SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA DR. EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: CRISTIANE LAHDO PERÍODO: VESPERTINO ALGUMAS DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO 2º BIMESTRE EM PARCERIA COM A SALA DE INFORMÁTICA E BIBLIOTECA DA ESCOLA
Durante o 2º bimeste de 2011, dei continuidade às atividades das TICS através da execução de projetos junto aos professores regentes, desenvolvendo atividades de pesquisa através de páginas da Internet. A sala de informática também foi utilizada para exposição de aulas e para uso de cursos de ensino a distância dado pela SEMED e MEC aos funcionários dessa escola (envio de material, consulta a notas, download de material de estudo. Foram muito utilizados os jogos educativos do linux educacional e  para projetos de intervenção para recuperar os alunos com dificuldades na aprendizagem. Atendemos também a comunidade local e alunos que vem fazer pesquisas no contraturno. Também atendemos a sala de multimeios que contém um telão, computador e data show para o desenvolvimento de aulas pelos professores regentes com agendamento prévio junto as PCTES da sala de infomática. Desenvolvemos atividades em parceria com as bibliotecárias da escola que auxiliaram da aprendizagem do aluno.
PROJETO DE LEITURA E ESCRITA
APRESENTAÇÃO  A leitura não é uma habilidade que se desenvolva por decreto, lei ou ordem, mas, sim, uma habilidade que envolve a decisão do leitor. Ler por obrigação, sem curtir o texto, só para cumprir um dever escolar, longe de criar leitores, pode até “vacinar os alunos contra o hábito de ler". Cada história é o que lemos, o que escutamos, principalmente, o que sentimos. Dentro desse pressuposto desenvolveremos o Projeto “Arte de Ler”.  PROBLEMATIZAÇÃO  Percebemos na sociedade em geral, a falta do interesse pela leitura, talvez pelo uso mais fácil de tecnologias e mídias, ou falta de acesso aos livros, o fato é que nossos alunos não estão longe dessa realidade, poucos lêem, ou quando lêem é porque, nós professores pedimos. Partindo daí, surgiu a idéia de aventurá-los no mundo da leitura, mas com o propósito de ler com prazer, gosto, estimulando, então, o pensamento crítico e criativo e tentar sanar a idéia de que “ler é muito chato”.  JUSTIFICATIVA  É através da leitura que se forma cidadãos críticos e seletivos em busca de um melhor aprendizado sócio-cultural. É de vital importância que todo o corpo docente e discente esteja envolvido para um melhor êxito, a fim de que o gosto pela leitura e a boa formação de leitores. É necessário envolver e estimular nossos alunos, para que possam desenvolver habilidades de leitura, escrita e oralidade.
OBJETIVO GERA L  Desenvolver o gosto e hábito de leitura, vendo o livro, a leitura como uma necessidade básica, mas prazerosa, assim como formar leitores mais críticos.  OBJETIVOS ESPECÍFICOS  � Transmitir o gosto da leitura aos colegas na Hora do conto.  � Formar leitores apreciadores e críticos.  � Desenvolver a prática da oralidade e escrita.  � Estimular a socialização.  � Utilizar adequadamente a biblioteca, seu acervo, respeito e conservação dos livros.  � Conhecer autores.  � Dar condições de auto-expressão
O projeto será desenvolvido seguindo as etapas:  1ª Etapa  Os alunos visitarão a biblioteca de nossa escola, conhecendo seu acervo, adequada utilização, conservação dos livros e normas para empréstimo.  2ª Etapa  Leitura do texto "Ler é Viver", seguido de debate sobre a importância do ato de ler e leitura prazerosa. As turmas poderão, neste momento expor suas experiências de leitura e suas expectativas. Participação de uma contadora de histórias convidada para 1ª Hora do Conto.  3ª Etapa  Escolha dos livros adequados à série, leitura na biblioteca e em casa. Discussão com familiares sobre o livro lido, a fim de compartilhar o prazer de ler com a família. Exposição, em sala, dessas opiniões e experiência de “reconto”.  4ª Etapa  Leitura individual Após esta leitura, os alunos contarão aos colegas, de forma criativa e lúdica a historia de seu livro.  5ª Etapa  Leitura coletiva Grupos de cinco alunos lerão o mesmo livro, em seguida apresentarão a história do livro lido, através de peças teatrais, fantoches, HQ, maquetes etc. 6ª Etapa Montagem da caixa de resenhas por turma (xerox de como fazer no anexo 2), para pesquisa e estímulo para outros alunos, assim como divulgação dos anúncios publicitários, frases soltas fragmentos de textos interessantes para despertar o leitor, num mural da escola (“ Li e gostei” “ Li e não indico” - Justificativa)  6ª Etapa  Leitura e interpretação na sala de informática com diversos tipos de gêneros textuais com auxilio das PCTES.
 
 
 
 
E.M.Dr.EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: Cristiane Lahdo ANO: 4º
No texto, a palavra COMPOSIÇÃO indica: (  ) as situações contraindicadas do remédio. (  ) as vitaminas que fazem falta ao homem. (  ) os elementos que formam o remédio. (  ) os produtos que causam anemias.
O que deu início à narrativa foi o fato de a “floquinha”: (  ) ter-se apaixonado pelo sol. (  ) ter flertado com o sol. (  ) ter-se derretido com o sol. (  ) ter descido montanha abaixo.
A ilustração do terceiro quadrinho indica que o garoto está: (  ) cantando. (  ) chorando. (  ) resmungando. (  ) gritando.
Com base no texto, percebe-se que o leão é: (  ) descontrolado. (  ) esperto. (  ) implicante. (  ) nervoso.
De acordo com o gráfico, as regiões com maior número de crianças trabalhando são: (  ) Norte e Sul. (  ) Nordeste e Sul. (  ) Norte e Nordeste. (  ) Sudeste e Sul.
DESCRITORES DE MATEMÁTICA E.M.Dr.EDUARDO OLÍMPIO MACHADO
O brinquedo preferido de João está no seu lado esquerdo. Qual é o brinquedo preferido de João? (  ) peteca. (  ) pipa. (  ) bola. (  ) bicicleta.
A figura abaixo é um detalhe da planta da cidade de São Paulo. Nela, a localização da Rua Abílio José é indicada por A2. Desta forma, a indicação da Rua Iguape é: (  ) A2 (  ) C1 (  ) C3 (  ) B2
Observe, na figura abaixo, o caminho percorrido por Thiago. Ele saiu do ponto A e chegou ao ponto B. Como ele fez para chegar ao ponto B? (  ) Avançou 6, girou para a esquerda, avançou 4. (  ) Avançou 5, girou para a direita, avançou 3. (  ) Avançou 5, girou para a esquerda, avançou 3. (  ) Avançou 4, girou para a direita, avançou 2.
A tabela mostra o total de visitantes na cidade de Londrina durante as estações do ano. Qual foi a estação do ano com o maior número de visitantes? (  ) Inverno. (  ) Outono. (  ) Primavera. (  ) Verão.
No fim do mês, Marcelo verificou quantas calças de cada numeração havia em sua loja e fez um gráfico. Estoque de calças – Loja do Marcelo. Quais numerações possuíam a menor quantidade de calças em estoque naquela data? (  ) 34 e 36 (  ) 38 e 40 (  ) 42 e 44 (  ) 38 e 44
INICIAR MEIOS DE TRANSPORTES ESCOLA DR. EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: Cristiane Lahdo  - Disciplina: Geografia / 3º Ano
QUE VEÍCULO ANDA POR ESSE CAMINHO?
MUITO BEM!! Próxima atividade
QUE VEÍCULO VOA PELO CÉU?
MUITO BEM!! Próxima atividade
QUEM ANDA PELOS TRILHOS?
MUITO BEM!! Próxima atividade
QUE TRANSPORTE NAVEGA PELO MAR?
MUITO BEM!! Próxima atividade
REINICIAR PARABÉNS!!! VOCÊ É MUITO INTELIGENTE!
REINICIAR QUE PENA!!! VOCÊ ERROU!!!
O Leão e o Rato Fábulas de Esopo Próxima ESCOLA DR. EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: Cristiane Lahdo  - Disciplina: Português / 4º Ano Esopo é um lendário autor grego, que teria vivido na Antigüidade, ao qual se atribui a paternidade da fábula como gênero literário.
O Leão e o Rato ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Próxima Fonte:  http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Le%C3%A3o_e_o_Rato   Voltar
O Leão e o Rato Moral 1: * Uma boa ação ganha outra. * Os pequenos amigos podem se revelar os melhores aliados. * Não se ache melhor que os outros pois todos são iguais… Próxima QUAL É A MORAL DA HISTÓRIA DESTA FÁBULA? Moral 2: *   Quem desdenha quer comprar.  * Aqueles que são incapazes de atingir uma meta tendem a denegri-la, para diminuir o peso de seu insucesso.  * É fácil desprezar aquilo que não se pode alcançar.  Moral 3: * Você não será bom em tudo, mas não desista. Não substime sua força de vontade.   Voltar
O Leão e o Rato Continuar PARABÉNS!!! Agora vamos para o caça-palavras
Leão W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R S O N V U O B V U T Q P U D B O Y R L E T A C S E R C T Y B E A Z G H C K P I C O Y X É V R B V A C R A T U Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
Rato W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R A T O V U O B V D T Q P U D B O Y R L E T A C S E R C T Y B E A Z G H C K P I C O Y X É D R B V A C R A E U Z Y L E M S Ç O K   B A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
Esopo W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R A T O V U O B V D T Q P U D B O Y R L E T A C S E S O P O B E A Z G H C K P I C O Y X B A L I E A C R A T U Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
Corda W R I A C H E T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R A T O V U O B V D T Q P U D B O Y C L E T A C S E S O P O B E A Z G H R K P I C O Y X É D R B V A C R A T A Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
Ajudar W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J J O Ã A I R A T O U U O B V D T Q P D D B O Y C L E T A C S E S O P O B R A Z G H R K P I C O Y X É D R B V A C R A T A Z A R E L S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
Leão  Rato  Esopo  Corda  Ajudar PARABÉNS!!! VOCÊ ENCONTROU TODAS AS PALAVRAS Sair  -  Reiniciar W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J J O Ã A I R A T O U U O B V D T Q P D D B O Y C L E T A C S E S O P O B R A Z G H R K P I C O Y X É D R B V A C R A T A Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
BELA TENTATIVA, MAS NÃO É A CERTA! Voltar
PROJETO EDUCATIVO: RECICLANDO COM ARTES O futuro não é algo que simplesmente acontece por si mesmo. Estamos criando o amanhã neste mesmo momento. Hoje em dia muitas pessoas sentem-se como meros espectadores dos fatos globais. Mas devemos aprender que todos nós somos atores e que estamos modelando nosso futuro agora mesmo". Jostein Gaarder
O primeiro passo é fazer com que cada aluno conheça o meio ambiente em que vive e crie vínculos emocionalmente positivos com a sobrevivência da Terra, pois somente assim ele passará a se preocupar com o destino do lixo produzido por ele, assumindo a responsabilidade pela redução, reutilização e reciclagem de seu próprio lixo, de sua residência, estudo ou lazer.  Tanto a família como a escola tem a responsabilidade hoje de participar da construção destes valores básicos da consciência cidadã da criança, para que ela no futuro tenha hábitos éticos, sadios e responsáveis quanto à preservação e desenvolvimento sustentável da Terra. O melhor caminho a trilhar por nossa geração é FAZER DO LAR UM EXEMPLO E DA ESCOLA UM CENTRO DE MUDANÇA DE VALORES, HÁBITOS E ATITUDES através da educação ambiental como conceito transversal aos diálogos familiares e a todas as disciplinas escolares. APRESENTAÇÃO
OBJETIVOS - Conscientizar os alunos do problema;  - Preservar o meio ambiente, fazendo a coleta seletiva;  - Promover a educação ambiental na escola através da reciclagem.
Com projeto de conscientização, escola soma mais de uma tonelada de reciclados. Em dois meses alunos arrecadaram materiais que viram benfeitoria dentro da escola. O pátio fica até pequeno com tanta participação. Os professores tiveram de limitar 3 dias na semana para a coleta. (Foto: Pedro Peralta)
Professor idealizador do projeto mostra o que já foi feito com a venda dos materiais. Um local para exibir os troféus da escola. (Foto: Pedro Peralta)
No meio da brincadeira, crianças aprendem a preservar e o Ambiente. (Foto: Pedro Peralta) # Reportagem Completa: http://www.campograndenews.com.br/meio-ambiente/com-conscientizacao-escola-recolhe-uma-tonelada-de-material-reciclavel
PROJETO TRÂNSITO
1. APRESENTAÇÃO O homem sempre teve necessidade de se deslocar de um lugar a outro em busca de alimentos, outros bens e serviços essenciais para sua vida. Sabendo do importante papel transformador da sociedade que a Escola e a Educação possuem, nos últimos anos, dentro das Políticas Educacionais o “trânsito” tem sido abordado como um tema transversal para colaborar na formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, refletindo assim na solução desses problemas.   Assim, propomos esse “Projeto Trânsito na Escola”, seguindo diversos exemplos positivos existente em todo país, que trata da inclusão desse tema nas práticas educativas das Escolas de nosso município, servindo como um canal de informações e formação para as nossas crianças e adolescentes. . 2. OBJETIVO  - Desenvolver os valores essenciais à vida plena e à convivência socialmente justa por meio da Educação e do Ensino para o Trânsito.
3. JUSTIFICATIVA O “Projeto Trânsito na Escola” busca “contribuir efetivamente na preservação, na redução dos acidentes e auxiliar na conscientização e conhecimento quanto à proteção da vida, para a paz no cotidiano dos espaços rurais e urbanos. Também tem como meta levar ao entendimento dos educandos, a importância e a relevante prática que se faz necessária no bom relacionamento de todos os cidadãos que fazem parte do trânsito, bem como a devida e indispensável atenção e respeito, para que haja a harmonia tão almejada, os bons hábitos e as atitudes adequadas” (Bogue et al., 2008).
 
 
 
 
 
PROJETO DE HIGIÊNE E SAÚDE 1. APRESENTAÇÃO O Projeto é uma proposta que possibilita e garante uma aprendizagem efetiva e transformadora de atitudes e hábitos de vida. Ao educar para a saúde e para a higiene, de forma contextualizada e sistemática, nos vimos diante de um grande desafio para a educação, no que se refere à possibilidade de garantir uma aprendizagem efetiva e transformadora. É preciso educar para a saúde, levando em conta todos os aspectos envolvidos na formação de hábitos e atitudes que acontecem no dia-a-dia da escola e da comunidade.
[object Object],[object Object]
 
 
 
 
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Atividades informatica 2º_bimestre

Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Anny Karine Machado
 
Apostando com o monstro sequência
Apostando com o monstro   sequênciaApostando com o monstro   sequência
Apostando com o monstro sequência
Naysa Taboada
 
Boletim informativo da Biblioteca 2015
Boletim informativo da Biblioteca   2015Boletim informativo da Biblioteca   2015
Boletim informativo da Biblioteca 2015
Rosa Pinelo
 
Crônica e Conto
Crônica e ContoCrônica e Conto
Crônica e Conto
Patrícia Soares
 
Jornal online - 4
Jornal   online - 4Jornal   online - 4
Jornal online - 4
Fabio Rossi
 
Revista Trianons - Elo Edição 00 - Piloto
Revista Trianons - Elo Edição 00 - PilotoRevista Trianons - Elo Edição 00 - Piloto
Revista Trianons - Elo Edição 00 - Piloto
Trianons
 
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar    um menino invísívelProjeto de leitura interdisciplinar    um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
Obed Souza
 
Apostila salvador site
Apostila salvador siteApostila salvador site
Apostila salvador site
Rosi Dias
 
Guião de leitura joe silicone
Guião de leitura joe siliconeGuião de leitura joe silicone
Guião de leitura joe silicone
Fernanda Sousa
 
Bioética-Aula 1
Bioética-Aula 1Bioética-Aula 1
Bioética-Aula 1
Biomedicina_
 
5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf
5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf
5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf
Pensadores - criação & designer
 
Ativ port1
Ativ port1Ativ port1
Ativ port1
Celly Amaral
 
textos gêneros 7 ano caderno de atividades
textos gêneros 7 ano caderno de atividadestextos gêneros 7 ano caderno de atividades
textos gêneros 7 ano caderno de atividades
DodySantos
 
Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º 2015
Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º  2015Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º  2015
Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º 2015
BibEscolar Ninho Dos Livros
 
Projeto leitura na eejar
Projeto leitura na eejarProjeto leitura na eejar
Projeto leitura na eejar
Lúcia Marta de Lira
 
Clube do Livro 2014: Ações Exitosas
Clube do Livro 2014: Ações ExitosasClube do Livro 2014: Ações Exitosas
Clube do Livro 2014: Ações Exitosas
Deivison Conceição
 
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
Resumo   Tp4 Unid 15 (1)Resumo   Tp4 Unid 15 (1)
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
christall2009
 
Resumo Tp4 Unid 15
Resumo   Tp4 Unid 15Resumo   Tp4 Unid 15
Resumo Tp4 Unid 15
christall2009
 
Férias+7+..[1]
Férias+7+..[1]Férias+7+..[1]
Férias+7+..[1]
centrodeensinoedisonlobao
 
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxD1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
SheilaFernandes41
 

Semelhante a Atividades informatica 2º_bimestre (20)

Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
Páginas do EOB - 2° Edição/ 2016
 
Apostando com o monstro sequência
Apostando com o monstro   sequênciaApostando com o monstro   sequência
Apostando com o monstro sequência
 
Boletim informativo da Biblioteca 2015
Boletim informativo da Biblioteca   2015Boletim informativo da Biblioteca   2015
Boletim informativo da Biblioteca 2015
 
Crônica e Conto
Crônica e ContoCrônica e Conto
Crônica e Conto
 
Jornal online - 4
Jornal   online - 4Jornal   online - 4
Jornal online - 4
 
Revista Trianons - Elo Edição 00 - Piloto
Revista Trianons - Elo Edição 00 - PilotoRevista Trianons - Elo Edição 00 - Piloto
Revista Trianons - Elo Edição 00 - Piloto
 
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar    um menino invísívelProjeto de leitura interdisciplinar    um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
 
Apostila salvador site
Apostila salvador siteApostila salvador site
Apostila salvador site
 
Guião de leitura joe silicone
Guião de leitura joe siliconeGuião de leitura joe silicone
Guião de leitura joe silicone
 
Bioética-Aula 1
Bioética-Aula 1Bioética-Aula 1
Bioética-Aula 1
 
5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf
5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf
5º ANO FREITAS 24ª SEMANA.pdf
 
Ativ port1
Ativ port1Ativ port1
Ativ port1
 
textos gêneros 7 ano caderno de atividades
textos gêneros 7 ano caderno de atividadestextos gêneros 7 ano caderno de atividades
textos gêneros 7 ano caderno de atividades
 
Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º 2015
Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º  2015Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º  2015
Boletim informativo da Biblioteca Escolar - 1º 2015
 
Projeto leitura na eejar
Projeto leitura na eejarProjeto leitura na eejar
Projeto leitura na eejar
 
Clube do Livro 2014: Ações Exitosas
Clube do Livro 2014: Ações ExitosasClube do Livro 2014: Ações Exitosas
Clube do Livro 2014: Ações Exitosas
 
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
Resumo   Tp4 Unid 15 (1)Resumo   Tp4 Unid 15 (1)
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
 
Resumo Tp4 Unid 15
Resumo   Tp4 Unid 15Resumo   Tp4 Unid 15
Resumo Tp4 Unid 15
 
Férias+7+..[1]
Férias+7+..[1]Férias+7+..[1]
Férias+7+..[1]
 
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptxD1 - Descritores do SAEB LP.pptx
D1 - Descritores do SAEB LP.pptx
 

Mais de Cristiane Lahdo

Aprendizagem, autoria e avalição
Aprendizagem, autoria e avaliçãoAprendizagem, autoria e avalição
Aprendizagem, autoria e avalição
Cristiane Lahdo
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
Cristiane Lahdo
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
Cristiane Lahdo
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
Cristiane Lahdo
 
Oficina web 2,0 (DELICIOUS)
Oficina web 2,0 (DELICIOUS)Oficina web 2,0 (DELICIOUS)
Oficina web 2,0 (DELICIOUS)
Cristiane Lahdo
 
Impress 01
Impress 01Impress 01
Impress 01
Cristiane Lahdo
 

Mais de Cristiane Lahdo (6)

Aprendizagem, autoria e avalição
Aprendizagem, autoria e avaliçãoAprendizagem, autoria e avalição
Aprendizagem, autoria e avalição
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
 
Aprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliaçãoAprendizagem, autoria e avaliação
Aprendizagem, autoria e avaliação
 
Oficina web 2,0 (DELICIOUS)
Oficina web 2,0 (DELICIOUS)Oficina web 2,0 (DELICIOUS)
Oficina web 2,0 (DELICIOUS)
 
Impress 01
Impress 01Impress 01
Impress 01
 

Último

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 

Atividades informatica 2º_bimestre

  • 1. ESCOLA DR. EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: CRISTIANE LAHDO PERÍODO: VESPERTINO ALGUMAS DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO 2º BIMESTRE EM PARCERIA COM A SALA DE INFORMÁTICA E BIBLIOTECA DA ESCOLA
  • 2. Durante o 2º bimeste de 2011, dei continuidade às atividades das TICS através da execução de projetos junto aos professores regentes, desenvolvendo atividades de pesquisa através de páginas da Internet. A sala de informática também foi utilizada para exposição de aulas e para uso de cursos de ensino a distância dado pela SEMED e MEC aos funcionários dessa escola (envio de material, consulta a notas, download de material de estudo. Foram muito utilizados os jogos educativos do linux educacional e para projetos de intervenção para recuperar os alunos com dificuldades na aprendizagem. Atendemos também a comunidade local e alunos que vem fazer pesquisas no contraturno. Também atendemos a sala de multimeios que contém um telão, computador e data show para o desenvolvimento de aulas pelos professores regentes com agendamento prévio junto as PCTES da sala de infomática. Desenvolvemos atividades em parceria com as bibliotecárias da escola que auxiliaram da aprendizagem do aluno.
  • 3. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA
  • 4. APRESENTAÇÃO A leitura não é uma habilidade que se desenvolva por decreto, lei ou ordem, mas, sim, uma habilidade que envolve a decisão do leitor. Ler por obrigação, sem curtir o texto, só para cumprir um dever escolar, longe de criar leitores, pode até “vacinar os alunos contra o hábito de ler". Cada história é o que lemos, o que escutamos, principalmente, o que sentimos. Dentro desse pressuposto desenvolveremos o Projeto “Arte de Ler”. PROBLEMATIZAÇÃO Percebemos na sociedade em geral, a falta do interesse pela leitura, talvez pelo uso mais fácil de tecnologias e mídias, ou falta de acesso aos livros, o fato é que nossos alunos não estão longe dessa realidade, poucos lêem, ou quando lêem é porque, nós professores pedimos. Partindo daí, surgiu a idéia de aventurá-los no mundo da leitura, mas com o propósito de ler com prazer, gosto, estimulando, então, o pensamento crítico e criativo e tentar sanar a idéia de que “ler é muito chato”. JUSTIFICATIVA É através da leitura que se forma cidadãos críticos e seletivos em busca de um melhor aprendizado sócio-cultural. É de vital importância que todo o corpo docente e discente esteja envolvido para um melhor êxito, a fim de que o gosto pela leitura e a boa formação de leitores. É necessário envolver e estimular nossos alunos, para que possam desenvolver habilidades de leitura, escrita e oralidade.
  • 5. OBJETIVO GERA L Desenvolver o gosto e hábito de leitura, vendo o livro, a leitura como uma necessidade básica, mas prazerosa, assim como formar leitores mais críticos. OBJETIVOS ESPECÍFICOS � Transmitir o gosto da leitura aos colegas na Hora do conto. � Formar leitores apreciadores e críticos. � Desenvolver a prática da oralidade e escrita. � Estimular a socialização. � Utilizar adequadamente a biblioteca, seu acervo, respeito e conservação dos livros. � Conhecer autores. � Dar condições de auto-expressão
  • 6. O projeto será desenvolvido seguindo as etapas: 1ª Etapa Os alunos visitarão a biblioteca de nossa escola, conhecendo seu acervo, adequada utilização, conservação dos livros e normas para empréstimo. 2ª Etapa Leitura do texto "Ler é Viver", seguido de debate sobre a importância do ato de ler e leitura prazerosa. As turmas poderão, neste momento expor suas experiências de leitura e suas expectativas. Participação de uma contadora de histórias convidada para 1ª Hora do Conto. 3ª Etapa Escolha dos livros adequados à série, leitura na biblioteca e em casa. Discussão com familiares sobre o livro lido, a fim de compartilhar o prazer de ler com a família. Exposição, em sala, dessas opiniões e experiência de “reconto”. 4ª Etapa Leitura individual Após esta leitura, os alunos contarão aos colegas, de forma criativa e lúdica a historia de seu livro. 5ª Etapa Leitura coletiva Grupos de cinco alunos lerão o mesmo livro, em seguida apresentarão a história do livro lido, através de peças teatrais, fantoches, HQ, maquetes etc. 6ª Etapa Montagem da caixa de resenhas por turma (xerox de como fazer no anexo 2), para pesquisa e estímulo para outros alunos, assim como divulgação dos anúncios publicitários, frases soltas fragmentos de textos interessantes para despertar o leitor, num mural da escola (“ Li e gostei” “ Li e não indico” - Justificativa) 6ª Etapa Leitura e interpretação na sala de informática com diversos tipos de gêneros textuais com auxilio das PCTES.
  • 7.  
  • 8.  
  • 9.  
  • 10.  
  • 11. E.M.Dr.EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: Cristiane Lahdo ANO: 4º
  • 12. No texto, a palavra COMPOSIÇÃO indica: ( ) as situações contraindicadas do remédio. ( ) as vitaminas que fazem falta ao homem. ( ) os elementos que formam o remédio. ( ) os produtos que causam anemias.
  • 13. O que deu início à narrativa foi o fato de a “floquinha”: ( ) ter-se apaixonado pelo sol. ( ) ter flertado com o sol. ( ) ter-se derretido com o sol. ( ) ter descido montanha abaixo.
  • 14. A ilustração do terceiro quadrinho indica que o garoto está: ( ) cantando. ( ) chorando. ( ) resmungando. ( ) gritando.
  • 15. Com base no texto, percebe-se que o leão é: ( ) descontrolado. ( ) esperto. ( ) implicante. ( ) nervoso.
  • 16. De acordo com o gráfico, as regiões com maior número de crianças trabalhando são: ( ) Norte e Sul. ( ) Nordeste e Sul. ( ) Norte e Nordeste. ( ) Sudeste e Sul.
  • 17. DESCRITORES DE MATEMÁTICA E.M.Dr.EDUARDO OLÍMPIO MACHADO
  • 18. O brinquedo preferido de João está no seu lado esquerdo. Qual é o brinquedo preferido de João? ( ) peteca. ( ) pipa. ( ) bola. ( ) bicicleta.
  • 19. A figura abaixo é um detalhe da planta da cidade de São Paulo. Nela, a localização da Rua Abílio José é indicada por A2. Desta forma, a indicação da Rua Iguape é: ( ) A2 ( ) C1 ( ) C3 ( ) B2
  • 20. Observe, na figura abaixo, o caminho percorrido por Thiago. Ele saiu do ponto A e chegou ao ponto B. Como ele fez para chegar ao ponto B? ( ) Avançou 6, girou para a esquerda, avançou 4. ( ) Avançou 5, girou para a direita, avançou 3. ( ) Avançou 5, girou para a esquerda, avançou 3. ( ) Avançou 4, girou para a direita, avançou 2.
  • 21. A tabela mostra o total de visitantes na cidade de Londrina durante as estações do ano. Qual foi a estação do ano com o maior número de visitantes? ( ) Inverno. ( ) Outono. ( ) Primavera. ( ) Verão.
  • 22. No fim do mês, Marcelo verificou quantas calças de cada numeração havia em sua loja e fez um gráfico. Estoque de calças – Loja do Marcelo. Quais numerações possuíam a menor quantidade de calças em estoque naquela data? ( ) 34 e 36 ( ) 38 e 40 ( ) 42 e 44 ( ) 38 e 44
  • 23. INICIAR MEIOS DE TRANSPORTES ESCOLA DR. EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: Cristiane Lahdo - Disciplina: Geografia / 3º Ano
  • 24. QUE VEÍCULO ANDA POR ESSE CAMINHO?
  • 25. MUITO BEM!! Próxima atividade
  • 26. QUE VEÍCULO VOA PELO CÉU?
  • 27. MUITO BEM!! Próxima atividade
  • 28. QUEM ANDA PELOS TRILHOS?
  • 29. MUITO BEM!! Próxima atividade
  • 31. MUITO BEM!! Próxima atividade
  • 32. REINICIAR PARABÉNS!!! VOCÊ É MUITO INTELIGENTE!
  • 33. REINICIAR QUE PENA!!! VOCÊ ERROU!!!
  • 34. O Leão e o Rato Fábulas de Esopo Próxima ESCOLA DR. EDUARDO OLÍMPIO MACHADO PCTE: Cristiane Lahdo - Disciplina: Português / 4º Ano Esopo é um lendário autor grego, que teria vivido na Antigüidade, ao qual se atribui a paternidade da fábula como gênero literário.
  • 35.
  • 36. O Leão e o Rato Moral 1: * Uma boa ação ganha outra. * Os pequenos amigos podem se revelar os melhores aliados. * Não se ache melhor que os outros pois todos são iguais… Próxima QUAL É A MORAL DA HISTÓRIA DESTA FÁBULA? Moral 2: * Quem desdenha quer comprar. * Aqueles que são incapazes de atingir uma meta tendem a denegri-la, para diminuir o peso de seu insucesso. * É fácil desprezar aquilo que não se pode alcançar. Moral 3: * Você não será bom em tudo, mas não desista. Não substime sua força de vontade. Voltar
  • 37. O Leão e o Rato Continuar PARABÉNS!!! Agora vamos para o caça-palavras
  • 38. Leão W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R S O N V U O B V U T Q P U D B O Y R L E T A C S E R C T Y B E A Z G H C K P I C O Y X É V R B V A C R A T U Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
  • 39. Rato W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R A T O V U O B V D T Q P U D B O Y R L E T A C S E R C T Y B E A Z G H C K P I C O Y X É D R B V A C R A E U Z Y L E M S Ç O K   B A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
  • 40. Esopo W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R A T O V U O B V D T Q P U D B O Y R L E T A C S E S O P O B E A Z G H C K P I C O Y X B A L I E A C R A T U Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
  • 41. Corda W R I A C H E T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J M O Ã A I R A T O V U O B V D T Q P U D B O Y C L E T A C S E S O P O B E A Z G H R K P I C O Y X É D R B V A C R A T A Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
  • 42. Ajudar W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J J O Ã A I R A T O U U O B V D T Q P D D B O Y C L E T A C S E S O P O B R A Z G H R K P I C O Y X É D R B V A C R A T A Z A R E L S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
  • 43. Leão Rato Esopo Corda Ajudar PARABÉNS!!! VOCÊ ENCONTROU TODAS AS PALAVRAS Sair - Reiniciar W E S M I C U T A L I B O C A P A R E W V Ã T Y J J O Ã A I R A T O U U O B V D T Q P D D B O Y C L E T A C S E S O P O B R A Z G H R K P I C O Y X É D R B V A C R A T A Z Y L E M S W V Q   A P R R T I P I U T H S I K L O D J U M C O
  • 44. BELA TENTATIVA, MAS NÃO É A CERTA! Voltar
  • 45. PROJETO EDUCATIVO: RECICLANDO COM ARTES O futuro não é algo que simplesmente acontece por si mesmo. Estamos criando o amanhã neste mesmo momento. Hoje em dia muitas pessoas sentem-se como meros espectadores dos fatos globais. Mas devemos aprender que todos nós somos atores e que estamos modelando nosso futuro agora mesmo". Jostein Gaarder
  • 46. O primeiro passo é fazer com que cada aluno conheça o meio ambiente em que vive e crie vínculos emocionalmente positivos com a sobrevivência da Terra, pois somente assim ele passará a se preocupar com o destino do lixo produzido por ele, assumindo a responsabilidade pela redução, reutilização e reciclagem de seu próprio lixo, de sua residência, estudo ou lazer. Tanto a família como a escola tem a responsabilidade hoje de participar da construção destes valores básicos da consciência cidadã da criança, para que ela no futuro tenha hábitos éticos, sadios e responsáveis quanto à preservação e desenvolvimento sustentável da Terra. O melhor caminho a trilhar por nossa geração é FAZER DO LAR UM EXEMPLO E DA ESCOLA UM CENTRO DE MUDANÇA DE VALORES, HÁBITOS E ATITUDES através da educação ambiental como conceito transversal aos diálogos familiares e a todas as disciplinas escolares. APRESENTAÇÃO
  • 47. OBJETIVOS - Conscientizar os alunos do problema; - Preservar o meio ambiente, fazendo a coleta seletiva; - Promover a educação ambiental na escola através da reciclagem.
  • 48. Com projeto de conscientização, escola soma mais de uma tonelada de reciclados. Em dois meses alunos arrecadaram materiais que viram benfeitoria dentro da escola. O pátio fica até pequeno com tanta participação. Os professores tiveram de limitar 3 dias na semana para a coleta. (Foto: Pedro Peralta)
  • 49. Professor idealizador do projeto mostra o que já foi feito com a venda dos materiais. Um local para exibir os troféus da escola. (Foto: Pedro Peralta)
  • 50. No meio da brincadeira, crianças aprendem a preservar e o Ambiente. (Foto: Pedro Peralta) # Reportagem Completa: http://www.campograndenews.com.br/meio-ambiente/com-conscientizacao-escola-recolhe-uma-tonelada-de-material-reciclavel
  • 52. 1. APRESENTAÇÃO O homem sempre teve necessidade de se deslocar de um lugar a outro em busca de alimentos, outros bens e serviços essenciais para sua vida. Sabendo do importante papel transformador da sociedade que a Escola e a Educação possuem, nos últimos anos, dentro das Políticas Educacionais o “trânsito” tem sido abordado como um tema transversal para colaborar na formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, refletindo assim na solução desses problemas. Assim, propomos esse “Projeto Trânsito na Escola”, seguindo diversos exemplos positivos existente em todo país, que trata da inclusão desse tema nas práticas educativas das Escolas de nosso município, servindo como um canal de informações e formação para as nossas crianças e adolescentes. . 2. OBJETIVO - Desenvolver os valores essenciais à vida plena e à convivência socialmente justa por meio da Educação e do Ensino para o Trânsito.
  • 53. 3. JUSTIFICATIVA O “Projeto Trânsito na Escola” busca “contribuir efetivamente na preservação, na redução dos acidentes e auxiliar na conscientização e conhecimento quanto à proteção da vida, para a paz no cotidiano dos espaços rurais e urbanos. Também tem como meta levar ao entendimento dos educandos, a importância e a relevante prática que se faz necessária no bom relacionamento de todos os cidadãos que fazem parte do trânsito, bem como a devida e indispensável atenção e respeito, para que haja a harmonia tão almejada, os bons hábitos e as atitudes adequadas” (Bogue et al., 2008).
  • 54.  
  • 55.  
  • 56.  
  • 57.  
  • 58.  
  • 59. PROJETO DE HIGIÊNE E SAÚDE 1. APRESENTAÇÃO O Projeto é uma proposta que possibilita e garante uma aprendizagem efetiva e transformadora de atitudes e hábitos de vida. Ao educar para a saúde e para a higiene, de forma contextualizada e sistemática, nos vimos diante de um grande desafio para a educação, no que se refere à possibilidade de garantir uma aprendizagem efetiva e transformadora. É preciso educar para a saúde, levando em conta todos os aspectos envolvidos na formação de hábitos e atitudes que acontecem no dia-a-dia da escola e da comunidade.
  • 60.
  • 61.  
  • 62.  
  • 63.  
  • 64.  
  • 65.