SlideShare uma empresa Scribd logo
GOSTEI…
de ANDAR
por AQUI

04-12-2013 Coimbra [I.P.N. ]

LUSOTECNALIA

1
• Nós partilhamos um ditado na maioria das línguas
europeias, que diz: - A necessidade aguça o engenho!

em momento de necessidade veio em busca de novas
abordagens para a agricultura e indústrias que navegam
nas suas bordas e fronteiras.
Resolver o futuro sob uma perspectiva de produzir mais
com menos e de forma mais sustentável não é uma missão
impossível, mas requer uma mudança fundamental em
direção a um caminho de crescimento diferente e tendo
sempre em vista, uma transferência mais rápida de novos
produtos ou técnicas, em termos práticos.
06-12-2013

LUSOTECNALIA

2
GOOD NEWS and BAD NEWS
•
O que acha deste tipo de trabalho participativo com o
tecido económico?
•
O que espera da colaboração com os investigadores e as
estruturas de investigação?
•
O que gostaria fosse apoiado financeiramente pelos
próximos programas de incentivos
regionais/nacionais/europeus?
•
O que perspectiva para o futuro do sector agroindustrial?
06-12-2013

LUSOTECNALIA

3
"À medida que os mais jovens abandonam as zonas rurais,
trocando-as pelas cidades, os burros também são ameaçados
porque os agricultores que tomam conta deles estão a ficar
demasiado velhos para continuarem a fazê-lo"
06-12-2013

LUSOTECNALIA

4
Atualmente não temos conhecimentos e
métodos, suficientemente na nossa mão,
para o fazer.

PROJETOS
COLABORATIVOS
Atualmente não temos conhecimentos e
métodos, suficientemente na nossa mão,
para o fazer.

06-12-2013

LUSOTECNALIA

5
06-12-2013

LUSOTECNALIA

6
O NEGÓCIO TECNOLÓGICO É TÃO IMPORTANTE
PARA OS PROFISSIONAIS DA CIÊNCIA, PORQUÊ ?
O NEGÓCIO TECNOLÓGICO PROPORCIONA BENEFÍCIOS !
PÕE À DISPOSIÇÃO NOVOS PRODUTOS NO MERCADO
PARA BENEFÍCIO PÚBLICO !
ATRAI NOVOS RECURSOS, NOVOS PARCEIROS, PARA
SUSTENTABILIDADE DOS LABORATÓRIOS !
ESTIMULA O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA !

06-12-2013

LUSOTECNALIA

7
•
•
•
•
•
•

Professores & Doutores & Engenheiros (muitos),
Cientistas (alguns), Investigadores (não muitos),
Inventores & Inovadores & Criadores (poucos),
Startups & Principiantes,
Empresários, Empresas e seus representantes,
Líderes em áreas de negócio & bastantes Consultores

NÃO TEMOS OUTRA SAÍDA A NÃO SER
ANDAR POR AÍ COM A MISSÃO DE
PARTICIPAR TODOS OS DIAS NUM
ENORME FORUM, ONDE PARTILHAMOS
AS NOSSAS IDEIAS, CONHECIMENTOS,
EXPERIÊNCIAS, EXPLORAMOS NOVAS
PARCERIAS & OPORTUNIDADES DE
NEGÓCIO !!!
06-12-2013

LUSOTECNALIA

8
06-12-2013

LUSOTECNALIA

9
06-12-2013

LUSOTECNALIA

10
TASK OBJECTIVES : [1] [2] [3]… Co-operation with AGRO Industry
Os objetivos deste grupo de tarefas têm sido tanto para promover a
cooperação com o sector agro-Indústrial como o de construir sobre a
experiência adquirida na produção de alimentos…
As três sub-tarefas são:
• desenvolvimento de um padrão para a ligação à rede de
fabricantes, através de um grupo de trabalho composta por
membros da comunidade Investigação & Desenvolvimento,
Produtores, Distribuição e Certificação Europeia;
• desenvolvimento de um padrão para os sistemas de segurança
alimentar, usando grupos de trabalho de cooperação entre
empresas agrícolas, indústria e organismos de certificação europeia;
• avaliar os procedimentos para a transmissão de conhecimento
entre sub-sectores, incluindo modos de organização dos produtores,
análises de custos, bem como a avaliação de métodos de
comunicação alternativos.

06-12-2013

LUSOTECNALIA

11
FINANCIAMENTO
H1: IR ao Totta & A Cores
H2: IR ao QREN
H3: IR à Holanda…
H4: IR aos Mercados
H5: IR à Feira
H6: Comprar & Vender Ativos
H7:…
Hn: Não pagamos!

42 modos diferentes de financiamento

€

06-12-2013

LUSOTECNALIA

$

12
06-12-2013

LUSOTECNALIA

13
06-12-2013

LUSOTECNALIA

14
Start up
projeto
Empresa
independente

ideia
Financiamentos
Investimentos

tecnologia

CARDO

produto
conceito

saída
06-12-2013

LUSOTECNALIA

15
D
a

conceito

i
d
e
i
a

n
e
g
ó
c
i
o

projeto

negócio

Operacional

influência

a
o

produto

Conceptual

Falamos muito sobre inovação…
Tudo pode ser resumido em dois toques: Faça-o .... mas na sequência correta de
passos.
A orientação profissional de um novo
conceito de reuniões face a face é crucial.
06-12-2013

LUSOTECNALIA

Muitas vezes, o dono da ideia não é
a pessoa certa para tornar uma
empresa operacional.
Durante o processo, a influência
dos pensadores conceptuais reduzse, enquanto a influência das
pessoas comerciais aumenta.
16
IDEIA

NEGÓCIO

conceito
a partir de uma visão de mercado, uma
necessidade a longo prazo ou uma
oportunidade é identificada.
Um conceito foi desenvolvido como
uma solução para isto.
Muitas vezes isso não é mais do que
um ideal, um sonho.

produto
um primeiro passo para o mercado
é o que demonstra a eficácia do
conceito.
Quando se trata de inovação
tecnológica isto poderia ser o
protótipo de um dispositivo.

projeto

negócio

conhecimento e IP (propriedade
intelectual) estão alojados numa
entidade legal separada. Este é o
primeiro passo para a independência.
A fase de projeto é a mais importante
porque o passo do desenvolvimento à
comercialização tem que ser dado.

Nesta fase, a empresa está operacional e
o foco mudou para o crescimento em
receitas e posicionamento no mercado.
Nesta fase dos trabalhos, a equipa
criadora salta fora (consciente) e vende a
sua participação na empresa!

06-12-2013

LUSOTECNALIA

17
Há um mito da inovação ???
06-12-2013

LUSOTECNALIA

18
TomTato - A planta que dá batatas e tomates
No Reino Unido foi posta a venda uma planta
que dá batatas e tomates ao mesmo tempo.
Chama-se TomTato (Tomato + potato).
TomTato resulta de enxertia de um tomateiro
numa batateira, e não de manipulação
genética. Esta nova planta produz cerca de 500
tomates cherry na zona aérea e na zona
subterrânea, batatas!
A TomTato é vendida pela empresa de
produtos agrícolas Thompson & Morgan que
trabalhou 15 anos para conseguir obte-la.
Custa 14,99£.
Livro "A Horta" - Pág.ª 345
- Livraria Lello - 1892/3
acerca do Tomateiro
<<... Um facto curioso na cultura desta
planta consiste no bom resultado do seu
enxerto sobre a Batata. Por este meio,
obtem-se simultaneamente uma colheita
de tubérculos e frutos…>>
06-12-2013

LUSOTECNALIA

19
06-12-2013

LUSOTECNALIA

20
ECOALGA,
defende a
necessidade
da produção
de biomassa
nos oceanos
ou estuários,
baseado nas
Macroalgas
marinhas.

06-12-2013

LUSOTECNALIA

21
LUSOTECNALIA

MARTA

Associação para a
investigação e inovação

Madan Parque |
Universidade Nova de Lisboa
Rua dos Inventores | 2825182 Caparica | PORTUGAL
tel: +351 210 438 600

LUÍSA

SUSANA

Alex.sousa@tecnalia.com

Pedro…
Pedro L….
Isabel…
Carlos…
Carla M.
M. Fátima…
João M….
Ana Sofia…
José Luís
Angelo
Paco
………….
…………
………..

JOANA

Alexandre

CARLA

06-12-2013

LUSOTECNALIA
22

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Final andres rodriguez_ieee
Final andres rodriguez_ieeeFinal andres rodriguez_ieee
Final andres rodriguez_ieee
arodri7703
 
Ilmu pengetahuan alam
Ilmu pengetahuan alam Ilmu pengetahuan alam
Ilmu pengetahuan alam
Mif Tah
 
pebs15 - Advocacy 101
pebs15 - Advocacy 101pebs15 - Advocacy 101
pebs15 - Advocacy 101
Birgit Hess
 
01 앱기획안 binn
01 앱기획안 binn01 앱기획안 binn
01 앱기획안 binn
Do Hyun Youn
 
Mype y emprendimiento parte 1
Mype y emprendimiento parte 1Mype y emprendimiento parte 1
Mype y emprendimiento parte 1
Ingrid Rodríguez Chokewanca
 
Konsepsi kurikulum 2013
Konsepsi kurikulum 2013Konsepsi kurikulum 2013
Konsepsi kurikulum 2013
امير الدين حسيبوان
 
Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA
Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA
Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA
Eileen Jankord
 
St. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our Ground
St. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our GroundSt. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our Ground
St. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our Ground
GeoGebra Institute of Kerala
 
Star warz
Star warzStar warz
Star warz
RUBY AKHTAR
 
Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016
Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016
Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016
Alcaldia Asermanuevo
 
1.microcontroller based solar tracking system
1.microcontroller based solar tracking system1.microcontroller based solar tracking system
1.microcontroller based solar tracking system
Karthik Bimanapalli
 
Il Misery Index Confcommercio (MIC)
Il Misery Index Confcommercio (MIC)Il Misery Index Confcommercio (MIC)
Il Misery Index Confcommercio (MIC)
Commerce Commercio
 
Tugas
TugasTugas
Tugas
yusriren
 
Dr. Getzen
Dr. GetzenDr. Getzen
RichACL & GlusterFS
RichACL & GlusterFSRichACL & GlusterFS
RichACL & GlusterFS
Rajesh Joseph
 
Foreword Mata MD
Foreword Mata MDForeword Mata MD
Foreword Mata MD
Ann Miller RN MHA CMP™
 
Convocação cmsi 07 01-2016
Convocação cmsi  07 01-2016Convocação cmsi  07 01-2016
Convocação cmsi 07 01-2016
Fred Oliveira
 

Destaque (17)

Final andres rodriguez_ieee
Final andres rodriguez_ieeeFinal andres rodriguez_ieee
Final andres rodriguez_ieee
 
Ilmu pengetahuan alam
Ilmu pengetahuan alam Ilmu pengetahuan alam
Ilmu pengetahuan alam
 
pebs15 - Advocacy 101
pebs15 - Advocacy 101pebs15 - Advocacy 101
pebs15 - Advocacy 101
 
01 앱기획안 binn
01 앱기획안 binn01 앱기획안 binn
01 앱기획안 binn
 
Mype y emprendimiento parte 1
Mype y emprendimiento parte 1Mype y emprendimiento parte 1
Mype y emprendimiento parte 1
 
Konsepsi kurikulum 2013
Konsepsi kurikulum 2013Konsepsi kurikulum 2013
Konsepsi kurikulum 2013
 
Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA
Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA
Resume Eileen Jankord - Jan 2016 - BPA
 
St. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our Ground
St. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our GroundSt. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our Ground
St. Albert's College - Alumni Association - Save Our Sports, Save our Ground
 
Star warz
Star warzStar warz
Star warz
 
Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016
Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016
Resolucion 003, Concejo Ansermanuevo Valle 2016
 
1.microcontroller based solar tracking system
1.microcontroller based solar tracking system1.microcontroller based solar tracking system
1.microcontroller based solar tracking system
 
Il Misery Index Confcommercio (MIC)
Il Misery Index Confcommercio (MIC)Il Misery Index Confcommercio (MIC)
Il Misery Index Confcommercio (MIC)
 
Tugas
TugasTugas
Tugas
 
Dr. Getzen
Dr. GetzenDr. Getzen
Dr. Getzen
 
RichACL & GlusterFS
RichACL & GlusterFSRichACL & GlusterFS
RichACL & GlusterFS
 
Foreword Mata MD
Foreword Mata MDForeword Mata MD
Foreword Mata MD
 
Convocação cmsi 07 01-2016
Convocação cmsi  07 01-2016Convocação cmsi  07 01-2016
Convocação cmsi 07 01-2016
 

Semelhante a As in agri_04dez2013

Startgo27
Startgo27Startgo27
V SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas Altmann
V SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas AltmannV SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas Altmann
V SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas Altmann
Sistema Mineiro de Inovação
 
Ufsc inovação colaborativa
Ufsc   inovação colaborativaUfsc   inovação colaborativa
Ufsc inovação colaborativa
Jose Claudio Terra
 
Embrapa: Empreededorismo e Inovação
Embrapa: Empreededorismo e InovaçãoEmbrapa: Empreededorismo e Inovação
Embrapa: Empreededorismo e Inovação
BRAIN Brasil Inovação
 
Building Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovação
Building Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovaçãoBuilding Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovação
Building Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovação
Building Global Innovators (BGI)
 
Inovação, empreendedorismo e agronegócio
Inovação, empreendedorismo e agronegócioInovação, empreendedorismo e agronegócio
Inovação, empreendedorismo e agronegócio
Gabriel Prado de Barros
 
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Prémio Melhor Apresentação para a brains@work
Prémio Melhor Apresentação para a brains@workPrémio Melhor Apresentação para a brains@work
Prémio Melhor Apresentação para a brains@work
sandrina
 
Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11
kleber.torres
 
Inovacao
InovacaoInovacao
Inovacao
minasdecide
 
Aula 1 - Inovação Tecnológica.pptx
Aula 1 - Inovação Tecnológica.pptxAula 1 - Inovação Tecnológica.pptx
Aula 1 - Inovação Tecnológica.pptx
MariaClaudiaBotan
 
João Marcelino - Marcas e Patentes
João Marcelino - Marcas e PatentesJoão Marcelino - Marcas e Patentes
João Marcelino - Marcas e Patentes
João Tàtá dos Anjos
 
O Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovação
O Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovaçãoO Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovação
O Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovação
Semente Estratégica Consultoria Ltda
 
ANUARIO_INDT_2009
ANUARIO_INDT_2009ANUARIO_INDT_2009
ANUARIO_INDT_2009
Denise Cunha
 
Programa GREENFEST
Programa GREENFESTPrograma GREENFEST
Programa GREENFEST
Sofia Cabral
 
Programa detalhado
Programa detalhadoPrograma detalhado
Programa detalhado
Sofia Cabral
 
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Fernanda G. Vhazz
 
Marcas e patentes defender ou partilhar
Marcas e patentes defender ou partilharMarcas e patentes defender ou partilhar
Marcas e patentes defender ou partilhar
Engº. João Marcelino
 
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV | Fundação Getulio Vargas
 

Semelhante a As in agri_04dez2013 (20)

Startgo27
Startgo27Startgo27
Startgo27
 
V SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas Altmann
V SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas AltmannV SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas Altmann
V SIMINOVE - INOVAÇÃO EM AGRICULTURA - Thomas Altmann
 
Ufsc inovação colaborativa
Ufsc   inovação colaborativaUfsc   inovação colaborativa
Ufsc inovação colaborativa
 
Embrapa: Empreededorismo e Inovação
Embrapa: Empreededorismo e InovaçãoEmbrapa: Empreededorismo e Inovação
Embrapa: Empreededorismo e Inovação
 
Building Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovação
Building Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovaçãoBuilding Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovação
Building Global Innovators: Portugal no mapa mundo da inovação
 
Inovação, empreendedorismo e agronegócio
Inovação, empreendedorismo e agronegócioInovação, empreendedorismo e agronegócio
Inovação, empreendedorismo e agronegócio
 
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 8
 
Prémio Melhor Apresentação para a brains@work
Prémio Melhor Apresentação para a brains@workPrémio Melhor Apresentação para a brains@work
Prémio Melhor Apresentação para a brains@work
 
Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11
 
Inovacao
InovacaoInovacao
Inovacao
 
Aula 1 - Inovação Tecnológica.pptx
Aula 1 - Inovação Tecnológica.pptxAula 1 - Inovação Tecnológica.pptx
Aula 1 - Inovação Tecnológica.pptx
 
João Marcelino - Marcas e Patentes
João Marcelino - Marcas e PatentesJoão Marcelino - Marcas e Patentes
João Marcelino - Marcas e Patentes
 
O Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovação
O Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovaçãoO Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovação
O Boticário: uma forma inovadora de gerenciar o processo de inovação
 
ANUARIO_INDT_2009
ANUARIO_INDT_2009ANUARIO_INDT_2009
ANUARIO_INDT_2009
 
Programa GREENFEST
Programa GREENFESTPrograma GREENFEST
Programa GREENFEST
 
Programa detalhado
Programa detalhadoPrograma detalhado
Programa detalhado
 
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
 
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
Caderno de Inovação | Start Ups - Número 19
 
Marcas e patentes defender ou partilhar
Marcas e patentes defender ou partilharMarcas e patentes defender ou partilhar
Marcas e patentes defender ou partilhar
 
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
 

As in agri_04dez2013

  • 1. GOSTEI… de ANDAR por AQUI 04-12-2013 Coimbra [I.P.N. ] LUSOTECNALIA 1
  • 2. • Nós partilhamos um ditado na maioria das línguas europeias, que diz: - A necessidade aguça o engenho! em momento de necessidade veio em busca de novas abordagens para a agricultura e indústrias que navegam nas suas bordas e fronteiras. Resolver o futuro sob uma perspectiva de produzir mais com menos e de forma mais sustentável não é uma missão impossível, mas requer uma mudança fundamental em direção a um caminho de crescimento diferente e tendo sempre em vista, uma transferência mais rápida de novos produtos ou técnicas, em termos práticos. 06-12-2013 LUSOTECNALIA 2
  • 3. GOOD NEWS and BAD NEWS • O que acha deste tipo de trabalho participativo com o tecido económico? • O que espera da colaboração com os investigadores e as estruturas de investigação? • O que gostaria fosse apoiado financeiramente pelos próximos programas de incentivos regionais/nacionais/europeus? • O que perspectiva para o futuro do sector agroindustrial? 06-12-2013 LUSOTECNALIA 3
  • 4. "À medida que os mais jovens abandonam as zonas rurais, trocando-as pelas cidades, os burros também são ameaçados porque os agricultores que tomam conta deles estão a ficar demasiado velhos para continuarem a fazê-lo" 06-12-2013 LUSOTECNALIA 4
  • 5. Atualmente não temos conhecimentos e métodos, suficientemente na nossa mão, para o fazer. PROJETOS COLABORATIVOS Atualmente não temos conhecimentos e métodos, suficientemente na nossa mão, para o fazer. 06-12-2013 LUSOTECNALIA 5
  • 7. O NEGÓCIO TECNOLÓGICO É TÃO IMPORTANTE PARA OS PROFISSIONAIS DA CIÊNCIA, PORQUÊ ? O NEGÓCIO TECNOLÓGICO PROPORCIONA BENEFÍCIOS ! PÕE À DISPOSIÇÃO NOVOS PRODUTOS NO MERCADO PARA BENEFÍCIO PÚBLICO ! ATRAI NOVOS RECURSOS, NOVOS PARCEIROS, PARA SUSTENTABILIDADE DOS LABORATÓRIOS ! ESTIMULA O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA ! 06-12-2013 LUSOTECNALIA 7
  • 8. • • • • • • Professores & Doutores & Engenheiros (muitos), Cientistas (alguns), Investigadores (não muitos), Inventores & Inovadores & Criadores (poucos), Startups & Principiantes, Empresários, Empresas e seus representantes, Líderes em áreas de negócio & bastantes Consultores NÃO TEMOS OUTRA SAÍDA A NÃO SER ANDAR POR AÍ COM A MISSÃO DE PARTICIPAR TODOS OS DIAS NUM ENORME FORUM, ONDE PARTILHAMOS AS NOSSAS IDEIAS, CONHECIMENTOS, EXPERIÊNCIAS, EXPLORAMOS NOVAS PARCERIAS & OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO !!! 06-12-2013 LUSOTECNALIA 8
  • 11. TASK OBJECTIVES : [1] [2] [3]… Co-operation with AGRO Industry Os objetivos deste grupo de tarefas têm sido tanto para promover a cooperação com o sector agro-Indústrial como o de construir sobre a experiência adquirida na produção de alimentos… As três sub-tarefas são: • desenvolvimento de um padrão para a ligação à rede de fabricantes, através de um grupo de trabalho composta por membros da comunidade Investigação & Desenvolvimento, Produtores, Distribuição e Certificação Europeia; • desenvolvimento de um padrão para os sistemas de segurança alimentar, usando grupos de trabalho de cooperação entre empresas agrícolas, indústria e organismos de certificação europeia; • avaliar os procedimentos para a transmissão de conhecimento entre sub-sectores, incluindo modos de organização dos produtores, análises de custos, bem como a avaliação de métodos de comunicação alternativos. 06-12-2013 LUSOTECNALIA 11
  • 12. FINANCIAMENTO H1: IR ao Totta & A Cores H2: IR ao QREN H3: IR à Holanda… H4: IR aos Mercados H5: IR à Feira H6: Comprar & Vender Ativos H7:… Hn: Não pagamos! 42 modos diferentes de financiamento € 06-12-2013 LUSOTECNALIA $ 12
  • 16. D a conceito i d e i a n e g ó c i o projeto negócio Operacional influência a o produto Conceptual Falamos muito sobre inovação… Tudo pode ser resumido em dois toques: Faça-o .... mas na sequência correta de passos. A orientação profissional de um novo conceito de reuniões face a face é crucial. 06-12-2013 LUSOTECNALIA Muitas vezes, o dono da ideia não é a pessoa certa para tornar uma empresa operacional. Durante o processo, a influência dos pensadores conceptuais reduzse, enquanto a influência das pessoas comerciais aumenta. 16
  • 17. IDEIA NEGÓCIO conceito a partir de uma visão de mercado, uma necessidade a longo prazo ou uma oportunidade é identificada. Um conceito foi desenvolvido como uma solução para isto. Muitas vezes isso não é mais do que um ideal, um sonho. produto um primeiro passo para o mercado é o que demonstra a eficácia do conceito. Quando se trata de inovação tecnológica isto poderia ser o protótipo de um dispositivo. projeto negócio conhecimento e IP (propriedade intelectual) estão alojados numa entidade legal separada. Este é o primeiro passo para a independência. A fase de projeto é a mais importante porque o passo do desenvolvimento à comercialização tem que ser dado. Nesta fase, a empresa está operacional e o foco mudou para o crescimento em receitas e posicionamento no mercado. Nesta fase dos trabalhos, a equipa criadora salta fora (consciente) e vende a sua participação na empresa! 06-12-2013 LUSOTECNALIA 17
  • 18. Há um mito da inovação ??? 06-12-2013 LUSOTECNALIA 18
  • 19. TomTato - A planta que dá batatas e tomates No Reino Unido foi posta a venda uma planta que dá batatas e tomates ao mesmo tempo. Chama-se TomTato (Tomato + potato). TomTato resulta de enxertia de um tomateiro numa batateira, e não de manipulação genética. Esta nova planta produz cerca de 500 tomates cherry na zona aérea e na zona subterrânea, batatas! A TomTato é vendida pela empresa de produtos agrícolas Thompson & Morgan que trabalhou 15 anos para conseguir obte-la. Custa 14,99£. Livro "A Horta" - Pág.ª 345 - Livraria Lello - 1892/3 acerca do Tomateiro <<... Um facto curioso na cultura desta planta consiste no bom resultado do seu enxerto sobre a Batata. Por este meio, obtem-se simultaneamente uma colheita de tubérculos e frutos…>> 06-12-2013 LUSOTECNALIA 19
  • 21. ECOALGA, defende a necessidade da produção de biomassa nos oceanos ou estuários, baseado nas Macroalgas marinhas. 06-12-2013 LUSOTECNALIA 21
  • 22. LUSOTECNALIA MARTA Associação para a investigação e inovação Madan Parque | Universidade Nova de Lisboa Rua dos Inventores | 2825182 Caparica | PORTUGAL tel: +351 210 438 600 LUÍSA SUSANA Alex.sousa@tecnalia.com Pedro… Pedro L…. Isabel… Carlos… Carla M. M. Fátima… João M…. Ana Sofia… José Luís Angelo Paco …………. ………… ……….. JOANA Alexandre CARLA 06-12-2013 LUSOTECNALIA 22