SlideShare uma empresa Scribd logo
Cadeira de
PATRIMÓNIO MUNDIAL E TURISMO CULTURAL
Artur Filipe dos Santos
1
Guimarães
terra de condes e reis
Santuário da Penha
Artur Filipe dos Santos
https://bit.ly/3IhOVnI (página pessoal)
• Artur Filipe dos Santos
• Doutorado em Comunicação, Publicidade, Relações Públicas e Protocolo pela Faculdade de
Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, é atualmente professor adjunto
no ISLA InsFtuto Politécnico de Gestão e Tecnologia, coordenador da licenciatura de
Comunicação e Tecnologia Digital e do CTesP de Comunicação Digital, e docente na
Universidade Lusófona do Porto. Atua como docente e invesFgador nas área(s de Ciências
Sociais com ênfase em Ciências da Comunicação, Comunicação e Divulgação do Património.
Perito em Protocolo (de Estado, Universitário, MulFcultural e Empresarial) é membro da
Associação Portuguesa de Estudos de Protocolo (APOREP), membro da Sociedad de Estudios
InsFtucionales, UNED, Espanha, invesFgador e membro da Direção do Observatório
Iberoamericano de InvesFgação e Desenvolvimento em Comunicação (OIDECOM-
Iberoamérica), Espanha, membro do Centro de InvesFgação em Comunicação (ICOM-X1) da
Universidade de Vigo, Espanha, membro da Associação Portuguesa de Ciências da
Comunicação (SOPCOM). É ainda divulgador dos Caminhos Portugueses a SanFago de
Compostela. É membro do ICOMOS (INTERNATIONAL COUNCIL OF MONUMENTS AND SITES),
organismo pertencente à UNESCO, responsável pela avaliação das candidaturas dos bens
culturais universais a Património Mundial Como jornalista fez parte da TV Galiza, jornal A Bola,
Rádio Sim (grupo Renascença), O Primeiro de Janeiro, Matosinhos Hoje, Jornal da Maia.
2
Artur Filipe dos Santos – artursantos.com.pt@gmail.com
•https://omeucaminhodesantiago.wordpress.com/ (Blogue)
•https://politicsandflags.wordpress.com/about/ (Blogue)
•https://arturfilipesantos.wixsite.com/arturfilipesantos (Académico)
•https://comunicacionpatrimoniomundial.blogia.com/ (Académico)
•Email: artursantos.com.pt@gmail.com
3
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• É um dos monumentos
mais visitados de
Guimarães. Com uma
arquitetura arrojada, da
autoria de Marques da
Silva, é a sua paisagem
que torna a construção
avassaladora.
4
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O Santuário da Penha é
um monumento de
singular beleza e valia
arquitectónica e
religiosa, símbolo de fé,
e um farol de
Guimarães.
5
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O Santuário da Penha,
situa-se no Monte da
Penha, em Guimarães.
É de seu nome
completo o Santuário
de Nossa Senhora do
Carmo da Penha, e
também muito
frequentemente
Santuário de Nossa
Senhora da Penha.
6
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O Santuário da Penha é um exemplar único da
arquitectura religiosa de Marques da Silva. Em 1930,
o reconhecido arquiteto, um verdadeiro amigo da
Penha, ficou incumbido do projecto e da escolha do
local de implantação.
7
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Os trabalhos de
regularização do
terreno começaram em
6 de Agosto do mesmo
ano.
8
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• As obras iniciaram-se
em 6 de Agosto de
1930, segundo o
projecto do arquitecto
Marques da Silva.
9
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• José Marques da Silva,
(Porto, 18 de outubro
de 1869 — 6 de junho
de 1947 (77 anos)) foi
um do maiores
arquitetos portugueses
e uma das principais
figuras da arquitetura
do Porto.
10
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Filho de Bernardo
Marques da Silva
(pedreiro lavrista), e
Maria Rosa Marques,
José Marques da Silva
nasceu no n.º 113 da
Rua de Costa Cabral, no
Porto, a 18 de outubro
de 1869.
11
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Frequentou a instrução
primária e estudos
secundários no Liceu da
Ordem da Trindade.
12
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Iniciou a sua formação
como arquiteto na
Academia Portuense de
Belas-Artes, onde foi
aluno, entre outros, de
António Geraldes da
Silva Sardinha, João
Marques de Oliveira e
António Soares dos
Reis.
13
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Em 1889 parau para
Paris com o objeavo de
ingressar na École
Naaonale et Spéciale
des Beaux-Arts, cidade
onde permaneceu até
obter o grau de
Arquiteto Diplomado
pelo Governo Francês,
em 10 de dezembro de
1896.
14
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Durante a sua estadia em
Paris, Marques da Silva
desenvolveu a maior
parte dos seus trabalhos
académicos, que
resultam em desenhos de
arquitetura notáveis,
num atelier livre externo
à escola, sob orientação
de Victor Laloux (autor,
entre outors, da Gare de
D’Orsey e da Basílica de
S. Martinho de Tours
15
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Marques da Silva
regressou a Portugal em
1896 para iniciar uma
intensa atividade
profissional que
rapidamente lhe granjeou
o reconhecimento
público. Na Exposição
Universal de Paris de
1900 obtém a medalha
de prata e na Exposição
do Rio de Janeiro de 1908
foi premiado com a
medalha de ouro.
16
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Com projetos como a Estação
de São Bento (1896), o Teatro
Nacional São João (1910), o
EdiAcio das Quatro Estações
(1905), os Liceus Alexandre
Herculano (1914), a Casa da
Irmandade da Lapa, ediAcio
geminado à Igreja (c. 1910-
1915), Liceu Rodrigues de
Freitas (1919), os Armazéns
Nascimento (1914), a Casa de
Serralves (1925-1943) ou o
Monumento aos Heróis da
Guerra Peninsular (1909),
moldou a fisionomia da cidade
do Porto.
17
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Mas a sua atuação
também se estendeu a
outra regiões do norte do
país, em parYcular a
Guimarães, cidade para a
qual viria a projetar
vários ediZcios
emblemáYcos tais como
a sede da Sociedade
Mar+ns Sarmento, o
Mercado Municipal ou o
Santuário da Penha.
18
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Santuário da Penha
(Cont.)
• Em carta manuscrita,
em posse da
Irmandade, datada de
11 de Maio de 1930, o
arquitecto Marques da
Silva exprimiu o seu
pensamento do
seguinte modo:
19
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
«Gostava de fazer
qualquer coisa de próprio e
adequado, de expressivo e
moderno. Precisaria de ser
um ediZcio com carácter
parYcular, muito próprio da
situação que ocupa e
muito especial para que
pudesse ser visitado com
interesse igual ao que
arrasta lá acima à
montanha da Penha os que
vão admirar e estranhar a
Natureza, antes uma
Natureza estranha».
20
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O Santuário da
Penha é uma obra
construída quase
toda em granito da
região, com o
objectivo de esta se
integrar no ambiente
que a rodeia.
21
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
•
• As suas linhas,
modernas para
altura, não seguem
as formas
tradicionais, sendo
sempre linhas retas,
estando integrada no
estilo "Art Deco" da
década de 30.
22
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Sofreu um incêndio
em 13 de Fevereiro
de 1939 onde foram
destruídas a imagem
da Senhora da
Conceição e a talha
que formava e
guarnecia o Altar-
mor, atrasando desta
forma a sua
construção.
23
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• A inauguração foi em
14 de Setembro de
1947 sem a presença
do arquitecto Marques
da Silva falecido 3
meses antes.
24
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O Santuário Eucarísaco
e Mariano da Penha é
da autoria do
conceituado arquiteto
Marques da Silva e foi
concluído no final de
1945, juntamente com
a regularização da
“grande esplanada”.
25
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Foi benzido e
inaugurado em 14 de
setembro de 1947 (dia
da peregrinação anual),
por sua Eminência o
Cardeal Patriarca de
Lisboa, D. Manuel
Goncalves Cerejeira.
26
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Em setembro de 1949 é
concluída a cruz da
torre sineira e a mísula
albergando um anjo,
voltado para a cidade.
27
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Junto à torre do
Santuário há um
miradouro do qual se
observa não só o centro
de Guimarães, como
também, se as
condições
meteorológicas o
permiarem, a zona
costeira mais próxima
localizada a 50 km de
distância.
28
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
Peregrinação à Penha
• A Peregrinação à Penha
realiza-se anualmente
no segundo domingo
de setembro e é
sempre muito
concorrida pelos
devotos.
29
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O andor com a imagem
de Nossa Senhora da
Penha sai da Igreja de
Nossa Senhora da
Oliveira no centro da
cidade pelas 8h30, com
fanfarras e escuteiros,
efetuando o percurso da
subida pela freguesia da
Costa, rumo ao Santuário
da Penha, com chegada
por volta das 11h00,
seguida de celebração da
eucarisYa campal.
30
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
Gruta da Senhora do
Carmo e Santo Elias
• A Gruta de Nossa
Senhora do Carmo,
uma cavidade rochosa
entre penedos, onde
viveu em retiro
espiritual, o ermitão
Guilherme Marino, no
início do séc. XVIII.
31
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Por decisão
testamentária de 1731,
legou o local ao
Convento dos
Carmelitas de
Guimarães.
32
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Em 1870, deu-se início
a uma nova fase de
ocupação e expansão
religiosa na Penha, com
a criação de um
movimento de
conanuidade das obras
da Ermida.
33
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• Na entrada da Gruta
vemos a imagem de
Santo Elias, Padroeiro
do Sono, ado com uma
grande devoção por
muitos dos que visitam
a Penha.
34
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
Gruta da Senhora de
Lourdes
• Situa-se numa cavidade
rochosa, na penedia
próxima ao
monumento dedicado
ao Papa Pio IX.
35
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• A práaca do culto à
Nossa Senhora de
Lourdes da Penha
recebeu influências das
aparições da Virgem à
pastorinha Bernadeoe
Soubirous, em Lourdes,
França.
36
Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• A imagem da Gruta é
em mármore e foi
oferecida pelo
benemérito Fernando
de Castro Abreu
Magalhães, de Fafe,
emigrado no Brasil.
37
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• O benfeitor português
mandou esculpir a
estátua da Virgem de
Lourdes para ser
colocada numa gruta da
Penha, à semelhança
do que aconteceu em
França, em sinal de
agradecimento e louvor
à Senhora da Penha e
ao povo de Guimarães.
38
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha
• A imagem da Virgem de
Lourdes foi entronizada
em 19 de julho de 1893
e a parar deste ano
passou a realizar-se a
peregrinação anual à
Penha.
•
39
Bibliografia
40
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português
h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/
h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/
h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/newsle"ers/13
h"ps://pt.wikipedia.org/wiki/Santu%C3%A1rio_da_Penha
h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/ar?go/41
h"ps://www.visitguimaraes.travel/descobrir-guimaraes/fora-do-centro-
urbano/montanha-da-penha/locais-de-interesse/geo_ar?go/santuario-da-penha
h"ps://www.youtube.com/watch?v=IsWoIZnvmVk
Bibliografia
• hops://www.igeoe.pt/index.php?id=5
41
Cadeira de Património Mundial e Turismo Cultural
Património Mundial Natural de África

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha.pdf

Artur filipe dos santos igreja de santa clara - história do porto
Artur filipe dos santos   igreja de santa clara - história do portoArtur filipe dos santos   igreja de santa clara - história do porto
Artur filipe dos santos igreja de santa clara - história do porto
Artur Filipe dos Santos
 
Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...
Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...
Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...
Artur Filipe dos Santos
 
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do PortoPraça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Artur Filipe dos Santos
 
A Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do PortoA Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Artur Filipe dos Santos
 
Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...
Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...
Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...
Artur Filipe dos Santos
 
Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...
Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...
Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...
Artur Filipe dos Santos
 
PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...
PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...
PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património CulturalFestas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
Artur Filipe dos Santos
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
Artur Filipe dos Santos
 
História do porto palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
História do porto   palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santosHistória do porto   palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
História do porto palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
Artur Filipe dos Santos
 
Património à volta da Sé do Porto- - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...
Património à volta da Sé do Porto-  - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...Património à volta da Sé do Porto-  - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...
Património à volta da Sé do Porto- - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...
Artur Filipe dos Santos
 
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
Artur Filipe dos Santos
 
A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...
A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...
A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...
Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...
Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...
Artur Filipe dos Santos
 
História do porto jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...
História do porto   jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...História do porto   jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...
História do porto jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto   jardins do porto - jardim de joão chagasHistória do porto   jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
Artur Filipe dos Santos
 
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto   jardins do porto - jardim de joão chagasHistória do porto   jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
Artur Filipe dos Santos
 
A Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do PortoA Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Artur Filipe dos Santos
 

Semelhante a Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha.pdf (20)

Artur filipe dos santos igreja de santa clara - história do porto
Artur filipe dos santos   igreja de santa clara - história do portoArtur filipe dos santos   igreja de santa clara - história do porto
Artur filipe dos santos igreja de santa clara - história do porto
 
Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...
Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...
Património à volta da Sé do Porto- Torre Pedro Pitões - Artur Filipe dos Sant...
 
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do PortoPraça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
 
A Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do PortoA Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
 
Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...
Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...
Rua de Cedofeita, Igreja de Cedofeita e Colegiada de Cedofeita - Artur Filipe...
 
Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...
Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...
Património à volta da Sé do Porto- Estátua de Vímara Peres - Artur Filipe dos...
 
PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...
PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...
PATRIMÓNIO CULTURAL -CITÂNIA DE BRITEIROS- Artur Filipe dos Santos - Universi...
 
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património CulturalFestas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
 
História do porto palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
História do porto   palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santosHistória do porto   palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
História do porto palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
 
Património à volta da Sé do Porto- - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...
Património à volta da Sé do Porto-  - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...Património à volta da Sé do Porto-  - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...
Património à volta da Sé do Porto- - Artur Filipe dos Santos - A Casa da Câm...
 
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
 
A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...
A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...
A Rota do Românico do Vale do Sousa - Prof. Artur Filipe dos Santos - Univers...
 
Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...
Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...
Artur Filipe dos Santos - Ruinas de Conímbriga - Contributos para a história ...
 
História do porto jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...
História do porto   jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...História do porto   jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...
História do porto jardins do porto - parque de serralves - Artur Filipe dos...
 
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto   jardins do porto - jardim de joão chagasHistória do porto   jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
 
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto   jardins do porto - jardim de joão chagasHistória do porto   jardins do porto - jardim de joão chagas
História do porto jardins do porto - jardim de joão chagas
 
A Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do PortoA Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Ribeira do Porto aula 2 - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
 

Mais de Artur Filipe dos Santos

Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol - Como funci...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol  - Como funci...Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol  - Como funci...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol - Como funci...
Artur Filipe dos Santos
 
Ciências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetos
Ciências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetosCiências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetos
Ciências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetos
Artur Filipe dos Santos
 
Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...
Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...
Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...
Artur Filipe dos Santos
 
ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...
ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...
ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...
Artur Filipe dos Santos
 
Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros - o fim dos dinossa...
Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros -  o fim dos dinossa...Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros -  o fim dos dinossa...
Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros - o fim dos dinossa...
Artur Filipe dos Santos
 
Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -
Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -
Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -
Artur Filipe dos Santos
 
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...
Artur Filipe dos Santos
 
ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra - Fo...
ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra  - Fo...ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra  - Fo...
ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra - Fo...
Artur Filipe dos Santos
 
Ciências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossauros
Ciências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossaurosCiências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossauros
Ciências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossauros
Artur Filipe dos Santos
 
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos GaiteirosArtur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos
 
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdfArtur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
Artur Filipe dos Santos
 
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptxA Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
Artur Filipe dos Santos
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
Artur Filipe dos Santos
 
À descoberta do património dos Alpes Orientais1
À descoberta do património dos Alpes Orientais1À descoberta do património dos Alpes Orientais1
À descoberta do património dos Alpes Orientais1
Artur Filipe dos Santos
 
Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
 Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu... Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
Artur Filipe dos Santos
 
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Artur Filipe dos Santos
 
Património Cultural Português -Festa das Cruzes- Artur Filipe dos Santos.pdf
Património Cultural Português -Festa das Cruzes-  Artur Filipe dos Santos.pdfPatrimónio Cultural Português -Festa das Cruzes-  Artur Filipe dos Santos.pdf
Património Cultural Português -Festa das Cruzes- Artur Filipe dos Santos.pdf
Artur Filipe dos Santos
 
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdfOs mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Artur Filipe dos Santos
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdfArtur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos
 

Mais de Artur Filipe dos Santos (20)

Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol - Como funci...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol  - Como funci...Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol  - Como funci...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 6 - Como funciona o Sol - Como funci...
 
Ciências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetos
Ciências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetosCiências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetos
Ciências da Natureza e do Homem - Como surgiram os insetos
 
Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...
Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...
Ciências da natureza e do Homem - os limites do Sistema Solar - Aula 5 - os ...
 
ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...
ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...
ciências da natureza e do homem - As placas Tectónicas, os vulcões e os terr...
 
Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros - o fim dos dinossa...
Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros -  o fim dos dinossa...Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros -  o fim dos dinossa...
Ciências da Natureza e do Homem - o fim dos dinossauros - o fim dos dinossa...
 
Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -
Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -
Ciências da Natureza e do Homem- o mundo dos dinossauros - aula 2 -
 
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...
Ciências da Natureza e do Homem - Aula 4 - O Sistema Solar - Artur Filipe do...
 
ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra - Fo...
ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra  - Fo...ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra  - Fo...
ciências da natureza e do homem - Aula 6 - Formação do Planeta Terra - Fo...
 
Ciências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossauros
Ciências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossaurosCiências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossauros
Ciências da Natureza e do Homem - Os descendentes dos dinossauros
 
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos GaiteirosArtur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
 
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdfArtur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
 
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptxA Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
 
À descoberta do património dos Alpes Orientais1
À descoberta do património dos Alpes Orientais1À descoberta do património dos Alpes Orientais1
À descoberta do património dos Alpes Orientais1
 
Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
 Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu... Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
 
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
 
Património Cultural Português -Festa das Cruzes- Artur Filipe dos Santos.pdf
Património Cultural Português -Festa das Cruzes-  Artur Filipe dos Santos.pdfPatrimónio Cultural Português -Festa das Cruzes-  Artur Filipe dos Santos.pdf
Património Cultural Português -Festa das Cruzes- Artur Filipe dos Santos.pdf
 
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdfOs mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdfArtur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
 

Último

gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 

Último (20)

gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 

Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha.pdf

  • 1. Cadeira de PATRIMÓNIO MUNDIAL E TURISMO CULTURAL Artur Filipe dos Santos 1 Guimarães terra de condes e reis Santuário da Penha Artur Filipe dos Santos https://bit.ly/3IhOVnI (página pessoal)
  • 2. • Artur Filipe dos Santos • Doutorado em Comunicação, Publicidade, Relações Públicas e Protocolo pela Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, é atualmente professor adjunto no ISLA InsFtuto Politécnico de Gestão e Tecnologia, coordenador da licenciatura de Comunicação e Tecnologia Digital e do CTesP de Comunicação Digital, e docente na Universidade Lusófona do Porto. Atua como docente e invesFgador nas área(s de Ciências Sociais com ênfase em Ciências da Comunicação, Comunicação e Divulgação do Património. Perito em Protocolo (de Estado, Universitário, MulFcultural e Empresarial) é membro da Associação Portuguesa de Estudos de Protocolo (APOREP), membro da Sociedad de Estudios InsFtucionales, UNED, Espanha, invesFgador e membro da Direção do Observatório Iberoamericano de InvesFgação e Desenvolvimento em Comunicação (OIDECOM- Iberoamérica), Espanha, membro do Centro de InvesFgação em Comunicação (ICOM-X1) da Universidade de Vigo, Espanha, membro da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM). É ainda divulgador dos Caminhos Portugueses a SanFago de Compostela. É membro do ICOMOS (INTERNATIONAL COUNCIL OF MONUMENTS AND SITES), organismo pertencente à UNESCO, responsável pela avaliação das candidaturas dos bens culturais universais a Património Mundial Como jornalista fez parte da TV Galiza, jornal A Bola, Rádio Sim (grupo Renascença), O Primeiro de Janeiro, Matosinhos Hoje, Jornal da Maia. 2 Artur Filipe dos Santos – artursantos.com.pt@gmail.com •https://omeucaminhodesantiago.wordpress.com/ (Blogue) •https://politicsandflags.wordpress.com/about/ (Blogue) •https://arturfilipesantos.wixsite.com/arturfilipesantos (Académico) •https://comunicacionpatrimoniomundial.blogia.com/ (Académico) •Email: artursantos.com.pt@gmail.com
  • 3. 3 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • É um dos monumentos mais visitados de Guimarães. Com uma arquitetura arrojada, da autoria de Marques da Silva, é a sua paisagem que torna a construção avassaladora.
  • 4. 4 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O Santuário da Penha é um monumento de singular beleza e valia arquitectónica e religiosa, símbolo de fé, e um farol de Guimarães.
  • 5. 5 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O Santuário da Penha, situa-se no Monte da Penha, em Guimarães. É de seu nome completo o Santuário de Nossa Senhora do Carmo da Penha, e também muito frequentemente Santuário de Nossa Senhora da Penha.
  • 6. 6 Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O Santuário da Penha é um exemplar único da arquitectura religiosa de Marques da Silva. Em 1930, o reconhecido arquiteto, um verdadeiro amigo da Penha, ficou incumbido do projecto e da escolha do local de implantação.
  • 7. 7 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Os trabalhos de regularização do terreno começaram em 6 de Agosto do mesmo ano.
  • 8. 8 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • As obras iniciaram-se em 6 de Agosto de 1930, segundo o projecto do arquitecto Marques da Silva.
  • 9. 9 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • José Marques da Silva, (Porto, 18 de outubro de 1869 — 6 de junho de 1947 (77 anos)) foi um do maiores arquitetos portugueses e uma das principais figuras da arquitetura do Porto.
  • 10. 10 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Filho de Bernardo Marques da Silva (pedreiro lavrista), e Maria Rosa Marques, José Marques da Silva nasceu no n.º 113 da Rua de Costa Cabral, no Porto, a 18 de outubro de 1869.
  • 11. 11 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Frequentou a instrução primária e estudos secundários no Liceu da Ordem da Trindade.
  • 12. 12 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Iniciou a sua formação como arquiteto na Academia Portuense de Belas-Artes, onde foi aluno, entre outros, de António Geraldes da Silva Sardinha, João Marques de Oliveira e António Soares dos Reis.
  • 13. 13 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Em 1889 parau para Paris com o objeavo de ingressar na École Naaonale et Spéciale des Beaux-Arts, cidade onde permaneceu até obter o grau de Arquiteto Diplomado pelo Governo Francês, em 10 de dezembro de 1896.
  • 14. 14 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Durante a sua estadia em Paris, Marques da Silva desenvolveu a maior parte dos seus trabalhos académicos, que resultam em desenhos de arquitetura notáveis, num atelier livre externo à escola, sob orientação de Victor Laloux (autor, entre outors, da Gare de D’Orsey e da Basílica de S. Martinho de Tours
  • 15. 15 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Marques da Silva regressou a Portugal em 1896 para iniciar uma intensa atividade profissional que rapidamente lhe granjeou o reconhecimento público. Na Exposição Universal de Paris de 1900 obtém a medalha de prata e na Exposição do Rio de Janeiro de 1908 foi premiado com a medalha de ouro.
  • 16. 16 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Com projetos como a Estação de São Bento (1896), o Teatro Nacional São João (1910), o EdiAcio das Quatro Estações (1905), os Liceus Alexandre Herculano (1914), a Casa da Irmandade da Lapa, ediAcio geminado à Igreja (c. 1910- 1915), Liceu Rodrigues de Freitas (1919), os Armazéns Nascimento (1914), a Casa de Serralves (1925-1943) ou o Monumento aos Heróis da Guerra Peninsular (1909), moldou a fisionomia da cidade do Porto.
  • 17. 17 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Mas a sua atuação também se estendeu a outra regiões do norte do país, em parYcular a Guimarães, cidade para a qual viria a projetar vários ediZcios emblemáYcos tais como a sede da Sociedade Mar+ns Sarmento, o Mercado Municipal ou o Santuário da Penha.
  • 18. 18 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Santuário da Penha (Cont.) • Em carta manuscrita, em posse da Irmandade, datada de 11 de Maio de 1930, o arquitecto Marques da Silva exprimiu o seu pensamento do seguinte modo:
  • 19. 19 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha «Gostava de fazer qualquer coisa de próprio e adequado, de expressivo e moderno. Precisaria de ser um ediZcio com carácter parYcular, muito próprio da situação que ocupa e muito especial para que pudesse ser visitado com interesse igual ao que arrasta lá acima à montanha da Penha os que vão admirar e estranhar a Natureza, antes uma Natureza estranha».
  • 20. 20 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O Santuário da Penha é uma obra construída quase toda em granito da região, com o objectivo de esta se integrar no ambiente que a rodeia.
  • 21. 21 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • • As suas linhas, modernas para altura, não seguem as formas tradicionais, sendo sempre linhas retas, estando integrada no estilo "Art Deco" da década de 30.
  • 22. 22 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Sofreu um incêndio em 13 de Fevereiro de 1939 onde foram destruídas a imagem da Senhora da Conceição e a talha que formava e guarnecia o Altar- mor, atrasando desta forma a sua construção.
  • 23. 23 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • A inauguração foi em 14 de Setembro de 1947 sem a presença do arquitecto Marques da Silva falecido 3 meses antes.
  • 24. 24 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O Santuário Eucarísaco e Mariano da Penha é da autoria do conceituado arquiteto Marques da Silva e foi concluído no final de 1945, juntamente com a regularização da “grande esplanada”.
  • 25. 25 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Foi benzido e inaugurado em 14 de setembro de 1947 (dia da peregrinação anual), por sua Eminência o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Goncalves Cerejeira.
  • 26. 26 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Em setembro de 1949 é concluída a cruz da torre sineira e a mísula albergando um anjo, voltado para a cidade.
  • 27. 27 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Junto à torre do Santuário há um miradouro do qual se observa não só o centro de Guimarães, como também, se as condições meteorológicas o permiarem, a zona costeira mais próxima localizada a 50 km de distância.
  • 28. 28 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha Peregrinação à Penha • A Peregrinação à Penha realiza-se anualmente no segundo domingo de setembro e é sempre muito concorrida pelos devotos.
  • 29. 29 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O andor com a imagem de Nossa Senhora da Penha sai da Igreja de Nossa Senhora da Oliveira no centro da cidade pelas 8h30, com fanfarras e escuteiros, efetuando o percurso da subida pela freguesia da Costa, rumo ao Santuário da Penha, com chegada por volta das 11h00, seguida de celebração da eucarisYa campal.
  • 30. 30 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha Gruta da Senhora do Carmo e Santo Elias • A Gruta de Nossa Senhora do Carmo, uma cavidade rochosa entre penedos, onde viveu em retiro espiritual, o ermitão Guilherme Marino, no início do séc. XVIII.
  • 31. 31 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Por decisão testamentária de 1731, legou o local ao Convento dos Carmelitas de Guimarães.
  • 32. 32 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Em 1870, deu-se início a uma nova fase de ocupação e expansão religiosa na Penha, com a criação de um movimento de conanuidade das obras da Ermida.
  • 33. 33 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • Na entrada da Gruta vemos a imagem de Santo Elias, Padroeiro do Sono, ado com uma grande devoção por muitos dos que visitam a Penha.
  • 34. 34 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha Gruta da Senhora de Lourdes • Situa-se numa cavidade rochosa, na penedia próxima ao monumento dedicado ao Papa Pio IX.
  • 35. 35 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • A práaca do culto à Nossa Senhora de Lourdes da Penha recebeu influências das aparições da Virgem à pastorinha Bernadeoe Soubirous, em Lourdes, França.
  • 36. 36 Cadeira de Património Cultural e Paisagís3co Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • A imagem da Gruta é em mármore e foi oferecida pelo benemérito Fernando de Castro Abreu Magalhães, de Fafe, emigrado no Brasil.
  • 37. 37 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • O benfeitor português mandou esculpir a estátua da Virgem de Lourdes para ser colocada numa gruta da Penha, à semelhança do que aconteceu em França, em sinal de agradecimento e louvor à Senhora da Penha e ao povo de Guimarães.
  • 38. 38 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português Guimarães terra de condes e reis – Santuário da Penha • A imagem da Virgem de Lourdes foi entronizada em 19 de julho de 1893 e a parar deste ano passou a realizar-se a peregrinação anual à Penha. •
  • 39. 39
  • 40. Bibliografia 40 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico Português h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/ h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/ h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/newsle"ers/13 h"ps://pt.wikipedia.org/wiki/Santu%C3%A1rio_da_Penha h"ps://www.penhaguimaraes.com/pt/ar?go/41 h"ps://www.visitguimaraes.travel/descobrir-guimaraes/fora-do-centro- urbano/montanha-da-penha/locais-de-interesse/geo_ar?go/santuario-da-penha h"ps://www.youtube.com/watch?v=IsWoIZnvmVk
  • 41. Bibliografia • hops://www.igeoe.pt/index.php?id=5 41 Cadeira de Património Mundial e Turismo Cultural Património Mundial Natural de África