SlideShare uma empresa Scribd logo
UNEB – UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS – DCHT CAMPUS XVI IRECÊ DISCIPLINA: PRÁTICA PEDAGÓGICA I PROFESSORA: KÁTIA LEITE ALUNAS: GICÉLIA GONÇALVES MAURELICE FREITAS JAISSE MENDES NIVERCINA DE SOUZA QUEILA MONIQUE CLÁUDIA MACHADO FRANCISCA SILVA
LITERATURA INFANTIL
MONTEIRO LOBATO
BIOGRAFIA
JOSÉ BENTO RENATO MONTEIRO LOBATO Nasceu em Taubeté, interior de São Paulo, no dia 18de abril de 1882. Foi escritor, romancista, jornalista, advogado (promotor público), fazendeiro e editor. De personalidade forte, dizendo sempre o que pensava. É considerado no Brasilo criador do gênero literatura infantil  Metade da sua obra é dedicada ao público infantil.
As obras mais conhecidas são: O sítio do pica pau amarelo e Urupês (obra-prima) Criou personagens inesquecíveis como: Emília, Visconde de Sabugosa, Dona Benta, Tia Anastácia, Narizinho... Causou polêmica com o personagem Jeca Tatu ( preguiçoso, símbolo do atraso e da miséria que viviam os moradores do campo no Brasil).
Participou da política no Brasil. Era um nacionalista convicto. Pioneiro na literatura paradidática, ensinando história, geografia e matemática de forma divertida. Faleceu em 04 de julho de 1948 em São Paulo, capital.
OBRA: O SITIO DO PICA PAU  AMARELO
GOSTO DE INFÂNCIA
EMÍLIA
EMÍLIA Emília a boneca de pano, traquina e irreverente, criada por Tia Anastácia,tem os olhos de retróis preto e sobrancelhas levantadas. Foi Doutor Caramujo que inventou a pílula da fala fazendo com que a boneca virasse uma matraca. Metida a filósofa, Emília acredita que "A verdade é uma espécie de mentira bem pregada das que ninguém desconfia".
VISCONDE DE SABUGOSA
VISCONDE DE SABUGOSA Um boneco feito de sabugo de milho, com cartola na cabeça. O verdadeiro sábio do sítio que de tanto estudar, um dia, quase morreu empanturrado de álgebra. Seu passatempo é ensinar geografia e geologia para a turminha do sítio. Foi o Visconde que ajudou a descobrir petróleo nas terras do sítio.
DONA BENTA
DONA BENTA Dona Benta Encerrabodes de Oliveira, nome da vó de Pedrinho e Narizinho, dona do Sítio do Picapau Amarelo. Dona Benta é uma expert em geografia, adora contar história para seus netos, que com muita atenção e imaginação ouvem maravilhados.
NARIZINHO
NARIZINHO Narizinho é o apelido carinhoso de Lúcia, neta de Dona Benta. O motivo do apelido foi seu nariz arrebitado. Narizinho ao contrário de Pedrinho, seu primo, morava com Dona Benta no sítio. Já Pedrinho só aparecia no sítio nas férias, dia que Emília contava nos dedos para que chegasse logo, pois a presença de Pedrinho é sinônimo de muitas aventuras.
TIA ANASTÁCIA
TIA ANASTÁCIA Trabalha no sítio da Dona Benta e ajuda a criar Pedrinho e Narizinho, foi também a criadora da irreverente e tagarela boneca Emília. Tia Nastácia é uma espécie de faz de tudo, quituteira de mão cheia, seus bolinhos e rosquinhas de polvilhos são delícias saboreadas pela família e amigos. Além de cuidar dos afazeres domésticos, também é uma excelente contadora de 'causos'.
SACI PERERÊ
SACI Saci é um negrinho de uma perna só, muito peralta que apronta todas as travessuras possíveis no sítio, desde assustar animais no pasto, até assombrar Tia Nastácia. Um dia Pedrinho, orientado por um caboclo, aprendeu que com uma peneira e uma garrafa consegueria prender o Saci, e assim o fez. Com o passar do tempo Pedrinho ficou amigo do Saci, que lhe ensina muitos segredos da floresta, e o solta. Grandes aventuras são vividas no sítio por conta dessa amizade.
PEDRINHO
PEDRINHO Pedrinho é o Neto querido de Dona Benta e o primo querido de Narizinho. Menino educado na cidade tem um grande coração. Destemido, Pedrinho adora passar as férias no sítio, onde vive grandes aventuras na terra do faz de conta, embaladas pelas histórias contadas por Dona Benta, que são sempre regadas com os quitutes de Tia Nastácia.
TIO BARNABÉ
TIO BARNABÉ Tio Barnabé é um caboclo da roça que mora em uma das propriedades do sítio e ajuda Dona Benta cuidando das mais variadas tarefas. Tio Barnabé tem uma grande afeição por Pedrinho, adora um cachimbo e é um sábio no que diz respeito aos segredos da floresta, do folclore e as superstições, tanto que foi ele quem ensinou Pedrinho a prender o Saci na garrafa.
CUCA
CUCA Cuca, uma bruxa velha com cara de jacaré e garras nos dedos. Cuca mora em uma caverna e adora fazer magias e encantos. Essa bruxa nunca dorme, ou melhor, dorme uma noite a cada sete anos e quando fica brava, urra de raiva e seus gritos são ouvidos a distância.
“ QUANTO A MIM, CONTINUO A LER MONTEIRO LOBATO. ELE DEU ILUMINAÇÃO DE ALEGRIA A MUITA INFÂNCIA INFELIZ. NOS MOMENTOS DIFÍCIES DE AGORA, SINTO UM DESAMPARO INFANTIL, E MONTEIRO LOBATO ME TRAZ LUZ.”
CLARICE LISPECTOR
EMÍLIA E VISCONDE
EMÍLIA E SACI PERERÊ
 
 
 
 
 
 
 
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LAJOLO, Marisa, CECCANTINI, João Luis,  Monteiro Lobato Livro a Livro , São Paulo, Edunesp, 2008 AMARILHA, Marly,  Estão mortas as fadas?,  Petrópolis, RJ:Vozes,1997 INTERNET,  www.wikipedia . org www.proportoseguro.blogspot.com www.projetomemoria.art.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulasLendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulas
ancyrainfo2009
 
Monteiro lobato -_O_Saci
Monteiro lobato -_O_SaciMonteiro lobato -_O_Saci
Monteiro lobato -_O_Saci
Tânia Sampaio
 
Tijolóquio
TijolóquioTijolóquio
Tijolóquio
janafricco
 
Plano de hora do conto
Plano de hora do conto Plano de hora do conto
Plano de hora do conto
CMagenis
 
T.d.p
T.d.pT.d.p
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
Jonas Martins
 
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITAMENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
secretaria
 
Chocolate à chuva alice vieira
Chocolate à chuva   alice vieiraChocolate à chuva   alice vieira
Chocolate à chuva alice vieira
mafaldagrego
 
5 caderno do_aluno 1_2009
5 caderno do_aluno 1_20095 caderno do_aluno 1_2009
5 caderno do_aluno 1_2009
Dulcilene Figueiredo
 
Dona dita
Dona ditaDona dita
Dona dita
Rose Silva
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
Maytê Mélo
 
Beatriz
BeatrizBeatriz
O mistério da gata desaparecida
O mistério da gata desaparecidaO mistério da gata desaparecida
O mistério da gata desaparecida
portugalbrasil
 
Uma aventura no porto
Uma aventura no portoUma aventura no porto
Uma aventura no porto
martinma250
 
Lv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 a
Lv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 aLv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 a
Lv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 a
emebdis
 
Atividades sobre Monteiro Lobato 1
Atividades sobre Monteiro Lobato 1Atividades sobre Monteiro Lobato 1
Atividades sobre Monteiro Lobato 1
Arcelino Barbosa
 
Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5
PAFB
 
Atividades sobre Monteiro Lobato 2
Atividades sobre Monteiro Lobato 2Atividades sobre Monteiro Lobato 2
Atividades sobre Monteiro Lobato 2
Arcelino Barbosa
 
Quiz literário menina bonita do laço de fita
Quiz literário menina bonita do laço de fitaQuiz literário menina bonita do laço de fita
Quiz literário menina bonita do laço de fita
Danyelle Hikl
 
Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...
Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...
Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...
Eloí Bocheco
 

Mais procurados (20)

Lendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulasLendas, Contos E FáBulas
Lendas, Contos E FáBulas
 
Monteiro lobato -_O_Saci
Monteiro lobato -_O_SaciMonteiro lobato -_O_Saci
Monteiro lobato -_O_Saci
 
Tijolóquio
TijolóquioTijolóquio
Tijolóquio
 
Plano de hora do conto
Plano de hora do conto Plano de hora do conto
Plano de hora do conto
 
T.d.p
T.d.pT.d.p
T.d.p
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
 
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITAMENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
 
Chocolate à chuva alice vieira
Chocolate à chuva   alice vieiraChocolate à chuva   alice vieira
Chocolate à chuva alice vieira
 
5 caderno do_aluno 1_2009
5 caderno do_aluno 1_20095 caderno do_aluno 1_2009
5 caderno do_aluno 1_2009
 
Dona dita
Dona ditaDona dita
Dona dita
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
 
Beatriz
BeatrizBeatriz
Beatriz
 
O mistério da gata desaparecida
O mistério da gata desaparecidaO mistério da gata desaparecida
O mistério da gata desaparecida
 
Uma aventura no porto
Uma aventura no portoUma aventura no porto
Uma aventura no porto
 
Lv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 a
Lv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 aLv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 a
Lv pronto lucinda 2014 atividade ava fórum 6 a
 
Atividades sobre Monteiro Lobato 1
Atividades sobre Monteiro Lobato 1Atividades sobre Monteiro Lobato 1
Atividades sobre Monteiro Lobato 1
 
Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5
 
Atividades sobre Monteiro Lobato 2
Atividades sobre Monteiro Lobato 2Atividades sobre Monteiro Lobato 2
Atividades sobre Monteiro Lobato 2
 
Quiz literário menina bonita do laço de fita
Quiz literário menina bonita do laço de fitaQuiz literário menina bonita do laço de fita
Quiz literário menina bonita do laço de fita
 
Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...
Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...
Leitura e criação a partir da obra Casa de Consertos de Eloí E. Bocheco ( Mel...
 

Semelhante a Artigo sobre a obra de Monteiro Lobato

Projeto de Leitura e Escrita
Projeto de Leitura e EscritaProjeto de Leitura e Escrita
Projeto de Leitura e Escrita
Maria de Jesus Câmara
 
3408628.ppt
3408628.ppt3408628.ppt
3408628.ppt
EduardoLima522172
 
Monteiro lobato
Monteiro lobatoMonteiro lobato
Monteiro lobato
DeaaSouza
 
Reinações de narizinho
Reinações de narizinhoReinações de narizinho
Reinações de narizinho
Helena Miccichelli
 
Apresentação m lobato
Apresentação m lobatoApresentação m lobato
Apresentação m lobato
denyghost
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
gueste58ca6
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
gueste58ca6
 
Sitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amareloSitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amarelo
OctviodeOliveiraJorg
 
18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]
18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]
18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]
Tatiane Pechiori
 
Adivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_webAdivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_web
GuilhermeRighettiFan
 
Moteiro lobato luiz g.-brendon-vitória-felipe c.
Moteiro lobato luiz  g.-brendon-vitória-felipe c.Moteiro lobato luiz  g.-brendon-vitória-felipe c.
Moteiro lobato luiz g.-brendon-vitória-felipe c.
Octaviodecesare
 
Livro de Cordel Ludocriarte.pdf
Livro de Cordel Ludocriarte.pdfLivro de Cordel Ludocriarte.pdf
Livro de Cordel Ludocriarte.pdf
Glauber Pinheiro
 
Literatura Infantil
Literatura InfantilLiteratura Infantil
Literatura Infantil
hleite
 
27 folclore
27 folclore27 folclore
27 folclore
Joelma Watanabe
 
(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint
(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint
(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint
Antonio Silva
 
Simulado 1 língua portuguesa
Simulado 1   língua portuguesaSimulado 1   língua portuguesa
Simulado 1 língua portuguesa
Etevaldo Lima
 
Manuel da cachaca contos & casos de boteco
Manuel da cachaca contos & casos de botecoManuel da cachaca contos & casos de boteco
Manuel da cachaca contos & casos de boteco
Jader Moreira Almeida
 
A Magia das Aprendizagens
A Magia das AprendizagensA Magia das Aprendizagens
A Magia das Aprendizagens
Maria do Rocio Rodi Gonçalves
 
portugues.doc
portugues.docportugues.doc
portugues.doc
Tuca Digdinilis
 
Fabula.pptx
Fabula.pptxFabula.pptx
Fabula.pptx
AngelaLima43541
 

Semelhante a Artigo sobre a obra de Monteiro Lobato (20)

Projeto de Leitura e Escrita
Projeto de Leitura e EscritaProjeto de Leitura e Escrita
Projeto de Leitura e Escrita
 
3408628.ppt
3408628.ppt3408628.ppt
3408628.ppt
 
Monteiro lobato
Monteiro lobatoMonteiro lobato
Monteiro lobato
 
Reinações de narizinho
Reinações de narizinhoReinações de narizinho
Reinações de narizinho
 
Apresentação m lobato
Apresentação m lobatoApresentação m lobato
Apresentação m lobato
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
 
Sitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amareloSitio do pica pau amarelo
Sitio do pica pau amarelo
 
18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]
18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]
18012180 negrinha-resumo-dos-contos[1]
 
Adivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_webAdivinhe o que_e_folclore_web
Adivinhe o que_e_folclore_web
 
Moteiro lobato luiz g.-brendon-vitória-felipe c.
Moteiro lobato luiz  g.-brendon-vitória-felipe c.Moteiro lobato luiz  g.-brendon-vitória-felipe c.
Moteiro lobato luiz g.-brendon-vitória-felipe c.
 
Livro de Cordel Ludocriarte.pdf
Livro de Cordel Ludocriarte.pdfLivro de Cordel Ludocriarte.pdf
Livro de Cordel Ludocriarte.pdf
 
Literatura Infantil
Literatura InfantilLiteratura Infantil
Literatura Infantil
 
27 folclore
27 folclore27 folclore
27 folclore
 
(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint
(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint
(Atualizado 01) trabalho de hugo powerpoint
 
Simulado 1 língua portuguesa
Simulado 1   língua portuguesaSimulado 1   língua portuguesa
Simulado 1 língua portuguesa
 
Manuel da cachaca contos & casos de boteco
Manuel da cachaca contos & casos de botecoManuel da cachaca contos & casos de boteco
Manuel da cachaca contos & casos de boteco
 
A Magia das Aprendizagens
A Magia das AprendizagensA Magia das Aprendizagens
A Magia das Aprendizagens
 
portugues.doc
portugues.docportugues.doc
portugues.doc
 
Fabula.pptx
Fabula.pptxFabula.pptx
Fabula.pptx
 

Último

apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 

Artigo sobre a obra de Monteiro Lobato

  • 1. UNEB – UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS – DCHT CAMPUS XVI IRECÊ DISCIPLINA: PRÁTICA PEDAGÓGICA I PROFESSORA: KÁTIA LEITE ALUNAS: GICÉLIA GONÇALVES MAURELICE FREITAS JAISSE MENDES NIVERCINA DE SOUZA QUEILA MONIQUE CLÁUDIA MACHADO FRANCISCA SILVA
  • 5. JOSÉ BENTO RENATO MONTEIRO LOBATO Nasceu em Taubeté, interior de São Paulo, no dia 18de abril de 1882. Foi escritor, romancista, jornalista, advogado (promotor público), fazendeiro e editor. De personalidade forte, dizendo sempre o que pensava. É considerado no Brasilo criador do gênero literatura infantil Metade da sua obra é dedicada ao público infantil.
  • 6. As obras mais conhecidas são: O sítio do pica pau amarelo e Urupês (obra-prima) Criou personagens inesquecíveis como: Emília, Visconde de Sabugosa, Dona Benta, Tia Anastácia, Narizinho... Causou polêmica com o personagem Jeca Tatu ( preguiçoso, símbolo do atraso e da miséria que viviam os moradores do campo no Brasil).
  • 7. Participou da política no Brasil. Era um nacionalista convicto. Pioneiro na literatura paradidática, ensinando história, geografia e matemática de forma divertida. Faleceu em 04 de julho de 1948 em São Paulo, capital.
  • 8. OBRA: O SITIO DO PICA PAU AMARELO
  • 11. EMÍLIA Emília a boneca de pano, traquina e irreverente, criada por Tia Anastácia,tem os olhos de retróis preto e sobrancelhas levantadas. Foi Doutor Caramujo que inventou a pílula da fala fazendo com que a boneca virasse uma matraca. Metida a filósofa, Emília acredita que "A verdade é uma espécie de mentira bem pregada das que ninguém desconfia".
  • 13. VISCONDE DE SABUGOSA Um boneco feito de sabugo de milho, com cartola na cabeça. O verdadeiro sábio do sítio que de tanto estudar, um dia, quase morreu empanturrado de álgebra. Seu passatempo é ensinar geografia e geologia para a turminha do sítio. Foi o Visconde que ajudou a descobrir petróleo nas terras do sítio.
  • 15. DONA BENTA Dona Benta Encerrabodes de Oliveira, nome da vó de Pedrinho e Narizinho, dona do Sítio do Picapau Amarelo. Dona Benta é uma expert em geografia, adora contar história para seus netos, que com muita atenção e imaginação ouvem maravilhados.
  • 17. NARIZINHO Narizinho é o apelido carinhoso de Lúcia, neta de Dona Benta. O motivo do apelido foi seu nariz arrebitado. Narizinho ao contrário de Pedrinho, seu primo, morava com Dona Benta no sítio. Já Pedrinho só aparecia no sítio nas férias, dia que Emília contava nos dedos para que chegasse logo, pois a presença de Pedrinho é sinônimo de muitas aventuras.
  • 19. TIA ANASTÁCIA Trabalha no sítio da Dona Benta e ajuda a criar Pedrinho e Narizinho, foi também a criadora da irreverente e tagarela boneca Emília. Tia Nastácia é uma espécie de faz de tudo, quituteira de mão cheia, seus bolinhos e rosquinhas de polvilhos são delícias saboreadas pela família e amigos. Além de cuidar dos afazeres domésticos, também é uma excelente contadora de 'causos'.
  • 21. SACI Saci é um negrinho de uma perna só, muito peralta que apronta todas as travessuras possíveis no sítio, desde assustar animais no pasto, até assombrar Tia Nastácia. Um dia Pedrinho, orientado por um caboclo, aprendeu que com uma peneira e uma garrafa consegueria prender o Saci, e assim o fez. Com o passar do tempo Pedrinho ficou amigo do Saci, que lhe ensina muitos segredos da floresta, e o solta. Grandes aventuras são vividas no sítio por conta dessa amizade.
  • 23. PEDRINHO Pedrinho é o Neto querido de Dona Benta e o primo querido de Narizinho. Menino educado na cidade tem um grande coração. Destemido, Pedrinho adora passar as férias no sítio, onde vive grandes aventuras na terra do faz de conta, embaladas pelas histórias contadas por Dona Benta, que são sempre regadas com os quitutes de Tia Nastácia.
  • 25. TIO BARNABÉ Tio Barnabé é um caboclo da roça que mora em uma das propriedades do sítio e ajuda Dona Benta cuidando das mais variadas tarefas. Tio Barnabé tem uma grande afeição por Pedrinho, adora um cachimbo e é um sábio no que diz respeito aos segredos da floresta, do folclore e as superstições, tanto que foi ele quem ensinou Pedrinho a prender o Saci na garrafa.
  • 26. CUCA
  • 27. CUCA Cuca, uma bruxa velha com cara de jacaré e garras nos dedos. Cuca mora em uma caverna e adora fazer magias e encantos. Essa bruxa nunca dorme, ou melhor, dorme uma noite a cada sete anos e quando fica brava, urra de raiva e seus gritos são ouvidos a distância.
  • 28. “ QUANTO A MIM, CONTINUO A LER MONTEIRO LOBATO. ELE DEU ILUMINAÇÃO DE ALEGRIA A MUITA INFÂNCIA INFELIZ. NOS MOMENTOS DIFÍCIES DE AGORA, SINTO UM DESAMPARO INFANTIL, E MONTEIRO LOBATO ME TRAZ LUZ.”
  • 31. EMÍLIA E SACI PERERÊ
  • 32.  
  • 33.  
  • 34.  
  • 35.  
  • 36.  
  • 37.  
  • 38.  
  • 39.  
  • 40. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LAJOLO, Marisa, CECCANTINI, João Luis, Monteiro Lobato Livro a Livro , São Paulo, Edunesp, 2008 AMARILHA, Marly, Estão mortas as fadas?, Petrópolis, RJ:Vozes,1997 INTERNET, www.wikipedia . org www.proportoseguro.blogspot.com www.projetomemoria.art.br