SlideShare uma empresa Scribd logo
As Tecnologias de Informação
e Comunicação (TIC’s)
As TIC’s não foram desenvolvidas
especificamente para fins educacionais, mas
são utilizadas na educação há décadas e,
jornais, revistas, rádio e TV, são apenas
alguns exemplos dessa utilização
Elas são entendidas como ferramentas utilizadas
com o objetivo de aperfeiçoar o processo de
ensino e aprendizagem. As TIC’s migrado para o
formato digital e predominando frente ao
analógico. Mas, sua digitalização não é uma
regra, pois os livros impressos são um exemplo
prático de tecnologia analógica que permanece
Quando o computador se tornou
popular no Brasil e encontrou
espaço nas salas de aula, uma
variedade de estratégias adentrou
às escolas. Os computadores e a
internet trouxeram para a
humanidade um leque de
possibilidades de ensino e
aprendizagem, até então inéditas
O conhecimento foi universalizado de tal
forma que é possível aprender a qualquer
momento e em qualquer local – em
processos de educação formal ou informal,
em ambientes físicos ou virtuais e com uma
diversidade de formas de interação
Na Sociedade da Informação todos estamos reaprendendo
a conhecer, a comunicar-nos, ensinar, reaprendendo a
integrar o humano e o tecnológico, a integrar o individual, o
grupal e o social
É no contexto em que as TIC’s passam a ser
oferecidas no formato digital e que a nomenclatura
TDIC começa a figurar nas discussões de informação
e comunicação. As Tecnologias Digitais da Informação
e da Comunicação também não foram criadas para
fins educacionais, mas são bastante utilizadas nas
escolas e nos processos de ensino e aprendizagem
Alguns autores brasileiros e
a Associação Brasileira de
Tecnologia Educacional se
referem às tecnologias
educacionais como o
conjunto de meios e
recursos (audiovisuais ou
tecnológicos)
desenvolvidos para facilitar
os processos de ensino e
aprendizagem (em formato
digital ou analógico)
E, ainda que a utilização das TIC’s não seja
uma novidade, é importante discutir sobre
as tecnologias digitais, pois se configuram
como realidade no cotidiano educacional,
em todas as modalidades e níveis de ensino
O Uso das TIC’S na Educação As TIC’s se desenvolvem devido às necessidades de comunicação
e os modos de vida da sociedade e, constantemente, surgem
novas ferramentas e objetos de aprendizagem, assim como outros
deixam de ser utilizados por não mais atenderem às necessidades
educacionais
A internet trouxe incontáveis formas de se relacionar em
sociedade e, compras, hospedagem e deslocamentos, já
não são realizados da mesma maneira, ainda que
coexistam formas diferentes de realizar as mesmas ações
Na escola, essas
relações também
não são
diferentes. O
analógico e o
digital oferecem
cenários
diferentes, que
podem impactar
positivamente o
processo de
aprendizagem
O impacto positivo estará relacionado à proposta da TIC conforme
o contexto aplicado. Pense no seguinte cenário: numa aula sobre o
ciclo da água, um professor utiliza uma lousa digital, registrando
as informações, que deverão ser anotadas pelos alunos e
utilizando diferentes cores que a caneta digital lhe proporciona.
Os alunos ficam encantados com a infinidade de cores
Estaria o professor extraindo dessa ferramenta todas as possibilidades de
interação? Essa TIC está sendo utilizada para promover maior interação
ou substituindo outra TIC com menos recursos, como o quadro e o giz?
Se o objetivo de utilizar uma TIC for substituir a tecnologia
analógica pela digital sem que novas possibilidades sejam
agregadas, é necessário questionar a validade dessa ação
No processo de ensino e aprendizagem, as TIC’s oferecem uma
oportunidade de criar um ambiente de investigação que permita
imersão nos contextos, agregando sentido e propósito aos
conhecimentos desenvolvidos. Veja alguns exemplos:
1) M-learning:
Possibilita a alunos e
professores a
criação de novos
ambientes de
aprendizagem a
distância, utilizando
dispositivos móveis
com acesso à
internet
2) Blended-learning:
Consiste em combinar
o trabalho presencial
em aula ou laboratório
com o ensino a
distância, o que
permite minimizar as
limitações de tempo e
espaço presentes no
ensino convencional
3) E-Learning:
Uso de tecnologias
baseadas na internet para
proporcionar um amplo
leque de soluções que
incluam aquisição de
conhecimentos e
habilidades ou capacidades
A Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Educação Básica
Indiferente do nível e da modalidade educacional existente, é inegável
o papel das TIC’s no processo de aprendizagem, no espaço-tempo
em que vivemos. Mas é na educação básica que essa discussão se faz
ainda mais importante. Não por ser um nível educacional diferente,
mas pelo perfil que esse nível educacional atende
Trata-se do “Perfil
Alpha” que compõe
grande parte da
educação básica. E,
sabendo das suas
necessidades, é
necessário oferecer
interações no
ambiente escolar que
atinjam positivamente
esse aluno,
proporcionando maior
aprendizagem
Perfil Alpha: Termo utilizado
para intitular a geração que veio
após 2010. Indica uma geração
responsável por transformações
sociais substanciais. Apresentam
maior escolaridade porque
iniciam os estudos mais cedo
que as demais gerações e
continuam esse percurso por
mais tempo. Nasceram em um
mundo completamente digital,
tanto nas relações de trabalho,
quanto nas relações de lazer
Um processo de ensino-
aprendizagem que
priorize o uso de TIC
denota um movimento de
práticas educacionais que
agregam mais sentido à
coleção de conhecimentos
do aluno e, na educação
básica, essa priorização é
fundamental porque o
aluno já nasceu em
contexto totalmente
digital
Portanto, é necessário um olhar profissional para essa
formação a fim de que os momentos de aprendizagem sejam
significativos, gerem engajamento, fomentem a coletividade,
solicitem a resolução de problemas e proporcionem autonomia
Outro destaque que merece
atenção em relação às TIC’s
e à educação básica é o
desenvolvimento da cultura
de aprendizagem do aluno
e seu posicionamento
frente ao mundo, pois é na
educação básica que se
inicia o desenvolvimento de
uma cultura educacional, a
forma como ele se
relaciona com a escola e
como ele desenvolve sua
aprendizagem
Em relação ao seu
posicionamento com o mundo,
a escola deve ser um espaço
de diálogo diante de tantas
informação que as TIC’s
proporcionam, suscitando
discussões sobre as diferentes
formas de comunicação, de
manifestação da língua, o
contínuo movimento da
educação continuada e o
posicionamento ativo e a
postura protagonista, frente à
aquisição de novos
conhecimentos
Então, é
necessário que a
escola empreenda
um esforço para
que os alunos da
educação básica
percebam a
diferença entre a
“informação” e
“formação”
GAMIFICAÇÃO É possível que você já tenha participado de um momento (ou soube de
algum relato) em que um grupo de pessoas “perdeu a hora” em um jogo
de mímicas e adivinhações, ou mesmo de estratégias
Isso acontece porque um jogo é elaborado observando
vários elementos que, conjugados, acabam por promover
uma interação a tal ponto que nem se perceber o tempo
passar
Imagine poder realizar
atividades rotineiras
que fossem tão
prazerosas quanto
uma brincadeira: não
seria fantástico? Esse
é o caminho proposto
pela Gamificação, uma
abordagem que
suscita elementos de
jogos em situações
que não são jogos
Desde os anos 80,
era comum algumas
escolas
reconhecerem
alunos que
obtivessem um
determinado
resultado com
adesivos de
estrelas, carimbos
ou certificados. O
tradicional “pague
dois e leve três”
também não é novo
Apesar de já figurar nos ambientes sociais, o termo
Gamificação foi criado em 2003 por um programador
inglês, que desenvolveu uma empresa focada em
redesenhar processos administrativos, baseando-se
em elementos de jogo
Nessa mesma época, um empresário
chinês investigou a Gamificação e, em
2015 divulgou o framework Octalysis,
estabelecendo 8 elementos que
perpassam a mecânica de jogos:
1) Significado Épico & Chamado:
Necessidade de participar de
movimentos que possam auxiliar outras
pessoas, contribuição para os demais.
Exemplo: Vaquinha Virtual
2) Desenvolvimento &
Realização: Sensação de
progresso, necessidade de
vencer desafios. Exemplo:
Cliente 5 estrelas
3) Empoderamento & Feedback:
Possibilidade de criar o que se
deseja. Resultados mensurados
imediatamente. Exemplo:
Personalização de objetos
4) Propriedade & Possessão:
Desejo de adquirir algo,
sensação de ganho.
Exemplo: leve 5 e pague 3
5) Influência social &
Pertencimento: Ser aceito
em um determinado
grupo, comparações.
Exemplo: Redes sociais
6) Escassez & Paciência:
Desejo de ter algo
exclusivo, restrição.
Exemplo: Cliente VIP
7) Imprevisibilidade &
Curiosidade: Ser surpreendido,
positivamente ou negativamente.
Exemplo: Brindes surpresas 8) Perda & Rejeição:
Metas não
alcançadas, baixo
desempenho,
eliminação. Exemplo:
Avaliação de
aplicativos
Em nosso cotidiano estamos mais expostos à Gamificação do que
podemos imaginar e, ao combinar estratégias, ela promove um alto
nível de engajamento e proporciona maior adesão às propostas
A Gamificação Aliada às TIC’s
O engajamento proposto pela Gamificação pode ser detectado
em nossas relações sociais, a partir de um olhar mais atento. Na
educação, seu uso pode promover maior engajamento dos
alunos (principalmente ao aliá-la às TIC’s)
Bons exemplos da utilização das TIC’s aliadas à
Gamificação são algumas plataformas populares onde
podemos identificar os elementos da Octalysis de Yu-
kai Chou (Inventor da Gamificação):
A) A Wikipédia é uma
enciclopédia
colaborativa, que
permite a inserção de
informações e verbetes.
O usuário deve se
comprometer com a
veracidade dos fatos e
os verbetes podem ser
completados por outros
colaboradores
B) Em Hora do Código,
é possível programar
sem nunca ter
realizado uma aula de
programação. A
plataforma com
feedback imediato
oferece centenas de
projetos que podem
ser realizados, de
acordo com o nível de
conhecimento de
cada usuário
C) A Khan Academy já
auxiliou milhares de
pessoas no mundo, a
partir da sua
plataforma de ensino-
aprendizagem. São
disponibilizadas
trilhas de
aprendizagem de
acordo com o
diagnóstico,
inicialmente realizado,
de cada usuário
D) O Duolingo é uma
plataforma de ensino de
idiomas, na qual o
usuário tem a
oportunidade de
aprender seis línguas
diferentes. Ao realizar
as atividades e receber
resultados, medalhas
são conquistadas e o
usuário desbloqueia um
próximo nível
Benefícios das TIC’s
na Educação Básica
Com o advento da sociedade da
informação, da comunicação e com
a complexidade em todos os
âmbitos da sociedade, o processo
educacional tradicional tornou-se
desmotivador para o professor
(que consegue pouco engajamento
da turma) e para os alunos, que se
sentem em um ambiente avesso à
sua vida cotidiana
Mas, como mudar o fato de que
no cotidiano fazemos parte de
comunidades e nas instituições
educacionais fazemos
atividades, trabalhos e
avaliações individualmente? Que
compartilhamos informações
nas redes sociais digitais e na
escola obtemos informações
somente para nós mesmos?
É nesse contexto
educacional que as TIC’s
se configuram uma
oportunidade de
minimizar as dicotomias
do processo
educacional, uma vez
que as tecnologias de
informação e
comunicação promovem
um ambiente mais
desafiador ao aluno
Benefícios: Maior
possibilidade de colaboração
entre os membros /
Desenvolvimento da autonomia
Ampliação das possibilidades
de aprendizagem e maiores
oportunidades de
personalização – para o
atendimento mais adequado
dos diversos tipos de alunos e
suas necessidades
As TIC’s articulam os vários
saberes e habilidades sócio
emocionais,
proporcionando uma
educação mais integrada.
Entretanto, devem ser
selecionadas
adequadamente, de acordo
com o contexto e
explorando as
potencialidades

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Edna Monteiro
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
Verônica Carvalho
 
Ensino superior no brasil
Ensino superior no brasil Ensino superior no brasil
Ensino superior no brasil
anaervilha
 
Didática geral aula 1
Didática geral aula 1Didática geral aula 1
Didática geral aula 1
Fernanda Câmara
 
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdicTecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Bruno Mazoti
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
UBIRAJARA COUTO LIMA
 
as tecnologias digitais de informação e comunicação
  as tecnologias digitais de informação e comunicação  as tecnologias digitais de informação e comunicação
as tecnologias digitais de informação e comunicação
nayanepedagoga
 
Fundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilFundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantil
mirafontela
 
Planejamento e execução do currículo
Planejamento e execução do currículoPlanejamento e execução do currículo
Planejamento e execução do currículo
Thiago Cellin Duarte
 
Apresentação em slides curso
Apresentação em slides cursoApresentação em slides curso
Apresentação em slides curso
Iranete Souza
 
Slide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educaçãoSlide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educação
auxiliadora974
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
SMEdeItabaianinha
 
Planejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticasPlanejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticas
César Moura
 
Tecnologia de informacao e comunicacao
Tecnologia de informacao e comunicacaoTecnologia de informacao e comunicacao
Tecnologia de informacao e comunicacao
Universidade Pedagogica
 
Planejamento Educacional
Planejamento EducacionalPlanejamento Educacional
Planejamento Educacional
Simone Lucas
 
Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula
Grasiela Dourado
 
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
Vyeyra Santos
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
Editora Moderna
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
José Augusto Fiorin
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
Grasiela Dourado
 

Mais procurados (20)

Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
 
Ensino superior no brasil
Ensino superior no brasil Ensino superior no brasil
Ensino superior no brasil
 
Didática geral aula 1
Didática geral aula 1Didática geral aula 1
Didática geral aula 1
 
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdicTecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
Tecnologias digitais de informação e comunicação (tdic
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
 
as tecnologias digitais de informação e comunicação
  as tecnologias digitais de informação e comunicação  as tecnologias digitais de informação e comunicação
as tecnologias digitais de informação e comunicação
 
Fundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilFundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantil
 
Planejamento e execução do currículo
Planejamento e execução do currículoPlanejamento e execução do currículo
Planejamento e execução do currículo
 
Apresentação em slides curso
Apresentação em slides cursoApresentação em slides curso
Apresentação em slides curso
 
Slide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educaçãoSlide sobre tecnologia na educação
Slide sobre tecnologia na educação
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
 
Planejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticasPlanejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticas
 
Tecnologia de informacao e comunicacao
Tecnologia de informacao e comunicacaoTecnologia de informacao e comunicacao
Tecnologia de informacao e comunicacao
 
Planejamento Educacional
Planejamento EducacionalPlanejamento Educacional
Planejamento Educacional
 
Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula
 
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 

Semelhante a As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional

Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
Julianne Viana
 
Dispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na EducaçãoDispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na Educação
Talita Moretto
 
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdfEbook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
MarcosCardosoFbricaB
 
Linguagem Digital
Linguagem DigitalLinguagem Digital
Linguagem Digital
tdouglaslaia
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
Elisa Dias Vieira
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
FlaviaTurci
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
Gizelia Alves
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
maryellenpimentelvogel
 
2
22
Oficina senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinal
Oficina   senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinalOficina   senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinal
Oficina senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinal
Educação Online e em Rede
 
Linguagem Digital
Linguagem DigitalLinguagem Digital
Linguagem Digital
Letícia Cristina
 
O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...
O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...
O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...
Tereza Carneiro
 
Artigo13 nubia-alberto
Artigo13 nubia-albertoArtigo13 nubia-alberto
Artigo13 nubia-alberto
ibusy
 
PIXTON Histórias em quadrinhos na web
PIXTON Histórias em quadrinhos na webPIXTON Histórias em quadrinhos na web
PIXTON Histórias em quadrinhos na web
Ana Paula Ó
 
Letramento digital
Letramento digitalLetramento digital
Letramento digital
Gilberto Souza
 
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTASMídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
João de Deus Dias Neto
 
As Tic Educacao
As Tic EducacaoAs Tic Educacao
As Tic Educacao
Professora Silvia batista
 
Informatica educacao
Informatica educacaoInformatica educacao
Informatica educacao
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Educação e era digital
Educação e era digital Educação e era digital
Educação e era digital
ejml
 
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdfPROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
micsquize
 

Semelhante a As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional (20)

Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
 
Dispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na EducaçãoDispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na Educação
 
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdfEbook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
 
Linguagem Digital
Linguagem DigitalLinguagem Digital
Linguagem Digital
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
 
Linguagem digital
Linguagem digitalLinguagem digital
Linguagem digital
 
2
22
2
 
Oficina senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinal
Oficina   senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinalOficina   senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinal
Oficina senid - 2013 - redes sociais na educação - vfinal
 
Linguagem Digital
Linguagem DigitalLinguagem Digital
Linguagem Digital
 
O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...
O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...
O processo educativo e o uso das novas tecnologias da informação e comunicaçã...
 
Artigo13 nubia-alberto
Artigo13 nubia-albertoArtigo13 nubia-alberto
Artigo13 nubia-alberto
 
PIXTON Histórias em quadrinhos na web
PIXTON Histórias em quadrinhos na webPIXTON Histórias em quadrinhos na web
PIXTON Histórias em quadrinhos na web
 
Letramento digital
Letramento digitalLetramento digital
Letramento digital
 
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTASMídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
 
As Tic Educacao
As Tic EducacaoAs Tic Educacao
As Tic Educacao
 
Informatica educacao
Informatica educacaoInformatica educacao
Informatica educacao
 
Educação e era digital
Educação e era digital Educação e era digital
Educação e era digital
 
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdfPROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas (20)

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de Trabalho
 
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptx
 
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
 
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
 

As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional

  • 1. As Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s) As TIC’s não foram desenvolvidas especificamente para fins educacionais, mas são utilizadas na educação há décadas e, jornais, revistas, rádio e TV, são apenas alguns exemplos dessa utilização Elas são entendidas como ferramentas utilizadas com o objetivo de aperfeiçoar o processo de ensino e aprendizagem. As TIC’s migrado para o formato digital e predominando frente ao analógico. Mas, sua digitalização não é uma regra, pois os livros impressos são um exemplo prático de tecnologia analógica que permanece Quando o computador se tornou popular no Brasil e encontrou espaço nas salas de aula, uma variedade de estratégias adentrou às escolas. Os computadores e a internet trouxeram para a humanidade um leque de possibilidades de ensino e aprendizagem, até então inéditas O conhecimento foi universalizado de tal forma que é possível aprender a qualquer momento e em qualquer local – em processos de educação formal ou informal, em ambientes físicos ou virtuais e com uma diversidade de formas de interação
  • 2. Na Sociedade da Informação todos estamos reaprendendo a conhecer, a comunicar-nos, ensinar, reaprendendo a integrar o humano e o tecnológico, a integrar o individual, o grupal e o social É no contexto em que as TIC’s passam a ser oferecidas no formato digital e que a nomenclatura TDIC começa a figurar nas discussões de informação e comunicação. As Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação também não foram criadas para fins educacionais, mas são bastante utilizadas nas escolas e nos processos de ensino e aprendizagem Alguns autores brasileiros e a Associação Brasileira de Tecnologia Educacional se referem às tecnologias educacionais como o conjunto de meios e recursos (audiovisuais ou tecnológicos) desenvolvidos para facilitar os processos de ensino e aprendizagem (em formato digital ou analógico) E, ainda que a utilização das TIC’s não seja uma novidade, é importante discutir sobre as tecnologias digitais, pois se configuram como realidade no cotidiano educacional, em todas as modalidades e níveis de ensino
  • 3. O Uso das TIC’S na Educação As TIC’s se desenvolvem devido às necessidades de comunicação e os modos de vida da sociedade e, constantemente, surgem novas ferramentas e objetos de aprendizagem, assim como outros deixam de ser utilizados por não mais atenderem às necessidades educacionais A internet trouxe incontáveis formas de se relacionar em sociedade e, compras, hospedagem e deslocamentos, já não são realizados da mesma maneira, ainda que coexistam formas diferentes de realizar as mesmas ações Na escola, essas relações também não são diferentes. O analógico e o digital oferecem cenários diferentes, que podem impactar positivamente o processo de aprendizagem O impacto positivo estará relacionado à proposta da TIC conforme o contexto aplicado. Pense no seguinte cenário: numa aula sobre o ciclo da água, um professor utiliza uma lousa digital, registrando as informações, que deverão ser anotadas pelos alunos e utilizando diferentes cores que a caneta digital lhe proporciona. Os alunos ficam encantados com a infinidade de cores Estaria o professor extraindo dessa ferramenta todas as possibilidades de interação? Essa TIC está sendo utilizada para promover maior interação ou substituindo outra TIC com menos recursos, como o quadro e o giz?
  • 4. Se o objetivo de utilizar uma TIC for substituir a tecnologia analógica pela digital sem que novas possibilidades sejam agregadas, é necessário questionar a validade dessa ação No processo de ensino e aprendizagem, as TIC’s oferecem uma oportunidade de criar um ambiente de investigação que permita imersão nos contextos, agregando sentido e propósito aos conhecimentos desenvolvidos. Veja alguns exemplos: 1) M-learning: Possibilita a alunos e professores a criação de novos ambientes de aprendizagem a distância, utilizando dispositivos móveis com acesso à internet 2) Blended-learning: Consiste em combinar o trabalho presencial em aula ou laboratório com o ensino a distância, o que permite minimizar as limitações de tempo e espaço presentes no ensino convencional 3) E-Learning: Uso de tecnologias baseadas na internet para proporcionar um amplo leque de soluções que incluam aquisição de conhecimentos e habilidades ou capacidades
  • 5. A Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Educação Básica Indiferente do nível e da modalidade educacional existente, é inegável o papel das TIC’s no processo de aprendizagem, no espaço-tempo em que vivemos. Mas é na educação básica que essa discussão se faz ainda mais importante. Não por ser um nível educacional diferente, mas pelo perfil que esse nível educacional atende Trata-se do “Perfil Alpha” que compõe grande parte da educação básica. E, sabendo das suas necessidades, é necessário oferecer interações no ambiente escolar que atinjam positivamente esse aluno, proporcionando maior aprendizagem Perfil Alpha: Termo utilizado para intitular a geração que veio após 2010. Indica uma geração responsável por transformações sociais substanciais. Apresentam maior escolaridade porque iniciam os estudos mais cedo que as demais gerações e continuam esse percurso por mais tempo. Nasceram em um mundo completamente digital, tanto nas relações de trabalho, quanto nas relações de lazer Um processo de ensino- aprendizagem que priorize o uso de TIC denota um movimento de práticas educacionais que agregam mais sentido à coleção de conhecimentos do aluno e, na educação básica, essa priorização é fundamental porque o aluno já nasceu em contexto totalmente digital
  • 6. Portanto, é necessário um olhar profissional para essa formação a fim de que os momentos de aprendizagem sejam significativos, gerem engajamento, fomentem a coletividade, solicitem a resolução de problemas e proporcionem autonomia Outro destaque que merece atenção em relação às TIC’s e à educação básica é o desenvolvimento da cultura de aprendizagem do aluno e seu posicionamento frente ao mundo, pois é na educação básica que se inicia o desenvolvimento de uma cultura educacional, a forma como ele se relaciona com a escola e como ele desenvolve sua aprendizagem Em relação ao seu posicionamento com o mundo, a escola deve ser um espaço de diálogo diante de tantas informação que as TIC’s proporcionam, suscitando discussões sobre as diferentes formas de comunicação, de manifestação da língua, o contínuo movimento da educação continuada e o posicionamento ativo e a postura protagonista, frente à aquisição de novos conhecimentos Então, é necessário que a escola empreenda um esforço para que os alunos da educação básica percebam a diferença entre a “informação” e “formação”
  • 7. GAMIFICAÇÃO É possível que você já tenha participado de um momento (ou soube de algum relato) em que um grupo de pessoas “perdeu a hora” em um jogo de mímicas e adivinhações, ou mesmo de estratégias Isso acontece porque um jogo é elaborado observando vários elementos que, conjugados, acabam por promover uma interação a tal ponto que nem se perceber o tempo passar Imagine poder realizar atividades rotineiras que fossem tão prazerosas quanto uma brincadeira: não seria fantástico? Esse é o caminho proposto pela Gamificação, uma abordagem que suscita elementos de jogos em situações que não são jogos Desde os anos 80, era comum algumas escolas reconhecerem alunos que obtivessem um determinado resultado com adesivos de estrelas, carimbos ou certificados. O tradicional “pague dois e leve três” também não é novo Apesar de já figurar nos ambientes sociais, o termo Gamificação foi criado em 2003 por um programador inglês, que desenvolveu uma empresa focada em redesenhar processos administrativos, baseando-se em elementos de jogo Nessa mesma época, um empresário chinês investigou a Gamificação e, em 2015 divulgou o framework Octalysis, estabelecendo 8 elementos que perpassam a mecânica de jogos:
  • 8. 1) Significado Épico & Chamado: Necessidade de participar de movimentos que possam auxiliar outras pessoas, contribuição para os demais. Exemplo: Vaquinha Virtual 2) Desenvolvimento & Realização: Sensação de progresso, necessidade de vencer desafios. Exemplo: Cliente 5 estrelas 3) Empoderamento & Feedback: Possibilidade de criar o que se deseja. Resultados mensurados imediatamente. Exemplo: Personalização de objetos 4) Propriedade & Possessão: Desejo de adquirir algo, sensação de ganho. Exemplo: leve 5 e pague 3 5) Influência social & Pertencimento: Ser aceito em um determinado grupo, comparações. Exemplo: Redes sociais 6) Escassez & Paciência: Desejo de ter algo exclusivo, restrição. Exemplo: Cliente VIP 7) Imprevisibilidade & Curiosidade: Ser surpreendido, positivamente ou negativamente. Exemplo: Brindes surpresas 8) Perda & Rejeição: Metas não alcançadas, baixo desempenho, eliminação. Exemplo: Avaliação de aplicativos Em nosso cotidiano estamos mais expostos à Gamificação do que podemos imaginar e, ao combinar estratégias, ela promove um alto nível de engajamento e proporciona maior adesão às propostas
  • 9. A Gamificação Aliada às TIC’s O engajamento proposto pela Gamificação pode ser detectado em nossas relações sociais, a partir de um olhar mais atento. Na educação, seu uso pode promover maior engajamento dos alunos (principalmente ao aliá-la às TIC’s) Bons exemplos da utilização das TIC’s aliadas à Gamificação são algumas plataformas populares onde podemos identificar os elementos da Octalysis de Yu- kai Chou (Inventor da Gamificação): A) A Wikipédia é uma enciclopédia colaborativa, que permite a inserção de informações e verbetes. O usuário deve se comprometer com a veracidade dos fatos e os verbetes podem ser completados por outros colaboradores B) Em Hora do Código, é possível programar sem nunca ter realizado uma aula de programação. A plataforma com feedback imediato oferece centenas de projetos que podem ser realizados, de acordo com o nível de conhecimento de cada usuário C) A Khan Academy já auxiliou milhares de pessoas no mundo, a partir da sua plataforma de ensino- aprendizagem. São disponibilizadas trilhas de aprendizagem de acordo com o diagnóstico, inicialmente realizado, de cada usuário D) O Duolingo é uma plataforma de ensino de idiomas, na qual o usuário tem a oportunidade de aprender seis línguas diferentes. Ao realizar as atividades e receber resultados, medalhas são conquistadas e o usuário desbloqueia um próximo nível
  • 10. Benefícios das TIC’s na Educação Básica Com o advento da sociedade da informação, da comunicação e com a complexidade em todos os âmbitos da sociedade, o processo educacional tradicional tornou-se desmotivador para o professor (que consegue pouco engajamento da turma) e para os alunos, que se sentem em um ambiente avesso à sua vida cotidiana Mas, como mudar o fato de que no cotidiano fazemos parte de comunidades e nas instituições educacionais fazemos atividades, trabalhos e avaliações individualmente? Que compartilhamos informações nas redes sociais digitais e na escola obtemos informações somente para nós mesmos? É nesse contexto educacional que as TIC’s se configuram uma oportunidade de minimizar as dicotomias do processo educacional, uma vez que as tecnologias de informação e comunicação promovem um ambiente mais desafiador ao aluno Benefícios: Maior possibilidade de colaboração entre os membros / Desenvolvimento da autonomia Ampliação das possibilidades de aprendizagem e maiores oportunidades de personalização – para o atendimento mais adequado dos diversos tipos de alunos e suas necessidades As TIC’s articulam os vários saberes e habilidades sócio emocionais, proporcionando uma educação mais integrada. Entretanto, devem ser selecionadas adequadamente, de acordo com o contexto e explorando as potencialidades