SlideShare uma empresa Scribd logo
As sociedades ocidentais  e os problemas actuais
                   Escola Secundária Inês de Castro As sociedades ocidentais e os problemas actuais Alexandre Oliveira nº1                   Daniela Martins nº5                   Rita Azevedo nº20                   Verónica Figueiras nº24                   História                    Professora : Carla Teixeira  Canidelo     Ano Lectivo 2010/2011
Índice Introdução ……………………………………………………………………………….... Pag.4 O aparecimento da sociedade de bem-estar e consumo …………………………... Pag.5 O aparecimento de movimentos de contestação ……………………………………..Pag.6 Hippies ……………………………………………………………………………………....Pag.7 Estilo e comportamento …………………………………………………………………...Pag.8 Algumas gírias ……………………………………………………………………………...Pag.9 Continuação ………………………………………………………………………………. Pag.10 Outras características associadas aos hippies …………………………………….... Pag.11 Racismo – o que é? ………………………………………………………………………..Pag.12 Quem foi Martin Luther King ……………………………………………………………...Pag13 Conclusão ……………………………………………………………………………………Pag.14
Introdução Vamos realizar este trabalho a pedido da professora de história, no âmbito de, aprender-mos a matéria e melhorar-mos a nossa nota à disciplina.
O aparecimento da sociedade de bem-estar e consumo ,[object Object]
Existiram também grandes alterações na composição da população activa, redução da população rural; diminuição da mão-de-obra na industria ; e o fortalecimento dos serviços do Estado, da Banca, seguros , turismo, comercio. Em consequência das transformações económicas , cresceu o PNB dos países capitalistas e aumentou o poder de compra das populações, assim surgiu a sociedade da abundância do consumo!,[object Object]
Grupos ecologistas (defensores do meio ambiente e da natureza)
Grupos pacifistas ( contra a guerra e a violência)
Grupos feministas ( defensores dos direitos das mulheres)
Hippies ( defensores da não-violência, do amor livre  da igualdade dos sexos) e etc.,[object Object]
 Estilo e comportamento  O símbolo da paz ☮ foi desenvolvido na Inglaterra como logo para uma campanha pelo desarmamento nuclear, e foi adotado pelos hippies americanos que eram contra a guerra nos anos 60. Os hippies defendiam o amor livre e a não-violência.  O seu principal símbolo era a Figura circular com 3 intervalos iguais.
Algumas gírias  As gírias hippies surgiram no Brasil principalmente nos anos 70 e se tornaram tendência entre os jovens e actualmente são usadas com menos frequência, mas muitas nunca deixaram de ser usadas por jovens e "coroas". Paz e amor - Tranquilo, tudo bem (!) (?) Arquibaldo - Torcedor de arquibancada Barra - Dificuldade Bicho - Amigo Parada - Negócio Bicho Grilo - Hippie Bichogrilês - Idioma dos Hippies
Continuação … Biônico - Político nomeado pelo governo Bode - Confusão Patota - Galera Capanga - Bolsa Chacrinha - Conversa sem objectivos Coroa - pessoa não-jovem (mais de 50 anos) Dar o cano - quebrar compromissos Dar um giro - sair, passear Eu tô que tô - Eu Estou bem Fazer a cabeça - Fumar Maconha
Outras características associadas aos hippies Roupas velhas e naturalmente rasgadas, para ir em oposição ao consumismo Predilecção por certos estilos de música, como rock psicadélico Às vezes tocar músicas nas casas de amigos ou em festas ao ar livre como na famosa "Human Be-In" de San Francisco, Amor livre e sem distinções. Ideais anarquistas de comunidades igualitárias e total liberdade não violenta. Rejeição à produtos de beleza, giletes de barbear, champôs ou outros instrumentos artificiais. Vida em comunidades onde todos os ditames do capitalismo são deixados de lado Uso de drogas como marijuana, entre outros (…)  Culto pelo prazer livre, seja ele físico, sexual ou intelectual.
O Racismo – o que é? O racismo é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de carácter e inteligência ou manifestações culturais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
Vítor Santos
 
O estalinismo
O estalinismoO estalinismo
O estalinismo
Douglas Valdo
 
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na RússiaImplantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
home
 
Apresentação Sobre o Livro A lua de joana
Apresentação Sobre o Livro A lua de joanaApresentação Sobre o Livro A lua de joana
Apresentação Sobre o Livro A lua de joana
Eduduardo Oliveira
 
A rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livrosA rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livros
Leonor Lobo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Rainha Maga
 
A construção do modelo soviético
A construção do modelo soviéticoA construção do modelo soviético
A construção do modelo soviético
Carlos Vieira
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
Frederico
 
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
Vítor Santos
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
Carlos Vieira
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
Vítor Santos
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
Teresa Maia
 
Marcelo caetano
Marcelo caetanoMarcelo caetano
Marcelo caetano
berenvaz
 
Emancipação feminina - Anos 20
Emancipação feminina - Anos 20Emancipação feminina - Anos 20
Emancipação feminina - Anos 20
00199600
 
Portugal do autoritarismo à democracia
Portugal do autoritarismo à democraciaPortugal do autoritarismo à democracia
Portugal do autoritarismo à democracia
Teresa Maia
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
Teresa Maia
 
O fidalgo
O fidalgoO fidalgo
O fidalgo
annapasilva
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Mutações nos Comportamentos e na Cultura
Mutações nos Comportamentos e na CulturaMutações nos Comportamentos e na Cultura
Mutações nos Comportamentos e na Cultura
gofontoura
 

Mais procurados (20)

8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
 
O estalinismo
O estalinismoO estalinismo
O estalinismo
 
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na RússiaImplantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
 
Apresentação Sobre o Livro A lua de joana
Apresentação Sobre o Livro A lua de joanaApresentação Sobre o Livro A lua de joana
Apresentação Sobre o Livro A lua de joana
 
A rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livrosA rapariga que roubava livros
A rapariga que roubava livros
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
A construção do modelo soviético
A construção do modelo soviéticoA construção do modelo soviético
A construção do modelo soviético
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
 
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
 
Marcelo caetano
Marcelo caetanoMarcelo caetano
Marcelo caetano
 
Emancipação feminina - Anos 20
Emancipação feminina - Anos 20Emancipação feminina - Anos 20
Emancipação feminina - Anos 20
 
Portugal do autoritarismo à democracia
Portugal do autoritarismo à democraciaPortugal do autoritarismo à democracia
Portugal do autoritarismo à democracia
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
 
O fidalgo
O fidalgoO fidalgo
O fidalgo
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
Mutações nos Comportamentos e na Cultura
Mutações nos Comportamentos e na CulturaMutações nos Comportamentos e na Cultura
Mutações nos Comportamentos e na Cultura
 

Destaque

O iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedadeO iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedade
Fernanda Carvalho
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
Dividindo a história
Dividindo a históriaDividindo a história
Dividindo a história
Alexandre de Almeida
 
O Mito da Caverna
O Mito da CavernaO Mito da Caverna
O Mito da Caverna
Marco antônio
 
História
HistóriaHistória
História
Patriiicia44
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Rui Neto
 
Cultura ocidental
Cultura ocidentalCultura ocidental
Cultura ocidental
Mara Rodrigues Pires
 
Avaliação de história 3ª unidade 13 (1)
Avaliação de história  3ª unidade 13   (1)Avaliação de história  3ª unidade 13   (1)
Avaliação de história 3ª unidade 13 (1)
julliana brito
 
Lista de revisão do 8° ano - 1° bimestre
Lista de revisão do 8° ano - 1° bimestreLista de revisão do 8° ano - 1° bimestre
Lista de revisão do 8° ano - 1° bimestre
Ronei Badaró
 
Proinfo
ProinfoProinfo
Palestra Saneamento
Palestra SaneamentoPalestra Saneamento
Palestra Saneamento
JoseSimas
 
Revisão de História - 8º ano
Revisão de História -  8º anoRevisão de História -  8º ano
Revisão de História - 8º ano
Patrícia Costa Grigório
 
Edward Burnett Tylor
Edward Burnett TylorEdward Burnett Tylor
Edward Burnett Tylor
Tom McLean
 
Webquest - senso comum e senso crítico
Webquest - senso comum e senso críticoWebquest - senso comum e senso crítico
Webquest - senso comum e senso crítico
pascoalnaib
 
Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013
Frederico Marques Sodré
 
Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo
Frederico Marques Sodré
 
América latina durante el s. xx
América latina durante el s. xxAmérica latina durante el s. xx
América latina durante el s. xx
Julio Reyes Ávila
 
Neoliberalismo apresentação
Neoliberalismo apresentaçãoNeoliberalismo apresentação
Neoliberalismo apresentação
Gecira Di Fiori
 
Exercícios Filsofia
Exercícios Filsofia Exercícios Filsofia
Exercícios Filsofia
Jorge Barbosa
 
Competências e Objetivos de Aprendizagem
Competências e Objetivos de AprendizagemCompetências e Objetivos de Aprendizagem
Competências e Objetivos de Aprendizagem
Rafael Morais
 

Destaque (20)

O iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedadeO iluminismo e a sociedade
O iluminismo e a sociedade
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Dividindo a história
Dividindo a históriaDividindo a história
Dividindo a história
 
O Mito da Caverna
O Mito da CavernaO Mito da Caverna
O Mito da Caverna
 
História
HistóriaHistória
História
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Cultura ocidental
Cultura ocidentalCultura ocidental
Cultura ocidental
 
Avaliação de história 3ª unidade 13 (1)
Avaliação de história  3ª unidade 13   (1)Avaliação de história  3ª unidade 13   (1)
Avaliação de história 3ª unidade 13 (1)
 
Lista de revisão do 8° ano - 1° bimestre
Lista de revisão do 8° ano - 1° bimestreLista de revisão do 8° ano - 1° bimestre
Lista de revisão do 8° ano - 1° bimestre
 
Proinfo
ProinfoProinfo
Proinfo
 
Palestra Saneamento
Palestra SaneamentoPalestra Saneamento
Palestra Saneamento
 
Revisão de História - 8º ano
Revisão de História -  8º anoRevisão de História -  8º ano
Revisão de História - 8º ano
 
Edward Burnett Tylor
Edward Burnett TylorEdward Burnett Tylor
Edward Burnett Tylor
 
Webquest - senso comum e senso crítico
Webquest - senso comum e senso críticoWebquest - senso comum e senso crítico
Webquest - senso comum e senso crítico
 
Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013Independência da américa espanhola 2013
Independência da américa espanhola 2013
 
Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo Avaliação de História - Iluminismo
Avaliação de História - Iluminismo
 
América latina durante el s. xx
América latina durante el s. xxAmérica latina durante el s. xx
América latina durante el s. xx
 
Neoliberalismo apresentação
Neoliberalismo apresentaçãoNeoliberalismo apresentação
Neoliberalismo apresentação
 
Exercícios Filsofia
Exercícios Filsofia Exercícios Filsofia
Exercícios Filsofia
 
Competências e Objetivos de Aprendizagem
Competências e Objetivos de AprendizagemCompetências e Objetivos de Aprendizagem
Competências e Objetivos de Aprendizagem
 

Semelhante a As sociedades ocidentais

Movimentos da juventude
Movimentos da juventudeMovimentos da juventude
Movimentos da juventude
Gustavo Cuin
 
Década de 60
Década de 60Década de 60
Década de 60
dinicmax
 
Movimento hippie
Movimento hippieMovimento hippie
Movimento hippie
Ana Luisa Vieira
 
Hippies (2)
Hippies (2)Hippies (2)
Hippies (2)
Renata Telha
 
movimento hippie e woodstock
movimento hippie e woodstockmovimento hippie e woodstock
movimento hippie e woodstock
Alexandra Mierzwa
 
Prova 3 ano 3 bimestre historia
Prova 3 ano 3 bimestre historiaProva 3 ano 3 bimestre historia
Prova 3 ano 3 bimestre historia
Atividades Diversas Cláudia
 
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalistaMovimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
Maira Conde
 
Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militarUsos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar
Danilovaldivia
 
SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60
SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60
SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60
Ceber Alves
 
Movimento Hippie
Movimento HippieMovimento Hippie
Movimento Hippie
veronicasilva
 
Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar
Renata Cabral
 
Contracultura - Contestação e resistência na vida social
Contracultura - Contestação e resistência na vida socialContracultura - Contestação e resistência na vida social
Contracultura - Contestação e resistência na vida social
Alexandro de Souza
 
Problemas da juventude nos anos 60
Problemas da juventude nos anos 60Problemas da juventude nos anos 60
Problemas da juventude nos anos 60
Leonardo Fernandes
 
Contracultura - Prof.Altair Aguilar.
Contracultura - Prof.Altair Aguilar.Contracultura - Prof.Altair Aguilar.
Contracultura - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Movimento Hippie
Movimento HippieMovimento Hippie
Movimento Hippie
Matheus Silva
 
O movimento contracultura hippie
O movimento contracultura hippieO movimento contracultura hippie
O movimento contracultura hippie
Vitor Morais
 
Os movimentos contestatários
Os movimentos contestatáriosOs movimentos contestatários
Os movimentos contestatários
Zequinha8
 
movimento hippie.pptx
movimento hippie.pptxmovimento hippie.pptx
movimento hippie.pptx
JACQUELINEDASILVA5
 
O movimento hippie
O movimento hippieO movimento hippie
O movimento hippie
Vanessa Gonçalves
 
Trabalho De Hist. Movimentos 1970 8ª B
Trabalho De Hist.  Movimentos 1970   8ª BTrabalho De Hist.  Movimentos 1970   8ª B
Trabalho De Hist. Movimentos 1970 8ª B
cecilianoclaro
 

Semelhante a As sociedades ocidentais (20)

Movimentos da juventude
Movimentos da juventudeMovimentos da juventude
Movimentos da juventude
 
Década de 60
Década de 60Década de 60
Década de 60
 
Movimento hippie
Movimento hippieMovimento hippie
Movimento hippie
 
Hippies (2)
Hippies (2)Hippies (2)
Hippies (2)
 
movimento hippie e woodstock
movimento hippie e woodstockmovimento hippie e woodstock
movimento hippie e woodstock
 
Prova 3 ano 3 bimestre historia
Prova 3 ano 3 bimestre historiaProva 3 ano 3 bimestre historia
Prova 3 ano 3 bimestre historia
 
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalistaMovimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
 
Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militarUsos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar
 
SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60
SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60
SEXO, DROGAS E ROCK N' ROLL - ANOS 60
 
Movimento Hippie
Movimento HippieMovimento Hippie
Movimento Hippie
 
Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar Usos e costumes da ditadura militar
Usos e costumes da ditadura militar
 
Contracultura - Contestação e resistência na vida social
Contracultura - Contestação e resistência na vida socialContracultura - Contestação e resistência na vida social
Contracultura - Contestação e resistência na vida social
 
Problemas da juventude nos anos 60
Problemas da juventude nos anos 60Problemas da juventude nos anos 60
Problemas da juventude nos anos 60
 
Contracultura - Prof.Altair Aguilar.
Contracultura - Prof.Altair Aguilar.Contracultura - Prof.Altair Aguilar.
Contracultura - Prof.Altair Aguilar.
 
Movimento Hippie
Movimento HippieMovimento Hippie
Movimento Hippie
 
O movimento contracultura hippie
O movimento contracultura hippieO movimento contracultura hippie
O movimento contracultura hippie
 
Os movimentos contestatários
Os movimentos contestatáriosOs movimentos contestatários
Os movimentos contestatários
 
movimento hippie.pptx
movimento hippie.pptxmovimento hippie.pptx
movimento hippie.pptx
 
O movimento hippie
O movimento hippieO movimento hippie
O movimento hippie
 
Trabalho De Hist. Movimentos 1970 8ª B
Trabalho De Hist.  Movimentos 1970   8ª BTrabalho De Hist.  Movimentos 1970   8ª B
Trabalho De Hist. Movimentos 1970 8ª B
 

Mais de Carla Teixeira

A civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.pptA civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.ppt
Carla Teixeira
 
1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt
Carla Teixeira
 
a polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppta polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppt
Carla Teixeira
 
O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1
Carla Teixeira
 
Arte renascentista parte 3
Arte renascentista  parte 3Arte renascentista  parte 3
Arte renascentista parte 3
Carla Teixeira
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Carla Teixeira
 
A reforma religiosa parte 2
A reforma religiosa  parte 2A reforma religiosa  parte 2
A reforma religiosa parte 2
Carla Teixeira
 
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
A reforma católica e a contra  reforma- parte 1A reforma católica e a contra  reforma- parte 1
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
Carla Teixeira
 
A contra reforma parte 3
A contra reforma  parte 3A contra reforma  parte 3
A contra reforma parte 3
Carla Teixeira
 
A contra reforma parte 2
A contra reforma   parte 2A contra reforma   parte 2
A contra reforma parte 2
Carla Teixeira
 
A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2
Carla Teixeira
 
O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1
Carla Teixeira
 
Neoclássico parte 2
Neoclássico parte 2Neoclássico parte 2
Neoclássico parte 2
Carla Teixeira
 
Neoclássico parte3
Neoclássico parte3Neoclássico parte3
Neoclássico parte3
Carla Teixeira
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7
Carla Teixeira
 
Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1
Carla Teixeira
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7
Carla Teixeira
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2
Carla Teixeira
 
Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3
Carla Teixeira
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2
Carla Teixeira
 

Mais de Carla Teixeira (20)

A civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.pptA civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.ppt
 
1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt1-guerra-mundial-esic.ppt
1-guerra-mundial-esic.ppt
 
a polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppta polis no mundo grego.ppt
a polis no mundo grego.ppt
 
O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1O tempo das reformas religiosas parte 1
O tempo das reformas religiosas parte 1
 
Arte renascentista parte 3
Arte renascentista  parte 3Arte renascentista  parte 3
Arte renascentista parte 3
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
A reforma religiosa parte 2
A reforma religiosa  parte 2A reforma religiosa  parte 2
A reforma religiosa parte 2
 
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
A reforma católica e a contra  reforma- parte 1A reforma católica e a contra  reforma- parte 1
A reforma católica e a contra reforma- parte 1
 
A contra reforma parte 3
A contra reforma  parte 3A contra reforma  parte 3
A contra reforma parte 3
 
A contra reforma parte 2
A contra reforma   parte 2A contra reforma   parte 2
A contra reforma parte 2
 
A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2A arte renascentista parte 2
A arte renascentista parte 2
 
O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1O rococó e o neoclássico parte 1
O rococó e o neoclássico parte 1
 
Neoclássico parte 2
Neoclássico parte 2Neoclássico parte 2
Neoclássico parte 2
 
Neoclássico parte3
Neoclássico parte3Neoclássico parte3
Neoclássico parte3
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7
 
Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1Ficha de trabalho nº 1
Ficha de trabalho nº 1
 
Revolução francesa módulo 7
Revolução francesa  módulo 7Revolução francesa  módulo 7
Revolução francesa módulo 7
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2
 
Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3Revolução francesa parte 3
Revolução francesa parte 3
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa 2Revolução francesa 2
Revolução francesa 2
 

As sociedades ocidentais

  • 1. As sociedades ocidentais e os problemas actuais
  • 2. Escola Secundária Inês de Castro As sociedades ocidentais e os problemas actuais Alexandre Oliveira nº1 Daniela Martins nº5 Rita Azevedo nº20 Verónica Figueiras nº24 História Professora : Carla Teixeira Canidelo Ano Lectivo 2010/2011
  • 3. Índice Introdução ……………………………………………………………………………….... Pag.4 O aparecimento da sociedade de bem-estar e consumo …………………………... Pag.5 O aparecimento de movimentos de contestação ……………………………………..Pag.6 Hippies ……………………………………………………………………………………....Pag.7 Estilo e comportamento …………………………………………………………………...Pag.8 Algumas gírias ……………………………………………………………………………...Pag.9 Continuação ………………………………………………………………………………. Pag.10 Outras características associadas aos hippies …………………………………….... Pag.11 Racismo – o que é? ………………………………………………………………………..Pag.12 Quem foi Martin Luther King ……………………………………………………………...Pag13 Conclusão ……………………………………………………………………………………Pag.14
  • 4. Introdução Vamos realizar este trabalho a pedido da professora de história, no âmbito de, aprender-mos a matéria e melhorar-mos a nossa nota à disciplina.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Grupos ecologistas (defensores do meio ambiente e da natureza)
  • 8. Grupos pacifistas ( contra a guerra e a violência)
  • 9. Grupos feministas ( defensores dos direitos das mulheres)
  • 10.
  • 11. Estilo e comportamento  O símbolo da paz ☮ foi desenvolvido na Inglaterra como logo para uma campanha pelo desarmamento nuclear, e foi adotado pelos hippies americanos que eram contra a guerra nos anos 60. Os hippies defendiam o amor livre e a não-violência. O seu principal símbolo era a Figura circular com 3 intervalos iguais.
  • 12. Algumas gírias As gírias hippies surgiram no Brasil principalmente nos anos 70 e se tornaram tendência entre os jovens e actualmente são usadas com menos frequência, mas muitas nunca deixaram de ser usadas por jovens e "coroas". Paz e amor - Tranquilo, tudo bem (!) (?) Arquibaldo - Torcedor de arquibancada Barra - Dificuldade Bicho - Amigo Parada - Negócio Bicho Grilo - Hippie Bichogrilês - Idioma dos Hippies
  • 13. Continuação … Biônico - Político nomeado pelo governo Bode - Confusão Patota - Galera Capanga - Bolsa Chacrinha - Conversa sem objectivos Coroa - pessoa não-jovem (mais de 50 anos) Dar o cano - quebrar compromissos Dar um giro - sair, passear Eu tô que tô - Eu Estou bem Fazer a cabeça - Fumar Maconha
  • 14. Outras características associadas aos hippies Roupas velhas e naturalmente rasgadas, para ir em oposição ao consumismo Predilecção por certos estilos de música, como rock psicadélico Às vezes tocar músicas nas casas de amigos ou em festas ao ar livre como na famosa "Human Be-In" de San Francisco, Amor livre e sem distinções. Ideais anarquistas de comunidades igualitárias e total liberdade não violenta. Rejeição à produtos de beleza, giletes de barbear, champôs ou outros instrumentos artificiais. Vida em comunidades onde todos os ditames do capitalismo são deixados de lado Uso de drogas como marijuana, entre outros (…) Culto pelo prazer livre, seja ele físico, sexual ou intelectual.
  • 15. O Racismo – o que é? O racismo é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de carácter e inteligência ou manifestações culturais.
  • 16. Quem foi Martin Luther King? Nome completo:Martin Luther King, Jr Nascimento:15 de Janeiro de 1929, Atlanta. Morte:4 de Abril de 1968 (39 anos) , Memphis Ocupação: Pastor protestante e activista político Martin Luther King , Jr. - foi um pastor protestante e activista político estado-unidense. Tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo, com uma campanha de não violência e de amor ao próximo. Ele foi a pessoa mais jovem a receber o Prémio Nobel da Paz em 1964, pouco antes de seu assassinato. O seu discurso mais famoso e lembrado é "Eu Tenho Um Sonho“ (I HAVE A DREAM).
  • 17. Conclusão Gostamos de realizar este trabalho porque ficamos a conhecer Martin Luther King , e a cultura dos hippies e como vivem , espere-mos que tenham gostado !
  • 18. Fim