SlideShare uma empresa Scribd logo
Atletismo - Corridas
Atletismo – Corridas
Atletismo
Objetivo
Especialidades e provas
Corrida de velocidade
Corrida de estafetas
Corrida de barreiras
As corridas são uma especialidade do atletismo em que o objetivo passa por percorrer uma determinada
distância no menor tempo possível.
Atletismo – Corridas
Atletismo
Objetivo
Atletismo – Corridas
Atletismo
Existem diferentes tipos de provas, que vão desde a corrida de velocidade (curta duração) à maratona (longa duração).
Estas provas podem ainda variar de acordo com o género do atleta e podem ser realizadas de forma individual ou coletiva.
A preparação para cada tipo de prova é diferenciada, pelo que só algumas dessas especialidades serão abordadas nas
aulas de Educação Física e no clube do Desporto Escolar, como por exemplo: corridas de velocidade, corridas de estafetas,
corridas de barreiras e corta-mato.
Especialidades e provas
CORRIDAS – COMPETIÇÃO
ESPECIALIDADES PROVAS AO AR LIVRE PROVAS EM PISTA COBERTA
VELOCIDADE 100 m, 200 m, 400 m 60 m, 200 m, 400 m
MEIO FUNDO (800 A 3000 M)
E FUNDO (≥ 5000 M)
800 m, 1500 m, 3000 m obstáculos, 5000 m,
10 000 m, maratona, corta-mato (campo),
20 km marcha (M e F), 50 km marcha (M)
800 m, 1500 m, 3000 m marcha (F),
5000 m marcha (M)
ESTAFETAS 4 x 100 m, 4 x 400 m 4 x 100 m, 4 x 400 m
BARREIRAS 100 m (F), 110 m (M), 400 m 60 m
A corrida de velocidade inclui provas de curta distância realizadas à máxima
velocidade. O objetivo passa por reagires rapidamente ao sinal de partida e
percorreres uma distância predefinida à máxima velocidade possível.
Atendendo às condições das escolas e à falta de treino neste tipo de corrida,
a prática mais frequente reside nas provas de 40 ou 60 m.
Para correres de forma eficiente, deves respeitar as diferentes fases da
corrida.
Atletismo – Corridas
Atletismo
Corrida de velocidade
Fases da corrida
A PARTIDA (COM BLOCOS)
B ACELERAÇÃO
C MANUTENÇÃO DA VELOCIDADE
MÁXIMA
D PERDA DE VELOCIDADE
E CHEGADA
Atletismo – Corridas
Atletismo
• Antes da partida, coloca corretamente os blocos: o da frente a
cerca de 60 cm da linha de partida e o de trás a cerca de 45 cm
do bloco da frente. Em seguida, respeita as vozes e o sinal de
partida.
Regulamento
Antes do sinal de partida, os participantes não
podem abandonar o seu lugar nem pisar ou transpor
a linha de partida. Se tal suceder, é assinalada falsa
partida. Após a primeira falsa partida, sempre que
alguém cometa a mesma infração será
desclassificado.
Corrida de velocidade
A PARTIDA (COM BLOCOS)
Atletismo – Corridas
Atletismo
1 Aos seus lugares
• Coloca os pés nos blocos, as mãos
no solo, à largura dos ombros, e o
joelho da perna colocada mais atrás
apoiado no solo.
2 Pronto
• Eleva a anca acima dos ombros até
o joelho da perna mais avançada
atingir 90o de flexão.
3 Partida
• Avança rapidamente a perna que se
encontra mais atrás.
Corrida de velocidade
A PARTIDA (COM BLOCOS)
1 2 3
Atletismo – Corridas
Atletismo
• Acelera até à máxima velocidade, inclinando
ligeiramente o corpo à frente e impulsionando
as pernas também para a frente, com apoio
enérgico dos pés no solo. Retoma a posição
vertical à medida que atinges a velocidade
máxima.
Corrida de velocidade
B ACELERAÇÃO
Atletismo – Corridas
Atletismo
• Realiza corretamente as fases de apoio e de impulsão,
de modo a conseguires manter a velocidade máxima.
Corrida de velocidade
MANUTENÇÃO DA VELOCIDADE MÁXIMA
C
1 Aos seus lugares
• Apoia o terço anterior (parte da
frente) do pé e flete a outra perna
(a perna de balanço). Prepara nova
sequência, fletindo a perna que
realizou o apoio à frente
(recuperação).
2 Pronto
• Move a perna de balanço
para a frente e para cima
(balanço à frente).
1 2
Apoio à frente Recuperação Balanço à frente
Atletismo – Corridas
Atletismo
• Prepara a chegada, inclinando o tronco à frente e projetando os braços para
trás nas duas últimas passadas da corrida. Tenta manter a velocidade máxima
em toda a corrida, diminuindo apenas depois de passares a meta – lembra-te
que o importante é o tempo que demoras a realizar a corrida, desde a partida
até à chegada.
Regulamento
Cada atleta deverá correr dentro do seu
corredor da pista de corridas. Se tal não
acontecer, é desclassificado da prova.
Corrida de velocidade
D PERDA DE VELOCIDADE E CHEGADA
Atletismo – Corridas
Atletismo
A corrida de estafetas é também uma prova de velocidade,
realizada por equipas de quatro elementos. Cada um dos
elementos percorre uma distância transportando na mão
um tubo liso e oco de madeira ou de metal (testemunho),
entregando-o ao companheiro seguinte, que realizará um
novo percurso com a mesma distância.
Corrida de estafetas
Atletismo – Corridas
Atletismo
As provas recomendadas para o teu ciclo de
ensino são:
4 x 60 m; 4 x 80 m; 4 x 100 m
Este tipo de prova abarca um conjunto de
fases essenciais à sua realização: partida,
aceleração, manutenção da velocidade
máxima, transmissão do testemunho e, no
caso do último atleta, perda de velocidade e
chegada. Todas estas fases (com exceção da
transmissão do testemunho) são idênticas às
da corrida de velocidade. A transmissão do
testemunho tem de ser realizada na zona de
transmissão (20 metros), colocada após a
zona de balanço (10 metros).
Corrida de estafetas
Testemunho.
Atletismo – Corridas
Atletismo
Transmissão do testemunho
É fundamental que a transmissão seja realizada no
menor tempo possível e sem que o testemunho caia.
Para isso acontecer, é importante que respeites as
fases de preparação, aceleração e transmissão.
1 Preparação
• O corredor que entrega o testemunho aproxima-se
à máxima velocidade. O recetor apoia-se na ponta
dos pés e olha para o colega, vendo se este já
passou a marca definida.
Corrida de estafetas
1 2 3
Zona de balanço «Vai!» Zona de
transmissão
Atletismo – Corridas
Atletismo
2 Aceleração
• O corredor que recebe o testemunho mantém uma velocidade
constante e o olhar dirigido para a frente, estendendo o braço
para trás após sinal do colega («Vai!» ou «Toma!»).
Transmissão do testemunho
Corrida de estafetas
1 2 3
Zona de balanço «Vai!» Zona de
transmissão
Atletismo – Corridas
Atletismo
3 Transmissão
• Se o corredor que recebe o testemunho estender a mão direita, o que transmite deve
passar o testemunho com a mão esquerda, e vice-versa. Deve ser utilizada uma das
técnicas de transmissão (descendente ou ascendente).
Transmissão do testemunho
Corrida de estafetas
1 2 3
Zona de balanço «Vai!» Zona de
transmissão
Atletismo – Corridas
Atletismo
TÉCNICA DESCENDENTE
• A mão que recebe o testemunho é estendida para trás e a palma da
mão fica virada para cima. O testemunho é entregue de cima para
baixo.
TÉCNICA ASCENDENTE
• A mão que recebe o testemunho é estendida para trás, ao nível da
bacia. O testemunho é entregue de baixo para cima e colocado entre
o polegar e o indicador (em forma de «V»).
Técnica ascendente.
Técnicas de transmissão do testemunho
Corrida de estafetas
Técnica descendente.
Atletismo – Corridas
Atletismo
Na corrida de barreiras, tal como na corrida de velocidade e na corrida de
estafetas, é exigido que realizes um percurso no menor tempo possível.
Abordamos apenas as fases de transposição e de corrida entre barreiras,
uma vez que as fases de partida, aceleração, aproximação à barreira e
corrida da última barreira até à meta são semelhantes às fases de partida,
aceleração, perda de velocidade e chegada da corrida de velocidade.
Corrida de barreiras
Atletismo – Corridas
Atletismo
1 Chamada
• Impulsiona a perna de chamada afastado da barreira, com a coxa
da perna de ataque na horizontal.
Corrida de barreiras
1 2 3
Atletismo – Corridas
Atletismo
2 Transposição da barreira
• Estende a perna de ataque na direção da barreira. A perna de
chamada acompanha o movimento lateralmente em relação
ao tronco e com a coxa paralela ao solo.
Corrida de barreiras
1 2 3
Atletismo – Corridas
Atletismo
3 Receção
• Faz receção ao solo com o terço anterior do pé (parte da
frente) da perna de ataque. Puxa a perna de chamada para
continuares a corrida.
Corrida de barreiras
1 2 3
Atletismo – Corridas
Atletismo
Corrida entre barreiras
• Na aproximação à primeira barreira, podes realizar seis a oito passadas.
• Entre barreiras, três passadas são suficientes.
Corrida de barreiras
Atletismo - Corridas

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Atletismo__Corridas - corrida de barreiras.pptx

Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
Neusa Soares
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
Atletismo Atletismo
Atletismo
cristina costa
 
Atletismo saltos
Atletismo saltosAtletismo saltos
Atletismo saltos
Ana Carolina
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
André Campos
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
AnaGomes40
 
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triploAtletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
Escola Secundaria Moura
 
Salto em distância
Salto em distânciaSalto em distância
Salto em distância
Aldrin Eldrin
 
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homemO atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
misterknight
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo 110 m_barreiras
Atletismo 110 m_barreirasAtletismo 110 m_barreiras
Atletismo 110 m_barreiras
Escola Secundaria Moura
 
atletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
atletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHatletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
atletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
RONYSAZEVEDO2
 
Iniciação do atletismo
Iniciação do atletismoIniciação do atletismo
Iniciação do atletismo
Hiderson Marciano
 
SEMINÁRIO ATLETISMO.pptx
SEMINÁRIO ATLETISMO.pptxSEMINÁRIO ATLETISMO.pptx
SEMINÁRIO ATLETISMO.pptx
BrunoKzan2
 
ATLETISMO.pptx
ATLETISMO.pptxATLETISMO.pptx
ATLETISMO.pptx
FlvioAnjos3
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
Jorge Fernandes
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
Helena Caboclo
 
Trabalho educação fisica
Trabalho educação fisicaTrabalho educação fisica
Trabalho educação fisica
Fui_kilado
 
Cart escolar mec1
Cart escolar mec1Cart escolar mec1
Cart escolar mec1
Desterro Barros
 
Aula de atletismo
Aula de atletismoAula de atletismo

Semelhante a Atletismo__Corridas - corrida de barreiras.pptx (20)

Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo
Atletismo Atletismo
Atletismo
 
Atletismo saltos
Atletismo saltosAtletismo saltos
Atletismo saltos
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triploAtletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
 
Salto em distância
Salto em distânciaSalto em distância
Salto em distância
 
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homemO atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo 110 m_barreiras
Atletismo 110 m_barreirasAtletismo 110 m_barreiras
Atletismo 110 m_barreiras
 
atletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
atletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHatletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
atletismoHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
 
Iniciação do atletismo
Iniciação do atletismoIniciação do atletismo
Iniciação do atletismo
 
SEMINÁRIO ATLETISMO.pptx
SEMINÁRIO ATLETISMO.pptxSEMINÁRIO ATLETISMO.pptx
SEMINÁRIO ATLETISMO.pptx
 
ATLETISMO.pptx
ATLETISMO.pptxATLETISMO.pptx
ATLETISMO.pptx
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Trabalho educação fisica
Trabalho educação fisicaTrabalho educação fisica
Trabalho educação fisica
 
Cart escolar mec1
Cart escolar mec1Cart escolar mec1
Cart escolar mec1
 
Aula de atletismo
Aula de atletismoAula de atletismo
Aula de atletismo
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 

Atletismo__Corridas - corrida de barreiras.pptx

  • 2. Atletismo – Corridas Atletismo Objetivo Especialidades e provas Corrida de velocidade Corrida de estafetas Corrida de barreiras
  • 3. As corridas são uma especialidade do atletismo em que o objetivo passa por percorrer uma determinada distância no menor tempo possível. Atletismo – Corridas Atletismo Objetivo
  • 4. Atletismo – Corridas Atletismo Existem diferentes tipos de provas, que vão desde a corrida de velocidade (curta duração) à maratona (longa duração). Estas provas podem ainda variar de acordo com o género do atleta e podem ser realizadas de forma individual ou coletiva. A preparação para cada tipo de prova é diferenciada, pelo que só algumas dessas especialidades serão abordadas nas aulas de Educação Física e no clube do Desporto Escolar, como por exemplo: corridas de velocidade, corridas de estafetas, corridas de barreiras e corta-mato. Especialidades e provas CORRIDAS – COMPETIÇÃO ESPECIALIDADES PROVAS AO AR LIVRE PROVAS EM PISTA COBERTA VELOCIDADE 100 m, 200 m, 400 m 60 m, 200 m, 400 m MEIO FUNDO (800 A 3000 M) E FUNDO (≥ 5000 M) 800 m, 1500 m, 3000 m obstáculos, 5000 m, 10 000 m, maratona, corta-mato (campo), 20 km marcha (M e F), 50 km marcha (M) 800 m, 1500 m, 3000 m marcha (F), 5000 m marcha (M) ESTAFETAS 4 x 100 m, 4 x 400 m 4 x 100 m, 4 x 400 m BARREIRAS 100 m (F), 110 m (M), 400 m 60 m
  • 5. A corrida de velocidade inclui provas de curta distância realizadas à máxima velocidade. O objetivo passa por reagires rapidamente ao sinal de partida e percorreres uma distância predefinida à máxima velocidade possível. Atendendo às condições das escolas e à falta de treino neste tipo de corrida, a prática mais frequente reside nas provas de 40 ou 60 m. Para correres de forma eficiente, deves respeitar as diferentes fases da corrida. Atletismo – Corridas Atletismo Corrida de velocidade Fases da corrida A PARTIDA (COM BLOCOS) B ACELERAÇÃO C MANUTENÇÃO DA VELOCIDADE MÁXIMA D PERDA DE VELOCIDADE E CHEGADA
  • 6. Atletismo – Corridas Atletismo • Antes da partida, coloca corretamente os blocos: o da frente a cerca de 60 cm da linha de partida e o de trás a cerca de 45 cm do bloco da frente. Em seguida, respeita as vozes e o sinal de partida. Regulamento Antes do sinal de partida, os participantes não podem abandonar o seu lugar nem pisar ou transpor a linha de partida. Se tal suceder, é assinalada falsa partida. Após a primeira falsa partida, sempre que alguém cometa a mesma infração será desclassificado. Corrida de velocidade A PARTIDA (COM BLOCOS)
  • 7. Atletismo – Corridas Atletismo 1 Aos seus lugares • Coloca os pés nos blocos, as mãos no solo, à largura dos ombros, e o joelho da perna colocada mais atrás apoiado no solo. 2 Pronto • Eleva a anca acima dos ombros até o joelho da perna mais avançada atingir 90o de flexão. 3 Partida • Avança rapidamente a perna que se encontra mais atrás. Corrida de velocidade A PARTIDA (COM BLOCOS) 1 2 3
  • 8. Atletismo – Corridas Atletismo • Acelera até à máxima velocidade, inclinando ligeiramente o corpo à frente e impulsionando as pernas também para a frente, com apoio enérgico dos pés no solo. Retoma a posição vertical à medida que atinges a velocidade máxima. Corrida de velocidade B ACELERAÇÃO
  • 9. Atletismo – Corridas Atletismo • Realiza corretamente as fases de apoio e de impulsão, de modo a conseguires manter a velocidade máxima. Corrida de velocidade MANUTENÇÃO DA VELOCIDADE MÁXIMA C 1 Aos seus lugares • Apoia o terço anterior (parte da frente) do pé e flete a outra perna (a perna de balanço). Prepara nova sequência, fletindo a perna que realizou o apoio à frente (recuperação). 2 Pronto • Move a perna de balanço para a frente e para cima (balanço à frente). 1 2 Apoio à frente Recuperação Balanço à frente
  • 10. Atletismo – Corridas Atletismo • Prepara a chegada, inclinando o tronco à frente e projetando os braços para trás nas duas últimas passadas da corrida. Tenta manter a velocidade máxima em toda a corrida, diminuindo apenas depois de passares a meta – lembra-te que o importante é o tempo que demoras a realizar a corrida, desde a partida até à chegada. Regulamento Cada atleta deverá correr dentro do seu corredor da pista de corridas. Se tal não acontecer, é desclassificado da prova. Corrida de velocidade D PERDA DE VELOCIDADE E CHEGADA
  • 11. Atletismo – Corridas Atletismo A corrida de estafetas é também uma prova de velocidade, realizada por equipas de quatro elementos. Cada um dos elementos percorre uma distância transportando na mão um tubo liso e oco de madeira ou de metal (testemunho), entregando-o ao companheiro seguinte, que realizará um novo percurso com a mesma distância. Corrida de estafetas
  • 12. Atletismo – Corridas Atletismo As provas recomendadas para o teu ciclo de ensino são: 4 x 60 m; 4 x 80 m; 4 x 100 m Este tipo de prova abarca um conjunto de fases essenciais à sua realização: partida, aceleração, manutenção da velocidade máxima, transmissão do testemunho e, no caso do último atleta, perda de velocidade e chegada. Todas estas fases (com exceção da transmissão do testemunho) são idênticas às da corrida de velocidade. A transmissão do testemunho tem de ser realizada na zona de transmissão (20 metros), colocada após a zona de balanço (10 metros). Corrida de estafetas Testemunho.
  • 13. Atletismo – Corridas Atletismo Transmissão do testemunho É fundamental que a transmissão seja realizada no menor tempo possível e sem que o testemunho caia. Para isso acontecer, é importante que respeites as fases de preparação, aceleração e transmissão. 1 Preparação • O corredor que entrega o testemunho aproxima-se à máxima velocidade. O recetor apoia-se na ponta dos pés e olha para o colega, vendo se este já passou a marca definida. Corrida de estafetas 1 2 3 Zona de balanço «Vai!» Zona de transmissão
  • 14. Atletismo – Corridas Atletismo 2 Aceleração • O corredor que recebe o testemunho mantém uma velocidade constante e o olhar dirigido para a frente, estendendo o braço para trás após sinal do colega («Vai!» ou «Toma!»). Transmissão do testemunho Corrida de estafetas 1 2 3 Zona de balanço «Vai!» Zona de transmissão
  • 15. Atletismo – Corridas Atletismo 3 Transmissão • Se o corredor que recebe o testemunho estender a mão direita, o que transmite deve passar o testemunho com a mão esquerda, e vice-versa. Deve ser utilizada uma das técnicas de transmissão (descendente ou ascendente). Transmissão do testemunho Corrida de estafetas 1 2 3 Zona de balanço «Vai!» Zona de transmissão
  • 16. Atletismo – Corridas Atletismo TÉCNICA DESCENDENTE • A mão que recebe o testemunho é estendida para trás e a palma da mão fica virada para cima. O testemunho é entregue de cima para baixo. TÉCNICA ASCENDENTE • A mão que recebe o testemunho é estendida para trás, ao nível da bacia. O testemunho é entregue de baixo para cima e colocado entre o polegar e o indicador (em forma de «V»). Técnica ascendente. Técnicas de transmissão do testemunho Corrida de estafetas Técnica descendente.
  • 17. Atletismo – Corridas Atletismo Na corrida de barreiras, tal como na corrida de velocidade e na corrida de estafetas, é exigido que realizes um percurso no menor tempo possível. Abordamos apenas as fases de transposição e de corrida entre barreiras, uma vez que as fases de partida, aceleração, aproximação à barreira e corrida da última barreira até à meta são semelhantes às fases de partida, aceleração, perda de velocidade e chegada da corrida de velocidade. Corrida de barreiras
  • 18. Atletismo – Corridas Atletismo 1 Chamada • Impulsiona a perna de chamada afastado da barreira, com a coxa da perna de ataque na horizontal. Corrida de barreiras 1 2 3
  • 19. Atletismo – Corridas Atletismo 2 Transposição da barreira • Estende a perna de ataque na direção da barreira. A perna de chamada acompanha o movimento lateralmente em relação ao tronco e com a coxa paralela ao solo. Corrida de barreiras 1 2 3
  • 20. Atletismo – Corridas Atletismo 3 Receção • Faz receção ao solo com o terço anterior do pé (parte da frente) da perna de ataque. Puxa a perna de chamada para continuares a corrida. Corrida de barreiras 1 2 3
  • 21. Atletismo – Corridas Atletismo Corrida entre barreiras • Na aproximação à primeira barreira, podes realizar seis a oito passadas. • Entre barreiras, três passadas são suficientes. Corrida de barreiras