assunto aos
céus.
I. O que é arrebatamento?
A palavra arrebatamento deriva da palavra no
grego “harpazo”, significa:
• “raptar”, “levar com ímpeto”,
• “arrancar”, “resgatar”, “tirar”.
• “retirar um objeto com força e rapidez
inesperada”.
• O Arrebatamento será a retirada da Igreja,
de modo brusco e sobrenatural
I. O que é arrebatamento?
DUAS PALAVRAS GREGAS RELATIVAS AO
ARREBATAMENTO
1. Parousia. É a palavra mais freqüentemente
usada nas Escrituras para descrever o retorno de
Cristo, pois ocorre 24 vezes. A ênfase maior é
dada à vinda corporal e visível de Cristo.
I. O que é arrebatamento?
DUAS PALAVRAS GREGAS RELATIVAS AO
ARREBATAMENTO
1. Epiphanéia. O sentido é mais específico, porque
se refere especialmente à vinda sobre as
nuvens.(2 Ts 2.8; 1 Tm 6.14; 2 Tm 4.6-8)
O que diz Jeremias
 Jeremias 25: 11 = Toda esta terra virá a ser um deserto e
um espanto; estas nações servirão ao rei de Babilônia
setenta anos
 Jeremias 25: 12 = Acontecerá, porém, que, quando se
cumprirem os setenta anos, castigarei a iniqüidade do rei
da Babilônia e a desta nação, diz o Senhor, como também a
da terra dos caldeus; farei deles ruínas perpétuas
 Jeremias 29: 10 = Assim diz o Senhor: Logo que se
cumprirem para Babilônia setenta anos atentarei para vós
outros e cumprirei para convosco a minha boa palavra,
tornando a trazer-vos para este lugar
Pr. Moisés Sampaio de Paula
11
ATENÇÃO
 ANTES DE ENTRAR NA LIÇÃO PROPRIAMENTE DITA
PRECISAMOS RELEMBRAR AONDE ESTAMOS
PARADOS CRONOLOGICAMENTE
Pr. Moisés Sampaio de Paula
12
O que diz Jeremias
 Jeremias 25: 11 = Toda esta terra virá a ser um deserto e
um espanto; estas nações servirão ao rei de Babilônia
setenta anos
 Jeremias 25: 12 = Acontecerá, porém, que, quando se
cumprirem os setenta anos, castigarei a iniqüidade do rei
da Babilônia e a desta nação, diz o Senhor, como também a
da terra dos caldeus; farei deles ruínas perpétuas
 Jeremias 29: 10 = Assim diz o Senhor: Logo que se
cumprirem para Babilônia setenta anos atentarei para vós
outros e cumprirei para convosco a minha boa palavra,
tornando a trazer-vos para este lugar
Pr. Moisés Sampaio de Paula
13
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO
(Dn 9.3-19)
Pr. Moisés Sampaio de Paula
14
1. O tempo da profecia de Jeremias (vv. 1,2).
• Logo este tempo marcado pelo
sofrimento chegaria ao fim.
• Ao compreender a mensagem, o
profeta Daniel orou a Deus,
pedindo-lhe o cumprimento da
promessa ao seu povo e que, por
fim, Ele restaurasse o reino a
Israel.
Quando iniciou o cativeiro
 O Cativeiro de Israel iniciou com um cerco de Jerusalem
em 3 etapas
1. Começou em 606 A.C. ( 2ª Reis 24: 1)
2. Continuou em 597 A.C. ( 2ª Reis 24: 10 a 17 ),
3. Foi concluído em 586 A.C. ( 2ª Reis 25: 1 a 22 );
 O Cativeiro terminou em 536 A.C. com a derrota de
Babilônia pela Pérsia, sob o Governo de Ciro, conforme
referência em 2ª Crônicas 36: 22 e 23 e Esdras 1: 1., e, com
o retorno dos primeiros Judeus para Jerusalém;
 606 – 536 = 70 ANOS
Pr. Moisés Sampaio de Paula
15
70 anos de Exílio
Pr. Moisés Sampaio de Paula
16
606 587 688
18 anos de cerco
536
término
70 anos de Exílio
606 – 536 = 70 ANOS
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-
27)
 Daniel confirmara que Jeremias
profetizou os setenta anos do
exílio de Israel (Jr 25.11-13; 2 Cr
36.21).
 Por isso, na Bíblia, o número
setenta ganhou um sentido
profético.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
17
1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-
27)
 Então, as setenta semanas compreendem o período
de 490 anos.
 Setenta multiplicado por sete.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
18
1. As setenta semanas (v.24).
Assim, cada dia
da semana pode
significar um
ano;
Cada semana,
um período de
sete anos.
O QUE TEMOS
sete semanas sessenta e
duas semanas = 69 SEMANAS
49 ANOS 434 anos 483 anos
Decreto
14 de março de 445 a.C.
Messias
06 de Abril de 32 A.D.
Entrada Triunfal em Jerusalém
Moisés Sampaio
FALTA UMA SEMANA
SESSENTA NOVE SEMANAS
1 SEMANA
7 anos483 anos
?
Messias
06 de Abril de 32 A.D.
Entrada Triunfal em Jerusalém
Decreto
14 de março de 445 a.C.
O Intervalo - A era da igreja
1 SEMANA
7 anos
Igreja
Éfeso, Esmirna, Pérgamo,
Tiatira, Sardes, Filadélfia e
Laodicéia
Pentecostes Arrebatamento
Ef 3:1-7
Moisés Sampaio
I. Sobre o arrebatamento
Disparar o cronometro
escatológico de Deus
70 semanas de DANIEL DN 9:7
GRANDE TRIBULAÇÃO
I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO
Pré-tribulacionista
Ensina que o arrebatamento da Igreja ocorrerá
antes que se inicie o período da Grande
Tribulação. É uma interpretação que honra as
Sagradas Escrituras e ajusta-se devidamente
à esperança cristã da volta do Senhor nos
ares.
I. Sobre o arrebatamento
Se dará em duas fases distintas:
1º FASE SE DARÁ
NOS ÁRES
2º FASE SERÁ
APÓS A GRANDE
TRIBULAÇÃO
I. Sobre o arrebatamento
1º FASE
Só será percebido, porque milhões de pessoas
desaparecerão da face da terra (os salvos).
Cristo não será visível nesse momento para os que
aqui ficarem, pois essa ainda não é a Segunda Vinda
de Cristo à terra e sim o evento do Arrebatamento
da Igreja, que durará Sete anos (sete anos com
Cristo, fora da terra).
Somente verão à vinda de Jesus, os Salvos, que
serão arrebatados (1TS 4:16)
I. Sobre o arrebatamento
2º FASE
Após terem se passado 7 anos do Arrebatamento da
Igreja por Jesus Cristo, ai sim ocorrerá a Segunda
Vinda de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo à
Terra.
Nesse período de 7 anos, ainda haverá salvação
pelo sangue de Cristo Jesus, conforme AP 7:14
O Espírito Santo, ainda estará na Terra e só não
agirá contra o pecado, mas ainda promoverá a
salvação (2TS 2:6,7)
PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE AS DUAS FASES
DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO
QUANDO SE DARÁ O ARREBATAMENTO
(MT 24:36,39)
"Mas daquele dia e hora
ninguém sabe, nem os anjos
do céu, mas unicamente
meu Pai..."
QUEM PARTICIPARÁ DO ARREBATAMENTO?
Esses personagens são:
• Jesus Cristo. Como disse Paulo: (1 Ts 4.16, Mt
28.20; At 1.11).
• O arcanjo. Certamente Miguel participará desse
evento, pois ele é mencionado nas Sagradas
Escrituras (I Ts 4.16).
• Os mortos em Cristo tanto do AT como do NT.
• Os vivos em Cristo. As palavras do apóstolo
Paulo: “Depois nós, os que ficarmos vivos,
seremos arrebatados” (I Ts 4.17). (I Co 15.51).
ELEMENTOS ATRELADOS AO ARREBATAMENTO
Arrebatamento da Igreja será repentino, muito rápido e
invisível ao mundo, como veremos a seguir:
• Haverá uma surpresa. Mt 24.36, 42-44; 25.13 e Tt
2.13 mostram que esse evento será uma surpresa.
• Haverá uma velocidade. “o abrir e fechar dos
olhos” (I Co 15.52)
• mostrando a velocidade desse acontecimento (Mt
24.27).
• Haverá uma invisibilidade. As expressões gregas
para definir esse evento, como a própria palavra
arrebatamento.
I. Sobre o arrebatamento
Da mesma forma que JESUS vira em duas
etapas, o acontecimento do arrebatamento
também acontecera assim , os mortos
ressuscitaram primeiro e depois nos que
estivermos vivos.
O interessante que a bíblia relata que a vinda
de jesus será como um ladrão que ninguém
sabe o dia e nem a hora que ele vem, porém
ele vem levar algo que já é dele.
I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO
Existem três escolas distintas de interpretação
a respeito do arrebatamento da Igreja.
1. Pós-tribulacionista.
2. Midi-tríbulacionista.
3. Pré-tribulacionista.
GRANDE TRIBULAÇÃO
I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO
Pós-tribulacionista
Essa escola interpreta que a Igreja remida por
Cristo passará pela Grande Tribulação.
GRANDE
TRIBULAÇÃO
I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO
Midi-tribulacionista
Ensina que a Igreja entrará no período da
Grande Tribulação até a sua metade. Seus
intérpretes se baseiam numa interpretação
isolada de Dn 9.27,
I. TODOS OS SALVOS SERÃO ARREBATADOS
Este papel de retirar a igreja da terra se dará
pelo chamado de jesus, mas o espirito santo
que conduzira a igreja ate a presença do
senhor nos ares.
• As pessoas não verão Jesus vindo;
• Não verão os mortos sendo ressuscitados;
• Não verão a Igreja sendo arrebatada;
I. TODOS OS SALVOS SERÃO ARREBATADOS
E interessante ressaltar que o senhor encontra
a igreja nos ares.
Temos que entender isso porque algumas
pessoas acham que serão aqui nas nuvens
onde os nossos olhos alcançam.
Porém o sentido da palavra é mais espiritual,
será provavelmente em campo invisível aos
olhos humanos.
I. TODOS OS SALVOS SERÃO ARREBATADOS
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
I. QUEM SERÁ ARREBATADO?
Somente os salvos santificados serão arrebatamos 1ts 5:23:
Aquele que por ventura tiver alguma coisa de se repreender
em alguma parte seja na alma, no corpo ou no espirito, ficara
aqui.
• Espirito – Tem que esta afasto de qualquer sentimento de
orgulho, ódio e soberba; Os mansos e humildes herdaram
a terra.
• Alma – Refere-se ao seu raciocino devendo-se afastar-se
mentiras, das malicias, sem hipocrisias, da falsidade.
I. QUEM SERÁ ARREBATADO?
• Corpo – o corpo do homem precisa ser disciplinado. 1Ts 4:3-5.
• na paixão de concupiscências se refere a sensualidade,
que usam o seu corpo no formato de sensualidade.
• Você pode ser formoso, mais não deve usar isso como
sensualidade para promover pecado na vida do outro
através de fornicação, prostituição ou pensamentos de
injuria. Judas 1:23
• Entram no cuidado do corpo também os vícios,
alimentação inadequada, saúde.
• Temos que ser diferente do que o mundo nós oferece. 2
Ts 2; Lv 20:23; Lv 18:3; Tg 4:4
I. QUEM SERÁ ARREBATADO?
DOUTRINA DO UNIVERSALISMO
Esta doutrina que já vem desde o inicio da
igreja afirma que todas as pessoas serão
salvas por Deus.
Essa percepção teológica apela para as
emoções humanas e insinua que um Deus
bom jamais enviaria as pessoas para o
inferno.
I. QUEM SERÁ ARREBATADO?
E podemos ver aqui que nem todos serão
salvos. Então quem podemos afirmar que
serão arrebatados os fieis que dormem no
senhor e os fieis que estiverem vivos. (isso no
ponto de vista do arrebatamento).
I. QUEM SERÁ ARREBATADO?
A Palavra de Deus afirma categoricamente que “Os
perversos serão lançados no inferno, bem como todas
as nações que se esquecem de Deus.” ( Sl 9.17)
Além disso, a Bíblia o descreve como um lugar terrível,
de tormento e onde estarão por toda a eternidade todos
aqueles que não tiveram seus pecados perdoados por
Cristo.
Ela também ensina que na volta de Jesus todos os
homens serão ressuscitados. Os justos para a Glória e
os injustos para o castigo eterno ( Mt 25.31-46).
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
Muitas pessoas na época da igreja de
tessalonica eles não tinham esperança
daqueles que estavam mortos não
participariam desta grande promessa de deus.
O sentimento do judeu é muito forte em
relação ao seu antepassado você pode ver
isso em relação a sua genealogia;
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
• Alguns pensavam que a promessa de Jesus
se dava pela sobrevivência do corpo físico,
quer dizer a promessa de Deus só se daria
se o você estive-se vivo.
• Outro pensamento é que os que já tinham
morrido receberiam um galardão inferior;
• Outros diziam que os mortos não
participaram da mesma glorificação dos que
estão vivos.
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
Existirá também dois tipos de ressurreição:
DN (12:2-4)
A primeira que se dará antes do inicio da
grande tribulação e outro somente após no
final após o milênio onde cristo ira ressuscitar
aqueles que não dormiram em cristo para
condenação eterna.
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
É interessante que quando fazemos a
distinção em primeira e segunda ressureição
achamos que estes eventos ocorrerão em um
só momento.
Vamos entender escatologicamente estas
ressureições:
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
A primeira ressureição contemplara todo o povo de DEUS,
(fieis) porém ela acontecera em diversas fazes:
Não será um evento único
1. A primeira dela já aconteceu, com Jesus 1co 15:20 e 23;
2. MT 27:52-53, muitos santos ressuscitaram;
1. Ressureição igual há lazaro;
3. Os que são de cristo no 1 TS 4:16 (os mortos e nós a
Igreja);
4. As duas testemunhas Ap 11:11;
5. Mártires da grande tribulação serão ressuscitados antes do
milênio;
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
A primeira ressureição contemplará todo o povo de DEUS,
(fieis) porém ela acontecera em diversas fazes:
Será um evento único
Já a segunda acontecerá após 1007 anos, após a primeira
ressureição.
Registrada em Ap. 20:4-6; Ressureição para vergonha eterna.
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
1 CO 15:51 em diante fala que os corpos
serão transformados para entrarmos no céu.
Paulo diz que aquilo que corruptível se
revestira da incorruptibilidade.
Como será este corpo?
II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS
MORTOS
1 Jo 3: Seremos semelhantes ao corpo de
Cristo, Jesus não estava limitado a espaço
físico e nem a tempo, o corpo ressuscitados
poderá ter estas mesmas características.
Provavelmente será um corpo semelhante ao
que adão e eva tinham antes do pecado no
jardim do ÉDEN
E neste periodo estaremos com cristo
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
III. ANTES DO ARREBATAMENTO E DEPOIS DELE
3 ponto fala muito da postura da igreja como
ela deve se comportar;
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja
Aula 05 - O arrebatamento da Igreja

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Éder Tomé
 
U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010
U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010
U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010
Ramón Zazatt
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Éder Tomé
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
Márcio Martins
 
BEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de CristoBEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de Cristo
Daniel de Carvalho Luz
 
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOSESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
EVANGELISTA SOARES
 
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Erberson Pinheiro
 
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADEMILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
Leonam dos Santos
 
O arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igrejaO arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igreja
7amigo521
 
Apocalipse aula 20-08-2016
Apocalipse   aula 20-08-2016 Apocalipse   aula 20-08-2016
Apocalipse aula 20-08-2016
Daniel de Carvalho Luz
 
Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
Respirando Deus
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Éder Tomé
 
A obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igrejaA obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igreja
Marconi Pacheco
 
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaislLição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Éder Tomé
 
Lição 9 – Conhecendo a Armadura de Deus
Lição 9 – Conhecendo a Armadura de DeusLição 9 – Conhecendo a Armadura de Deus
Lição 9 – Conhecendo a Armadura de Deus
Éder Tomé
 
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
Pr. Andre Luiz
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
Wander Sousa
 
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaLição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Éder Tomé
 
A Doutrina de Cristo
A Doutrina de CristoA Doutrina de Cristo
A Doutrina de Cristo
André Luiz Marques
 

Mais procurados (20)

Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 
U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010
U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010
U.XVI - O Milênio / novoCbic/2010
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
 
BEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de CristoBEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de Cristo
 
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOSESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
 
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS 1° TRIMESTRE 2016 Lição 11 O juizo final.
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADEMILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
MILÊNIO, JUÍZO FINAL E ETERNIDADE
 
O arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igrejaO arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igreja
 
Apocalipse aula 20-08-2016
Apocalipse   aula 20-08-2016 Apocalipse   aula 20-08-2016
Apocalipse aula 20-08-2016
 
Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
 
A obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igrejaA obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igreja
 
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaislLição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
 
Lição 9 – Conhecendo a Armadura de Deus
Lição 9 – Conhecendo a Armadura de DeusLição 9 – Conhecendo a Armadura de Deus
Lição 9 – Conhecendo a Armadura de Deus
 
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
O Juízo Final - Lição 11 - 1º Trimestre de 2016
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
 
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaLição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela Graça
 
A Doutrina de Cristo
A Doutrina de CristoA Doutrina de Cristo
A Doutrina de Cristo
 

Semelhante a Aula 05 - O arrebatamento da Igreja

Curso de escatologia
Curso de escatologiaCurso de escatologia
Curso de escatologia
Giovani Luiz Zimmermann Jr.
 
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
Eventos escatológicos
Eventos escatológicosEventos escatológicos
Eventos escatológicos
Gilberto Dos Santos
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
AdilsonGoubeti
 
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptxESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
Reniery Almeida Chagas
 
912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1
Sadrac Pereira
 
Apostila de escatologia
Apostila de escatologiaApostila de escatologia
Apostila de escatologia
Rubens Bastos
 
Escatologia 4
Escatologia 4Escatologia 4
Escatologia 4
Jovens Do Caminho
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Jigdalias Rodrigues
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Jigdalias Rodrigues
 
Licao7
Licao7Licao7
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
A Plenitude do Tempo
A Plenitude do TempoA Plenitude do Tempo
A Plenitude do Tempo
Ivan Vargas
 
As setenta semanas
As setenta semanasAs setenta semanas
As setenta semanas
Moisés Sampaio
 
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPADLição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
José Pereira
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
Feitosa Lima
 
A segunda vinda de Cristo.pptx
A segunda vinda de Cristo.pptxA segunda vinda de Cristo.pptx
A segunda vinda de Cristo.pptx
Rafael Jaires
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
faculdadeteologica
 
Unidade 13 - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Unidade 13  - O Plano da Salvação 3 - Salvação PlenaUnidade 13  - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Unidade 13 - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Ramón Zazatt
 
Escatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamentoEscatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamento
Francileide Corte Real
 

Semelhante a Aula 05 - O arrebatamento da Igreja (20)

Curso de escatologia
Curso de escatologiaCurso de escatologia
Curso de escatologia
 
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
 
Eventos escatológicos
Eventos escatológicosEventos escatológicos
Eventos escatológicos
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
 
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptxESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
 
912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1
 
Apostila de escatologia
Apostila de escatologiaApostila de escatologia
Apostila de escatologia
 
Escatologia 4
Escatologia 4Escatologia 4
Escatologia 4
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Licao7
Licao7Licao7
Licao7
 
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
licao7.pps
 
A Plenitude do Tempo
A Plenitude do TempoA Plenitude do Tempo
A Plenitude do Tempo
 
As setenta semanas
As setenta semanasAs setenta semanas
As setenta semanas
 
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPADLição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
 
A segunda vinda de Cristo.pptx
A segunda vinda de Cristo.pptxA segunda vinda de Cristo.pptx
A segunda vinda de Cristo.pptx
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
 
Unidade 13 - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Unidade 13  - O Plano da Salvação 3 - Salvação PlenaUnidade 13  - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
Unidade 13 - O Plano da Salvação 3 - Salvação Plena
 
Escatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamentoEscatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamento
 

Mais de ABGF - Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias LTDA

Mulheres ajudaram jesus
Mulheres ajudaram jesusMulheres ajudaram jesus
Lição 8 – Depravação e Condenação Total da Humanidade
Lição 8 – Depravação e Condenação Total da HumanidadeLição 8 – Depravação e Condenação Total da Humanidade
Lição 8 – Depravação e Condenação Total da Humanidade
ABGF - Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias LTDA
 
Culto racional
Culto racionalCulto racional
Lição 09 Contrastes na adoração
Lição 09 Contrastes na adoraçãoLição 09 Contrastes na adoração
Aula nova processo salvação
Aula nova processo salvaçãoAula nova processo salvação
Andando em novidade de vida
Andando em novidade de vidaAndando em novidade de vida
A firmeza Carácter Daniel
A firmeza Carácter DanielA firmeza Carácter Daniel
Adorando a Deus em meio a calamidade
Adorando a Deus em meio a calamidadeAdorando a Deus em meio a calamidade
A necessidade de um novo nascimento
A necessidade de um novo nascimentoA necessidade de um novo nascimento
A igreja de cristo
A igreja de cristoA igreja de cristo
Lição 12 - Pregação bíblia
Lição 12 - Pregação bíbliaLição 12 - Pregação bíblia
Vencendo pecado
Vencendo pecadoVencendo pecado
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejasMansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
ABGF - Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias LTDA
 
Restaurando comunhão pais filhos
Restaurando comunhão pais filhosRestaurando comunhão pais filhos
Um inimigo precisa ser resistido
Um inimigo precisa ser resistidoUm inimigo precisa ser resistido
Milénio um tempo glorioso par a Terra
Milénio um tempo glorioso par a TerraMilénio um tempo glorioso par a Terra
Juizo final
Juizo finalJuizo final
Deus nosso provedor final
Deus nosso provedor finalDeus nosso provedor final
Aula - Carácter de Jaco
Aula - Carácter de JacoAula - Carácter de Jaco
A bondade que confere vida
A bondade que confere vidaA bondade que confere vida

Mais de ABGF - Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias LTDA (20)

Mulheres ajudaram jesus
Mulheres ajudaram jesusMulheres ajudaram jesus
Mulheres ajudaram jesus
 
Lição 8 – Depravação e Condenação Total da Humanidade
Lição 8 – Depravação e Condenação Total da HumanidadeLição 8 – Depravação e Condenação Total da Humanidade
Lição 8 – Depravação e Condenação Total da Humanidade
 
Culto racional
Culto racionalCulto racional
Culto racional
 
Lição 09 Contrastes na adoração
Lição 09 Contrastes na adoraçãoLição 09 Contrastes na adoração
Lição 09 Contrastes na adoração
 
Aula nova processo salvação
Aula nova processo salvaçãoAula nova processo salvação
Aula nova processo salvação
 
Andando em novidade de vida
Andando em novidade de vidaAndando em novidade de vida
Andando em novidade de vida
 
A firmeza Carácter Daniel
A firmeza Carácter DanielA firmeza Carácter Daniel
A firmeza Carácter Daniel
 
Adorando a Deus em meio a calamidade
Adorando a Deus em meio a calamidadeAdorando a Deus em meio a calamidade
Adorando a Deus em meio a calamidade
 
A necessidade de um novo nascimento
A necessidade de um novo nascimentoA necessidade de um novo nascimento
A necessidade de um novo nascimento
 
A igreja de cristo
A igreja de cristoA igreja de cristo
A igreja de cristo
 
Lição 12 - Pregação bíblia
Lição 12 - Pregação bíbliaLição 12 - Pregação bíblia
Lição 12 - Pregação bíblia
 
Vencendo pecado
Vencendo pecadoVencendo pecado
Vencendo pecado
 
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejasMansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
 
Restaurando comunhão pais filhos
Restaurando comunhão pais filhosRestaurando comunhão pais filhos
Restaurando comunhão pais filhos
 
Um inimigo precisa ser resistido
Um inimigo precisa ser resistidoUm inimigo precisa ser resistido
Um inimigo precisa ser resistido
 
Milénio um tempo glorioso par a Terra
Milénio um tempo glorioso par a TerraMilénio um tempo glorioso par a Terra
Milénio um tempo glorioso par a Terra
 
Juizo final
Juizo finalJuizo final
Juizo final
 
Deus nosso provedor final
Deus nosso provedor finalDeus nosso provedor final
Deus nosso provedor final
 
Aula - Carácter de Jaco
Aula - Carácter de JacoAula - Carácter de Jaco
Aula - Carácter de Jaco
 
A bondade que confere vida
A bondade que confere vidaA bondade que confere vida
A bondade que confere vida
 

Último

11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 

Último (14)

11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 

Aula 05 - O arrebatamento da Igreja

  • 1. 4º Trimestre de 2015 Lição 11
  • 2. TEXTO ÁUREO Pr. Moisés Sampaio de Paula 2 “E abençoou-o e disse: Bendito seja Abrão do Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra " (GN 14.19).
  • 3. VERDADE PRÁTICA Pr. Moisés Sampaio de Paula 3 A benção de Melquisedeque não se limitou a Abraão, mas alcança todos os que recebem Jesus Cristo como sacerdote eterno.
  • 7. INTRODUÇÃO 7 Nesta lição de hoje estudaremos a respeito de um dos acontecimentos mais gloriosos e esperados pela igreja dede que o senhor Jesus foi assunto aos céus.
  • 8. I. O que é arrebatamento? A palavra arrebatamento deriva da palavra no grego “harpazo”, significa: • “raptar”, “levar com ímpeto”, • “arrancar”, “resgatar”, “tirar”. • “retirar um objeto com força e rapidez inesperada”. • O Arrebatamento será a retirada da Igreja, de modo brusco e sobrenatural
  • 9. I. O que é arrebatamento? DUAS PALAVRAS GREGAS RELATIVAS AO ARREBATAMENTO 1. Parousia. É a palavra mais freqüentemente usada nas Escrituras para descrever o retorno de Cristo, pois ocorre 24 vezes. A ênfase maior é dada à vinda corporal e visível de Cristo.
  • 10. I. O que é arrebatamento? DUAS PALAVRAS GREGAS RELATIVAS AO ARREBATAMENTO 1. Epiphanéia. O sentido é mais específico, porque se refere especialmente à vinda sobre as nuvens.(2 Ts 2.8; 1 Tm 6.14; 2 Tm 4.6-8)
  • 11. O que diz Jeremias  Jeremias 25: 11 = Toda esta terra virá a ser um deserto e um espanto; estas nações servirão ao rei de Babilônia setenta anos  Jeremias 25: 12 = Acontecerá, porém, que, quando se cumprirem os setenta anos, castigarei a iniqüidade do rei da Babilônia e a desta nação, diz o Senhor, como também a da terra dos caldeus; farei deles ruínas perpétuas  Jeremias 29: 10 = Assim diz o Senhor: Logo que se cumprirem para Babilônia setenta anos atentarei para vós outros e cumprirei para convosco a minha boa palavra, tornando a trazer-vos para este lugar Pr. Moisés Sampaio de Paula 11
  • 12. ATENÇÃO  ANTES DE ENTRAR NA LIÇÃO PROPRIAMENTE DITA PRECISAMOS RELEMBRAR AONDE ESTAMOS PARADOS CRONOLOGICAMENTE Pr. Moisés Sampaio de Paula 12
  • 13. O que diz Jeremias  Jeremias 25: 11 = Toda esta terra virá a ser um deserto e um espanto; estas nações servirão ao rei de Babilônia setenta anos  Jeremias 25: 12 = Acontecerá, porém, que, quando se cumprirem os setenta anos, castigarei a iniqüidade do rei da Babilônia e a desta nação, diz o Senhor, como também a da terra dos caldeus; farei deles ruínas perpétuas  Jeremias 29: 10 = Assim diz o Senhor: Logo que se cumprirem para Babilônia setenta anos atentarei para vós outros e cumprirei para convosco a minha boa palavra, tornando a trazer-vos para este lugar Pr. Moisés Sampaio de Paula 13
  • 14. I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) Pr. Moisés Sampaio de Paula 14 1. O tempo da profecia de Jeremias (vv. 1,2). • Logo este tempo marcado pelo sofrimento chegaria ao fim. • Ao compreender a mensagem, o profeta Daniel orou a Deus, pedindo-lhe o cumprimento da promessa ao seu povo e que, por fim, Ele restaurasse o reino a Israel.
  • 15. Quando iniciou o cativeiro  O Cativeiro de Israel iniciou com um cerco de Jerusalem em 3 etapas 1. Começou em 606 A.C. ( 2ª Reis 24: 1) 2. Continuou em 597 A.C. ( 2ª Reis 24: 10 a 17 ), 3. Foi concluído em 586 A.C. ( 2ª Reis 25: 1 a 22 );  O Cativeiro terminou em 536 A.C. com a derrota de Babilônia pela Pérsia, sob o Governo de Ciro, conforme referência em 2ª Crônicas 36: 22 e 23 e Esdras 1: 1., e, com o retorno dos primeiros Judeus para Jerusalém;  606 – 536 = 70 ANOS Pr. Moisés Sampaio de Paula 15
  • 16. 70 anos de Exílio Pr. Moisés Sampaio de Paula 16 606 587 688 18 anos de cerco 536 término 70 anos de Exílio 606 – 536 = 70 ANOS
  • 17. II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24- 27)  Daniel confirmara que Jeremias profetizou os setenta anos do exílio de Israel (Jr 25.11-13; 2 Cr 36.21).  Por isso, na Bíblia, o número setenta ganhou um sentido profético. Pr. Moisés Sampaio de Paula 17 1. As setenta semanas (v.24).
  • 18. II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24- 27)  Então, as setenta semanas compreendem o período de 490 anos.  Setenta multiplicado por sete. Pr. Moisés Sampaio de Paula 18 1. As setenta semanas (v.24). Assim, cada dia da semana pode significar um ano; Cada semana, um período de sete anos.
  • 19. O QUE TEMOS sete semanas sessenta e duas semanas = 69 SEMANAS 49 ANOS 434 anos 483 anos Decreto 14 de março de 445 a.C. Messias 06 de Abril de 32 A.D. Entrada Triunfal em Jerusalém Moisés Sampaio
  • 20. FALTA UMA SEMANA SESSENTA NOVE SEMANAS 1 SEMANA 7 anos483 anos ? Messias 06 de Abril de 32 A.D. Entrada Triunfal em Jerusalém Decreto 14 de março de 445 a.C.
  • 21. O Intervalo - A era da igreja 1 SEMANA 7 anos Igreja Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia Pentecostes Arrebatamento Ef 3:1-7 Moisés Sampaio
  • 22. I. Sobre o arrebatamento Disparar o cronometro escatológico de Deus 70 semanas de DANIEL DN 9:7
  • 23. GRANDE TRIBULAÇÃO I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO Pré-tribulacionista Ensina que o arrebatamento da Igreja ocorrerá antes que se inicie o período da Grande Tribulação. É uma interpretação que honra as Sagradas Escrituras e ajusta-se devidamente à esperança cristã da volta do Senhor nos ares.
  • 24. I. Sobre o arrebatamento Se dará em duas fases distintas: 1º FASE SE DARÁ NOS ÁRES 2º FASE SERÁ APÓS A GRANDE TRIBULAÇÃO
  • 25. I. Sobre o arrebatamento 1º FASE Só será percebido, porque milhões de pessoas desaparecerão da face da terra (os salvos). Cristo não será visível nesse momento para os que aqui ficarem, pois essa ainda não é a Segunda Vinda de Cristo à terra e sim o evento do Arrebatamento da Igreja, que durará Sete anos (sete anos com Cristo, fora da terra). Somente verão à vinda de Jesus, os Salvos, que serão arrebatados (1TS 4:16)
  • 26. I. Sobre o arrebatamento 2º FASE Após terem se passado 7 anos do Arrebatamento da Igreja por Jesus Cristo, ai sim ocorrerá a Segunda Vinda de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo à Terra. Nesse período de 7 anos, ainda haverá salvação pelo sangue de Cristo Jesus, conforme AP 7:14 O Espírito Santo, ainda estará na Terra e só não agirá contra o pecado, mas ainda promoverá a salvação (2TS 2:6,7)
  • 27. PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE AS DUAS FASES DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO
  • 28. QUANDO SE DARÁ O ARREBATAMENTO (MT 24:36,39) "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai..."
  • 29. QUEM PARTICIPARÁ DO ARREBATAMENTO? Esses personagens são: • Jesus Cristo. Como disse Paulo: (1 Ts 4.16, Mt 28.20; At 1.11). • O arcanjo. Certamente Miguel participará desse evento, pois ele é mencionado nas Sagradas Escrituras (I Ts 4.16). • Os mortos em Cristo tanto do AT como do NT. • Os vivos em Cristo. As palavras do apóstolo Paulo: “Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados” (I Ts 4.17). (I Co 15.51).
  • 30. ELEMENTOS ATRELADOS AO ARREBATAMENTO Arrebatamento da Igreja será repentino, muito rápido e invisível ao mundo, como veremos a seguir: • Haverá uma surpresa. Mt 24.36, 42-44; 25.13 e Tt 2.13 mostram que esse evento será uma surpresa. • Haverá uma velocidade. “o abrir e fechar dos olhos” (I Co 15.52) • mostrando a velocidade desse acontecimento (Mt 24.27). • Haverá uma invisibilidade. As expressões gregas para definir esse evento, como a própria palavra arrebatamento.
  • 31. I. Sobre o arrebatamento Da mesma forma que JESUS vira em duas etapas, o acontecimento do arrebatamento também acontecera assim , os mortos ressuscitaram primeiro e depois nos que estivermos vivos. O interessante que a bíblia relata que a vinda de jesus será como um ladrão que ninguém sabe o dia e nem a hora que ele vem, porém ele vem levar algo que já é dele.
  • 32. I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO Existem três escolas distintas de interpretação a respeito do arrebatamento da Igreja. 1. Pós-tribulacionista. 2. Midi-tríbulacionista. 3. Pré-tribulacionista.
  • 33. GRANDE TRIBULAÇÃO I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO Pós-tribulacionista Essa escola interpreta que a Igreja remida por Cristo passará pela Grande Tribulação.
  • 34. GRANDE TRIBULAÇÃO I. ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO Midi-tribulacionista Ensina que a Igreja entrará no período da Grande Tribulação até a sua metade. Seus intérpretes se baseiam numa interpretação isolada de Dn 9.27,
  • 35. I. TODOS OS SALVOS SERÃO ARREBATADOS Este papel de retirar a igreja da terra se dará pelo chamado de jesus, mas o espirito santo que conduzira a igreja ate a presença do senhor nos ares. • As pessoas não verão Jesus vindo; • Não verão os mortos sendo ressuscitados; • Não verão a Igreja sendo arrebatada;
  • 36. I. TODOS OS SALVOS SERÃO ARREBATADOS E interessante ressaltar que o senhor encontra a igreja nos ares. Temos que entender isso porque algumas pessoas acham que serão aqui nas nuvens onde os nossos olhos alcançam. Porém o sentido da palavra é mais espiritual, será provavelmente em campo invisível aos olhos humanos.
  • 37. I. TODOS OS SALVOS SERÃO ARREBATADOS
  • 39. I. QUEM SERÁ ARREBATADO? Somente os salvos santificados serão arrebatamos 1ts 5:23: Aquele que por ventura tiver alguma coisa de se repreender em alguma parte seja na alma, no corpo ou no espirito, ficara aqui. • Espirito – Tem que esta afasto de qualquer sentimento de orgulho, ódio e soberba; Os mansos e humildes herdaram a terra. • Alma – Refere-se ao seu raciocino devendo-se afastar-se mentiras, das malicias, sem hipocrisias, da falsidade.
  • 40. I. QUEM SERÁ ARREBATADO? • Corpo – o corpo do homem precisa ser disciplinado. 1Ts 4:3-5. • na paixão de concupiscências se refere a sensualidade, que usam o seu corpo no formato de sensualidade. • Você pode ser formoso, mais não deve usar isso como sensualidade para promover pecado na vida do outro através de fornicação, prostituição ou pensamentos de injuria. Judas 1:23 • Entram no cuidado do corpo também os vícios, alimentação inadequada, saúde. • Temos que ser diferente do que o mundo nós oferece. 2 Ts 2; Lv 20:23; Lv 18:3; Tg 4:4
  • 41. I. QUEM SERÁ ARREBATADO? DOUTRINA DO UNIVERSALISMO Esta doutrina que já vem desde o inicio da igreja afirma que todas as pessoas serão salvas por Deus. Essa percepção teológica apela para as emoções humanas e insinua que um Deus bom jamais enviaria as pessoas para o inferno.
  • 42. I. QUEM SERÁ ARREBATADO? E podemos ver aqui que nem todos serão salvos. Então quem podemos afirmar que serão arrebatados os fieis que dormem no senhor e os fieis que estiverem vivos. (isso no ponto de vista do arrebatamento).
  • 43. I. QUEM SERÁ ARREBATADO? A Palavra de Deus afirma categoricamente que “Os perversos serão lançados no inferno, bem como todas as nações que se esquecem de Deus.” ( Sl 9.17) Além disso, a Bíblia o descreve como um lugar terrível, de tormento e onde estarão por toda a eternidade todos aqueles que não tiveram seus pecados perdoados por Cristo. Ela também ensina que na volta de Jesus todos os homens serão ressuscitados. Os justos para a Glória e os injustos para o castigo eterno ( Mt 25.31-46).
  • 45. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS Muitas pessoas na época da igreja de tessalonica eles não tinham esperança daqueles que estavam mortos não participariam desta grande promessa de deus. O sentimento do judeu é muito forte em relação ao seu antepassado você pode ver isso em relação a sua genealogia;
  • 46. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS • Alguns pensavam que a promessa de Jesus se dava pela sobrevivência do corpo físico, quer dizer a promessa de Deus só se daria se o você estive-se vivo. • Outro pensamento é que os que já tinham morrido receberiam um galardão inferior; • Outros diziam que os mortos não participaram da mesma glorificação dos que estão vivos.
  • 48. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS Existirá também dois tipos de ressurreição: DN (12:2-4) A primeira que se dará antes do inicio da grande tribulação e outro somente após no final após o milênio onde cristo ira ressuscitar aqueles que não dormiram em cristo para condenação eterna.
  • 49. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS É interessante que quando fazemos a distinção em primeira e segunda ressureição achamos que estes eventos ocorrerão em um só momento. Vamos entender escatologicamente estas ressureições:
  • 50. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS A primeira ressureição contemplara todo o povo de DEUS, (fieis) porém ela acontecera em diversas fazes: Não será um evento único 1. A primeira dela já aconteceu, com Jesus 1co 15:20 e 23; 2. MT 27:52-53, muitos santos ressuscitaram; 1. Ressureição igual há lazaro; 3. Os que são de cristo no 1 TS 4:16 (os mortos e nós a Igreja); 4. As duas testemunhas Ap 11:11; 5. Mártires da grande tribulação serão ressuscitados antes do milênio;
  • 51. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS A primeira ressureição contemplará todo o povo de DEUS, (fieis) porém ela acontecera em diversas fazes: Será um evento único Já a segunda acontecerá após 1007 anos, após a primeira ressureição. Registrada em Ap. 20:4-6; Ressureição para vergonha eterna.
  • 53. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS 1 CO 15:51 em diante fala que os corpos serão transformados para entrarmos no céu. Paulo diz que aquilo que corruptível se revestira da incorruptibilidade. Como será este corpo?
  • 54. II. O ARREBATAMENTO E A RESSUREIÇÃO DOS MORTOS 1 Jo 3: Seremos semelhantes ao corpo de Cristo, Jesus não estava limitado a espaço físico e nem a tempo, o corpo ressuscitados poderá ter estas mesmas características. Provavelmente será um corpo semelhante ao que adão e eva tinham antes do pecado no jardim do ÉDEN E neste periodo estaremos com cristo
  • 56. III. ANTES DO ARREBATAMENTO E DEPOIS DELE 3 ponto fala muito da postura da igreja como ela deve se comportar;

Notas do Editor

  1. Segundo este grupo de teólogos, a Igreja permanecerá na terra durante todo os sete anos de tribulação, mas, será preservada da destruição, como os hebreus que não foram atingidos pelas dez pragas do Egito. Os principais textos bíblicos que eles se referem para defender este ensino são (Ap 6.9; 7.9-17; 13.7) onde João menciona a presença de santos na terra durante a Grande Tribulação. No entanto, a Bíblia deixa claro, que estes santos são as pessoas que se converterem após o Arrebatamento da Igreja.
  2. A Igreja suportará os acontecimentos da primeira metade da tribulação, que, segundo os mesotribulacionistas, não são manifestações da ira de Deus. Ela (a Igreja) será transladada, todavia, antes que comece a segunda metade da semana, que, segundo essa teoria, contém todo o derramamento da ira de Deus. Afirma-se que o arrebatamento ocorrerá junto com o soar da última trombeta e a ascensão das duas testemunhas de Apocalipse capítulo 11” (PENTECOST, 2010, p. 244). Os principais textos que esta Escola usa para defender sua crença é (I Co 15.52) onde o apóstolo Paulo diz: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta...” e (Ap 11.15) onde o apóstolo João descreve o “toque da sétima trombeta”. No entanto, devemos entender que a trombeta que o apóstolo Paulo menciona em (I Co 15.52) significa a última voz de chamamento ou de convocação do povo de Deus; e, não às trombetas do Apocalipse, que só serão tocadas após o Arrebatamento, durante a Grande Tribulação, não se tratando, portanto, do mesmo evento.
  3. Completados os 1000 anos, os não salvos mortos em todas às épocas, desde o início do mundo, serão ressuscitados e julgados diante do grande Trono Branco. Só os não salvos serão ressuscitados.Os salvos, já estarão com Jesus. (AP 20:11,15)"E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles. "E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. "E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte eo inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. "E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo.Esta é a segunda morte."E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo." 6) - Nós os Salvos, já estaremos para sempre com Jesus Cristo, na presença do Deus Eterno e com prazeres nunca sentidos pelo homem  (AP 22:5) "E ali não haverá mais noite,e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre."   Já os que não foram salvos, estarão para sempre com o diabo e os seus anjos no lago de fogo e enxofre (MT 25:41) "Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;"