SlideShare uma empresa Scribd logo
Originalmente para: Das Artes, das Letras – Suplemento Cultural de O Primeiro de Janeiro, 18 de Fevereiro
de 2008.




                                   Sonho no armário
 Um breve olhar sobre a obra de Beatrix Potter um século depois


Ana Margarida Ramos*




                                                      RESUMO

         Texto sobre a obra para a infância de Beatrix Potter, este breve ensaio identifica as principais
         características das publicações da autora inglesa, dando especial relevo à interacção entre texto e
         imagem. A reflexão abrange igualmente a questão da actualidade da obra e da adesão de diferentes
         gerações de leitores, sublinhando a dimensão lúdica dos livros, associada à recriação de situações do
         quotidiano promotoras de reconhecimento e de identificação.




     Com uma obra marcante do panorama literário para a infância, Beatrix Potter
(1866-1943), continua, nos nossos dias, a ser alvo de múltiplas edições e adaptações.
Em Portugal, assistiu-se mesmo, nos últimos tempos, a uma verdadeira redescoberta da
autora e ilustradora inglesa mais divulgada internacionalmente.
     A este sucesso não serão estranhas, certamente, as comemorações do centenário de
publicação de The Tale of Peter Rabbit (1902), assinaladas com exposições de originais da
autora e com a reedição dos seus textos em diferentes línguas. Uma consulta à base de
dados da Biblioteca Nacional portuguesa permite constatar, contudo, que as edições dos
pequenos contos desta autora remontam ao início dos anos 90, por iniciativa da Verbo.
     Em 2007, é publicado, pela Livraria Civilização Editora, o romance “O Mundo
Encantado de Beatrix Potter”, de Richard Maltby, Jr., uma adaptação do guião do filme
com o mesmo título1, dirigido por Chris Noonen, de 2006, que integrou actores como
Renée Zellweger, Ewan McGregor e Emily Watson, despertando, mais uma vez, a atenção
do público português para esta autora e para a sua obra, que recria parte significativa da
biografia da autora inglesa.



* Universidade de Aveiro
1
  Miss Potter, 2006.

                                                                                                                 |1|
Os livros de Beatrix Potter, publicados em Inglaterra entre 1902 e 1930, caracterizam-
se pela edição em pequeno formato, capaz de promover uma leitura individualizada
por parte dos leitores infantis numa fase inicial da sua aprendizagem. A presença de
ilustrações coloridas ao longo da publicação facilita igualmente a leitura ao tornarem a
mancha gráfica muito leve.
      Destaque-se, ainda, do ponto de vista gráfico, a suavidade que ressuma da selecção
cromática das ilustrações, onde abundam as cores claras, criando imagens harmoniosas,
sublinhadas pela opção pela aguarela. A antropomorfização dos pequenos animais
que protagonizam as narrativas está claramente patente nas ilustrações que os recriam
em comportamentos, atitudes e vestuário humanos, promovendo a identificação com
o universo social e familiar dos leitores. Em alguns casos, esses elementos adicionais,
como o vestuário e os acessórios adicionam uma componente humorística às imagens
que os textos também contemplam. O encantamento que as ilustrações promovem, na
actualidade, resulta não só da recriação, com laivos de ingenuidade e de inocência, de
um mundo rural, onde a Natureza e os seus habitantes têm um lugar privilegiado, mas
também de uma certa sugestão de viagem ao passado, pela presença de uma cor local de
ambiência vitoriana. De referir a presença de guardas decoradas, onde surgem ilustradas
as personagens mais emblemáticas criadas pela autora, além de pequenos ornamentos
ilustrativos que povoam muitas das páginas dos livros. O estilo de Potter torna-se de tal
forma marcante que passa a funcionar, até aos nossos dias, como paradigma de uma
certa forma de ilustrar livros para a infância, fazendo escola e encontrando numerosos
seguidores do seu traço fiel e rigoroso, com claras intenções realistas e figurativas. A
preocupação com o pormenor resulta na obtenção de uma expressividade que não passa
despercebida ao leitor infantil, capaz de reconhecer os cenários naturalistas e os heróis
que neles se movimentam.
      Do ponto de vista textual, destaquem-se as óbvias influências do texto fabulístico,
pela forte presença da componente animal, mas sem o moralismo explícito daquele
género. Os textos de Potter valorizam uma componente humorística e lúdica que diverte
o leitor, prendendo a sua atenção à narração de aventuras muito simples, quase ingénuas,
protagonizadas por pequenos animais como coelhos, ratos, rãs, patos, gatos, esquilos,
ouriços e outros e onde se estabelecem diferentes tipos de relações e de interacções.
      O imaginário da autora, povoado de personagens2 como o Coelho Pedrito, o Esquilo
Trinca-Trinca, o Coelho Benjamim, os Ratos Traquinas, a Senhora Ouriço Tira-Nódoas, o
sapo Jeremias, o gato Bernardo Bichano, a pata Patrícia, os coelhinhos Flopsi, Mopsi e
Rabinho-de-Algodão, o gato Ruivo e o cão Pickles, a ratinha Janota e o esquilo Timóteo, é
dominado por influências de uma Inglaterra rural, onde as quintas são pequenos cosmos
cheios vida para quem, como Beatrix Potter, revela um olhar atento e afectuoso perante
o mundo que a rodeia. O recurso à personificação permite reproduzir, para o universo
animal, diferentes jogos de poder que caracterizam a sociedade, recriando alguns tipos
sociais. Elegendo um conjunto alargado de personagens animais para protagonizar


2
 Convém notar que as designações das personagens, assim como de alguns textos, têm sofrido alterações significativas
de acordo com a tradução e/ou edição em português.

                                                                                                                       |2|
aventuras pontuadas pelo humor, resultante de pequenos conflitos ou problemas,
combinando temas muito caros ao público infantil, o narrador aposta numa narração
encadeada sequencialmente que termina com um final feliz.
      Veja-se, por exemplo, a edição recente, pela Livraria Civilização Editora de A História
do Pedrito Coelho (2007) e A História da Pata Patrícia Patanisca (2007). O primeiro dá conta
das complicadas aventuras nas quais Pedrito se envolve, depois de desobedecer à mãe e,
contra as recomendações desta, invadir o quintal do Senhor Gregório, sendo perseguido e
expondo-se a muitos perigos. O regresso à segurança da casa só é conseguido com grande
esforço e depois de alguns sustos. O segundo relata as dificuldades da Pata Patrícia para
conseguir chocar os seus ovos. Roubada pelos caseiros e enganada pela raposa, que se
aproveita da sua ingenuidade, será ajudada e protegida pelo cão da quinta, realizando,
depois de algumas peripécias, o sonho de ser mãe.
      De uma forma acessível, com recurso ao diálogo a intercalar uma narração muito
simples, a autora capta a atenção dos leitores e mantêm-nos presos ao desenrolar da intriga.
Com uma linguagem herdeira da tradição oral e uma apetência por situações risíveis,
Beatrix Potter inaugura um género novo, capaz de combinar as potencialidades do texto
narrativo e das ilustrações que o recriam e complementam, exprimindo, visualmente, o
universo literário que o texto constrói. Mestre na arte de contar histórias, tanto do ponto
de vista verbal como visual, a autora inglesa mantém-se actual, despertando nas crianças
leitoras uma atracção irresistível pela magia dos seus universos ficcionais. O sucesso que
as suas obras conhecem há mais de um século, seduzindo diferentes gerações, assim como
os estudos de que tem sido alvo são a prova do seu lugar inquestionável no universo da
literatura para infância.




Ver também:

 POTTER, Beatrix (2007). Coelho Pedro e Outras Histórias. Mem Martins: Europa-
América, tradução de Maria Mello




                                                                                                |3|

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dom casmurro
Dom casmurroDom casmurro
Dom casmurro
Dodidemais Oliveira
 
Sinopses obras projeto_leitura_11
Sinopses obras projeto_leitura_11Sinopses obras projeto_leitura_11
Sinopses obras projeto_leitura_11
Lurdes Meneses
 
Slide Dom Casmurro
Slide Dom CasmurroSlide Dom Casmurro
Slide Dom Casmurro
clemildapetrolina
 
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro" Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Geovana Pimentel Boalento
 
Catálogo nº14
Catálogo nº14Catálogo nº14
Catálogo nº14
Conceição Norberto
 
Monteiro lobato - a reforma da natureza
Monteiro lobato - a reforma da naturezaMonteiro lobato - a reforma da natureza
Monteiro lobato - a reforma da natureza
Samuel Henriques
 
Catálogo nº20
Catálogo nº20Catálogo nº20
Catálogo nº20
Conceição Norberto
 
Machado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom CasmurroMachado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom Casmurro
Larissa Mascarello
 
Regresso a casa (2)
Regresso a casa (2)Regresso a casa (2)
Regresso a casa (2)
anacristina02
 
85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)
Gisele Parra
 
Reinações de narizinho
Reinações de narizinhoReinações de narizinho
Reinações de narizinho
Helena Miccichelli
 
Apresentação Fábulas - Pedagogia
Apresentação Fábulas - PedagogiaApresentação Fábulas - Pedagogia
Apresentação Fábulas - Pedagogia
paulacod_pedagogia
 
Projeto leitura 10ºano
Projeto leitura 10ºanoProjeto leitura 10ºano
Projeto leitura 10ºano
BibliotecaESDS
 
Dom casmurro slides
Dom casmurro slidesDom casmurro slides
Dom casmurro slides
Gustavo Franco
 
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
Mara Virginia
 
Multiculturiedade
MulticulturiedadeMulticulturiedade
Multiculturiedade
Natalia Pina
 
P.I.L. estrutura
P.I.L.  estruturaP.I.L.  estrutura
Ilse losa
Ilse losaIlse losa

Mais procurados (18)

Dom casmurro
Dom casmurroDom casmurro
Dom casmurro
 
Sinopses obras projeto_leitura_11
Sinopses obras projeto_leitura_11Sinopses obras projeto_leitura_11
Sinopses obras projeto_leitura_11
 
Slide Dom Casmurro
Slide Dom CasmurroSlide Dom Casmurro
Slide Dom Casmurro
 
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro" Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
Ficha de leitura sobre o livro "Dom Casmurro"
 
Catálogo nº14
Catálogo nº14Catálogo nº14
Catálogo nº14
 
Monteiro lobato - a reforma da natureza
Monteiro lobato - a reforma da naturezaMonteiro lobato - a reforma da natureza
Monteiro lobato - a reforma da natureza
 
Catálogo nº20
Catálogo nº20Catálogo nº20
Catálogo nº20
 
Machado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom CasmurroMachado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom Casmurro
 
Regresso a casa (2)
Regresso a casa (2)Regresso a casa (2)
Regresso a casa (2)
 
85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)
 
Reinações de narizinho
Reinações de narizinhoReinações de narizinho
Reinações de narizinho
 
Apresentação Fábulas - Pedagogia
Apresentação Fábulas - PedagogiaApresentação Fábulas - Pedagogia
Apresentação Fábulas - Pedagogia
 
Projeto leitura 10ºano
Projeto leitura 10ºanoProjeto leitura 10ºano
Projeto leitura 10ºano
 
Dom casmurro slides
Dom casmurro slidesDom casmurro slides
Dom casmurro slides
 
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
 
Multiculturiedade
MulticulturiedadeMulticulturiedade
Multiculturiedade
 
P.I.L. estrutura
P.I.L.  estruturaP.I.L.  estrutura
P.I.L. estrutura
 
Ilse losa
Ilse losaIlse losa
Ilse losa
 

Semelhante a Arte8

Aula De Literatura Infantil
Aula De Literatura InfantilAula De Literatura Infantil
Aula De Literatura Infantil
roessencia
 
Contacto março 2014
Contacto   março 2014Contacto   março 2014
Contacto março 2014
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Contacto março 2014
Contacto  março 2014Contacto  março 2014
Contacto março 2014
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aquisições - Biblioteca de Jugueiros
Aquisições - Biblioteca de JugueirosAquisições - Biblioteca de Jugueiros
Aquisições - Biblioteca de Jugueiros
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
João da Ega
João da EgaJoão da Ega
João da Ega
Tomás Pinto
 
Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela
Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela
Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela
SoproLeve
 
Divulgação livros
Divulgação livrosDivulgação livros
Divulgação livros
Claudia_San
 
O conto popular
O conto popularO conto popular
O conto popular
John Vic
 
Contacto 1.º período
Contacto   1.º períodoContacto   1.º período
Contacto 1.º período
Bibliotecas Infante D. Henrique
 
literatura infantil
literatura infantilliteratura infantil
literatura infantil
JAVE DE OLIVEIRA SILVA
 
Literatura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativaLiteratura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativa
Ana Paula Cecato
 
Propostas de leituras 2º ciclo
Propostas de leituras 2º cicloPropostas de leituras 2º ciclo
Propostas de leituras 2º ciclo
bibliotecaprado
 
Contagem de história na educação infantil
Contagem de história na educação infantilContagem de história na educação infantil
Contagem de história na educação infantil
cefaprodematupa
 
J. r. r. tolkien sobre histórias de fadas (1)
J. r. r. tolkien   sobre histórias de fadas (1)J. r. r. tolkien   sobre histórias de fadas (1)
J. r. r. tolkien sobre histórias de fadas (1)
Mariângela Guarani-Kaiowá
 
Boletim Contacto - julho de 2020
Boletim Contacto -  julho de 2020Boletim Contacto -  julho de 2020
Boletim Contacto - julho de 2020
Bibliotecas Infante D. Henrique
 
C:\fakepath\agenda setembro 2010
C:\fakepath\agenda setembro 2010C:\fakepath\agenda setembro 2010
C:\fakepath\agenda setembro 2010
Maria Da Graça Oliveira
 
Boletim Informativo 1
Boletim Informativo 1Boletim Informativo 1
Boletim Informativo 1
Gracinda Maria Pinto
 
Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]
rosariomachado
 
Boletim n.º 2
Boletim n.º 2Boletim n.º 2
Boletim n.º 2
rosariomachado
 
Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]
Biblioteca Idaes
 

Semelhante a Arte8 (20)

Aula De Literatura Infantil
Aula De Literatura InfantilAula De Literatura Infantil
Aula De Literatura Infantil
 
Contacto março 2014
Contacto   março 2014Contacto   março 2014
Contacto março 2014
 
Contacto março 2014
Contacto  março 2014Contacto  março 2014
Contacto março 2014
 
Aquisições - Biblioteca de Jugueiros
Aquisições - Biblioteca de JugueirosAquisições - Biblioteca de Jugueiros
Aquisições - Biblioteca de Jugueiros
 
João da Ega
João da EgaJoão da Ega
João da Ega
 
Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela
Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela
Destaques ! Rede Municipal de Bibliotecas de Palmela
 
Divulgação livros
Divulgação livrosDivulgação livros
Divulgação livros
 
O conto popular
O conto popularO conto popular
O conto popular
 
Contacto 1.º período
Contacto   1.º períodoContacto   1.º período
Contacto 1.º período
 
literatura infantil
literatura infantilliteratura infantil
literatura infantil
 
Literatura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativaLiteratura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativa
 
Propostas de leituras 2º ciclo
Propostas de leituras 2º cicloPropostas de leituras 2º ciclo
Propostas de leituras 2º ciclo
 
Contagem de história na educação infantil
Contagem de história na educação infantilContagem de história na educação infantil
Contagem de história na educação infantil
 
J. r. r. tolkien sobre histórias de fadas (1)
J. r. r. tolkien   sobre histórias de fadas (1)J. r. r. tolkien   sobre histórias de fadas (1)
J. r. r. tolkien sobre histórias de fadas (1)
 
Boletim Contacto - julho de 2020
Boletim Contacto -  julho de 2020Boletim Contacto -  julho de 2020
Boletim Contacto - julho de 2020
 
C:\fakepath\agenda setembro 2010
C:\fakepath\agenda setembro 2010C:\fakepath\agenda setembro 2010
C:\fakepath\agenda setembro 2010
 
Boletim Informativo 1
Boletim Informativo 1Boletim Informativo 1
Boletim Informativo 1
 
Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]
 
Boletim n.º 2
Boletim n.º 2Boletim n.º 2
Boletim n.º 2
 
Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]Boletim n.º 2[1]
Boletim n.º 2[1]
 

Mais de renatotf

English Frashly Juiced - promotion 1
English Frashly Juiced - promotion 1English Frashly Juiced - promotion 1
English Frashly Juiced - promotion 1
renatotf
 
Taormina Sicilia
Taormina SiciliaTaormina Sicilia
Taormina Sicilia
renatotf
 
Texto4 P7
Texto4 P7Texto4 P7
Texto4 P7
renatotf
 
Texto43-Pipn-P7
Texto43-Pipn-P7Texto43-Pipn-P7
Texto43-Pipn-P7
renatotf
 
Texto37b P7
Texto37b P7Texto37b P7
Texto37b P7
renatotf
 
Texto37 P7
Texto37 P7Texto37 P7
Texto37 P7
renatotf
 
Texto37a P7
Texto37a P7Texto37a P7
Texto37a P7
renatotf
 
Texto37c P7
Texto37c P7Texto37c P7
Texto37c P7
renatotf
 
Texto4a P7
Texto4a P7Texto4a P7
Texto4a P7
renatotf
 
Texto31 P7
Texto31  P7Texto31  P7
Texto31 P7
renatotf
 
Texto41-Pipn-P7
Texto41-Pipn-P7Texto41-Pipn-P7
Texto41-Pipn-P7
renatotf
 
Texto42-Pipn-P7
Texto42-Pipn-P7Texto42-Pipn-P7
Texto42-Pipn-P7
renatotf
 
Texto39-Pipn-P7
Texto39-Pipn-P7Texto39-Pipn-P7
Texto39-Pipn-P7
renatotf
 
Texto38 P7
Texto38 P7Texto38 P7
Texto38 P7
renatotf
 
Texto24 P7
Texto24 P7Texto24 P7
Texto24 P7
renatotf
 
Texto20 P7
Texto20 P7Texto20 P7
Texto20 P7
renatotf
 
Texto35 P7
Texto35 P7Texto35 P7
Texto35 P7
renatotf
 
Texto33 P7
Texto33 P7Texto33 P7
Texto33 P7
renatotf
 

Mais de renatotf (20)

Grup4a 1
Grup4a 1Grup4a 1
Grup4a 1
 
English Frashly Juiced - promotion 1
English Frashly Juiced - promotion 1English Frashly Juiced - promotion 1
English Frashly Juiced - promotion 1
 
Home1
Home1Home1
Home1
 
Taormina Sicilia
Taormina SiciliaTaormina Sicilia
Taormina Sicilia
 
Texto4 P7
Texto4 P7Texto4 P7
Texto4 P7
 
Texto43-Pipn-P7
Texto43-Pipn-P7Texto43-Pipn-P7
Texto43-Pipn-P7
 
Texto37b P7
Texto37b P7Texto37b P7
Texto37b P7
 
Texto37 P7
Texto37 P7Texto37 P7
Texto37 P7
 
Texto37a P7
Texto37a P7Texto37a P7
Texto37a P7
 
Texto37c P7
Texto37c P7Texto37c P7
Texto37c P7
 
Texto4a P7
Texto4a P7Texto4a P7
Texto4a P7
 
Texto31 P7
Texto31  P7Texto31  P7
Texto31 P7
 
Texto41-Pipn-P7
Texto41-Pipn-P7Texto41-Pipn-P7
Texto41-Pipn-P7
 
Texto42-Pipn-P7
Texto42-Pipn-P7Texto42-Pipn-P7
Texto42-Pipn-P7
 
Texto39-Pipn-P7
Texto39-Pipn-P7Texto39-Pipn-P7
Texto39-Pipn-P7
 
Texto38 P7
Texto38 P7Texto38 P7
Texto38 P7
 
Texto24 P7
Texto24 P7Texto24 P7
Texto24 P7
 
Texto20 P7
Texto20 P7Texto20 P7
Texto20 P7
 
Texto35 P7
Texto35 P7Texto35 P7
Texto35 P7
 
Texto33 P7
Texto33 P7Texto33 P7
Texto33 P7
 

Último

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 

Arte8

  • 1. Originalmente para: Das Artes, das Letras – Suplemento Cultural de O Primeiro de Janeiro, 18 de Fevereiro de 2008. Sonho no armário Um breve olhar sobre a obra de Beatrix Potter um século depois Ana Margarida Ramos* RESUMO Texto sobre a obra para a infância de Beatrix Potter, este breve ensaio identifica as principais características das publicações da autora inglesa, dando especial relevo à interacção entre texto e imagem. A reflexão abrange igualmente a questão da actualidade da obra e da adesão de diferentes gerações de leitores, sublinhando a dimensão lúdica dos livros, associada à recriação de situações do quotidiano promotoras de reconhecimento e de identificação. Com uma obra marcante do panorama literário para a infância, Beatrix Potter (1866-1943), continua, nos nossos dias, a ser alvo de múltiplas edições e adaptações. Em Portugal, assistiu-se mesmo, nos últimos tempos, a uma verdadeira redescoberta da autora e ilustradora inglesa mais divulgada internacionalmente. A este sucesso não serão estranhas, certamente, as comemorações do centenário de publicação de The Tale of Peter Rabbit (1902), assinaladas com exposições de originais da autora e com a reedição dos seus textos em diferentes línguas. Uma consulta à base de dados da Biblioteca Nacional portuguesa permite constatar, contudo, que as edições dos pequenos contos desta autora remontam ao início dos anos 90, por iniciativa da Verbo. Em 2007, é publicado, pela Livraria Civilização Editora, o romance “O Mundo Encantado de Beatrix Potter”, de Richard Maltby, Jr., uma adaptação do guião do filme com o mesmo título1, dirigido por Chris Noonen, de 2006, que integrou actores como Renée Zellweger, Ewan McGregor e Emily Watson, despertando, mais uma vez, a atenção do público português para esta autora e para a sua obra, que recria parte significativa da biografia da autora inglesa. * Universidade de Aveiro 1 Miss Potter, 2006. |1|
  • 2. Os livros de Beatrix Potter, publicados em Inglaterra entre 1902 e 1930, caracterizam- se pela edição em pequeno formato, capaz de promover uma leitura individualizada por parte dos leitores infantis numa fase inicial da sua aprendizagem. A presença de ilustrações coloridas ao longo da publicação facilita igualmente a leitura ao tornarem a mancha gráfica muito leve. Destaque-se, ainda, do ponto de vista gráfico, a suavidade que ressuma da selecção cromática das ilustrações, onde abundam as cores claras, criando imagens harmoniosas, sublinhadas pela opção pela aguarela. A antropomorfização dos pequenos animais que protagonizam as narrativas está claramente patente nas ilustrações que os recriam em comportamentos, atitudes e vestuário humanos, promovendo a identificação com o universo social e familiar dos leitores. Em alguns casos, esses elementos adicionais, como o vestuário e os acessórios adicionam uma componente humorística às imagens que os textos também contemplam. O encantamento que as ilustrações promovem, na actualidade, resulta não só da recriação, com laivos de ingenuidade e de inocência, de um mundo rural, onde a Natureza e os seus habitantes têm um lugar privilegiado, mas também de uma certa sugestão de viagem ao passado, pela presença de uma cor local de ambiência vitoriana. De referir a presença de guardas decoradas, onde surgem ilustradas as personagens mais emblemáticas criadas pela autora, além de pequenos ornamentos ilustrativos que povoam muitas das páginas dos livros. O estilo de Potter torna-se de tal forma marcante que passa a funcionar, até aos nossos dias, como paradigma de uma certa forma de ilustrar livros para a infância, fazendo escola e encontrando numerosos seguidores do seu traço fiel e rigoroso, com claras intenções realistas e figurativas. A preocupação com o pormenor resulta na obtenção de uma expressividade que não passa despercebida ao leitor infantil, capaz de reconhecer os cenários naturalistas e os heróis que neles se movimentam. Do ponto de vista textual, destaquem-se as óbvias influências do texto fabulístico, pela forte presença da componente animal, mas sem o moralismo explícito daquele género. Os textos de Potter valorizam uma componente humorística e lúdica que diverte o leitor, prendendo a sua atenção à narração de aventuras muito simples, quase ingénuas, protagonizadas por pequenos animais como coelhos, ratos, rãs, patos, gatos, esquilos, ouriços e outros e onde se estabelecem diferentes tipos de relações e de interacções. O imaginário da autora, povoado de personagens2 como o Coelho Pedrito, o Esquilo Trinca-Trinca, o Coelho Benjamim, os Ratos Traquinas, a Senhora Ouriço Tira-Nódoas, o sapo Jeremias, o gato Bernardo Bichano, a pata Patrícia, os coelhinhos Flopsi, Mopsi e Rabinho-de-Algodão, o gato Ruivo e o cão Pickles, a ratinha Janota e o esquilo Timóteo, é dominado por influências de uma Inglaterra rural, onde as quintas são pequenos cosmos cheios vida para quem, como Beatrix Potter, revela um olhar atento e afectuoso perante o mundo que a rodeia. O recurso à personificação permite reproduzir, para o universo animal, diferentes jogos de poder que caracterizam a sociedade, recriando alguns tipos sociais. Elegendo um conjunto alargado de personagens animais para protagonizar 2 Convém notar que as designações das personagens, assim como de alguns textos, têm sofrido alterações significativas de acordo com a tradução e/ou edição em português. |2|
  • 3. aventuras pontuadas pelo humor, resultante de pequenos conflitos ou problemas, combinando temas muito caros ao público infantil, o narrador aposta numa narração encadeada sequencialmente que termina com um final feliz. Veja-se, por exemplo, a edição recente, pela Livraria Civilização Editora de A História do Pedrito Coelho (2007) e A História da Pata Patrícia Patanisca (2007). O primeiro dá conta das complicadas aventuras nas quais Pedrito se envolve, depois de desobedecer à mãe e, contra as recomendações desta, invadir o quintal do Senhor Gregório, sendo perseguido e expondo-se a muitos perigos. O regresso à segurança da casa só é conseguido com grande esforço e depois de alguns sustos. O segundo relata as dificuldades da Pata Patrícia para conseguir chocar os seus ovos. Roubada pelos caseiros e enganada pela raposa, que se aproveita da sua ingenuidade, será ajudada e protegida pelo cão da quinta, realizando, depois de algumas peripécias, o sonho de ser mãe. De uma forma acessível, com recurso ao diálogo a intercalar uma narração muito simples, a autora capta a atenção dos leitores e mantêm-nos presos ao desenrolar da intriga. Com uma linguagem herdeira da tradição oral e uma apetência por situações risíveis, Beatrix Potter inaugura um género novo, capaz de combinar as potencialidades do texto narrativo e das ilustrações que o recriam e complementam, exprimindo, visualmente, o universo literário que o texto constrói. Mestre na arte de contar histórias, tanto do ponto de vista verbal como visual, a autora inglesa mantém-se actual, despertando nas crianças leitoras uma atracção irresistível pela magia dos seus universos ficcionais. O sucesso que as suas obras conhecem há mais de um século, seduzindo diferentes gerações, assim como os estudos de que tem sido alvo são a prova do seu lugar inquestionável no universo da literatura para infância. Ver também: POTTER, Beatrix (2007). Coelho Pedro e Outras Histórias. Mem Martins: Europa- América, tradução de Maria Mello |3|